Escrito Sob Fogo e Sangue

Escrito Sob Fogo e Sangue Adrieni Yassine




Resenhas - Escrito Sob Fogo e Sangue


13 encontrados | exibindo 1 a 13


Verônica 28/12/2016

Escrito sob fogo e sangue - A decisão - Por: Pensamento Literário
Todo resenhista já passou por duas situações complicadas na vida literária: dificuldades em resenhar um livro que tenha amado e a mesma barreira para aquela obra que odiou. Infelizmente, me encontro na segunda categoria e já enrolei muito para começar a colocar minhas impressões em palavras.
Reconheço que somos indivíduos diferentes e como tal possuímos gostos bem aleatórios; tal realidade não é incomum na literatura. Os gêneros são um resquício que comprova essa ideia. Quando amadureci nessa área comportamental compreendi que não posso simplesmente colocar meu ponto de vista como a única afirmativa, pois as partes de uma narrativa que não me cativaram podem ser totalmente o oposto, ou seja, tal característica pode conquistar outro ledor. Vendo por esse ângulo sempre tento esclarecer o porquê de tal obra não ter me atraído, todavia tal pressuposto será impossível de ser considerado nesse livro. É impossível enumerar pontos positivos nessa obra.
A frase que encerra o parágrafo anterior é enfática e não estou sendo radical. A sinopse e a capa da obra são bem distintas e logo seduzem, entretanto a autora se perdeu por diversas vezes na estória. Irei relacionar todas as razões desse vestígio tão desfavorável, porém faz necessário narrar um pouco à trama.
A terra está sendo poluída e as bruxas originais que vivem em uma floresta que se encontra em outro plano precisam ajudar os homens a se livrarem dos magos que estão contribuindo para acabar com o planeta terra através da poluição. Existe uma esperança desses magos voltarem para “luz”, e para isso Lanah que é a representante da ordem do universo (ou algo parecido) designa quatro bruxas e quatro elementais para essa função. Em doze anos elas precisam conseguir com êxito cumprir essa missão. Entretanto, ao contrário do que possa imaginar a estória gira entorno de Kir (bruxa original) e Destroc (mago) que já foi do bem.
Falando especificadamente sobre esse exemplar é possível listar os problemas apresentados nesse livro. Primeiro; a autora conseguiu misturar diversas religiões dentro de um enredo muito pobre. Não sei dizer o motivo para tal abordagem, ou melhor, a razão de misturar tudo isso sem um propósito. Segundo; o exemplar inteiro possui erros de digitação, concordância, coerência e consequentemente erros gramaticais. Sempre li livros da editora e não recordo de terem desleixado em uma obra. Claro, que equívocos ocorrem, mas os erros realmente são “gritantes”. Terceiro; não compreendi quem narrava o “quê”. Em uma hora o texto estava em terceira pessoa e outros momentos na primeira, sem intercalar nada. Simplesmente do nada alterava a visão, o que ocasionava em confusão e consequentemente afetava a interpretação. Quarto; alguns personagens são citados e não aparecem, talvez, por se uma trilogia e a Adrieni querer trabalhar com essa diversidade em suas demais obras tenha optado por deixar essas brechas. Por isso, temos um monte de gente desnecessária que é mencionada, por exemplo, elementos sobrenaturais que não tem destaque, tais como: anjos, vampiros e lobisomens. E, para não me estender muito (até mesmo porque a listinha só iria crescer) o quinto obstáculo nessa obra é que a temática central, que seria o meio ambiente e a poluição, não ganha destaque algum. A escrita confunde o tempo todo e não vemos o enfoque nessa questão que seria a base para o desenvolvimento da trama.

