O Capítulo do Julian

O Capítulo do Julian R. J. Palacio




Resenhas - O Capítulo do Julian


63 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Camille 20/10/2014

Incrível e emocionante. - Beletristas.com
Quando soube dessa novela, fiquei muito curiosa. O motivo é bem óbvio: saber o lado do Julian? O garoto que nem pensava duas vezes antes de ser maldoso com Auggie? Por favor, eu quero!

E é exatamente isso que o livro propõe e cumpre: os motivos, razões e sentimentos vividos por Julian, o garoto que nos deixou com raiva enquanto líamos Extraordinário.

Mais uma vez, R.J. Palacio surpreende, isso porque Julian não é mesmo um garoto mal. Ele é novo, popular e finalmente se livrou do medo que seus pesadelos o faziam sentir.

Talvez "medo" seja uma palavra fraca para o que ele sentia. "Terror" é a mais adequada. Então, quando Auggie entra na escola, bom, Julian se assusta. Como as demais pessoas, entretanto, ele não consegue simplesmente seguir em frente.

Porque toda vez eu deita para dormir, morre de medo. O Capítulo de Julian mantém a narrativa contagiante e é contado por ele mesmo, mostrando um lado sensível e tão realista quanto.

Apesar de ter gostado do que tinha lido até então, admito que o final me surpreendeu muito, fez o coração bater mais rápido enquanto estive vivendo outra época pelos olhos da avó de Julian.

Foi perfeito entender como ele conseguiu reconhecer e assumir seus erros, o quão corajoso foi para mostrar um lado que sequer os pais queriam admitir que existia. Foi realmente lindo.

O Capítulo de Julian aqueceu o coração, me arrancou um suspiro e, sim, quase deixei escapar uma ou outra lágrima. Ninguém é perfeito, nem Auggie, nem Julian, nem a avó dele, nem seus pais.

Nem eu e nem você. Mas isso importa? Com certeza não.
comentários(0)comente



Jamil 18/02/2015

Simplesmente Extraordinário
De mais popular para mais odiado. Foi assim que o mundo de Julian ficou após conhecer August Pullman. Para aqueles que leram Extraordinário e ficaram com raiva de Julian, esse livro vai fazer você mudar um pouco de opinião.
O livro é basicamente a mesma história de Extraordinário, mas com a visão de Julian. Saberemos, portanto, o outro lado da moeda. O motivo que fez Julian agir do jeito que agiu, o porquê dele não ter ido na viagem com os colegas e o que fez ele mandar a carta com pedidos de desculpas à August. Conheceremos, também, o passado da avó de Julian que tem um importantíssimo papel para o desfecho da história.
Enfim, um livro que vai fazer você rir, se emocionar e refletir. Com certeza, é um dos melhores livros que já li esse ano. Recomendadíssimo.
comentários(0)comente



kkmoreno 04/06/2020

Bom x Mau
Achei bem interessante por mostrar os sentimentos de Julian em relação a toda a situação que viveu com August. Mostra que ninguém é de todo mau ou de todo bom! E na vida temos que aprender a ver as coisas dessa forma se quisermos uma vida mais leve!
comentários(0)comente



Liz 24/04/2020

Emocionante. Nos faz refletir sobre erros.
O Capítulo de Julian conta os fatos acontecidos em Extraordinário só que com a perspectiva de Julian, o menino que praticava bullying com Auggie.

Me surpreendi muito com esse livro. Traz a tona reflexões muito pertinentes sobre remorso, erros e perdão. No decorrer dos capítulos podemos perceber o amadurecimento de Julian e o reconhecimento dos seus erros.
Fiquei extremamente decepcionada com as atitudes dos pais de Julian, já que eles, (em especial sua mãe) sempre tentavam justificar suas atitudes, banalizando e normalizando suas crueldades. Incluse, acho que boa parte de suas ações foram influência de uma superproteção familiar, com um toque de maldade infantil.

A história de sua Grandmère me tocou muito e me levou a pensar em todas as negligências que já cometi. Julgar uma pessoa por sua aparência ou deficiência é uma maldade horrível, que me deixou de coração partido. Enfim, me emocionei muito com a história e com o esclarecimento que Julian teve.

R. J. Palacio soube transcrever divinamente bem os pensamentos de uma criança, além de deixar claro o quanto os pais tem influência na formação pessoal e as consequências que essa falta pode ocasionar.
comentários(0)comente



Anna.Guerra 11/06/2020

O outro lado da história
Há alguns anos li "Extraordinário" e me lembro bem do encantamento que fiquei com a história, por mostrar várias versões de uma mesma história sobre inclusão. Um tempo depois que li, lançaram o filme, mas só fui assistir esse ano na Amazon Prime e acabei me encantando com a história de novo. Pensei "seria legal se tivesse a versão do Julian né? E me surpreendi ao encontrar.

