Easy

Easy Tammara Webber




Resenhas - Easy


382 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Camilla de Carvalho 26/07/2021

Um livro muito importante, eu amei o modo como a autora abordou o tema de abuso sexual, vale a pena ler.
comentários(0)comente



Sarah.Sampaio 23/07/2021

A leitura em si não foi uma que me prendeu tanto a esse livro, mas com toda a certeza ele aborda um tema necessário, apesar de ser um gatilho para algumas pessoas, que me faz recomendar o livro e dizer que vale a pena sim a todos.
comentários(0)comente



Duda 20/07/2021

Que livro!!!
Uma das poucas vezes que comecei a ler um livro sem saber absolutamente nada da história? e o resultado não poderia ter sido melhor.

Nem sei como começar a falar de Easy. É um romance leve mas extremamente pesado ao mesmo tempo. Aqui nós temos Jacqueline, uma universitária que acabou de levar um pé na bunda e quase não tem amigos e é só isso que posso dizer sem dar qualquer tipo de spoiler. 

O romance entre os protagonistas fluiu de uma forma tão natural que só percebi o quão envolvida eu estava, depois de ter lido mais da metade. Tem algumas coisas tão gostosas de ler, como trocas de e-mails sem qualquer tipo de malícia, quem diria que seria tão confortável ver um casal de conectar através de coisas tão simples. E enquanto isso acontece, também nos encontramos dentro de um joguinho de sedução muito excitante, na medida certa. 

E quando tu acha que as coisas estão indo bem e que nada pode acontecer naquele cenário, a autora aborda coisas inimagináveis e bastante pesadas mas com tanta naturalidade que tu nem sente o impacto. Acho importante destacar que gostei muito da abordagem que ela escolheu para tratar de violência e machismo, mesmo com alguns personagens bem estereotipados, acredito que as escolhas que ela fez seguiram um caminho bacana.

Para terminar: Lucas Maxfield, pegue seu cabelo comprido e sua moto e venha me buscar para que possamos nos curar dos nossos traumas juntos. Você é tudo! ?
comentários(0)comente



Thalita 19/07/2021

Easy
Amor não é a ausência de lógica mas a lógica examinada e recalculada aquecida e curvada para caber dentro dos contornos do coração"

A história gira em torno da Jacqueline, que saiu do ensino médio e decidiu ir pra mesma faculdade que seu namorado, mesmo que essa não oferecesse muito na sua área de interesse, a música. Tudo andava bem até ele terminar com ela o relacionamento de três anos. Afundando nas notas, o seu professor sugere que ela tenha aulas de reforço com Landon Maxfield. Devido as agendas corridas, os dois nunca conseguem se encontrar pessoalmente, e a comunicação dos dois sempre é via email. Ao mesmo tempo, um funcionário do café local, Lucas chama a atenção de Jacqueline após salva-la em uma festa. E pra variar, ele tem um passado sombrio. A forma como Lucas reage a sua paixão por Jacqueline, reforça ainda mais o quanto ele luta contra os seus próprios fantasmas para viver um amor.

Gostei do plot dos emails, mas minha reação foi essa quando foi revelado: ??

É um new adult de leitura rápida, porém é mais do mesmo. Não senti nenhuma novidade lendo.
comentários(0)comente



Gabriela.Theis 19/07/2021

Bom
O livro é bonzinho até, aborda assuntos sérios, mas a história não me convenceu, não consegui gostar dos dois juntos, achei que muitas coisas foram acontecendo do nada, demorei muito pra ler.
comentários(0)comente



Renata.Brero 19/07/2021

Aí meu Deus!
Já via esse livro a anos nas estantes do sebo, não sentia a menor vontade de ler pq acho a capa horrível, e esse livro se encaixa exatamente naquela frase "Nunca julgue um livro pela capa" ... é uma história que te prende do começo ao fim, a história de Jaqueline e Lucas emociona, sem contar que o tema abordado aqui é muito importante, vale ressaltar que pode contar gatilhos para algumas pessoas...enfim amei ??
comentários(0)comente



amanda.cdamasceno 11/07/2021

Necessário!
? gatilho estupro, violência física e menção a assassinato.

