Névoa

Névoa Kathryn James




Resenhas - Névoa


37 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Vogel 13/01/2021

Sensacional
Esse é o único título que me vem a cabeça quando penso nesse livro. Uma história envolvente, misteriosa e encantadora. Eu me apaixonei pela Nell, uma menina com 13 anos, mas tão madura e segura de si, que nos deixa de queixo caído. Ela conhece um garoto, fica intrigada e resolve segui-lo, desenvolvem uma linda amizade, porém ele é um elfo e a partir dai muitas coisas acontecem, o que serviu para os unir ainda mais. O livro é muito bom, de leitura fácil, a autora escreve deliciosamente bem, o que nos faz não querer parar de ler. Recomendo muito
comentários(0)comente



Carol.Abbud 04/05/2019

Misterioso e incrível
Nunca havia lido um livro que consegue misturar investigação policial e fantasia com tamanha maestria.

"Névoa" é um conto de fadas misterioso que desconstrói tudo o que você sabia sobre elfos. É incrivelmente inovador e criativo.

Não é todo mundo que vai gostar, mas para quem curte fantasia cheia de mistérios é perfeito!?
comentários(0)comente



Ivy (De repente, no último livro) 28/08/2018

Resenha do blog "De repente no último livro..."
Tinha Névoa há tempos na lista de desejados, e ao final, foi um livro que me despertou sentimentos vários antes mesmo de começar a ler. Morria de curiosidade em conferir uma história que prometia ser mágica, com direito a elfos, reinos secretos e primeiros amores impossíveis, porém, conforme o tempo passava, as minhas ânsias em conferir a história foram murchando, além disso, o fato de ser uma história quase infanto-juvenil também me desanimou pois eu deduzi que talvez fosse uma história narrada em um tom infantil demais para mim.

Posso dizer que foi um pouco do que eu imaginei que fosse. Um livro que se lê muito rápido, porém com uma história que poderia ter sido melhor aproveitada e melhor desenvolvida.

O universo mágico criado pela autora é interessante e toda cronologia da história de humanos e elfos é bastante mágico, eu gostei demais porque está bem explicado, de maneira adequada. Os personagens são muito jovens, a protagonista tem treze anos de idade e seu interesse amoroso tem apenas quatorze anos, então, não é um livro para esperar-se por cenas românticas intensas já que aqui ainda estaremos testemunhando algo muito parecido com a descoberta do primeiro amor. Foi bonito, puro e muito terno conferir o relacionamento de Nell e Evan, apesar da pouca idade ambos foram personagens adoráveis.



O grande problema é que a trama é cheia de falhas e pontos frouxos, mal explicados. Os fatos ocorrem de maneira apressada, houveram momentos em que sentia estar lendo o rascunho, o esboco do livro e não a sua versão final já corrigida e revisada porque sinceramente há fatos que precisei reler para entender como realmente aconteciam, em especial os eventos finais, tudo ocorre de maneira super simplória. Foi uma leitura que ao finalizar me deixou fria, não conseguiu despertar em mim nenhum tipo de sentimento. Não consegui me apegar aos personagens, principalmente porque senti que a maioria deles é tratada de maneira superficial na trama. Eles estão ali, podendo até ser cruciais em algum momento, mas o leitor recebe pouca informação sobre cada um. Mesmo o grande vilão, Fen, durante maior parte da trama é apenas citado, suas aparicões acabam sendo curtas, e insuficientes para conhecê-lo a fundo ou tentar entender algo sobre ele ou as razões de suas atitudes ruins.



Tenho na estante a segunda parte, Gelo, um livro que já nem terei muitas expectativas porém, ainda espero que me surpreenda. A narração de Cathryn James não é ruim, mas senti que foi vazia, faltava algo. Ainda assim, é uma leitura que pode agradar a leitores mais jovens, principalmente quem está iniciando na leitura e busca por histórias simples e mágicas, que nos tragam de volta aquelas lembranças boas da infância, quando escutávamos os contos de fada e as histórias sobre elfos, bruxas e princesas, onde todos os sonhos eram possíveis e ao final sabíamos que tudo sempre ia acabar bem.



site: http://www.derepentenoultimolivro.com/2018/08/review-230-nevoa-mist-1.html
comentários(0)comente



Kamilla 28/11/2017

Já tinha esse livro há anos, mas só vim ler agora e admito que a leitura foi bem bacana.
Nell é uma pré-adolescente que é calada, não gosta muito de aparecer, porém que tem uma irmã que é o oposto disso. Sabe aquelas patricinhas, que é considerada a rainha abelha e tem suas seguidoras? É a Gwen, a irmã mais velha da Nell. Elas moram próximo a um bosque, onde há uma névoa, que envolve histórias que meninas desapareceram por ali, por isso os pais sempre pedem para que os seus filhos não fiquem por lá... Porém a Gwen, que está completando 15 anos, pouco se importa com isso e leva todos os seus amiguinhos/seguidores para o bosque, a Nell vai junto porque quer ficar de olho na irmã. E em determinado momento a Gwen some. E é aí que a aventura da Nell em busca da irmã em um outro mundo.

“Cuidado com os Elfos, minhas crianças. Não sejam iludidos por eles. São belos como a luz das estrelas, ferozes como lobos e frios como gelo.”

Nossa protagonista descobre que há mais pessoas do que humanos, há também os Elfos, que foram impedidos de ficar entre os humanos. Eles não são más, mas estão se sentindo lesados já que eles também faziam parte do mundo, mas que foram excluídos e não tem direito a praticamente nada mais. Um dos Elfos, o mais poderoso daquele lugar, resolve sequestrar uma das netas de uma Observadora (digamos que ela é uma policial cujo propósito é deixar os elfos presos e quietos) para que possa se vingar e é aí que a Nell tem que seguir firme e forte se quiser ver a irmã bem de novo, porque se a Gwen passar muito tempo lá, quando voltar pra terra já vai estar com mais de 100 anos.

Lembro que na época em que eu procurei saber sobre a obra, havia super me despertado o interesse, mas hoje não foi tão maravilhoso quanto pensei que fosse. No começo demorei um pouco pra tomar gosto pela leitura, mas depois me vi envolvida pra saber como seria o desfecho da história. A Nell começou uma amizade com um dos elfos, Evan, mas eles não poderia ter essa amizade por conta dessa rixa de elfos contra os humanos. Na verdade de alguns humanos contra alguns elfos.

“–De qualquer forma, você é tão corajosa quanto um garoto elfo.
– Eu não sou um garoto.
– É tão boa quanto.
Ela balançou uma cabeça.
– Errado. Sou tão boa quanto uma garota.”

O livro é bem curtinho, apesar de ter mais de 300 páginas, o livro é menor e a fonte é grandinha, o que torna mais rápida a leitura. Gostei bastante da construção da Nell, ela é uma personagem que a gente consegue captar o amadurecimento dela ao longo da trama, no início da história ela parecia uma coitadinha, ela mesmo se visualizava querendo ser mais, mas optava por ficar quieta e bastou acontecer algumas coisas pra ela tomar mais frente, ganhar mais confiança em si mesma. O mais bonito da história é que ela deixou todos os seus medos e anseios de lado pra salvar a sua irmã, que é bem detestável. No final até que fiquei menos chateada com ela, mas sabe aquela típica patricinha que quer ser o centro das atenções de tudo e todos? Então, até dos pais ela quer mais atenção. Achei a personagem bem chatinha e insuportável. Já a Nell nunca foi desse jeito, mas se mostrou bem valente quando foi necessário.

Outro personagem que me encantou foi o Evan, que é um elfo, que apesar de ter 13/14 anos se mostrou muito maduro, um líder sabe? Que se preocupa verdadeiramente com os outros, um personagem cativante e fofo. Vale a pena conhecê-lo também. Os pais da Nell e Gwen apareceram pouco, mas não gostei muito deles, me pareceu superficial demais.

Névoa é um livro voltado para um público mais jovem, com fantasia e que trás até bastante reflexões em vários sentidos. Não há romance e sinceramente não senti muita falta, afinal os protagonista são crianças, apesar que lá para o final deixa no ar se pode acontecer algo entre um determinado casal ou não. Esse livro tem um final fechadinho, então pode ir sem medo de chegar naqueles finais que te deixa fulo da vida por não saber o que acontece. Porém, não foi atrativo o suficiente pra mim pra continuar a ler a dualaogia (há quem diga que haverá o terceiro livro, mas não há confirmação).

Sobre os detalhes: A capa é linda, sem dúvidas é um dos maiores motivos para querermos adquiri-lo, não é? A fonte é grande e agradável de ler, assim como o espaçamento. Não encontrei erros.

Comentário final: Esse livro é bem gostosinho para passar um tempo, não há grandes emoções ou um clímax que te deixa sem ar, mas sem dúvidas é um livro bem agradável e bacana de se ler. A leitura fluí e quando você se dá conta o livro já terminou. Indico para quem gosta de fantasia, mistérios e magia.

site: http://www.lendoeapreciando.com/2017/11/resenha-nevoa-kathryn-james.html
comentários(0)comente



Deza Farias 30/08/2017

" FANTÁSTICO "
Eu amei essa leitura ( the end ) isso já seria o bastante...
Descobri depois de ler esse livro hahahaahaaa que meu gênero favorito *ever* ( vamos gastar nosso inglês ) é a fantasia , eu amo romance , ficção , etc e os tals . Só que com a fantasia eu me entrego mesmo , é coisa de amor mesmo sabe ? E esse livro é maravilhoso é daqueles que você não quer largar de forma alguma , a trama criada aqui é muito boa , e te prende mesmo , os personagens nooooossaaaáaaaa você não saber se terminar o livro para saber logo o final , ou se esperar mais um pouco para pôde curtir os personagens mais um pouco, porque eles foram tão bem desenvolvidos que chega a dar saudades ...
Ah e vamos entrar na estética do livro , tem que ser né non ? Gente que livro maravilindo é esse ? Cara eu simplesmente piro nessa capa , parece meio papel laminado , ou aqueles baguios que quando a gente vira de posição a imagem muda ! Que dar uma ilusão de ótica da hora !!!! Tá ligado ? ( Êpaaaaa pera ai de onde surgiu , essas gírias , mano do céu ? ) sei que a capa é o que menos importa no livro , e que não adianta em nada , a capa ser 5 estrelas e o conteúdo não chegar a uma estrela né ? Mais quando temos a sorte de ter um capa linda e a história ser maravilhosa , o coração não *guenta* e a gente cogitar morrer de felicidades .

Dê uma chance a esse livro e aposto meu ultimo centavo que vocês não vão se arrepender :)

Boa leitura a todos ! :3
comentários(0)comente



Vi 22/01/2017

Névoa
Livro de linguagem simples, tanto que o li em dois dias apenas.
Apesar do enorme e incrível mundo criado pela autora, o livro não deixa espaço para que o leitor o conheça melhor.
É um livro feito para pre-adolescentes, principalmente os tímidos, assim como a personagem principal.
A história eu sinto que foi escrita na pressa, sem muitos detalhes onde seriam necessários. Também notei diversas incoerências ao longo do livro, o que me fez pensar se ele passou por um processo de revisão. Há também muitas metáforas que, para um(a) viciado(a) em livros, são completamente desnecessárias.
O começo da história me fez pensar se o foco era o romance da menina ou a magia tocante.
É um ótimo livro para aqueles que estão iniciando o processo de leitura, não só pela linguagem simples e direta, como também pelas letras grandes, o que torna fácil e fluente a leitura.
Fiquei muito chateada em ver o enorme potencial da história e do mundo que ela contém ser desperdiçado em uma escrita crua e sem detalhes.
Creio que o livro poderia vender mais exemplares se houvesse mais complexidade e investimento na hora da escrita por parte da autora.
Apesar de ser uma série, o primeiro livro não me deixou com vontade de ler o segundo, situação comum em séries.
comentários(0)comente



Victor 05/09/2015

Névoa
Gwen, uma garota de 15 anos, marca sua festa de aniversário no meio da mata. Sua irmã Nell sabe dos perigos de fazer uma festa na floresta, mas Nell não consegue impedir a irmã. Gwen é levada pela névoa da floresta. Somente Nell sabe quem está por trás do sequestro de sua irmã ? o garoto que ela imaginava ser seu amigo, o belo e misterioso Evan River. Evan não é um garoto comum ? ele tem um segredo que fará com que Nell questione tudo o que ela sempre ouviu de sua avó: que as histórias sobre as meninas perdidas fossem apenas contos de fadas. Evan vive à margem do mundo de Nell, raramente vislumbrado, incompreendido e temido. Um confronto entre os dois mundos está prestes a começar.
comentários(0)comente



Bia 02/04/2015

Resenha - Névoa
Primeiramente quero confessar que comprei esse livro pois a capa me conquistou haha (quem nunca fez isso?). Mas, também li a sinopse e me chamou muita atenção. A sinopse me deixou tão curiosa que eu fiquei louca para ter o livro logo, e no dia seguinte eu comprei haha.
As paginas são amareladas, a fonte é grande e o comprimento do livro é pequeno (ou seja, páginas pequenas = Leitura mais rápida haha). Tem Vinte e Quatro capítulos. O livro parece ser dividido em três partes (pelo menos foi o que pareceu pra mim) onde encontramos um texto com o assunto voltado a um Elfo-Rei anos atrás. A capa é muito linda e um pouco prateada para dar o efeito da Névoa (achei isso tão lindo!).

Existe uma névoa que ronda o bosque... A muitas histórias sobre essa névoa. O que dizem é que nunca, jamais, vá para a névoa. Pois se não, você nunca mais voltará. Um ser de outro mundo te pegará e você ficara presa no mundo deles para sempre sem jamais voltar, pois se voltar você envelhece em segundos e morre.
Nell, uma menina de treze anos, é muito inocente. Quietinha na dela, muito tímida e simples. E não é nem um pouco popular na escola, pelo contrario, é ignorada. Ao contrario da irmã Gwen, de dezesseis anos, que é uma patricinha e tem a atenção da escola inteira sobre ela, tudo gira ao seu redor de acordo com o seu comando e regras.
Em uma noite qualquer, Nell vê um menino misterioso que às vezes costumava andar pela escola. Ele estava andando para dentro do bosque diretamente para a névoa. Quando Nell o segue para dentro do bosque, acaba fazendo uma nova amizade, ou é o que ela pensa, com o misterioso Evan. Um garoto de cabelos brancos, olhos pretos e pele pálida como gelo.
Quando Gwen insiste em fazer uma festa a noite para comemorar seus dezesseis anos no bosque, Nell insiste que a irmã mude de idéia. Mas, como Gwen insiste muito e não mudará de ideia, Nell decide ir à festa para ficar de olho na irmã. A festa estava indo muito bem... Muitas pessoas da escola compareceram (mas é claro, afinal ninguém perde nenhum evento de Gwen), teve muita bebida e muitos jogos. Enquanto Nell ficava longe em um tronco apenas com seus pensamentos.
E então, Gwen desaparece. Nell começa a procurar por sua irmã desesperada, e ao invés de encontrar Gwen ela acaba encontrando Evan. Ele lhe da um aviso e um comando. Se caso não conseguisse fazer o que precisava fazer até o pôr-do-sol, Gwen iria ficar presa na névoa para sempre sem poder voltar. Nell descobre quem Evan realmente é e o segredo do seu mundo que antes ela achava ser apenas um conto de fadas. E agora ela terá que correr contra o tempo para salvar sua irmã, e fará tudo o que puder para trazê-la de volta.

Amei esse livro. Simplesmente perfeito! Gwen é uma mimada cabeça oca, toda hora eu queria dar um soco na cara dela haha. Mesmo no perigo ela só conseguia pensar em seu cabelo, sua roupa, suas unhas, etc. Já a Nell é uma menina totalmente diferente, tímida, quieta, sozinha, observadora, mas muito corajosa! E tem certos momentos em que ela também é engraçada. Eu não sou acostumada a ler livros com criança, e a Nell é uma personagem muito madura (muito mais que a irmã), por isso em nenhum momento imaginei ela com treze anos. Não conseguia ter a imagem dela de treze anos, pra mim ela tinha uns dezoito anos.
Evan também tem treze anos, mas é maduro igual Nell. Também não consegui imaginá-lo com treze anos haha. Ele é divertido e misterioso. Mesmo com o cabelo branco, olhos pretos e pele pálida como gelo, ele é um gato!
Amei demais essa leitura e mal posso esperar para ter o segundo e começar a ler ele (Segundo livro: Gelo). A leitura é rápida, gostosa, e te prende do inicio ao fim. Vale muito a pena ler!


site: http://mysecretsbooks.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Angel Sakura 19/03/2015

"Tem uma lição valiosa nessas páginas, acompanhamos uma evolução real de uma personagem que desabrocha na nossa frente com a sincera aceitação do que ela é."
Esse é um livro que conquista pela capa, é sério gente. Absurdamente linda. Quando a Farol enviou o livro pra iniciar nossa parceria eu não sabia bem o que esperar da história. Pra mim foi uma leitura que me divertiu do meio pro final, o inicio é meio bobinho, mas depois engata e ó é muito divertido. Mas acima de toda a história de Névoa eu quero muito recomendar essa leitura para adolescentes ou pessoas inseguras e tímidas. Tem uma lição valiosa nessas páginas, acompanhamos uma evolução real de uma personagem que desabrocha na nossa frente com a sincera aceitação do que ela é. E pra mim essa é a verdadeira magia deste livro.

“Escutem crianças. Já ouviram falar das Garotas Perdidas?
Elas entram nos bosques e nunca mais saem.”

Se quiser a versão em áudio

site: http://euinsisto.com.br/nevoa-1-kathryn-james/
comentários(0)comente



Jeniffer Viana 18/02/2015

Névoa - Resenha originalmente publicada em meu blog, Doce Sabor dos Livros
Quer conferir as minhas impressões sobre esse livro?
Acesse o link abaixo! É rapidinho e você não vai se arrepender.



site: http://docesabordoslivros.blogspot.com.br/2015/02/resenha-nevoa-kathryn-james.html
comentários(0)comente



Clã 17/02/2015

Clã dos Livros - Névoa
Nell e sua irmã mais velha Gwen cresceram ouvindo contos de fadas assustadores, contados por sua avó Druscilla. A avó era uma pesquisadora de contos de fadas e as meninas conhecem vários, todos com finais horripilantes.

Um dos mais contados para as duas falava sobre a Maldição das Garotas Perdidas. Uma menina é sequestrada por Elfos que vivem na Névoa encantada dos bosques, a cada 100 anos.

Nell é uma menina diferente. Inteligente e super observadora, mas com dificuldades para fazer amigos. Diferente de sua irmã Gwen, que era a menina mais popular da escola.

"O problema era que esse tipo de coisa saía naturalmente de Gwen, enquanto Nell provavelmente iria fazer uma bobagem. Era impressionante como sabia a fórmula de equações algébricas, mas não a de fazer amigos."

Por ser curiosa e esperta, Nell acabou encontrando com um menino estranho, que frequentava a sua escola, no bosque atrás de sua casa. Ela já tinha visto que ele saia por ali de manhã, como se morasse lá. O que era muito esquisito. Ele era diferente dos outros meninos. Evan era quieto, bonito, com pele muito branca, cabelos muito claros e olhos negros

Na noite do aniversário de 16 anos de sua irmã, Nell estava relutante em seguí-la na festa que queria fazer no bosque, mas como sua mãe estava trabalhando, a moça como sempre, precisava proteger sua irmã das próprias loucuras, mesmo sendo ela a irmã mais nova.

Mas Nell sabia que algo muito estranho estava para acontecer no bosque, naquela noite.

Durante a festa, Gwen foi sequestrada por um homem de cabelos brancos e olhos negros, assim como Evan. Ele era um elfo em busca de vingança. Mas como fazer com que todos acreditassem no que somente Nell sabia? A história parecia um conto de fadas louco, porém sua irmã estava desaparecida e ferida. Ela precisava fazer alguma coisa.

Os elfos e humanos habitam o mesmo planeta a milênios, porém desentendimentos e muito egoísmo fizeram com que se tornassem inimigos ferrenhos e após ver seus parentes adultos serem capturados e presos em campos de ferro, os Elfos resolveram se vingar e chantagear os humanos, para que libertassem seus pais. Nenhuma laço afetivo é permitido entre as duas raças, pois são inimigos e se odeiam.

"- Nunca se perguntou por que os contos de fadas são tão sangrentos? - ele questionou. - Porque são o registro de uma batalha. Acontece há séculos. Elfos contra humanos, humanos contra Elfos."

Será que Nell seria capaz de salvar sua irmã? Ela tentou a ajuda dos observadores, guardiões que vigiavam e aprisionavam os elfos, porém estes não estavam dispostos a negociar, então a moça precisou partir para o resgate, por conta própria.

"Então é isso, ela pensou. Sou apenas eu.
De alguma forma ela precisava descobrir um jeito de trazer Gwen de volta. "

Nell tinha agora difíceis tarefas pela frente e mesmo ainda sendo muito jovem, precisaria enfrentar a Névoa, encontrar sua irmã, lutar contra os Elfos e lobos da floresta, não se apaixonar por Evan, que parecia a cada minuto um rapaz mais encantador e bom, cuidando de seu povo e voltar para casa em segurança antes que o feitiço destruísse a juventude de Gwen.

Névoa é maravilhoso.

Eu sou uma apaixonada por livros de fantasia, mas este me surpreendeu. Leve e assustador ao mesmo tempo. A cada descoberta vamos ligando os fatos e compreendendo melhor o enredo.
Evan e Nell são encantadores. Ainda muito jovens e carregando pesos enormes nas costas, mas sem fugir de suas responsabilidades.
Cada um em seu próprio mundo, precisando lutar pelos seus e ainda assim, tentados pela amizade impossível que começa a nascer entre eles.

"- Sim claro que vai, garota humana.
- Eu vou. Você vai ver.
Mas a Névoa o levara. Ela olhou fixo para sua ligeira agitação e segurou as lágrimas. Ele não percebera, ninguém percebera o quanto ela podia ser determinada."

Os elfos são seres encantadores, porém muito temperamentais, perigosos e com poderes mágicos. Os mais jovens tem poderes impressionantes e podem se voltar contra qualquer um que os irrite.

"Cuidado com os Elfos, minhas crianças. Não sejam iludidos por eles. São belos como a luz das estrelas, ferozes como lobos e frios como gelo."

Amei e recomendo!
O segundo livro da Série já foi lançado no Brasil!

site: http://cladoslivros.blogspot.com.br/2015/02/resenha-nevoa-livro-1-da-serie-mist-de.html
comentários(0)comente



Rafa 26/09/2014

|| Resenha || Névoa - Kathryn James
Comecei a leitura já esperando que fosse um livro com uma história bobinha e uma capa bonita.
A princípio é uma história bobinha, típica, duas personagens irmãs, onde uma é linda tem todos os amigos e é venerada por todos e a outra esquisita, meio nerd, quase sem nenhum amigo e que todos evitam, entretanto a história é mais que isso, ela se aprofunda em certos momentos e nos apresenta um novo mundo, que para mim era um pouco desconhecido, o mundo dos Elfos, que eu não vou me aprofundar muito para não perder a magia da leitura, só lendo mesmo para descobrir.

Tudo começa quando Gwen (a irmã popular) decide fazer sua festa de aniversário no bosque, logo para Nell (a irmã estranha) não é uma boa ideia e tenta convencer sua irmã a não fazer essa festa em tal lugar, entretanto mesmo com a reprovação de sua mãe, Gwen ainda planeja fazer essa festa e Nell não tendo escolha acompanha a irmã. Alertada por um menino na escola Evan River que há um perigo eminente, Nell fica toda preocupada que possa acontecer algo a sua irmã e fica à noite inteira de olho nela. Até que por alguns segundos ela se descuida e o que ela mais temia acontece, sua irmã desaparece na Névoa, trazendo à tona histórias que sua avó contava e que ela nem imaginava ser verdade, agora apenas Nell tem uma pista de onde está sua irmã e irá fazer de tudo para resgatá-la.

Engraçado né, basta não ter nenhuma expectativa quando começa a ler um livro para ele te surpreender e foi exatamente isso que aconteceu quando eu li Névoa, na verdade não sabia nada da história e não sabia o que esperar, comecei apenas mais uma leitura, que começa simples, mas que começa a evoluir para uma grande história na qual não conseguia parar de ler, e foi uma das leituras mais rápidas do ano, eu li em apenas dois dias, e após terminar o livro ficou o gostinho de quero mais.

Revirando aqui minha memória, cheguei a uma conclusão que não li muitos livros em que sua história fosse baseada no mundo élfico, e às vezes é bom ler histórias que você não tem muito conhecimento do que se trata, e ler Névoa foi uma experiência bastante interessante e branda, abriu meus olhos para um mundo novo na literatura (posso até ter passado pelo mundo élfico em outras histórias, mas não sendo seu mundo o tema central da história) e me despertou o interesse para estar procurando outros livros do tema e olha que fantasia de tal gênero não são os meus preferidos.

A evolução da história se dá devido à evolução de alguns personagens, pois quando comecei a ler não esperava muita coisa da Nell, mas ela me surpreendeu muito positivamente. E ela cresceu de tal maneira que deixou a história bem mais interessante. A expansão do nosso mundo para o mundo élfico nos apresentando tal mundo e alguns personagens da história, deixa a leitura um pouco mais atraente.

Bom, Névoa é um livro leve, a escrita da autora ajuda bastante a fluir a leitura e mesmo não tendo deixado pontas, a autora consegue deixar uma brecha e a curiosidade para o próximo livro, que a propósito já foi lançado me deixando ansioso para ler.

Assim, Névoa não é uma grande inovação da literatura internacional, mas é aquele livro que te prende numa boa história com personagens bem escritos, para alguns pode ser uma surpresa, para outros apenas um livro para se passar o tempo, mas sinceramente falando é uma leitura que indico, pois vale a pena se emocionar e se aventurar nessa surpreendente história.


site: http://livrospuradiversao.blogspot.com.br/2014/07/resenha-nevoa-kathryn-james.html
comentários(0)comente



Bruna 14/08/2014

Oi gente, hoje temos a resenha de um livro fofo, que já faz meses que eu queria ler: Névoa, o primeiro livro da Duologia Mist, de Kathryn James.

Cuidado com as lendas e histórias folclóricas. Talvez elas não sejam apenas invenções como acreditamos.


Nell é uma jovem de 13 anos. Estudiosa, calada e quieta, ela é o extremo oposto de sua irmã mais velha, Gwen, a borboleta social da escola e ditadora de moda e comportamentos. Seus pais são policiais e são bem ausentes, e a avó é uma pesquisadora de folclore.

As meninas cresceram em uma cidade do interior dos EUA, e vivem próximas a um enorme bosque. Desde pequenas foram criadas ouvindo histórias e lendas envolvendo elfos e a névoa do bosque, e sendo intuídas a não andar por lá à noite e a não entrar na névoa.

Não entre no bosque ao escurecer. O aviso da mãe ecoava em sua cabeça, mas Nell o ignorou.
Pág. 9

Na escola, Nell não tem amigos. As únicas garotas que se aproximaram delas era duas falsa que queriam usa-la para se enturmar com Gwen. Então ela conhece Evans, um menino encantador, que ninguém mais parece reparar. Nell não entende o que acontece, mas percebe que as pessoas parecem esquecer da presença de Evans tão logo o vejam, menos ela.

Querendo uma festa de 16 anos em grande estilo, Gwen resolve convidar todos os amigos para comemorar no bosque, à meia noite. E Nell acaba indo junto, não porque queira comemorar, mas sim porque se preocupa com a irmã, e está atenta aos avisos de que não deviam ir àquele local naquela noite. E não é que esses avisos estavam corretos? À meia noite em ponto Gwen desaparece! A última pessoa que a viu foi Nell, quando a irmã mais velha era encurralada por um lobo bem peculiar.

Assim começa a verdadeira história. Nell descobre que todas as lendas sobre elfos que cresceu ouvindo não são tão imaginárias assim, que sua irmã está na terra dos elfos, e que o tempo para conseguir resgatá-la é mínimo! E com tudo contra si e sem o apoio ou ajuda dos adultos, ela embarca na missão de entrar na névoa e trazer sua irmã de volta, e tem como guia o seu novo amigo, Evans, que é nada mais, nada menos que um elfo. E nessa missão, ela descobre verdades chocantes sobre a relação entre o mundo dos humanos e elfos, e que pessoas que ela admirava e em quem confiava talvez não sejam tão honestas assim.

Você tem até o pôr do sol de hoje. Se Gwen voltar pela névoa depois disso, então cem anos recairão sobre ela assim que colocar o pé no seu mundo. Ela ficará velha e seca antes mesmo de viver.
Pág. 115


Adorei a construção dos protagonistas. Nell é uma heroína corajosa e valente, algumas de suas atitudes me irritaram, porque ela nem sempre foi sincera com Evan, mas considerando as circunstâncias, foi compreensível. Já Evans é um encanto e um herói trágico e sofrido. Assumiu grande responsabilidade, ainda muito jovem, e nunca reclamou disso. A relação dos dois é linda e super condizente com a idade dos personagens. Temos aqui o nascimento do primeiro amor, de forma inocente e sutil.

Gwen foi outra personagem de destaque, mas é uma insuportável. Uma típica princesinha mimada acostumada a ter tudo que quer, e que não consegue enxergar a realidade nem se essa lhe atacasse de frente (e olha que isso aconteceu!). Outros personagens marcantes foram o louquíssimo Fen, irmão mais velho de Evans e autointitulado Rei dos Elfos; e Drucilla, a avó modernosa e mais que bem informada das meninas.

Esse é um livro mágico e envolto em lendas. A construção do mundo dos elfos, seus hábitos e personalidades foi muito bem feita. Desde a primeira página é perceptível a qualidade da escrita da autora. O livro é escrito em terceira pessoa, na maior parte do tempo sob o ponto de vista de Nell, e isso não foi nada prejudicial. A narração é tão bem feita e fluida, que me sentia mergulhando na mente da protagonista a todo o tempo.

A diagramação da Farol está impecável: papel amarelado, fonte de tamanho agradável para leitura. E o que falar dessa capa? Bom, só posso dizer que essa capa maravilhosamente trabalhada foi a primeira coisa que me chamou a atenção, e foi por causa dela que quis ler o livro. Névoa faz parte de uma duologia, e o segundo livro, Gelo, já está à venda aqui no Brasil.

Recomendo para todos que curtem uma boa fantasia.

Bom gente, é isso. Espero que tenham gostado.


site: http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/2014/07/resenha-nevoa-kathryn-james.html
comentários(0)comente



"Ana Paula" 02/08/2014

"Se humanos não conseguem viver juntos, como aprenderiam a viver com outras espécies como os elfos?"

Névoa se tornou uma surpresa maravilhosa para mim. Apaixonei-me primeiro, pela capa, que é linda demais, depois pelo enredo: Elfos é um ser sobrenatural que não tenho o costume de ler. Só li alguns livros que possuí tais seres como plano de fundo secundário e recentemente, li A Caminho de Eldrian, da Juliana Velonessi (Resenha no meu blog, clique no título para ler), que também tem o foco voltado para está espécie. Mas aqui, neste livro, o enredo é diferente... Durante muitos anos, acredita-se que os elfos são seres malignos, que vêm para o mundo real através de portais nos bosques, escondidos por uma névoa, e levam crianças humanas embora por simples prazer e por causa de uma antiga maldição.

Nell, uma garota de apenas 11 anos, não é o centro das atenções como sua irmã Gwen, ela é inteligente, atrevida e mesmo não querendo, corajosa. Gwen é a famosa "patricinha". Tem seu séquito de seguidores na escola e sempre que pode, suas amigas envergonham Nell. Mas durante sua festa no bosque, Gwen é raptada, e somente Nell sabe quem pode ajudá-la - um garoto branco, com cabelos brancos e olhos negros - que somente Nell parece se lembrar de que estudam na mesma escola.

Sabe qdo vc começa a ler um livro e pensa: "Personagens chatinhos esses!" Pois é... no começo do livro eu fiquei assim, Nell só reclamava da irmã que era o centro do mundo e ela não. Sua mãe, sempre ausente e seu pai mais ainda.... Até que Nell conhece Evan e todo o mistério que o menino carrega deixa você curioso... Afinal, porque os elfos são tachados de perigosos, se Evan a trata tão bem?

Todo o mundo criado pela autora é magnífico! Ela ressalta o preconceito com o desconhecido e leva o leitor por uma aventura maravilhosa, cheia de segredos e reviravoltas incríveis! Com uma narrativa em terceira pessoa, Nell nos conta sua aventura para resgatar sua irmã, e gente! Que crescimento maravilhoso de personagem! Vc sente a diferença das primeiras as últimas páginas! A editora tbm está de parabéns com a edição, está linda demais. Encontrei alguns erros de revisão, mas nada que prejudique a leitura. Os capítulos são curtos com letras em um tamanho confortável para a leitura.
A linguagem usada pela autora é jovem e extrovertida. Sem falar nas tiras de Nell que dão um toque a mais no enredo do livro!
Se vc ainda não leu, não perca esta chance! Super recomendado!

"Sua avó dissera que eles apenas pareciam humanos, mas para Nell não eram tão diferentes. Jogavam jogos como ela fazia. Estavam determinados a arruinarem seus dentes comendo balas, assim como ela e Gwen. E, quando Evan a levou para o centro da sala e vinte pares de olhos negros, cheios de malícia, a olharam como se ela fosse algum tipo de criatura exótica, estavam agindo exatamente como a turma de Gwen fazia quando alguém novo aparecia."


site: http://www.lendoeesmaltando.com/2014/08/resenha-nevoa-kathryn-james.html
comentários(0)comente



37 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3