Encanto Mortal

Encanto Mortal Sarah Cross




Resenhas - Encanto Mortal


30 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Eliza 19/05/2020

Tinha TUDO pra ser perfeito
Eu fiquei bem atraída pela promessa do livro, toda a questão do resgate de vários contos de fadas de um jeito mais perigoso, o mistério sobre as maldições...mas não gostei da protagonista. A Mira é muito emocionada gente (rsrsrs) mal chegou na cidade, mal conheceu o cara: "estou perdidamente apaixonada, confio nele com minha vida" muito ingênua e superficial. ?
?
Nenhum dos interesses amorosos da protagonista me convenceu, parece que a autora ficou confusa e não soube desenvolver direito quem era o casal certo. ?
?
Porém, de algum jeito fiquei presa no contexto da narrativa, queria saber qual era a maldição da Mira e dos irmãos, qual era esse segredo deles que ninguém podia saber. Fiquei surpresa e até um pouco arrepiada com a cena da descoberta, porque não lembrava desse conto de fadas dos irmãos em particular. ?
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Isa Books 30/03/2019

Um encanto nada mortal
Releituras de contos de fadas geralmente não me agradam, é raro algum me conquistar, e infelizmente não foi o caso aqui. Estou tentando lembrar como e porquê coloquei Encanto Mortal na minha lista de leitura pois a primeira vista não é um livro que me chame a atenção, mas depois que comecei a ler... acreditam que não conseguia parar de ler?

Embora tenha dezenas de pontos negativos, a trama é fluída e prende nossa atenção desde o princípio por apresentar um mistério que vai se sustentando ao longo da narrativa, só que é lamentável o quanto é mal desenvolvido.
Esse é um dos casos em que a autora estava com a faca e o queijo na mão com um enredo até mesmo original mas... não soube o que fazer com isso.
A personagem central - Mira - é chatinha pra cacete, (tadinha né? Culpa da autora), julga-se esperta mas é uma bela otária que só se mete em encrenca. Pelos deuses!
Já os irmãos Valentine... ui ui ui!!! Ai gente, Felix é um boy magia sedução que me deixava com as pernas bambas, já o Blue... achava ele engraçado mas... não rolou uma química, ele poderia ter sido melhor desenvolvido no entanto não desabrochou (como tudo aqui).

Ao meu ver o que faltou na obra foi uma construção elaborada, tem-se uma temática peculiar que daria super certo se tivesse sido melhor desenvolvido mas flopou, o que é uma pena. Não considerei um desperdício de tempo mas fiquei chateada por me deparar com uma obra que poderia ser bem promissora no entanto pecou mortalmente pela falta de construção e péssimo aproveitamento de personagens.
comentários(0)comente



Anna.Lirim 18/08/2018

O livro começa com Mira planejando fugir de casa para conhecer sua cidade natal, o lugar não só onde ela nasceu, mas onde seus pais morreram e para onde as madrinhas que a criaram a proibiram de ir.

Em seguida, conhecemos Beau Rivage, uma cidade com múltiplas referências a contos de fadas. Uma boa parte de seus habitantes é amaldiçoada a cumprir um determinado papel em um determinado conto antigo. A maior parte dos amaldiçoados, obviamente, não gosta de ter um destino traçado e não ter como fugir dele.

No começo da história, eu fiquei um pouco perdida com os personagens. Teve um momento em que vários foram apresentados muito perto um do outro, e eu, que já não tenho das melhores memórias para nomes, demorei um tanto para me situar.

Sarah Cross, a autora, faz uma mistura não só de diversos contos, como de diferentes versões do mesmo conto (essa parte eu achei bem legal, foi a primeira releitura que eu vi isso acontecer).

Os personagens foram bem caracterizados, o que também é bem legal. Dá pra realmente ver uma personalidade diferente para cada um deles, e não aquela coisa: personagem principal + bolo homogêneo de secundários. Minha personagem preferida foi Layla, que apareceu pouco e faz parte de um dos contos que mais gosto (sem spoilers!). Eu quase torço para a história dela não ser escrita, porque realmente fiquei com dó da maldição dela.

