A Outra Sombra

A Outra Sombra Max Moreno




Resenhas - A Outra Sombra


16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


José Igor 25/10/2014

E se você descobrisse que a morte é só um detalhe?!
A outra sombra é um livro bastante humano e ao mesmo tempo muito sobrenatural.
Confesso que não esperava algo tão emocionalmente marcante.

A história se inicia com um grave acidente de automóvel, onde aparentemente, o único sobrevivente é um rapaz chamado Vinicius. Preste bem atenção, eu disse: "aparentemente". Depois disso, ele é levado a um mundo diferente, na verdade, não é um mundo diferente, é uma maneira diferente de presenciar as coisas invisíveis aos nossos olhos, e sim, aqui neste mundo mesmo, nesta dimensão. Essa ideia, basicamente, nos leva a crer que "não estamos sozinhos".

No entando, não é sobre fantasmas que o livro relata (embora hajam espíritos como personagens), é sobre o íntimo de cada ser humano. O que se passa em seus corações? Quais as suas histórias e conquistas? E suas mentes? Como elas reagiriam se colocadas em situações críticas? (Críticas meeesmo!).

Vinicius, o nosso querido "espectador-anjo", é agraciado/amaldiçoado com missões, onde irá enfrentar desafios e encarar seus próprios medos, somados às angustias de cada personagem. Sem muito saber qual sua missão naquele exato momento, ele passa a observar a vida de cada indivíduo por um ângulo que expõe, de maneira clara, os sentimentos aguçados, estes, que os levam à loucuras.

Você irá clamar por justiça no caso da garotinha Juliana. Dividirá suas raivas com seus pais, Marcelo e Caroline, e odiará o malfeitor com todas as suas forças literárias!

Sua angústia aumentará quando conhecer Dona Cema, uma senhora que passa por uma grave doença terminal, que te levará ao limite da fé. Andará com ela e seus filhos, por diversos acontecimentos em sua vida, e ansiará por um milagre!

Odiará Jorge Alfredo, um rapaz intolerante e que se mostra muito agressivo ao menor sentimento de raiva, no entanto, no decorrer de sua história, Estefânia, sua esposa, lhe dá uma notícia que o mudará completamente, e você perceberá o quanto o ser humano pode mudar quando realmente deseja e econtra um objetivo. Porém, a vida real é cruel. E a partir de determinado ponto, a loucura misturada à essência humana, toma posse de todos os sentidos da pessoa, ensandecida por vingança, levando-a a extremos!

Vinicius descobre, de formas diferentes, quais são suas missões em relação a essas pessoas, descobrindo o lado oculto de cada verdade.

Um livro humano, onde os personagens podem ser qualquer um. Você, seu vizinho, um amigo, um parente, conhecido ou seja lá quem for, com heróis do dia-a-dia enfrentando batalhas cotidianas. E sobrenatural, porque você sente na pele e na alma, sensações boas e perturbadoras. Um livro que te leva a refletir muito, principalmente no final, onde você é bombardeado com questões inquietantes!

Concluindo: uma leitura diferente de todas que já li, inspiradora, e que me deixa cheio de orgulho, pois é do autor nacional Max Moreno, isso significa que temos talentos brasileiros que valem muito a pena. Deixo aqui os meus parabéns ao autor, e meus votos de sucesso!

Leiam, recomendo muito!!!
comentários(0)comente



Aline Rodrigues 20/10/2014

A Outra Sombra - Max Moreno
"Não há bondade se ação; e não há ação sem coração... É preciso que haja satisfação em se doar sem esperar nada em troca."

O autor com palavras simples trata de temas fortes, marcantes. Durante a leitura muitas vezes precisei parar para meditar ou simplesmente para respirar.

Um livro reflexivo, sobre escolhas e suas consequências, uma leitura atemporal que em cada releitura podemos aproveitar algo diferente. Uma história que te tira da zona de conforto, quando você passa acreditar que mais nada pode mexer com seus sentimento vem o desfecho arrepiante.
______________________________________________________________
Confira a Resenha completa no meu Blog:

Relíquias
http://reliquiasaline.blogspot.com.br/

site: http://reliquiasaline.blogspot.com.br/2014/10/livro-outra-sombra.html
comentários(0)comente



Lourdes 24/07/2014

A Outra Sombra
LIVRO: A OUTRA SOMBRA
ESCRITOR: MAX MORENO
RESENHA FEITA POR: KAINAN LUMERTZ
PRIMEIRA RESENHA DE KAINAN

Vinicius sofreu um grave acidente e se depara com a morte,agora
vai ter que entrar em um mundo de enigmas e terá que soluciona-los.
Entre eles:
- O mistério de Marcela,onde sua filha Juliana foi parar,desapareceu brutalmente.
- O Milagre de dona Cema, viúva de dois maridos e sofre de câncer
em caso crítico.
Vinicius enfrentará mistérios, crimes, romances, entre tantas reações e emoções.
A Morte é apenas um começo.
Um livro de muitas emoções, amor, ganância etc...
Empolgante e de dar nos nervos.
A OUTRA SOMBRA é um livro ótimo, com muitos mistérios e crimes, uma excelente leitura.
Eu hiper indico para quem quer viver aventuras assim como eu
Lourdes 24/07/2014minha estante
Resenha muito bem feita. amei




dih_san 18/06/2014

Intrigante, Impactante e Cativante

“Você é o que é, e nada mais. A sua essência é o que conta.” (p.23)

Mortes, milagres, mensagens e gotas de esperança são alguns dos componentes que se misturam nesta incrível jornada de Vinícius em sua missão após um acontecimento que marca sua vida para sempre.

