As Crônicas de Nárnia

As Crônicas de Nárnia C. S. Lewis


Compartilhe


Resenhas - As Crônicas de Nárnia


942 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Carlos 15/11/2018

Nárnia incomoda
Ler As Crônicas de Nárnia pela primeira vez é uma experiência única. Se você consegue ultrapassar todas as “barreiras” levantadas pela leitura, como o cunho evangelizador bastante evidente, você se renderá a um conto de fadas bem estruturado e “bobinho”. Entretém e entrega uma história que lhe acompanhará para sempre.
Nárnia é uma história completa, entregue de forma simples e acessível, voltada para crianças, mas que um adulto ao ler, consegue se encantar por aquele mundo novo, cheio de aventuras e belezas mil. Ler esse livro é fazer você transporta-se para Nárnia, ainda que você só esteja virando as páginas.
É um daqueles mundos que se tornaram icônicos na história da literatura e do universo “geek”. As piadas sobre ir para Nárnia estão presentes até mesmo na série Friends. Meu primeiro contato com esse livro me encantou e muito, ainda que na época, tendo pouco mais de 15 anos e não compreendesse o mundo literário muito bem (não que o conheça profundamente hoje) e o mundo que me rodeia, algumas questões levantadas por Lewis me incomodaram, mas não reduziram a experiência de leitura.
Anos mais tarde (2018) resolvi reler esse livrinho e fiquei deveras triste com muitas coisas que o autor colocou ali. Lewis era fruto da sociedade em que viveu, não se deve julgar o livro pelos ideais do autor, mas quando isso é apresentado a crianças, reside o perigo. Além de ser um livro doutrinador na fé cristã (concorde você ou não, esse livro é sim doutrinador), ele apresenta viés misóginos, machistas, racista e eurocêntrico muito latente.
Nárnia é um mundo (ou país) em que crianças brancas, loiras e de olhos claros (olá, raça ariana?) surgem sempre que algum problema está acontecendo, derrotam esse mal e, ou tornam-se reis e rainhas e reinam por anos, ou ajudam o rei a prosseguir com seu reinado. O preconceito dos animais falantes com aqueles que não falam é incomodo. “Não nos comparem a animais não falantes, eles são estupidos. Tudo bem você matar animais não falantes, mas os animais falantes serem abatidos para serem comidos é abominável. Nós somos superiores a eles”. É essa a ideia que perpassa em muitos trechos se tornam mais escrachadas quando se referem aos calormanos, um povo de pele escura e que são perversos por natureza.
Eu, sendo moreno, me senti ofendido e muitas das vezes incomodados quando tratam alguns calormanos por “esse moreno”, em tom de chacota, de humilhação, como se a cor da pele fosse algo abominável.
Às mulheres só são delegado papeis secundários, nos quais elas choram, lamentam, reclamam ou se negam a fazer alguma ação, pautado apenas no achismo delas, e não por sentido de segurança do grupo. O autor até muda essa perspectiva quando insere Jill na história, mas não consegue esconder sua postura misógina.
A leitura desperta em nós nossas melhores emoções, mas também nossas convicções. Por esse aspecto, Nárnia é encantador e único, doutrinador e preconceituoso. Lewis equilibrou isso tão bem e tão diabolicamente (com licença do trocadinho) que você fica entre a cruz e a espada ao indicar esse livro. Para crianças em formação, o livro não é recomendado (a não ser que se leia apenas O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupas), um adolescente e adultos consegue assimilar melhor as preposições de Lewis.
comentários(0)comente



Jean.Gois 07/11/2018

O ápice dos livros de fantasia.
Um conto melhor que o outro, sem palavras. Amei muito a maneira que o Lewis escreveu essa obra, desde o nascimento de Nárnia até o seu fim, além do seu impecável desenvolvimento com as personagens, que são todas interligadas de certa forma. Um livro essencial pra quem ama fantasia.
comentários(0)comente



Ane Vasconcel 03/11/2018

Universo de inspiração
Maravilhoso! Por mais que eu goste bastante dos filmes, as páginas escritas não se comparam aos resumidos quadros cinematográficos. Fiquei impressionada com as várias conexões de outras obras fictícias às Crônicas de Nárnia, o que não é nada absurdo; desde a primeira publicação na década de 1950, muitos que constroem universos fantasiosos espiam pela porta do Guarda-roupas.
Bem, talvez o audiovisual explore mais a riqueza dessa série fantástica, já que a Netflix acaba de anunciar que irá produzir séries e filmes embasados na obra de C.S. Lewis.
comentários(0)comente



LeiturasDaJ 27/10/2018

Nárnia é um livro para crianças que definitivamente eu deveria ter lido apenas quando criança.
A leitora que eu sou hoje aos 22 anos achou tudo meio bobinho, e não me alcançou sabe?
O livro não é ruim só não é pra mim... Acontece.
.
Então a seguir vou falar algumas coisas que eu gostei e outras que nem tanto.

As crônicas que eu mais gostei definitivamente foi a 1° (O sobrinho do mago)saber como Nárnia surgiu é bem legal. Adorei mesmo.
E a 7° (A última batalha) que fecha com maestria todas essas aventuras. Essa crônica foi a que mais me empolgou.

A que eu achei mais chatinha foi a 3° (O cavalo e seu menino.)
.

O meu personagem favorito foi o ratinho valente Ripchip.


Agora falando sobre aquelas passagens sutis fazendo alusão ao cristianismo e tal, eu todas as vezes que lia alguma revirava os olhos. Desnecessárias. Mas nada que prejudique a experiência de leitura ou que seja uma doutrinação das nossas crianças kkkkk' É só triste ver o cristianismo e a religiosidade em tudo, mas até isso é comum, infelizmente. (É um livro que foi escrito por um escritor cristão nos anos 50, e eu sabia disso quando comecei a ler. )


#Quotes
.
"Vale a pena a gente olhar da beiradinha do mundo, mesmo que por um instante." .
.

"Nenhuma alta sabedoria pode ser atingida sem uma dose de sacrifício."
comentários(0)comente



25/10/2018

Quando comecei a assistir vídeos no youtube com dicas de livro, As Crônicas de Nárnia foi um dos primeiros livros que coloquei na lista pra comprar. Comprei bem barato o volume único. Mas quando chegou a empolgação passou e ele ficou encostado aqui pouco mais de um ano até finalmente eu pega-lo pra ler.


Não tenho o costume de ler o gênero mas confesso que me encantei por esse livro. O livro contém 7 crônicas, apresentando pequenas ilustrações ao iniciar cada capítulo, possui folhas brancas o que pra mim não faz diferença.

mais no blog...


site: https://adeliadanielablog.blogspot.com/2018/10/as-cronicas-de-narnia-c-s-lewis.html
comentários(0)comente



Tamy Sousa 24/10/2018

"Quem é coroado rei em Nárnia, será sempre rei em Nárnia. Mas não tentem seguir o mesmo caminho duas vezes. [...] Nárnia acontece. Quando menos esperarem pode acontecer."
Nárnia acontece!
Nárnia parece ser tão real, que quando você termina o livro já sente saudades de lá. A gente fecha o livro e já quer sair por aí abrindo portas de guarda-roupas pra ver se encontra o Sr. Tumnus do outro lado!
Que mente brilhante a de Lewis! Que universo fascinante e maravilhoso ele conseguiu criar! Ouso dizer que nem todas as princesas da Disney juntas em um mesmo conto, causariam o efeito que Aslam e Lúcia causam!
O tipo de livro que lerei para meus filhos .
Algumas pessoas acham o volume único um pouco cansativo e desanimador pela quantidade de páginas, e creio que realmente o é se você não cultiva o hábito da leitura. Para gente curiosa como eu, é uma aventura desafiadora ler o mais rápido possível. Particularmente não acho cansativo, em geral a história te instiga a continuar as próximas páginas. Acredito que o segredo é não pausar a leitura por muito tempo, ou ler simultaneamente outro livro, porque isso pode fazer com que você perca o ritmo.
Sentimos falta dos irmãos Pevensie nos livros em que eles não aparecem, e posso afirmar com convicção que a presença de Aslam por menor que seja em alguns livros, é marcante e inspiradora!
As crônicas de Nárnia constantemente são comparadas à histórias bíblicas e o leão (Aslam) ao próprio Cristo/Deus. Fato é que se voce conhece a narrativa bíblica vai encontrar e encantar com tantas referencias que encontramos no livro.
Esse não é um livro que se pode resenhar sem transformar a resenha em outro livro, rs.
Nárnia se vive.
Nárnia acontece.
Nárnia encanta, cativa e te transforma de certa forma.
Não consigo descrever, mas posso afirmar que após ler esse livro nada nunca vai ser apenas o que parece: um guarda-roupa passa a ter outro significado, um quadro na parede não é apenas um quadro, e um leão nunca será um mero leão.
Lewis foi feliz ao escrever essas crônicas para crianças alcançando tantos adultos e céticos, envolvendo os leitores no mundo da fantasia, dos mitos, lenda e contos de fada, independente da idade.
As crônicas de Nárnia carregam tanta verdade e tantos ensinamentos, que acredito que Lewis assim como Exupéry entendeu que não há melhor forma de fazer um adulto compreender essas verdades do que comunicá-las como a crianças.

