Tipo Destino

Tipo Destino Susane Colasanti




Resenhas - Tipo Destino


120 encontrados | exibindo 76 a 91
1 | 2 | 3 | 4 | 6 | 7 | 8


Neiva 14/11/2013

Tipo Destino. E se sua alma gêmea fosse o namorado de sua melhor amiga?

Quando você encontra sua alma gêmea, acontece uma conexão imediata. Uma coisa que você não vai conseguir explicar... Mas que também não vai conseguir negar.

Lani e Erin têm um passado juntas. Uma história que as uniu quando pequenas e as mantém juntas até hoje, no último ano antes de entrarem para a faculdade. Elas são melhores amigas, mesmo tendo muitas diferenças.
Lani é toda ligada em astrologia e não passa uma semana sequer sem ler seu horóscopo para saber o que irá acontecer. Seu melhor amigo Blake nem acredita mas de tanto Lani falar ele até que acaba concordando, ainda mais quando o horóscopo diz exatamente pela situação pelo qual ele está passando e segredos que esconde. Mas Erin já prefere estar junto a bastante pessoas e frequentar festas e baladas.
De tempos em tempos Erin aparece com um novo namorado e Lani se diverte muito com as trapalhadas da melhor amiga. Mas desta vez é diferente. Erin começa a sair com um garoto da escola que elas até já conheciam, mas com quem não tinham muita intimidade. O nome dele é Jason.
Erin insiste para que Lani o conheça e se torne amiga dele, assim pode saber o que o garoto está sentindo realmente por ela. Só que assim que Lani e Jason começam a se entrosar, percebem que foram feitos um para o outro. É impossível negar a ligação que existe entre eles, ambos conseguem se comunicar apenas com um olhar. Só que Lani se sente uma traidora, afinal Jason e Erin são namorados. Ele é namorado de sua melhor amiga e não existe a menor possibilidade de ambos ficarem juntos.
Mas então Erin participa de um evento ficará fora durante todo o verão... Aí fica difícil né? Dois adolescentes apaixonados não medem consequências de seus ator. O problema é que quando Erin volta e fica sabendo das novidades quer matar sua ex-melhor amiga.
Como deu para perceber Tipo Destino é um livro teen legal, apesar de não ter aquele Q que te prende, te faz suspirar, enfim... É um livro fácil de ler e fiquei me perguntando o que eu faria no lugar da Lani. Imagina se apaixonar pelo namorado de sua melhor amiga? A gente não manda no coração então isso pode acontecer com qualquer uma de nós. O problema é saber resolver essa questão sem pirar rs.
.
comentários(0)comente



Fernanda 04/11/2013

Resenha: Tipo Destino
Resenha: Tipo destino de Susanne Colasanti, publicado pela Editora Novo Conceito é um livro muito divertido e ao mesmo tempo em que aborda um assunto dramático, revela uma atmosfera dinâmica e ágil. O modo como a autora introduziu assuntos referentes ao esoterismo e outras areas aperfeiçoou ainda mais as cenas fazendo com que cada ação dos personagens se tornasse mais perceptível e relevante.

Na trama conhecemos personalidades enérgicas e repletas de originalidade. Lani parece ser uma pessoa exemplar, ligada a questões ambientais e na escola está entre o meio termo: não é popular e muito menos nerd, mas também não abaixa a cabeça para nada, é impetuosa, esperta e obstinada.

Com capítulos curtos e uma narração leve, conhecemos várias passagens da vida desta protagonista, sobre suas convicções acerca dos horóscopos e do próprio destino. Seus amigos também aparecem com frequência e os que mais se destacam são Blake e Erin. Blake é o amigo que entende tudo que passa ao seu redor e é muito perceptível.

LEIA A RESENHA COMPLETA NO BLOG:

site: http://www.segredosemlivros.com/2013/11/resenha-tipo-destino-susane-colasanti.html
comentários(0)comente



Sabryna 03/11/2013

Gostei do livro. Porém, a história vem de uma forma um tanto previsível, é uma leitura simples e direta. Mas o problema ficou todo em ser assim tão previsível.
comentários(0)comente



Polyana Pinheiro 02/11/2013

Tipo Destino - E se sua alma gêmea fosse o namorado de sua melhor amiga?
Se você tivesse uma amiga que salvou sua vida e significa tudo pra você, abandonaria tudo que te deixa feliz em troca da felicidade dela? É nesse dilema que Lani se vê presa. Quem vê a capa ou lê a sinopse tem uma ideia totalmente errada da história. Digo isso, pois eu também tive. Antes de ler, via Lani como a vilã malvada que trai a amiga pelas costas com o namorado dela. Mas não é bem assim.