“Algo dentro de mim alertava-me para o pior” (p.28)

Vinicius é um garoto como todos os outros que se encontram no nosso dia dia, carregado de sonhos, desejos e de vitalidade vive com seus pais em uma cidade do Paraná. Até que um trágico acontecimento marca sua vida para sempre o levando a ver o outro lado da vida humana.

“O amor é um campo minado onde a felicidade e a profunda decepção andam lado a lado.” (p.112)

Desde então ele recebe uma missão que pouco a pouco vai sendo revelada nos transportando para o lado mais sombrio da humanidade e ao mesmo tempo nos mostrando que por traz de tais sombras sempre
encontramos uma luz que brilha mais intensamente.

“O impossível não existe quando se tem a famosa fé inabalável” (p.147)

Suas missões nos levam a ter um contato com as mais diversas brutalidades e belezas da nossa realidade. Em cada missão nosso jovem protagonista deve realizar algo. A questão é: Como deve ser realizado e quando?

“Concentre-se! Todos nós sentimos medo diante do desconhecido, mas o segredo é manter sempre a humildade e a disposição em aprender” (p.145)

Narrado em primeira pessoa o livro nos cativa a cada página de uma forma extraordinária. Com uma narrativa incrível, Max nos transporta para o mais sombrio lado da realidade humana em seu livro, levando nos a refletir sobre a importância de nossas vidas de uma forma
natural e impactante.

“Todas as pessoas tem sua missão a cumprir aqui na terra.” (p.144)


site: http://livrosegrafias.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Mandy 23/05/2014

A Outra Sombra

É com muita alegria que resenho esse livro, pois é mais um livro nacional de qualidade, prendendo sua atenção do início ao fim.
O livro é narrado em primeira pessoa, e que nos conta a história é o protagonista Vinícius, a escrita é clara e objetiva, e a leitura extremamente viciante, pois mal conseguia por o livro de lado. A narrativa começa com um acidente de carro envolvendo Vinícius e seus amigos, infelizmente todos morrem, mas algo diferente acontece com o espírito de Vinícius, pois ele não parte da Terra, mesmo como espírito, e ele não entende o porquê dessa situação. O que parecia ser o final do caminho, acaba-se tornando o início de uma nova caminhada.
Com o tempo ele descobre que precisa cumprir determinadas missões, antes de partir para outro plano espiritual.
Em cada nova missão, Vnícius precisa ajudar uma pessoa diferente, passando, então a conhecer a jornada da vida de cada um, dando aos leitores a oportunidade de conhecermos muitas histórias de vida e a jornada de cada um, e a jornada de cada um que Vinícius encontra em sua própria jornada. A cada missão concluída, somos convidados a refletir sobre alguma Lição e acabamos, aprendendo algo com ela para as nossas próprias vidas.
Me compadeci com a triste história de Juliana de apenas dez anos.

"A minha missão ali, era transmitir ao pai da pequena Juliana que a morte definitivamente, não é o fim, mas o começo de uma nova história..." (pág 100)

Me emocionei com a história de Dona Cema, que se mostrou merecedora da bênção que recebeu. Faz-se mister colocar aqui um trecho sobre a vida de Dona Cema.
"Ás vezes ela tinha a impressão de que o espaço de tiques-taques do relógio aumentara consideravelmente. Esse era um sinal de que um dos maiores temores da chamada velhice a havia alcançado: a solidão. Uma das grandes vilãs da humanidade aos poucos se tornava íntima de Dona Cema" (pág.112)

Gostei muito de ter lido esse livro, e creio que ele apareceu em minha vida na hora certa, não foi à toa, pois esse é um tipo de livro que quer passar uma mensagem, um algo a mais, para pensarmos, refletirmos e agirmos.É um livro simples, mas não menos encantador e profundo.
Enfim, recomendo esse livro, a quem está disposto a aprender esse esse "algo a mais".
comentários(0)comente



Diana Canaverde 28/02/2014

Bom essa resenha está sendo muito difícil de fazer, porque esse livro é um misto de histórias que o protagonista vive com uma missão após a sua morte. Confesso que fiquei meio tensa em ler esse livro, porque quando comecei percebi que embora tenha um pitada de sobrenatural não era o tipo de leitura a qual eu estava acostumada, mas fui em frente, porque a sinopse me chamou a atenção e minha curiosidade quando bate não tem quem segure. (risos)

Eu li esse livro em quatro dias, pois é um livro de poucas páginas, mas com histórias que mexem com você, pois são histórias tirando a parte sobrenatural em si, são história de uma vida cotidiana e que infelizmente acontece e por muitas vezes fechamos os nossos olhos porque ver essas coisas tristes e brutal que o ser humano ou uma doença é capaz de fazer chego a ter arrepios.

O livro é narrado em primeira pessoa e o personagem é o Vinicius um adolescente que tinha uma longa vida pela frente, mas que essa foi cortada junto com a de seus dois amigos pelo destino. Assim que sofreu o acidente Vinicius se viu sendo observado por dois homens altos e depois os mesmos se aproximaram dele e explicou que ele estava morto e que ele tinha sido escolhido para cumprir algumas missões para que talvez seguisse o seu caminho. Eles explicaram que embora estando mortos não eram anjos e nem demônios e aquilo deixou Vinicius inicialmente confuso, mas quando foi jogado para cumprir a sua missão foi aprendendo e entendo que sentido seria aquilo tudo.

