O Senhor da Luz

O Senhor da Luz Graciele Ruiz




Resenhas - O Senhor da Luz


37 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Adrian 10/05/2020

A leitura é muito fluida e a história se mantém sempre no mesmo ritmo, sem enrolação.
comentários(0)comente



Luana Dorneles 24/03/2020

Lícia sai em uma jornada para encontrar as 5 chabes e seus guardiões para unir e restaurar o equilíbrio de Datahriun.
comentários(0)comente



Ju Vogel - Nemeton dos livros 06/02/2019

O senhor da Luz
"Os cabelos eram da cor do fogo e em suas veias corria o vento. De suas costas brotavam asas e seus olhos dourados de águia alcançavam longas distâncias. E por mais estranho que soe, ela era uma garota normal. Era..." Datahriun é um pequeno planeta, onde habitam criaturas mágicas e seres poderosos. Este planeta é constituído de nove continentes, sendo cada um deles habitado por um clã com poderes diferentes.

Nesta saga conhecemos Lícia, uma jovem que perdeu os pais na guerra e vivia com seu avô no vilarejo de Kan.

Logo no início da história, Lícia está muito triste pois seu avô acaba de falecer. Porém, ela precisa ser forte, pois seu avô a deixou uma missão muito importante.

Antes de morrer seu avô lhe contou que era o guardião de uma das cinco chaves que o mago Selaizan, o Senhor da luz, distribuíu entre os clãs; cada uma para uma pessoa de coração puro e de um clã diferente. Essas chaves abrem a caixa que tem o poder de restaurar o equilíbio de Datahriun.

Lícia então parte na difícil tarefa de localizar os outros guardiões. Mas no meio do caminho encontrará muito inimigos, principalmente Talled, um espiríto renegado que trabalha a serviço da feiticeira Trayena que quer as chaves para si. Mas, é claro, que Licía também encontrará aliados na sua missão.

Esse livro é maravilhoso, tem muita magia, ação, amizade e amor.

Já estou super ansiosa pra ler a continuação!

Amei os personagens e a escrita da autora, que nos envolve do início ao fim.

#senhordaluz #datahriun #gracieleruiz
#bookstagram #books #livros #instabooker #igliterario #instagramliterario #amoler #booklover #fantasia #resenha #instabook #book #nemetondoslivros

site: https://www.instagram.com/p/BnE9418D4RW/
comentários(0)comente



Lethycia Dias 06/12/2018

Uma grande jornada
Quando seu avô morre, Lícia assume a missão de percorrer o planeta Datahrium em busca das chaves de Selaizan, objetos raros e muito valiosos capazes de recuperar o equilíbrio da vida em seu mundo. Ela já possui uma das chaves e precisa protegê-la e encontrar as outras quatro.
Datahriun é habitado por diferentes clãs, cada um com características e poderes diferentes. Lícia, que é de Kan, tem asas e controle sobre o vento. Usando suas habilidades, Lícia inicia sua viagem, logo encontrando e fazendk amizade com Nahya, do clã do fogo, e seu dragão Layer.
A construção de mundo nessa história é bastante rica. Ao longo de sua jornada, Lícia se depara com dragões, fadas e outras criaturas míticas, além de um espírito renegado. A lógica dos clãs determina as vidas das pessoas e as relações políticas e diplomáticas entre as diferentes regiões de Datahriun. Lícia é impulsiva porém tem uma boa intuição sobre várias situações.
No início, eu estava um pouco perdida na ambientação desse planeta, mas logo compreendi o básico, me apeguei aos personagens e minha curiosidade com a história só aumentou. No fim, as coisas acontecem muito rápido fazendo a gente querer ler sem parar; e de quebra, Graciele Ruiz ainda entrega pra gente a expectativa de um envolvimento romântico pra se desenvolver no próximo livro.
O Senhor da Luz foi meu retorno à fantasia depois de quase dois anos afastada do gênero, e foi muito bom esse retorno com um livro nacional. Adorei conhecer Datahriun, os clãs, a amizade de Lícia e Nahya e as lendas contadas a longo da história. Recomendo demais essa fantasia nacional e já quero ler a continuação!

