Harry Potter e a Câmara Secreta

Harry Potter e a Câmara Secreta J.K. Rowling




Resenhas - Harry Potter e a Câmara Secreta


707 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Adriele.Correa 02/12/2019

Opinião
Um livro tao incrível com uma tradução/ revisão tão ruim e repleta de erros.
comentários(0)comente



Gleydson 02/12/2019

“Alguma coisa brilhava na parede em frente. Eles se aproximaram devagarinho, apertando os olhos para ver na penumbra. Alguém tinha pintado palavras de uns trinta centímetros na parede entre as duas janelas, que refulgiam à luz das chamas das tochas. A CÂMARA SECRETA FOI ABERTA. INIMIGOS DO HERDEIRO, CUIDADO.”
.
Harry demora a entender o porquê de um elfo doméstico tentar impedi-lo de voltar para seu segundo ano em Hogwarts. Precisa lidar com a abertura da Câmara Secreta, os alunos sendo petrificados e as acusações de que ele está fazendo tudo aquilo. Para mim, a autora utiliza-se desse livro para falar, principalmente, sobre classes sociais e preconceito na comunidade mágica, já que o motivo da Câmara ser aberta é a morte de bruxos que não possuem o sangue completamente mágico. Harry tem contato com um diário (que no futuro revela-se suspeito), onde o autor mostra que não é a primeira vez que a Câmara foi aberta, sendo que da última vez uma pessoa foi morta e um aluno expulso. Fácil comparar o diário aos nossos tempos de “fake news”, onde confiar em fontes suspeitas pode trazer desinformação e consequências sérias. No caso do livro, o aluno foi expulso injustamente, porém, o autor do diário não menciona o fato. Para quem já leu a saga algumas vezes, percebe que em Câmara Secreta, J. K. Rowling começa a tratar de assuntos e dá pistas de acontecimentos que serão descobertas apenas nos livros 6 e 7. Esse livro é mais focado no trio principal e seus esforços para descobrir quem está por trás dos terríveis acontecimentos que permeiam seu ano escolar. Assim como o primeiro, li esse livro na edição ilustrada por Kim Kay e, mais uma vez, fiquei maravilhado com a qualidade das imagens. O ilustrador não tem medo de colocar algumas cenas não tão alegres, o que poderia ser complicado, já que os primeiros livros da saga são mais voltados para o público infanto juvenil. Ansioso pela leitura do próximo livro.

site: https://www.instagram.com/p/BwAda15gZN0/
comentários(0)comente



Juliano 01/12/2019

Humor sagaz.
No segundo livro, Rowling mostra o seu bom humor britânico e mesmo que de forma sucinta, já se sente uma mudança de clima. O livro é o mais divertido de todos, o desfecho é brilhante e cada vez que o universo fica maior, mais doi terminar a leitura.
comentários(0)comente



Mariana 26/11/2019

lágrimas grossas e peroladas escorriam por suas penas de cetim
Como todo bom livro de Harry Potter, ele começa com o Harry sofrendo na casa dos Dursley. Essa relação conturbada, que faz de Harry um órfão não só de pais mas de família, torna claro como os Dursley afastam/repudiam o que eles temem. É um preconceito irrefletido, bobo, e potencializado pelo medo. Mas que os Dursley temem o menino, e por isso o rejeitam, isso é certo.

Após um verão triste na casa de seus tios, Harry é resgatado pelos irmãos Weasley num carro voador, e parte direto para a casa deles. Recebido com o maior carinho do mundo, Harry pontua para seu melhor amigo: "essa é melhor casa que já visitei" (cena mais gracinha!!!). Após o fim das férias, ele e Rony acabam não conseguindo passar pelo portal da plataforma 9 3/4 e embarcam para Hogwarts no mesmo carro voador.

Algumas coisas estranhas começam a acontecer na escola e Harry começa a ouvir vozes ameaçadoras pelas paredes. Ataques começam a acontecer, o que culmina na petrificação de vários alunos e um recado escrito na parede de um dos corredores "inimigos do herdeiro, cuidado". Eis que a lenda de que há uma câmara secreta em Hogwarts, deixada por Salazar Slytherin, que abriga um monstro para acabar com os bruxos meio-sangue é ressuscitada.

"Slytherin teria selado a Câmara Secreta de modo que ninguém pudesse abri-la até que o seu legítimo herdeiro chegasse à escola. Somente o herdeiro seria capaz de abrir a Câmara Secreta, libertar o horror que ela encerrava e usá-lo para expurgar a escola de todos que não fossem dignos de estudar magia."

Difícil não fazer a associação óbvia entre bruxos puros e a ideia do domínio ariano do nazismo. Nesse contexto, a Sonserina é enquadrada como a casa de bruxos ambiciosos, puros, com a tendência para as artes das trevas. E Harry, por falar a língua das cobras, é apontado como o provável herdeiro de Slytherin que está provocando os ataques aos alunos.

Na confusão toda, Hermione é petrificada, Hagrid é levado para Azkaban como um possível suspeito e Dumbledore é afastado do cargo de diretor.

"...você vai descobrir que só terei realmente deixado a escola quando ninguém mais aqui for leal a mim. Você também vai descobrir que Hogwarts sempre ajudará aqueles que a ela recorrerem."

Como sempre, Hermione (até petrificada) tem um papel fundamental para desvendar o mistério da câmara, mas é a coragem de Harry e Rony que faz as coisas acontecerem.

Achei interessante o fato de Riddle ser um meio-sangue, e rejeitar totalmente sua parte trouxa porque seu pai o abandonou. É uma lógica parecida com a dos Dursley: criar repulsa por aquilo que não se aceita, ou não se entende. No fim das contas, o senhor das trevas que assassinou tantos em seu caminho foi uma criança desprovida de amor. Talvez seja por isso que o feitiço da mãe de Harry - que se suicidou para proteger o filho - cause tanto espanto no lorde das trevas.

É um livro infantil descritivo, sem muita firula. Não há muitas reflexões do narrador, apenas descrições dos diálogos, ações e sentimentos dos personagens. Harry com frequência sente-se incapaz e com medo, o que faz dele mais próximo do leitor.

Eu gosto da ideia de que ele entra num conflito interno sobre sua semelhança com o lorde das trevas. O fato do contexto polarizado do livro (bem X mal) abrir espaço para reflexões sobre fragilidades e complexidades do ser humano (ninguém é totalmente bom, e ninguém tampouco é totalmente ruim) me agradou.

"São as nossas escolhas, Harry, que revelam o que realmente somos, muito mais do que as nossas qualidades."

Foi uma releitura de infância gostosa, não consegui desgrudar. Agora estou em busca de alguém pra me emprestar urgentemente o terceiro livro. Recomendo!
comentários(0)comente



crissie 14/11/2019

doce nostalgia
ler harry potter continua sendo prazeroso, não importa quanto tempo tenha se passado. a história corre leve e divertida, você imerge no conceito. se um dia for mãe, meus filhos vão ser obrigados a ler hp.
comentários(0)comente



julha 11/11/2019

Quando eu li pela primeira vez esse livro eu só conseguia focar na história que estava explícita nele, e já estava apaixonada, mas da feita que eu amadureci e reli, eu pude ver que por trás teve uma crítica muito bem estruturada sobre o preconceito e como ele está presente em todas as sociedades, até mesmo na fictícia, e o jeito que é retratado, como é repassado de pai para filho e, principalmente, nas famílias mais tradicionais, mostra que não é só uma saga pra divertir as crianças, e sim que tem muitos aprendizados que valem para a vida de alguém. E, como sempre, Hermione, mesmo impossibilitada, salva todo mundo
comentários(0)comente



Mirielen Arantes 09/11/2019

Eu li esse livro pela primeira vez em 2007. É 2019 e eu ainda leio com a mesma emoção e termino com a mesma "saudade de Hogwarts" de sempre ?
comentários(0)comente



Adriana 03/11/2019

Muito bom
Assim como o primeiro livro da saga a linguagem é fluída e super envolvente do início ao fim.
Da metade p o final o livro fica eletrizante. Excelente!
comentários(0)comente



Lodi 01/11/2019

J.K é realmente maravilhosa. É possível perceber um amadurecimento dos personagens do 1° para o 2° livro. O que me deixou encantada nesse segundo livro foi a forma que ela encontrou de fechar a história, postergando até o último segundo, faltando pouquíssimas páginas, me deixando nervosa querendo saber como que ela iria terminar algo tão grande de forma tão curta, e realmente não deixou a desejar.
comentários(0)comente



HonorLu 29/10/2019

Uma boa série
Adoro a série e como ela acompanha o crescimento do leitor junto ao crescimento das personagens.
comentários(0)comente



reiss 26/10/2019

Aafeeeeeee ameeeeeeeeiiiiiii
comentários(0)comente



Tiaguinho 25/10/2019

Muito bom
Conseguiu me intrigar muito, muito melhor que o primeiro
comentários(0)comente



Alana 17/10/2019

Pedras, espelhos e cobras
Após o final do primeiro livro da série já é possível perceber que a autora segue a cronologia do ano letivo, então o livro se inicia durante as férias de Harry e termina quando as aulas acabam. Isso, além de todo o encantamento em torno desse universo, prende muito o leitor, que fica ávido em saber o que virá a seguir no próximo ano de Harry na escola.

Eu iniciei a leitura já com muito amor pelo universo da escola de magia e qual foi minha surpresa em ver que mais uma vez estávamos na Rua dos Alfeneiros, ainda com os Dursleys. Particularmente acho essas passagens da parte "trouxa" da família de Harry extremamente cansativa, mas nesse podemos contar com alguns acontecimentos curiosos.

Harry, que agora tinha a magia como carta na manga para evitar que fosse atacado por Duda ou por seus tios acaba deixando vir à tona que não pode usar magia fora da escola e sendo assim, é aprisionado em seu quarto, de onde é proibido de sair sob qualquer circunstância, principalmente para voltar para a escola de magia.

Enquanto está aprisionado, contando os dias para voltar para Hogwarts e se afastar dos Dursleys por um ano, na noite mais especial para os tios, ele recebe a visita de Dobby, um Elfo Doméstico que além de toda admiração pelo garoto e a estranha mania de se castigar sempre que conta algo que por alguma razão não deveria, traz a notícia de que Harry não deve voltar à Hogwarts pois coisas terríveis estão por vir e não é seguro para ele.

Harry porém, com a ajuda de Rony e sua família, ignora as súplicas de Dobby e enfrentando diversos obstáculos pelo caminho, consegue chegar à escola.

Inicialmente tudo estava normal, mas logo os ataques iniciaram.

Não se sabia o que nem como mas pessoas, gatos e fantasmas estavam sendo petrificados pela escola, sendo deixados ao lado de mensagens ameaçadoras aos bruxos que vinham de família metade trouxa. Boatos fortíssimos de que a antiga Câmara Secreta fora aberta novamente, como havia sido 50 anos atrás quando havia chegado a matar alguém, mas ninguém contava o que era exatamente a Câmara e porquê era tão ruim.

Dentre mistérios e o pânico alastrados pela escola e um professor novo com um probleminha de ego, Harry e seus amigos iniciam a difícil missão de tentar encontrar o responsável pelo caos instaurado. Descobriram que o único a abrir a Câmara Secreta anteriormente tinha sido herdeiro de Slytherin, um dos 4 principais bruxos que fundaram a Escola e que esta guardava um monstro horrível.

A partir daí, em busca pela verdade sobre a Câmara Secreta e os responsáveis por abri-la, Harry, Rony e Hermione se aventuram mais uma vez em busca de salvar a escola.

Acredito que, em comparação, esse livro possui bem mais magia que o primeiro mas ainda passa muito tempo da narrativa preso às partes mas detalhistas, ou seja, temos uma riqueza de detalhamento das cenas mas os fatos em si acontecem num intervalo curto de tempo. Ah, e trago a atenção de vocês aos plot twists finais pois são de tirar o fôlego. Eu mesma passei muita vergonha lendo no transporte público pelo mais puro CHOQUE.
comentários(0)comente



Wardson 15/10/2019

??
2° volume da série. Leitura que continua as apresentações do primeiro livro enquanto nos leva a segredos que se confundem com a própria fundação de Hogwarts. Ainda um livro mais infantil, porém, já contém umas pitadas de suspense e mistério que são o "quê" de diferencial da série.
comentários(0)comente



Wardson 15/10/2019

??
2° volume da série. Leitura que continua as apresentações do primeiro livro enquanto nos leva a segredos que se confundem com a própria fundação de Hogwarts. Ainda um livro mais infantil, porém, já contém umas pitadas de suspense e mistério que são o "quê" de diferencial da série.
comentários(0)comente



707 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |