O Senhor da Luz

O Senhor da Luz Graciele Ruiz




Resenhas - O Senhor da Luz


37 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Fernanda 08/01/2014

Resenha: “O Senhor da Luz – A Saga de Datahriun” apresenta uma história fantasiosa e repleta de personagens complexos e mágicos. A realidade é emocionante e descrita de modo particular e observador.

Datahriun é um pequeno planeta situado na galáxia Drânia. Nele vivem seres com grandes poderes, dentro de uma atmosfera diferente ao qual o leitor está acostumado. Há ainda a exposição da fé nos deuses, como o da justiça e da proteção, do amor e da fertilidade, da morte e da guerra. Esse mundo é constituído por continentes e cada um é habitado por um clã com domínios distintos. Os nove clãs são: kan, Akinus, Taon, Mériun, Guanten, Mei, Shinithi, Razoni e Munsulia.


LEIA A RESENHA COMPLETA NO BLOG SEGREDOS EM LIVROS:

site: http://www.segredosemlivros.com/2014/01/resenha-o-senhor-da-luz-gracieleruiz.html
comentários(0)comente



Cath´s 07/01/2014

Resenha O Senhor da Luz.
O livro começa com a Lícia saindo de casa e contando mais sobre esse universo, Datahriun. Existem nova continentes: Kan, Akinus, Taon, Mériun, Guanten, Mei, Shinithi, Razoni e Munsulia. Durante o livro vocês vão conhecer os três primeiros.
Lícia sai de Kan a procura dos outros guardiões e das chaves, para juntos poderem restaurar Datahriun que está piorando cada vez mais, criando deserto do nada, seu clima diferente, e etc...
Ela não tem ideia de como achar essas chaves, mas como prometeu ao avô, saí nessa missão, acontece que tem um Espirito Renegado (que como já está morto é bem difícil de matar =P) atrás dela para entregar as chaves e Lícia para a Feiticeira (que embora incrivelmente poderosa, não quer nada de bom com as chaves).
O livro tem 317 páginas e a história anda em todas elas, está sempre acontecendo algo ou tendo informações novas desse mundo, pois cada continente tem suas características, por exemplo, Lícia que é de Kan tem asas e o elemento dela é o ar, já Nahya que é de Akinus é o fogo e ela tem um dragão *-*, como se fosse parte da sua alma, eles podem se comunicar.
E eu adorei os personagens, Lícia começa meio mimi, mas depois ela muda e começa a aprender mais sobre tudo e tomar atitudes legais, mas atenção para alguém: Layer, o dragão, eu estou abertamente apaixonada por ele! Tanto que acabei a leitura e fui fazer uma indagação sobre ele para a autora.
É um universo novo que é muito rápido de se acostumar, a escrita é fácil e você consegue imaginar tudo na sua mente, tem aventura, brigas, fogos e bem de leve um romance.
No final do livro eu só fiquei me perguntando: quando vem o próximo?
Quanto a capa eu gostei, pois Lícia vai bastante no livro em floresta e de fato em um momento dele, ela usa vestido branco, então eu acho que combinou e ficou bonita.



site: http://www.some-fantastic-books.com/2014/01/resenha-o-senhor-da-luz.html
Priscila Nonato 17/11/2014minha estante
Esse livro é lindo demais ,só senti falta do mapa de dathariun.




Adrian 10/05/2020

A leitura é muito fluida e a história se mantém sempre no mesmo ritmo, sem enrolação.
comentários(0)comente



Blog NR 11/02/2014

Daí você começa a ler a resenha desse livro, vê monstros, dragões, aventura... Algumas pessoas devem pensar - Ah já li vários livros desse jeito... PRECISO te dizer - Não, você não leu. Esse livro te deixa sempre querendo virar a próxima página e mesmo com seres fantasiosos você consegue ficar dentro desse mundo, torcendo e ansioso pela próxima aventura ou pela próxima batalha emocionante.

O livro conta a história de Lícia... Uma garota de um continente chamado Kan num mundo bem longe do planeta terra. Essa garota que tinha uma vida normal perto de seu avô, de repente sua vida vira de cabeça para baixo quando ela descobre que seria a guardiã de uma chave que pode salvar o mundo, mas para isto ela precisará sair numa aventura cheia de obstáculos para enfrentar e mistérios pra decifrar.

Tendo uma narrativa leve e um constante movimento de ação, a leitura passa muito rápido fazendo as 317 páginas serem lidas em 2,3 dias. A autora consegue uma coisa dificílima, colocar vários personagens com características super diferentes durante a história mas que são de fundamental importância no enredo e não só personagens para encher linguiça. E o mais incrível é que essa escritora é brasileira, o que prova que temos atuais e futuros grandes escritores nesse nosso pais.

Se você gosta daquelas aventuras que te deixam de cabelo em pé, conheça a história dessa garotinha que junto de sua chave, irá em busca das outras chaves para salvar o mundo e descubra os perigos e os amigos que vão ajudá-la nessa história. E anotem o nome dessa escritora, Graciele Ruiz, que veio nessa nova geração para ficar =D.

site: http://notinhasderodape.blogspot.com.br/2014/02/resenhas-o-senhor-da-luz-graciele-ruiz.html
comentários(0)comente



Bru - @umoceanodehistorias_ 21/03/2014

Diferente de tudo que já li
Se você ler a sinopse desse livro e pensar: “Ah, já li algo desse tipo” você está completamente enganado. NUNCA havia lido nada parecido com esse livro, ele é surpreendente.

A autora – Graciele Ruiz – conseguiu criar algo totalmente diferente. Já li que ela se inspirou em C.S. Lewis, J.R.R. Tolkien e George R.R. Martin, mas eu não encontrei nada nesse livro que fosse igual ou mesmo parecido ao que esses autores escrevem, ela teve uma imaginação que, confesso, tenho inveja.

O livro conta a história de Lícia, uma menina que sofreu muito após a morte de seu avô, mas que decide cumprir a última promessa que lhe fez: ir atrás dos guardiões das chaves.

“Os cabelos eram da cor do fogo e em suas veias corria o vento. De suas costas brotavam asas e seus olhos dourados de águia alcançavam longas distâncias. E, por mais estranho que soe, ela era uma garota normal. Era.”

A história se passa no planeta Datahriun, onde tudo parece perdido nos dias atuais. Seus habitantes são criaturas mágicas, ele é dividido em nove continentes cada um deles habitado por um clã com poderes diferentes.

Tudo começa no ano de 423, quando uma caixa dourada com chaves e de um poder desconhecido foi encontrada nas montanhas de Taon pelo maior mago de todos os tempos Selaizan – O Senhor da Luz. De acordo com as histórias, Selaizan guardou as chaves e as protegeu em um templo até que, por infelicidade do destino, o mago foi terrivelmente assassinado e, em seu último suspiro, mandou uma chave para cada parte do mundo, mas essas pessoas teriam o coração puro e seriam cada uma de clã diferente.

“-A verdade é esquecida com o tempo...”

O avô de Lícia era um dos guardiões e próximo à sua morte decide confiar esse segredo à Lícia e fazê-la prometer encontrar os outros guardiões para que, juntos, eles possam salvar Datahriun, pois o mundo esta morrendo.

Lícia parte em sua jornada e depois de muitas escolhas boas e ruins, buscando os guardiões, sofrendo, ficando em lugares nunca imagináveis, batalhando com pessoas fortes e se machucando, ela consegue encontrar pessoas que irão ajuda-la e juntos eles partem para uma jornada por toda Datahriun, mas, será que eles conseguirão juntar todas as chaves e salvar o mundo?

“Os erros cometidos quando você não dá ouvidos à razão, e sim à emoção, podem ser os piores, os que deixam as maiores cicatrizes. No entanto, são aqueles dos quais, mesmo assim, você não se arrepende – e, se tivesse a chance, faria tudo de novo.”

É um livro fascinante, não há palavras para descrevê-lo, eu me apaixonei pela história da Lícia, por Datahriun e eu adoraria morar lá e viver uma aventura com a Lícia. Mal posso esperar a continuação para saber se Lícia terá sucesso em sua jornada, se ela conseguirá salvar Datahriun.

Gostaria de parabenizar a autora – Graciele Ruiz – pela linda e fascinante história que ela escreveu e, aproveitar aqui, para lhe pedir: Por favor, publique logo a continuação!! Rs


site: http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/2014/03/o-senhor-da-luz.html#comment-form
comentários(0)comente



Farinha 29/01/2016

Universo bem construído, escrita deixou a desejar
Não vou dar spoiler do livro, nem falar muito sobre o resumo da história, pois as outras resenhas já fizeram isso.

A meu ver, o livro tem de pontos positivos: o universo é muito bem construído, os conceitos dos países, dos poderes e dos personagens são bastante complexos. O livro tem muitas referências ao universos de Avatar (animação, não o filme) e Senhor dos Anéis, e a autora criou um ambiente de fantasia cheio de possibilidades para novas histórias. O ritmo também é bom.

Mas minha nota baixa se deve aos pontos negativos do livro:

1) Revisão: A quantidade de erros no livro é grande. Desde erros de português até vírgulas e palavras no lugar errado, concordância, etc. Faltou um revisor profissional dar uma olhada no texto para deixá-lo aceitável. Seria mais fácil entender se fosse uma publicação independente, mas por ter uma editora envolvida, esses problemas deveriam ser bem menores.

2) Repetições: quando calculadas, são positivas, mas o livro me fez sair da história diversas vezes por causa de repetições completamente desnecessárias. Isso acho que também faz parte da falta de revisão. Exemplo (começo do capítulo 10): "Ao *longe*, podia ver ao *longe* luzes, fogo, mas não se importava, estava *longe* demais para encontrá-lo." Além disso, há muitos usos da palavra "extremamente" e das expressões "tentou", "começou a" (começou a andar, depois começou a falar e então começaram a voar...etc). O problema não é haver repetições, mas o excesso.

3) História: A história é toda bastante conveniente, as coisas acontecem exatamente onde precisam acontecer, e as ações simplesmente não tem consequências. Os encontros são perfeitamente calculados, tudo dá sempre certo, por acaso a pessoa que eles precisam encontrar por causa da missão é também a pessoa que conhece um segredo milenar para ganhar um novo poder, etc. Não há nenhum conflito sério entre os personagens (inclusive, na única oportunidade de conflito entre as protagonistas, uma delas mentiu, a outra acreditou, e ficou por isso mesmo).

4) Escrita: Achei a narração muito descritiva e pouco intimista, não entrando muito na cabeça dos personagens. O livro apenas vai falando "aconteceu isso, depois aconteceu aquilo, e depois ela se sentiu assim, e depois aconteceu aquela outra coisa". Isso me impossibilitou de me importar muito com os personagens, pois não sinto que conheço eles. Todos eles na verdade, parecem ser espectros da mesma pessoa, o narrador. Todos os protagonistas falam igual e pensam parecido, apesar de terem vindo de lugares muito diferentes.

Em suma, gostei do livro pelo universo que foi construído, e apesar dos defeitos, me interessei em ler até o final. É um bom livro pra ler numa tacada só, a história é bem fluída e rápida. Digo isso porque não gostaria de ser mal interpretado, minha crítica é na esperança de que alguém envolvido no processo leia isso e de que o próximo livro seja melhor que esse, pois a história tem MUITO potencial, e precisamos de mais talentos brasileiros investindo em escrever literatura de qualidade :)

Abraços o/
comentários(0)comente



Karina 03/08/2015

Resenha | O Senhor da Luz - A Saga de Datahriun - Graciele Ruiz
Livros de fantasia, são os meus favoritos e admito que leio muitos livros estrangeiros neste gênero. Porém chegou a vez de um nacional tomar conta dos meus pensamentos. Imagine um planeta bem semelhantes ao nosso, com seres mágicos, alguns com asas outros com escamas. Dragões que podem entender e se comunicar com seus donos. Seres que podem viver mesmo já estando mortos. Nove clã com características diferentes compartilhando um mesmo planeta, buscando cada qual sua filosofia de vida para manter uma sociedade. Imagine agora muita aventura, ação, emoção junto com todos estes quesitos e terá o Senhor da Luz.

Após a morte de seu avô Lícia, a personagem principal começa sua grande jornada pela busca das chaves da caixa mágica de Selaizan ( O Senhor da Luz - O maior mago de todos os tempos) para salvar o seu planeta, Datahriun. A medida que avança em seu caminho a moça faz amigos, porém também enfrenta muitos perigos. Encontrar os outros guardiões das chaves é como achar uma agulha no palheiro o que dificulta sua missão. Os Marcantes acontecimentos faz com que a jovem garota evolua e se torne uma grande guerreira ao passar as páginas.

Diria que "O senhor da Luz" traz aspectos genuínos em sua narrativa. O que move Lícia é sua vontade de cumprir o último pedido do seu avô, por amor a um ser querido, por amor a sua nação ela deseja conquistar seu objetivo. Além de sua pureza que se faz presente ao logo de toda a história.
A amizade entre Nahya e Lícia é um ponto em destaque, ela é quase tão forte quanto o laço que uni Nahya e seu dragão Layer deixando tudo mais mágico.

Enfim Eriel surge para acrescentar de maneira encantadora ainda mais. Me peguei diversas vezes imaginando este personagem. E quando finalmente parece que teremos um romance es que aparece a palavra...Continua.

Senhorita Graciele Ruiz por favor estamos esperando por mais uma grande aventura! Para quem ainda não conhece está linda e mágica obra da autora vale apenas conferir! Datahriun aguarda por você!
comentários(0)comente



Luana Dorneles 24/03/2020

Lícia sai em uma jornada para encontrar as 5 chabes e seus guardiões para unir e restaurar o equilíbrio de Datahriun.
comentários(0)comente



Ray 01/03/2014

Resenha - O senhor da Luz

19:20 horas de Sábado (01/03/14)

Eu acho incrível o poder que esses autores tem de nos deixar desesperadamente curiosos. Primeiramente Graciele, meus parabéns pelo belo trabalho, sua imaginação e incrível, eu amei conhecer uma parte de Datahriun.
Por Dathan eu preciso da continuação, preciso saber o que vai acontecer com eles ! Gente essa história e incrivelmente surpreendente, tem fadas, dragões, feiticeira, e inúmeros outros !
A história começa com a Jornada de Lícia, a garota do vento, e a cada página fica mais surpreendente, e uma história envolvente e muito emocionante que nos faz querer ler e não parar mais. Me surpreendeu demais, e eu to morrendo de curiosidade pra saber o que vai acontecer, por tanto Graciele, lance logo seu próximo livro. Super recomendo, leitura gostosa e maravilhosa !

Nota: 10 ♥

Ráyca de Oliveira

site: http://quaseumabiblioteca.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Alessandra @euamolivrosnovos 03/06/2014

Super Fantástico!
As literaturas fantásticas sempre me encantaram, ainda mais quando todos os seus elementos são criados dentro de um mundo imaginário. Com isto quero dizer que a autora inventou um mundo único para inserir sua história, Datahriun, que, digamos de passagem, possui três luas.

Não vou descrevê-lo por completo, até porque é extremamente complicado. O que você precisa saber é que nesse mundo existem vários clãs, cada qual com um poder único, divididos em um vasto território.

Há muitos anos, foram encontradas cinco chaves não muito longe de uma bela caixa de ouro que emanava poder. Sabe-se que um glorioso mago chamado Selaizan - O Senhor da Luz - escondeu essas chaves e a caixa em um templo. Infelizmente, o mago acabou sendo assassinado, mas antes disso enviou cada chave para uma pessoa de coração puro em alguma parte de toda Datahriun por meio de sua magia branca.

Muito tempo depois aparece Talled, um Espírito Renegado, leal à Feiticeira de Trayena, que está em busca destas relíquias, para que sua Senhora desfrute desta força incomum e às comande com sua magia negra.

A saga começa com Lícia, uma garota de um clã chamado Kan, que domina o elemento vento e, é claro, possui belas asas. Após o falecimento de seu avô, que a alertara de que ela era a guardiã de uma das chaves, a menina deixa seu lar na esperança de recuperar tais artefatos e encontrar os outros guardiões.

Lícia passa por diversas provações até encontrar Nahya, uma garota de Akinus, dominadora do fogo, e Layer, fiel companheiro de Nahya, que é nada mais nada menos que um belo dragão. As duas decidem juntas ir em busca das chaves perdidas e em seu encalço encontra-se Talled.

Após uma fuga da Floresta Vermelha, onde se encontrava a casa de Nahya e seus pais, as meninas se veem obrigadas a deixar o clã de Akinus quando os protetores da cidade resolvem perseguí-las implacavelmente. Layer, carregando as duas meninas, precisa atravessar a imensidão do mar para chegar a Taon, terra dos dominadores de cristais, mas não sem antes passarem por maus bocados em uma terra amaldiçoada.

No fim desta história, que só está começando, Lícia aprende uma capacidade que desconhecia e reencontra um jovem rapaz que a ajudou em uma pousada chamado Eriel. Coincidências a parte, Eriel é também um guardião das chaves, filho do rei de Taon, que teve o trono usurpado por seu invejoso irmão.

Uma grande batalha se inicia quando Talled, aliado com o usurpador, está às portas de Taon para recuperar as chaves. E no fim de tudo isso ... você vai ter que ler para descobrir.

site: http://euamolivrosnovos.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Lethycia Dias 06/12/2018

Uma grande jornada
Quando seu avô morre, Lícia assume a missão de percorrer o planeta Datahrium em busca das chaves de Selaizan, objetos raros e muito valiosos capazes de recuperar o equilíbrio da vida em seu mundo. Ela já possui uma das chaves e precisa protegê-la e encontrar as outras quatro.
Datahriun é habitado por diferentes clãs, cada um com características e poderes diferentes. Lícia, que é de Kan, tem asas e controle sobre o vento. Usando suas habilidades, Lícia inicia sua viagem, logo encontrando e fazendk amizade com Nahya, do clã do fogo, e seu dragão Layer.
A construção de mundo nessa história é bastante rica. Ao longo de sua jornada, Lícia se depara com dragões, fadas e outras criaturas míticas, além de um espírito renegado. A lógica dos clãs determina as vidas das pessoas e as relações políticas e diplomáticas entre as diferentes regiões de Datahriun. Lícia é impulsiva porém tem uma boa intuição sobre várias situações.
No início, eu estava um pouco perdida na ambientação desse planeta, mas logo compreendi o básico, me apeguei aos personagens e minha curiosidade com a história só aumentou. No fim, as coisas acontecem muito rápido fazendo a gente querer ler sem parar; e de quebra, Graciele Ruiz ainda entrega pra gente a expectativa de um envolvimento romântico pra se desenvolver no próximo livro.
O Senhor da Luz foi meu retorno à fantasia depois de quase dois anos afastada do gênero, e foi muito bom esse retorno com um livro nacional. Adorei conhecer Datahriun, os clãs, a amizade de Lícia e Nahya e as lendas contadas a longo da história. Recomendo demais essa fantasia nacional e já quero ler a continuação!

site: https://www.instagram.com/p/BrBakBkAcUF/
comentários(0)comente



Ro Angarten 14/05/2014

[RESENHA] O SENHOR DA LUZ - GRACIELE RUIZ
Fui apresentada a este livro pela fanpage da Mari Scotti que comentou sobre ele. Achei a capa intrigante e o nome mais ainda e, assim, ele entrou para minha lista de leitura (mesmo sem ler a sinopse).


Confesso que foi a leitura mais “chiclete” que tive nos últimos tempos. Peguei o livro e só desgrudei quando chegou na última página e ainda fiquei um tempo pensando “onde eu coloquei a continuação?”. Só aí lembrei que ainda não foi lançada. São raros os livros que me prenderem assim, mas não tinha como largar Lícia sozinha, ainda mais que ela é um para-raios para confusão, kkkkkkkk

Datahriun é um planeta belíssimo, dividido em nove continentes, cada um deles habitado por um clã com poderes diferentes. O planeta vem passando por alterações climáticas extremas, que estão transformando a paisagem e a vida de seus habitantes. Florestas estão desaparecendo, lagos secando, vulcões entrando em erupção e os desertos aumentando.

Ao que tudo indica o planeta está caminhando para sua destruição. E tudo começou quando Salaizan, o Senhor da Luz, foi derrotado pela Feiticeira de Trayena. Quando Salaizan morreu, ele enviou cinco chaves para uma pessoa de coração puro de cada clã. Essas chaves abrem a caixa do deus Datah, o deus da luz e da vida, o único meio de salvar o planeta.

Lícia sempre teve uma vida simples ao lado do avô, sua única família, no clã Kan. Mas, quando ele morre, ela se vê obrigada a cumprir seu último desejo. Também como uma forma de não ficar se lastimando e com pena de si mesma, Lícia decide partir imediatamente.

Continue lendo...

site: http://cladassombras.blogspot.com/2014/05/resenha-o-senhor-da-luz-graciele-ruiz.html
comentários(0)comente



SAMUEL 11/03/2014

Fantástico!
Além de ser o primeiro livro da autora, “O Senhor da Luz” também é primeiro de uma série: A Saga de Datahrium. E já em sua estréia no mundo literário Graciele Ruiz nos brinda com uma história belíssima, contada com primor, cheia de elementos fantásticos e humanos.

Lícia é uma jovem, praticamente uma menina, que é tirada de seu mundinho e lançada em uma missão sem precedentes. Ingênua e despreparada, se vê perdida em uma jornada a qual jamais imaginara.

O Senhor da Luz tem todos os elementos costumeiros de uma fantasia clássica. Você encontrará dragões, magos, bruxas, fadas, criaturas assustadoras e cenários diversos e fantásticos. Mas Graciele consegue se destacar com uma escrita extremamente competente, com uma criatividade bem dosada em uma narrativa que ora é doce e sublime, ora sombria e carregada de tensão.

A autora soube guiar uma grande história sem recorrer aos atalhos fáceis, como romances melosos e adolescentes. Há uma pitada de romance, mas bem de leve, e bem longe do cerne da história.

Na jornada da protagonista, conhecemos diversos personagens, uns passam só de passagem, outros ficam na história e acompanham nossa heroína em sua missão que parece impossível de ser cumprida.

Com o passar das páginas – que, diga-se de passagem, passam voando – testemunhamos a evolução de Lícia, e como sua ingenuidade é, aos poucos, substituída pela maturidade e conhecimento maior do mundo. A garota passa por dilemas éticos, encara a morte de frente, encara ameaças terríveis e aprende muito sobre o mundo em que vive e sobre ela mesma.

Outro golpe de mestre foi o vilão da história. Visto que trata-se de uma série, Graciele foi muito feliz em enfatizar um vilão que apenas representa um mal maior, deixando a história dinâmica, sem precisar guardar a grande batalha para os próximos livros, além de garantir que a continuação não será repetitiva ou maçante, como acontece eu muitas series literárias da atualidade.

O desfecho é eletrizante, cheio de surpresas e reviravoltas. Cenas de ação de tirar o fôlego, descritas com uma destreza exemplar.

O Senhor da Luz é uma grade obra, e sua continuação já é mais que aguardada. Graciele Ruiz mostra que chegou ao cenário literário para ficar, e nos brindar com mais e mais obras fantásticas.


site: http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/2014/03/resenha-o-senhor-da-luz-graciele-ruiz.html
comentários(0)comente



Ju Vogel - Nemeton dos livros 06/02/2019

O senhor da Luz
"Os cabelos eram da cor do fogo e em suas veias corria o vento. De suas costas brotavam asas e seus olhos dourados de águia alcançavam longas distâncias. E por mais estranho que soe, ela era uma garota normal. Era..." Datahriun é um pequeno planeta, onde habitam criaturas mágicas e seres poderosos. Este planeta é constituído de nove continentes, sendo cada um deles habitado por um clã com poderes diferentes.

Nesta saga conhecemos Lícia, uma jovem que perdeu os pais na guerra e vivia com seu avô no vilarejo de Kan.

Logo no início da história, Lícia está muito triste pois seu avô acaba de falecer. Porém, ela precisa ser forte, pois seu avô a deixou uma missão muito importante.

Antes de morrer seu avô lhe contou que era o guardião de uma das cinco chaves que o mago Selaizan, o Senhor da luz, distribuíu entre os clãs; cada uma para uma pessoa de coração puro e de um clã diferente. Essas chaves abrem a caixa que tem o poder de restaurar o equilíbio de Datahriun.

Lícia então parte na difícil tarefa de localizar os outros guardiões. Mas no meio do caminho encontrará muito inimigos, principalmente Talled, um espiríto renegado que trabalha a serviço da feiticeira Trayena que quer as chaves para si. Mas, é claro, que Licía também encontrará aliados na sua missão.

Esse livro é maravilhoso, tem muita magia, ação, amizade e amor.

Já estou super ansiosa pra ler a continuação!

Amei os personagens e a escrita da autora, que nos envolve do início ao fim.

#senhordaluz #datahriun #gracieleruiz
#bookstagram #books #livros #instabooker #igliterario #instagramliterario #amoler #booklover #fantasia #resenha #instabook #book #nemetondoslivros

site: https://www.instagram.com/p/BnE9418D4RW/
comentários(0)comente



37 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3