Sombras Vivas

Sombras Vivas Cornelia Maria Funke




Resenhas - Sombras Vivas


19 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Maryana 22/10/2020

Não é fácil falar sobre um segundo volume de série sem acabar revelando algo sobre o primeiro, mas farei o possível para enaltecer essa história tanto quanto ela merece.

Devido aos acontecimentos do último ano, narrados em A Maldição da Pedra (primeiro livro da série Reckless), Jacob precisa mais uma vez correr contra o tempo para se livrar de uma maldição. Mas seu tempo está se esgotando e a mariposa presente na mancha em seu peito pode se despregar a qualquer momento, levando seu último sopro de vida.

Juntos, ele e Fux terão que se empenhar em mais uma caça ao tesouro, mas se falharem, desta vez, nenhum dos dois está preparado para pagar o preço.

Mais uma história maravilhosa, que me envolveu em cada um dos acontecimentos e me deixou ansiosa pelo desfecho, não me canso de dizer o quanto a magia criada pela Cornelia Funke é incrível, viciante e bem amarrada, todos os acontecimentos se entrelaçam e se unem em um final incrível, que me deixou ansiando por mais, os personagens também são espetaculares e o vilão apresentado neste volume promete.
comentários(0)comente



Marriete 13/06/2020

Sombras Vivas - Resenha Autora: Cornélia Funke
Jacob conseguiu salvar seu irmão, no entanto, pagou um preço alto por isso. Sua vida está em jogo, aquela que tanto diz amá-lo o amaldiçoou com a morte e ele precisa a todo custo tentar sobreviver. Não somente por ele mas pelo irmão, pelos mundos que tanto ama e por Fux, a bela raposa que sempre esteve a seu lado.

Jacob vai tentar todas as magias a seu alcance para derrotar a maldição da fada, mas em seu caminho encontrará seres que estão interessados nas mesmas relíquias que ele. Vai precisar enfrentar suas antigas escolhas que colocarão em risco sua empreitada. Precisará contar com o auxílio daqueles que já o traíram, assim como a inveja de um concorrente e a fúria daqueles a quem também já traiu.

A vida de um homem não pertence somente a ele, mas a todos que ele ama e ver a dor nos olhos de Fux é o seu maior propulsor. Não será fácil, nem tampouco indolor mas ele já conseguiu coisas impossíveis antes, a sorte pode ainda estar a seu lado.

Segundo volume sobre Jacob Reckless, Sombras Vivas é ainda mais vibrante e mais fantástico que a Maldição da Pedra. Aqui vamos nos aprofundar cada vez mais no mundo atrás do espelho, desvendando seus mistérios e sobrevivendo a aventuras mágicas. É simplesmente fantástico como o livro me prendeu e me fez terminá-lo em menos de 24 horas. Simplesmente viciante!

#SombrasVivas#CornéliaFunke#Resenha#ResenhandoLiteratura#MarrieteSantana#MarryAquinnah#AutoraInrernacional#LiteraturaEstrangeira#EditoraSeguinte#AmoLer#Instabooks
comentários(0)comente



AmoraRow 25/11/2019

Segundo livro de Reckless
Embora pouco conhecido o livro não deixa a desejar quando se trata de fantasia. O livro é uma continuação da história de A Maldição da Pedra, e ele conta a história dos irmãos Reckless, Jacob e Will. Um dos irmãos descobre no escritório do pai um espelho com a incrível habilidade de o levar a outro mundo, um lugar completamente diferente do cenário inglês (ou alemão, a escritora é alemã) a história não cansa, é leve, e como é infanto-juvenil é um livro extremamente fácil de ler, ele flui muito bem, a leitura não cansa e a história é emocionante, genial.
comentários(0)comente



Julia G 26/04/2017

Sombras Vivas
Segundo volume da série Reckless, Sombras Vivas, de Cornelia Funke, é a continuação de A maldição da pedra e, assim como seu antecessor, é recheado de aventuras no mundo atrás do espelho. Particularmente, gostei ainda mais desse segundo volume, já que os pontos baixos do primeiro livro foram deixados para trás e a história me envolveu por completo dessa vez.

Em Sombras Vivas, Jacob tem pouco tempo de vida em razão da maldição da fada escura e precisa se empenhar na caça do tesouro mais importante da sua vida: encontrar algo que o liberte da morte. Com base nos conhecimentos que tem do mundo atrás do espelho, é provável que nada seja capaz de quebrar a maldição, mas ele precisa tentar e, quando todas as esperanças parecem estar perdidas, surge a possibilidade de encontrar uma balestra lendária, uma perigosa arma que pode exterminar exércitos com um único tiro, mas que também já salvou alguém da morte.

"O passado. Ele morava em todos os cantos do velho edifício. Atrás das colunas do saguão de entrada, onde Jacob e Will brincavam de esconde-esconde; nos porões, em cujas galerias escuras ele procurara seus primeiros tesouros (sem sucesso); ou no elevador com grades, que era declarado espaçonave ou gaiola de feiticeira, dependendo da aventura. Era estranho o quanto a perspectiva da própria morte trazia o passado de volta - como se de repente todos os instantes já vividos retornassem, sussurrando: talvez isso seja tudo que você vai conseguir, Jacob."

A construção do livro é semelhante à do volume anterior: capítulos curtos, sempre iniciados com alguma ilustração relacionada à história. Eu já tinha gostado da dinâmica que essa formatação traz ao livro, pois torna a leitura rápida e sempre leva o leitor a ler "só mais um capítulo" por alguns capítulos. As ilustrações também dão certo charme e eu sempre parava alguns minutos durante a leitura para observar as centenas de detalhes em cada uma delas e para perceber a riqueza que um olhar rápido não possibilita.

A velocidade dos acontecimentos também se mantém a mesma. É engraçado como a escrita descritiva de Funke reduz um pouco o fluxo das palavras e contrabalanceia a rapidez dos acontecimentos. Sempre acontece muita coisa em um mesmo capítulo, mas a forma como a autora escreve deixa a estranha sensação de que tudo é muito rápido e muito devagar ao mesmo tempo. Não tive qualquer problema com isso, mas tenho a impressão de que muitos acharão a narrativa lenta.

Meu problema com Jacob, que comentei na resenha do primeiro livro, ficou naquele volume. Dessa vez, ele fez tudo diferente e, minha nossa, como melhorou! Acredito que a proximidade com a morte o tenha feito repensar sua postura e o seu orgulho, que tanto atrapalhou minha leitura no primeiro livro, dessa vez estava bastante adormecido. Além disso, ele também finalmente percebeu a importância de Fux, e começou a demonstrar o quanto lhe dá valor. Fux foi outra personagem que cresceu bastante nessa continuação. Um pouquinho de amor próprio fez bem a ela, apesar de colocá-la em uma grande confusão.

"Ele sentia náuseas de medo. Durante a interminável cavalgada até ali, Jacob perdera a conta das vezes que se apanhara olhando para o lado em busca de Fux. Ou que havia pensado ouvi-la respirar perto dele durante o sono.
'Qual foi o maior tesouro que você já encontrou', Chanute perguntara-lhe não fazia muito tempo. Jacob havia sacudido os ombros e enumerado alguns objetos. 'Você é ainda mais idiota do que eu', rosnara Chanute. 'Só espero que não o perca antes de se dar conta da verdadeira resposta'."

O mundo do espelho também continua tão mágico quanto era antes. Nele, os contos de fadas são verdadeiros e todos os seres mágicos se fazem presentes, coexistindo com nosso mundo. Nada é impossível naquele lugar, e foi legal conhecer outros cantos e outros seres dessa terra durante a corrida de Jacob pela balestra. O livro, aliás, traz um mapa de toda a região, o que ajuda a entender as passagens sobre a política e a guerra que acontecem por lá.

Sombras vivas foi uma leitura instigante, cheia de aventura e muita magia. Faltou muito pouco para se tornar um dos meus favoritos, mas espero que isso aconteça com o terceiro livro, O fio dourado. Mesmo porque, muita coisa ficou em aberto no segundo volume, faltaram algumas respostas e não foi revelada a identidade e os reais interesses de um personagem bastante misterioso que apareceu nesse livro. Para quem procura uma boa fantasia para acompanhar, a série Reckless pode ser uma ótima escolha.

site: http://conjuntodaobra.blogspot.com.br/2017/04/sombras-vivas-cornelia-funke.html
comentários(0)comente



PorEssasPáginas 29/12/2016

(...)
Nesse segundo volume, vemos o preço que Jacob teve que pagar ao tentar impedir seu irmão de se transformar em um goyl de jade. Ele sofreu uma maldição da fada Escura e agora sua vida está em risco.

Em sua busca pela cura, ele se depara com diversos perigos e um aliado inesperado, que cobra um custo alto por sua ajuda – e isso veremos com mais detalhes no terceiro livro da série. Apesar desse aliado, Jacob também tem que lidar com Nerron, conhecido como Bastardo, um goyl que é um pária para os de sua espécie devido a suas origens.

Ao contrário do livro anterior, neste livro Jacob brilha com Fux. Ela cresceu e está mostrando a que veio, sem ter um mero papel de coadjuvante. E o melhor, os sentimentos começam a aflorar, mesmo que seja algo muito discreto, pelo menos por parte dele.
(...)

***leia resenha completa no blog***

site: http://poressaspaginas.com/resenha-sombras-vivas
comentários(0)comente



Inlectus 16/09/2016

Ótima leitura.
Bonita fantasia.
comentários(0)comente



Anne! 02/07/2016

QUERO CONTINUAÇÃAAAO!
Faz muito tempo que eu li o primeiro livro "A Maldição da Pedra", mas acredito que este tenha me interessado bem mais, até pelos próprios personagens e suas interações, o que não diminui o imenso valor que o anterior tenha. Apesar de ser uma continuação apresenta uma trama mais amarrada, talvez por desta vez não ter de apresentar o novo mundo e boa parte de seus personagens. Tendo isso dito, há ainda boa parte do universo que é apresentada, o que o torna mais rico, por sempre ter uma parte do mundo em que ainda não se conhece, não foi explorado, ainda mais a se ver.
Os personagens criam mais profundidade psicológica e são muito bem construídos, com reviravoltas de tirar o fôlego.
O único porém que daria a este livro é o fato de por fim acabar um tanto quanto melancólico e ainda com muitas dúvidas a serem respondidas, muitas. O que eu espero, pelo meu coraçãozinho, que sejam sanadas futuramente num provável terceiro livro, por favor. Nunca te pedi nada Cornelia Funke.
Maravilhoso, recomendo, definitivamente uma das minhas leituras favoritas deste ano.
comentários(0)comente



May Nascimento 31/05/2015

O segundo volume da trilogia Reckless traz a continuidade das aventuras de Jacob Reckless, um caçador de tesouros que depois de ter salvo o irmão Will de uma terrível maldição, também foi alvo de uma, só que desta vez sua vida corre perigo. Com pouco tempo de vida, Jacob, tenta de todas as maneiras driblar a morte, a única chance que tem é encontrar um objeto mágico - uma balestra, que além de devolver a vida, pode destruir uma geração inteira.
Não será uma missão fácil quando se está disputando com famoso caçador de tesouros que tenta conquistar o título de "melhor caçador de tesouros de todos os tempos". Mas, Jacob não está só nesta caçada, ele tem ao seu lado Fux, sua companheira de aventuras do Mundo do espelho. Ora raposa, ora mulher, Fux usa de suas habilidades para ajudar da melhor maneira possível o amigo. Em meio ao desespero de vencer a morte, Jacob descobre que existem tesouros mais valiosos que a própria vida: a amizade, o amor, o companheirismo e a família.
Um livro fantástico! Para os amantes de aventuras em outro mundo repleto de criaturas extraordinárias. Neste livro, Cornelia Funke, faz com que reflitamos sobre a vida e o que é mais importante nela. O modo com a autora conduz as narrativas faz com que o leitor fique preso até a última página. Um livro de aventura, que ganhou um toque de romance, e que é sem dúvidas uma das melhores publicações da escritora alemã.
comentários(0)comente



Tayane Cristie 29/01/2015

Sombras Vivas
A Trama: Jacob está entre a vida e a morte agora que salvou seu irmão e foi amaldiçoado pela Fada Vermelha. Ele já tentou de tudo o que o mundo do espelho pode lhe oferecer para curá-la, mas nada surtiu efeito. Quando a mariposa que descansa sobre seu coração dar-lhe seis mordidas (para ele esquecer o nome da Negra), seu tempo estará terminado. Agora a única coisa que pode salvar Jacob é a arma de uma lenda, uma balestra capaz de matar, mas também de curar.
Eu não sabia o que esperar dessa continuação até começar a ler, porque eu não tinha lido a sinopse. No começo, achei que a história seria um pouco cansativa, mas, ao contrário, ela conseguiu me prender e me fazer gostar mais ainda dos personagens. Toda a busca de Jacob pela balestra dá vida a uma sucessão de acontecimentos interessantes e de deixar o coração na mão. E o final me deixou bem curiosa para o que está por vir.

O Protagonista: Jacob conseguiu me conquistar mais ainda nesse segundo volume. Mesmo com o tempo correndo contra ele, o personagem conseguiu se manter firme e valente, sem medo dos inimigos que encontrou pelo caminho. Ele está sendo um protagonista ótimo e que já entrou para a minha lista de favoritos (espero que continue assim no último volume da trilogia).

Personagens Secundários: Eu já amava Fux, agora gosto mais ainda dela! Nesse livro temos bem mais da personagem e ela é incrível! Ela é capaz de se transformar em raposa, devido ao vestido de pelo que usa, e em ambas as formas ela consegue conquistar o leitor. Principalmente agora que decidiu assumir sua forma humana por mais tempo, os sentimentos por Jacob começam a aflorar (e é muito fofo ver as coisas que eles são capazes de fazer um pelo outro, mesmo sem admitir esse sentimento que começou a crescer :3). Nerron é um goyl que quer ser um caçador de tesouros melhor que Jacob, então a busca pela balestra pode ser sua chance. Achei o personagem bem interessante, mesmo sendo do mal, e não me importaria se ele aparecesse mais vezes.

Capa, Diagramação e Escrita: Essa capa é muito linda! Principalmente com o livro em mãos, já que ela é metalizada. Sem contar que combina perfeitamente com a história. A diagramação também está bem bonita, com ilustrações da autora em cada início de capítulo.
Eu adoro a escrita da Cornelia! Ela flui bastante, além de ser bem poética. Acho que é uma das melhores narrativas que eu já tive o prazer de ler

site: http://www.fomedelivros.com/2015/01/resenha-sombras-vivas.html
comentários(0)comente



CooltureNews 07/04/2014

Coolture News
Hoje em dia, as séries literárias já estão mais do que estabelecidadas. Desde a trilogia do Senhor dos Anéis à saga de Harry Potter, somos apresentados à um número cada vez maior de narrativas que perspassam diversos livros. Escrita por Cornélia Funke, a saga Reckless não é diferente. Com previsão de terminar no quinto volume, hoje trago à vocês minha opinião acerca do segundo livro, Sombras Vivas, trazidos à nós pela Editora Companhia das Letras.

Narrativas em série possuem vantagens e desvantagens. Por um lado, as séries conseguem postergar um pouco aquela sensação de quase saudades ao nos despedirmos daqueles personagens tão carismáticos que acompanhamos durante tantas páginas. Contudo, há um problema que nos deparamos constantemente: existem séries que começam de maneira muito boa, nos fazendo sentir empatia para com os diversos personagens, só para depois nos trazer continuações enfadonhas, que soam como enormes “encheções de lingüiça”.

Tive uma grata surpresa ao ver que Sombras Vivas é tudo menos isso.

Uma das grandes vantagens desse romance é que ele consegue contar uma estória que apresenta começo, meio e fim ao mesmo tempo em que prossegue a narrativa do primeiro livro e deixa brecha para sua sequencia. No caso, os acontecimentos do primeiro volume deixaram Jacob Reckless sob o efeito de uma maldição. Agora, Reckless precisa derrotar o tempo e um de seus maiores rivais enquanto tenta encontrar um artefato mágico que talvez possa lhe curar.

Por mais que o pressuposto inicial da narrativa possa parecer simplório e clichê, o grande trunfo da narrativa é o desenvolvimento das personagens. Além de continuar a trabalhar com os diversos mitos dos contos de fadas que estão no conhecimento popular, Sombras Vivas volta-se para os sentimentos e modos de pensar das personagens, evoluindo bastante o relacionamento entre Jacob e Fux e mostrando um pouco sobre o passado tão obscuro dos dois.

Essa, inclusive, é outra característica deveras positiva dessa série: o leitor nunca conhece inteiramente os personagens e o mundo que os envolve, então há todo momento você se vê surpreendido com novas informações e elementos extremamente criativos e interessantes. Como disse, Funke trabalha bastante com os contos de fada, mas não de modo simplista. Sempre que uma bruxa, anão ou até mesmo um Barba-azul aparece, somos surpreerdidos com novas abordagens desses mitos, o que os envolve com uma capa de verossimilhança muito interessante.

Com esse segundo volume, a série Reckless conquistou um espaço muito importante, figurando como uma das séries mais legais que estou lendo atualmente. A partir do momento em que virei a última página, fiquei extremamente ansioso pela continuação. Enfim, é um entretenimento de alta qualidade.

Por quê você ainda está aqui? Vá lê-lo!

site: www.coolturenews.com.br
comentários(0)comente



Sheila 13/02/2014

Resenha: "Sombras vivas" (Cornelia Funke)
Por Sheila: Oi pessoas! Como estão? Hoje a resenha será do segundo livro de uma trilogia, intitulada Reckless – O sobrenome do personagem principal. O primeiro livro da série, “A maldição da pedra” já foi resenhada pelo blog aqui. A autora, Cornelia Funke, também escreveu uma das minhas trilogias preferidas, “Mundo de Tinta”, já resenhada aqui pelo blog e que já virou até filme – bom pelo menos o primeiro livro sim.

Como esta é uma continuação, alguns spoilers são inevitáveis, então se você não leu o primeiro livro e não gosta de estragar a surpresa, pare de ler por aqui, por que vou contar "tudinho" ... bom, mas para quem já leu e não lembra muito bem, vamos recapitular.

Jacob e Will Reckeless são dois irmãos órfãos de pai. Jacob, o mais velho dos dois, não se conforma com a perda, e um dia, dentro do escritório do pai, tentando encontrar algo que explique seu desaparecimento, se depara com um espelho que nada mais é que a passagem para um mundo encantado, onde existe magia, mas também em que todos os vilões são reais – e nem sempre o final é feliz.

Vivendo entre os dois mundos, num como caçador de tesouros mágicos, no outro com transações com antiguidades de outro mundo, Jacob se descuida e seu irmão Will acaba seguindo-o até o mundo do espelho, e sendo atacado por um Goyl, ser feito de pedra que o infecta com a maldição da pedra – que intitula o primeiro livro.

Após muito percorrer o mundo do espelho atrás de uma cura para o irmão, que tem a pele e a personalidade progressivamente substituídas, Jacob resolve recorrer a uma fada para ajudá-lo. Acompanhado por Clara, namorada do irmão, e Fux, uma menina que vira raposa, Jacob resolve ir atrás de um antigo amor abandonado. No entanto, as fadas deste mundo estão longe de ser os seres de bondade que vemos nos desenhos animados. E em meio a briga de duas fadas e um coração partido, Jacob consegue libertar o irmão, mas terá que pagar um preço muito alto por isso: sua própria vida.

Neste segundo livro, encontramos Jacob no limiar de suas esperanças, já tendo percorrido todo este e o outro mundo atrás de algo que o cure desta maldição que progressivamente lhe tira a vida. Mas a busca se mostra muito mais difícil do que imaginara a princípio e Fux, que já não é mais a menininha que conheceu, está ficando cansada de esperar.

"Ele ainda não tinha voltado.
Não vou demorar. Fux enxugou a chuva do rosto. Com Jacob, aquilo podia significar muitas coisas. Às vezes, ele demorava semanas. Às vezes, meses.
Ao se despedir, ele a abraçara forte, como se quisesse levar o calor dela consigo para o mundo onde nascera. Alguma coisa o atemorizava, mas é claro que ele não admitia (...)
Talvez por causa disso ela quase fora com ele. Ela chegara a seguir Jacob até a torre, mas diante do espelho perdera a coragem. O vidro lhe pareceu uma pedra de gelo escura, que congelaria seu coração.
Fux virou de costas para a torre.
Jacob voltaria.
Ele sempre voltava."

Mas nem tudo esta perdido para Jacob que, no momento em que está perdendo as esperanças, vai ao encontro do anão Valiant. Ambicioso e inescrupuloso, este lhe fala de uma recente descoberta feita pelos anões em suas minas subterrâneas. Parece que a tumba de Gusmmund, o matador de bruxas, foi acidentalmente encontrada, o que desperta imediatamente o interesse de Jacob.

"- O que tem nessa cripta? – Fux olhou para Jacob com ar interrogativo.
Valiant secou o bigode molhado de vinho com o guardanapo.
- A balestra mais mortífera que já foi construída. – sua língua ficava mais enrolada a cada palavra. Fux teve que se esforçar para entender as palavras balbuciadas. – Uma flecha no peito do general e todo exército vira uma montanha de cadáveres."

Mas há outro efeito que poucos conhecem, atrás do qual Jacob se lançará numa aventura cheia de suspenses e reviravoltas atrás da balestra mágica: a cura para a maldição que carrega no peito, em forma de mariposa, que o está matando lentamente. Agora, Jacob e Fux terão que correr contra o curto tempo que ainda lhe resta para desvendar o enigma deixado por Gusmmund, e descobrir se as lendas de fato são verdadeiras.

O segundo livro da série segue o mesmo ritmo do primeiro, com capítulos curtos e um desenrolar rápido. Quem estava acostumado com a primeira trilogia de Cornelia, “Mundo de Tinta” talvez possa se decepcionar um pouco, já que o enredo é bem menos elaborado, e a estória mais curta.

Mesmo assim, a narrativa é envolvente, não consegui desgrudar do livro até o desfecho – e fiquei muito curiosa em saber como esta grande aventura irá terminar, e muuuuuuiiiiito ansiosa esperando pelo próximo livro da série que, eu espero, responda a todas as indagações e estórias deixadas em aberto nestes dois primeiros livros. Recomendo!


site: http://www.dear-book.net/2014/02/resenha-sombras-vivas-cornelia-funke.html
comentários(0)comente



Felipe Miranda 07/02/2014

Sombras Vivas - Cornelia Funke por Oh My Dog estol com Bigods
Diante os acontecimentos do primeiro livro da série, fica impossível resenhar Sombras Vivas sem revelar spoilers. Leiam a resenha do primeiro livro: A Maldição de Pedra.

Talvez Jacob tenha depositado sua fé onde não havia esperança suficiente. Ele conseguira salvar Will de se tornar um goyl de pedra jade mas acabara com a morte alojada no peito. Jacob sacrificara a própria vida ao ir em busca da Fada Escura para salvar a pele do irmão, a mariposa que descansa em seu peito está acordando, levando embora um nome e roubando aos poucos sua vida. Ele não sabe quanto tempo resta, meses, semanas, talvez dias...

A verdade é que Jacob estava certo que encontraria um meio de se salvar, afinal ele é o maior caçador de tesouros do Mundo do Espelho, não há nada que ele não pudesse encontrar. Após uma série de tentativas fracassadas em anular o feitiço, surge uma luz no fim do túnel. Uma antiga lenda entre os caçadores de tesouros mostra-se a única e última moeda a ser apostada. Uma arma que põe fim a qualquer guerra com um só disparo, a balestra mais mortífera já construída... A Balestra de Guismond, o Matador de Bruxas. Você deve estar se perguntando: como uma arma tão perigosa pode livrar Jacob da morte? A questão é que quando usada por ódio a balestra traz morte, mas quando usada por amor... traz a vida!

A arma é procurada à seculos e ninguém nunca saíra vivo da cripta onde o cruel bruxo fora enterrado. Guismond fora esperto, ele escondera mão, cabeça e coração em três lugares distintos para ocultar aquilo que realmente importa. Um feitiço antigo que ajudou a esconder não só seu castelo mas milhares de súditos. E como se não bastasse a própria corrida contra a morte e o tempo, Jacob não é o único interessado na balestra. O rei de lorena enviou pessoalmente seu próprio filho, o príncipe Louis, juntamente a uma equipe que conta com um tritão imenso e um caçador de tesouros inimigo de Jacob Reckless. Alguém duvida que a missão será no mínimo interessante?

A narrativa em terceira pessoa nos permite enxergar a trama de forma ampla, não só sentimos a aflição de Jacob como sofremos com o desespero da raposa Fux em perder seu melhor amigo. Se compararmos com o livro anterior, Cornelia Funke conseguiu superar-se. Os protagonistas mostram novas facetas e mostram-se mais emotivos, afinal, a morte está a espreita, não é mesmo? Os novos personagens que surgem prometem grandes feitos. A trupe inimiga está longe de ser harmoniosa e seus desentendimentos deixam a aventura imprevisível. Fux ganha maior destaque e ganhou meu coração de vez, vamos conhecer mais a fundo sua história. Quando Jacob vai enxergar que entre todos os tesouros que já encontrou, a garota raposa é de longe o mais valioso? Com a proximidade cada vez mais evidente, fica claro que os dois se entendem, completam-se e é inútil esconder algo um do outro.

Quem se encantou com o Mundo do Espelho do primeiro livro vai encher os olhos com as novidades que a autora preparou, novos lugares, novos tesouros, novos detalhes extraordinários. Sem dúvidas o momento mais fantástico da estória é o trecho do Barba-Azul que se alimenta do medo de suas vítimas, com seu labirinto do esquecimento e sua crueldade assassina. Mesmo colocando um ponto final em tramas a autora deixou diversos ganchos para o próximo livro, a curiosidade em saber quem é o misterioso Norebo Johann Earlking que ajudou nosso caçador com bilhetes durante toda a missão, e o paradeiro do pai de Jacob, são o suficiente para deixar qualquer leitor apreensivo. Sem falar que com um universo paralelo tão mágico e bem contruído, ninguém se importaria de estender o mistério por mais alguns livros, não é mesmo?

site: http://www.ohmydogestolcombigods.com/2014/02/resenha-sombras-vivas-cornelia-funke.html
comentários(0)comente



Juh Sutti 21/12/2013

Melhor que o seu antecessor!
Sou apaixonada pela escrita de Cornelia Funke, cheia de emoção e leveza. Sombras Vivas se mostrou ainda mais intenso que A Maldição da Pedra.

Desde o primeiro livro, Jacob e Fux já haviam ganhado o meu coração, então foi delicioso perceber que eles seriam ainda mais explorados nesse segundo volume. Jacob, que sempre foi durão, está um tanto mais aberto às emoções. A iminência da morte transforma as pessoas. Ele passa até mesmo a verdadeiramente notar Fux, a se dar conta de que ela não é mais uma garotinha. Amo o relacionamento dos dois, a maneira como Cornelia Funke conduz essa situação.

O Mundo do Espelho é sem dúvidas um dos meus preferidos na literatura fantástica, cada descrição detalhada da autora me faz sentir como se eu realmente estivesse lá, acompanhando-os nessa jornada. A sensibilidade de Cornelia Funke é tocante, ela realmente sabe o que está fazendo, e o fato de ela utilizar alguns personagens de contos de fadas já conhecidos com tanta maestria, me encanta ainda mais.

Logo que recebi o exemplar de Sombras Vivas, temi que não fosse entrar no ritmo de imediato, já que li o livro anterior em março de 2012, mas isso não aconteceu. Sem se tornar repetitiva, Cornelia vai nos familiarizando com a história, relembrando pequenos detalhes que serão importantes nesse volume. Em poucas páginas eu já estava novamente fisgada pela trama. A narrativa em terceira pessoas, ágil, fluída e quase poética facilita muito as coisas. Uma vez começada a leitura, foi impossível parar.

Cornelia Funke é tão boa, que fez com que eu quase gostasse do vilão, em alguns momentos eu queria que ele também se desse bem, por mais doido que isso possa parecer. A autora nos aproxima dos personagens, nos faz aprofundar em suas histórias, entender como eles se tornaram o que são hoje. Incrível! Não vou me estender mais, pois sei que tudo o que eu disser não vai ser o suficiente para falar dessa série, que se tornou uma das minhas preferidas. Apenas LEIAM! Sério, LEIAM!

Para finalizar, preciso destacar o capricho da Editora Seguinte, o livro está lindíssimo! A capa, diagramação e revisão caprichadas. Sem contar as ilustrações, feita pela própria autora, que dão ainda mais beleza e magia ao texto. Mal posso esperar para ter o terceiro livro em mãos!

site: http://www.livroseblablabla.com/
comentários(0)comente



Yasmin 12/12/2013

Melhor do que seu antecessor, desenvolvendo o mundo de forma brilhante, com uma trama espetacular.

Todos os leitores mais antigos do blog devem saber que sou extremamente apaixonada por tudo o que Cornelia Funke escreve, sendo assim essa era a continuação mais esperada do ano por mim. Eu amei o primeiro mesmo a construção do mundo tendo ficado em segundo plano diante da trama do irmão de Jacob, e agora muitas páginas depois posso dizer que Funke equilibrou a construção do mundo com a história dessa continuação de forma magistral. Imperdível para dizer no mínimo.

Jacob Reckless salvou seu irmão do terrível destino de se tornar um goyl de pedra jade, mas só ele sabe o preço alto que pagou. A imensa mariposa que traz impressa no peito é a prova disso. Jacob já viajou aos quatro cantos do mundo do espelho em busca de algo que possa curar a marca da Fada Escura, e seu desespero é tanto que voltou para casa no mundo normal em busca de algo para salvá-lo. Todas as tentativas foram em vão. A cada dia que passa Jacob está mais próximo da morte. É a Fada Escura tomando seu nome de volta, a vingança final da Fada Vermelha. Jacob ainda não contou a Fux o que está acontecendo, mas a garota raposa sabe que tem algo errado com Jacob. Passando mais tempo como garota do que como raposa Fux consegue sentir a dor no rosto de Jacob e o medo que o come dia após dia. A última e desesperada tentativa de Jacob para se salvar surge quando ele ouve sobre a lendária balestra do antigo rei bruxo Guismund. Cobrando todos os favores que pode imaginar e correndo contra o tempo Jacob após visitar a tumba do antigo rei descobre que se quiser conseguir a balestra precisará reunir a mão, o coração e a cabeça que Guismund deixou com seus filhos. Viajando pelo mundo com Fux, os dois precisam ser mais rápido que seu antigo adversário se quiser se salvar. Mas Jacob está enfraquecendo e qualquer erro pode custar caro demais...

É a partir dessa premissa que a história se desenvolve, dessa vez aliando a construção do mundo com a trama Cornelia Funke mostra ao leitor porque é uma das maiores escritoras de fantasia dos últimos anos. Através de uma narrativa rica, fluida e belamente desenvolvida a autora apresenta ao leitor uma trama que cativa e fascina o leitor. O mundo do espelho dessa vez se torna parte central e intrínseca da trama e à medida que Jacob avança em sua busca conhecemos esse mundo fascinante, onde a magia está perdendo espaço para as máquinas a vapor e a modernidade chega a passos largos. As descrições são precisas e ricas, a ambientação é de encher os olhos e a forma como Funke alia contos de fadas antigos, com seu próprio mundo, lendas perdidas e diversos outros elementos em um único e ambicioso universo é brilhante.

Se no primeiro livro a trama focou em apresentar os irmãos Reckless e suas personalidades, aqui a história ganha o mundo, com suas infinitas histórias e detalhes. O desfile de personagens também é outro fator que surpreende o leitor. Contando não apenas com o ponto de vista de Jacob a história ganhou em riqueza, mostrando um outro lado bastante peculiar, que ao final levantou questões tão interessantes quanto as outras. Nerron foi uma ótima adição a história. Fux também cresceu bastante, e sua participação na história a tornou mais do que interessante. Permeando a histórias com segredos e sugestões a autora ainda consegue deixar o leitor cheio de expectativa para o próximo volume. Onde estará o pai de Jacob? Será ele o responsável por todas as invenções que andam surgindo no Mundo do Espelho? Quem será o misterioso Earlking que tanto o ajudou e tanto colocou medo na antiga e poderosa Fada?

Leitura rápida, instigante e fascinante. Um dos traços mais marcantes da prosa de Cornelia Funke é a construção ousada e intrincada de seus mundos. Indo além da união de contos de fadas e fantasia a autora apresenta ao leitor um mundo brilhante, que corre paralelo ao nosso e suscita tanta imaginação e tantas perguntas ao leitor que fica impossível não querer mais e mais detalhes. Equilibrando o tom da narração Funke excede as expectativas, indica o prumo da história e mostra mais uma vez porque é uma excelente contadora de histórias.

A edição da Seguinte está ótima, capa belíssima, casando perfeitamente com a primeira, edição com mapa e ilustrações mantidas. Ainda queria que a fonte fosse maior em ambos os livros só para eles serem um pouco mais grossos, mas isso é detalhe. A autora anunciou (...)

Termine o último parágrafo em:

site: http://www.cultivandoaleitura.com/2013/11/resenha-sombras-vivas.html

comentários(0)comente



naniedias 01/12/2013

Uma aventura repleta de magia, perigos, urgência e o fantasma da morte!
Excelente!

Não confiem nas minhas resenhas. Nunca.
É sério.
São sempre tendenciosas, minha opinião pinga em cada palavra que coloco no papel (ou, de fato, na tela) e sou tão imparcial quanto um torcedor fanático falando de seu time do coração.
Não é brincadeira.

Quando o assunto é um livro escrito por um dos meus autores favoritos, então, a coisa fica ainda mais preta. Porque tenho olhos diferentes para os livros dos meus preferidos - não há como negar. Talvez seja diferente contigo, talvez seja diferente com o resto do mundo, não importa... no meu caso, já leio achando que vai ser maravilhosamente perfeito (e quase sempre é esse o caminho que a história segue mesmo!).
Cornelia Funke está dentre os meus autores favoritos, aliás, quase sempre elenco Coração de Tinta como o meu livro favorito. Então não é surpresa que eu considere Sombras Vivas dentre as melhores leituras de 2013!

E a leitura já começa com o pé direito!
Confesso, não gosto muito do título do livro (e até tenho um pouco de dificuldade de lembrá-lo... acabo sempre me referindo a ele como segundo volume de Reckless), mas a capa é sensacional!
Primeiro, porque mantém a identidade visual do primeiro livro (e sou fã de quando as editoras fazem isso! Porque a série fica toda como um conjunto e isso é muito bacana). Segundo, porque ela é linda mesmo (as cores foram muito bem escolhidas, além do tratamento metálico que dá um visual impressionante). Terceiro, e mais importante, porque os elementos da capa (assim como no primeiro volume) têm tudo a ver com o enredo! Você vai descobrir a importância das mariposas e da balestra enquanto realizar a leitura e vai amar ainda mais a capa.

A Seguinte mandou muito bem na capa, mas também mandou muito bem no restante da edição!
A tradução/revisão está maravilhosa, quase perfeita, e todo capítulo é aberto com uma das ilustrações da autora. Esse é um diferencial nos livros da Cornelia que sempre me encanta!
A própria escritora ilustra suas aventuras de maneira fascinante! São imagens em preto e branco, mas que conseguem dar ainda mais vida a um mundo que já é super bem descrito nas palavras dela própria.

Sombras Vivas é o segundo livro da série Reckless. No primeiro livro, A Maldição da Pedra, acompanhamos Jacob tentando salvar seu irmão, Will, de uma maldição que o transformava gradativamente em um goyl (um dos seres do Mundo do Espelho, que tem uma pele de pedra).
O enredo desse segundo livro, segue Jacob tentando se livrar de outra maldição, ganhada na aventura do primeiro volume, que o coloca à beira da morte.
Portanto, a aventura desse segundo volume está conectada à aventura do primeiro, mas não é uma continuação direta. A história do primeiro termina, a história do segundo tem um começo definido. É totalmente possível ler o segundo livro sem ter lido o primeiro, mas eu não recomendo que isso seja feito.
Por quê? Porque o primeiro livro traz várias explicações que o segundo não tem. Coisas como o que é o Mundo do Espelho, como Jacob foi parar lá, quais as suas motivações, dentre outros detalhes. Vale (e muito!) a pena ler o primeiro livro antes de embarcar nesse segundo. Mas, já adianto, o segundo é ainda melhor do que o primeiro.

Uma coisa muito bacana (e que sempre me encanta) é que esse segundo livro além de um início também tem um fim! O leitor irá terminar a história e se sentir bastante satisfeito com a finalização que a autora escreveu.
Mas, não se iluda, é claro que tem uma ponte para as próximas histórias (e aliás, uma ponte muito, muito, muito instigante), mas o arco da história contada nesse segundo volume é finalizado - e isso é muito bom.
Preciso dizer que quero o próximo? Acho que não... então, Cornelia, por favor, escreva aí!
Só para matar a curiosidade do gato, a autora acha que serão quatro livros nessa série (isso aí, ela acha! E eu torço para que mude de ideia e continue escrevendo e escrevendo e escrevendo).

Novamente a história é protagonizada por Jacob Reckless, um dos melhores caçadores de tesouro do Mundo do Espelho (assim denominado por ele próprio) e Fux, a intrépida menina-raposa.
A narrativa de Conelia Funke é simplesmente deliciosa! Ler o livro é se aventurar em um mundo único, mágico, repleto de coisas diferentes e de coisas que já conhecemos de outras histórias. Não tem como negar, viajar pela imaginação de Cornelia é uma delícia.

Pela primeira vez, a autora escreveu em conjunto com alguém, no caso Lionel Wigram. Lionel é um produtor cinematográfico britânico, que em uma conversa com a autora propôs esse mundo. Cornelia então mantém-se em contato com o britânico, discutindo detalhes de suas histórias para chegar ao resultado final. Nem a barreira da língua (Cornelia só fala alemão, Lionel só fala inglês) impediu o trabalho em conjunto desses dois (que ficou fantástico). Caso queira saber maiores detalhes sobre a parceria (e eu, curiosa como sempre, fui buscar maiores informações, já que na página de rosto do livro vem escrito "Sombras Vivas, história encontrada e narrada por Cornelia Funke e Lionel Wigram) basta visitar o site do livro, onde a autora fala um pouco melhor sobre o assunto.

O livro é um infanto-juvenil, então, por favor, não espere uma história adulta.
É uma aventura que irá agradar crianças e adultos, mas foi escrita para o público mais jovem e, justamente por isso, narrada com uma linguagem mais simples e pautada em acontecimentos mais leves.

Os personagens de Cornelia são muito encantadores. São pessoas que poderiam ser eu, ou você, caso a gente acreditasse em magia e pudesse vivenciá-la no nosso cotidiano.
Acho isso bem bacana, pois acaba nos aproximando ainda mais da narrativa.
Além disso, a maneira como a autora narra e conduz sua história nos leva diretamente para dentro do livro. Me senti, durante a leitura, como se estivesse ali, ao lado de Jacob e Fux, sofrendo com eles, lutando com eles, me divertindo com eles! Adoro livros que conseguem me transportar diretamente para dentro de suas páginas, me fazendo vivenciar a história enquanto leio.

Para todos aqueles que gostam de fantasia, daquele tipo que inclui novos mundos, seres fantásticos, aventuras e amores, Sombras Vivas certamente é uma leitura mais do que indicada.
Se você leu o primeiro livro da série e gostou, vai se encantar ainda mais pelo segundo.
Se você ainda não leu o primeiro livro da série, está perdendo tempo! A história é uma delícia e consegue ficar ainda melhor em sua continuação!


Nota: 10

Leia mais resenhas no blog Nanie's World!
comentários(0)comente



19 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2