Percy Jackson e os Deuses Gregos

Percy Jackson e os Deuses Gregos Rick Riordan




Resenhas - Os Deuses Gregos de Percy Jackson


35 encontrados | exibindo 31 a 35
1 | 2 | 3


Angel Sakura 01/07/2015

Resenha do Blog Eu Insisto.com.br
Caso queira ler a resenha completa ou ouvir a versão em áudio, por favor visite nosso blog.
http://euinsisto.com.br/percy-jackson-e-os-deuses-gregos-rick-riordan/

EU AMO PERCY JACKSON #prontofalei! Se quiser ler tudo que escrevemos sobre ele clique aqui. Eu sempre me senti ligada ao Percy e por mais que falem mal dele eu o considero um dos personagens mais legais pra sempre. Ele não é perfeito, é engraçado e domina desde sempre a arte de ser sarcástico. Tem como não amar? E eu também amo a Annabeth, Nico, Rachel, Tyson, todo mundo. Sou fã mesmo dá gritinhos de alegria.
Então quando a Intrínseca lançou esse novo livro alguém tinha dúvida que eu ia solicitar em tempo record? É, essa sou eu. Então chegou o livro e ELE É GIGANTE! O tamanho dele é enorme, a capa é dura, tem imagens maravilhosas e o narrador é o PERCY. Um minuto de silêncio por mim, já que eu estou MOOOOOORTA!!!¯\_(ツ)_/¯

Se quiser ouvir ao invés de ler só dar o play e ser feliz ;*


“Um editor de Nova York pediu que eu escrevesse o que sei sobre os deuses gregos, e fiquei pensando: ‘Pode ser anonimamente? Porque não estou a fim de despertar a ira dos olimpianos de novo.’ Mas, se assim eu estiver ajudando vocês a conhecer os deuses gregos e a sobreviver caso algum dia eles apareçam na sua frente, então acho que escrever isso tudo vai ser minha boa ação da semana.”


PERCY COMO EU SENTI SUA FALTA, TE AMO, NÃO ME DEIXE MAIS!!!! Tá, eu sei que é impossível, mas não custa sonhar. Eu poderia viver com uma saga de atualização anual de livros do Percy pra sempre, mas talvez o Tio Rick não. Esse livro não é sobre o Percy e sim sobre os deuses do Olimpo em toda a sua perfeita imperfeição. E você percebe que o narrador é o Percy quando no meio do assunto vem uns comentários aleatórios e legais como: “Talvez vocês se sintam melhor em relação aos seus parentes sabendo que a primeira família que existiu foi também a primeira família disfuncional”. Tem como não amar?
Enfim, o livro conta a história dos deuses desde o início, abordando a forma como nasceram, viveram e procriaram pra encher o mundo de loucos com mania de grandeza (o que na verdade é verdade, a grandeza digo, já que são deuses hahaha). E começamos com o nada, depois o Caos que criou a Gaia e aí os problemas começam. Ela achou que precisava de um homem para se apaixonar e desejou por isso, não se sabe se foi Caos ou a sua vontade, mas a verdade é que Urano surgiu pra realizar o desejo dela e é assim que toda a confusão começa.

“-É esse cara, Epitemeu. Eu só quero que ele aceite um presente idiota, que abra o embrulho para espalhar infelicidade e morte sobre toda a raça humana! É pedir demais? Mas ele é tão teimoso! Alguma ideia?
Os deuses se entreolharam, constrangidos. Finalmente Afrodite disse:
-Sr Zeus talvez fosse bom tentar uma abordagem diferente… alguma coisa que nenhum homem possa recusar.
-Já tentei TV a cabo de graça! Com canais especiais de esporte! “
[...]


site: http://euinsisto.com.br/percy-jackson-e-os-deuses-gregos-rick-riordan/
comentários(0)comente