Lani acredita muito em horóscopo e está sempre conferindo o seu. Tem medo do Desconhecido, e acha que essa é uma maneira de sempre estar preparada com o que vai vir adiante. Acredita também em destino, que já estamos predestinados a um desde que nascemos. Lani é presidente de um clube escolar, onde se preocupa com o meio ambiente e tenta conscientizar os alunos da importância de conservá-lo. Ela se vê presa num enorme dilema, quando sua melhora amiga, Erin, começa a namorar Jason. Quando ela conhece melhor o namorado da amiga, percebe que tem uma forte ligação com ele, como se já se conhecessem há muito tempo, ou pior: fossem feitos um para outro.
O fato de Lani estar sempre pensando no Desconhecido, no Destino agindo, me irritou um pouco. Mas o que eu podia esperar? O título já denunciava que era isso que aconteceria.

Lani tenta fugir, se esconder e evitar o contato com Jason, e se sente querendo mudar um destino já traçado para ela. Então, só resta Blake, a quem ela pode desabafar e contar sempre. Blake é um personagem interessante. Muito amigo de Lani, a quem confia seus segredos mais secretos. E, principalmente aquele mais profundo: o fato de ser gay. Mas ninguém sequer imagina isso, e se o pai de Blake descobrisse acabaria com sua vida. Tudo está nas mãos de Lani.

"É interessante como se pode conhecer uma pessoa por um longo tempo e, então, um dia simplesmente a vemos de um jeito totalmente diferente." – pag. 20

"Que nome se dá quando duas pessoas compartilham uma história intensa? Quando nada pode separá-las? Irmãs de alma. É isso que somos desde o acidente." – pag. 23

"Não se pode conhecer realmente uma pessoa, a menos que você seja amiga dela. E, ás vezes, nem mesmo assim." – pag. 31

Erin a salvou de um acidente, e desde então a relação entre elas passa além da amizade. Lani a vê como uma espécie de "Irmã de Alma". Pensa na amiga o tempo todo, mesmo nas horas que ela não merece. Se vê sendo humilhada e continua abrindo mão de sua felicidade para ver a amiga feliz. Mas acredito que isso poderia ter sido mais bem formulado. O que faz Lani acreditar que Erin salvou sua vida pra mim não passa de uma bobagem, por isso foi tão chato ficar vendo Lani sofrer pensando na amiga que a meu ver não merecia. Achei Lani irritante. Eu acho que ela deveria parar de pensar só na Erin e perceber que o mundo não gira em volta da amiga, que por acaso é egocêntrica. Essa atitude fez Lani ferir as pessoas que mais amava, e ela nem se deu conta disso.

O livro se passa naquele cenário adolescente americano perfeito, e ao decorrer da leitura, eu imaginava que esse livro com certeza daria um ótimo filme americano. Característica da autora, que sabe escrever para o público adolescente, retratar o que se passa na cabeça jovens e os dilemas enfrentados por eles (como aceitação, desilusões amorosas, etc) nessa fase da vida. Mas o que me agrada nos livros da Susane é sua escrita fluída, onde a história passa num ritmo muito bom, onde os capítulos – Alguns curtos, outros mais longos – passam sem pesar a leitura, e os cenários são muito bem descritos. E, gostando ou não da história dos livros dela, eles sempre me prendem.

A capa me agradou bastante, e a lombada tem o padrão que a Editora Novo Conceito formulou para os livros da Susane Colasanti. São 43 capítulos divididos em três partes, de acordo com os meses do ano que se passam a história (Abril/Maio; Junho/Julho/Agosto e Setembro/Outubro). Diagramação simples e letra em tamanho agradável.

"Há um sorveteria antiga, perto de Green Pond, chamada The Foutain. Como estou passeando com Jason e, aparentemente, não estou mais tentando evitá-lo, posso finalmente frequentar a sorveteria sem me preocupar em esbarrar com ele. O que é um alívio tão grande que nem tenho palavras para descrever. O lugar tem o melhor sorvete do mundo. Eles também têm um sofá púrpura, macio, que eu adoro. A sensação quando sentamos nele é de estarmos afundando em uma nuvem. Espero que o sofá esteja livre, porque já passei horas sentada nele, desejando quem um dia, o garoto que eu amasse estivesse ao meu lado." - pag. 148

"Se isso não é destino, não sei o que poderia ser." – pag. 150

"A maior parte das garotas quer tanto um namorado que só consegue pensar nisso. Elas acham que, assim que arrumarem um namorado, a vida delas vai ficar perfeita no mesmo instante. Parece que não lhes ocorre que a razão para se sentirem solitárias, ou tristes, ou entediadas, pode ter a ver com elas e não com a falta de outra pessoa." – pag. 155

"Os problemas imensos com que lidamos todos os dias na realidade são bem pequenos. Estamos tão concentrados no que nos incomoda, que nem sequer tentamos ver a nossa vida de uma perspectiva mais clara." – pag. 189

Um livro ótimo para ler e se distrair. Só achei que o final foi muito inesperado, um pouco mais de páginas não faria mal.


site: http://www.desenrolagabriola.com/2013/11/resenha-13-tipo-destino-susane-colasanti.html
comentários(0)comente



Dose Literária 30/10/2013

E se o desconhecido mudar a nossa vida? Tipo Destino, de Susane Colasanti
E a resenha de hoje é sobre mais um dos títulos da Editora Novo Conceito. Não sou muito fã de 'histórias para adolescentes', mas algo me chamou a atenção nesse livro. Sem contar a capa, que já me deixou curiosa acerca do triângulo amoroso sugerido nela. Então, vamos lá.

Lani e Erin compartilham segredos, festas e uma amizade de anos. Um evento traumático no passado as deixou mais unidas. Apesar das personalidades diferentes, elas sempre estão juntas. Até que um dia Erin arruma um namorado. Erin é leonina, de gênio forte e sempre é o centro das atenções por sua beleza e popularidade. Lani é taurina, e louca por horóscopo. É também muito sensível, principalmente quando alguém discorda de suas previsões e crenças nos signos. Tem um amigo chamado Blake, que é gay mas nunca assume, por medo da ira de seu pai, um homem muito rígido com o filho.

A história não é muito diferente da maioria dos filmes que passam em sessão da tarde: grupinhos na escola, divididos por classe, status e preferências, diretores pegando no pé dos alunos, esportistas, nerds, garotas que gostam de fofocar e todo o clima que permeia o universo adolescente na escola. Bem clichê. E ainda assim, eu não consegui parar de ler. Terminei a leitura no mesmo dia. Continue lendo em http://www.doseliteraria.com.br/2013/10/e-se-o-desconhecido-mudar-nossa-vida.html
comentários(0)comente



lu areias 30/10/2013

Resenha do blog - Lolypop
usane Colasanti
(4/5)
Editora Novo Conceito
2013
288 páginas

Sinopse: Lani e Erin são melhores amigas, embora não tenham muito a ver uma com a outra. Lani é uma taurina tranquila e Erin é a impetuosa leonina. Uma adora Astrologia (e outras artes adivinhatórias também) e ficar em casa; a outra gosta de pessoas e baladas. Suas preferências — incluindo pizzas e meninos — são bastante diferentes, ou eram, até que Erin começou a namorar Jason… Assim que Lani conheceu o namorado de Erin, sentiu uma enorme conexão com ele. Uma sensação de que já se conheciam a vida toda. E, apesar de acreditar que ele sentia o mesmo, ela sempre soube que Jason estava fora de cogitação, afinal, ele era quem ele era! Ela decidiu ignorar seus sentimentos. Não importava o quanto quisesse ficar perto de Jason, nada a demoveria da ideia de se manter distante dele. Então, Erin viajou durante todo o verão…

Opinião: Quem já leu algo da Susane Colasanti não deve esperar nenhuma grande inovação ou mudança no estilo.
Só achei esse livro um pouco mais parado em relação aos outros dois que eu li, mas isso quer dizer que a leitura seja ruim. Não consegui ler em um dia, como eu esperava e cochilei duas vezes em cima dele, o que demonstra o tom monótono da história.
Lani e Erin são melhores amigas desde crianças, dessas que fazem tudo juntas e trocam confidências.

Se não fôssemos tão amigas, talvez eu sentisse inveja por Erin ter um garoto que gosta dela e eu não. Mas só sinto feliz por ela. Erin e eu estamos ligadas para o restante da via. E isso não é o mesmo que sermos melhores amigas. Quero dizer, somos melhores amigas, mas nossa relação vai além disso.
P. 23

Então um dia Erin começa a sair com Jason, ela está animada e empolgada com o relacionamento como nunca esteve antes. Só fala do rapaz com Lani e pede ajuda à amiga para descobrir mais sobre ele.
Lani começa a almoçar todo dia com Jason, eles começam a trocar confidencias e a conversar muito e percebem que eles têm mais em comum do que jamais imaginaram.

Jason me entende. Ele entende até as coisas que nem mesmo eu sabia que estava tentando dizer.
P. 83

Mas Erin sempre acreditou na fidelidade da amiga e nunca desconfiou que pudesse ter nada demais entre Lani e Jason. Nem Lani queria se envolver com Jason para magoar a amiga.

Erin não se importa que Jason e eu nos sentemos juntos no almoço. Ela adora que sejamos amigos. Antes daquele dia em que todos saímos junto para comer pizza, Erin estava preocupada com a possibilidade de que eu e Jason não nos gostássemos, o que teria acabado com sua empolgação para que todos saíssemos juntos.
P. 93

Só que eles se apaixonaram e não sabem o que fazer.

Tenho vontade de contar a ele tudo o que venho pensando, mas não posso. O que é péssimo. É péssimo que Erin e eu estejamos apaixonadas por ele, mas ele só tenha se apaixonado por uma de nós.
P. 116

O livro é dividido em três partes. A primeira parte é Abril – Maio, a segunda, Junho – Agosto e a terceira, Setembro – Outubro. Os capítulos são curtos e isso facilita bastante a leitura.
A linguagem é simples e o vocabulário utilizado é bem jovial.
Gostei bastante do livro, mas não amei. Gostei de como a Lani é ligada em Astrologia e coisas místicas. Ela acredita piamente em Destino e que tudo acontece por um propósito.
Não sei se é uma fase da adolescência, mas eu e minhas amigas também tivemos nossas fases de “viciadas” em horóscopo e foi bem divertido relembrar disso por meio de Lani e Erin.
A história só fica interessante mesmo quando Lani e Jason resolvem assumir o romance. Isso cria inúmeros conflitos e é quando há mais ação e emoção.
Mas é tudo bem previsível.
Um personagem que eu amei foi o Blake. Adoraria ter tido um melhor amigo gay na minha adolescência como ele. Blake é o sonho de consumo de toda garota e ele é um fofo.
O canadense Connor também me cativou e adoraria se esses dois personagens tivessem sido mais explorados, eles fizeram toda diferença.
comentários(0)comente



Mel 28/10/2013

Tipo, Não me encantou.
Antes de começar essa resenha, devo dizer que ela será mais curta que minhas outras, motivo: não tenho muita coisa a dizer.
Esse livro não me conquistou, não em marcou de forma alguma, em fim não gostei dele.

Para mim ele pode ser considerado como um livro de auto ajuda - que não ajuda em muita coisa- O caso é que a protagonista Lani, tem uma super melhor amiga Erin que é super popular no colégio. Erin conhece um garoto Jason, que (olha o destino) é a alma gêmea da Lani.

Dai Lani passa o livro todo se martirizando por amar o namorado de sua melhor amiga e blá blá blá. Odeio a Erin e a Lani e o Jason, pode ser que a maioria dos personagens desse livro não sejam lá essas coisas, mais o único que se salva é o Blake melhor amigo da Lani, ele vive todo um drama por ser gay e seu pai não saber, em fim somente essa parte salva esse livro.

Quanto ao final, você já deve imaginar, muito obvio.
Mas em fim, você tem a escolha de ler ou não.
Todo o livro é uma leitura, só que um são melhores que outros.
comentários(0)comente



Potterish 27/10/2013

Tipo Destino
Tipo Destino, de Susane Colasanti

A história gira em torno de Lani, uma garota bem objetiva na vida, que não gosta do desconhecido e é completamente louca por Astrologia. Sua melhor amiga, Erin, é bem o contrario dela, e essa amizade começou de uma forma que Lani se sente em divida com Erin, apesar dela não cobrar nada. Até que… O destino muda completamente essa amizade! Erin conhece um garoto, Jason, e logo começam a namorar, mas o que ninguém imaginava é que Lani e Jason teriam muito mais afinidade do que Erin e o garoto. Por causa da grande amizade entre as duas meninas, Lani fica muito tempo com Jason também, e claro, que um sentimento muito forte mais rolar entre os dois.

Jason é um garoto que estuda na escola e por quem Erin esta encantada, eles marcam de sair com Lani e seu amigo Blake (que é gay e espera a faculdade para poder viver livremente). É nesse momento que Lani e Jason sentem que tem muita coisa em comum, mas a garota sente como se tivesse uma dívida de honra com Erin, pelos anos e intensidade dessa amizade e também por causa do acidente, então ela faz de tudo para se afastar de Jason, mas chegam as férias e Erin viaja, deixando Lani e Jason sozinhos o verão todo.

“Se eu estiver destinada a algum tipo de grandeza, não quero acabar estragando meu destino”

O livro é repleto de emoções bem atuais que não te deixam desgrudar do livro. Tem uma narrativa rápida e fácil de entender. Os personagens são bem marcantes e cada um tem sua personalidade explorada, o que te faz se identificar com cada um deles de uma forma especial. Além de abordar vários assuntos como: destino, signos, previsões de signos e luas! Bem divertido. A autora nos dá a chance de enxergamos outros caminhos para solucionarmos nossos problemas, e como podemos superar a mágoa, traição, e entender o outro.
Não gostei muito da capa, mas adorei a edição e algumas gracinhas no meio, como colocar uma frase de algum Biscoito da Fortuna! Amei o livro e recomendo a todos, até para quem não gosta de romance, pois essa história traz amizade, perdão, superação de medos e, é claro, muito amor!

