Tentação

Tentação Eve Berlin




Resenhas - Tentação


20 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Clube do Livro 15/06/2013

RESENHA TENTAÇÃO
O livro, que é o terceiro da Trilogia Luxúria, conta a história de Misha (a amiga de Dylan, que é a personagem principal do primeiro livro) e Connor. Nós conhecemos Misha no primeiro livro, assim como a Dylan ela também escreve contos eróticos, mas esse conhecimento é bemmm superficial. Misha tem traumas em seu passado e devido a isso mantém uma postura arredia a compromissos com homens, sempre preferindo ter encontros casuais. Quando ela vai a Seattle ajudar Dylas com os preparativos para o casamento ela conhece Connor (um amigo de Alec macho rústico..kkkk) e atração é inegável, Connor é lindo, forte e dominador...
Connor sempre se manteve afastado de relacionamentos, ele é divorciado e não quer passar por aquilo novamente, assim como Misha ele tem marcas do seu passado, que o ajudaram a fazer quem ele é hoje, e é arredio a relacionamentos. Mas assim que ele põe os olhos em Misha e surge uma forte atração ele sabe que ela não é como as outras mulheres, submissas, que ele já se envolveu.
Após o jantar Connor e Misha se entregam a tentação e as coisas pegam fogo (esse livro tem mais cenas hots que os dois primeiros... uh lá lá...). Será que eles conseguiram manter as coisas casuais ou abriram mão das defesas que os cercam e se entregarão a esse relacionamento????
Eu adorei o livro.. Misha é durona e não quer ser uma submissa as vontades de Connor mas não há como negar nada a ele (quem negaria???) e Connor é o clássico dom. As cenas são muito calientes e nesse livro vemos mesmo a questão da dominação... do prazer além da dor... de chegar próximo ao limite... (características que ficaram meio escondidas e um tanto sutis nos dois primeiros livros)..
Para os que gostam do gênero... eu recomendo muito o livro... Esse casal é super fogoso e a história e maravilhosa... A Trilogia fechou com chave de ouro.
*****

Confira também a Resenha do livro Luxúria
Confira também a Resenha do livro No Limiar do Desejo

Feito por Tamires Bourbon
comentários(0)comente



AndyinhA 04/08/2013

Trecho de resenha do blog MON PETIT POISON

Eu geralmente não curto séries que a cada livro mudam-se os protagonistas, mas essa era a proposta dessa série, então vamos que vamos. Unindo todos esses casais, temos uma linha bem fraca - na verdade eles são amigos, ficou confuso? Os caras são amigos, eles curtem essa coisa de serem dominadores e as meninas são amigas, um grupo diverso. Achava que fosse melhor ser tudo independente mesmo.

Dos 3 livros, acredito que nesse realmente a autora entendeu o sentido da coisa BDSM e aqui podemos perceber que ela se aprofundou no assunto, não tanto quanto se pesquisarmos na internet ou em programas especializados, mas nos livros anteriores, a coisa se resumia em ser amarrado e curtir sexo forte.

Os dois protagonistas são fortes, eles curtem ter as rédeas de suas vidas e isso foi a maior briga que encontramos. Na verdade, se eu não soubesse que faz parte de uma história que tem mais a ver com sexo do que romances, poderia até achar que é tema clichê de personagens - os dois brigam, gritam, mas na hora H são maravilhosos juntos.

Para saber mais, acesse:

site: http://www.monpetitpoison.com/2013/05/poison-books-tentacao-eve-berlin.html
comentários(0)comente



Eri Guimarães 11/08/2014

Tentação
Bonjour Anges!!

Em mais uma leitura quente na nossa “Pilha do Anjo” temos hoje a conclusão de uma das trilogias que mais receberam atenção por seu diferencial no gênero. Iniciado por Luxuria, tendo como sequencia No Limiar do Desejo a autora Eve Berlin trabalhou a essência do sadomasoquismo, tratando os conceitos sobre esses jogos sexuais com a seriedade que seus praticantes seguem.

Conceitos como subespaço e todas as regras que os dominadores seguem são abordados de uma forma mais profunda. Principalmente no que se refere a parte emocional que a química do corpo acaba despertando.

E é nesse mundo que conhecemos Mischa, uma linda mulher, tatuadora e escritora de contos eróticos. Uma mulher completamente independente, forte, perfeccionista e nada inibida. Mischa sai de San Francisco onde mora e possui um estúdio de tatuagem e vai para Seattle ajudar Dylan, sua melhor amiga, a preparar seu casamento com Alex. Isso mesmo, o casal que protagonizou Luxuria finalmente terão seu desenlace feliz.

No jantar de comemoração ao casamento, Mischa conhece Connor Galloway, um irlandês de olhos verdes e como bom amigo de Alex, um dominador. E essa áurea de autoridade que ele possui acabou por fazer com que Mischa se derretesse e assim os dois se envolvem em um relacionamento casual.

Os dois têm muitas questões pessoais para resolverem entre si. O relacionamento que começou casual para os dois vai tomando um rumo completamente diferente e inesperado o que com certeza acaba os levando a uma mistura de sentimento desoladora.

Tentação foi o livro que mais trabalhou o emocional e toda a química biológica relacionada aos jogos de dominação e submissão. Seus personagens são profundamente machucados e essa superação eleva o nível de drama do livro. Mas, o mais gostoso é que a narrativa não o deixa um livro denso a ponto de ser maçante.

O que sempre gosto dessas séries onde cada livro trata de um casal diferente é ver a evolução dos outros casais e a forma como interagem entre si. É gostoso saber o que final feliz permanece.

As cenas hot de Tentação são de tirar o folego. A exploração dos sentidos sai das paginas e toma conta do leitor. Impossível não se ver envolvida pela leitura. E o Clube BDSM é mais exploração, sanando algumas curiosidades que os outros livros deixaram passar.

Tentação tem um final doce, não apenas para o casal central, mas para os dois anteriores também. É um final de série que mantem o nível e supera as expectativas. Um romance com começo casual e meio caótico, mas com um final feliz.

A trilogia Luxuria é deliciosa de se acompanhar e mais, tira alguns conceitos errôneos que outras séries deixaram. Super recomendo!


site: http://memoriesoftheangel.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Clã 24/04/2014

Clã dos Livros - Tentação
Mischa é uma mulher bonita, tatuadora competente e bem sucedida.

Sua grande amiga Dilan vai se casar e como madrinha, ela vai auxiliá-la em tudo o que precisa para que o casamento seja maravilhoso.

Dilan é protagonista do livro Luxúria, primeiro desta trilogia.

Porém Mischa não esperava conhecer Connor, um artista como ela, que faz ilustrações para empresas de video-games, mas sem exagero...um grande homem!
Lindo, irlandês, com olhos verdes, cabelos castanhos e um gigante de quase 2 metros.
Uauuuuuuu ;)

Os dois sentiram-se atraídos de cara, e sem nenhum constrangimento, combinaram de se encontrar.

"No instante que conhecia um homem, ela sabia se o queria. Não havia rodeios, como parecia acontecer com outras mulheres. Nada de dúvidas. Ela sempre sabia, quando queria alguém. Mas raramente a esse nível absurdo."

Como dominador (nossa esse trio que a Eve Berlin inventou....Ulá, lá), Connor se apossou de Mischa, levando-a para a submissão e despertando seu lado masoquista.

Mischa é desinibida e sente-se bem livre no quesito sexo, já experimentou algumas sacanagens e a submissão leve foi uma delas, mas Connor era bem mais intenso e ela se sentia diferente estando com ele.

"Ela se sentia submissa, pela primeira vez. Sentia um derretimento, um esvaziamento da mente. Num lampejo ela percebeu que era isso que buscava, toda vez que tinha ido a uma boate dessas, com um homem. O que ela havia procurado sem nunca encontrar. Até agora."