site: https://www.instagram.com/p/BrBakBkAcUF/
comentários(0)comente



Nara @literaciadanara 17/08/2018

@literaciadanara IG #resenhaliteracia
🌼 « #resenhaliteracia | Senhor da Luz | Nota 5 ⭐ + ❤️| @gracieleruiz | @madraseditora | 272 págs. »

📖 Pouco antes de morrer, o avô de Lícia lhe fez um pedido. E agora, sozinha no mundo, a garota, que até então vivia uma vida comum e despreocupada, tem uma missão importante, incerta e perigosa a cumprir.

Seu avô fez dela a guardiã de uma chave capaz de salvar seu planeta, que se desequilibra um pouco mais a cada dia, mas apenas se reunida às outras quatro chaves em posse dos guardiões pertencentes a cada um dos clãs existentes.

Lícia agora deve enfrentar seus medos e inseguranças, e ao longo dessa viagem, descobrir em quem pode confiar e aprender importantes lições sobre amor, amizade, lealdade e perseverança.


🗨️ Terras encantadas, seres com poderes fantásticos, magia, elementos da natureza, sede de poder, perigos à espreita, muitas batalhas a serem travadas e a missão de salvar o mundo. "O senhor da luz" traz todos os elementos capazes de encantar, cativar e instigar o leitor.

E apesar de nada disso ser atípico às fantasias, há um fato sobre a obra que precisa ser fortemente enaltecido: a riqueza de detalhes!

A autora criou um universo tão real, tão profundamente rico em história, e com descrições tão autênticas, que não há outra opção, senão mergulhar de cabeça nessa aventura, e junto com Lícia e os amigos feitos ao longo de sua jornada, descobrir os mistérios desse planeta mágico que é Datahriun!


🏷️ ❝ Nada é fácil e nada é de graça. Se quisermos muito algo que está fora de nosso alcance, devemos lutar para tê-lo, lembre-se disso. ❞

site: https://www.instagram.com/literaciadanara/
comentários(0)comente



Blog De Bem Com a Leitura 06/02/2017

Datahrium é um pequeno planeta, que faz parte de uma galáxia localizada há milhões de anos-luz da Terra. É dividido por nove continentes e em cada um deles vivem as mais fascinantes criaturas, com poderes mágicos jamais vistos. Cada continente abriga um clã com poderes diferentes e não são separados por países, mas por cidades e vilas.

Há alguns meses, Datahrium está passando por mudanças climáticas e coisas estranhas começaram a acontecer. Novas doenças são descobertas, desertos surgem, vulcões entram em erupção e as guerras estão cada vez mais frequentes.

"Era o ano 423, um poder desconhecido foi encontrado nas montanhas de Taon, dentro de uma caixa de ouro que reluzia com um brilho inimaginável. Inscrições em uma língua desconhecia circundavam a tampa, simples e enigmática. Cinco chaves foram encontradas três dias depois, não muito longe do lugar onde o objeto estava. As mesmas pessoas que a encontraram decidiram abri-la.
Ninguém nunca mais ouviu falar delas."

O mais poderoso de todos os magos, Salaizan, O Senhor da Luz, guardou as chaves e escondeu a caixa. Mas ele foi assassinado e antes de morrer enviou as chaves para cinco clãs. Essa história é conhecida por todos, mas muitos duvidam que ela seja verdadeira, já que nunca se teve notícias de alguém que tenha recebido uma dessas chaves.

Lícia é uma jovem do Clã de Kan, os Kanianos possuem o poder de controlar o vento. Seu avô era o guardião de uma das chaves e a protegeu durante toda a sua vida, mas, com a morte dele, Lícia se tornou a nova guardiã e precisa reunir as chaves para tentar restabelecer o equilíbrio de Datahrium. Ela não tem ideia de como encontrar os demais guardiões e nem em qual dos nove Clãs as outras quatro chaves podem estar, mas decide começar a sua procura pelo Clã mais próximo que é Akinos, eles controlam o fogo.

Começa, então, uma verdadeira saga e Lícia enfrentará muitas dificuldades pelo caminho. Contudo, em meio os obstáculos que vão surgindo, a jovem também encontra pessoas dispostas a ajudar e faz amizades valiosas.

Leia mais no link> http://vocedebemcomaleitura.blogspot.com.br/2017/02/resenha-o-senhor-da-luz.html


site: www.vocedebemcomaleitura.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Aline Natália 08/02/2016

O Senhor da Luz - Graciele Ruiz

"Não fique triste. E o mais importante: não desista... Nada é fácil e nada é de graça. Se quisermos muito algo que está fora do nosso alcance, devemos lutar para tê-lo, lembre-se disso."

Narrado em terceira pessoa o livro começa com uma complicada explicação sobre o planeta em que se passa a história, uma vez que você entenda as peculiaridades do cenário e dos personagens não terá problema algum para entender o contexto.

A trama que parece ser complicada na verdade é simples, alguns fatos incomodam como a facilidade em resolver os problemas, a protagonista precisa de algo importante e inexplicavelmente a pessoa ao seu lado possui o que ela está á procura. Ficamos esperando conflitos, porém magicamente tudo se resolve.

Acompanhar a saga de Lícia é tranquilo, os personagens são carismáticos, acredito que o que fez a leitura se arrastar foi que fiz a mesma em um momento errado.

Um livro de fantasia nacional com grande potencial, espero poder logo acompanhar a sequência dessa aventura e que venha com mais desafios e aventura.
______________________________________________________________
Confira a Resenha completa no meu Blog:

Relíquias
http://reliquiasaline.blogspot.com.br/


site: http://reliquiasaline.blogspot.com.br/2016/02/livro-o-senhor-da-luz-1.html
comentários(0)comente



Farinha 29/01/2016

Universo bem construído, escrita deixou a desejar
Não vou dar spoiler do livro, nem falar muito sobre o resumo da história, pois as outras resenhas já fizeram isso.

A meu ver, o livro tem de pontos positivos: o universo é muito bem construído, os conceitos dos países, dos poderes e dos personagens são bastante complexos. O livro tem muitas referências ao universos de Avatar (animação, não o filme) e Senhor dos Anéis, e a autora criou um ambiente de fantasia cheio de possibilidades para novas histórias. O ritmo também é bom.

Mas minha nota baixa se deve aos pontos negativos do livro:

1) Revisão: A quantidade de erros no livro é grande. Desde erros de português até vírgulas e palavras no lugar errado, concordância, etc. Faltou um revisor profissional dar uma olhada no texto para deixá-lo aceitável. Seria mais fácil entender se fosse uma publicação independente, mas por ter uma editora envolvida, esses problemas deveriam ser bem menores.

2) Repetições: quando calculadas, são positivas, mas o livro me fez sair da história diversas vezes por causa de repetições completamente desnecessárias. Isso acho que também faz parte da falta de revisão. Exemplo (começo do capítulo 10): "Ao *longe*, podia ver ao *longe* luzes, fogo, mas não se importava, estava *longe* demais para encontrá-lo." Além disso, há muitos usos da palavra "extremamente" e das expressões "tentou", "começou a" (começou a andar, depois começou a falar e então começaram a voar...etc). O problema não é haver repetições, mas o excesso.

3) História: A história é toda bastante conveniente, as coisas acontecem exatamente onde precisam acontecer, e as ações simplesmente não tem consequências. Os encontros são perfeitamente calculados, tudo dá sempre certo, por acaso a pessoa que eles precisam encontrar por causa da missão é também a pessoa que conhece um segredo milenar para ganhar um novo poder, etc. Não há nenhum conflito sério entre os personagens (inclusive, na única oportunidade de conflito entre as protagonistas, uma delas mentiu, a outra acreditou, e ficou por isso mesmo).

4) Escrita: Achei a narração muito descritiva e pouco intimista, não entrando muito na cabeça dos personagens. O livro apenas vai falando "aconteceu isso, depois aconteceu aquilo, e depois ela se sentiu assim, e depois aconteceu aquela outra coisa". Isso me impossibilitou de me importar muito com os personagens, pois não sinto que conheço eles. Todos eles na verdade, parecem ser espectros da mesma pessoa, o narrador. Todos os protagonistas falam igual e pensam parecido, apesar de terem vindo de lugares muito diferentes.

Em suma, gostei do livro pelo universo que foi construído, e apesar dos defeitos, me interessei em ler até o final. É um bom livro pra ler numa tacada só, a história é bem fluída e rápida. Digo isso porque não gostaria de ser mal interpretado, minha crítica é na esperança de que alguém envolvido no processo leia isso e de que o próximo livro seja melhor que esse, pois a história tem MUITO potencial, e precisamos de mais talentos brasileiros investindo em escrever literatura de qualidade :)

Abraços o/
comentários(0)comente



Erica 16/01/2016

Datahriun é um planeta de outra galáxia distante e desconhecida. Nele, existem vários continentes isolados pelo mar, chamados de clãs. Os habitantes de cada clã possuem uma característica diferente podendo por exemplo, dominar o poder do fogo, do vento, da água ou podendo até serem imortais, são nove clãs no total.
Acontece que este planeta está morrendo. Para salvá-lo existem cinco chaves guardadas por cinco guardiões de clãs diferentes, pessoas boas e puras de coração, que devem ser reunidas. Porém, acontece que quando Selazian, o grande mago, distribuiu estas chaves, seu pedido foi que nunca mostrassem ou falassem das chaves para alguém, devendo sempre protegê-las até sua morte. E agora? A única maneira de salvar o planeta é reunindo as chaves. E é isso que Lícia, após herdar a chave de seu avô, está determinada a fazer.
É claro que ela nunca imaginaria os perigosos, aventuras e desafios que passaria.



Este é um livro nacional de fantasia e, apesar do que dizem sobre livros nacionais, é uma estória muito boa. Cada vez mais lançam bons livros nacionais do gênero, isso muito me alegra.
Gostei muita da estória. É um bom livro, tem uma ótima estória, mas sinto que faltou algo para torná-lo excelente, mesmo assim recomendo. Vamos ver no decorrer da série!

Admiro a escritora por ser tão jovem e talentosa. O que não admiro é que a continuação ainda não foi lançada, estou muito ansiosa. Espero que essa aventura não pare por aqui!

site: http://parado-na-estante.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Karina 03/08/2015

Resenha | O Senhor da Luz - A Saga de Datahriun - Graciele Ruiz
Livros de fantasia, são os meus favoritos e admito que leio muitos livros estrangeiros neste gênero. Porém chegou a vez de um nacional tomar conta dos meus pensamentos. Imagine um planeta bem semelhantes ao nosso, com seres mágicos, alguns com asas outros com escamas. Dragões que podem entender e se comunicar com seus donos. Seres que podem viver mesmo já estando mortos. Nove clã com características diferentes compartilhando um mesmo planeta, buscando cada qual sua filosofia de vida para manter uma sociedade. Imagine agora muita aventura, ação, emoção junto com todos estes quesitos e terá o Senhor da Luz.

Após a morte de seu avô Lícia, a personagem principal começa sua grande jornada pela busca das chaves da caixa mágica de Selaizan ( O Senhor da Luz - O maior mago de todos os tempos) para salvar o seu planeta, Datahriun. A medida que avança em seu caminho a moça faz amigos, porém também enfrenta muitos perigos. Encontrar os outros guardiões das chaves é como achar uma agulha no palheiro o que dificulta sua missão. Os Marcantes acontecimentos faz com que a jovem garota evolua e se torne uma grande guerreira ao passar as páginas.

Diria que "O senhor da Luz" traz aspectos genuínos em sua narrativa. O que move Lícia é sua vontade de cumprir o último pedido do seu avô, por amor a um ser querido, por amor a sua nação ela deseja conquistar seu objetivo. Além de sua pureza que se faz presente ao logo de toda a história.
A amizade entre Nahya e Lícia é um ponto em destaque, ela é quase tão forte quanto o laço que uni Nahya e seu dragão Layer deixando tudo mais mágico.

Enfim Eriel surge para acrescentar de maneira encantadora ainda mais. Me peguei diversas vezes imaginando este personagem. E quando finalmente parece que teremos um romance es que aparece a palavra...Continua.

Senhorita Graciele Ruiz por favor estamos esperando por mais uma grande aventura! Para quem ainda não conhece está linda e mágica obra da autora vale apenas conferir! Datahriun aguarda por você!
comentários(0)comente



Paraíso dos Livros 03/08/2015

Resenha | O Senhor da Luz - Graciele Ruiz
Livros de fantasia, são os meus favoritos e admito que leio muitos livros estrangeiros neste gênero. Porém chegou a vez de um nacional tomar conta dos meus pensamentos. Imagine um planeta bem semelhantes ao nosso, com seres mágicos, alguns com asas outros com escamas. Dragões que podem entender e se comunicar com seus donos. Seres que podem viver mesmo já estando mortos. Nove clã com características diferentes compartilhando um mesmo planeta, buscando cada qual sua filosofia de vida para manter uma sociedade. Imagine agora muita aventura, ação, emoção junto com todos estes quesitos e terá o Senhor da Luz.

Após a morte de seu avô Lícia, a personagem principal começa sua grande jornada pela busca das chaves da caixa mágica de Selaizan ( O Senhor da Luz - O maior mago de todos os tempos) para salvar o seu planeta, Datahriun. A medida que avança em seu caminho a moça faz amigos, porém também enfrenta muitos perigos. Encontrar os outros guardiões das chaves é como achar uma agulha no palheiro o que dificulta sua missão. Os Marcantes acontecimentos faz com que a jovem garota evolua e se torne uma grande guerreira ao passar as páginas.

Diria que "O senhor da Luz" traz aspectos genuínos em sua narrativa. O que move Lícia é sua vontade de cumprir o último pedido do seu avô, por amor a um ser querido, por amor a sua nação ela deseja conquistar seu objetivo. Além de sua pureza que se faz presente ao logo de toda a história.
A amizade entre Nahya e Lícia é um ponto em destaque, ela é quase tão forte quanto o laço que uni Nahya e seu dragão Layer deixando tudo mais mágico.

Enfim Eriel surge para acrescentar de maneira encantadora ainda mais. Me peguei diversas vezes imaginando este personagem. E quando finalmente parece que teremos um romance es que aparece a palavra...Continua.

Senhorita Graciele Ruiz por favor estamos esperando por mais uma grande aventura! Para quem ainda não conhece está linda e mágica obra da autora vale apenas conferir! Datahriun aguarda por você!

site: http://paraisodoslivros1.blogspot.com.br/2015/08/resenha-o-senhor-da-luz-saga-de.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Fernanda | @psiuvemler 27/03/2015

O que faria se a pessoa que você mais ama partisse e deixasse em suas mãos uma chave misteriosa e um pedido?
Isso aconteceu com Lícia, uma moradora igual a qualquer outra do clã kaniano.

Datahriun é um pequeno planeta existente em Drânia, clássica galáxia espiral localizada na constelação Ampardalis, provavelmente desconhecida pela raça humana.

Nesse planeta vivem incríveis criaturas mágicas, com poderes inimagináveis. São nove continentes que constituem esse mundo. Cada continente é habitado por clãs com poderes diferentes. Há somente cidades e vilas, sem divisão de países.

Lícia foi criada por seu avô, sendo ambos naturais de um desses clãs chamado Kan. Tinha a aparência como todos os outros moradores nascido no clã dos ventos: olhos dourados, cabelos da cor do fogo e grandes asas vermelhas saíam de suas costas. Se você for levado pelas aparências, Lícia não tem absolutamente nada a ver com os ventos, a não ser pelas asas, não é?

"Se coração doía apertado, uma dor esmagadora que parecia lhe consumir toda a força que restava." Pag. 11

Seu avô partira com um único objetivo: queria que sua neta Lícia recuperasse as cinco chaves que abriam uma poderosa caixa capaz de reviver Datahriun, pois este está ficando cada vez mais destruído depois que Datah, o deus da luz e da vida, abandonou o mundo que havia criado.

A misteriosa caixa fora entregue à Selaizan, o mago mais poderoso da história de Datahriun, também conhecido como Senhor da Luz, pelo próprio deus pouco antes de o planeta ser abandonado. Selaizan distribuiu essa caixa, juntamente com as cinco chaves para cinco clãs diferentes e só pessoas de coração puro poderiam ser seus guardiões – um dos escolhidos foi o avô de Lícia.

A partir daí, várias aventuras aconteceram, com lutas, fracassos e, claro, sucesso. Assim que uma das chaves ficou na posse de Lícia, a garota do ar seguiu viagem para os clãs vizinhos e até para os mais distantes, a fim de encontrar os outros guardiões, reunir as chaves, atender ao último pedido de seu avô e salvar seu planeta.

"Danka era a cidade mais rica de Kan, cujo portão norte abria-se para o mar, sendo um grande ponto de importação e exportação. No entanto, perdia para todas as outras em relação à beleza, pois seus muros eram completamente altos e com várias torres de vigia, o que impossibilitava os kanianos de ver o nascer ou pôr do sol. Era uma cidade escuta e melancólica." Pág. 19

E, como toda história, essa também tem uma pequena pitada de romance. Mas essa porcentagem é mínima, o que me fez ficar ainda mais fascinada pela história, pois, diferente de muitas obras que já li, a aventura e a ação são, definitivamente, o ponto central da história.

"Foi naquele dia em que trocamos as primeiras palavras. Foi até engraçado, estávamos os dois completamente sem jeito e conversamos sobre coisas banais como o tempo, a decoração ou as pessoas do baile. Antes de a festa acabar, e com vontade de ficar, eu fui embora." Pág. 238

Mas como a maioria das obras, infelizmente essa também tem alguns pontos negativos. Pelo fato de o livro ser publicado por um selo da Novo Século, confesso que fiquei um pouco decepcionada com a revisão feita pela editora, pois os erros ortográficos são frequentes, indo desde a troca da letra ‘e’ por ‘w’, até a gravíssima troca de ‘mas’ por ‘mais’. A revisão deixou um pouco a desejar. Mas não é nada que realmente atrapalhe a leitura e muitas vezes os erros até passam despercebidos, a não ser que você inicie a leitura já os procurando.

Em geral, eu simplesmente amei esse livro com todas as minhas forças. Graciele se tornou uma de minhas autoras favoritas e, sem dúvidas, reservarei o volume dois da saga assim que ele for lançado.

site: http://imperio-imaginario.blogspot.com.br/2015/03/resenha-o-senhor-da-luz.html
comentários(0)comente



Tamires 24/03/2015

Resenha publicada no Blog Garota Indecisa
Assim como todo bom livro de fantasia, temos uma garota jovem demais e com uma responsabilidade enorme nas costas. Elementos mágicos, criaturas magicas, tudo bem previsível, o que torna o livro diferente então? a escrita da Graciele, a autora escreve muito bem, tem tanto cuidado com as palavras que você se sente agraciada por estar lendo o livro e o que deveria ser apenas mais um romance se torna uma trama fantástica.

Lícia é apenas uma adolescente criada pelo avó que vê seu mundo ruir quando este morre, mas antes a deixa com uma missão: Datahriun esta morrendo e cabe a ela impedir que isto não aconteça.
Lícia agora é uma das guardiãs das chaves magicas capazes de salvar o planeta.
Achei Lícia uma personagem fraca de começo, ela é ingenua demais e não tem perfil de guardiã, não demora muito para que ela se encontre em perigo ou então perseguida por um Espírito Renegado, mas como eu disse o livro tem muito diferencial e a autora com sua escrita consegue te encantar em cada página e suprir estes detalhes que possam ser meio chatinhos.
O que mais me chama a atenção em livros de fantasias são os personagens, aqui eles são bem descritos e posso dizer que são lindos, isso mesmo lindos. A autora os descrevem tão minuciosamente e perfeitamente que mesmo os mais malvados e desagradáveis se tornam agradáveis na leitura, e isso também vale para os cenários, Datahriun é um pequeno planeta bem afastado da Terra mas que encanta qualquer leitor, cheio de clãs mágicos e seus elementos a autora criou um mundo muito real e encantador, capaz de ser visualizado sem exageros em nossas mentes por isso não demorou muito para que eu ficasse fascinada em cada página.
Lícia encontra ajuda e amizade em Nahya e seu dragão Layer

site: http://tamigarotaindecisa.blogspot.com/2015/03/resenha-o-senhos-da-luz-graciele-ruiz.html
comentários(0)comente



Angel 22/11/2014

Adorei!
Importante saber:
Datahriun é um pequeno planeta, localizado na galáxia de Drânia que fica a milhares e milhares de anos-luz da Terra.
Em Datahriun existem nove continentes e seus respectivos clãs que são: Kan, Akinus, Taon, Mériun, Guanten, Mei, Shiniti, Razoni e Munsulia.
O planeta está morrendo. Mas antes de morrer, Selaizan, um poderoso mago , deixou com guardiões, pessoas de coração puro, cinco chaves capazes de salvar Datahriun.
É aí que a jornada de Lícia começa.
Lícia é uma garota de Kan, ruiva e com lindas asas que recebe de herança de seu falecido avô uma das cinco chaves de Selaizan, e a missão de encontrar os outros guardiões.
Mas Lícia é muito jovem e não sabe o que fazer, nem por onde começar, então decide ir para Akinus, que é o clã mais próximo , sem saber que está sendo seguida por um Espírito Renegado, que está a serviço da Feiticeira de Trayena.
Em Akinus Lícia conhece Nahya e seu dragão Layer, que se juntam em sua jornada, se tornando grandes amigos.
Os três juntos vão para Guanten e depois Taon, onde grandes aventuras os esperam.

Eu adoro literatura fantástica, mas é bem difícil uma narrativa me prender da forma que O Senhor da Luz me prendeu, o livro é narrado em terceira pessoa e a leitura flui de forma fácil e gostosa.
Os personagens são cativantes, os são cenários incríveis.
O livro terá continuação e eu espero que se lançada logo, o final me deixou com gosto de quero mais.
Quotes

"Os cabelos eram da cor do fogo e em suas veias corria o vento. De suas costas brotavam asas e seus olhos dourados de águia alcançavam longas distâncias." p. 11

"Não chorava por se arrepender de ter entrado nessa jornada, mas em razão da saudade que sentia [...]" p. 148

" - Sorte? Se vocês dependessem apenas da sorte para nos encontrar, não nos achariam nunca!" p. 216

"Lícia caiu no chão quase sendo pisoteada. Mas seus olhos dourados ainda não tinham voltado e ela sentia que estava com toda a força dos céus dentro dela." p. 290

site: http://a-libri.blogspot.com.br/2014/11/resenha-o-senhor-da-luz-saga-de.html
comentários(0)comente



37 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3