Alexia Bittencourt 17/05/2015

Aprendi mais sobre mitologia com o Percy do que na escola!!
Mitologia Grega é um assunto extremamente interessante ao mesmo tempo que é absurdamente confuso (como assim Deméter teve filhos gêmeos, uma deusa e um cavalo?!) e o Tio Rick através das histórias do Percy consegue deixar esse assunto muito mais divertido e muito mais fácil de assimilar. Acompanho as histórias do Percy a quase 10 anos e desde que eu terminei o primeiro livro esperava que o Tio Rick publicasse um livro como esse, explicando a história dos Deuses e Titãs. Vocês não imaginam minha felicidade quando descobri esse livro em uma livraria *---*

Quanto ao livro, não é uma aventura com um herói e uma vilão malvado, não leia esperando algo assim. São pequenas histórias sobre cada um dos Deuses contadas de uma forma "atual", com uma boa dose de ironias e piadas (e o Percy nos pedindo para não contar o que ele está dizendo para esse ou aquele Deus), mas sem deixar de lado os detalhes sórdidos.

Agora estou na espera por um livro falando dos semideuses famosos.
comentários(0)comente



Flora 22/04/2015

Ah, Rick
Não consigo contar as vezes que eu já falei para mim mesma: “ah, bem que o Rick Riordan podia escrever um livro sobre mitologia narrado pelo Percy, ia ser engraçadíssimo”. Então vocês podem imaginar a minha felicidade quando eu vi que isso, de fato, ia acontecer.

Superando minhas expectativas, esse livro é simplesmente genial. De forma engraçadíssima, por ser narrado por Percy (somente o amor da minha vida), Rick acerta ao contar os mitos da forma mais plausível possível, sem ignorar as atrocidades que eles contém, tais como: incesto, estupro, canibalismo etc. Sem deixar de conter essas partes essenciais, a narração mantém o bom humor e nos apresenta as histórias dos deuses de um ponto de vista inédito, sem o tom sério e muitas vezes maçante que às vezes encontramos em livros de história.

Eu apostava que seria um pouco superficial e mais engraçado do que completo, mas me enganei. Sou fã número 1 de mitologia grega e posso afirmar que os mitos não deixaram de ser “verossímeis” pelo bem do humor de Percy. Não, tudo foi bem equilibrado.

Além de dar para matar uma boa saudades do Percy, relembrei dos meus mitos favoritos e entendi muita coisa que antes eu tinha dificuldades para entender, já que Riordan não nos poupa de detalhes. Acreditem, ele é professor de história, ele sabe o que ele está fazendo.

Fora tudo isso, não posso deixar de ignorar as ilustrações mais do que sensacionais do John Rocco. Eu sou muito fã de arte, então se alguém mistura arte + mitologia, já me ganha. Agora, misturar arte boa + mitologia bem escrita? Vocês querem me matar. As ilustrações desse livro não são nada parecidas com a arte oficial de Percy Jackson (ainda bem), são feitas com um realismo impecável, com cores lindas e uma técnica de fazer inveja. Para vocês verem que eu estou falando sério, eu considerei imprimir a ilustração da Perséfone sendo sequestrada em tamanho grande e colar na minha parede.

Como se não fosse o bastante, ele é de capa dura, enorme, com um layout lindo e páginas de material durável. É perfeito para ficar muito tempo na sua estante e para que você possa ler quantas vezes quiser, sem se preocupar em rasgar ou desbotar.

Recomendadíssimo para quem gosta de mitologia ou Percy Jackson ou ser feliz em geral.

Nota: ❀❀❀❀❀

site: http://floradepapel.com.br
comentários(0)comente



Ackson Matos 31/03/2015

O que falar desse livro que conheço a pouco tempo, mas já considero pakas?
"Quem melhor do que Percy Jackson para contar as histórias originais dos loucos e fascinantes deuses do Olimpo?"

Esta é mais uma das obras do exemplar e querido escritor Rick Riordan. Onde sua escrita retorna a nos cativar.

É neste livro, que Riordan conta como os gregos achavam que tudo começou, em um mundo em que deuses, titãs e entidades superiores governavam o mundo. Onde Percy Jackson (nosso herói semideuses preferido), narra do seu ponto de vista com humor e criatividade, que só faz a gente viajar mais e ficar mais curioso em relação aos deuses olimpianos.
Aqui, você também vai se informar sobre como todos os deuses se tornaram olimpianos e começaram a serem idolatrados pelas pessoas. É separados por capítulos, que cada conto relata sobre um deus olimpiano.

Um livro cheio de ação, humor, romance, loucuras intrigantes e descobertas que não farão você vê as coisas como eram antes. Riordan apresenta o melhor livro para os fãs de mitologia grega, Percy Jackson e os Deuses Gregos.


Meu deus! Que livro é esse? Eu não gostei dele. Eu ameeei!!!
Confesso que quando eu minha mãe chegou com ele em casa, quase derrubei a casa de tanto pular. A grossura dele, o tamanho e as páginas ilustradas... Uau!
Tá bom! Vamos esquecer esse meu momento de fascínio e vamos direto para a história.

Bom, o livro pode ser grande e um pouco grosso, mas creio que se você tirar um tempo para ler um capítulo por dia, você termina numa boa e ainda ficará com saudades.

Achei o início bem devagar. Não me prendeu a atenção para se interessar em lê-lo.

Os diálogos do início dos personagens não pareciam ser escritos pelo o Rick Riordan. Pareciam diálogos clichês, que foram feitos sem habilidades ou falta de experiências.

Mas como eu havia dito foi só no início.

Não demorou muito para que Riordan colocasse o seu dom de escrita fácil e gostosa de ler, com sarcasmos que começaram a tirar só sorrisos, até começar a te tirar altas e loucas risadas.

Durante todo o livro, você chega a ter uma ideia de que o mundo dos deuses gregos não era nada normal (coisa que o Percy já dizia nos outros livros). Coisas do tipo, como: deuses se transformando em animais para conquistarem os mortais, dando resultado em nascimentos de animais sagrados, semideuses ou a misturas dos anteriores. Pois é, bem tenso!

Em geral, o livro pode ser sim lido por qualquer pessoas. Até as que não leram sobre Percy Jackson. Só que as vezes ele cita alguns personagens, como Annabeth, Piper, Grover, etc., mas não é necessário ter conhecimento deles para a história ser compreendida.

O livro em si, realmente te ensina muitas coisas sobre a mitologia grega. Coisas que você nunca vai esquecer. Como uma pasta de dente de sabor menta. Talvez você possa chegar a ter nojo de menta depois que ler esse livro. No meu caso, só me fez querer usar mais hahahaha


ATENÇÃO, O QUE VOU CONTAR NÃO É SPOILER. E SIM, INFORMAÇÕES QUE PASSAREI PARA DESPERTAR A CURIOSIDADE EM LER O LIVRO.


Achei Gaia meia psicopata, neste livro. As vezes ela é uma mãe normal e de repente, lá está ela: "Mate-o! Pique-o!" '-----'

Isso pode ser estranho, mas agora eu sei a sua cisma com os deuses e os semideuses. Neste livro, conta que Gaia amava seus filhos mais do que tudo e assim como sua neta, Hera, ela não gostava de ser desvalorizada pelo o marido. Então, pense duas vezes antes de fazer algum mal à um de seus filhos(coisa que Zeus não se informou) ou esquecer que ela exista.

No livro também conta como Perséfone foi raptada por Hades e como ela teve que se adaptar no Mundo Inferior. Ah! E você não sabe, mas Perséfone quase já destruiu o universo por causa disso tudo. Pois é, a mina não é fraca não!
Sabia também que esse rapto não foi idéia de Hades? Vai se surpreender com quem foi o psicopata que teve essa ideia.