-Por favor, eu só quero ver o objeto - disse ele num tom paternal. - É muito importante para mim.
Sara cedeu. Estendeu o broche na direção do homem à sua frente. Os olhos temerosos de Marcelo percorreram cuidadosamente o objeto. Ao visualizar a parte de trás, conteve as lágrimas. Com o polegar, acariciou ternamente as letras que se revelaram aos seus olhos com a mesma intensidade de uma lança a transpor-lhe o coração.

A história narrada por Vinicius mostra que ele consegue ler os pensamentos das pessoas e quando descobre o que é sua missão acontece tipo um dejavú do porque ele deveria estar ali naquele momento crucial nos acontecimentos, é como se ele fosse o telespectador de uma história para que nós como leitores entendêssemos o porque dele estar ali exatamente naquele lugar e naquele momento. Ele nos mostra a história da pequena Juliana e do que aconteceu com ela e até que ponto a brutalidade humana é capaz de ultrapassar os limites da razão por desejos obscuros e doentio. Eu chorei muito com essa história e não porque eu sou totalmente emotiva ao extremo, mas porque, bom se eu continuar eu vou terminar contando tudo. O que posso dizer que a história da Jú, foi a que mais me tocou, porque ela além de ser uma criança inocente, tinha uma felicidade irradiante e adorava desenhar e tinha um verdadeiro talento.

A segunda história nos mostra a querida senhora Cema, uma viúva que perdeu seu marido em um acidente trágico e ficou perdida por um tempo até conhecer um novo amor e perdê-lo após uns anos morto em um assalto, quando Vinicius descobriu que ela era uma de suas missões ele se empenhou no que ele pôde porque apesar de tudo ele ainda não tinha nenhuma experiência e as coisas eram mostradas de uma forma que ele sabia o que tinha que fazer como se uma voz soasse aos seus ouvidos. E mais uma vez viajei no decorrer da história de Cema que foi de luta, uma mulher corajosa e destemida muitas vezes.

Às vezes, durante horas, a velha senhora se entregava às recordações, como se pudesse viajar no tempo, quinze ou vinte anos atrás, onde se deparava com os filhos ainda crianças. Via-os no momento em que se reuniam à mesa para as refeições. Sorria e, num estalo, voltava ao presente.

A terceira história fala de um homem que desde criança vive atormentado por vozes obscuras que sopram em seu ouvido, ele cresce e apronta algumas coisas, mas quando o amor chega ele melhora um pouco, mas nem tudo é tão perfeito assim. Vinicius ainda não sabe o porque está ali, e por mais que acompanhasse toda a história de Jorge ainda não sabia o intuito, mas claro que se você leitor ler essa história poderá descobrir o real sentido dele estar ali.

Enfim foi uma leitura que me entristeceu com algumas situações e me fez refletir e muito em outras. Ah histórias contadas mexeram comigo porque são coisa que as vezes procuro não ver, mas que está em todos os lugares e que acontece com determinadas pessoas e muitas vezes perto de nós e não sabemos lhe dar com a situação e nem saber como agir para ajudar, as vezes uma dor é tão forte que ultrapassa até os limites de nossa sanidade. Esse livro me transportou para isso, foi a minha visão, não sei se foi exatamente isso que o autor parceiro Max Moreno quis passar, mas foi isso que senti.

Bom eu recomendo esse livro para quem gosta desse tipo de história, eu ainda não consegui definir o que poderia ser realmente, mas é como se fosse dilemas com determinadas pessoas e que um espirito escolhido estivesse ali para auxilia-los. Vou falar a verdade o livro não me deu encantamento e aquela empolgação de ficar sem ar, mas me mostrou histórias que me fizeram pensar melhor no meu próximo e que a gente não conhece os coração das pessoas e que a maldade pode estar em qualquer lugar até ao seu lado, assim como a bondade é como se andassem lado a lado e se debatendo para ver quem prevalece.

O livro tem folhas brancas e letras médias bem distribuídas de uma forma que você consegue ler bem mais rápido. A diagramação não é muito boa, mas não perde a qualidade do livro. A capa é muito bonita, gostei da fonte e da cruz no lugar do 'T' e essa vela deu um charme e confesso que foi o que mais me chamou atenção na escolha do livro e depois a sinopse.
comentários(0)comente



Paula Juliana 15/02/2014

Resenha: A Outra Sombra - Max Moreno

''Lembrei-me da ternura sempre presente nos olhos de minha mãe. A paz e a suavidade transmitida naquele olhar valiam mais do que mil palavras. Sua maneira de olhar e de falar me transporta para um mundo mágico, onde nada podia me atingir. Uma fortaleza, longe de anjos e demônios, onde eu estava protegido de todo o mal. Lembrei-me do abraço forte e protetor de meu pai; da sua voz rouca e firme, num perfeito contraste entre suavidade e o cansaço; do seu jeito de sorrir. Percebi que lágrimas me escorriam na face. Eu ainda tinha tanto para dizer! Mas não houve tempo. O anjo da morte, sempre implacável, chegou primeiro. Interrompeu todos os meus sonhos.''

