Dividida

Dividida Amanda Hocking




Resenhas - Dividida


12 encontrados | exibindo 1 a 12


Fada Literária 23/10/2018

Resenha sincerão DIVIDIDA
Resenha completa no Blog www.fadaliterariaa.blogspot.com
.
Já adianto que esse livro vai mexer muito com você.
.
Depois de fugir para proteger seu irmão, sua tia e a si mesma da fúria do rei vittra, Wendy volta para casa e leva uma pessoa junto com ela, o verdadeiro irmão do irmão dela? (confuso né), e segredos começam a ser revelados.
.
Depois de esplicar mais ou menos o que aconteceu para seu irmão, ela vai descansar, até ser surpreendida por gritos, os vittra invadiram o casa, e Wendy leva uma baita surra que dá até dó, e é sequestrada junto com seu irmão e o irmão de Mat, eles são levados a um certo lugar.
.
Depois do sequestro a gente vai descobrir várias pontas soltas que ficaram no primeiro livro, como porque os vittra querem tanto a Wendy, o que a mãe dela esconde, e vamos ter uma super revelação que me deixou de cara.
.
A gente vai ver também um romance super envolvente da Wendy com um dos vilões da história, um triângulo amoroso, sentimentos confusos e um casamento arranjado. Vamos acompanhar o crescimento da protagonista também que é surpreendente.
.
E finalmente o meu ranço pela mãe da Wendy passou, os motivos dela ser tão rançosa são esclarecidos e fiquei chocada com os reais motivos da mãe da Wendy ter feito tudo o que fez.
.
Esse livro me causou um misto de sentimentos, amor, ódio, esperança, ansiedade, desespero por algumas coisas que acontecem que me deixaram de cara. Amei de mais, devorei o livro, e foi um dos melhores que eu li esse ano.
Recomendo muito.
Inclusive já li o terceiro e último volume e em breve terá resenha dele também.

site: https://youtu.be/He1W3f7rjR8
comentários(0)comente



Kellbet 22/03/2017

Depois de tanta coisa que a realmente não humana passou, eis que ela já começa Dividida em confusão com seu ‘irmão’ Rhys.
Ela é uma troll e não está lidando bem com mais uma mãe distante e autoritária.
Assim continua a série de confusões causadas por Wendy. E põe confusões nisso. (Risos)
;)

site: http://kellbet.blogspot.com.br/2017/02/amanda-hocking-dividida.html?spref=fb
comentários(0)comente



Lanny 13/03/2016

Pode conter spoilers
Estou gostando da série porque já sei o destino amoroso da Wendy, mas se não soubesse ficaria frustrada com as desculpas encontradas para justificar o não envolvimento dela com um e envolvimento com o outro. Mas de posse do conhecimento, até que acho as explicações plausíveis, no entanto, gostaria que esse segundo livro tivesse tido um pouco mais de interação dela com seu futuro amor. Foi pouco para justificar os acontecimentos do livro final. Mas quem sabe o terceiro tenha mais.

Revelação bombástica sobre Tove. Fiquei completamente chocada quando Finn contou a Wendy. Precisei deixar um pouco a leitura e respirar fundo.

A guerra psicológica é pior do que a ação propriamente dita. Gostaria que houvesse logo uma briga pra resolver esse problema entre Trylle e Vittra. Toda essa preparação e treinamento sem que nada realmente aconteça (nem ao menos um romance tórrido) deixa um pouco a desejar. Mas to gostando... Vamos lá pro último.
Sah 10/10/2016minha estante
A revelação sobre Tove me deixou. Tipo hum? Pera que vou ler e vê se não li errado. Sei lá em alguns momentos eu desconfiava mas mesmo assim foi inesperado.




Mônica 05/02/2016

Dividida
Tão bom quanto o primeiro, estou ansiosa para ler o terceiro.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Camilla 03/02/2014

Resenha postada no Blog Segredos e Sussurros entre Livros
Segundo volume da série Trylle, publicada no Brasil pela Rocco, Dividida é narrado exatamente a partir do ponto em que Trocada parou. É um típico segundo livro, sem novidades quanto ao novo mundo da personagem, mas com certas reviravoltas quanto às informações antes prestadas.
Neste livro, Wendy não mudou nada. Sua personalidade se mantém a mesma de antes da descoberta de sua natureza. No entanto, seu lado protetor está bem aflorado e suas atitudes acabam sendo um reflexo de sua preocupação com os que ama. Desta vez, não notei nenhuma epifania da personagem, que apenas segue o fluxo de informações que se multiplicam a sua frente.