“Para onde quer que eu vá, saberei que é exatamente onde deveria estar”

Ah e a história vai ser adaptada para o cinema em breve já estando, segundo a autora, em processo de pré-produção. Vamos ver, a historia parece mesmo um filme juvenil.



Resenhado por [Luana B. Vilela]


272 páginas, Editora Novo Conceito, publicado em 2013.
*Título Original: Something like fate.


site: http://clubedolivro.potterish.com/2013/10/resenha-tipo-destino/
comentários(0)comente



Greice Negrini 25/10/2013

Duas amigas, um drama!
Lani é viciada em horóscopos. Completamente crente que tudo o que está escrito nas linhas diárias sobre Astrologia pode mudar consideravelmente a sua vida em todos os aspectos. Acredita tanto que faz com que seu amigo Blake comece a considerar as hipóteses verdadeiras.
Lani faz o possível e quase o impossível para tornar o mundo um lugar melhor para se viver. Cuida do meio ambiente com todo o coração e tem um grupo na escola para as ações do gênero.

Erin é totalmente extrovertida e adora acampamentos de verão. Seu desejo é se tornar uma líder nata e todos os anos não perde o acampamento no período do verão. Adora festas e muito glamour e ser a pessoa que está sempre em evidência.

Apesar de todas as circunstâncias, Lani e Erin, ambas com 17 anos, são melhores amigas há muitos anos e Lani tem uma enorme admiração por Erin que um dia salvou sua vida de um terrível acidente que acabou ligando as duas por muito mais do que sentimento de irmãs.

E eis que surge Jason. Um garoto que parece ter o perfil de ambas as garotas mas que acaba se envolvendo com Erin durante um certo momento. Isto até o horóscopo não dar uma ajuda ao destino.
Lani se torna amiga de Jason por insistência de sua amiga que deseja que eles passem mais tempo juntos para que em seu mundo irreal, sua melhor amiga e seu namorado, possam sempre estar por perto.

Porém Jason começa a demonstrar mais do que apenas amizade por Lani e Blake, o amigo que esconde sua sexualidade até completar a maioridade por medo de seu pai, mostra a verdade para sua amiga.
Porém já é tarde demais. Lani também tem uma ligação com Jason e aos poucos o romance acontece. Lani se vê sem saída e não quer trair a amiga ao mesmo tempo que não quer perder o possível único amor de sua vida.

Até que Erin vai ao acampamento de verão passar suas férias. Serão dois meses longe e é durante este tempo que Jason e Lani terão para colocar tudo em panos limpos. A amizade pode ser destruída, o amor pode ser dilacerado. Dependerá do destino e da vontade de Lani fazer com que tudo fique perfeitamente em seu devido lugar.

Minha opinião:

Em relação a capa original, a Novo Conceito utilizou a mesma capa para o lançamento aqui no Brasil. Por ser um livro mais adolescente considero uma capa atraente. E na verdade onde eles estão sentados, o sofá e a sorveteria é um lugar bem especial para todos os personagens. Então não é somente uma capa qualquer sem nenhum significado além de uma suposta "traição".

Eu gosto das narrativas de Susane Colasanti por ser de um capítulo de cada personagem e geralmente em primeira pessoa. É bem fácil e rápido ler os livros dela. A história que ela criou para este livro é bem natural e quem passa pela idade que as personagens passa, com certeza deve ter uma amiga, uma conhecida que tenha passado pela mesma situação. ( Eu tive! ).

Foi estranho em certos momentos ver a atitude das personagens perante a situação causada. Porque alguém iria brigar por causa de um garoto e abrir mão de uma longa amizade? Ou então porque deveria haver tanto drama quando algo poderia ser resolvido mais naturalmente?
Acredito muito que depende da pessoa que vá ler o livro. Meninas com certeza terminariam a amizade ou teriam o mesmo comportamento das garotas Lani e Erin. As primeiras paixões são arrebatadoras e nos levam a utilizar mais a emoção.

Susane soube utilizar isto. O ruim foi ver o personagem de Jason ser tão murchinho e ficar sempre esperando algo acontecer ou tomar providências tão bobas mas, assim não agem os garotos em certas atitudes também?