Terminei esse livro arrepiada. Com um forte aperto no coração e com os olhos borrados de tanto chorar. Chorei bastante depois de terminar de ler. Aquele momento em que o livro acaba e você olha para o nada. Fica ali fitando a parede branca enquanto absorve e entende a mensagem central. Interpreta o que de bom aquela obra trouxe pra você. E chora mais um pouco quando compreende. Respira. Toma uma água e senta para escrever. Foi o que aconteceu comigo ao ler o livro A Outra Sombra do autor Max Moreno.

''Compreendeu que ninguém está imune ao lado bestial da natureza humana.''

Nada poderia ter me preparado para esse tipo de leitura e reflexão. Quando li a sinopse não sabia muito bem o que esperar, sabia que um dos temas do livro seria a morte. Pensei em algumas coisa estilo suspense e terror, talvez. Não foi o que encontrei. Encontrei uma história simples e direta, forte.Em parte o tipo de coisas que podem acontecer com milhares de pessoas, nesse grande mundo. Por outra parte mexe com um lado de crenças e religião até! Cada um tem o seu. Ou você acredita ou não. Afinal... quem somos nos para afirmar o que acontece com as pessoas após a morte? Existe vida? Céu e inferno? Anjos? Purgatório?

''Somente um coração puro pode ser digno de perdão.''

Tudo começa com um acidente. Um acidente que mata três jovens. Somente o espírito de Vinicius permanece na terra. Ele terá que passar por algumas missões. Essas missões se entrelaçam com três história completamente diferentes. Cada uma com um propósito, uma reflexão. Uma lição. Cada missão mostra histórias que poderiam acontecer com qualquer pessoa, caminhos que tomamos e nos levam a um determinado fim. Nem sempre feliz. É difícil para mim inclusive pensando na vida e na ficção ver a morte direta ou indireta como um final feliz.

''O amor é um campo mimado onde a felicidade e a profunda decepção andam lado a lado, numa espécie de linha tênua que delimita o paraíso e o inferno.''

As missões:
A primeira história foi a que mais mexeu comigo em todos os sentidos. Temos uma família feliz. Tudo esta muito bom, muito bem, quando determinado dia uma menininha que ia até a casa da vó mostrar seu desenho... Desaparece. Nunca chega ao seu destino. Juliana! O que aconteceu com Juliana? Essa história foi brutal para mim. Senti muita raiva, muito ódio. Pensar que isso realmente acontece. Que o ser humano pode cometer mais brutalidades que um animal irracional, foi muito pesado. Ao ponto de eu ter que parar e respirar, algumas vezes ao longo da leitura.

A segunda missão me emocionou. Me alegrou em determinado ponto e me entristeceu em outro. Conta a história de Iracema, umas senhora idosa sozinha em um hospital em um estado de câncer terminal. De todas as histórias foi a que terminei mais feliz. E ai vem a minha concepção de final feliz. E durante todo o livro eu me lembrei de uma criança que foi mencionada nessa história, ante de chegarmos a Dona Iracema. Arrepios de novo e mais lágrimas.

'' - Trata-se de uma provação - disse Josué.
- Perderam a Fé. Não acreditam mais que para Deus nada é impossível.
Concordei num breve gesto com a cabeça. Não quis demonstrar que já me sentira assim várias vezes. Creio que, pelo menos uma vez na vida, muitas pessoas já se sentiram assim, abandonadas pelo criador. Como se Ele não nos ouvisse mais. Como se as nossas súplicas não fossem dignas de Sua infinita bondade.''

A terceira missão. Já mexeu com uma concepção minha de outra forma. O homem cometeu atos horríveis. Não foi bom desde pequeno, mas havia sombra em volta dele. Descritas como vozes que sussurravam e o induziam a fazer determinadas coisas. Doença? Espíritos ruins? Vai do que cada uma credita. Eu acredito que os espíritos podem sim influenciar os atos das pessoas. Mas se essas pessoas tem saídas, em se entregar ou não! Já é outra história. Claro que é minha opinião aqui!

''Detive-me a menos de dois metros do homem e pude constatar algo assustador. Havia sombras próximas a ele. Pareceu-me que espíritos das trevas sussurravam dissimuladamente ao seu ouvido. Concluí que talvez eu houvesse sido enviado ali para livrá-lo de tais sombras.''

Com temas como violência contra a mulher, contra crianças, Abandonos de idosos, entre outros o Autor mescla com uma escrita maravilhosa e até poética e brinca com nossas concepções, nossas crenças. A visão que temos da morte! Foi um livro maravilhoso, pesado para mim em algumas partes. Mais incrível. Toda a sua mensagem. Toda a forma de abordagem me fez terminar a obra muito emocionada.

'' Isso não me pareceu um bom sinal, pois quando os anjos não se pronunciam, é porque a luz não chegará aquele espírito.''

Quando eu li A Culpa é das estrelas, eu terminei o livro de forma e sentimentos muito semelhantes, apesar de serem temas e abordagens diferentes, eu terminei a resenha dizendo que se eu pudesse falar alguma coisa para o autor, eu diria muito obrigada. E agora com essa Obra eu tive a chance de poder agradecer ao Autor, de terminar e ir lá e deixar um recadinho para o Max dizendo: ''Muito obrigada por escrever esse livro!'' - se eu pudesse eu entregaria um exemplar na mão de cada seguidor meu e diria: ''Leia! Vai fazer bem para você!
Vai te fazer enxergar a vida com outros olhos!'' - eu faria!