No meio de toda essa calamidade só posso pontuar que a autora precisa de diretriz e pelo que pesquisei não tem nada que aponte a continuação da obra, uma vez que somos “contemplados” com um capítulo bônus da sequência do livro. Enfim, acho que é necessário uma organização de pensamento, o que se pretende narrar, como, quando e etc, pois da forma que se encontra é impossível apontar aspectos favoráveis. Definitivamente há uma real necessidade de tanto a editora como a escritora reverem esse romance (nem sei se esse é o gênero) do começo ao fim. Não sei se consegui explicar, entretanto ainda estou tonta de tantas voltas, intrigas e posicionamentos confusos dos personagens.

site: http://pensaliterario.blogspot.com.br/2016/12/resenha-escrito-sob-fogo-e-sangue.html
comentários(0)comente



Renato 01/06/2016

“A Decisão” é o primeiro livro da trilogia da série “Escrito Sob Fogo e Sangue”. É romance de estreia da escritora Adrieni Yassine.
Farei alguns breves comentários:
• Não é o tipo de romance que me atrai, mas ainda assim me aventurei a ler algo diferente. Digamos que não foi uma experiência agradável.
• Colocar um trecho inteiro de uma das páginas da história na aba do livro para apresentá-lo, sem tirar nem colocar uma vírgula sequer foi nada bom. Cadê o poder de sinopse?
• Erros de digitação...
• Na narrativa, os habitantes do planeta terra estão destruindo o lugar onde vivem, acabando com meio ambiente. Um grupo de bruxas que habitam em outro plano é designado por Lanah, que representa a Ordem do Universo, que tudo comanda, para ajudar os humanos durante o período de 12 anos.
• Nesse processo de ajuda, elas possuem algumas missões. A mais importante está em resgatar para o lado bom da magia Destroc, o cara que comanda tudo na terra e pertence ao lado negro da magia. Destroc e Kir (do lado branco) devem se unir (o bem e o mal), para que possam gerar um ser que representará a união das forças, o Redentor.
• A história traz uma misturada de crenças religiosas. Não entendi o propósito.
• A narrativa sobre as personagens por vezes é confusa, e você fica sem saber (pelo menos é o que eu senti) de quem se esta falando no momento.
• Por se tratar de uma trilogia, é possível, e sinceramente isso precisa acontecer, que algumas lacunas sejam preenchidas nos próximos dois volumes.
• Para quem curte histórias que envolva o sobrenatural, pode ser uma boa pedida.
comentários(0)comente



Carolina Durães 27/07/2013

Conforme a sinopse explica, o livro vai conduzir o leitor a uma jornada fantástica. Bruxas e elementais tem como missão retornar à Terra para uma missão muito importante. Quatro elementais e quatro bruxas, lideradas por Lanah, que é a representante da ordem do universo. Kir, que representa o brilho da vida e a luz da floresta terá uma das tarefas mais importantes: fazer com que Destroc veja o lado do bem. O problema é que Destroc e Kir possuem uma história de muito tempo, e a redenção dele envolve diretamente o planeta.

"- Para você, separei uma das mais árduas tarefas... Tenha muito cuidado! Destroc será sua missão mais importante, e com ele você deve recuperar o desejo de Valentina". (p. 21)
O livro ainda mostra a missão de outras bruxas, que em forma de jovens estudantes tentam fazer a diferença.
"- Jadi, você estará em uma região violenta da Zona X, parte do subúrbio do novo mundo. Irá para uma escola de excluídos e tratará de uma das maiores contaminações do século passado e atual: a droga". (p. 23)
A autora Adrieni Yassine traz em sua obra "Escrito Sob Fogo e Sangue - A decisão", importantes pontos para reflexão dos leitores, como o perdão, a esperança e principalmente o amor. Não apenas o amor romântico, e sim todos os tipos de amores.
Em relação a diagramação, revisão e layout, a editora fez um bom trabalho. Encontrei alguns errinhos de digitação, mas nada que interferisse na leitura.
O livro é de leitura rápida e sua trama envolve o leitor do começo ao fim.

"O amor é o sentimento mais poderoso no coração humano e, por isso, precisamos de muitos séculos para aprender a viver o amor, o inigualável quinto elemento". (p.27)

Essa resenha será publicada no blog Acordei com Vontade de Ler.

site: http://www.acordeicomvontadedeler.com/
comentários(0)comente



Tai 20/09/2013

Um pouco confuso, mas encantador!
Escrito Sob Fogo e Sangue – A Decisão conta, principalmente, a estória de Kir, Destroc e Valentina. Uma estória secular marcada por amor, ódio, guerra, inveja... E conta como esses personagens são importantes para o futuro da vida na terra, pois Destroc e Kir são aqueles que devem conceber Luan, o redentor, que deve por fim à guerra entre as raças, permitindo que humanos, vampiros, lobisomens, magos e bruxas possam viver em paz no planeta azul.