Por fim, a frase que ecoa após a leitura, com certeza é: "Estou do lado de Aslam, mesmo que não haja Aslam. Quero viver como um narniano, mesmo que Nárnia não exista!"
comentários(0)comente



Maria Clara 18/10/2018

Livro mtt bom leitura bem lerda! Porém forma de escrever mtt boa!
comentários(0)comente



gu_elastico 12/10/2018

Livro repetitivo mas surpreendente
Quando comecei a ler as Crônicas de Nárnia me surpreendi por serem vários livros em um só...
Todos os livros possuem alguma conexão, sempre há um personagem que transita entre as histórias, mas de forma geral as histórias sempre terminam com Aslam, Deus do Universo Nárnia, chamando as crianças para salvarem o mundo de algum problema recorrente. Apesar delas não terem um papel tão crucial nos acontecimentos, a chegada delas renova a esperança dos habitantes locais.
Lendo sem preconceitos é possível fazer um paralelo, entre nosso mundo e o paraíso que esperamos alcançar após a morte.
O livro é bom, o final é surpreendente só um pouco repetitivo.
comentários(0)comente



Sam 23/09/2018

Diário de Leitura - 17.11.2011
Termine com gosto de quero mais, sem cerca e dúvidas uns dos melhores livros escritos e lidos que alguém possa alcançar na sua capacidade criativa. A Lewis o meu muito obrigado por proporcionar esse fascínio e sentimentos incalculáveis. A Deus, obrigado pelo o dom da graça e Salvação que Cristo me trouxe e foi de maneira incrível exemplificada.
P.S.: Quando Deus me der filhos, não cansarei de ler e ensinar a beleza de Nárnia, "pois em meus tempos, todo reino e fantasia dese ser avaliado em comparação a Nárnia."
comentários(0)comente



Izabela 17/09/2018

Show de escrita e criatividade
Simplesmente maravilhoso!
O autor faz paralelos com a Bíblia de modo fascinante, criativo e de facil entendimento.
Permite que crianças e jovens conheçam a importância de se ter valores, fé e esperança sempre, mesmo nas piores adversidades.

Escrita leve e envolvente, um dos melhores livros e ensinamentos que li.
Super recomendado para qualquer idade, principalmente se você estiver aberto para ver tudo de outra maneira.
comentários(0)comente



Gabyh 08/09/2018

"Para nós, aquela porta pode muito bem ser a passagem para a terra de Aslam. E quem sabe até possamos cear à mesa dele hoje à noite?"

Esse livro contém as histórias de todos os livros juntos e é onde podemos de forma rápida e fácil nos ver envolvidos indo de uma trama a outra, conseguindo ligar de forma rápida o que acontece em um e outro livro.

O livro apresenta as histórias na ordem dos acontecimentos, são histórias contadas em crônicas porém elas se complementam. Todas as histórias por sua vez possuem emoções e aventuras, algumas mais intensas e marcantes que outras, porém é fácil perceber como elas se complementam.

De forma sutil o autor apresenta pequenas lições aos leitores, desde coisa simples até alguns hábitos. É fácil perceber a presença do cristianismo na história.
comentários(0)comente



Pablo 01/09/2018

Especial
As Crônicas de Nárnia sem dúvida é muito especial! Um livro feito para crianças que encanta muitos adultos pelo mundo. Crônicas simples, muito bem elaboradas, convidativas à uma imersão profunda ao universo de Nárnia, com personagens marcantes e lições bíblicas em cada capítulo envolto nos enredos. Único, marcante e especial.

O livro contém 7 crônicas (O sobrinho do mago; O leão, a feiticeira e o guarda-roupa; O cavalo e seu menino; Príncipe Caspian; A viagem do Peregrino da Alvorada; A cadeira de prata; A última batalha), todas dentro do universo criado por C. S. Lewis, chamado Nárnia. Cada uma delas, super empolgantes, envolventes e que não te deixa largar o livro.

Este é um dos livros que todo mundo que ama leitura deveria ler. Recomendo com entusiasmo.

site: https://www.instagram.com/pablorenaud/
comentários(0)comente



Regy 27/08/2018

Não deseje Nárnia
Eu tive curiosidade em ler As crônicas de Nárnia depois de ler um comentário sobre ele em outro livro. Aí vieram vários comentários de pessoas que o leram e se derretiam em elogios. A curiosidade foi grande e quando o livro chegou a minhas mãos, atirei-me a leitura com prazer. A primeira surpresa foi descobrir que não é uma estória, mas vários contos dentro de um livro que podem se ligar por algum elemento ou personagem. A segunda surpresa foi perceber que não era um livro cristão, como haviam dito pra mim; aliás, eu poderia defini-lo como um livro anticristão e herético. A última surpresa foi perceber que não se tratava de literatura infantil, há situações completamente assustadoras e personagens que fariam uma criança não dormir a noite.
Como são sete crônicas, vou opinar sobre cada uma...

Leia em minha página:

site: http://regyjesus.blogspot.com/2017/12/as-cronicas-de-narnia.html
comentários(0)comente



Wesley.Rocha 27/08/2018

Certamente esse é um dos livros que você não pode passar para outra vida sem ler, que livro incrível, simplesmente sensacional, cada página uma emoção diferente, alegrias, tristezas, triunfos, é fascinante como a narrativa te prende, gostei de todas as crônicas, mas o final foi esplêndido, ESPLÊNDIDO...
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



942 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |