Yasmin

Yasmin Helena Solon
Helena Solon




Resenhas - Yasmin


3 encontrados | exibindo 1 a 3


Rose 28/12/2019

Yasmin acorda em um hospital após um acidente que a deixou em coma por 15 dias.

O pior mesmo é acordar sem lembrar de nada, nem mesmo de seu nome.

Sozinha, ela conta com a solidariedade das enfermeiras e do Dr. Bryan, que além de lhe salvar a vida, também tem lhe chamado atenção de uma forma particular...

Ainda sem lembrar de nada do seu passado, Yasmin volta para sua família e ao lado dela tenta entender quem era a moça que todos lembram e conhecem, menos ela.

Sua personalidade forte, brincalhona e de língua afiada não parece ser a mesma descrita por sua família. Nem a mesma que mobiliou seu apartamento ou comprou suas roupas. Era como se ela fosse duas pessoas totalmente diferentes.

Com paciência, aos poucos ela vai relembrando seu passado. Um passado que vai trazer muita vergonha e sofrimento, mas também que a deixará livre de um peso que seu coração carregava.

Mais forte e dona de si mesma, ela vai reconstruir sua vida, mas o destino ainda vai reservar para esta jovem moça alguns altos e baixos.

E quando ela já estiver desacreditada do amor, um homem vai lhe ensinar que tudo tem seu tempo certo de acontecer.

Foi meu primeiro contato com o trabalho da autora, e apesar do mote da história ser muito bom, achei que a narrativa foi ao mesmo tempo que corrida meio que repetitiva. O fato de todo homem que ela conhecia, acabava se apaixonado e ele por ela, também não ajudou muito. Fora que em algumas partes achei Yasmin bem grossa, e até sem motivo para ser. Tentei relevar por conta das rasteiras que ela tomou, mas tinha coisas que não fazia sentindo.

Enfim, não foi um dos melhores livro que li este ano, mas pretendo ler outros da autora.
comentários(0)comente



Silvia.Souza 22/12/2017

Muito chato
Nossa que livro chato!!! Primeiro que essa Yasmim é a personagem mais chata e mais grossa que eu já tive a oportunidade de conhecer... Segundo que o livro é cheio de detalhes insignificantes... A narrativa ficou extremamente maçante... Sequer consegui terminar de ler... Definitivamente não recomendo a leitura...
comentários(0)comente



Mari 08/09/2013

Yasmin | Sem Querer me Intrometer
A narrativa de Yasmin começa quando a personagem principal desperta, de um coma, em um hospital sem se lembrar de nada que tenha vivido antes daquele dia. As primeiras páginas do livro mostram, em primeira pessoa, o desespero e sofrimento de Yasmin ao perceber que não se lembra quem é.
A protagonista da estória passa seus dias de internação tentando fazer adivinhações sobre sua vida, quando finalmente seu médico (e protetor!), Brayan, descobre onde está a família da jovem.

Sendo informados por Brayan sobre a localização da garota, sua mãe, Iara, e seu pai, Vitor, vão encontrá-la. Nesse ponto da estória que Yasmin começa a descobrir um pouco mais sobre sua vida.
Seus pais lhe contam algumas coisas sobre sua rotina antes do acidente, porém não sabem detalhes, porque Yasmin costumava ser muito distante de sua família. Vitor e Iara, também, apresentam-lhe seu irmão, Pablo, e seu noivo, Igor (por quem Yasmin tem, desde o primeiro momento, uma raiva e nojo inexplicáveis).

A partir de então, começamos a acompanhar, assim como em um diário, todos os dias de Yasmin em sua redescoberta sobre sua antiga vida. Somos apresentados a novos personagens, novas rotinas e principalmente, novas dúvidas sobre como a vida da protagonista funcionava antes do acidente.

Confesso que ao começar a ler o livro, minha má interpretação sobre o gênero do mesmo me deixou um pouco confusa. Ao contrário do que pensava, Yasmin não trata-se de uma estória de mistério, e sim de um chick lit romântico com uma pitada de surpresa.

O livro tem foco nos envolvimentos e desilusões românticas de Yasmin antes e depois do acidente, e principalmente, nas mudanças de personalidade que a garota sofreu após ter tido sua vida por um fio.
Acompanhamos também algumas situações que exigem resposta: Por que Yasmin abomina tanto seu noivo, Igor? Quem pode tê-la levado ao hospital? Onde estaria a pessoa que salvou-lhe a vida?

Na minha opinião, o grande ponto forte do livro é que Yasmin é uma personagem extremamente verdadeira. Ao contrário de muitas mocinhas idealizadas que encontramos nos livros românticos, Yasmin tem, sim, defeitos! Diversas vezes, na estória, os personagens se referem à ela como "mulher com o gênio do cão".
A personagem principal comete erros, tem crises de descontrole e mostra-se totalmente natural, humana, normal.

Por outro lado, acredito que um ponto fraco do livro é que Helena não explora tanto as situações de mistério quanto eu achei que exploraria. Em alguns momentos, a estória fica "morna".

A leitura de Yasmin é simples, pois contém linguagem leve e casual. Os personagens são muito bem trabalhados e contrastantes entre si, o que torna toda a estória muito mais interessante.
A única coisa que atrapalha é o fato de o livro conter um capítulo único, o que dificulta a marcação de leitura.


site: http://www.semquerermeintrometer.com
Cris Aragão 19/10/2013minha estante
Não conhecia o livro ainda ma parece bacana.




3 encontrados | exibindo 1 a 3