Take a Chance

Take a Chance Abbi Glines




Resenhas - Take a Chance


12 encontrados | exibindo 1 a 12


Dani 28/06/2017

Leitura cansativa....
Olha... que leitura cansativa...
Não consegui amar esse livro... o romance também não embala e é difícil terminar de ler.
Não é horroroso, mas eu esperava que fosse um pouco diferente.
Não sei se quero continuar com o próximo livro, sinceramente, estou um pouco curiosa, mas não sei se vale o esforço...rs.

Não acho Harlow e Grant um casal daqueles que dá gostooooo...rs.. mas enfim.
Deixo aqui duas estrelas, não vale mais que isso.
comentários(0)comente



Thais 20/07/2016

Esperava mais do Grant, mais é bom também!
Finalmente a tão esperada história de Grant!!! Estava ansiosa por esse livro.
Por estar tão ansiosa, criei grandes expectativas e me decepcionei um pouco. Mas o Livro trás algumas surpresas...

Para quem não lembra, o Grant é o irmão de consideração do Rush, pois sua mãe foi casada com o pai de Rush por um período e mesmo quando o casal de separou os rapazes já haviam criado um vínculo de irmãos.

Grant passou por um período em que ele achou que ele estava apaixonado pela Nan, mais ele finalmente enxergou que ela era malvada e egoísta que só o usava quando precisava.

Desde que conheceu Harlow (a meia irmã de Nan), Grant não conhece tirar a doce menina da cabeça e faz de tudo para conseguir alguma interação com ela. Mas a relação entre os dois é complicada, pois Nan nunca deixa de ser uma pedra no caminho dos dois.

Harlow é tímida e reservada e nunca ninguém se interessou por ela até Grant chegar e abalar sua vida.

Seu mundo gira em torno de seus livros e ela é a filha mais querida de Kiro, o que faz Nan tornar a vida da garota em um inferno.

Esse livro me surpreendeu, pois há acontecimentos que simplesmente nem passaram pela minha mente enquanto eu lia, mas confesso que o final me frustrou um pouco, porque eu espera mais atitude de “certos personagens!”. Por isso, já vou agora mesmo começar a ler o próximo livro (One More Chance/Mais uma Chance) e ver como tudo irá se resolver.

site: http://docevicioliterario.com.br/
comentários(0)comente



LuizaSH 24/10/2015

Gostei do Grant nos outros livros, neste gostei do Mase (já sei que ele tem sua história contada em outros dois e já quero ler!), gostei de conhecer a Harlow, me identifiquei em alguns aspectos com seu jeito de ser. Mas a história, sei lá, eu gostei, mas não empolguei. Reviravolta total na vida da Harlow, segredo guardado a 7 chaves pelo Kiro e que o Dean tipo "joga" na cara da pobre, nessa parte chorei legal.
No início do livro Grant me irritou demais, ele faz o que faz com a Harlow e depois volta a se envolver com a Nan, e aquela cena das mulheres do bar, ARGH! Não vem querer me convencer que luto e bebida causaram isso ou aquilo, porque não cola! Inseguranças todo mundo tem, às vezes é chato de lidar mesmo, mas não aceitei o comportamento dele no início. Fosse comigo, precisaria mais que carinha linda e conversa manjada. Pareceu que mais pro fim ele foi mostrando esse algo a mais, resta saber o que ele vai fazer no segundo livro, espero que vire homem mesmo, hehehe
E a Harlow hein? Toda reclusa, mas é só começar essa relação com o Grant que ela parece que se transforma, sua safadinha! kkkkk. Fiquei meio de cara com o fato de que ela não contava aquele segredo nunca. Entendi que a história se arrastou pra ter uma sequência no livro seguinte, mas sei lá, achei meio desleal da parte dela. Saquei que ela ainda desconfiava do Grant, mas vem cá: pra dar feito uma louca a confiança tava sempre lá né? Ah não sei, achei ela dúbia nesse sentido. Sem falar que o Grant confessou a ela que ele tinha medo de se entregar a um sentimento e depois a pessoa sair da vida dele. Verei como essa coisa toda se desdobra no próximo livro.
Uma questão que vem me deixando meio assim com os livros que li dessa autora até agora é que eu acho que ela perde a mão nas cenas de sexo. Acho exageradas, demais, muitas. Às vezes mesmo com um palavreado meio chulo. Sei que é linguagem coloquial, jovem, quem sou eu pra dizer algo sendo que vivo falando palavrão, kkkk, mas não sei, fico pensando "aaaff já chega!" Não consigo entender de onde vem o amor entre os personagens se eles parecem nunca sentar, conversar. Podem nem chegar perto um do outro que já se agarram feito loucos. Nem parece livro de romance, parece mais pornografia pura. É o ponto onde eu sinto falta dos romances de época que tanto adoro, lá tem um espaço à imaginação, hehehe
comentários(0)comente



Danielle 02/06/2015

Gostei muito desse livro, devorei ele em uma noite, muto bom para se ler
comentários(0)comente



Mari 24/11/2014

Porque????
Assim que fui apresentada a Harlow nos livros anteriores confesso que fiquei ansiosa para ler a história dela. Quando foi dada a notícia que tal história teria como parceiro Grant fiquei ainda mais feliz.

Harlow era a "menina perfeita", linda, meiga, educada, frágil... e Grant o rapaz quase perfeito, lindo, financeiramente estável, educado, amigo, com apenas alguns problemas emocionais para resolver.

A história entre eles tinha tudo para ser como eles eram, perfeita! Mas não foi.

Não porque a autora nos apresentou conflitos, muito pelo contrário, isso era até mesmo necessário para não ficar monótono. Mas porque mesmo com os conflitos ainda ficou monótono.

O relacionamento deles parecia se basear em apenas uma coisa, atração física. Sim, Grant via o quão maravilhosa Harlow era e por várias vezes isso foi evidenciado no livro. Sim, Harlow também evidenciava no livro estar apaixonada por ele e ele ser uma pessoa de bom coração... mas sempre que estavam juntos o foco todo era no corpo, no físico, e não na tentativa de conhecerem um pouco mais um do outro.

O final dele que puxa a continuação também não foi emocionante como acredito que a autora tenha tido a intenção de fazer. Foi interessante e até relativamente inesperado, mas foi apresentando num estalar de dedos em meio ao mar de calmaria anterior e o resultado foi mais ou menos "Hã... ok então."

Só resta agora torcer para que a continuação seja melhor e esses dois recebam a história que realmente merecem.
comentários(0)comente



Lori 14/09/2014

Não era o que eu esperava...

Abbi Glines sempre teve o poder de escrever enredos insanamente viciantes. Ela me conquistou com a sua série Rosemary Beach e eu estava empolgada para ler Take a Chance. Contudo, este livro não conseguiu me tocar da mesma forma que seus precursores.

Esta é a estória de Grant e Harlow. E, apesar de ser uma narrativa que teoricamente pode ser lida de forma autônoma, eu altamente recomendo a leitura prévia de todos os outros livros da série, eis que o romance entre eles foi sendo construído aos poucos no curso das narrativas de Rush e Woods.

Grant é extrovertido, sociável e mulherengo. E, Harlow... não podia ser mais diferente! Ela é clama, introvertida e reservada. Harlow prefere passar suas noites agarrada à um bom livro do que nos braços de um bom homem... Bom, até Grant invadir a sua vida.

Grant não quer saber de um relacionamento sério. Seu negócio são casos de uma noite. E, er... uma espécie de amizade colorida com a Nan, da qual eu decididamente não consegui entender. Porque, cá entre nós, quem em sã consciência iria gostar da Nan? Grant precisa se sentir necessário, precisa sentir-se como um herói. E, a Nan é a donzela (ou melhor a bruxa) em apuros que precisa ser salva... o tempo todo.

A principio Grant realmente acreditava sentir algo por Nan... Isto até ela mostrar mais uma vez as suas garras e ele se deparar com uma linda morena de tirar o folêgo. Contudo, Harlow não quer saber de Grant. Ela toma conhecimento da sua conexão com Nan e decide que ele simplesmente não vale a pena a estilo diga-me com quem andas que eu te direi quem és. Halow acredita piamente que nenhuma pessoa decente teria, por vontade própria, qualquer tipo de afinidade com Nan.

O problema é que Halow logo percebe que Grant é extremamente difícil de se resistir, mesmo como seu passado com Nan, passado este que a toda hora volta para assombra-lo. Grant e Harlow possuem um conexão ímpar. Mas, tudo muda com a morte súbita de seu amigo Jace, que faz com que Grant veja o quão frágil a vida pode ser... E isto o deixa com muito medo. Medo de se apaixonar e vir a perder a pessoa amada. Medo de nunca mais conseguir se recuperar de um amor verdadeiro.

Grant sabe que Harlow é especial, que seu coração está em grande perigo. Que ela pode vir a ser aquela que o fará se entregar por completo. Então, o que ele faz? Ele deixa o medo consumi-lo. Controlá-lo. E, assim acaba cometendo erros por puro desespero. Erros, ao meu ver, imperdoáveis. Ele simplesmente consegue arruinar a sua grande chance de ter algo real, pela primeira vez na vida.

Quando Grant compreende o seu erro, ele faz de tudo para ter uma chance de recuperar aquilo que poderia ter sido a melhor coisa que já aconteceu com ele. Mas, Harlow também tem um segredo. Um segredo que ela guarda a sete chaves. Um segredo que também pode colocar tudo a perder.

Vou parar por aqui para não estragar o suspende. Mas, o que eu posso dizer é que eu realmente não sei como eu me sinto com relação à este enredo. Eu adorei a maioria dos livros desta série, mas aqui as coisas ficam um pouco complicadas demais para o meu gosto... Mesmo Harlow tendo perdoado os erros de Grant, eu não tenho certeza se eu fui capaz de fazer o mesmo... Eu realmente espero que a sequencia o redima, porque não há nada pior que ler um livro sem conseguir torcer pelo herói. Mas, já lhe digo logo, Grant vai ter que suar a camisa para restaurar a minha confiança.

Então, o que esperar de Take a chance? Pode esperar muita angustia, muitos suspiros e muita emoção. Mas, eu não sei se ele irá agradar à todos...

site: www.naminhaprateleira.com.br
comentários(0)comente



Bianca Xavier 08/08/2014

Rosemary Beach #6
Olá galera! A resenha de hoje é do livro Take a Chance, da série Rosemary Beach, esse é o livro do Grant e da Harlow.

Quando li a série Too far, teve aqueles momentos entre o Grant e a Harlow, onde eu fiquei eufórica pensando em como esse casal seria bom. Mas...

Harlow é o tipo de garota que está esperando o homem certo pra ela. Vive trancada em seu quarto lendo seus livros, e se escondendo da irmã. A irmã dela é a Nan, então está ai um bom motivo pra ela querer se esconder no quarto.. mas mesmo assim, acho que ela tinha tudo pra ser uma personagem forte, mas me decepcionei com ela nesse aspecto dela se mostrar muito fraca.

Já o Grant, todo mundo está familiarizado com ele, certo? O bad boy que eu costumo chamar de louco porque ele ficava com a Nan. Não caí de amores pelo Grant desde o primeiro livro em que ele apareceu, mas ele melhor em Too Far, a Abbi mudou a personalidade dele, o que pra mim, foi um ponto negativo.

A relação deles é complicada. A Nan sempre ta no meio, oque me irritou bastante, mas mesmo assim, acho que a Harlow podia ser um pouco mais confiante e Grant deixar de ser trouxa.

O final foi chocante, porque descobrimos, acho que posso dizer assim, um segredo sobre a Harlow, o que me deixou bem ansiosa pelo próximo livro. Espero que a Harlow tenha um pouco mais de "cor", cresça e apareça. E que o Grant mude também.
Enfim, comparado ao livro do Woods, esse foi bem fraquinho, esperava mais.


site: http://umlivronaestante.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Fernanda 10/07/2014minha estante
Camila, meu Deus, você tirou as palavras da minha boca, quer dizer, mais ou menos, porque acho que não me expressaria tão bem quanto você! hehe Mas por todas as resenhas que eu passo o Grant é 'lindo, maravilhoso, sexy, perfeito, selo friboi de qualidade', e daí eu fico 'como assiiiiim'?! Todo mundo leu o mesmo livro gente? Ele faz uma palhaçada com ela após tirar a sua virgindade, depois ele age como uma criança mimada cujo brinquedo que ele nem gostava foi doado e ele decidiu que queria de volta, continua feito uma criança, trai, a culpa é dele e não da bebida, e o perdão dela é surreal demais, talvez isso seja resultado dela ter sido protegida demais, mas ainda assim leva tempo. Acredito que a autora poderia ter explorado muito mais o texto, os ebooks dela são caros e nós temos direito a algo mais bem elaborado e profundo, quem sabe dessa forma eu teria terminado o livro entendendo mais sobre as atitudes do casal. Eu estava tendo dificuldade para resumir toda a minha indignação com o Grant em uma palavra, mas você o fez: integridade, tá faltando isso para essa personagem :/


Camila Alves 10/07/2014minha estante
Sim, Fernanda!
São poucos os livros cuja realidade correspondem aos fatos da vida mesmo. E as vezes eu me sinto ofendida como mulher... como assim caindo na fala mansa rápido assim se fazer ele lutar e perseguir. E porque esconde a sua doença. Eu também tenho problemas no coração e outras pessoas tem e não tem vergonha disso. No primeiro livro da série Grant me conquistou com a sua postura justa com Blaire e jamais esperava que a autora iria transformá-lo em uma trapaceiro 5 livros depois. Abbi é uma autora espetacular, mas ela errou a mão nesse livro, pois Grant sim ficou parecendo um babaca sem integridade, se ela tivesse estendido mais mostrando sua família poderia ser que o redimisse... ficou falso, um conto de fadas sem graça.


Fernanda 10/07/2014minha estante
Com certeza, fica um final sem graça mesmo, não satisfaz o leitor, me sinto ofendida também, eu acredito que sendo uma grande autora, ela procura deixar as suas personagens mais humanas porque todos nós erramos, o problema é que ela erra na hora da redenção dessas personagens, não é a primeira vez que eu vejo esse padrão nos livros dela, nós enquanto fãs só podemos torcer para que ela cresça nesse âmbito e desenvolva mais a sua escrita para nos presentear com estórias melhores :D Ai eu adoro o skoob e poder vir desabafar com os leitores porque eu não tenho amigos leitores ao meu redor :D bjs


Camila Alves 10/07/2014minha estante
Exato, eu amo a disponibilidade de autora em escrever vários livros ao ano, mas as vezes sinto que ela não dá devida atenção aos livros. E é visível as lacunas em cada lançamento atual dela...Esse livro foi uma decepção porque esperava demais por ele. Eu na vida cotidiana também não tenho ninguém que leia romances... geralmente o mundo acadêmico é cruel com a leitura casual. Por isso sempre que um livro atrai a minha atenção eu tenho que escrever a minha opinião. É como coceira. =D




Albertini 31/03/2014

Grant e Harlow
Quando o pai roqueiro de Harlow Manning vai para a turnê, ele a envia para Rosemary Beach, Florida, para viver com sua sua meia-irmã, Nan. O problema: Nan a despreza. Harlow tem que manter a calma se quiser aguentar os próximos nove meses, que parece ser bastante fácil. Até que o lindo Grant Carter sai do quarto de Nan sem nada, além de sua cueca boxer. Grant cometeu um grande erro ao se envolver com uma garota com veneno em suas veias. Ele já conhecia a reputação de Nan, mas ainda assim ele não podia resistir a ela. Nada o faz se arrepender de sua "aventura" mais do que conhecer Harlow, que deixa seu pulso acelerado. No entanto, Harlow não quer ter nada a ver com um cara que poderia se apaixonar por sua perversa meia-irmã, mesmo que não haja nada sério entre Grant e Nan. Grant está desesperado para se redimir aos olhos de Harlow, mas será que ele arruinou suas chances com ela antes mesmo de conhecê-la?
comentários(0)comente



Fé&Amor 24/03/2014

Esperava mais
Como a série do Too Far temos uma mocinha que nao acredita no próprio potencial e acaba chamando a atençao 1 vista do bad boy do Grant.
O Grant tinha um relacionamento mola com a Nan de idas e voltas;até aí tudo bem.

Quando li sobre a Harlow e o Grant na série too far fiquei super empolgada e pensei que finalmente alguém ia colocar o Grant no seu devido lugar e tals,mass...
A Harlow que tem medo de tudo e todos e vive escondida do mundo e nunca quis ninguém;é praticamente uma lady do século 15 presa no sec 21;se deixa cair no papo furado do Grant.Acredito que ela se deixou cair muito facilmente na conversa dele e por isso dela nao confiar nele plenamente durante todo o livro.

A Harlow é muito fraquinha e em nome de Deus pq ela se esconde da irmã dela???Okay que a Nan é o cão,mas ela devia encarar de frente ou pelo se impor um pouco mais;e não ser uma ratinha se escondendo na PRÓPRIA CASA.
O Grant super protege a Harlow.

O relacionamento que eles tem pra mim é muito surreal,é como se falar ou tocar outras pessoas fosse errado e a possessividade se algo lindo e romantico ser totalmente positivo. Não gosto de romance assim;espero literalmente que a Harlow cresça no próximo livro senao desisto.
25/03/2014minha estante
Passei de pouco mais da metade e concordo com todos os pontos que você apontou. A Harlow é simplesmente " molenga" demais, e essa coisa que todas as mocinhas se acham impossíveis de atrair um homem me irrita profundamente.
Todas são sempre, inocentes, doces e virginais!!! Quero ver o que a Abbi vai escrever quando for a vez da Nan


Fé&Amor 25/03/2014minha estante
Ufa ainda bem que alguém concorda comigo. E Abbi vai escrever sobre a Nan???Confesso que torcia pela Nan e o Grant,mass vamos ver. :)


Cris 25/03/2014minha estante
Achei ela fraca, mas se você parar pra pensar pelo lado dela, a vida dela, até dá pra entender. Só que quando vi esses dois no outro livro fiquei doida pra ler a história deles e pensando "aaahh vai ser demais!". Tinha tudo pra dar certo, só que ficou meio...forçado? O que deu nesse homem!?! O cara, a garota...sei lá, algo não bateu. E essa dela não confiar nele nunca e fica nisso o livro todo é um porre, mas pelo geral gostei. Só espero que as coisas cresçam no próximo livro pra esses dois, que tomem um rumo menos novela mexicana...sei lá..


Fé&Amor 25/03/2014minha estante
Chris eu até consigo entender,mas a autota faz parecer que a Harlow é uma porcelana,frágil e muito inho demais pro meu gosto.Realmente ficou MUITOOO forçado.Também espero melhoras no próximo livro.
: )


25/03/2014minha estante
Dinha, creio que com certeza ela escreverá algo pra Nan, porque a Abbi não veio pro mundo a passeio. Tu acha que ela perderia a chance de escrever sobre ela? E menina, também torcia por ela com o Grant. Tipo ela é o satanás de saias, mas a garota não encontra amor em canto nenhum, até o Rush parece que esqueceu dela.


Fé&Amor 26/03/2014minha estante
Lú de acordo com o Goodreads a autora vai escrever sobre a Bethy e Tripp e uma história sobre o Mase,mas nada da Nan. Talvez o livro seja um dos últimos.


26/03/2014minha estante
Mas ainda acho que ela vai escrever sobre a Nan, baseado também no que o August fez com ela e tudo mais e a certeza que todo mundo tem que ela não conseguiria jamais mudar.
Acho que pode ser ela com o Adam.

p.s: Ainda fula da Abbi ter matado o Jace só pra poder juntar a Beth e o Tripp


Fé&Amor 26/03/2014minha estante
Não me lembro do Adam,qual livro ele aparece??
Achei o cúmulo também,nada a ver.Ela podia ter separado eles e tals,mas torcia pela Bethy e o Jace.


27/03/2014minha estante
É o professor de tênis da Harllow. Logo de cara ele garante pra ela que a Nan não era o tipo de garota dele.


Fé&Amor 27/03/2014minha estante
Ah é mesmo,vdd. Não me lembrava dele;seria legal mesmo. Acredito que a Nan poderia ser mais legal e se dar bem com a irma,mas acredito que a Glines quer dar uma passagem de tempo para a história dela.


Aline Salmon 01/04/2014minha estante
Gente, agora que vi todo o bate papo... preciso confessar que amei o Grant...gostei mais do que o Woods... mas concordo que deveria ter um livro da Nan...alguém tem que aparecer e pegar aquela garota de jeito e ser capaz mudá-la. Seria interessante... e teria que ser um cara com muita personalidade...talvez esse jogador de tenis mesmo... E o lance da Beth com o Tripp não sei se vai ser muito legal... sei lá... vamos ver...


Fé&Amor 01/04/2014minha estante
Aline gostei muito do grant em TOO FAR só que não sei pq a autora mudou a personalidade ou se era ele e a harlow alguma coisa não deu certo.
Ainda não há previsão do livro da Nan. Eu não li o livro do Woods,mas acredito que deve ser a mesma linha dos outros da série. Não entendi o lance do Tripp e a Beth,honestamente a autora matou o Jace sem motivo,gostava muito deles dois aí a autora faz isso unicamente pra unir a Beth e o tripp,pq tá bem óbvio que eles vao ficar juntos.
: )


Aline Salmon 02/04/2014minha estante
A história do Woods e da Della é bem legal, Dinha! Mas o Grant é mais hot do que o Woods.
Achei super forçado o Jace morrer, mas acho q tb foi um motivo para deixar o Grant com mais medo de se apaixonar e se entregar... Ainda sim eu gosto muito do Grant e Harlow. Eu acho q deu certo sim... Sei lá... Já adorava o Grant bem antes do livro dele, lá no início quando ele encheu o tanque da Blaire e deixou um recadinho no vidro!


03/04/2014minha estante
O Grant parecia um cara normal, mas assim como cada ser humano em Rosemary tem a cabeça ferrada (ou a Abbi assim tenta colocar), todo mundo tem problemas de relacionamento, para confiar e bla bla bla.
O cara fica obcecado pelo amor de Deus, e depois falam do Edward
E achei a Harllow sem carisma nenhum. Preferia a Nan....kkkkkkkkkkkkkkk


Fé&Amor 04/04/2014minha estante
Lú concordo com vc.kkkkkk
Vdd a Abli tenta colocar traumas e problemas em situações simples e que nem precisa desse lenga lenga todo. A Harlow é a típica mosca morta. Preferia a Nan tbm.kkkk


Camila Alves 13/05/2014minha estante
Por alguma entrevista da autora... eu tenho certeza que Nan nunca será uma de suas mocinhas. Ela nasceu pra ser vadia e a antagonista. Eu como não gosto dela, por mais que alguma razões para suas ações sejam justificadas pela sua imaturidade e falta de apoio paterno. Ela é uma vadia sem precedente em todos NA que já li.


Fé&Amor 13/05/2014minha estante
camila entendo vc,mas acredito que a personagem tem potencial e Abbi sempre faz os mesmos tipos de vila. Seria bom mudar!!


Camila Alves 16/05/2014minha estante
No começo eu pensava como você Brendinha. Mas a autora já mostrou que ela criou Nan para ser a menina mimada e puta, que todo mundo adora odiar. Se a autora seguisse uma linha mais realista eu iria acreditar que ela iria fazer Nan mais humana, afinal ninguém é 100% bom ou ruim, temos sempre esse conflito com a gente mesmo. Mas Abbi não escreve romances realistas... eu adoro ela, mas já acompanhei uma entrevista dela e pela sua afirmação é muito difícil ela foca em fazer com que Nan tenha a sua redenção.


Cris 08/12/2014minha estante
Atualização: li o segundo: deveria ter parado no primeiro....




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Aline Salmon 24/01/2014

Is love worth it?
Grant doesn't know love. In fact, he's afraid of love. He is afraid of giving himself completely to someone. What if this person doesn't love him back? What if this person dies? And there is Harlow. She is different from every other girl he had been with, specially Nan. She is sweet, shy and kind. He can't resist. Harlow wants to experience life and love. But can she experience completely despite her secret?
What a beautiful story about trust, letting your heart guide you and living the moment.
Waiting for the One More Chance.
comentários(0)comente



12 encontrados | exibindo 1 a 12