“Sempre tive uma suspeita de que eu não combinava com a minha família, apesar do quanto Matt se devotava a mim. Minha mãe quase me matou quando eu tinha seis anos, alegando que eu era um monstro, que não era filha dela.”


Quase não há ação e os momentos ainda são bastante repetitivos. O início do livro é o momento mais agitado da trama e, ainda assim, passa muito rápido. O ponto forte é um grande segredo que vem à tona e transforma tudo o que Wendy sabe sobre os Trylle em uma boa confusão. A verdade é que a imagem que ela tem dos Vittra, os rivais dos Trylle, é um pouco diferente da realidade. Pelo menos em relação a ela. Esse detalhe que muda muitas coisas é também uma grande cartada, pois além de fazer muito sentido, é exatamente o que pode deixar a história mais interessante.

“Não posso ficar com você e não posso ficar sem você. E eu estou presa no meio disso. Sem nenhuma saída. Eu gosto de você, não consigo parar com isso, e você nem se importa!”


A escrita de Amanda Hocking nesta série é um pouco diferente da série Despertar. Por alguma razão, a história de Wendy anda, anda e não sai do lugar. O livro termina quando você finalmente acha que algo grande vai acontecer e acaba decepcionado. Apesar dos pesares, a leitura é bem digna dos típicos young adults sobrenaturais e, o enredo em si, continua tão interessante com a pequena reviravolta gerada pelo segredo descoberto, quanto suspeita. Não consigo confiar em nenhum dos personagens e a cada página de Dividida me vi ainda mais confusa com suas atitudes e personalidades.

Honestamente, não sei o que esperar do próximo volume. Gostaria que houvesse, finalmente, alguma ação mais duradoura e algo além da visão de Wendy. O livro, em alguns trechos chega a ser um pouco chato, monótono, o que é pouco característico do tema sobrenatural, mas muito presente na série Trylle.

Ainda acho que as capas dos dois livros são lindas, especialmente esta, com o campo de dentes-de-leão (não sei se são chamados assim...) em tons de azul.

site: http://ssentrelivros.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Sa. 22/09/2013

Dividida - e bem dividida!
O livro é bem interessante e envolvente, a história se passa de maneira tão rápida e mutável que não se consegue parar de ler. A única coisa que deixa a desejar é na descrição, senti muita falta disso, a chuva de emoções da personagem principal é bem realista e suas decisões podem bem se aplicar a realidade e são bons ensinamentos. O grande amor ou salvar os amigos? Dúvida cruel, principalmente se não souber quem é o grande amor ou talvez saiba e esse seja o grande problema. ~LOVELOKI~
comentários(0)comente



Yasmin 18/09/2013

Trama que evolui para um lado mais intrincado, amadurecendo não só a trama como os personagens

Desde que conheci a trilogia da autora Amanda Hocking sabia que gostaria dos livros portanto não foi surpresa ao ler o primeiro livro descobrir uma mitologia rica e inovadora. Se por um lado a primeira história de Wendy foi ótima, por outro deixou muitas questões no ar, por isso quando a Rocco anunciou o lançamento do segundo livro fiquei curiosa o suficiente para solicitar o livro a editora. Ao contrário do esperado Hocking desenvolve na segunda história de Wendy a trama política que envolve os reinos, apresentando novos personagens e deixando em suspense o romance.

A história começa pouco tempo depois do final do primeiro livro com Wendy e Rhys aparecendo na porta de sua casa mortal. Matt, irmão de Wendy está furioso com o desaparecimento dela e não consegue engolir os motivos que ela dá. E principalmente não acredita que Rhys seja seu irmão. Contudo isso fica para segunda plano quando três Vittra aparece em sua casa os sequestrando. Wendy não pode acreditar no que está acontecendo. Presa em uma cela sob o castelo dos Vittra ela precisa descobrir uma forma de fugir e controlar seus poderes. Levada diante do rei dos Vittra Wendy descobre mais sobre seu passado e sobre sua mãe Elora, assim como os problemas dos Vittra que levaram o rei a sequestrá-la. Para o rei a escolha de Wendy é óbvia, mas tudo o que ela quer é escapar dali e levar seu irmão e Rhys em segurança. Porém nem todo mundo no castelo é vulnerável a sua persuasão. Ela ainda não consegue controlar e Loki, um dos Vittra que ajudou em sua captura surge no meio do seu caminho. Antes de poder entender seus motivos Loki a deixa partir, porém depois desse encontro a vida de Wendy se complicará muito. De volta a Förening Wendy terá que lidar com as pressões dos conselheiros e de todos para que assuma logo sua posição como rainha. E para isso ela precisa se casar. Dividida entre treinar seus poderes e tentar entender os motivos que levaram Loki a se deixar capturar Wendy precisará escolher entre o que quer e o que todos pensam que é certo para poder evitar uma guerra sangrenta.

