Quando eu me amar

Quando eu me amar Natalia Moreno




Resenhas - Quando eu me amar


9 encontrados | exibindo 1 a 9


Bi Faria 05/05/2017

Capa muito linda! E que história envolvente. Sofia é uma mulher linda, mas que carrega dentro de si coisas mal resolvidas do passado, e isso a impede de ser feliz. Um amor da infância e um novo amor, mas Sofia está dividida, um ela acha ser o homem da sua vida, mas e o outro? Quando os dois amores se cruzam Sofia não sabe o que fazer, passado ou presente? Ela fica confusa, o passado não a deixa em paz... E ela se pergunta, com quem vale a pena ficar? E a principal questão de sua vida, como seguir em frente sem a dor do passado? "Apaga da sua lembrança coisas que não te fazem bem. Sorria mais, encontre um novo ou um velho amor." @moreno_nath
comentários(0)comente



Blog com V 25/03/2017

Resenha – Quando eu me amar
A história segue a vida amorosa de Sofia, que é apaixonada por Bernardo, que não é apaixonado por ninguém, e então Vitor se apaixona por ela, que, por sua vez, Flávia quer o coração dele. No pano de fundo, temos a amizade de Sofia com Marina, uma personagem extremamente forte, verdadeira e impulsiva, não me identifiquei com ela só no nome. Ademais, temos a sua relação conturbada com o pai e pouquíssimos detalhes sobre qualquer coisa de sua vida, a não ser que ela trabalha em uma floricultura. Assim, o livro apresenta as escolhas amorosas dessa personagem ao longo das páginas.

Como vimos anteriormente na resenha de Anna, de Everton Noli, feita aqui no site, o número de páginas não é problema nem um para desenvolver um roteiro consistente e emocionante, coisa que Quando eu me amar deixou a desejar.

Continua em...

site: https://blogcomv.wordpress.com/2017/03/25/quando-eu-me-amar/
comentários(0)comente



Khrys Anjos 08/12/2015

O amor mais importante: Amor-próprio
A Natalia conseguiu em 89 páginas explicar de uma forma simples e eloquente a grande diferença entre amor e paixão.

Sofia tinha uma paixão de infância pelo Bernardo que já estava virando obsessão pois uma paixão não vivenciada pode virar doença.

Ela acaba se envolvendo de forma física com ele mas esta relação não lhe traz a felicidade almejada pois não existia ali a ligação das outras 3 bases para um relacionamento dar certo. Já falei isso antes mas vou reforçar: Para que um relacionamento tenha um futuro promissor deve estar estruturado em 4 bases – Corpo, Mente, Coração e Alma.

Esta é a diferença que tanto peço para vocês leitores prestarem atenção. Se tiver apenas uma, duas ou três dessas bases é paixão. Para ser amor teve ter as quatro.

E é exatamente isto que a Sofia acaba aprendendo. Ela sente a paixão pelo Bernardo e por estar focada nele deixa sua chance de ser feliz ao lado do seu amor verdadeiro escapar.

O título deste livro é perfeito pois somente quando a pessoa aprende a se amar é capaz de amar a outra pessoa. Você tem que se respeitar acima tudo para que o outro te respeite.

Quem não se ama ou não se respeita só irá conseguir que as outras pessoas sintam o mesmo.

A partir do momento que a pessoa entende e aceita esta verdade ela passa a se amar. Assim a Luz passa a expandir e fluir por seus poros se espalhando através da sua energia e atraindo outras pessoas que irão te amar também.

Os opostos se atraem mas não ficam juntos. Os semelhantes se unem e podem viver uma grande estória de amor.

Este livro deveria ser oferecido como presente para as meninas que estão começando a se aventurar neste mundo tão complexo dos relacionamentos. Assim elas podem ter uma noção do que esperar receber de um cara que é sua paixão e também daquele que é o seu amor.

E para as mulheres maduras assim ela poderão entender onde erraram em seus relacionamentos e acertar no próximo.

Fiquei com um gostinho de quero mais ao final da leitura. Quero saber como o Vitor fará para resolver esta questão com o Destino.

site: http://minhamontanharussadeemocoes.blogspot.com.br/2013/11/resenha-quando-eu-me-amar-natalia-moreno.html
Natalia 28/03/2016minha estante
Obrigada por dividir a sua opinião aqui no Skoob!

Bjoks




Fer - Mato Por Livros 03/06/2015

Sofia é uma mulher sem nenhum tipo de amor próprio. Ela infelizmente é o reflexo de muitas mulheres por ai, que acham que precisam de alguém do seu lado para provar que são felizes, antes mesmo de até, encontrar a felicidade dentro de si própria.

Ela nutre um amor de infância, pelo Bernardo Babaca, sim esse poderia ser o sobrenome dele. E ele também é o reflexo de muitos homens por ai. Que adoram aumentar sua lista de conquistas, pois através dela é que acham que podem se garantir como macho alfa de suas vidas.


Sofia luta para conquistar um Bernardo, que se cansa dela, a cada momento.

Até que ela conhece Vitor. Um homem atraente e com um caráter excepcional. Ela decide se dar uma chance de feliz. Mas Bernardo resolve aparecer novamente em sua vida.


Sofia ira aprender da pior, ou no seu caso a única forma, a se amar de verdade. A olhar para dentro de si mesma e perceber o que seu coração verdadeiramente pode querer e precisar. Mas antes de trazer amor ao seu coração, ela precisa encontrar uma forma de amar a si mesma antes de tudo e qualquer coisa.


Uma história muito reflexiva.

Eu gostei muito, mas acho que poderia ter sido muito mais desenvolvida. Tinha muito conteúdo para isso.

Quando me deparo com histórias pequenas como essa, ou até mesmo contos, eu acabo sempre na minha cabeça, criando mais do enredo.

Assim aconteceu com a história de Natalia. Eu adorei, mas fiquei com aquele gosto de quero mais. Queria ver uma Sopia amadurecendo, mudando, se descobrindo e se realizando.

O final foi o que eu imaginava mesmo, o que a protagonista no momento precisava, mas acho que todo aquele desenrolar, poderia ter nos levado a muitos outros caminhos.

Mas é aquele tipo de história que nos faz pensar nos personagens e torcer para que tudo em seus caminhos tenha dado certo. E eu adoro isso.

site: www.matoporlivros.com.br
Natalia 11/08/2015minha estante
Obrigada pelo seu comentário. :)
Bjoks




estantedasuh 22/01/2015

Quando eu me amar - Blog Era Uma Vez o Livro
Sofia é uma mulher independente. Tem sua própria floricultura, mas não se sente completa. Há muito tempo ela a seu amigo de infância. Mas o cara é um mulherengo, nunca notou Sofia e foi embora assim que ficou adulto.

Depois de um tempo sem se ver ele aparece e enfim os dois ficam juntos, mas não do jeito que ela sonhou. Pra ele foi só uma transa, mas pra Sofia era o começo de um relacionamento. Só que deu pra ver que não ia dar certo. Isso machucou Sofia ao estremo. Deixando ela em depressão.
Nesse mesma fase ruim da sua vida.

Sofia conhece Victor, um advogado que será seu par no casamento de sua melhor amiga. Eles tem uma conexão muito legal e da amizade nasce uma paixão. Victor quer muito ficar com ela, mesmo sabendo que ela não o ama ainda. E vai abrir mão do seu orgulho para ter esse relacionamento, mas toda abnegação tem o seu limite. Então Victor não aguenta e com muita dor no coração eles se separam.

Mas o que há de errado com Sofia? Por que perdeu um homem tão bom? Será que seu melhor amigo, apesar de ser um cafajeste merece o seu amor e sofrimento?

Esse livro é bem fininho. Mas em poucas páginas nós vemos uma história gigantesca. O livro fala de amor próprio. Se você não se amar, nada vai fluir em sua vida. Não adianta só o outro te amar, por que se um relacionamento for assim você mesmo vai destruí-lo com suas inseguranças.

Adorei a história! Li em uma horinha e me deixou com uma mensagem linda e torcendo pra que tudo desse certo com Sofia. A escritora está de parabéns por escrever essa história linda. Livro recomendadíssimo.

site: http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/2015/01/resenha-quando-eu-me-amar-de-natalia.html
Natalia 22/01/2015minha estante
Obrigada por deixar seu comentário!!
Fico feliz que tenha gostado!
Bjoks




Wanderléa Dióge 10/12/2014

Quando eu me amar
O livro começa com uma Sofia esperançosa se arrumando para um encontro com o seu amigo e amor de infância. Ao chegar no bar onde ele estava esperando, Sofia não conseguiu dominar suas emoções que afloravam em seu íntimo, era visível em seu rosto a sua felicidade. Colocaram o papo em dia, Bernardo não parava de relembrar do passado de quando eles ainda eram crianças.

Esse reencontro meio que decepcionou Sofia, ela saiu de casa esperando um reencontro mas apaixonante e não um reencontro entre amigos, no seu íntimo ela queria que Bernardo a olhasse com outros olhos, com um olhar de amor.

Sofia tinha consciência que o sentimento que nutria por ele não era recíproco, só que ela não ia desistir, aos poucos iria conquistá-lo. Mas será que Bernardo queria ser conquistado?
Infelizmente Sofia irá descobrir esse pequeno detalhe de uma forma que faz partir o coração.

Sofia é uma personagem que representa muitas mulheres, que por amarem demais um homem não percebem ou não querem ver que estão amando sozinhas. Um passarinho não faz verão sozinho, para um relacionamento dar certo precisa que o sentimento, ou seja, o amor seja recíproco e não adianta tentar algo que só você quer. Sofia achava que conseguiria conquistar Bernardo devotando todo o seu amor à ele, só que ela esqueceu de se amar primeiro para depois amar o outro.
Claro que ainda acontece muitas surpresas no livro, tive que ter muito cuidado ao fazer a resenha, porque a história é muito curta e eu não queria colocar spoiler.

Gostei muito do enredo, uma leitura perfeita para relaxar a mente, eu li em menos de duas horas. A leitura flui muito rápido, quando você se dar conta a história chegou ao fim. A trama é muito envolvente, Sofia é uma personagem que em poucos segundos cativa o leitor, tive momentos que fiquei com pena e ao mesmo tempo P da vida com ela..
Sabe aquele tipo de livro que você se ver falando sozinha? Brigando com o personagem como se fosse alguém de verdade? Pois é, Quando eu me amar é o tipo de livro assim.
Outro ponto que adorei no livro é que em vez de capítulos a autora colocou frases de músicas, que se encaixava direitinho no contexto.
A história é muito boa, só que existe um porém, achei muito curtinha. Eu queria que a história fosse um pouco mais detalhada. Não sei, mas acho que Quando eu me amar deveria ter um segundo livro, pois foi essa a impressão que tive do final. Sei não, mas acho que o final do livro é apenas um começo, claro que isso vai depender da autora Natalia Moreno.

site: http://sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br/2014/12/resenha-quando-eu-me-amar.html
Natalia 15/12/2014minha estante
Obrigada por deixar sua opinião aqui no Skoob!

Quem sabe o fim se torna um outro começo sim!!! É uma ideia para se pensar!

Bjoks




Fabi 06/09/2014

Quando eu me amar
Sinopse
Há escolhas que mudam toda a vida, e Sofia não sabe que caminho seguir. Ela está dividida entre um novo amor e uma paixão de infância que acredita ser o homem da sua vida. Quando os dois cruzam ao mesmo tempo o seu destino, o seu coração e a sua razão entram em conflito. Afinal, com quem vale a pena ficar? E como seguir em frente com toda a dor que traz do passado?

Minha análise
O livro é muito bom e a história envolvente. Com oitenta e poucas páginas e formato pocket (de bolso) a leitura é rápida, mas não menos prazerosa.

Sofia é uma mulher insegura e sem auto estima. Apaixonada por Bernardo, ela fica cega e acaba se envolvendo mais que ele, que não quer nada sério com ninguém. Só depois de várias decepções Sofia finalmente desiste dele e resolve abrir seu coração para Vitor.

Mas bastou rever Bernardo novamente que ela logo deixa o amor sincero de Vitor de lado pra cair nas garras de Bernardo, um conquistador barato. E novamente ela vai se decepcionar.

Sofia reflete que o divórcio de seus pais e o sentimento de abandono quando o pai arrumou uma nova família, fez com que ela se desvalorizasse e não se sentisse digna de ser feliz no amor.

Em uma descoberta do seu amor próprio Sofia aprenderá que ela só poderá dar e receber amor de alguém quando ela mesma se amar. E esse alguém estará pronto, esperando esse seu despertar para a vida.

site: http://literaturaeeu.blogspot.com.br/2014/08/quando-eu-me-amar-natalia-moreno.html#more
Natalia 08/09/2014minha estante
Fico feliz com sua resenha aqui no Skoob.
Obrigada!!


Fabi 08/09/2014minha estante
Eu que agradeço!




spoiler visualizar
Natalia 08/09/2014minha estante
Obrigada pela resenha aqui no Skoob!

Bjoks




Samanta 17/03/2014

Uma mensagem de amor de nós para nós mesmos
"Quando eu me amar" é uma leitura rápida, gostosa e de narrativa fluida, escrita quase de forma poética. Natalia é caprichosa ao escolher o lugar de cada palavra na frase, e nosso coração responde a isso.

A história de Sophia tem muito a ensinar a cada um de nós. Ela se vê dividida entre dois amores, um amor de infância pelo qual é perdidamente apaixonada, mas que não lhe dá o devido valor... e um possível novo namorado, um homem apaixonado por ela e disposto a fazê-la feliz. Mas como fazer o coração seguir o caminho que a razão indica? E vice-versa?

Meio às dúvidas e angústias, o que Sophia não havia percebido era que a maior questão não era qual desses amores ela devia acolher em seu coração, e sim o amor dela por si própria. Era isso o que realmente a transformaria!

Quantos de nós já nos vimos na situação de Sophia... cheios de dúvidas, enroscados em histórias mal resolvidas ou sentimentos que nos incomodam e esperando alguém chegar com a felicidade para nos entregar de bandeja, quando ela não deve ser buscada fora. Deve, antes, ser buscada dentro de nós... e só no momento em que realmente nos amarmos é que estaremos prontos para amar alguém.

Uma bonita lição de vida e uma deixa para refletirmos se estamos no caminho certo... recomendo muito a leitura!!!

site: http://www.samantaholtz.com
TEKA 16/09/2014minha estante
Ja coloquei em minha lista...Sam, me indica mais pra minha lista?!!!! eses




9 encontrados | exibindo 1 a 9