O único problema é que Kir é uma bruxa branca, do bem, e Destroc é um mago negro, do mal, e eles não podem ficar juntos enquanto Destroc não voltar para o lado da luz, onde já esteve há muito tempo atrás.

E é com essa missão principal (pois existem outras missões paralelas), de trazer Destroc para o lado do bem novamente, que as bruxas essenciais Kir (que representa o brilho da vida e da luz da floresta), Raio (que representa a alegria de viver), Lin (a esperança de dias melhores), Jadi (o encantamento) e as elementais Accuan, Territas, Foggian e Arian (com nomes bem sugestivos xD) são convocadas à sair da Floresta Astral e voltar ao planeta Terra.

(continue lendo no link abaixo)

site: http://fantasiandocomoslivros.blogspot.com.br/2013/09/resenha-escrito-sob-fogo-e-sangue-livro.html
comentários(0)comente



Mayla 29/12/2013

Bom, mas confuso...
Kir, uma jovem bruxa, que foi mandada para Terra, juntos com suas amigas e elementais, com a função de salvar Destroc, o líder da capita da Terra, mas nem tudo são flores, que disse que ele quer ser ajudado, ainda está com muita saudades de seu amor Valentina, cada uma tem uma função para o plano de salvar o líder da Terra.

Lanah, é a ordem do Universo, ela comanda tudo, e foi sua ideia salva o planeta azul, das garras do líder, que só quer destruiu a Terra, bem tem muitos outros segredos ocultos durante o livro, que são desvendados no decorrer da leitura.

Bem depois de muitas idas e vindas, Destroc aceita que quer voltar a ser um mago da luz, travando várias batalhas contra seus defeitos, ele e Kir, formam um dos casais do livro, e com muitos outros.

Mas essa historia começou há muito tempo, em acampamentos ciganos, e outras historias, o amor dos dois reinam, mas sempre tem alguém para atrapalhar o amor dos dois, mas isso vai ser explicado no livro, eu não vou soltar spoilers.

Bem o livro é muito bom, mas achei mio confuso, no início não conseguia me achar na leitura, depois de algum tempo eu conseguir, mas achei que não entrei na onda do livro, no início pensei que fosse narrado em primeira pessoa, mas logo percebi que era em terceira pessoa, por causa, que a cada capitulo, sentimos o que os personagens estão sentindo e fazendo.

Acho que esse vai e volta na historia, não me agradou muito, mas muitas pessoas gostam disso, então leiam, só assim vocês vão saber se gostam.


site: http://meulivromeutudo.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Cath´s 30/05/2014

Resenha Escrito Sob Fogo e Sangue.
O mundo está se encaminhando para a destruição, por isso bruxas são enviadas a Terra para tentar trazer Destroc novamente para o lado do bem, cada uma com seu talento e sua missão individual.

Essas bruxas antes viviam em outro plano, em uma floresta junto com as elementais, mas ao virem para Terra tem que cuidar com os sentimentos humanos a que estarão expostas e tentar não cair em nenhuma tentação.

Eu admito que lendo a sinopse esperava bem mais do desenvolvimento do livro, Adrieni teve todas as ideias para fazer um livro perfeito, mas o desenvolver não me cativou muito, não consegui entrar nos personagens e sentir junto com eles o que acontecia.

Destroc na realidade não é muito malvado, lendo você espera que ele vá ser mau e que traze-lo para o lado bom novamente vá demandar tempo e muita força de vontade, mas não é assim, logo que conhece ele, já está inclinado a voltar para o lado do bem, não precisando de muito para trilhar esse caminho.

A obra também trás referência bíblicas, tendo os seus personagens passado, como o de Moisés, por exemplo. É uma história com simbologia, e a autora em muitas partes consegue te atingir com as ideias dela sobre a essência da vida humana.

Mas eu aviso, não é um livro rápido de ler mesmo com suas 200 páginas, a história muitas vezes parece que não anda, enquanto espera o momento do ápice as páginas vão virando e esse item não chega, é como se tivesse ficado guardado para a continuação.

