Alma e Sangue - O Despertar do Vampiro

Alma e Sangue - O Despertar do Vampiro Nazarethe Fonseca
Nazareth Fonseca




Resenhas - Alma e Sangue - O Despertar do Vampiro


62 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Inlectus 19/01/2018

Legal.
Tramas e vampirismo.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Mi 05/09/2016

Não sei porque, mas não me conquistou
Kara é uma reconstrutora que sempre sonhou
em formar um famoso casarão em São Luís, até
que num belo dia seus serviços foram
requisitados pelo dono do casarão.
Em uma noite de trabalho, como outra qualquer ,
Kara Ficou trabalhando até tarde e ,ao sair , se
deparou com o gostosão da parada Jan.
Um Vampiro antigo, que Precisava de alguém
(prisioneira/refem/ajudante) para os seus planos
de Vingança.

O Jan não me conquistou, mesmo que ele tenha
um estilo a la Damon Salvatore ( LINDOO -
GOSTOSO-DELICIA-TE AMO VIDA ) algumas de suas açoes ,
atitudes nao me agradaram muito .

O romance achei que rolou rápido demais , nao
houve no inicio todo aquele desenvolvimento -
historia que é necessário, que faz parte de
qualquer história de romance. Que me convencesse desse amor todo.
( Quando a protagonista falava que amava ele ,
eu ficava com uma maior cara de paisagem ).
Com o decorrer da história, o romance ficou mais
solido , convicente .Mas nada que me fizesse
vomitar arco-iris . ( Sem falar de uma certa
infantilidade, e são adultos kkk )

Os secundários são ate bons . alguns dos. "
antogonista" sao meio que ....Ok.
A escrita até que é boa , mas o problema em si
é que a historia uma hora ta : Uoooooou....e
outra hora zzzzzzz , voce luta pra nao cair no sono.
( Deveria ser um livro menor, pra nao ter essa
nivelaçao de ritmo )

A melhor parte do livro , sao as ultimas 100
paginas por ai, Que dá ate uma certa animada
pra ler a continuação. Agora, se eu vou ler ou não é
um mistério ( Do jeito que eu sou acho que nao
kkk )
comentários(0)comente



miny 30/08/2016

livro ótimo!
comentários(0)comente



Carla @mademoisellebelikov 09/02/2015

Alma e Sangue - Surpreendente
Esse livro sem dúvidas, superou minhas expectativas.

Na verdade não sei ao certo se foi o que eu realmente buscava na época em que o li, mas de qualquer forma, eu gostei de livro do começo ao fim. A história possui vários trechos bastante engraçados. O li em apenas uma madrugada.

O livro é bastante diferente de vários volumes que li nesse gênero. Os personagens que no começo são opostos, acabam descobrindo que possuem diversas coisas em comum e isso, é o mais legal em minha opinião.

Se eu indico a leitura? Claro, principalmente para quem gosta do tema vampiros, como eu.

Boa leitura ;)
comentários(0)comente



Karina 22/04/2014

Alma e sangue: uma saga vampiresca brasileira
Encontrei Alma e Sangue durante umas pesquisas sobre a literatura fantástica em nosso país. Eu estava incomodada por não encontrar autores brasileiros sobre o tema na minha biblioteca física. Confessarei, devorei este livro na minha última semana de trabalho em dezembro de 2009. Pois é, as vezes, compro um livro e o deixo na estante, como um colecionador de vinho.
O enredo proposto pela autora é delicioso e me encheu de orgulho. Sua imaginação é criativa e sagaz e o ritmo da trama é envolvente.
Quanto o trabalho editorial, não gosto da Aleph, eles não tem um trabalho bom, encontrei erros de digitação ou subtração de palavras em frases. Acho que falta em nosso país um trabalho mais cuidadoso de edição do livro. O autor nem sempre percebe porque é papel do editor ser o segundo leitor, contribuir com a história, apontando falhas e incongruências. Mas apesar disto, recomendo a leitura porque o universo vampiresco de Nazarethe Fonseca é arrebatador. Seus personagens são bem construídos e a trama é consistente deixando possibilidades para um segundo volume. Jean Kman me conquistou e me fez querer ser a sortuda da Kara.
Karina 22/04/2014minha estante
Organizando minha biblioteca no Skoob junto com a física, descobri que não li o volume O Pacto dos Vampiros, apesar de ter adquirido o volume A Rainha dos Vampiros e ao tentar resenhar os dois primeiros volumes fui surpreendida pelo desejo de rever a saga toda até o final para escrever nova resenha. Como fã do gênero e da escritora, ser sincero sobre os sentimentos de minhas palavras sobre sua obra, é mais do que uma obrigação, é uma forma de homenagem. Aguardem, nossas opiniões, mais lúcidas e mais frescas.




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Cyssah 29/01/2014

Fascinante
VIAGEM PELO BRASIL EM 54 LIVROS
002/54

"O Despertar de Um Vampiro" é o primeiro livro da série Alma e Sangue e também o primeiro da carreira da maranhense Nazarethe Fonseca publicado em 2009. Conta, em primeira pessoa, a história de Kara Ramos, uma jovem e bela restauradora viúva que não pensa em mais nada a não ser no trabalho e na morte de seu marido isso até o dia em que é sequestrada por um misterioso, agressivo e sedutor francês que se escondia no sótão do casarão que a empresa de sua família havia sido contratada para restaurar.

O livro tem muitos trechos de perseguição, luta, história francesa, cultura maranhense, batalhas, sedução e reviravoltas imprevisíveis. Os primeiros contatos de Kara e do vampiro Kman são bem violentos, embora sensuais. Nenhum dos dois faz o tipo romântico maior parte do tempo. Há alguns fatos comuns em histórias de vampiros, como a busca da vingança, a reencarnação e a morte real provocada pelo sol ou decapitação, entretanto, para mim isso não ofuscou o fascínio que a saga me provocou.
comentários(0)comente



Sonambulismo Li 01/12/2013

resenha
Esse livro é MUITO especial para mim. Lembro ainda do dia em que o comprei, tinha uns 12 anos e estava com o meu avô numa livraria. A capa e o título me chamaram muito a atenção e eu tive que tê-lo.

É o primeiro volume de 4 mais o caçulinha, mais tarde colocarei a resenha dos outros aqui.

A Introdução deste livro é em terceira pessoa e quando eu o li pela primeira vez, não entendi muito bem o que estava acontecendo, mas quando você lê os outros, tudo faz sentido. A saga Alma e Sangue é, na verdade, escrita em terceira pessoa e o primeiro volume é uma ''excessão'', ele é escrito pela Kara no presente falando do passado, de como conheceu Jan Kmam.

Kara Ramos é uma restauradoura e foi contratada para reformar um antigo casarão, onde um vampiro com mais de 300 anos dorme. Ele acorda com a reforma e vai atrás de Kara, ''pedir ajuda'' (com Kmam não há esse negócio de pedir o que quer que seja, ele se impõe e exige), pois passou cerca de 125 anos dormindo e não sabe de nada sobre as coisas atuais.

Jan Kmam é um Vampiro com V maiúsculo. Não tem problemas com alimentação, pouco se importa em matar humanos, pode morrer se for exposto ao sol e não tenta mostrar a Kara um ser que ele não é.

Kmam é mandão, controlador, cara de pau e penso eu que tem um lado meio egocêntrico. Por não saber nada do mundo atual, nos rende boas gargalhadas.

''— Dói, não é? Quer sentir dor? Não, acho que não. Já que nos entendemos, faça esta estranha carruagem andar.
Sem ter alternativa, me vi obrigada a bancar a motorista daquele filho da mãe! Desci a rua e perguntei aonde desejava ir. A resposta quase me fez bater.
— Vamos para sua casa — falou sorridente.''

A história gira em torno do passado de Kmam e do romance dos dois. Um antigo inimigo de Jan descobre que ele está vivo e acordado e quer matá-lo. São muitas emoções.

A vida de Kara muda completamente após conhecer o vampiro sedento de sangue e vingança. Antes vivia triste e melancólica por causa do marido que perdeu, mas depois muda totalmente, parece que recebeu uma injeção de vida. Mesmo cativa, não se curva aos desejos de Kmam. Seu passado também é revelado, as pessoas que a rodeiam não são quem parecem ser e algo muito mais antigo que sua existência como Kara Ramos é descoberto.

O amor e o romance dos protagonistas superam o tempo, superam as vidas vividas e muitos obstáculos. É transcendental. Almas gêmeas, sabem?

Nos outros volumes, há bastante ação. Este é apenas o início de tudo, de uma história linda, envolvente e cheia de intrigas que nos será apresentada depois. Como é o começo, temos apenas uma história revelada, seus segredos serão contados mais adiante.

Leia este livro, prometo que não se arrependerá. É um dos meus preferidos por misturar comédia, romance e aventura.

Como devem ter percebido na sinopse, este primeiro volume se passa em São Luís, no Maranhão. Já os outros são ora em Paris e ora no Brasil. A autora é brasileira. Tenho muita admiração pela Nazarethe Fonseca. Quando penso em escrever algum livro, lembro logo dela que escreveu esta história maravilhosa e com uma trama muito bem feita.

Alma e Sangue, o Despertar do Vampiro tem uma capa bonita e sombria que me atraiu quando a vi na livraria. Suas páginas são beges e eu não tive dificuldades na leitura com relação a escrita e com o tamanho das letras.

Resenha encontra-se no blog:

site: http://sonambulismoliterario.blogspot.com.br/2013/12/alma-e-sangue-o-despertar-do-vampiro.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ana 05/07/2013

Por Ana Zuky do blog Sangue com Amor
Bom pela sinopse já deu para ter uma ideia do livro.Mas agora vou lhes apresentar a minha ideia do livro.
Kara Ramos é uma das personagens mais complicadas e chatas que já li.Não digo isso por que não gostei dela.Sim,eu gostei dela.'Tá bom Ana,agora é que não entendi'.Sabe o que acontece,é mais ou menos isso:imagine uma pessoa determinada,dona de si,persistente,boca dura,espirituosa e cabeça dura.Então essa é Kara Ramos,teve momentos que tive vontade imensa de poder entrar no livro e lhe dar umas belas de umas bofetadas na cara,e fora que em certos momentos disse em voz alta enquanto lia 'Cala a boca Kara'.Então deram para notar o porque de eu acha-la chata e complicada.O outro lado é por ela ser desse jeito também me proporcionou belas gargalhadas.

Olha entendo e não é vergonha nenhuma assumir.Todo mundo hoje em dia assume numa boa.Afinal,não há nada de errado em ser gay.
Gay?Que significa?Gay é alegre em inglês. pag.41
Jan Kman por sua vez,me encantou desde o momento de seu encontro com Kara.Ele é aquele que você deseja.Com cabelos longos,todo romântico,mas que em certos momentos sabe impor o machismo.Amei o jeito em que ele tratou Kara(claro se ela não fosse 'cabeça dura' como ele diz, teria se dado muito bem desde o inicio).No inicio o encontro dos dois não foi aquilo'só romantismo' teve o momento de agressividade( não por ele querer),mas porque Kara fez com que ele a tratasse de um jeito,como eu posso dizer...merecido.
Existo e estou aqui em Alma e Sangue.Sabe,no principio acreditei que o melhor seria mentir.Sofreria menos,não reclamaria.Mas não importava o que fizesse,você se lamentava.Então resolvi me revelar como sou de verdade,um vampiro. pag.75
A aventura e ação do livro começou quando Gustave entrou na trama,bom a ação foi bem agitada.Com correria,sangue,desespero e suspiros de alivio.Olha que a muito tempo não lia uma ação tão bem detalhada como essa,parecia que eu estava lá presente.Vivenciando todo o enredo.

Ela é perfeita,não é?Quanto ela vale?Bela,suave como a brisa da madrugada,brilhante como o nosso inimigo sol,fina e apetitosa como um jambo.Deve ser um grande esforço manter-se longe dela e de seus beijos quentes. pag.179
Bom se eu pudesse contava tudo sobre este livro,mas ai vocês não iriam ler ele.E minha vontade é de que todos que leiam esta resenha tenham o desejo de lê-lo e provar o que eu digo ou ate mesmo me desmentir.
A relação toda do livro se trata de amor e ódio,ilusão e inveja.O livro é considerado ficção/romance.Mas eu mesma acredito que seja puro romantismo,por exemplo:

Fere minha carne,leve minha vida,mas poupe a de quem amor.Não pode me toma-la novamente.\por três vezes,não! pag.377
Meu ver sobre o livro:
A escritora soube transportar para as paginas todas as sensações,lugares,ações e sentimentos.Onde você é capaz de senti-los.Já li muitos livros que transmitiam tais emoções em uma leitura e Nazarethe soube fazer isso.Por isso comparei sua escrita com uma obra que é muito conhecida.E não são todos os escritores que conseguem captar isso de seu leitor.
Os personagens são bem ricos,tudo sobre eles foi estudado e analisado para que fossem perfeitos tanto para a escritora como para nos leitores.E os lugares foi a mesma impressão que tive.Tudo no livro é bem detalhado para que você não perca nada.Se você quando lê um livro e tende a viaja para dentro dele(como eu),não escapara nada de sua imaginação.
No livro vocês encontraram umas cenas apimentadas,mas não exageradas.O que os pais não precisam se preocupar com isso(kkkk).Sendo que por mim mesma preferia que as cenas hot fossem mais detalhadas.É só uma opinião própria.
Bom agora irei falar da capa.A capa por si é simples.As imagens da espada,rosa e sangue tem todo o significado dentro do livro.Não vou contar a vocês, terão que ler para saber(risos).Mas não deixou a desejar,a editora Aleph soube deixar uma capa marcante,com seus significados.Eu mesma não imaginava o que significava as imagens,mas apos ler tudo foi esclarecido.
Bom eu mesma sou fã dessa saga e é claro da escritora,se caso ela tiver que lançar outros livros ,mesmo não sendo do gênero desses.Com certeza os comprarei,porque sei que não me arrependerei de ler.
Espero muito que vocês tenham gostado da resenha.E que tenha dado vontade para que vocês o leiam.


site: http://www.sanguecomamor.com.br/
comentários(0)comente



Vanessa Sueroz 05/06/2013

O livro é nacional e é narrado em São Luiz. Lá conhecemos Kara uma jovem restauradora, viúva, mega teimosa, que é doida para restaurar uma velha mansão, e aceita de prontidão quando lhe oferecem este emprego.
Porém Kara tem uma surpresa, a mansão é mal assombrada, pessoas começam a desaparecer, pior que isso, pessoa que trabalham para ela. Kara já tinha o pé atrás com a casa que ‘matou’ seu pai e agora estava acontecendo bem embaixo dos olhos dela.

Em um belo dia, ou melhor, noite, Kara está trabalhando até tarde e acaba acordando Jan Kmam que estava dormindo no sótão há quase 150 anos. Jan está faminto e doido para conhecer este novo mundo.

Jan sequestra Kara e exige que ela lhe dê cobertura durante alguns dias/noites. Kara não estava pronta para o que iria encontrar. Tinha sentimentos e medos mal resolvidos do passado e Jan entra em sua vida levando tudo com ele, principalmente seu coração.

Resenha completa: http://blog.vanessasueroz.com.br/o-despertar-do-vampiro/
comentários(0)comente



Natália 11/02/2013

Primeiro livro brasileiro que eu não sou obrigada a ler para fazer provas na escola.
Na hora que eu li a sinopse eu baixei esse livro, sem perceber nada de que era brasileiro, por que se houvesse indícios de que fosse dessas bandas, eu certamente não o leria. E que historia eu iria perder, um dos melhores e emocionantes livros nos quais já li. A cada linha meu coração parecia sair do meu peito, e juro que a cada briga entre Jan e Kara, eu queria partir pra violência e chamar os dois de tolos e "SE BEIJEM LOGO PELO AMOR DE DEUS"...
Calma, calma já estou muito lá na frente. Mas antes tenho dois avisos:
1° Se você é fan de Edward: ESSE LIVRO É UM TAPA NA CARA DA SOCIEDADE FAN DESSE CARA, e do Stefan por assim dizer, o cara mata e tá nem aí se sua amada despreza esse tipo de atitude, que afinal é para sua sobrevivência.
2° É assustador as vezes, muito sangue, trocentos psicopatas querendo matar Kara, então não pense que esse livro de alguma forma, mínima que fosse, é parecido com Crepúsculo.
Agora podemos começar.
A História se passa em São Luiz e a trama se desenrola ao redor de Kara uma jovem restauradora, que deus como ela é TEIMOSA, que aceita o desafio de restaurar uma mansão muito antiga, mais este não é seu principal desafio. Pessoas vão desaparecendo, e então Kara se encontra no casarão sozinha, sim no mal assombrado casão que custou a vida, inclusive de seu pai, então do seu reservado sótão Jan Kmam resolve sair, ao ouvir a linda voz de Kara... pode parar suas esperanças de um romance super cute, aqui o jogo é duro, ali a disputa de quem se ama e se odeia mais é devastadora, nada para em pé quando eles discutem nem mesa nem nada, ninguém quer assumir que ama, e meu deus, eu queria jogar meu computador pela janela. Mas mon amour, Kara é assim só resistente ao amor,ela ama mais preferia não amar, ela chuta, corta, morde, chinga, ela é brava forte, e o monsieur Jan não é lá um cara muito confiável no seu estado de espirito, ele muda de humor em um nanosegundo, mata, bate, chinga também, a lista desses dois é longa, mas não vai ser preciso a lei Maria da Penha aqui, se acalmem.
Esse livro não é só romance, suspense, é também uma comédia, mais eu defino o trajeto dos personagens e da trama com uma palavra: TRAIÇÃO. Em cada história ali, e vai ter várias, tu vai ver esse fato, triste, mais é!
Então um inimigo antigo, que Jan irá explicar a história volta, GUSTAVE, o cara é um saco, Jan em seus séculos de vida tem que aturar esse cara cada vez que acorda, e o respeito por isso, não é fácil.
Sequestro, mortes, fugas, desabafos, e paixão haverá ao longo de tudo isso.
Gostaria de da-los uma dica: Lembrem-se das ROSAS VERMELHAS, nunca se esqueça.
Não me arrependo de forma alguma em ler esse livro, mais se eu continuar a escrever, com certeza eu irei contar fatos importantes, que você deveria sentir enquanto ler, as emoções presente na história são fascinantes, e o livro não é só uma simples história de vampiros sanguinários, há ali altruísmo, em meio a tanta traição, há também lealdade, e quem não aprecia tal qualidade meu amigos?
Boa leitura, e desculpe-me se sentirem que faltou algo na resenha, mais estou tão cansada de ler resenhas que me contem o desfecho, que tento não fazer o mesmo nas minhas, leiam não irão se arrepender.

comentários(0)comente



Rusbis 04/02/2013

Confira a vídeo-resenha de "O Despertar do Vampiro", 1° volume da Série Alma e Sangue da autora Nazarethe Fonseca no canal literário Ler Vicia:

https://www.youtube.com/watch?v=gdgThcLa4Io

Vem comigo!!!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



62 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5