Resolvi ler esse livro por indicação de uma amiga minha. E eu simplesmente amei tudo, os assuntos abordados, os personagens e a história num todo é maravilhosa.
O livro fala de assuntos muito necessários, dando ao leitor uma perspectiva de como seria estar naquela situação, oq vc poderia ou não fazer, e crítica de forma excelente tais assuntos.
Todos os personagens foram perfeitamente desenvolvidos. O jeito q a autora trouxe assuntos polêmicos e representados nos personagens foi muito boa.
O desenvolvimento do casal é o mais lindo de tudo mostrando ao leitor q apesar da dor e traumas de cada um sempre é importante respeitar a pessoa e o tempo de cada uma.
Enfim a história é incrível!
comentários(0)comente



Bia 09/07/2021

Resenha - Easy
Não sei porque decidir pegar esse livro pra ler. Vi no Kindle Unlimited e pensei: porque não? Aproveitando que estou (ainda) na vibe de romances, porque não tentar mais esse romance?

O livro pareceu bem promissor, dessa vez eu li a sinopse e gostei bastante. Entrei no livro esperando algo bem Dark com toda a situação. Porém, apesar de ter encontrando uma situação bem horrível, a história desandou um pouco.
Acho que o livro focou demais no romance e deixou como segundo plano, e em muitos momento até mesmo em terceiro plano, a questão principal do livro: o estupro, o abuso.
Essa história tinha tudo para ser muito incrível e talvez até trouxesse muita reflexões ou mesmo lições. Mas acabou se perdendo na romantização e ficou tudo muito seco/raso.
De fato terminei o livro com certas reflexões, porém foram muito poucas. Esperava algo muito mais centrado em um assunto de extrema importância.

Apesar da leitura ser leve e muito fluida e até interessante, o livro deixou a desejar. Temos aqui um assunto importante que é o estupro e como lidar com isso. O fato de muitas mulheres no mundo todo serem estupradas e muitas delas se manterem calada, por medo ou ameaças, é chocante e muito real! O livro mostra o trauma que fica, o medo tão profundo e intenso que impede a pessoa de fazer várias coisas por medo, ou mesmo faz com que a pessoa se sinta sufocada e com medo o tempo todo olhando para todos os cantos verificando se não será atacada. Além de deixar o emocional da pessoa completamente destruído.

Depois de quase ser estuprada, Jacqueline está em choque, e ao mesmo tempo tenta seguir com sua vida. Graças ao seu salvador o pior não aconteceu, mas poderia ter? O que ela deveria fazer? Contar? Se esconder? A cargo da realidade alguém tentou estupora-lá.
O medo apreensível de contar para alguém é dominante, nem a coragem de ir a polícia ela tem? E se as pessoas pensarem que a culpa é dela? Não seria tão difícil, afinal ela se sente a culpada.
Mas a culpa não é dela. E esse será um longo caminho para que ela finalmente perceba que o que quase aconteceu não foi sua culpa. Com a ajuda de Lucas, seu salvador, ela irá entender que não deve se sentir culpada a dizer NÃO a um cara, dizer NÃO quena não está afim, e que não deve se sentir na obrigação de satisfazer um homem quando nem vontade de tal coisa tem.
NÃO é NÃO.
O livro traz a importância de falar sobre isso, de pedir ajuda e denunciar. Mesmo que seja difícil, é importante denunciar.

Apesar de toda a questão envolvendo a personagem e seu caminho lutando com toda a carga que vem junto com o ataque que sofreu, a autora não se prendeu a esse tema. Ela envolveu o livro em uma grande bolha de puro romance. Temos sim momentos em que a protagonista luta contra a insegurança e o medo, mas no grande geral o livro foi pura melação de romance. E por isso acabei tirando algumas estrelas dessa leitura, senti que a autora deixou um pouco de lado um assunto importante.
O romance é fofo, é bonitinho, gostoso de ler, personagens muito legais, mas isso não foi o suficiente para agradar 100% minha leitura.
Achei a protagonista um pouco seca, meio neutra. Senti mais ligação com outros personagens do que com Jacqueline.

Fora isso, a leitura foi bem rápida e legal. É um livro de romance, é um pouco pesado já que envolve um tema bem forte, mas também não é uma leitura que tenha uma carga muito forte, pois como disse antes, a autora não ficou muito no assunto e sim no romance. Tem Hot no livro, porém é descrito de forma bem discreta e acaba não sendo tão explícitos assim.
comentários(0)comente



Lis 08/07/2021

Livro teenager
Eu tenho 26 anos e acho que devia ter lido esse livro na minha adolescência ^^ Porque, agora não me agradou muito.
comentários(0)comente



Camila 29/06/2021

Bem estilo romance americano e já inicia com gatilho para estupro. Entretanto, o tema é bem abordado, representando de forma clara a reação social acerca do assunto. A história dos personagens principais tem um ótimo desenvolvimento e lhe prende do início ao fim, por esse motivo é um livro de leitura rápida. Uma ótima leitura pra quem não é sensível ao assunto abordado!
comentários(0)comente



iasmimrg 26/06/2021

não é um livro pra qualquer pessoa ler
Primeiramente, se eu não teria a mínima vontade de ler esse livro se só visse ele por aí PQ ESSA CAPA É RIDÍCULA, se não fosse uma amiga minha falando que é muito bom, eu nunca leria.
Definitivamente não é um livro pra qualquer pessoa ler, já que o estupro é um tema que está presente o livro todo, mas mesmo com assuntos pesados, o livro não é difícil de ler, quando você percebe já leu metade do livro e está apaixonada pelo Lucas.
@mihlwna 27/06/2021minha estante
Perco tudo nesse Lucas da capa parecendo o David Desrosiers em 2005, só que mais velho ainda kkskxks parece que ele nem lava o cabelo


iasmimrg 27/06/2021minha estante
avemaria os dois aí parecem ser mais velhos que minha mãe


@mihlwna 28/06/2021minha estante
KAKSKSK




Josiele.Souza 25/06/2021

Gatilho
Não vou dizer que é um livro fácil de ser lido, não foi pra mim que nunca passei com algo parecido, imagino como seria a leitura pra alguém que já sofreu qualquer tipo de abuso, provavelmente vai despertar um gatilho doloroso. Mas a forma como a autora aborda o assunto foi muito coerente. Detalhou exatamente como a maior parte da sociedade reage com esse tipo de coisa. Todos os questionamentos absurdos que a pessoa q foi abusada ouve, e tudo q ela tem q enfrentar pra cobrar por justiça. É doloroso acompanhar, mas esse livro trás tanto ensinamento, e o mais importante deles é mostrando como nós mulheres, primeiramente temos q apoiar umas as outras antes de qualquer julgamento.
Eu super recomendo pra quem não for sensível ao tema estrupo.
comentários(0)comente



Melina 15/06/2021

Easy, de Tammara Webber, é uma leitura rápida e easy ?, um drama/romance, bem no estilo daqueles filmes americanos, com jovens universitários, fraternidades e os dilemas da juventude, romances e festas. O livro traz tudo isso e, também, entra em temas como violência sexual, consumo de álcool, machismo e culpabilização da vítima. A trama que envolve os personagens principais é interessante e prende o leitor, que rapidinho termina o livro.
E falando como alguém que é atraída, primeiramente, por capas bonitas, nunca leria esse livro, a capa é muito sem graça.
comentários(0)comente



gabi 09/06/2021

Não é um livro leve para qualquer pessoa ler, mas é bom
Estava com um certo receio do livro depois que vi algumas comparações entre esse romance e outros bem bomba/problemáticos, mas acabei me surpreendendo bastante com a leitura. Porém, pra começar a falar de Easy preciso alertar que esse livro possuí gatilhos [abuso sexual, menção a estupro (com outras personagens) e tentativa de estupro (com a protagonista), talvez possa ter me esquecido de algum]. E a trama fala muito sobre isso, inclusive foi uma das coisas que acabou me pegando no livro, porque a forma como a autora fala sobre o assunto mostra essas violência e como elas são tratadas no mundo real. Esse é aquele livro que pode desmistificar bastante o "é só denunciar" porque não é só denunciar, claro que no mundo ideal todas as mulheres que passam por algum abuso denunciaram, mas o livro aponta como é difícil o depois, como não é um mundo perfeito depois que a vítima finalmente consegue fazer a denuncia. Claro que isso deixa a gente revoltado, principalmente por saber que é assim que acontece. No livro, o agressor acaba sendo punido mas dá aquela sensação que ele merecia mais, óbvio que merecia. Sobre o romance em si, é bom. Não tem protagonistas que te cativam, mas o livro não é ruim só um pouco murcho em questão de romance. A escrita da autora é ótima e muito fluida, o que te prende lendo e as amizades da protagonista são bonitas pra fazer a gente se apegar. A história do protagonista também faz a gente entender a dor dele, o que torna muita coisa mais real. o romance deles é gostosinho mas chega num ponto que fica meio "hm parece que nada tá acontecendo nisso aqui" então acaba dando a impressão que o livro poderia até ser mais curto, não que eu tenha achado que a autora fez enrolacao mas só porque parece que li bastante mas não vi tanto do casal. O que pode até ser um ponto bom pq acaba que várias outras relações são exploradas no lado dela. Por ser um livro narrado pela protagonista feminina eu entendo não vermos muito da vida do Lucas, mas em alguns momentos me peguei pensando se ele realmente era sozinho e sem amigos ou se somente não foi citado.
comentários(0)comente



Naty 04/06/2021

Easy
Jaqueline e seu namoradinho do ensino médio agora estão na faculdade e, adivinhe só? Eles terminaram! Depois de 3 anos namorando, ela não sabe mais como ser solteira. De qualquer forma, sua amiga Erin está lá para ajudá-la, exceto na noite que ela realmente precisava de ajuda. Depois de uma festa na fraternidade do ex, Jaqueline é agarrada por um dos "amigos" dele. Mesmo que nunca tenha apresentado perigo, Buck está prestes a lhe violentar. Entretanto, um desconhecido, por sorte ou obra do destino, aparece e não só ajuda Jaqueline a chegar em casa com segurança, mas dá uma surra no assediador.

A partir desse dia, Jaqueline enfrenta traumas relacionados àquela noite e com a ajuda do desconhecido (Lucas) e suas amigas ela consegue recuperar a confiança que perdeu ao ser atacada e não conseguir revidar ou fugir.

Considerações:

Mais uma vez, a realidade dos fatos me assusta. E todos nós sabemos que existem várias formas de sentir medo, mas as mulheres, de alguma maneira, nascem sabendo todas elas.

Depois de ler Garota do Lago, me senti desprotegida. A gente nunca pensa que alguém próximo, que conhece nosso dia a dia e nossa história, é capaz de fazer uma coisa dessas. Agora, lendo Easy, sinto que essa realidade pode um dia me alcançar, e não quero fazer parte da estatística, quero saber me defender. Por isso, estou pensando seriamente em fazer aulas de defesa pessoal.

O que achei do livro:

Queria começar dizendo que a escrita é muito boa, mas depois de um certo tempo ela se tornou cansativa. Parecia que a autora estava enrolando (o famoso enchendo linguiça hehe). Terminei com muito tédio.

Contudo, tenho que parabenizar a Tammara Webber, esse foi um dos meus primeiros livros lidos que tratou uma situação traumática como ela deveria ser tratada. Depois do assédio, Jaqueline foi afetada em várias esferas. Ela não simplesmente se curou de forma mágica. Doeu e o processo de cura foi lento, e no final do livro ainda não tinha terminado completamente, o que deixou uma lacuna que foi preenchida com a mãe oferecendo uma ida ao terapeuta para conversar sobre os fatos. Só por isso eu já gostei mais. Entretanto, a forma como ela se comporta com Lucas me parece íntima demais ? deixando entrar no seu quarto, conversando e beijando ele. Mas isso pode ter a ver com o dia em que tudo aconteceu. Como Lucas foi quem a salvou, talvez ela tenha enxergado nele um porto seguro, alguém que poderia confiar. E, de qualquer forma, a entrega de Jaqueline foi aos poucos, não de uma vez só. Como se estivesse oferecendo cada fragmento que se desprendeu naquela noite para que Lucas a ajudasse a colar de volta. Um processo dolorido e demorado.

Lucas é a definição de respeito e superação em um homem. Ele respeita o tempo dela, ele espera por ela. Isso é algo que todo mundo deveria ter em um relacionamento. Lucas também superou muitas coisas do seu passado, mesmo que não completamente. Sua personalidade é muito boa e bem construída, seus valores e princípios também. Acho que toda garota deveria se dar o prazer de ter um cara como ele pelo menos uma vez na vida (ou para sempre, como eu fiz

O Benji me lembra muito o Damian de meninas malvadas. Eu imaginava ele assim. Adorei o personagem, mas acho que poderia ter desenvolvido mais. Tudo bem, os dois eram colegas e nós, geralmente, não desenvolvemos relacionamentos profundos com muitos colegas (talvez nenhum), mas sinto que ele se daria tão bem com a Erin. Queria mais deles. Queria mais dele!


No final, só queria dizer que se você tem uma história parecida com a de Jaqueline ou Mindi, não guarde isso para si mesmo. Se você não se sente seguro em compartilhar os fatos com alguém conhecido, procure ajuda profissional. Eu sei que a vergonha e o medo de não te darem crédito é grande, mas uma história não tem apenas um desfecho único. Você pode ser mal interpretado. Você também pode ser acolhido. Se você confia nas pessoas próximas a você, ótimo! Fale com elas, abra seu coração. Se não confia, procure um terapeuta, psicólogo, psicanalista. Eles vão te ouvir e te ajudar a superar isso. Fique bem! Você não está sozinho
comentários(0)comente



382 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |