A Graça da Coisa

A Graça da Coisa Martha Medeiros




Resenhas - A Graça da Coisa


39 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Léia Viana 13/08/2013

Não é o melhor da Martha Medeiros
"Hoje, as pessoas só confirmam existência quando estão em público. No entanto, creio que é justamente quando estamos misturados aos demais que nos tornamos invisíveis. Acabamos infiltrados na manada e compartilhamos opiniões originadas do senso comum, tudo pelo senso comum, tudo pela ansiedade de fazer parte de alguma coisa. Já ao nos concedermos momentos de isolamento, entramos em real conexão com nossos desejos, processamos as experiências vividas e esculpimos silenciosamente o homem e a mulher que estamos nos tornando. Ficar sozinho não é estar abandonado, ao contrário: é encontro dos mais sagrados. Invisível para os outros, extremamente visível para si mesmo."

Sou fã do trabalho da Martha Medeiros, adoro as crônicas, os poemas, as cartas fictícias e seus livros de ficção, gosto da narrativa e de todos os temas que ela aborda. Martha sabe conquistar um leitor, até um prego torna-se interessante em suas palavras, mas neste livro não vi graça nenhuma, não me encantou e teve alguns textos que eu praticamente não reconheci o estilo literário dela, somente nas últimas páginas é que as crônicas foram ganhando vida para mim e eu fui reconhecendo o jeito “Martha Medeiros”.

Adorei a capa combina perfeitamente com o título e nos leva a refletir sobre a graça da vida, que muitas vezes está nos detalhes mínimos que nem prestamos a atenção devida, simplesmente deixamos passar.

Como admiradora do seu trabalho é natural que eu crie uma expectativa acima da média, o mesmo acontece com Woody Allen, por isso, pensei: se até Woody Allen tem seus filmes insossos, e continua sendo meu cineasta favorito, por que Martha também não pode ter crônicas desenxabidas também? Nem por isso deixarei de lê-la.

Não tive nenhuma crônica que me conquistasse em particular, mesmo assim, não consigo dar menos de quatro estrelinhas para seus textos, como sempre, irei reler esse livro em outro momento da minha vida, quem sabe assim o desencanto some.

Martha Medeiros é e sempre será uma leitura recomendada!
comentários(0)comente



Michelle85br 16/11/2013

Deliciosamente maravilhoso
O livro é leve!! Te deixa fluir com as palavras e nos faz repensar sobre muitas coisas!! Excelente!!! Recomendo!!
Pedro Ayres 29/04/2014minha estante
Concordo. Gostei muito e vou me aprofundar mais na obra da autora.




Laura Brand 26/03/2014

Já fazia algum tempo que eu queria ler mais algum livro nacional (deixando pré conceitos de lado) e amo ler e escrever crônicas. Juntando tudo isso, aproveitei para ler meu primeiro livro da Martha Medeiros, uma coletânea de suas crônicas: A Graça da Coisa.

Passar pela vida à toa é um desperdício imperdoável. Que o mundo está uma doidice sem tamanho não é preciso dizer. Que estamos cada vez trabalhando mais, ficando mais tempo no celular e no trânsito, nem se fala. Então como sobreviver, ou melhor, como viver em meio a este caos que se transformou a nossa vida? Para Martha Medeiros, a grande questão é se desapegar daquilo que é desnecessário, que nos faz mal, que nos atrasa, e enxergar a graça da coisa - sendo a 'coisa', no caso, a própria vida. É deixar ideias pré-concebidas de lado, saber rir de si mesmo, se reinventar; estar aberto para encontrar o amor onde menos se espera, é transformar a ansiedade em sabedoria, é saber ouvir, é um conjunto de pequenas atitudes que, se colocadas em prática, vão nos ajudar a levar uma vida mais desestressada e, de quebra, nos surpreender. Reverenciando a tradição da crônica brasileira, Martha Medeiros fala cara a cara com o leitor, mostrando que não estamos sozinhos nas nossas neuroses diárias. Esta coletânea de oitenta textos que abordam os temas mais caros à autora - o amor, o cinema, os relacionamentos, as relações familiares, entre muitos outros - traz, sem dúvida, alguns dos assuntos sobre os quais mais nos indagamos hoje em dia - um prato cheio para o autoconhecimento.

Espero algum dia conseguir escrever crônicas tão boas sobre os assuntos mais banais de todos como Martha Medeiros faz. Ela consegue transformar o barulho da obra na rua e a falha na tentativa de fazer uma baliza em textos reflexivos e honestos. É um talento de poucos.
O livro A Graça da Coisa é uma coletânea de mais de 80 crônicas da autora e todas são baseadas em fatos corriqueiros e que qualquer um pode se relacionar. Martha Medeiros coloca em pauta sentimentos e pensamentos que nunca haviam passado por mim antes e que com certeza não vou mais esquecer. É genial como ela consegue dissertar sobre terapia, livros ou filmes que lhe agradaram, gostar ou não da natureza, etc. Os assuntos mais simplórios do nosso dia a dia viraram inspiração e se transformaram em crônicas curtas e muito bem escritas.
É possível perceber ao longo da leitura como a autora tem convicção e entende do que está falando. As referências por si só já mostram uma escritora culta e inteligente como Martha Medeiros é. No quesito crônica, sua escrita definitivamente virou um guia para mim, que quero, se possível virar cronista um dia.
As crônicas são bem humoradas, mas algumas com um toque de sentimentalismo delicioso. Sua maneira de ver o mundo é elegante e ao mesmo tempo poderia representar o pensamento de qualquer um que se desse ao direito de observar os pequenos detalhes do dia a dia de maneira mais poética.
Separei as 18 crônicas que mais gostei:

Barulhos urbanos
Ser feliz ou ser livre
Eu não passarinho
Quando menos se espera
Autoajuda
O que acontece no meio
Natal para ateus
A mulher e o GPS
Último pedido
O encurtamento das durações
De onde surgem os amores
Corpo interditado
Pequenas felicidades
Nós
Deus em promoção
Dialogando com a dor
A mesa da cozinha
O Michelangelo de cada um

Para quem gosta de ler crônicas, A Graça da Coisa é indispensável na sua estante.


site: http://nostalgiacinza.blogspot.com.br/2014/03/resenha-graca-da-coisa.html
Stephanie 12/09/2014minha estante
Li que esse é teu primeiro livro da Martha Medeiros. Não sei se já leu outros de lá pra cá. Mas, se não, te recomendo. Pq se tu iniciou pelo mais fraco (na minha opinião) e achou ótimo, precisa ler outros, que são maravilhosos.




LaraF 15/04/2014

Cronicas sempre incriveis! O dia a dia sendo exposto de maneira singular, pelo olhar atento e sensivel da escritora.
comentários(0)comente



Nanda 02/08/2016

Martha Medeiros - Ótima como sempre
Mais um livro cheio de crônicas ótimas de Martha Medeiros, para quem é fã (Como eu) é um livro estilo Martha Medeiros de escrever, fácil, simples, gostoso de ser ler, São crônicas de 2011 a 2013. Acho impressionante como ela transforma coisas/situações comuns do dia a dia, em ótimas reflexões. "Martha é possível que temos uma empatia espiritual", É uma das minhas autoras favoritas, e mais uma vez, terminei o livro com vontade de ler mais. "Vida é o que existe entre o nascimento e a morte. O que acontece no meio é o que importa" e no meio tem bons livros, livros de Martha Medeiros.
comentários(0)comente



Thiago.Alves 01/08/2016

Perfeito
O livro é perfeito , uma verdadeira mistura de humor, senso crítico e ironia. A autora consegue realizar façanhas ao analisar fatos simples do cotidiano levando o leitor a refletir sobre algo maior.
comentários(0)comente



daiana.a.paulo 05/01/2016

Muito bom
O livro trata-se de um conjunto de cronicas da autora brasileira Martha Medeiros, ela escreve sobre coisas diárias, simples do dia a dia com um ponto de vista diferente, de maneira a levar o leitor a uma introspecção sobre algo comum mas que no final faz muita diferença. Além de toda essa espirituosidade o livro trás também muitas referencias de boas leituras, peças, filmes. É aquele tipo de livro que vai te deixar com uma lista em mão de mais coisas para conhecer e entender melhor a autora. Alias que autora, que poderia bem ser considerada um santa depois de tanta leveza que me deixou quando terminei a leitura.

"....Só nos tornamos adultos quando perdemos o medo de errar. Não somos apenas a soma das nossas escolhas, mas também das nossa renuncias. Crescer é tomar decisões e depois conviver em paz com a dúvida. Adolescente prorrogam suas escolhas porque querem ter certeza absoluta - errar lhes parece a morte. Adultos sabem que nunca terão certeza absoluta de nada, e sabem também que só a morte física é definitiva.Já "morreram diante de fracassos e frustrações, e voltaram a vida. Ao entender que é normal morrer varias vezes em uma unica existência, perdemos o medo - e finalmente crescemos. ..."


Como uma consulta ao psiquiatra que dá certo, os textos de Martha Medeiros partem das neuroses do dia a dia e desembocam num convite para encará-las com mais leveza. Martha nos provoca um sentimento de intimidade inexplicável, a oportunidade de se reconhecer em cada paragrafo de seus textos.
O leitor ainda pode contar com suas frases que ficam gravadas na memória e, com certeza, às registrará em qualquer outro lugar, para não serem esquecidas.



site: www.vidaaposdezoito.com
comentários(0)comente



Três Leitoras 22/07/2014

Resenha: A Graça da Coisa
Quantas vezes nas nossas vidas paramos para contemplar o mundo a nossa volta? Poucas!! Na maioria das vezes precisamos estar tristes, introspectivos, saudosos ou irritados para que coisas simples como o mar, a chuva, o gorjeio de uma ave ou as buzinas incansáveis dos motoristas nos despertem para tal contemplação, mesmo que essa seja breve...
E quanto de beleza vemos? Normalmente, a vida corrida só nos permite enxergá-la quando o nosso direito é invadido pela ação do outro...
No entanto, há aquele momento mágico no qual nos permitimos ter consciência dos direitos e deveres numa mesma proporção e o mundo que vemos passa a ter novos significados, cheiros, sabores e cores...
Assim, Martha Medeiros nos apresenta a vida como ela é, através de crônicas de bom gosto e tecida na medida certa: são divertidas, coerentes, sensuais, políticas, culturais e até de autoajuda (sem preconceito!!). Afinal, “passar pela vida à toa é um desperdício imperdoável”!!!!!!!!!

Continue lendo no link

site: http://tresleitoras.blogspot.com.br/2014/05/resenha-graca-da-coisa.html
comentários(0)comente



Rosy 09/01/2019

A Graça da Coisa
"A gente é a soma das nossas decisões"
comentários(0)comente



Rui Alencar 13/12/2014

...
se cada um levasse um livro dentro da mochila, o mundo seria bem melhor... Gabriel Garcia Marque;

Gosto de aprender sem que o outro perceba que está ensinando... se não, vira pedantismo;

Quanto mais o tempo passa, mais se torna necessário simplificar a vida. O que não impede de estarmos abertos para algumas surpresas. Escutar mais do que falar, aprender mais do que ensinar, enxergar mais do que aparecer.

Meus pensamentos são provocados por diversos outros escritores ...
comentários(0)comente



Mih 25/10/2014

As melhores crônicas
Tem resenha do livro "A Graça da Coisa" no meu blog! Confiram!

site: http://bymiih.blogspot.com.br/2014/10/pra-ler-graca-da-coisa.html
comentários(0)comente



Ev 20/03/2018

A Graça da Escrita
Martha Medeiros impressiona. Dona de uma escrita tão clara, simples e limpa, ler Martha Medeiros é para qualquer idade, qualquer formação e até para os sem tempo.
A autora consegue surfar de forma que a escrita seja rasa e muito acessível, mas também não seja banal e vulgar.
É um livro para todos, entretanto, em certo momento, se torna um livro de nenhum.
comentários(0)comente



Milena 17/02/2018

Livro que te prende!
Sabe aquele livro que você quer devorar? Assim foi com A Graça da Coisa. Martha Medeiros é sem dúvidas uma escritora incrível, mas se superou para mim nesse livro. Ele me ajudou em tantas coisas e me encaixei em tantos assuntos, é como se eu estivesse lendo meus próprios textos. É óbvio que essa opinião é tão pessoal, já que parece feito pra mim. Mas é uma leitura que indico, acredito que não vai acontecer de você não se encaixar em alguma história ou até mesmo se envolver ao meio de tantas histórias que te fazem refletir sobre atitudes e acontecimentos do seu dia-a-dia.
comentários(0)comente



Diego 23/01/2016

A graça na Minúcia
A belíssima obra "A Graça da Coisa" da Autora Martha Medeiros nada mais é do que um conjunto de crônicas de 2011 a 2013.
Trata-se de uma obra totalmente "epifânica", pois Martha consegue mostrar uma visão diferente da vida e da sociedade a partir de pequenas situações do cotidiano. Daí percebe-se sua alta capacidade em filosofar.
A autora consegue descrever sentimentos e emoções compartilhados por todos, mas que poucos conseguem decifrá-los. Alia-se a isso o bom humor presente a todo momento, mas sem perder os seus ensinamentos motivadores e de autoconhecimento.
Em diversas situações do livro, observa-se ótimas indicações de filmes, músicas, livros e peças de teatro que enriquecem a leitura.
Deve-se levar em consideração a gama de temas que são discutidos ao decorrer do livro, que vão desde questões amorosas até a concepções políticas, o que agrada a todos os gostos.
É louvável a capacidade da autora em admirar a insignificância e futilidade da vida e transcrevê-los para o papel sem perder o charme de sua pequenez, pois é nessa miudeza que está a graça de viver.
comentários(0)comente



Marta 08/07/2014

Simplesmente incrível !
O livro é composto de crônicas.Devo confessar que não sou chegada a esse tipo de leitura, porém essas crônicas tratam de assuntos relevantes e que vale a pena refletir.
Não dou 5 estrelas porque algumas partes eu não concordo.Mas enfim, leiam esse livro porque ele merece ser lido!
comentários(0)comente



39 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3