Com bruxas, elementais, lobisomens e vampiros eu espera um livro mais agitado, mas foi um livro calmo, que em nenhum momento fiquei nervosa junto com os personagens.

Quanto a capa, é muito linda, chegando a brilhar. Houve uns errinhos de digitação durante o livro, mas nada que atrapalha-se a leitura.

site: http://www.some-fantastic-books.com/2014/05/resenha-escrito-sob-sangue-e-fogo.html
comentários(0)comente



Lucas 26/05/2014

O Planeta Terra está um caos: os humanos estão degradando cada vez mais o meio ambiente e estão mais preocupados com bens materiais do que em respirar ar puro. O grande planeta azul pode está próximo do fim e para impedir que isso torne realidade, Kir virá a terra para tentar umedecer o coração de Destroc, aquele governa que está no centro do poder.

Kir é uma bruxa que vive em outro plano astral, em uma floresta juntamente com outras bruxas e elementais. E que a pedido de Lanah, representante da Ordem do Universo, é enviada a terra junto com outras bruxas para resgatar o planeta. Ela é uma personagem doce e que passará por fortes sentimentos na terra, sendo o mais forte deles: o amor.

Quando li a sinopse deste livro e li alguma resenha por aí, minhas expectativas cresceram instantaneamente e logo fiquei curioso com a leitura. Só que quando comecei a ler, me deparei com uma história totalmente diferente daquela criada em minha imaginação. Fiquei surpreso? Claro! Mas, não posso dizer que superou minhas expectativas anteriores.

O livro envolve espiritismo, cristianismo e seres sobrenaturais. Um misto e tanto, não? Pois é... Só que em muitas partes me senti desconfortável com a leitura e me pegava discordando em vários pontos com Lanah – Ok, vou parar por aqui nessa observação, porque acredito que estou me deixando levar pelo o lado pessoal.

O livro é bem curto, tem apenas duzentas páginas. Todavia, temos muitos acontecimentos e isso acabou dando aos personagens uma mudança de comportamento repentina, o que pode incomodar aos que acreditam que ninguém muda tão fácil.

Adrieni Yassine tem uma escrita ágil e confortável, as páginas passam voando em nossas mãos e quando vemos estamos encarando a contra capa do livro. Outro ponto interessante é intercalação de passado e presente que a autora faz na história, isso ajuda muito entender a premissa do livro.

Agora outro ponto superimportante é a conscientização do meio ambiente que o livro faz. É tão bom ver quando um autor coloca essa preocupação com a natureza no livro ou então agrega neles práticas sustentáveis. Sério, eu fico muito feliz.

Mas, não é só do meio ambiente que o livro fala não. A obra também aborda outros valores que muitos seres humanos estão abandonando – amor, amizade, fraternidade, esperança e vários outros – em prol de reunir riquezas que no fim acaba os tornando mais miseráveis.

A Decisão é o primeiro livro desta trilogia: Escrito Sob Fogo e Sangue. Confesso que não estou com muitas expectativas para continuação, mas espero fazer a leitura sim. Mas, de qualquer forma está recomendado.

site: http://livrosecontos.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Bia 03/06/2014

A Decisão - Escrito Sob Fogo e Sangue [Adrine Yassine]
O livro me pareceu ser espetacular, mas infelizmente não cobriu minhas expectativas.

O livro tem narrativa em 1ª e 3ª pessoa e conta com alguns erros: parece que a autora não escreveu direto ou que ela simplesmente esqueceu o nome de alguns personagens (o mordomo de Destroc, por exemplo, é apresentado como Nelson Salvador. Em sua 2ª aparição é: Alfredo Salvador).

O livro, em si, me lembra muito um livro espírita que li, tempos atrás, chamado O CAVALEIRO DA ESTRELA GUIA. Não sei se a autora leu esse livro também, ou algum outro da série, mas as batalhas pelos tais ‘Pilares do Dom’ me parecera bem parecidas com as mesmas batalhas espirituais que aconteciam no outro livro.

“A Decisão” não me lembrou o outro livro somente por conta das batalhas, mas também pelas mensagens que li durante as narrativas. Não digo que era a mesma coisa, porque não o era, mas me lembrou bastante. Algumas mensagens me agradaram bastante, outras nem tanto – o otimismo exagerado ou a fé exagerada são bons exemplos. Digo, não foi ruim, mas eu não estou muito acostumada a ler histórias desse tipo (a única foi aquele livro mesmo).

Bem, a história, em si, continha vários links com o espiritismo e a junção que ela fez com a “magia” ficou realmente muito boa (coloco magia entre aspas porque cada um tem sua própria visão do que é magia, enfim). As elementais (com nomes bem óbvios) e as outras bruxas.

Gostei MUITO do fato de existir um redentor filho de Cristo com Maria Madalena. Muito memso. Sempre ouvi as pessoas dizendo que Cristo e Madalena nunca tiveram nada, que ela era uma maldita e tudo mais (tanto que quando a Lady Gaga apareceu no clipe de Judas vestida de Maria Madalena, os católicos mais fervorosos começaram a dizer que ela era do demônio) e quando eu li isso, não sei, me senti mais próxima do livro. Eu não sou católica ,mas sempre que pensava – e tentava encontrar algum sentido naquilo tudo – eu não entendia porque Cristo não podia ter tido nada com a Madalena. De qualquer forma, achei ótimo.

Estou ansiosa para o próximo por conta dessa questão do Redentor.
Aliás, não acredito em bondade total: precisamos de um equilíbrio. Como Yin e Yang.


site: livrosemtdparte.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Lê | @lelendolido 04/01/2018

Escrito Sob Fogo e Sangue
Sobre o livro
Os humanos estão destruindo a Terra, sem cuidar do meio ambiente. Então Lanah, a representante da Ordem do Universo, recruta quatro bruxas brancas e quatro elementais (que juntas formam o quinto elemento: amor) para a missão de ajudar os humanos. Mas, para isso, elas terão um determinado tempo (12 anos) e, ao longo dele, passarão por várias tarefas. A primeira delas é fazer com que Destroc, um mago muito poderoso que está agora do lado do mal e que comanda a terra, volte para o lado branco da magia.
Além das missões, elas terão que ser fortes, pois encontrarão amores de vidas passadas. Como é o caso da nossa protagonista, a Bruxa Kir, que está destinada a ficar com Destroc, porém, somente após a libertação de Destroc do lado do mal. Só assim eles poderão ficar juntos para terem o filho da luz, o Redentor Luan, que representará a paz.

Minha opinião
Uma das coisas que mais me incomodou foi o modo como a autora resolveu os problemas. Para que Destroc volte para o lado branco da magia, ele mesmo precisará ter a consciência de estar prejudicando o meio ambiente. Aí que acontece uma coisa que eu achei interessante, para não dizer hilária: os elementais preparam um banho para Destroc que, ao tomá-lo, imediatamente fica bom. Não! Espera aí! Como uma pessoa que era da magia negra e estava dominando a terra, decide de uma hora para outra mudar todos os seus atos? Não vi a evolução do personagem. Na verdade, não percebi a evolução de nenhuma personagem, para dizer melhor, achei todas as personagens muito semelhantes.
A narrativa é, às vezes, em primeira pessoa (Kir) e, às vezes, em segunda (Lanah). Mas não há uma regra, e muitas vezes me confundi com as narradoras. Na historia são citados lobisomens e vampiros, mas até o final do livro eles não apareceram. Acredito que no próximo livro eles terão papel de maior importância (será uma trilogia). No entanto, o que mais me incomodou foi a mistura de religiões! Achei que a história dos 10 mandamentos não combinou com bruxas e vampiros. Foi uma salada de frutas, quatro elementos, Deus, bruxas, Cristo. E para explicar as ligações de uma religião com a outra, a autora faz paradas na narrativa da história, para narrar outra história, assim, ligando uma coisa com a outra.
Por favor, se você leu e gostou não brigue comigo, mas eu não gostei! Entendi a ideia, proteger o meio ambiente, exaltar o amor, reforçar o espírito de união. Cuidar do planeta é um tema legal, mas acho que a autora se perdeu ao juntar muitos elementos e coisas em uma história só.

site: http://www.lelendolido.com.br/2015/08/resenha-escrito-sob-fogo-e-sangue.html#
comentários(0)comente



Arca Literária 20/07/2016

resenha disponivel a partir do dia 20/08 mo link http://www.arcaliteraria.com.br/escrito-sob-fogo-e-sangue-adrieni-yassine/

site: http://www.arcaliteraria.com.br/escrito-sob-fogo-e-sangue-adrieni-yassine/
comentários(0)comente



Ká Guimaraes 22/08/2013

Resenha feita pela Carolina Durães
Conforme a sinopse explica, o livro vai conduzir o leitor a uma jornada fantástica. Bruxas e elementais tem como missão retornar à Terra para uma missão muito importante. Quatro elementais e quatro bruxas, lideradas por Lanah, que é a representante da ordem do universo. Kir, que representa o brilho da vida e a luz da floresta terá uma das tarefas mais importantes: fazer com que Destroc veja o lado do bem. O problema é que Destroc e Kir possuem uma história de muito tempo, e a redenção dele envolve diretamente o planeta.

"- Para você, separei uma das mais árduas tarefas... Tenha muito cuidado! Destroc será sua missão mais importante, e com ele você deve recuperar o desejo de Valentina". (p. 21)
O livro ainda mostra a missão de outras bruxas, que em forma de jovens estudantes tentam fazer a diferença.
"- Jadi, você estará em uma região violenta da Zona X, parte do subúrbio do novo mundo. Irá para uma escola de excluídos e tratará de uma das maiores contaminações do século passado e atual: a droga". (p. 23)
A autora Adrieni Yassine traz em sua obra "Escrito Sob Fogo e Sangue - A decisão", importantes pontos para reflexão dos leitores, como o perdão, a esperança e principalmente o amor. Não apenas o amor romântico, e sim todos os tipos de amores.
Em relação a diagramação, revisão e layout, a editora fez um bom trabalho. Encontrei alguns errinhos de digitação, mas nada que interferisse na leitura.
O livro é de leitura rápida e sua trama envolve o leitor do começo ao fim.

"O amor é o sentimento mais poderoso no coração humano e, por isso, precisamos de muitos séculos para aprender a viver o amor, o inigualável quinto elemento". (p.27)
Espero que tenham gostado da resenha!
Aguardo comentários.
Beijos
Carol

site: http://www.acordeicomvontadedeler.com/2013/07/resenha-nacional-escrito-sob-fogo-e.html
comentários(0)comente



Lê Vieira 07/03/2014

Kir e suas amigas bruxas tem a tarefa de voltar ao planeta azul para tentar recuperá-la de todo o mal que o habita. A tarefa não seria nada fácil, já que neste planeta havia um mago negro muito poderoso, que em algum momento de sua existência tinha sido um incrível mago branco, mas que ao ter contato com os sentimentos humanos, acabou perdendo sua essência boa e se deixou levar pela ganância.

"O amor é o sentimento mais poderoso no coração humano e, por isso, precisamos de muitos séculos para aprender a viver o amor, o inigualável quinto elemento. Coisa que os animais buscam ensinar aos homens, que insistem em não aprender."

Na narrativa há uma intercalação de tempo, em determinados momentos isso foi muito útil para compreender o motivo de alguns sentimentos e ligações entre os personagens. Como eu ainda não tinha lido histórias onde seres mágicos reencarnam e possuíram carmas, demorei um pouco para ser envolvida e convencida sobre este fato, mas nem por isso o romance deixa de ser menos bonito.

Ao ler a sinopse comecei a sentir uma necessidade enorme de ler tal obra, e talvez por ter criado tanta expectativa acabei me decepcionando um pouco. Eu imaginava um Destroc mais mau do que foi realmente descrito no livro, na minha imaginação magos negros devem ser terríveis e causar medo aos que o cercam, mas não foi bem isso que eu vi. Tudo bem que ele não era nenhum exemplo de bondade, mas também se entregou muito rápido, não houve aquela batalha épica onde o lado bom usaria de toda sua força para render o lado mau.

A mensagem que o livro passa é muito bonita e acredito que por este motivo todos deveriam lê-lo. É incrível como o amor e a vontade de ser melhor faz com que a vida dos seres humanos, ou até mesmo dos seres mágicas, sofram enormes mudanças. A maldade está dentro de nós, então caso queiramos melhorar, devemos ter força e determinação para lutar contra os monstros que alimentamos todos os dias.