site: www.amigasemulheres.com
comentários(0)comente



Juliana 23/10/2013

Tipo Destino
Tipo Destino conta a história de Lani e Erin, melhores amigas desde a infância as duas tem uma ligação forte com essas coisas de astrologia e outras artes adivinhatórias, Erin começa a namorar Jason mas assim que Lani conhece o namorado da amiga sente que tem uma enorme ligação com ele e nega de todo jeito esse sentimento, mas o que ela descobre é que Jason também sente algo por ela, mas ainda tem Lani a namorada e melhor amiga, mas um dia Lani viaja durante todo o verão.
Bom, sobre o que EU achei do livro, é um livro bem legal, a história é bem desenvolvida, mas não entra na lista de livros que mexeram comigo, vou falar um pouco de cada coisa, bem, vamos começar pelo mocinho, Jason, ele é um cara legal, mas não conseguiu fazer eu me apaixonar por ele, na verdade eu achei ele meio bocó, mas confesso que em algumas partes ele me arrancou suspiros. Agora vamos falar da Erin, a namorada e melhor amiga, ela é terrível! Simpática porém terrível, quem leu vai concordar comigo que ela foi muito ruim com a Lani, ta certo que a Lani “roubou” o namorado dela, mas gente, ela pegou pesado demais com a menina. Lani, a Lani é um amorzinho, eu não tenho muito o que falar dela, ela é meio insegura eu acho, também tem o Black, o amigo gay das duas, ele foi um dos personagens que eu mais gostei no livro, a história dele é bem bonita, a relação conturbada com o pai e o jeito dele “ficar no armário”, ele é bem alegre e simpático e dá ótimos conselhos a Lani.
Tipo Destino é um livro bom, mostra bastante como a vida dos adolescentes pode ser meio bagunçada, eu gostei de aprender um pouco mais sobre o destino e essas coisas, é uma leitura que flui, um livro gostoso, vou ser sincera, ele não me prendeu completamente, mas é bom de ler, eu li ele bem rápido, enfim, o livro é bom, eu não sei ver o lado ruim de qualquer livro que eu leia, eu só achei que a história foi meio vaga, acho que isso se deu porque eu fiquei numa expectativa muito grande por ele eu meio que esperava que ele me conquistasse como Anna e o Beijo Francês me conquistou, ele não foi um livro que me marcou, foi mais um livro que você lê quando não quer ficar sem ler nada, é um livro gostoso, mais uma história pra guardar no coração, é isso!
comentários(0)comente



Rafaela Regis 22/10/2013

Tipo Destino - Susane Colasanti
Tipo Destino da autora Susane Colasanti já me prendeu de cara pelo tema, sim isso mesmo, quem nunca teve uma quedinha pelo namorado da amiga ou até mesmo passou por uma situação em que o namorado da amiga se engraça para cima de você, então sim a minha curiosidade foi aguçada.

Lani e Erin são melhores amigas desde crianças, unidas por um acidente horrível elas juraram ser melhores amigas para sempre, mas como nós bem sabemos algumas coisas podem mudar, principalmente em uma fase tão conturbada como a adolescência e as coisas começam a mudar entre as duas, para ser mais exata, quando Erin conhece Jason.

Lani e Erin são fascinadas pelo Destino, signos, tarot e tudo o que envolve astrologia, elas criaram um cronograma em que todo mês estudam algo diferente relacionados ao assunto, como por exemplo numerologia, e analise de sonhos. No entanto tirando isso elas não tem muito em comum, claro que também tem o Blake, amigo das duas que tem um segredinho guardado a sete chaves.

A atração do Jason e da Lani é bastante rápida, mas como a amiga já tinha chegado primeiro ela não podia fazer nenhum tipo de movimento, mesmo sofrendo por amar um garoto comprometido, ainda mais com sua melhor amiga.

Ele tinha um bom argumento. Não podemos escolher quem amamos. Blake sabe disso melhor do que ninguém. O amor não tem lógica, e nem sequer é uma escolha nossa. O amor nos escolhe.
- página 132 -

A Susane já conhecida minha, porém os outros livros dela que eu li, achei bobo e os personagens fracos, ou seja não me identifiquei, mas com esse pelo menos o tema me prendeu.

O livro é gostoso e fácil de ler, mas não espere mais que uma leitura agradável porque ele não passa disso. Claro que tem umas partes interessantes como a astrologia e o tarot porém é uma leitura que não deixa marca ou saudade. A autora segue o mesmo ritmo de seus dois livros anteriores: trata de temas importantes com leveza e uma narrativa descontraída e gostosa de acompanhar. Um livro para passar o tempo sem nenhum compromisso.
comentários(0)comente



Saleitura 19/10/2013

E se sua alma gêmea fosse o namorado de sua melhor amiga?
Lani é uma adolescente Linda, alta, magra e dócil. Amante da natureza e acredita que a vida gira em torno do “destino”, ela acredita muito no que a astrologia diz. Ela tem uma melhor amiga chamada Erin. É baixinha, bonita e popular. Mesmo sendo tão amigas elas s totalmente diferentes uma da outra.

Lani poderia sempre com sua melhor amiga Erin como também com Blake. Ele é divertido, muito fofo e poderia até chegar a se sentir atraída por ele, caso ele não fosse gay. Ninguém sabe disso. É um segredo- “jurei que não contaria a ninguém” - e como estão sempre juntos surge até rumores de que estão juntos.

“Ele tinha um bom argumento. Não podemos escolher quem amamos. Blake sabe disso melhor do que ninguém. O amor não tem lógica, e nem sequer é uma escolha nossa. O amor nos escolhe.” página 132

Um dia Erin foi apresentar o seu namorado Jason, para Lani. Ela acreditava que eles eram perfeitos um para o outro. No primeiro encontro Jason e Lani sentiram uma conexão instantânea. Começa uma amizade onde era impossível esconder o grande sentimento que surgia entre eles. A afinidade deles era visivelmente aparente e inegável. Como eles estudavam na mesma escola passaram a se encontrar sempre na hora do almoço. Isso só piorava a situação, pois, eles não conseguiam esconder sua ligação. Lani tentou com todas as suas forças não desejar Jason, mas isso se tornou praticamente impossível. Parecia que tinham nascido um para o outro.

“E se o Desconhecido pode, inesperadamente, mudar nossas vidas para sempre, quanto nós podemos realmente controlar? “

Nas férias de verão Erin foi viajar para um acampamento deixando Lani e Jason sozinhos. O que fazer quando você descobre que o grande amor da sua vida é namorado de sua melhor amiga?
Lani e Erin quando eram pequenas sofreram um acidente de carro. Lani achava que devia sua vida a amiga, pois ela a salvara.

“Como eu poderia fazer isso com ela? Ela salvou a minha vida “

Isso tudo fez somente crescer a amizade que as duas já tinham. Só que quanto mais se afastava de seu grande amor, mais ela sentia que morria por dentro.

O que fazer agora? Como conseguir conciliar o amor com a amizade?

“Um romance único sobre o fascínio do primeiro amor e sobre traição entre melhores amigas.”

A capa é bem sugestiva e aborda o tema do livro. Narrado em primeira pessoa por Lani seguiu como todo livro da autora sendo este dedicado totalmente a astrologia e ao destino. A história não conseguiu me prender totalmente no decorrer da leitura, mas tem pontos que até paramos para refletir. Já tendo lido “Esperando por você” da Susane Colasanti que sempre nos traz temas adolescentes com

Resenhado por Michelle Manhães


site: http://saletadeleitura.blogspot.com.br/2013/10/resenha-do-livro-tipo-destino-de-susane.html
comentários(0)comente



Nita 18/10/2013

E se sua alma gêmea fosse namorado de sua melhor amiga?
Dos livros da Susane Collasanti que eu li, esse ficou em segundo lugar, não foi o melhor, mas está bem longe de ser ruim.
Esse livro como outros da autora tem o gênero romance adolescente. Tenha isso em mente na hora de ler para depois não dizer que tem muitos ‘’mimimi’’ juvenis irritantes rs.

Lani e Erin são as best friends, unidas por um acidente de carro onde Erin salvou a vida de Lani, acidente que transformou as duas em almas inseparáveis.
Ambas as meninas são ligadas nas coisas místicas, viciadas em ler o horóscopo, em estudar leitura de mãos, pedras... E tudo mais que envolva adivinhação. Acreditam no destino, em almas gêmeas, tudo bem adolescente mesmo.

Erin é em minha opinião a mais superficial, adora aparecer, é mais descolada e popular, porém é muito ligada em crianças, adora dar uma de babá e e dar aulas de reforço.
Lani é a garota natureza, do tipo que recicla tudo, coloca as mãos na terra e não é muito popular. Do tipo esquisitona.
Ambas são muito unidas, até que Erin conhece Jason e, de forma totalmente superficial começa um relacionamento com ele.
A questão é que quanto mais tempo Lani passa com o casal, mais coisas em comum ela e Jason descobrem ter. São tantas as coincidências, e as esquisitices em comum, que realmente parecem almas gêmeas, e quanto mais os vemos junto mais pensamos, Erin não tem nada a ver com ele!

Mas como todas as garotas sabem, namorado de amiga é tipo padre.
Porém Erin viaja para um acampamento, e quem ela pede para fazer companhia ao solitário namorado Jason? Lani!
Então começa aquela paquera, ela foge, ele investe... Jason termina com Erin por carta (credoo).
Ambos estão apaixonados. É claro que Lani se sente péssima pela amiga, e quando Erin volta descobrindo tudo é que o livro fica bom! A escola inteira odiando eles, a vingança de Erin.

‘’Não há como Jason estar gostando de mim. E mesmo que estivesse eu não poderia gostar dele também. Que tipo de pessoa faria isso com a melhor amiga?’’

Confesso que antes disso o livro estava me estressando um pouco, apenas porque não fui muito com a cara das personagens. Se fosse na vida real, elas não seriam minhas amigas.
Creio que estou ficando impaciente para os dramas adolescentes (será que estou ficando velha? kk).

Como todos os livros da autora esse foi bem escrito, porém achei pouco envolvente, se você estiver passando por algo parecido, ou se já passou, pode ser melhor estimulado a ler. Acredito que os ‘’teens’’ vão gostar ainda mais por poderem se identificar melhor com o tema e os personagens.

''O amor não tem lógica, nem sequer é uma escolha nossa. O amor nos escolhe.''

Algo que realmente amei foi o personagem Black, melhor amigo de Lani. Black é gay, porém ninguém além dela sabe, não por ele ter vergonha ou medo da opinião das pessoas, mas por seu pai ser um homem de mente fechada e que normalmente o trata muito mal.
Mas Black é um cara muito resolvido, muito maduro, apesar de não ter tantos diálogos os poucos em que aparece valem muito a pena de se apreciar.

‘’- E quanto a todo mundo no colégio?- Um bando de imbecis. Não tenho tempo para ignorância. ’’

Eu adorei a capa, porém esperava um pouco mais do livro, mesmo sendo adolescente vi pouca história nele, achei os personagens meio... chatinhos, tirando Black claro. Poucos dramas além de gostar do namorado da amiga. Sem falar que a amizade delas foi meio chinfrim, afinal Erin detona Lani, sendo que nem gostava muito do Jason, e sem aceitar explicações. Que amizade é essa?

Se for para falar da história como um todo, eu gostei mais do livro ''Bem mais perto'' da autora.

Quando aos detalhes técnicos... Os livros da Novo Conceito são sempre muito bem trabalhados, capas lindas, folhas amareladas, letras de bom tamanho, não temos do que reclamar no quesito diagramação.




Título: Tipo Destino
Autora: Susane Colasanti
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288


site: http://paposobrelivros.blogspot.com.br/2013/09/resenha-tipo-destino-susane-colasanti.html
comentários(0)comente



Fernanda 16/10/2013

RESENHA: TIPO DESTINO.
Lani é uma adolescente vivendo seu penúltimo ano do Ensino Médio, presidente do grupo de meio ambiente da escola, ela sempre foi apresentada aos riscos que o ser humano pode causar a Terra. Lani vive em uma casa ecologicamente correta, junto com seus pais, que partilham do mesmo amor pela natureza, e além de todo o amor pelo eco-sistema, ela sente uma incrível afinidade pela astrologia, acreditando que sua vida é controlada pelo Destino, que é revelado através do horoscopo, o qual ela nunca deixa de ler, acreditando assim, estar preparada para encarar mais uma semana.

O Ensino Médio é um ambiente confuso e hostil para qualquer adolescente, todos divididos em seus grupos, e assim o equilíbrio permanece até o próximo ano, e por sorte Lani, tem Blake e Erin, seus melhores amigos. Blake, com suas energia positiva e seu bom humor, tornou-se o melhor amigo após anos de convivência e momentos compartilhados, mas infelizmente, ele e Erin não se dão muito bem. Ela, que vive em seu próprio mundo, andando com o grupo mais popular do colégio, acha que será assim para sempre, até Lani começar a se afastar do grupo.

O laço que mantém Lani e Erin foi selado após um terrível acidente, ocorrido quando elas eram muito jovens, e desde então Lani deve sua vida, a pessoa que hoje é sua melhor amiga. Totalmente diferentes, isso não as impediu de ter conflito algum, até Erin começar a se envolver com Jason, e ser apresentado a Lani, onde a partir deste momento, o Destino dos dois se cruza de maneira inesperada e um pouco violenta.

Conhecer Jason foi o novo trabalho de Lani, a mando de sua amiga, afim de saber o que namorado pensa sobre ela. Quanto mais eles passavam o tempo juntos, mais Lani percebe o quanto eles tem em comum, e o quão encantador e divertido ele pode ser. Arrumando desculpas para sí mesma que Jason e Erin são a combinação perfeita, Lani começa a ignorar sua fascinação por Jason, e agora o mais importante é não demonstrar a felicidade que ele causa quando está por perto.

Em um conflito pelo qual nunca passou, Lani se vê passando mais tempo com Jason, e em momento algum Erin parecia se importar, como sempre focada no seu mundo, até o dia em que ela anuncia que passara o verão todo fora, e quando Lani percebe, Jason está por perto a todo o momento em que não estão em seus respectivos trabalhos de verão, o que é muito comum entre todos.

Com dois meses pela frente, sentimentos são revelados e ignorados, momentos são vivenciados, e a descoberta de um novo amor está encoberto pelo medo da perda de uma grande amizade. Lani se vê diante de uma grande decisão:
lutar por seus sentimentos, e ficar com a pessoa que fez brotar os melhores sentimentos e sensações em seu coração ou se manter fiel a sua amiga que salvou sua vida diante do perigo?

site: blog-perceps.blogspot.com.br
comentários(0)comente



120 encontrados | exibindo 76 a 91
1 | 2 | 3 | 4 | 6 | 7 | 8