Já a Mira me irritava um pouco. Ok, bastante. A idade dela (15 anos) talvez explique um pouco a impetuosidade e a imprudência, mas eu queria dar umas boas chacoalhadas nela com frequência. O comportamento dela em relação a um determinado personagem para mim só daria para explicar por um feitiço, e não foi isso o que a autora deu a entender que aconteceu.

No geral, a trama foi super bem construída, mas teve uma falha que me incomodou muito: difícil justificar o tempo que as madrinhas de Mira demoram a descobrir que ela fugiu de casa e para onde foi.

Os personagens foram bem caracterizados, o que também é bem legal. Dá pra realmente ver uma personalidade diferente para cada um deles, e não aquela coisa: personagem principal + bolo homogêneo de secundários. Minha personagem preferida foi Layla, que apareceu pouco e faz parte de um dos contos que mais gosto (sem spoilers!). Eu quase torço para a história dela não ser escrita, porque realmente fiquei com dó da maldição dela.

Já a Mira me irritava um pouco. Ok, bastante. A idade dela (15 anos) talvez explique um pouco a impetuosidade e a imprudência, mas eu queria dar umas boas chacoalhadas nela com frequência. O comportamento dela em relação a um determinado personagem para mim só daria para explicar por um feitiço, e não foi isso o que a autora deu a entender que aconteceu.

No geral, a trama foi super bem construída, mas teve uma falha que me incomodou muito: difícil justificar o tempo que as madrinhas de Mira demoram a descobrir que ela fugiu de casa e para onde foi.

Por fim, as versões creepy antigas são as que predominam no enredo, então temos vários diálogos, hum, baixos e algumas cenas respeitavelmente pesadas. Confesso que fui pulando alguns pedaços. Provavelmente tem quem me chamaria de conservadora (sou mesmo), mas eu não indicaria esse livro para uma prima de uns 14 anos.

P.S. Para ver essa resenha com informações sobre mais histórias em Beau Rivage, mais imagens e links clicáveis, não deixe de ver a versão no blog.

site: http://www.escrevendoasas.com/2018/08/resenha-encanto-mortal.html
comentários(0)comente



Tiça 23/09/2017

Encanto Mortal – Sarah Cross
"Este é o livro perfeito para quem gosta de contos de fada. Sarah Cross conseguiu fazer uma história nova se baseando um pouco nas já conhecidas animações da Disney e bastante dos contos originais onde, caso não saiba, às vezes o final não é tão feliz. Temos Mira que perdeu seus pais muito nova, foge de suas madrinhas que a criaram, para descobrir, na cidade que nasceu, que é amaldiçoada, mas vai lutar contra seu destino e ser dona da sua própria vida e de seu coração. A história é uma corda bamba de emoções onde alguns momentos são felizes, outros tristes, outros sombrios e a autora conseguiu encaixar bem esses momentos. As partes sombrias foram minhas preferidos, onde mostraram que o pós final feliz de alguns contos podem não ser tão felizes e sim doentios."

O resto da resenha você pode conferir no blog!

site: https://unicornioespacial.com/2017/03/13/encanto-mortal-sarah-cross/
comentários(0)comente



Formolo 04/01/2017

Capa Maravilhosa... conteúdo nem tanto!!!
Para quem gosta de um conto de fadas, um triângulo amoroso e, uma protagonista ingênua, (até demais) esse livro é perfeito.

A ideia de um conto de fadas, com um toque sombrio, onde existem personagens fortes, alguns sem esperanças e, outros sonhadores, me encheram de expectativas... Afinal eu amo um drama.
E isso a autora está de parabéns.

Porém, o livro não nos dá oportunidade para conhecer o final dos outros personagens. O que na minha opinião, foi decepcionante, pois eu ainda estou me perguntando:
- O que aconteceu com Felix???? Que final ganhou o nosso Romântico sedutor?
- E Freddie? O príncipe perfeito encontrou sua bela adormecida???

Enfim, há outros personagens que ficaram no "vácuo" e acontecimentos em aberto... Não sei se é o caso desse livro, mas espero que realmente tenha uma continuação, apesar de um final estranho!!!
comentários(0)comente



Pry Weslley 01/11/2016

Um conto de fradas nada convencional
Encanto mortal é o tipo de livro que te conquista aos poucos, e que te faz ficar em duvidas sobre os personagens e te convence que um vilão muitas vezes não é vilão.
Mirabelle foi criada dês dos seus quarto meses de idade por duas mulheres, onde elas dizia que os seus pais supostamente morreram em um acidente. Porém ambas não davam detalhes sobre o acidente dos pais da garota, e a privava de muitas coisas como ter um celular , mexer com tesouras, agulhas e talls...
Quando faltava 1 semana pra Mira completar 17 anos, ela decide ir até o local do suposto acidente. Chegando la na cidade Beau Rivage ela conhece Blue, um garoto irritante, chato e que faz de tudo pra afastar a garota.Mais tarde ela conhece Felix que é o oposto de Blue seu irmão.
Felix tenta Mira na procura dos seus pais... Porém, Mira não sabe é que todos naquela cidade, os novos amigos e até mesmo os irmãos são amaldiçoados inclusive ela.
O Problema é? como quebrar a maldição? e seus pais porque morreram?


Opinião:

Bom eu sou o tipo de pessoa que ama um livro de aventura e romances. Eu não sabia o que esperar desse livro.Eu não sabia se era romance ou aventura... simplesmente olhei pra capa e amei, a escolha foi certeira.
O livro é um conto de fadas, mas Sara nos mostra o lado macabro dos contos... para se ter finais felizes tem que lutar por ele, e muitas vezes para se obter, coisas sombrias acontecem.

Eu gostei muito da historia, me senti envolvida com os personagens e com a ligação entre eles. A unica coisa que achei é que a autoria não explicou bem o acontecido com os pais da garota. E alguns personagens desapareceram do nada. senti que em alguns momentos a autora enrolava pra contar as historias dos personagens, e em outros os acontecimentos simplesmente voaram...

O triangulo amoroso na minha opinião foi desnecessário. VocÊ fica naquela pra quem eu torço? ela merece quem?
Mas que na verdade os dois merecem ser felizes apesar da maldição ... achei que os personagens secundários não tiveram finais ...

Creio que esse livro é único sem continuação, se for muitas coisas ficaram no ar sem explicação e eu gostaria de saber Porqueeeeeeeee!!!!!?


minha nota: 4,5

eu recomendo pra aqueles que gostam de contos de fadas adaptados
comentários(0)comente



DESATIVADO 04/08/2016

Dúvida
Não sei o que pensar sobre esse livro. É o primeiro livro que não sei definir se gostei ou não. Quando estava lendo do começo até a metade do livro foi tedioso, mas dá metade p final que se descobre e desvenda todo o mistério começa a ficar empolgante e meio sombrio kkkkkkk. Não gostei da protagonista nem dos demais personagens. Gostei da ideia da autora em como ela transformou o conto de fadas num. Novo universo, até foi td bem planejado, porém o romance ficou meio "Blagh!" nunca vi uma protagonista tão inocente e indecisa e principalmente influenciável. Fora que o livro não explica pq exatamente as pessoas da cidade são almadiçoadas. Confuso, assim como estou confusa em decidir se é ou não bom. Sei q gostei da experiência de ter lido é tipo aquela história que aumenta um pouco mais nossa imaginação. Recomendo p quem gosta d se arriscar em um livro diferente.
comentários(0)comente



Namorando Livros 19/05/2016

Romance baseado nos contos de fadas mas que não tem nada de lindo e fofo como na Disney.
Achei o livro muito interessante tem romance,mistério e dramas. Adorei a historia e como os personagens lidam com o fardo de fazerem parte de contos de fadas e te terem o destino já traçados,porque não importa o que tentem fazer o destino sempre os levam de volta ao caminho que predestinado,acho super legal que enquanto alguns personagens se conformam com seus destinos já escrito enquanto outros tentam ser contra ou driblar ao máximo suas maldições . Nunca fui fã dos contos de fadas que liamos nas escolas ou que víamos na TV,mas gostava dos verdadeiros contos sobre a verdade oculta que a Disney nunca mostrou em seus filmes,mas pós esse livro eu percebi o quanto um conto de fada pode ser terrível e assustador.Enfim,achei muito interessante o livro e diferente dos contos de fadas não é uma bela historia de amor e não tem feliz para sempre.

site: http://namorandolivros.com.br
comentários(0)comente



I Love It Group 29/02/2016

Resenha de Quico Cordas
O livro conta a história de Mira, uma menina que perdeu os pais e mora com suas duas madrinhas. Próximo de fazer dezesseis anos, ela decide fugir de casa e ir até sua cidade natal, Beau Rivage, para conhecer mais sobre a história de seus pais e visitar seus túmulos, uma vez que morreram quando ela ainda era uma criança. Ao chegar na cidade, nota que as pessoas são diferentes de uma população normal e que existem segredos em todos os habitantes dessa cidade. Se sente perdida, pois na última vez que tinha estado lá, ainda era muito pequena. Então, ela conhece Felix - um garoto charmoso e muito atencioso com ela - e seu irmão Blue que é totalmente o oposto. Logo, acaba se sentindo atraída pelos dois, mas ambos escondem um grande segredo, o que a aflige, por não saber do que se trata, já que é tão grave.

“Ainda tem muita coisa que eu não sei – disse ela – Por exemplo...
– Por exemplo... eu não sei a verdade sobre você – continuou Mira. – Nem sobre Blue. Quais são as maldições de vocês. Todo o resto do pessoal parece saber, mas ninguém quer me contar.
(...)
– Não posso contar. Faz parte da maldição: não posso revelar qual é.“

Com o passar da narrativa, Mira vai descobrindo coisas de seu passado e percebe que nada no mundo era como ela imaginava. Ela tem um papel e um destino a aceitar, só que não quer a verdade e faz de tudo para ter o controle total de sua vida. Ela perceberá que nem tudo na vida é como nos contos de fadas, onde sempre há um “felizes para sempre”.

Esse livro é bastante inovador e perfeito para os fãs dos contos de fadas. A história é uma mistura da vida real com os clássicos contos de fadas, como se fosse uma releitura mais moderna dessas fábulas. Além de ter uma capa linda e atraente, magias, segredos, revelações, maldições, amor, características desse livro escrito pela autora Sarah Cross. Indico para todos os amantes de um bom romance com suspense e um pouco de comédia.

site: https://www.iloveitgroup.com/resenhas/encanto-mortal-sarah-cross
comentários(0)comente



Livros e Citações 28/01/2016

Não consigo achar nenhum ponto negativo
Autor: Sarah Cross
Editora: Verus
Páginas: 324
Classificação: 4/5 estrelas

http://www.livrosecitacoes.com/?p=129765

Admito que o que me chamou atenção nesse livro foi o seu título: Encanto Mortal (Kill Me Softly, no original). Apesar de ter uma capa linda e uma sinopse louca, para dizer a verdade, eu não esperava muito dele. Achava que mais um livro seguindo uma história sem pé nem cabeça. No entanto, tudo que eu pensava sobre esse livro antes se mostrou um equívoco, pois, eu poderia dar qualquer definição para ele por meio de uma palavra, e clichê, seria a única não apropriada.

"Parece que… o amor destrói você. Como se isso é tudo o que o amor faz."

O livro segue a história de Mira, prestes a fazer dezesseis anos quando decide decide fugir da casa de suas madrinhas e procurar pelo túmulo de seus pais – que morreram quando ela era apenas uma criança.

Nessa viagem, ela conhece Blue e Felix, dois irmãos que acabam se apaixonando por ela. Mira começa a perceber que nessa cidade todos são diferentes e que há algo de errado com os irmãos que conheceu… E então ela descobre que todos que tem a marca são amaldiçoados, pois, são os personagens dos contos de fadas que ela conhecia desde pequena. O que ela não sabia era que ela também é amaldiçoada e, de acordo com sua personagem, o seu destino não é algo que ela diria ser muito promissor.

"Ele dizia seu nome como se dissesse eu amo você."

Sem medo de ser feliz, Sarah Cross inova e nos traz o mundo obscuro dos contos de fadas. Encanto Mortal me lembrou bastante uma série do canal americano ABC, Once Upon a Time. Com personagens cativantes e uma trama de tirar o fôlego, essa obra superou minhas expectativas.

Neste livro conseguimos ter de tudo: diversão, suspense e romance. Tento, mas não consigo achar nenhum ponto negativo no mesmo. Eu indico para todos que amam a modernização dos velhos contos de fadas que costumávamos gostar quando éramos crianças.

"Uma vez que você disse a verdade a alguém, essa pessoa tem um pedaço de você e eles podem depreciar e destruir isso. Eles podem transformar a sua confissão em uma ferida nunca curada."

Resenha por: Gabriela


site: http://www.livrosecitacoes.com/
Naty 28/01/2016minha estante
Parece muito bom. Já tive vontade de ler esse livro, mas desisti. Pelo jeito, fiz mal negócio.


Livros e Citações 28/01/2016minha estante
Eu gostei bastante. Caso você goste desse gênero, leia ele sim.




May 08/09/2015

Um releitura curiosa
Contos de fadas e mitologia são temas que me atraem bastante, então topei de cara ler esse livro quando me indicaram.
Ele nos é apresentado numa pegada de Irmãos Grimm misturado com o seriado Once Upon a Time, sendo um “conto de fadas modernizado”, com uma narrativa leve e gostosa de acompanhar e sua história é repleta de mistérios e tem um toque sombrio bem sutil.

A obra conta a história de Mira, uma garota que mora com suas madrinhas desde pequena porque seus pais morreram num trágico acidente em seu batizado. Ela tem muita vontade de voltar à sua cidade natal, Beau Rivage, para visitar o túmulo dos pais e conhecer a cidade, mas suas madrinhas não deixam e sempre inventam alguma desculpa como justificativa… Cansada disso, Mira resolve fugir de casa às vésperas de seu aniversário de 16 anos para ir até lá.

Chegando lá ela conhece Blue, um garoto completamente mal educado, e seu irmão Felix que, ao contrário de Blue, é o cara mais educado que eu já vi na vida – um verdadeiro gentleman rsrs –. Felix oferece a ela todo o apoio que ela precisa, enquanto Blue tenta afastá-la de lá a todo custo… Irritada com a atitude de Blue e sem compreender a razão de ser tão mal tratada, ela “aposta todas as suas fichas” em Felix e aceita toda a sua ajuda e cavalheirismo de bom grato.

Até aí parece só mais uma história com mais um triangulo amoroso clichê, certo? Pois bem, não é bem assim…

site: https://coelhodalua.wordpress.com/2015/07/31/resenha-encanto-mortal/
comentários(0)comente



Lala 04/09/2015

Não tão clichê assim!
Mirabelle Lively vive com suas duas madrinhas, Elza e Bliss, desde que se conhece por gente pois seus pais morreram em sua festa de batizado.
Suas madrinhas são muito "corujas" e a impede de voltar a sua cidade natal, Beau Rivage, para visitar o túmulo de seus pais. Por isso, perto de completar 16 anos, resolve criar uma mentira e foge para esta misteriosa cidade.
Mira descobrirá que a maioria da população possui uma marca parecida com a sua e o que tudo isso significa, principalmente, que os contos de fadas não são ligados diretamente com finais felizes.
Se vocês pensam que será um clichê, estão enganados. A Branca de Neve faz de tudo para não ser a mais bonita e a Bela não quer salvar a Fera. A loja tão famosa que conhecemos, Victoria's Secret, na realidade é Cinderella's Secret!
Amei como a autora recriou os contos, de como os personagens possuem sua característica de conto de fada mas, ao mesmo tempo, possuem a sua própria.
O ponto negativo é que há partes no livro que explicam o passado como se fosse um livro de contos, só para o leitor, fazendo com que a protagonista não tenha conhecimento. Para mim, ela poderia ter descoberto por conta própria estes passados misteriosos.
O final me surpreendeu muito só que deixou um fio solto que não posso comentar pois é spoiler kkkk
Espero que tenha uma continuação! =D
comentários(0)comente



30 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2