Essa é a premissa do enredo desse segundo volume da trilogia criada por Amanda Hocking. Através de uma narrativa fluida e de ritmo cadenciado a autora expande o universo apresentado anteriormente mergulhando no lado político da história. Desenrolando uma teia de intrigas e manipulações a autora entrelaça a vida de sua protagonista a sacrifícios e decisões frente à possibilidade de guerra. Alternando entre o desenvolvimento dos poderes de Wendy, as conversas com Loki onde procura entender seus motivos e os Vittra e as decisões de Elora e seus conselheiros a trama evoluiu de maneira inesperada, com uma sequência de acontecimentos que surpreendem o leitor.

As descrições continuam pontuais formando um ambiente belo e vívido que aliado aos rumos que a trama tomou deixa o segundo livro mais intrigante do que o primeiro. Diante as escolhas que Wendy é obrigada a tomar não consigo ver como a autora vai desenrolar o livro três. Sem muito tempo para romance Wendy se vê dividida pelos sentimentos que tem por Finn e o interesse crescente pelo fascinante e misterioso Loki. Que aliás se torna um dos personagens mais interessantes da história. Loki não é apenas mistério, a personalidade dele casa muito mais com a de Wendy do que Finn. Sufocada pelas explosões de Finn desde que ela começou a interrogar Loki, pelas descobertas que vai fazendo ao longo da história Wendy não sabe como reagir diante dos acontecimentos. O final nos surpreende apesar de desde cedo ter ficado claro que era uma opção. Não sei como Wendy sairá dessa, mas se ambos são markis, porque não? Mal posso esperar pelo próximo volume. Como Wendy e Tove vão escapar do destino que todos parecem achar a única solução? E por outro lado se a guerra acontecer conseguirá Loki escapar de Oren?

Leitura rápida, que instiga pelas surpresas que vão surgindo a cada capítulo e que prende o leitor diante da evolução de sua protagonista. Amanda Hocking acertou ao desenvolver o lado político da história. Construindo uma trama de manipulações e intrigas a história ganha em densidade e é nítido o amadurecimento da escrita da autora. Que enrique seu universo com novos elementos e entrelaça as possibilidades ao optar por uma história mais centrada nas decisões do futuro da corte dos Trylle, mas que nem por isso deixa o romance de lado. A edição da (...)

Termine o último paragráfo em:

site: http://www.cultivandoaleitura.com/2013/08/resenha-dividida.html

comentários(0)comente



Natasmi Cortez 26/08/2013

Muito Além da Sinopse
O livro é o segundo da série Trylle... Que é composto pelos títulos TROCADA, DIVIDIDA , e RAINHA ( ainda sem previsão da Editora no Brasil)
Confesso que o que mais me chamou a atenção na série foram as capas esmeradamente recriadas dos títulos originais pela Rocco... E confesso também que quando li a sinopse que falava sobre Trolls e afins fiquei meio decepcionada... Tá eu gosto de magia, fantasia e bruxaria, mas achei apelação total...
Mas sabem o que descobri... A Amanda Hocking é simplesmente demais, seus livros são curtos e ao mesmo tempo cheio de detalhes e é como se você fosse a própria Wendy, vivendo suas aventuras, medos e paixões... E põe paixões nisso... Nessa nova aventura Wendy vai descobrir que não pode fugir de suas responsabilidades, vai descobrir que ser adulta não é tão fácil quanto se pensa e vai descobrir que preferia ser a humana estranha de antes a ser a princesa de agora...
O livro segue a mesma linha do primeiro, fácil de ler e compreender e completamente imprevisível... Vai te surpreender e você vai ver, como eu, que o assunto Trolls poderia ter sido usado outras vezes... Pois eles são incríveis com todas as suas habilidades e inteligência, e ao mesmo tempo tão mesquinhos com sua mania de roubar os humanos e se considerarem superiores a eles...
Voltando a Wendy, é a primeira vez que concordo com as escolhas da personagem principal, e gosto tanto dela da mudança que ocorreu com ela desde o primeiro... Ela está mais forte, mais decidida ( desde que o assunto não seja o coração - nada de spoiler galera ) e suas escolhas mostram o quão incrível é seu coração...
O livro é maravilhoso, a estória é surpreendente e vai cativar você assim como fez comigo... E a única coisa ruim desse livro é que só tem 360 páginas... E você vai querer que tenha muito mais !



comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



12 encontrados | exibindo 1 a 12