Playboy Irresistível

Playboy Irresistível Christina Lauren




Resenhas - Playboy Irresistível


67 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Estela 27/05/2019

O melhor da série!!
Esse livro é incrível!!! Se eu só estivesse lendo os livros, sem os contos, certeza que consideraria a melhor série de livros hot que já li! Os livros são muuuuito bons, já os contos têm jogado a média lá pra baixo =/
Esse é o melhor livro até agora, o Will é maravilhoso e a Hanna é ótima! A leitura é muito rápida, não dá pra parar de ler, as cenas hot são mt bem escritas e a história é muuuuuito fofa. O Will me conquistou ♥ Amei e amei!!
comentários(0)comente



Olivia.Alves 16/03/2019

Bem + ou -
Pensei que esse seria o meu preferido da série até o momento.
Confesso que gostei bastante no começo, uma história legal e um pouco mais romântico que os anteriores. Mas na metade do livro a leitura ficou cansativa, nada de interessante acontecia, muito lenga lenga. Acho que a autora perdeu o foco, se perdeu na história.
Por isso eu dou 3 ?
Marisol 18/05/2019minha estante
Olívia você pode me passar a ordem dos livros? Vejo várias ordens na internet.




Carol Santos 01/10/2018

Melhor livro da série!
Enfim conseguimos dar continuidade a leitura dos livros da Christina Lauren, e mais uma vez ela não me decepciona. Playboy Irresistível com uma aura clichê nos conquista de cara. Sabe aquela garota nerd que amamos junto de um playboy incorrigível que não muda?! Pois é, aquele clichê com uma cara diferente.

Hanna Bergstrom recebeu um ultimato do pai e do irmão para mudar de vida. No auge da juventude, ela vive somente para seu trabalho no laboratório e acaba perdendo boa parte do convívio social. Aos 23 anos ela não sai com amigos, não namora e tem uma personalidade meio escondida. Porém isso tudo muda quando ela retoma o contato com Will Sumner, seu grande amor de adolescência. Pegador assumido, amigo do seu irmão e mais velho, ele fez parte das suas paixonites e sonhos mais sensuais. O reencontro faz com que ela o perceba mais bonito, mais sensual, o que o torna perigoso. Hanna sabe que nada de bom saíra se eles tiverem uma amizade colorida. Mas como o coração não é algo que se manda, em uma noite de transa eles perceberão que sentimentos podem surgir, e Hanna para proteger seu coração decidirá que eles só poderão ficar neste patamar. Será que Will não quer mais nada além de sexo? Será que Hanna conseguirá fazer com que seus sentimentos não aflorem?

Tem enredos que quando caminham na obviedade te conquistam mais do que enredos mirabolantes, e essa é a proposta de toda a série Cretino Irresistível. É difícil você não saber qual caminho o desenvolvimento vai tomar, no entanto é justamente por entender que te encanta. A mágica desta leitura está em como houve a construção das páginas, e como eles sairão de meros amigos conhecidos para um casal apaixonado.

Novamente destaco a protagonista do volume, pois Hanna se encaixa em algo que esperava de uma menina considerada "nerd" dentro do clichê e ao mesmo tempo não. Temos a conhecida personalidade desajeitada, a parte em que ela tem o corpo "perfeito" e não se sabe vestir, atrai a atenção dos homens e não percebe, enfim toda a balela que conhecemos de outras obras. O que diferenciou ela dos demais foi o caráter e seu lado mais afirmativo. Sem papas na língua, ela desconstrói o esteriótipo esperado por simplesmente falar o que quer. Por mais que no final o drama aconteça justamente por não conversarem sobre o que querem, até uma determinada parte da história ela nos ganha por sem quem é, e falar sem pensar.

"Ziggy era a irmã de Jensen. Ziggy era a menina que eu conhecia. Hanna era essa mulher engraçada e bem resolvida na minha frente que agora eu tinha certeza de que iria provocar um terremoto em meu mundo." pág. 74

Will é aquele personagem que conhecemos e esperamos em todos os romances: um playboy que se transforma ao conhecer a paixão. O maior destaque e acredito ser o melhor da obra, é que quem percebe primeiro o amor crescendo é nosso mocinho. Então, quem sofrerá primeiro por amor é ele! E demora uma boa quantidade de páginas até Hanna se tocar que também está apaixonada e que quer além da amizade colorida.

Pensei que me incomodaria com a diferença de idade, um dos pontos de receios do Will, contudo nada perceptível. Eles possuem uma química tão boa que a imaturidade de uma com a experiência do outro os complementam. Captamos desde o início que a dupla se encaixaria por justamente um preencher o que falta no outro.

Não posso deixar de falar de um dos maiores enfoques do enredo que é o erótico. Depois de diversos exemplares lidos da autora, não me assusto quando vejo elas explorarem vertentes diferentes dentro do gênero. Tem pitadas diferenciadas que engradecem o livro. Não existe forma de separar esta parte da obra, por isso se não gosta, aconselho a não ler.

De uma forma geral, foi uma forma de entretenimento legal. Gosto muito da escrita dela e são ótimas escolhas em momentos em que as leituras não rendem, momentos de ressaca literária ou quando o trabalho/faculdade lhe apertam. Entre a série Cretino Irresistível e Selvagem Irresistível, ainda prefiro a segunda, entretanto a experiência de leitura ainda vale a pena. E até agora esse é o melhor da série.

Na parte física, a capa é aquele padrão que vimos nos antecessores, até mesmo o padrão que conhecemos em romances erótico. Não é bonito nem feio, sendo o famoso mediano. Sobre a diagramação ela é limpa, espaçada e não encontrei nenhum erro de revisão. A narrativa é feita pelos dois pontos de vistas em primeira pessoa.

"Isso não era um jogo com ela. Sara estava errada nesse ponto; eu sabia que não era um jogo. Acredite em mim, não havia nada divertido nesse momento." pág. 142

Bem, aos poucos estamos caminhando par o fim da série. Gosto de pegar enredos assim quando estou apertada na faculdade pois é algo leve. Espero que tenham gostado!

site: http://diariasleituras.blogspot.com/2018/09/resenha-playboy-irresistivel-christina-lauren-serie-cretino-irresistivel-universo-dos-livros.html
comentários(0)comente



Regiane.Braga 02/09/2018

Playboy irresistível
Hanna e Will.. irresistíveis.. achei maravilhoso a forma como o mocinho se apaixona, ele não quer saber de compromisso e é surpreendido pelo amor arrebatador por Hanna ..
comentários(0)comente



Camila Marcondes 12/08/2018

Série irresistíveis - Will Sumner
Hanna é uma nerd, viciada em seu trabalh, sem nenhum amigo. Em uma das visitas de seu irmão mais velho e seu pai, os dois encurrala ela e falam que ela precisa aproveitar mais a vida e não ficar atolada só no trabalho, ela tem que viver. E é por isso que seu irmão faz uma proposta: pedir ajuda ao melhor amigo dele: Will Sumner.

Will Sumner é um completo galinha. Quando tinha dezenove anos e foi pela primeira vez na casa de Hanna, ela tinha doze anos, e depois de um tempo ele morou um pouco em sua casa por conta de um estágio que fez para o pai dela.

Will e Hanna acabam virando amigos e bom... Acaba virando mais do que uma amizade.

//////////////////////////////////////////////

Que história maravilhosa!

Eu sempre amei os livros da Christina Lauren e bom, esse não foi diferente. Os livros delas duas são muito bons e eu amo essa série.

Todos os personagens que aparecem são divertidos e legais.

Amei demais a personalidade e o jeitinho da Hanna. E Will também é incrível.

Recomendo muito essa série e esse livro é maravilhoso!

Comprei esse livro na Bienal de São Paulo por R$10,00
comentários(0)comente



Priscila 20/06/2018

Gostei de tudo!!!
Nesse volume vamos conhecer mais o Will Summer (que aparece em Paixão Irresistível, quando Bennedit, Max, Will e Neil vão para Las Vegas). Will trabalha com o Max e é um playboy assumido. Tem carrões caros e mantêm uma rotina comum, sem contar que ele que ele corre todos os dias de manhã, para manter a forma e também para participar de um evento de triatlo.

Também vamos conhecer Hanna Bergstrom. Hanna é uma super CDF, que trabalha em um laboratório, na verdade ela fica enfiada em um laboratório. E com isso ela sofre uma intervenção de seu irmão Jengen e de seu pai. Jensen diz para ela saia mais e tenha uma vida normal, mas ela debocha do irmão. Então ele propõem que ela ligue para Will, para que ele possa “ensiná-la” a ter uma vida mais social, já que ele é beeeeem sociável.

Aqui vai uma observação: Will é o melhor amigo de Jensen. Eles se conheceram na faculdade, e passava alguns dias na casa da Família Bergstrom. Então, Hanna conhece Will a muito tempo e sempre teve uma paixão secreta por ele. Will até beijou sua outra irmã, a Liv. Então Hanna já sabia da fama de Will, mesmo fazendo muito tempo que não se viam.

Voltando a história: Hanna decide ligar para Will, com o pretexto de que seu irmão havia lhe pedido. Claro que Will já sabia que Hanna ligaria para ele, e então ele marcou com Hanna no parque para uma corrida. Hanna aceitou e no dia combinado, estava no parque para a tal corrida. Quando o Will viu Hanna, ele quase não a reconheceu e acabou chamando pelo seu apelido: Ziggy.

Quando Hanna se virou e viu Will, sentiu seu coração palpitar (acredito que sentiria o mesmo se visse uma antiga paixão). Eles se cumprimentaram e começaram a conversar. Hanna lhe disse que precisa se socializar e também queria sair com outra pessoas, conforme seu irmão havia lhe dito e também (claro), que Will já sabia disso.

Will começou a lhe dar algumas dicas enquanto eles corriam um pequeno percurso. E Hanna estava ouvindo tudo atentamente. Eles se encontravam todo dia para corrida, que rendia muitas conversas e dicas e cada dia Will reparava mais e mais em Hanna. Até que surgiu uma festa, no apartamento de um amigo de Hanna, onde a mesma lhe convidou para ajudá-la. Enquanto conversavam na festa, Hanna bebia muito e ficou bem alta e bem corajosa também. Por que?? Ela puxou o Will, e eles foram para um quarto escuro e Hanna praticamente atacou Will, lhe dizendo que queria que ele a tocasse.

Will se sentiu totalmente perplexo a atitude Hanna e quase recuou. Mas ele estava tão excitado e atraído por ela, que acabou cedendo e fazendo o que ela queria. Havia uma química intensa entre os dois, e Will não estava entendo o que estava acontecendo e achou que aquilo era pura adrenalina e também muito tesão. Depois de os dois estarem bem “satisfeitos”, saíram do tal quarto e voltaram para a festa.

Hanna estava bem alta ainda e logo se envolveu em uma conversa com um outro cara. Will vendo aquilo de longe, percebeu que ela não precisaria mais dele e foi embora. No dia seguinte ela o encontrou e eles conversaram sobre o encontro que ela teria com o tal cara e também o que havia acontecido entre eles. Depois disso, Hanna teve seu primeiro encontro e durante o mesmo, mandava mensagens para Will com dúvidas sobre o faria e o que poderia acontecer no encontro.

Claro que Will respondia a todas as suas mensagens, assim como também o seu desejo por ela também crescia. Até que um dia eles transaram loucamente e Will se viu em uma situação nova: estava se apaixonando e não queria ficar com mais ninguém além da Hanna.

Olha tenho que lhes dizer, que essa história me encantou mas não muito. Acho que as outras histórias me cativaram muito mais que essa e isso não significa que não gostei, pelo contrário. Já conhecia o Will, por causa de Paixão Irresistível, e estava muito curiosa para saber como seria a sua história. E quando estava lendo, percebi que o desenvolvimento da história dele estava diferente. Na verdade, os acontecimentos estavam diferentes.

Como assim?? Bom, em Cretino e Playboy, os acontecimentos eram: a estagiária tinha um caso com o patrão e assim em diante. E nesse livro do Will, não foi assim. Achei a história mais “natural” e isso me cativou e me prendeu durante a história toda. A mesma tem uma emoção mais moderada do que a história do Bennedit, por exemplo, onde me emocionei muito mais do que essa.

Mas quando terminei e simplesmente gostei do final, senti meu coração bem quentinho com o amor dos dois. Um amor mais intenso e um pouco possessivo, mas mais intenso. E isso também me cativou. Ah, e todo o drama que acontece nos primeiros livro quase não tinha nessa história. E isso me pegou totalmente desprevenida (hahahaha e como viu) e algumas poucas vezes achei entediante, na verdade achava um pouco entediante as inseguranças da Hanna.

No geral: a história tem um tom diferenciado dos outros livros, deixando a mesma mais “natural”. Os personagens continuando sendo bem construídos e nessa história, eles tinham uma ligação mais intensa, deixando as coisas mais quente entre eles. Todo o cenário foi, também, bem construídos e totalmente amarrados a história. Simplesmente gostei de tudo.

Recomendo muito a leitura desse livro, e também dos livros anteriores.

site: http://bresenhando.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Tali 27/04/2018

Supreendente!
Eu realmente estou no chão com esse livro! O Will me cativou desde o início, que homem maravilhoso é esse??? E a Hanna? Parece um bebezinho que dá vontade de proteger de todo mal. Para mim esse casal tá de parabéns e merece nota 10 em química! Eles são perfeitos juntos e o epílogo maravilhoso? Sei nem o que dizer , só sentir.
P.S.: Terminei o livro agora, e ainda estou momentaneamente boba com o quanto eu me apeguei à esse livro e aos personagens.
comentários(0)comente



Sayo 11/04/2018

Finalmente vamos ver o Will se render aos encantos de uma única mulher. Nos livros anteriores temos um vislumbre rápido de como é a vida dele, mas agora vamos mergulhar de cabeça na sua rotina.
Conhecido por sempre sair com mais de uma mulher, Will até acredita no amor, só acha que não o encontrou ainda. Ele vê seus amigos felizes, formando famílias, mas não tem certeza se aquilo é pra ele.
Até reencontrar Hanna, a irmã mais nova de seu melhor amigo de faculdade. Ele decide ajudar Hanna a se enturmar e conhecer a cidade, já que ela vive a dois anos em NY, mas nunca sai de dentro do seu laboratório na faculdade. Uma nerd assumida, Hanna só pensa em estudar e terminar sua pesquisa.
Ela sabe que Will é um jogador, e até tenta a todo custo blindar seu coração de ter sentimentos por ele. O que é meio impossível, já que eles andam se vendo todos os dias, e compartilhando muito tempo juntos. É claro, que amor gosta de trapacear com a gente. E logo quando ela decide que está pronta para dar o próximo passo, ouve uma conversa estranha entre Will e seu irmão, entende tudo errado, e se afasta de Will.
Mas ele não vai desistir fácil assim, ele já se declarou pra ela, já aceitou que está apaixonado e que não vai deixar ela escapar. Ela vale a pena. E ele vai mostrar que ela pode confiar nele e que esse relacionamento pode sim dar super certo!
comentários(0)comente



Carol 01/03/2018

Química, química e mais química
Após 4 volumes já lidos dessa série, eu não esperava nada de inovador nesse livro. Will sempre foi um personagem que cativou um interesse especial em mim, mas mesmo assim não tinha grandes expectativas para algo completamente inédito. O livro inicia sua história da forma esperada, com um contexto já familiar, com personagens já conhecidos (e alguns, sinceramente, saturados) e um enredo que pode até mesmo ser considerado clichê. Mas o que me impressionou foi a química que as autoras conseguiram construir ao longo da história entre o casal protagonista. Hanna é a melhor protagonista já apresentada nessa série, é uma jovem engraçada e espontânea, e a forma como conquista Will é simplesmente encantadora, gradual, verdadeira e avassaladora. Apesar de Will em outros livros mostrar um senso de humor ácido, nesse livro ele está um pouco mais sóbrio do que o de costume, mas isso não tira em nada o seu brilho e charme. O volume anterior, ?Paixão Irresistível?, já nos tinha preparado para conhecer melhor a história de Will. Mas os holofotes de ?Playboy Irresistível? focam mesmo na história familiar de Hanna, que é simplesmente deliciosa (e inevitavelmente me fez lembrar dos Weasley). Quando finalizei a leitura de ?Paixão Irresistível? me perguntei se a série já tinha chegado ao seu limite e até mesmo considerei não continuar. Mas em ?Playboy Irresistível? as autoras me cativaram novamente e injetaram em mim uma renovada vontade de me aventurar nos próximos volumes da série, na esperança de encontrar um pouco mais de Hanna e Will.
comentários(0)comente



Raquel Comunale 06/02/2018

Hanna estava mergulhada em seu trabalho quando seu irmão decidiu fazer uma intervenção. Ele sugeriu que ela procurasse um amigo antigo da família para tentar fazê-la sair de casa e conhecer outras pessoas. Will era um homem rico, sedutor e adepto aos relacionamentos casuais. No primeiro encontro dos dois ele percebe que Hanna não é mais a menininha que ele lembrava, muito pelo contrário. Hanna, que sempre teve uma atração absurda pelo amigo do seu irmão 10 anos mais velho que ela, sente que não consegue se controlar perto dele. Então os dois começam um jogo sedutor com o discurso de serem apenas bons amigos. Conforme o relacionamento se solidifica fica cada vez mais óbvio que a atração entre eles não será algo fácil de controlar. Confesso que fiquei meio irritada com a falta de comunicação do casal e o mimimi de “eu não vou falar isso pois acho que ela precisa e espaço”. Meio arrastado mas no geral é uma leitura leve com pitadas de trechos eróticos e uma leve pitada de romance. Destaque para a participação dos casais Sara e Max junto com Chloe e Bennett dando um toque de humor.

site: http://desencontre.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Eveny Evinha 02/02/2018

Deliciaaa
Uma historia deliciosa...cheia d verdades e nada de enrolação....
Super recomendo. Amei!!!!
Val Abranches 03/02/2018minha estante
Tinha esquecido de salvar na lista




ocantinhodarafa 07/12/2017

Livro lido em 2017
Presente de Niver da amiga Jake, amei a leitura, o tipo de livro que eu me apaixono pelo protagonista kkkkkk
comentários(0)comente



Biahhy 14/10/2017

Irresistível (Will e Hanna só amores)
Não e nenhuma novidade que amo essa série e devoro os livros e com esse não foi diferente que fiquei esta noite toda lendo apenas ele e conclui o livro, a história de Will e Hanna é simplesmente aquele romance explosivo,sexy, sensual, e maravilhoso que toda leitora de um maravilhoso romance e ainda um romance hot mas na medida perfeita vai amar.

Sou suspeita para falar dessas autoras maravilhosas e a maravilhosidade que elas fazem nestas histórias que nos conecta, nos apaixona, e divertida e emocionante. Will sempre foi o Playboy e tem a fama por isso não diferente de seus amigos Bennet e Max que são os personagens dos livros anteriores, mas Will mal sabe que uma garota nerd, do seu passado, irmã de seu amigo iria trazer a sedução, amor, paixão, sexo e tudo enlouquecido na sua vida.
comentários(0)comente



Elizabeth 29/09/2017

Meu irresistível preferido.
Ahh como eu ri e me diverti com Will e Hanna. Sem duvida alguma meu casal preferido na série. Terminei o livro com um gostinho de quero mais.
comentários(0)comente



67 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5