Também vai conhecer maldições, como a de Tântalo. Onde envolve a Morte, o orgulho, Hades e a zoeira do Percy hahahaha

Se você tem curiosidade em saber o porquê de Atena e Poseidon não se dão bem, aqui você vai entender. Ah! O capítulo do deus que vocês vão mais gostar é com certeza o de Atena. Cara, você morre de rir do começo ao fim. É sério, só de lembrar dá vontade rir hahahaha
Tem também o porquê de ela ser chamada de Palas Atena _ (Só não chore)
A Treta Medusa, Poseidon e Atena.

Vai saber qual é o deus da pessoa que está confusa sobre o seu próprio gênero. O verdadeiro nome do deus sátiro, Pã.
Quem realmente é o deus da comida: Deménter ou Dioniso.

Vai saber como Hera e Zeus se tornaram marido e mulher. Como Poseidon e Anfitrite (rei e rainha dos mares) se conheceram. E como Hera é bem pior do que você imaginava.

Você sabe muito bem que Hera jogou seu filho, Hefesto, do Monte Olimpo. Mas você não sabia que ele era vingativo. Ou seja, Hefesto colocou na cabeça que se vingar é a melhor coisa a se fazer. Não tente imaginar o que ele fez quando descobriu que sua mulher, Afrodite, o traiu com seu irmão, Ares. Mas uma coisa é clara: Hefesto ama prender as pessoas. Você verá!

Sobre Apolo? Bom, não tenho muito o que contar. Apenas que no início do auge de ser um deus olimpiano, o cara era "meio" psicopata. E um aviso: Não tente ser o centro das atenções e se transformar no ídolo das pessoas, Apolo não gosta nada de ser menosprezado por um mortal.

Já Ártemis? Ela teve tudo que queria desde o momento que nasceu. Estou falando sério! Sua vida foi do jeito que ela queria. Ela só não perdoava a quem à desejasse. E eu diria que tenho inveja dela, mas na verdade, quando Ártemis cresceu ela virou uma donzela dedicada e ambiciosa (e sortuda). Pena que se ela se apegasse à alguém, a pessoa não tinha o destino tão bom quanto o dela.

Provavelmente você já deve ter ouvido falar que Hermes roubou o gado sagrado de Apolo. Você só não sabia que ele roubou quando tinha algumas horas de vida. Agora imaginem um bebê roubando vacas. Normal, vejo isso todos os dias.

E eu sei que quando você era criança tomava suco de uva e imaginava que era um vampiro tomando sangue. Então saiba que você não estava errado. Leia o livro e descubra!

E é isso. Só queria deixar claro que mesmo achando o capítulo de Atena o melhor o de Dioniso também foi legalzinho, porque eu amei o poder da loucura dele. Nem quero imaginar eu com um poder daqueles estando de mal humor.

Vou dar 5 estrelas, porque não tem nada de errado ou ruim no livro. Mas também não é o melhor livro que já li.
Pedro.Rafael 01/04/2015minha estante
OoOO Ficou ótimo ta Ackson amei a resenha é me fez querer muito ler esse livro!!!Parabens!!!




24/12/2014

Comprei esse livro por puro impulso, atrás na verdade de Demigods and Monsters (sim, povo, em inglês, porque não quero perder nada do sarcasmo de Percy com a tradução, sorry), e nem bem saí da Saraiva com ele embaixo do braço, sentei na praça de alimentação, esperando Mockingjay começar, e comecei a ler. E devo ter pagado um King Kong gigante, porque bem ali, no meio da praça de alimentação, eu dava risada sozinha. Posso praticamente sentir os olhares desconfiados em mim (não por culpa minha, minha mãe caiu de barriga quando estava grávida de mim).

Este livro não pertence a nenhuma coleção, e nem se trata de mais uma aventura do Seaweed Brain. Mas, como ele mesmo já adiantou ali em cima, é um passeio delicioso entre os mitos gregos, com o ponto de vista único do semi-deus mais badass que a gente conhece (de novo, sorry Jason lovers, mas Percy é The Man).

E a razão para eu pagar King Kong no shopping é esta:

“O céu se auto denominou Ouranus – e, sim, este é outro jeito de soletrar Urano (em inglês). Não tem jeito de alguém pronunciar esse nome sem que comece a dar risada. Simplesmente soa errado. Por que ele não escolheu um nome melhor – como Deathbringer ou José – eu não sei, mas pode explicar porque Urano era tão mau-humorado o tempo todo.” (p. 2)

É, desde o começo da criação de acordo com os gregos, Percy já vai tirando uma com os deuses (no caso, Titã).

Deixa eu esclarecer uma coisa: esse livro trata dos mitos sim, mas somente aquelas histórias envolvendo os deuses olimpianos, nada de semi-deuses, como Teseu, Perseu (o que matou a Medusa, não o Seaweed Brain) ou Jasão. eles são mencionados, sim, mas Percy sempre diz que isso é uma história para outra hora (#ficadica, Tio Rick! A gente quer ler a história do Minotauro e do labirinto pelo ponto de vista do Percy!).

E é muito bacana descobrir as histórias dos deuses, como eles nasceram, cresceram e se envolveram em inúmeras encrencas. A gente acaba aprendendo bastante, e se divertindo mais ainda.

“Eu acho que pode-se dizer que não havia muita música no Tártaro, e se houvesse, devia ser mais pela linha de cantos fúnebres e death metal.” (p. 221)

Nota desta que vos tecla: acrescento rap, sertanejo e funk. O livro é dividido em capítulos dedicados a cada um dos deuses olimpianos, e a narrativa é fácil, leve. A gente lê sem esforço nenhum umas 100 páginas de vez. Admito que enrolei um pouco para não terminar muito cedo, e também intercalei com outro livro. E como bônus, minha edição, inglesa, veio com O Filho de Sobek no final, só para me deliciar com o encontro entre Carter e Percy.

“Sua maior reinvindicação de fama era o Velocino de Ouro – aquele tapete de lã que é meu parente – acabou em seu reino, o que fez o lugar imune a doenças, invasões, crises do mercado de ações, visita s de Justin Bieber e basicamente qualquer outro desastre natural.” (p. 284)

Trilha sonora

Só tem uma possível: Kings and Queens, do lindo do 30 seconds to Mars.

Se você gostou de Percy Jackson e os Deuses Gregos, pode gostar também de:

Percy Jackson e os Olimpianos – Rick Riordan;
Os Heróis do Olimpo – Rick Riordan;
As Crônicas Kane – Rick Riordan;
Ciclo A Herança – Christopher Paolini;
Harry Potter – J. K. Rowling;
As Crônicas de Nárnia – C. S. Lewis;
O Senhor dos Anéis – J. R. R. Tolkien;
O Hobbit – J. R. R. Tolkien;
A Crônica do Matador de Reis – Patrick Rothfuss.

site: natrilhadoslivros.blogspot.com
Lane 22/01/2015minha estante
vc é bem engraçada meu deus kk eu rir muito com tudo isso


Rafa Evaristo 26/01/2015minha estante
hahahaha muito bom!!
Quero também! \o/


Mislene 29/01/2015minha estante
Thirty Seconds To Mars !!!


Edilson 29/01/2015minha estante
O Livro só será lançado em fevereiro, não sei como você fez para comprar esse livro.


Nicolas Oliveira 03/02/2015minha estante
Melhor resenha que eu já li haushauhs. Se eu tava em dúvida entre gastar o dinheiro com outras futilidades e comprar o livro, acabei de me decidir xD


thalisssouza10 25/02/2015minha estante
Melhor resenha que já li². Eu curto muito os livros do Tio Rick, e principalmente das séries PJO e HdO, comprei o "Percy Jackson e os Deuses Gregos" na pré-venda, ansiedade a mil!! o/




35 encontrados | exibindo 31 a 35
1 | 2 | 3