Em meio aos preparativos da festa de casamento de seus amigos, os dois vão se envolvendo cada vez mais, porém com históricos traumáticos, nenhum deles sente-se pronto para um relacionamento.
Ela não quer ser como a mãe, uma mulher que sempre sofreu muito por amar os homens e ele pensa que é como o pai, um homem violento que não sabe amar.

A história é gostosa e flui bem, quando vemos já estamos acabando a leitura.
As cenas quentes são bem quentes, com material BDSM. Pra quem curte livros eróticos e o cenário de dominação e submissão, o livro é super indicado.! =)

"- Isso a deixa assustada?
- Não. - Ela sacudiu a cabeça, sem querer admitir. - Não.
Ele sorriu. - Vamos ver se isso é verdade.
- Você parece ter um pouco de prazer com a ideia - disse ela.
Ele sorriu, com os olhos verdes dourados cintilando. - Eu sou um sádico, Mischa.
Isso a fez rir. - Justo."

Apesar do enredo um pouco previsível, atração e amor com ambos resistindo por causa dos traumas vividos, o livro é bom!
Tá bem, tá bem... eu admito...adoro alguns cliclês...por que não? =)

O final do livro foi bem romântico. Adorei!

Na minha opinião esse foi o mais legal dos 3!
Recomendo.

site: http://cladoslivros.blogspot.com.br/2014/04/resenha-tentacao-livro-3-da-trilogia-de.html
comentários(0)comente



Carolina Durães 21/07/2013

Mischa é uma mulher independente que sabe o que quer. Possuí traumas de infância relacionados a abandono e há muito tempo deixou para trás a perspectiva de um relacionamento.

"Mischa Kennon era uma perfeccionista. Em seu trabalho como tatuadora. Como autora dos contos eróticos que havia publicado. Nos cuidados de seus cabelos louros platinados, que ela usava em ondas compridas, passando dos ombros e suas unhas pintadas de vermelho, que ela matinha curtas por conta do trabalho". (p.07)
Connor é um artista conceitual que possuí seus próprios esqueletos no armário. Quando os dois se conhecem no jantar comemorativo de noivado de seus amigos (lembram-se dos protagonistas do primeiro livro?) a química entre os dois é imediata.
O livro é repleto de cenas sensuais e sexuais, debatendo o mesmo assunto dos dois livros anteriores: a dificuldade dos protagonistas em ter um relacionamento.
É uma leitura gostosinha, sem muitas pretensões. Meu único problema com essa trilogia é que desde o início as mulheres se dizem no controle mas é só os homens dizerem "oi" e elas se entregam totalmente. Gostaria de ver um pouco mais de equilíbrio na relação nesse ponto.
Em relação a revisão, diagramação e layout a editora está de parabéns. A capa é linda e combina muito com as outras capas da série.


site: http://www.acordeicomvontadedeler.com/
comentários(0)comente



Jess 07/07/2013

Eve Berlin - Luxúria
Eu pensei que após terminar de ler os três livros desta trilogia eu poderia dizer qual era o meu favorito, mas infelizmente não posso, amei todas as três estórias, cada uma dela tinha sua originalidade incomum.

Acho que Tentação foi a que teve o BDSM menos visado, o primeiro livro e o segundo o BDSM foi mais intenso e explicado, mostrou-me um outro lado desta arte sexual que eu nunca tinha visto, me deixou com mais sede de pesquisa sobre isto e me fez apreciar mais este mundo dos prazeres.

Desta vez temos a estória de Mischa Kennon, amiga de Dylan, a escritora de romances eróticos do primeiro livro, vocês se lembram dela? Lembram-se da Dylan ligando para sua amiga tatuadora? Então, esta é a Mischa. Finalmente temos o tão sonhado casamento da Dylan com o Alec (pelo menos era o que eu esperava, eu amei esse casal) e Mischa foi convocada pela amiga para ajudá-la nos preparativos, mesmo a mulher não sabendo nada de casamento ou relacionamentos, afinal de contas, Mischa passa longe disto, ela teve uma infância conturbada por causa dos homens que entraram e saíram de sua vida... Ou melhor, da vida de sua mãe. Mischa é uma garota traumatizada com seu passado, cresceu vendo sua mãe entre e sair de depressões a cada homem que terminava seu relacionamento com ela e também Mischa e a irmã foram abandonadas por sua mãe diversas vezes (às vezes por dias) porque a mulher estava com um namorado novo.

Logo que coloca os pés em Seattle vai direto a uma festa organizada por Dylan onde estão apenas bons amigos e é em meio a eles que Mischa conhece Connor, ele é um homem bonito, com um rosto forte e um sotaque extremamente sexy; irlandês. Assim como a mulher Connor trabalha no mundo da arte, porém o dele é bem diferente, ele trabalha com desenhos para vídeo games, mas o que realmente gosta de fazer é croquis de carvão em geral ele faz desenhos eróticos, sobre BDSM.

Assim que os dois são apresentados ambos de cara tem uma ligação muito forte, a principio isto é tomado apenas como desejo e eles concordam em se encontrarem, em conversarem sobre isto. Mischa já havia experimentado por vezes a pratica BDSM e por isto ela logo sabe o Connor é sem nem que ele diga e isto realmente a anima para ir pra cama com ela. Ela sabia que as coisas com Connor seriam mais “profissionais”, seria melhor do que ela já havia experimentado em algum clube que frequentava (quando desejava sexo desta forma) em sua cidade, São Francisco.

Eles combinaram que tudo seria apenas curtição, que não haveria qualquer compromisso, mas os dois não contavam com o fato de que ninguém pode mandar no coração. Todos os problemas começam na primeira noite em que ficam juntos, Mischa se vê ficar mais envolvida do que o normal com Connor, os sentimentos dela em relação aquele homem que mal conhece é extremamente confusos. Porém ela tenta arranjar uma explicação e a única que vem é a ligação forte que traz uma relação D/s. Mas mesmo assim isso a deixa desconfortável. Ela tinha medo que quando realmente começasse a ter seções com Connor pudesse percorrer um caminho obscuro e sem volta a qual sempre tentou passar longe.

Como se era de esperar Mischa vai embora antes que Connor possa acordar e horas depois ela recebe sua ligação; ele estava lá para falar com ela e a convence de continuar com aquilo. Mischa se deixa levar e esquecer do que sentiu. Ela não teria tanto tempo assim com ele para se envolver, afinal de contas, tinha que ajudar a Dylan com o casamento além de que estava em Seattle também porque havia recebido uma proposta de sociedade para abrir um estúdio de tatuagem ali com Greyson, o homem em que lhe ensinou a arte da tatuagem, logo no começo de sua carreira ela passou 4 anos trabalhando com ele até que finalmente foi embora e seguiu com sua carreira em São Francisco.

Mas como ninguém manda no coração; Mischa acaba se apaixonando, assim como Connor , quando ambos se dão conta disto eles ficam tão assustados quanto rato encurralado por um gato e isto faz com que comentam coisas se arrependam depois.

É extremamente compreensível que Mischa e Connor fique de tal forma, como eu já falei Mischa crescera vendo o amor destruído de sua mãe e isto a fez desejar algo diferente para sua vida, a fez querer ficar totalmente sob controle do que acontece com ela. Mischa também nunca conheceu o pai, pois este se foi no momento em que descobriu sobre a gravidez da mulher que estava levando para cama, este também foi um dos fatores que a fez criar uma barreira impedindo-se sempre de se envolver de mais com um homem. Já Connor teve uma infância complicada com um pai violento e isto o faz ter medo de ser igual aquele homem, além do mais, ele já teve alguns ataques de fúria que lhe causaram alguns murros na parede.

