Carandiru

Carandiru Drauzio Varella




Resenhas - Estação Carandiru


115 encontrados | exibindo 31 a 46
1 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8


Volnei 27/10/2016

Estação carandiru
A presente obra, escrita pelo médico Dr. Drauzio Varela traz o relato de sua convivência com detentos da antiga casa de detenção do Carandiru, localizada na zona norte da cidade de São Paulo, onde se encontra hoje o parque da juventude. Nesta obra o autor relata que sua estadia na penitenciária tinha a intenção de estudar as mais variadas doenças ali existentes, dentre elas a AIDs e outras DSTs provocadas pelo uso coletivo de agulhas entre os detentos e a promiscuidade. Os relatos vão até p momento em que acontece o massacre que provocou a demolição do complexo penitenciário.

site: http://toninhofotografopedagogo.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Marcelo.Patuta 29/09/2016

Pavilhões
A vida dos presidiários no maior presídio da América Latina. Vida Loka
comentários(0)comente



annac 17/09/2016

Incrível
Pra mim, o único lado negativo desse livro é que ele infelizmente acaba. A narrativa é incrível, acho o Drauzio super inteligente para descrever o que ele pensa, além de tudo, apesar de toda a evolução dele dentro da sua função na cadeia e de enxergar como as pessoas realmente eram ali dentro, ele não perdeu o seu lado emocional e não deixou de ver os presos como o que eles realmente são: pessoas. Vale super a pena a leitura.
comentários(0)comente



Lidi Cirilo 06/09/2016

Impressões
Drauzio é médico, mas escreve com a imparcialidade que os jornalistas deveriam escrever. Depois de "Carcereiros", fiquei com mais vontade de ler esse, que não me desapontou. Leitura necessária. Destaque para o capítulo "Neguinho", que ilustra, de um jeito cru e emocionante, a realidade da segurança pública atual e a "lei de quem pode mais". "É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar preso na Casa de Detenção."

site: https://www.instagram.com/lidicirilo/
comentários(0)comente



Nicolas Oliveira 05/09/2016

Incrível
Drauzio Varella relata sua experiência de trabalho no famigerado Carandiru, pontuando da rotina corriqueira do ambiente aos ocorridos inéditos, apresentando os protagonistas da vida na unidade prisional e suas histórias, que teve a oportunidade de escutar. Sem fazer juízos de valor das práticas ou postura de seus pares, realiza um verdadeiro trabalho antropológico de observação participante, nos permitindo acessar a densa realidade dos criminisos das mais diversas regiões do Brasil, ocultada pelos tabus do medo e preconceito. Um enredo fantástico abordado por um exímio escritor com uma riqueza de detalhes tremenda, revelador e inédito de tal forma que deveria ser leitura obrigatória para cada brasileiro.
Emanuell K. 05/09/2016minha estante
Fiquei instigado a lê-lo!




Camila 03/09/2016

Todos deveriam ler
Esse livro é importantíssimo para entender um pouco mais da situação carcerária brasileira e como o universo da cadeia se parece muito mais com um outro mundo do que com um espaço que existe entro de uma sociedade dita como civilizada. A humanização dos presos, quase sempre acompanhada da descrição dos crimes pelos quais foram detidos é uma estratégia de escrita muito bem pensada e utilizada por Drauzio com maestria para implantar no leitor um outro olhar sobre a população carcerária. Estação Carandiru apenas deixou mais clara para mim a necessidade de uma reinserção efetiva de ex-detentos na sociedade, bem como a origem dos crimes da maioria esmagadora deles: a pobreza.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Andrêza 29/08/2016

Estação Carandiru
No livro “Estação Carandiru” o autor, Dráuzio Varella, nos leva a um mundo curioso do ambiente carcerário. Dráuzio trabalhou voluntariamente na Casa de Detenção de São Paulo, popularmente conhecida como Carandiru de 1989 até sua implosão em 2002. Esse trabalho começou quando ele foi gravar um vídeo sobre a AIDS na enfermaria da penitenciária e, após ter deixado o presídio, as imagens que havia visto não saiam de sua cabeça. Todos aqueles homens presos e as condições que eles se encontravam o fizeram, duas semanas depois, pedir ao responsável pelo departamento medico do sistema prisional da instituição para fazer lá um trabalho voluntario de prevenção a AIDS.
O livro conta basicamente a vivencia do Dráuzio na cadeia e as historias de vida dos presos dentro e fora do presídio. O interessante é que o autor fez questão de deixar a fala dos presos do mesmo jeito que foram ditas, dando assim mais fidedignidade aos relatos feitos e à realidade relatada. Dráuzio também não glorifica nem minimiza os crimes deles e isso é bem interessante, pois torna sua abordagem bem humanizada, mesmo que para a sociedade essa pessoas já tenham deixado de serem humanos, a partir do momento que cometem algum crime.
O livro nos traz uma visão bem clara de como a cadeia funciona e isso é bem curioso, pois a cadeia é uma sociedade regida por leis que não são escritas, mas são aplicadas com rigor. Por incrível que pareça às palavras de ordem são respeito e dignidade. Um fato que é bastante peculiar é que no Carandiru cada cela tinha seu dono e valor de mercado os preços variavam de 150 a 2 mil reais. E se por acaso o dono de uma delas for libertado ele deixa um inquilino pagando aluguel. E se por ventura o proprietário voltasse para a prisão o outro tinha que devolver o imóvel.
Esse livro não é leve, pelo contrário, é um pouco pesado, pois algumas histórias tem uma carga emocional forte, principalmente quando o massacre é descrito. Diversas vezes quando estava lendo parava para dar uma respirada, pois são cenas realmente fortes. No entanto, Dráuzio Varella é um autor incrível e tem uma escrita bem direta e simples. Estação Carandiru está na minha lista de livros favoritos e se você ler com certeza vai entrar na sua.
comentários(0)comente



Drykka 26/08/2016

Surpreendente
Leva voce a conhecer mais a fundo como era o Complexo Penitenciario do Carandiru, com historias que faz voce pensar mais em como é o dia a dia de um presidiario. Recomendo gostei muito
comentários(0)comente



Thais.Randall 17/08/2016

A realidade nua e crua
Já faz um tempo que li, mas a realidade passada dentro do presídio sobre o olhar de uma doutor que simplesmente passa pelas galérias. É a mais pura realidade vivida. Neste livro o Dr. Drauzio conta toda a sua experiência dentro de uma das maiores cadeias do Brasil, que deu origem ao filme.Esperava por histórias mais chocantes, queria ter visto algumas histórias de alguns detentos relatados no mesmo. Mas... foi um leitura interessante e que me fez perceber que a realidade das cadeias vai muito além... Que não é pq o governo paga valores absurdos para que uma pessoa durma e beba de graça, seja fácil morar lá.
comentários(0)comente



Walisson 17/08/2016

Cruel
Impossível ler e não lembrar da música "diário de um detento" do Racionais Mcs, o lovro de Drauzio varela é um relato precioso de como o carandiru funcionava, em uma linguagem simples o autor consegue transmitir todo o hambiente da prisão com maestria e sentimento. Recomendo até pra quem assistiu o filme porque o livro é bem mais completo.
comentários(0)comente



Gustavo.Soares 08/07/2016

CHOCANTE!!!
Me impressionou bastante. Concerteza, um grande trabalho de Drauzio Varella, que mostra uma realidade pouco mostrada, e contada pelos proprios protagonistas.
comentários(0)comente



Braguinha 12/06/2016

Boa leitura, altamente interessante
Bem melhor que o filme, o livro é bastante curioso, por relatar a vida de bandidos que cidadãos comuns desconhecem. Dá também para conhecer o inferno que é um presídio e o abismo em que se transformou aquilo durante o massacre dos 111 presos. O livro é imparcial, não há favorecimento nem pra bandidagem, nem pra polícia e muito menos para a sociedade, há apenas o relato dos fatos por quem esteve por dentro de tudo.
comentários(0)comente



Samu 16/05/2016

Bom
Varella tenta organizar sua obra, e o faz da melhor forma que consegue, mas ainda consigo me perder, provavelmente pela alta gama de personagens, algumas histórias te prendem muito e te emocionam, outras parecem repetidas e outras são bem cansativas, mas no geral o livro é bem interessante e com muuuuito mais coisa que o filme, vale a pena dar uma folheada!
comentários(0)comente



Nena 13/02/2016

Primeiro livro da trilogia q fala sobre o sistema carcerário. No livro Estação Carandiru, Dr. Dráuzio fala sobre a vida dos detentos, no q foi o maior presidio da América Latina e o maior massacre cometido contra a população carcerária. Aborda assuntos como violência, doenças sexualmente transmissíveis, convivência, respeito, etc. Infinitamente melhor q o filme. E olha q o filme é bem legal.
comentários(0)comente



115 encontrados | exibindo 31 a 46
1 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8