''Sustentavam que o amor constitui a base de tudo nesta vida e que qualquer outra coisa, por maior ou mais importante que poça parecer, é mero detalhe.''

Um livro muito bonito, bruto, misterioso, instigante! Aquele tipo de Obra que todos deveriam ler!

'' O que é denominado por muitos destinos, eu chamo de caminho.''

Paula Juliana

site: http://overdoselite.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Dieny 18/01/2014

Experiência com a leitura:

Além do livro ter uma capa sombria, sinopse intrigante e cheia de mistérios o livro acompanha o mesmo ritmo,porém bem melhor do que esperado, talvez o que mude mesmo é o leitor que após a leitura sente-se de forma diferente em questão sobre a vida e a morte. Max Moreno me surpreendeu pois pensei que o livro girasse somente em torno de Vinícios, o jovem que no qual após um terrível acidente tem uma surpresa ao se deparar ao outro lado, um lado aonde não se é o céu e nem o inferno e sim um ciclo de missões que no qual o jovem terá de cumprir.

"E que missões seriam essas?!" - Essa foi minha primeira dúvida, o que me fez continuar a leitura, até que me deparei com histórias e fatos que Vinícios estava á presenciar, como também se submeter á muda-las. É incrível como chorei com cada relato, como me ''desmanchei'' por cada detalhe, também senti medo,angustia e raiva em muitas partes, ou seja, o livro é um conjunto de sentimentos que me fizeram refletir sobre a vida e o quanto o ser humano pode ser cruel e egoísta. Inclusive quero destacar mais ainda os personagens que de certa forma me lembraram pessoas com suas personalidades fortes, frágeis e quebráveis.

Max Moreno escreve de forma tão doce,cheia de vida e sentimentos que chegava á ser poesia aos meus olhos, como também escreve de forma tão melancólica em certas partes que senti um aperto no coração, de fato amei o que o autor me passou na leitura, amei o quanto me apeguei em cada mini detalhe da história. É incrível o que um livro pode fazer conosco.


''Mas o tempo não pede licença, não é educado, não se faz de rogado, simplesmente nos confronta ,tornando-nos frágeis e indefesos como a menina do gorro vermelho , vulnerável ao lobo que está sempre á espreita , aguardando o momento certo para nos dilacerar'' - Página 122-

Por vezes fui obrigada á anotar partes do livro e cola-las pelas paredes do quarto, acho que me prendi tanto á leitura que acabei me envolvendo demais, não sei o por quê me senti ligada ao livro, talvez seja por que apesar de pouca idade eu me deparei com coisas não muito agradáveis e cometi erros que hoje me arrependo. Nossas escolhas trazem consequências e quem disse que podemos muda-las? Ou que não devemos?! O livro trouxe isso também, questionei cada coisa escrita pelo autor e de fato tudo tem uma razão, não cabe á nós questionar o nosso destino, devemos é aproveitar cada momento e tirar das coisas ruins um aprendizado.


'' Nunca permita que lhe digam o que pensar, pois isso certamente será a única coisa que lhe restará quando os bens materiais se recusarem a acompanhá-lo e os falsos amigos se forem '' - Página 132''

''O amor só vale a pena quando demonstrado e vivido intensamente em todos os dias das nossas vidas'' - Página 162-

''Não há bondade sem ação, e não há ação sem coração ..É preciso que haja satisfação em se doar sem se esperar nada em troca'' -Página 132-


A leitura foi maravilhosa e repleta de mensagens para o leitor, me orgulho de ter tido a oportunidade de ter e ler esse livro em mãos, é mais que uma ficção, chegou á ser real para mim. Agradeço com muito carinho pelo autor me proporcionar uma leitura tão magnífica, parabéns mesmo.
comentários(0)comente



Nana 09/01/2014

O livro começa nos mostrando um acidente de carro em que Vinícius e seus amigos morrem drasticamente.
Mas o que parecia ser o fim do caminho para Vinícius, acaba por se tornar o início de uma nova jornada.
O rapaz descobre que precisa cumprir algumas missões antes de seguir para outro caminho, que ele também não sabe para onde o conduzirá.
E é aí que a história começou a me conquistar.
A cada missão, Vinícius tem que ajudar uma pessoa diferente e ele passa a conhecer toda a história da pessoa.
Então, nós leitores, temos a oportunidade de conhecer várias histórias de vida em um só livro e a cada história uma lição diferente.
Na primeira missão, Vinícius vê-se envolvido na história do seqüestro de uma criança.
Foi impossível não me emocionar nessa parte do livro, de repente eu estava lá, angustiada e tensa, eu precisava saber o que tinha acontecido, precisava saber que fim aquela história ia levar.
A cada etapa, o Vinícius vai amadurecendo, mas ele pouco aparece no decorrer do livro, apesar de ser ele o responsável por nos contar os acontecimentos da vida das pessoas que ele foi enviado para ajudar.
Há algo de poético na forma como o Max escreve, é aquele tipo de leitura fluída e agradável que te mantém envolvido até as últimas linhas.
O Max é parceiro aqui do blog e eu gostaria de agradecer não somente a parceria, mas o presente que foi essa leitura.
É certamente um livro que eu nunca vou esquecer.


site: http://www.letrasdanana.blogspot.com.br/2014/01/resenha-outra-sombra-max-moreno-promocao.html
comentários(0)comente



Raquel 04/11/2013

A Outra Sombra - Um convite à reflexão
Vínicius é um adolescente (filho único) que, como muitos jovens de sua idade, tem amigos, curte músicas, adora flertar e ser feliz. Vive num mundo, onde sua única preocupação é viver intensamente.
Um dia, ele acorda com uma estranha alegria e uma necessidade incalculável de agradecer a Deus por tudo que lhe fora proporcionado misturado a um desejo imenso de dizer aos pais o quanto os amava.
Não, aquele não era um dia comum. Ele observou sua mãe com olhar sereno e até mesmo o almoço em família, parecia diferente. Tudo parecia como último e a alegria inicial daquele dia, no decorrer da tarde tornou-se ligeiramente sombrio e vago, como o sabor amargo da despedida vinculado a um quê de saudade.
A outra sombra é, sem dúvida, um Romance que não satisfaz o meu gênero literário, pois como a maior parte do público feminino de leitores, eu me identifico com histórias de romances onde no final, geralmente, o mocinho e a mocinha terminam juntos.
Mas quando um autor escreve bem, ele encanta com sua escrita e não demora nada para aprisionar o leitor em suas linhas e seus parágrafos, independente do gênero.
Os cenários são muito bem descritos, é impossível ler a obra sem imaginar os lugares por onde Vinícius passara e sentir o mesmo que sentira em suas missões “sombrias”.
Não consigo distinguir exatamente o gênero dessa obra. Inicialmente, pensei se tratar de horror, mas no decorrer surpreendi-me. Creio que a Outra Sombra é um misto de drama, suspense e romance e, mais que isso, uma obra repleta de valores, um convite à reflexão.
O livro nos mostra que, talvez, haja tempo determinado para nascer e morrer, mas que a trajetória entre nascimento e morte pode ser controlada pelos protagonistas reais da vida.
Cabe a cada um determinar o futuro, ou pelo menos o que fará em sua existência. O nascimento existe e o dia da morte até pode estar determinado, mas os únicos que poderão buscar uma trajetória feliz e a realização de seus sonhos, somos nós mesmos. Caberá aos personagens reais seguir o bom ou o mau caminho.
Eu adorei a leitura. Essa obra é diferente de tudo o que já li, é maravilhosa e me cativou. Eu simplesmente recomendo

site: http://coisasliterariaseafins.blogspot.com.br/2013/07/2-resenha-do-livro-outra-sombra-max.html
comentários(0)comente



Ananda 21/09/2013

A outra sombra
O livro narrado em primeira pessoa pelo próprio personagem principal conta a história de Vinícius, um rapaz jovem, filho único de uma família religiosa. Ele vai com seus amigos viajar para uma fazenda e no meio do caminho sofrem um gravíssimo acidente e acabam todos os três mortos.
Mas quando os corpos são levados pela ambulância, Vinícius consegue ver seu corpo e de seus amigos de longe, como uma alma vendo seu próprio corpo. Enquanto achava que após morrer seria ponto e acabou, ele é apresentado a dois homens, nem anjos, nem guardiões, nem espíritos maléficos. Apenas dois homens que estão ali para direcionar missões à Vinícius. Essas missões consistem em ajudar pessoas, ou almas que precisam perdoar, se livrar da inveja, vingança e das maldades da terra.

Suas missões, narradas no livro, são de ajudar o pai de uma menina que desaparece misteriosamente; de uma dona de casa aparentemente à beira da morte; e de um homem carregada de encosto.

Cada missão é tão bem detalhada, com os pensamentos, histórias, peculiaridades e particularidades tanto dos que são alvo quanto os que estão ao redor, que A Outra Sombra te prende de uma tal forma que, mesmo com sono você fica curioso pra saber como vai terminar, quem é o culpado pelo sequestro, porque aquela mulher ficou doente e solitária daquele jeito, o que o homem perturbado faz com suas vítimas. E por aí vai.

Chego a ficar na dúvida se é mesmo um livro do gênero romântico, já que não tem um casal ou um romance propriamente dito na história, e sim, carregado de suspense policial, investigações, muito drama e trama e vários momentos espirituais.

O que senti falta foi de contar um pouco mais da história de Vinícius. Achei um pouco vago, sem maior aprofundamento na personalidade do personagem principal.
E teve momentos que eu acabava esquecendo que era ele mesmo que narrava tudo, que via tudo e estava em todo lugar para presenciar os feitos mais bárbaros nas suas missões.
Sem contar que, sendo uma alma, ele sabia de coisas que só mesmo suas vítimas sabiam, além de ler pensamentos.

Com uma escrita formal, mas nada cansativa (confesso que tive uma certa dificuldade no começo por ter lido anteriormente livros com uma escrita mais ágil) A Outra Sombra me ensinou várias palavras novas, o que evitou a chatice da repetição delas no mesmo parágrafo. O que acontece muito nos livros.
E quem não gosta de ler um livro e aumentar o vocabulário? Eu gosto!

Quanto à revisão, vi alguns errinhos bobos, mas nada que interfira na leitura.

Para quem curte livros onde você se envolve não só com um personagem mas com outros distintos e ligados ao mesmo tempo, e investigações e deduções vai gostar de ler A Outra Sombra.


Citação:
"Após o crime, o homem não fugiu à regra. Agiu como a maioria dos psicopatas tarados da face da Terra, Faltava-lhe arrependimento. Culpa não havia. Tudo o que se podia notar era o mais profundo desdém pelo ato covarde que acabava de cometer." pág 86

site: http://www.cadernodeanotacoes.com.br/2013/08/meln-outra-sombra-max-moreno.html
comentários(0)comente



Bruna Costenaro 09/09/2013


"O importante não é aquilo que fazem de nós, mas o que nós mesmos fazemos do que os outros fizeram de nós" Sartre


É com grande satisfação que escrevo essa resenha, mas ao contrário do que possam pensar não é porque trata-se de um autor parceiro, é sim pelo conjunto da obra. Pela simpatia e cuidado do autor em entrar em contato comigo para o envio do livro, e pelo conteúdo de sua obra. E como avisei ontem a resenha de hoje é do livro A Outra Sombra, do autor Max Moreno, publicado pela Bookess.

Vinicius é um jovem que ainda não viveu o suficiente para conhecer as verdadeiras facetas das pessoas. Em uma viagem com seus melhores amigos para uma cidade vizinha seu carro sofre um acidente. O jovem agora se vê diante de uma nova realidade que lhe era totalmente desconhecida, e o que deveria ser seu descanso final torna-se uma sequência de fatos carregados de sentimento e conhecimento, onde ele deve auxiliar pessoas que jamais viu. O que aconteceu a Vinicius depois do acidente?

A Outra Sombra é um livro de ficção, não faz qualquer menção a uma doutrina religiosa específica, mas é claramente para mim um livro com cunho espiritual forte. Diria até mais, é como um livro espírita sem a doutrinação e escrito por um espírito. A moral e a ética estão lá, as reflexões acerca de nossos comportamentos, o além em seus detalhes, mas nada de puxar sardinha para qualquer lado. É como narrar uma história sem pender para um lado. Resultado? Um livro com uma sabedoria implícita que visa entreter e ensinar.

Não sei se esse é em algum momento o objetivo do autor ao retratar as missões de Vinicius, mas que cada um dos casos narrados nos ensinam algo para a vida é fato. O principal traço marcante em todo o livro é que não devemos julgar uma cena sem conhecer a história das pessoas envolvidas. Nossas atitudes e escolhas são acúmulos de toda uma história de vida. Algumas vezes uma atitude de alguém nos parece radical, mas a verdade é que não sabemos o que as levou aquilo.

Outro traço é que não somos agentes passivos do destino, não há uma força que nos toma e impede de agir. Somos sim responsáveis por nossas escolhas e suas consequências. Tudo tem um porquê, e não nos cabe questioná-lo, mas decidir o que diante do fato faremos, inclusive apenas lamentá-lo. Como veem as reflexões possíveis são muitas, esse é o clima do livro ao conhecermos as histórias de vida dos personagens.

Vinicius é um jovem que diante do acidente e da transformação acaba por aceitar a viagem que lhe é oferecida, embora ele não pareça ter outra opção. Ele se esforça para fazer o que é esperado dele como também para aprender diante do que está vivenciando. Ele talvez não tenha se dado conta que sua maior missão não é com nenhum dos que relatou, mas consigo mesmo, lapidando o diamante que é, e tem potencial de ser.

Os casos contados envolvem assuntos variados, mas totalmente pautados em situações que podemos encontrar ao nosso redor. São pessoas doentes psiquicamente e fisicamente que resolveram agir através dos sentimentos, e não da razão.

A narrativa de Moreno é fluida, gostosa e transcorre como um riacho calmo. É muitas vezes filosófica e soa poética nas descrições. O modo como ele começa cada trecho é muito inteligente, a ação vem primeiro e depois a história que a justifica. O livro é narrado em primeira pessoa, sob o ponto de vista de Vinicius em uma diagramação simples. Receio apenas que a sinopse do livro não transmita a verdadeira natureza do livro, quando o peguei acreditava tratar-se de um livro bem sombrio e forte, e o que encontrei foi vida, como ela é, doce e amarga.

Se você quer ter momentos de reflexão consigo mesmo, sobre os atos dos que cercam e até mesmo porque não sobre sua fé, A Outra Sombra é mais que indicado. Se você quer apenas uma boa história, A Outra sombra também cumpre muito bem este papel. Uma viagem para o que existe além, além do véu!

P.s Max nos conte o fim do Vinicius! Ele compreendeu sua missão?!

site: http://www.houseofchick.com/
comentários(0)comente



Pudim 27/08/2013

Resenha blog Mania Compulsiva por Livros
O livro já iniciou contando momentos antes do acidente.
Narrativa leve, bastante fluente, gostei bastante.
O autor consegue descrever momentos longos com poucas palavras, sem cansar o leitor.

Na mudança de capítulo, certas cenas mudam bruscamente de cenário.
Demorei algum tempinho para redirecionar na estória. Mas nada confuso demais.

O livro nos faz conhecer a vida de várias famílias.
O protagonista, Vinícius, acabou de falecer mas não lhe é permitido 'seguir a diante' pois sua missão não foi totalmente cumprida na terra. Agora, rodeado de conflitos e intrigas, ele vai ter que achar o momento certo para ajudar certas pessoas que precisam muito de sua ajuda.

Ao longo do livro, encontramos momentos muito angustiantes, pessoas consumidas completamente pelo mal.
A Outra Sombra realmente me surpreendeu. Foi além de minhas expectativas.
O autor consegue uma ótima narrativa, e com suas palavras, deixa momentos tensos mais leves. Confesso que virei uma grande fã do Max =)

Ao terminar de ler o livro, fiquei com uma sensação muito boa. Esses são aqueles livros que nos fazem refletir, sabe... Um final misterioso, instigante e envolvente. Amei S2
O autor tem um longo caminho pela frente...

Ps: Não deixe de visitar o Blog Mania Compulsiva por Livros ;)

site: http://maniacompulsivaporlivros.blogspot.com.br/2013/08/resenha-outra-sombra-book-tour.html
comentários(0)comente



Entre Resenhas 31/07/2013

A Outra Sombra - Max Moreno
Olá Pessoal!!

A trama começa contanto sobre o acidente de carro que Vinícius e seus dois amigos sofreram levando-os à morte. E a partir daí aparecem ao lado de Vinícius dois caras muito estranhos Samuel e Gabriel que dizem não serem "nem anjos, nem santos, nem demônios e nem espíritos de luz" e é onde Vinícius começa uma etapa 'pós vida' com terríveis acontecimentos e para seu terror ele seria o enviado para essas missões ...

Juro que em certos trechos do livro eu fiquei arrepiada, e tiveram fatos que me chocaram ...

O que mais marcou na trama toda, foram os acontecimentos com Juliana e com o garoto João Pedro, fiquei imaginado o sentimento desses dois personagens e fiquei angustiada e senti pena de Vinícius por ele se sentir impotente com relação ao garoto João Pedro.

Me encantei com a forma que Vinícius foi encarando cada missão por mais difícil que seria e sempre se questionando de como poderia ser sua ajuda, sempre com aquela bondade, e cuidado em querer fazer o certo, foi de um crescimento espantoso o personagem , um garoto encarando tudo da melhor forma possível à frente de terríveis acontecimentos.

Foi uma leitura interessante e cheia de emoção, nos instiga a ir em frente a cada página para poder chegar ao desfecho final.

Escrita fácil e harmoniosa do autor.

Quero deixar aqui uma conclusão que cheguei durante a leitura:

Os acontecimentos na narrativa, para alguns leitores, serão somente fatos fictícios, não mais que uma estória muito bem montada, deixando o leitor tentando desvendar alguns mistérios rodeados do sobrenatural e suspense... Mas para outros...

O final foi ... Arrepiante...

Recomendo, gostei da escrita do autor e do desfecho da trama que foi muito bem elaborada.

A Outra Sombra - Chocante...Envolvente...emocionante.


site: http://entreresenhas.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Nadja Moreno - Blog Escrev'Arte 01/07/2013

Inquietante
O livro inicia com a narrativa do acidente de Vinicius e em poucas páginas o autor descreve tanto o acidente quanto os acontecimentos assustadores que Vinicius tem de encarar em seguida. A narrativa já começa fluída e de fácil entendimento, já gerando pontos de interrogação no leitor que faz com que a gente não queira parar de ler.

Daí em diante o enredo conta fatos, apresenta personagens, faz viagens ao passado que, a princípio, não vi ligação com Vinicius e fiquei me perguntando onde é que este garoto foi parar!?! São várias páginas sem que ele sequer seja citado, daí aparece muito rapidamente em um desenrolar e novamente some. Outros acontecimentos são narrados e mais uma vez Vinicius reaparece. Aos poucos, percebo a maestria do autor em enlaçar tudo com a presença singular do protagonista. Há uma certa "poesia" que liga Vinicius a cada uma das passagens e a sensação de que o garoto tinha sido esquecido na trama passou. Ele surge sempre em momentos cruciais e nos encanta com seu jeito.

O livro em alguns momentos me fez sentir angustia e chorar... Tem um garoto em um hospital que até agora não me saiu da cabeça. Em outros, me fez parar de ler e fitar o nada, pensando em como a morte chega de forma diferente para cada um, assim como é diferente em cada pessoa os anos, meses, dias ou horas que a precedem. Dá vontade de mudar algumas coisas e tentar dar uma "ajeitada" nisso.

Max descreve e apresenta cada personagem que vai passando pela estória de Vinicius de uma forma encantadora. Não usa muitas palavras, mas nos faz conhecer intimamente o coração e desejos de cada um. Me fez me apaixonar por alguns, e sentir um desejo atroz de entrar no livro e esbofetear outros. Tem um jeito interessante de narrar, alternando o presente com relatos do passado de uma forma muito clara que não nos deixa perdidos. Seu enredo é bastante simples de entender.

Desde o início da narrativa uma pergunta ficou no ar, e, ainda bem, o assunto foi retomado no final do livro e fechou o assunto. Inclusive o livro tem mesmo este ar de círculo, de continuidade, de começo, meio e fim que volta a se ligar ao início. Quando acabei, resisti à tentação de reabrir a primeira página, não para começar a ler novamente, mas simplesmente para continuar a leitura.

O final. Bem, o final é inquietante. Absolutamente inquietante.

Max, haverá continuação??? ;)



A narrativa alterna entre primeira e terceira pessoa, o que torna o livro dinâmico, e não encontrei erros, embora creia que possa ter deixado algum passar devido ao envolvimento que o livro me causou. Só senti falta das páginas amareladas, mas a falta pode ser somente um capricho do meu vício. :)

Em suma, indico definitivamente!

site: http://escrev-arte.blogspot.com.br/2013/07/resenha-outra-sombra-max-moreno.html
comentários(0)comente



16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2