Até o dia em que o cão morreu

Até o dia em que o cão morreu Daniel Galera




Resenhas - Até o Dia em Que o Cão Morreu


52 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4


yomaeli 14/05/2020

Solidão porto-alegrense
O livro segue a vida de um personagem que, imerso nos limites do seu apartamento, passa a vida quase num piloto automático, às vezes apreciando as chegadas, os acasos e em outras, apenas afastando tudo que se apresenta. A solidão é presente em todos parágrafos, mesmo quando há companhia física. A obra é sobre deslocamento, falta de perspectivas, dificuldade após sair da casa dos pais, confusões acerca da formação e mercado de trabalho, reflexões e o existir em si.
comentários(0)comente



jonathanmelo 15/04/2020

Uma surpresa boa
"- [...] era tarde demais para morrer jovem.”
Retrato de uma geração crescida em meio ao boom da comunicação, Até o dia em que o cão morreu descreve o jovem na pós-modernidade. O jovem que tudo tem ao seu alcance, mas nada lhe interessa.
Este livro é narrado por um rapaz de vinte e cinco anos, formado em Letras, tradutor, que se vê sem perspectivas diante da vida ao sair da casa dos pais. Quando se dá conta de sua condição financeira, amorosa e social, logo se resigna e mergulha em um mar de apatia e solidão. Tem a consciência de que precisa contornar essa situação, arranjar um emprego formal, estimular suas ambições, ser plenamente independente, mas se acostumara à vida pouco-abastada, tornando-se dependente do dinheiro dos pais e maquiando sua situação com falsas promessas.
Eis que um dia surge um cão, bem como uma modelo de nome Marcela, com o fito de dar novos ares à sua vida. Marcela era de outra realidade, fazia planos e trabalhava para os realizar, tinha anseios e pontos de vista diferentes aos do protagonista, que os ignorava. Aos poucos, também devido a certas circunstâncias, o envolvimento entre eles foi crescendo. Mas ele não se rendia a sentimentos. Mantinha aberta a porta para quem quisesse entrar e sair de sua vida.
Quanto à minha experiência de leitura, trata-se de uma história compacta, densa, bem construída, com uma linguagem fora do padrão (traços regionalistas, vá), mas nada que prejudique a leitura. Um livro que traduz alguns dos conflitos do jovem no século XXI (e que cheira a auto-ficção...). “Sabe, agora eu entendo um pouco mais a razão de tu querer ficar tão isolado lá em cima. É tudo a mesma coisa. Isolado ou mergulhado numa multidão, no trânsito, no trabalho, a solidão é sempre a mesma, com exceção daquelas poucas, raras pessoas em cuja presença a solidão some, mesmo que não seja o tempo todo.

instagram.com/theread3r
comentários(0)comente



Marcos Nandi 23/03/2020

Surpresa
Grata surpresa
comentários(0)comente



Jéssica 24/02/2020

Até o dia em que o cão morreu
Li em poucas horas, mas me surpreendeu.

Não sabia o que esperar da história e mesmo com um personagem tão apático eu não conseguia ir fazer outra coisa. Ele conseguiu me fazer sentir diversas coisas diferentes ao longo da história - desde raiva e frustração até identificação.

Quando chegou ao final eu ainda queria saber mais sobre ele e o que ele decidiu.
Lucas Brandão 24/02/2020minha estante
O final do livro é aberto?


Jéssica 24/02/2020minha estante
Sim, Lucas. É aberto e me deu um pouquinho de desespero por não saber a decisão.


Lucas Brandão 24/02/2020minha estante
Quero ler depois de ler sua opinião. Tô intrigado, preciso saber quais são as necessidades dessa decisão que seja-lá-quem-tem-que-tomar-uma-decisão


Jéssica 24/02/2020minha estante
Eu fiquei assim exatamente por não saber o que esperar do personagem.
Espero que goste!


Lucas Brandão 25/02/2020minha estante
Espero gostar! Valeu, lerei sim e em breve!




Tay 01/09/2018

Me prendeu do inicio ao fim, escrita simples .O autor te passa uma lição de vida através dos personagens, e mostra como pessoas especiais fazem parte da nossa vida. Eu li o livro em 2h ( são poucas páginas).
Na verdade o personagem não quer se apegar a nada na vida, então para ele está tudo bem ter o cachorro e a companhia da Marcela quando necessário. Porém, quando ele começa a sentir uns baques que a vida dar a sua volta, começa a compreender que ele precisa das pessoas e principalmente as que estão a sua volta.
.
Alguns momentos você consegue se identificar com a historia, dependendo da fase que você esteja. O livro é uma representação clássica do jovem que deseja tudo, porém não se esforça para alcançar. O final do livro tem um momento bem inesperado, tipo você termina de ler e fica... O que será que ele vai decidir e tal. Então o autor acaba te deixando com uma leitura prazerosa, uma lição de vida e na expectativa da decisão deste rapaz.
.
comentários(0)comente



submarina 16/07/2018

genial
é incrível como um livro pequeno, para ler um dia, pode mexer tanto com a gente. as cenas explícitas traz o livro para a nossa realidade e nosso cotidianos. além disso, o personagem principal é uma pessoa extremamente acomodada e que se vê com uma chance de se "desacomodar" mas se essa possibilidade se torna realidade fica a nossa responsabilidade, o que é genial pra mim, Daniel escreveu o livro porem a gente que finaliza o mesmo a nossa maneira. genial é a melhor palavra para descrever esse livro!
comentários(0)comente



Palma 10/07/2018

No seu primeiro romance, Daniel Galera nos conta uma história de um personagem sem nome, que vive sozinho em um apartamento vazio, bancado as custas do pai.

Retratando a monótona vida deste rapaz, preso em sua zona de conforto e cheio de uma ilusória auto-suficiência, o vemos encarar com desprezo os problema vividos pelas pessoas que conhece. Principalmente Marcela, a modelo cheia de sonhos com quem tem relações sexuais.

As passagens mais bonitas ocorrem quando o protagonista relembra algumas memórias de infância, quando visitava o avô em seu sítio - uma espécie de exílio que se impôs após a morte de sua esposa.
comentários(0)comente



mpin 28/06/2018

Tão autêntico que é difícil não se identificar
Daniel Galera entrega neste livro uma história autêntica, sincera, com um arco narrativo muito instigante. Conforme eu lia, a sensação de que o livro parece ter sido escrito para você, o leitor, é muito interessante. Talvez eu seja suspeito para comentar, já que vários aspectos do personagem são comuns a mim. Mas a história funciona bem a entrega personagens com relações autênticas entre si. Um protagonista sem motivação, uma série de eventos soltos, que trazem uma mimetização da vida em si, caótica, sem estrutura de atos muito marcada. A juventude e a ideia do masculino são trabalhadas aqui sem se cair no simplismo. A ideia de se usar o cachorro como metáfora para a condição do protagonista é poderosa e produz um romance de formação envolvente. Se eu fosse ser sintético, eu poderia dizer que o livro é uma espécie de Camus latino-americano, com um protagonista vagando pela vida à deriva, ponderando sobre o absurdo a seu redor. E talvez seja esse o grande mérito da obra: mostrar ao leitor como às vezes o absurdo nos encontra, por mais que julguemos viver vidas com algum sentido.

site: http://mpin-esc.blogspot.com/2018/06/ate-o-dia-que-o-cao-morreu.html
comentários(0)comente



Rahmati 01/06/2018

Uma ótima porta de entrada
"Até o dia em que o cão morreu" é o primeiro romance que leio do Daniel Galera, e me surpreendeu positivamente. Por coisas que li sobre o autor em alguns cantos da internet, imaginei que ele fosse daqueles autores "cabeçudos", que privilegiam a forma acima do conteúdo, com longas digressões e fluxos de consciência, parágrafos longos e pontuação incomum — ou seja, tudo o que eu não costumo curtir muito. No entanto, Galera apresenta justamente o oposto disso: texto simples, frases bem construídas, trama que faz sentido (hehe) e interessante... A única pena é que é um livro curto — mas, talvez, exatamente por causa disso, é redondinho e muito agradável. Agora, sim, estou animado e confiante para partir para o seu famosíssimo "Barba ensopada de sangue".

site: www.rahmati.com.br
comentários(0)comente



Amanda Thais 15/02/2018

Perda de tempo
não entendi qual o propósito dessa história.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Cilmara Lopes 25/12/2017

Desiludido de tudo e todos
Acho que essa será a última leitura (livros) do ano.
Uma história bem curta, concisa e objetiva.
Um jovem de 25 anos, não vê perspectivas na vida, apesar de formado em letras e ter grande facilidade em aprender idiomas, não sente a mínima vontade em trabalhar dentro ou fora da área. Acaba tendo o aluguel e o sustento pagos pelos pais.
Em meio à essa desilusão de tudo e todos, ele acaba levando um cachorro para o apartamento, e neste momento sua visão do mundo muda um pouco, juntamente com a chegada de uma jovem modelo.
Todo esse resumo pode lhe lembrar romances água com açúcar ou filmes da sessão da tarde, mas não se engane, não há nada meloso, fantasioso ou fictício, é sobre a vida e suas vicissitudes. É tão real quanto você se olhar no espelho, me vi nos pensamentos infortúnios do personagem e isso causou certo desconforto apesar da aproximação.
Até os momento mais íntimos tem sua importância no enredo, nada é banalizado.
Minha primeira leitura do Daniel Galera, recomendo!
Li por pura curiosidade ao ver um stories do @leitor97 ?
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Cilmara Lopes 24/12/2017minha estante
Interessante essa possibilidade.


Rosania 06/01/2019minha estante
Tive essa mesma impressão..


Bárbara 02/02/2019minha estante
Eu adorei (e adotei) essa sua hipótese. ?


Pamela Bianchi 21/05/2020minha estante
Ohhhh, uma boa interpretação! Ata as duas pontas do livro!




Sam Regis 13/09/2017

Bem Ruim
Ele começa do nada e vai pra lugar nenhum. Terminei o livro sem saber o que tava lendo. Nada acontecia, um livro morno, sem graça, que me deixou: hã?
comentários(0)comente



Gbxavier 14/07/2017

"Hey! Man, você precisa correr tanto risco quanto eu!"
Estou nessa tentativa de criar um hábito de leitura e aí, nesse processo todo, ganhei esse livro de presente de aniversário. Mas sabe de uma coisa... Foi um presente para a vida! Algumas boas histórias podem ser contadas em simples 100 páginas. E boas respostas para a vida, também!
comentários(0)comente



52 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4