" A insegurança destrói todas as possibilidades reais de felicidade, mesmo que a felicidade para os humanos seja algo tão passageiro, porque eles rapidamente mudam o foco de seu desejo."

site: http://www.confraria-cultural.com/2014/03/resenha-escrito-sob-fogo-e-sangue.html
comentários(0)comente



Simeia Silva 06/06/2014

A terra esta em um avançado estado de degradação, cada dia mais os humanos acabam com um pouco dela e do seu meio ambiente. Preocupada com os humanos, Lanah, envia as bruxas brancas ( do bem ) : Kir ( representa a luz e vida na floresta ), Lin ( da esperança de dias melhores ), Raio ( representa a alegria da vida, de viver ) e Jadi ( encantamento pleno ), para o planeta terra afim de cumprirem a tarefa de ajudar os humanos, o planeta e um mago muito poderoso mas que agora esta do lado do mal, Destroc.

Destroc é quem esta no centro do poder na terra, o maioral, quem comanda tudo por lá.
Kir vive em um plano astral, uma floresta onde habitam outras bruxas e elementais que também ajudam os humanos, o bem estar da terra. Lanah, é a representante da Órdem do Universo, quem comanda a paz na terra.

No livro a medida que você vai lendo, você vai entendendo que eles lutam sempre pelo amor, e para o bem dos humanos e da terra. A tarefa principal, é trazer Destroc para o lado do bem outra vez, para assim com a união dele e da bruxa Kir, nascer o filho da luz, Luan, o Redentor, que representará a paz em meio a tantas coisas ruins.


Meu parecer sobre o livro:


Quando li a sinopse do livro, me encantei, como uma boa fan de Harry Potter, amo livros que tenham magos e bruxas. Mas enquanto lia o livro me decepcionei, por ver que eram muitos seres sobrenaturais juntos, virou um emaranhado minha cabeça. Não curti muito a mistura.

Vi no livro, algumas religiões que se misturavam no meio da história, são elas: Cristianismo, espiritismo.

Confesso que isso me incomodou um pouco, nada pessoal, até porque não tenho nada contra, mas porque gosto de ler tudo separadinho, no seu devido lugar.

Me pegava muitas vezes conversando com uma amiga que também lia o livro, mostrando a ela várias partes que me incomodavam quanto a isso, a colocação de alguns personagens como se fossem algumas pessoas citadas na Bíblia.
Volto a dizer, que não é nada pessoal, só me incomodou essa comparação.

O livro apresentou muitos personagens ao mesmo tempo, misturando lobisomens, vampiros, magos, bruxas, seres, e isso me deixava confusa, porque demorava um pouco a minha compreensão quanto o que e a que eles entravam na história, o porque de cada um estar ali, e isso também me deixou incomodada, gosto de livros ou só com vampiros, lobisomens e ou magos e bruxas.
Essa mistura me deixou um pouco confusa, e também a narração, ter mudado por duas vezes me deixou meio ham, no começo, rs. Começa com Kir narrando e depois passa para Lanah até o final.

Outra coisa que me incomodou, foi como uma pessoa que esta reinando no mal a tanto tempo, se transforma em uma pessoa boa, da noite para o dia, Destroc, se transformou, aceitou se tornar uma pessoa boa novamente sem ao menos questionar, fiquei esperando mais, queria vê-lo lutar antes de aceitar a mudança. Tudo acontecia muito rapidamente, e achei isso uma falta, ficou faltando um quê a mais.

Mas, antes de ser massacrada por alguém que tenha lido o livro e não estiver concordando com meu parecer, tenho que reconhecer que a ideia da história foi bem legal, amor, união, ajuda ao próximo, são sentimentos lindos, nisso a autora mandou muito bem. Queria ter lido a história somente com bruxinhas e magos, mas o contexto em si, foi bem lindinho e amei.

Errinhos de português e palavras que não precisavam em algumas frases teve um pouquinho, mas nada que prejudicasse o andamento da leitura.

Indico sim a leitura para os amantes de fantasia como eu e para que vocês tirem suas próprias conclusões.


site: ateliedoslivros.blogspot.com.br
comentários(0)comente



13 encontrados | exibindo 1 a 13