Se você tem um coração bom que possa aguentar a intensidade das cenas e esta a procura de um livro hot, então este é o livro certo.

site: http://worldbehindmywall.fanzoom.net/
Cintia 14/03/2014minha estante
Jess, se fosse para ter um filme, quais atores e atrizes vc indicaria para as personagens desta trilogia?




Carla Martins 09/03/2015

Péssimo
Mais em: http://leituramaisqueobrigatoria.blogspot.com.br/

Tentação é o terceiro livro da Trilogia Luxúria. Recapitulando os dois livros anteriores, posso dizer que comecei esse terceiro sem qualquer expectativa e/ou esperança de uma leitura melhorzinha. Que drama!

O casal deste livro é composto por Mischa e Connor. Ela é dama de honra de sua melhor amiga, Dylan (a protagonista do primeiro livro), e ele é amigo do noivo. Ela é autora de contos erótico e já apareceu rapidamente no primeiro livro. Ele é irlandês e exala autoridade. Ela tem traumas do passado (cof cof) e por isso não aceita se envolver emocionalmente com ninguém (a mesma ladainha). Enquanto está ajudando a amiga com os preparativos para o casamento, ela se envolve com Connor em um relacionamento ardente e casual. Casual? Será?

O livro me irritou um pouco, assim como o anterior, por conta do jeito brega do mocinho tratar seu par. No livro anterior, a personagem principal era chamada "direto e reto" de menina bonita. Neste, as palavras usadas foram minha garota. E aí eles usam as variações: minha garota, minha safada garota, minha doce garota e por ai vai. Chaaaaaato....mas eu bem acho que é mais incompetência do tradutor em trazer os apelidos para a realidade brasileira do que outra coisa. Tradução ao pé da letra traz prejuízos grandes aos livros às vezes.

O trauma de infância e a dificuldade para assumir um relacionamento sério também são pano de fundo deste volume, assim como no livro anterior. Eu acho um pouco de preguiça da autora, você não acha? Qual a dificuldade de pensar em uma trama pelo menos um pouco diferente?

E o motivo para Connor ter se separado? Juro que ri! Socos na parede? Really???

Ou eu estava bem exigente durante a leitura desta trilogia ou ela é vazia, fraca e não merece o seu tempo. Vai por mim. :)

Essa trilogia tem os seguintes volumes:

- Luxúria
- No limiar do desejo
- Tentação
Hester 15/06/2015minha estante
Eu as vezes penso que as editoras fazem traducao mecanica. Sua resenha me diz que o livro é o mesmo dos outros dois, só mudou os nomes dos personagens. O segundo ´´e para lá de sofrível, este nem vou encarar. A autora esta riscada até mesmo da minha lista negra de autores ruis. Ela é péssima.




Cristina 07/07/2013

Bom. Segue o mesmo tom dos outros dois livros da série. Cenas HOT de tirar o fôlego. A história entre Mischa e Connor se desenvolve sem grandes surpresas mas é um livro legal.
comentários(0)comente



Gabi 24/05/2013

O melhor da trilogia!
“Tentação” é o terceiro e último volume da trilogia erótica Edge da autora Eve Berlin. Essa trilogia aborda o sexo de maneira crua e com toques requintados de sadomasoquismo. Confira aqui no blog a resenha do primeiro volume, “Luxúria”, e também a resenha do segundo volume, “No Limiar do Desejo”.

Misha Kennon é tatuadora na cidade de São Francisco e também escritora de contos eróticos. Uma mulher comum, determinada, independente, sem preconceitos e disposta a vivenciar diversas experiências. Já tivemos um pequeno contato com essa personagem em “Luxúria”. Ela é amiga da Dylan, a namorada do dominador Alec.

Connor Galloway é irlandês (Deve ter um sotaque maravilhoso! Amo sotaques!) e trabalha com designer para games. Ele é um homem maduro e autoritário, é loiro, bonito, charmoso, sexy, cavalheiro, bem resolvido e praticante de BDSM. Amigo de Alec e também frequentador assíduo do clube Pleasure Dome, o clube voltado para praticantes do sadomasoquismo.

Mischa e Connor se conhecem em Sea ttle durante a festa de noivado de Dylan e Alec. Não preciso dizer que a atração entre Connor e Mischa foi instantânea e que o flerte entre eles acabou em uma maravilhosa noite de sexo apimentado com práticas BDSM.

E aí está um grande diferencial entre esse livro e os dois livros anteriores da trilogia! A prática de sadomasoquismo utilizada pelo casal dessa trama não é superficial. Tapas, chicotes, grampos, algemas, venda e tudo que eles têm direito é utilizado. A autora descreve e explica em detalhes as transas do casal e os acessórios utilizados, sem vulgaridade. Posso garantir que a história é quente, selvagem e sensual. Esse é realmente um livro erótico.

Mischa acaba ficando um tempo na cidade de Seattle para ajudar Dylan com os preparativos do casamento. Esse é outro ponto legal neste livro, pois você tem uma ideia de como está a relação dos casais dos livros anteriores. Tanto Alec e Dylan como Dante e Kara fazem parte da história de “Tentação”.

O casal Connor e Mischa possui uma química muito boa. Eles se dão maravilhosamente bem na cama e curtem tudo o que fazem entre quatro paredes e até em público no clube Pleasure Dome. Mas eles queriam apenas sexo casual e não perceberam que em pouco tempo, convivendo e se relacionando, acabaram se apaixonando.

A autora Eve Berlin seguiu o mesmo padrão dos livros anteriores: sexo casual, a descoberta de sentimentos mais fortes, obstáculos e traumas e final tipicamente romantizado. Mas eu achei que ela terminou a trilogia de forma extraordinária. Esse é o melhor livro dos três, o mais erótico, o mais sensual ,o mais tenso e o mais romântico. Isso mesmo, o mais romântico! Todos os personagens são maduros, bem trabalhados e explorados na narrativa. O leitor aprecia do início ao fim uma história consistente, sem falha no roteiro e muito bem escrita. É um romance erótico com linguagem forte, e não restam dúvidas de que cumpre seu papel com perfeição.

Connor e Mischa possuem traumas e dramas no passado, na infância. A autora explorou muito bem o sentimento e as consequências dessas vivências passadas para a personalidade de ambos. O casal trabalha durante a trama diversos sentimentos e não é fácil para nenhum dos dois. E mesmo sendo um romance erótico tenso é bonito ver o casal descobrir o amor, se entender e tentar encontrar felicidade e equilíbrio.

Não sou adepta, nem praticante e nem apreciadora de práticas sadomasoquistas. Porém aprendi a entender e respeitar com a leitura dessa trilogia os casais que usam e abusam do BDSM. Se for consensual e se os envolvidos gostam e sentem prazer está tudo bem. Sobre este ponto de vista a autora também está de parabéns. Eve Berlin desmistifica o sadomasoquismo e faz com que o leitor veja de outros ângulos uma relação entre dominador e submissa. Mesmo os que como eu não gostam e não praticam passam a respeitar e encarar com menos preconceito.

No final fica a certeza de que o amor sempre vence e que os brutos também amam. E que o principal, além do amor, é o RESPEITO.

A Quinta Essência caprichou na capa do livro. O papel, a fonte e a revisão também estão com muito boa qualidade.

Indicado para todos que apreciam romances adultos que explorem de todas as formas, tanto física quanto psicológica, o sexo, os sentimentos e o relacionamento entre as pessoas.

http://www.ilusoesnoturnas.blogspot.com.br/2013/05/resenha-tentacao-eve-berlin-quinta.html
comentários(0)comente



Ale 01/06/2013

Incrível como a criatividade da autora não melhora.
Ok. Parei. Eve Berlin não leio mais seus livros.
Não consigo me apegar a história e pulei VÁRIAS páginas que se repetem.
Hester 15/06/2015minha estante
Ela nao repete várias páginas. Ela repete o livro inteiro:-)))
Assim como vc, esta autora nao leio mais.


Fran 19/08/2015minha estante
Concordo com vc. Todas as histórias se repetem. è um círculo sem fim! hahaha




Raquel Comunale 11/11/2016

O livro começa narrando a chegada de Mischa, uma tatuadora bem-sucedida, no jantar de noivado de sua melhor amiga, Dylan. Dylan e Alec foram o foco do primeiro livro da série, Luxúria. Mischa é uma mulher independente que evita relacionamentos sérios e quer distância de homens para um compromisso, mas quando conhece Connor suas antigas decisões mudam. Connor é amigo de Alec, ou seja, também é um dominador. A atração entre Mischa e Connor é imediata e logo após o jantar de noivado a relação deles começa a esquentar.

O último livro da série tem a mesma temática dos anteriores: duas pessoas se encontram, o cara explica que é um dominador, a mulher topa participar, eles começam a se apaixonar e rola uma crise existencial. Achei muito batido a autora usar exatamente a mesma coisa nos três livros. No segundo livro da série, No limiar do desejo, eu tinha gostado bastante de Kara e Dante, que felizmente também são mencionados no último livro da série. Em Tentação eu não consegui me afeiçoar ao casal principal, fiquei mais empolgada com o casamento de Dylan e Alec do que com a crise existencial dos outros dois.

Achei bem bacana a autora juntar os três casais no último livro e encaminhar um final para eles. Muito sábio decidir fazer uma trilogia... lançar mais um livro com o mesmo enredo ficaria extremamente batido.

site: http://desencontre.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Priscila 29/12/2013

"Ela conheceu, pela primeira vez, a beleza de pertencer a alguém"
Dos 3, acho que "Tentação" é o que deixa mais evidente esse momento de troca de costume, do dominador ao apaixonado. Igualmente para mocinha, com a diferença que ela caí nas graças da paixão mais rápido e sua grande guerra é tentar esconder.

site: www.tellmepcs.blogspot.com
comentários(0)comente



Zilda Peixoto 09/05/2013

Tentação
Em Tentação, a americana Eve Berlin encerra com “louvor” uma das melhores séries de romances eróticos dos últimos tempos.
Luxúria já havia me fascinado de tal forma que não imaginei que Eve Berlin pudesse me surpreender, já que No Limiar do Desejo ficou dentro da média. A história de Dante e Kara não fora uma das melhores.

Seria praticamente impossível não citar e comparar Tentação com os volumes anteriores da série. Assim como em Luxúria e No Limiar do Desejo, Eve Berlin construiu um cenário onde o desejo e a sensualidade dominam a narrativa. Porém, no caso de Tentação a autora conseguiu estabelecer uma harmonia entre os personagens. É importante frisar que as histórias são independentes, pois cada volume aborda o relacionamento de um casal diferente.

O casal em foco dessa vez é Mischa Kennon e Connor Galloway. Mischa e Connor são amigos em comum do casal Dylan e Alec (protagonistas do primeiro volume Luxúria). Mischa está a caminho de Seattle para o casamento de sua amiga Dylan e durante um jantar ela conhece Connor.

Connor é amigo de longa data de Alec e também frequenta o clube de BDSM Pleasure Dome, ou seja, Connor é um típico dominador. Mischa é tatuadora e mantém um estúdio chamado Thirteen Roses na cidade de São Francisco e, Connor trabalha fazendo projetos de games para grandes empresas.

Assim como nos volumes anteriores a aproximação do casal ocorre rapidamente. A autora não é de enrolar. Mischa e Connor sentem-se atraídos assim que se conhecem e a partir daí começam a se relacionar. Porém, a autora sabe como ninguém criar personagens diferentes e muito envolventes. A premissa da história é semelhante a outras. Mischa e Connor não conseguem controlar o desejo que sentem um pelo outro, porém ambos carregam traumas que dificultam o relacionamento.

A grande diferença é que em Tentação os personagens alcançaram a maturidade. Apesar do aparente desequilíbrio emocional, tanto Mischa quanto Connor são personagens bem construídos. Nada de firulas e questionamentos vazios. Em Tentação, Eve Berlin desconstrói a máxima que todo romance erótico segue a mesma fórmula, que na verdade tudo se resume ao sexo, apesar de cometer tal deslize em No Limiar do Desejo.

Mischa e Connor protagonizam diálogos fundamentais para o bom desenvolvimento da narrativa. O casamento de Dylan e Alec e a inserção do casal Dante e Kara( protagonistas de No Limiar do Desejo) colaboram para que a história tenha uma identidade. A participação de Dante e Kara é muito pequena, mas fortalecem o laço de amizade estabelecido desde o início da série.

Outro ponto positivo e essencial para o sucesso da narrativa foi a abordagem sobre o papel do dominador na relação do casal. Em No Limiar do Desejo, a autora utilizou uma linguagem muito didática para inserir o leitor no universo do sadomasoquismo. Em Tentação, essa relação é construída naturalmente, já que Mischa e Connor compartilham dessa experiência.

Dentre todos os personagens criados pela autora, Mischa é a melhor representada pelo sexo feminino. Bem resolvida financeiramente e sexualmente, Mischa não têm pudores. Não tem vergonha de absoltamente nada e se entrega ao desejo sem pestanejar. E como não destacar a desenvoltura do nosso protagonista? Connor é sedutor, lindo e selvagem, MUITO selvagem. Com isso ele conquista merecidamente o primeiro lugar como melhor macho-alfa da trilogia.

A escrita de Eve Berlin é deliciosa. A autora envolve o leitor facilmente com sua narrativa fluída. Eve abusa da sensualidade, descrevendo com detalhes as cenas de sexo, sadomasoquismo e submissão sem fazer uso da vulgaridade. E vai além, construindo um perfil psicológico de cada um dos personagens com desenvoltura.

Tentação é um livro extremamente erótico e doce ao mesmo tempo. Neste último livro a autora conseguiu estabelecer um equilíbrio entre o erotismo e o romantismo. Mischa e Connor é o casal mais perfeito da trilogia. O final do livro é previsível, porém fascinante. Recomendo a leitura de todos os volumes e elejo Tentação como o melhor livro da trilogia.
comentários(0)comente



Ká Guimaraes 22/08/2013

Resenha feita pela Carolina Durães
Mischa é uma mulher independente que sabe o que quer. Possuí traumas de infância relacionados a abandono e há muito tempo deixou para trás a perspectiva de um relacionamento.
"Mischa Kennon era uma perfeccionista. Em seu trabalho como tatuadora. Como autora dos contos eróticos que havia publicado. Nos cuidados de seus cabelos louros platinados, que ela usava em ondas compridas, passando dos ombros e suas unhas pintadas de vermelho, que ela matinha curtas por conta do trabalho". (p.07)
Connor é um artista conceitual que possuí seus próprios esqueletos no armário. Quando os dois se conhecem no jantar comemorativo de noivado de seus amigos (lembram-se dos protagonistas do primeiro livro?) a química entre os dois é imediata.
O livro é repleto de cenas sensuais e sexuais, debatendo o mesmo assunto dos dois livros anteriores: a dificuldade dos protagonistas em ter um relacionamento.
É uma leitura gostosinha, sem muitas pretensões. Meu único problema com essa trilogia é que desde o início as mulheres se dizem no controle mas é só os homens dizerem "oi" e elas se entregam totalmente. Gostaria de ver um pouco mais de equilíbrio na relação nesse ponto.
Em relação a revisão, diagramação e layout a editora está de parabéns. A capa é linda e combina muito com as outras capas da série.
Espero que tenham gostado da resenha.
Aguardo comentários.
Beijos
Carol

site: http://www.acordeicomvontadedeler.com/2013/08/resenha-tentacao-trilogia-luxuria-livro.html
comentários(0)comente



20 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2