Amanheceu chovendo e eu estava com vontade de me engajar em alguma leitura leve, então decidi lê-lo hoje mesmo. Foi uma leitura curta mas prazerosa. Na parte do "antes", senti que não acrescentou muito à história original, pois quase tudo eu já havia notado. No entanto, a construção do contexto do personagem é importante para explicar os acontecimentos (mas não justificar). Achei interessante a história que a Grandmère contou, mas senti dificuldade em encaixá-la no livro original, pois parece ser uma realidade muito distante, apesar de sabermos que tais eventos históricos deixaram marcas até hoje.

A melhor parte, para mim, foi no "depois", onde os adultos começam a enxergar que eles também erraram. Precisamos aprender a assumir nossos erros e usá-los para evoluir.

Em suma, foi uma boa leitura para passar a manhã e relembrar como é ler muitas páginas sem nem notar.

site: https://www.instagram.com/p/CAQY_4yJzKe/
comentários(0)comente



MiCandeloro 17/10/2014

Simplesmente demais!
Julian era um menino feliz. Muito popular no colégio, virou uma referência do que era ser um aluno descolado, engraçado e querido pelos professores. Adorava fazer piadinhas com as meninas, zoar com os meninos e inventar moda. Certo dia foi convidado pelo Sr. Buzanfa para integrar um comitê de boas vindas, junto com Jack e Charlotte, para recepcionar um garoto novo na escola.

Sua mãe, Melissa, ficou exultante de Julian ter sido escalado para tamanha honrosa tarefa. Mal sabia Julian que sua vida estava prestes a mudar em razão desse primeiro encontro. Julian já tinha ouvido falarem que August não era "normal". Parecia que o menino tinha uma deformidade facial e por isso que o Sr. Buzanfa queria que as crianças o recebessem antes das aulas recomeçarem, para que Auggie se sentisse aceito e se familiarizasse de antemão com o ambiente escolar.

Até aí, nada demais. Mas nem em mil anos Julian poderia imaginar que o rosto de Auggie fosse "daquele jeito". Provavelmente, nada do que as pessoas poderiam lhe contar o preparariam para "aquilo". Quando Julian conheceu Auggie, ele só queria sumir. Queria nunca mais precisar olhar para o colega. Às vezes, queria que Auggie nunca tivesse nascido. Cruel, não?

Mas o que nós não sabíamos quando lemos Extraordinário é que Auggie de certo modo assustava Julian. Por causa de August, Julian voltou a ter pesadelos e crises de ansiedade, transformando a sua vida, até então perfeita, numa grande confusão. Com raiva, Julian começou a descontar suas frustrações em Auggie, tornando a vida da criança um inferno.

Afinal, será que Julian era realmente um menino mau, ou apenas estava perdido, sendo mal orientado e com isso, escolhendo o pior caminho para se trilhar?

Bom, para descobrirem, vocês terão que ler :)

***

O Capítulo de Julian é um pequeno conto, lançado apenas em ebook pela Editora Intrínseca, que veio para complementar os profundos ensinamentos compartilhados por R.J. Palacio em seu primeiro livro, Extraordinário, que conta a história de August, um menino que sofre de severas deformidades faciais e que precisa matar um leão por dia para viver num mundo que não lida bem com o diferente.

Desde que soube do lançamento deste ebook, lá na Bienal, obviamente que fiquei enlouquecida para ler. Eu queria saber o lado da história de Julian, descobrir por que ele tinha sido tão perverso com Auggie e Jack e tentar entender as suas atitudes, se é que isso era possível.

Pois bem, devo confessar que durante boa parte da obra fiquei simplesmente atônita com tudo que li. Estava prestes a fazer uma baita resenha negativa porque me choquei ao encontrar uma história que meio que contradizia tudo que aprendemos em Extraordinário. Aqui, me deparei com Julian, um menino que não só sabia que o que estava fazendo era errado, como não sentia nenhum remorso em relação as suas atitudes.

Julian, assim como a bitolada da sua mãe, tentava insistentemente justificar seus atos e ainda meio que ridicularizava quem pensava o contrário, dizendo que tudo não passava de brincadeira e que as pessoas precisavam relaxar mais e deixarem de ser tão sensíveis! Oi? É sério que R.J. Palacio deixaria tudo por isso mesmo? É claroooo que não! Mirelle besta, como você pôde pensar isso de uma autora tão brilhante?! Já devia imaginar que lá vinha Palacio nos dando um tapa com luva de pelica.. pois é..

De início, achei mesmo que a autora estava tentando pormenorizar a situação de Julian, nos mostrando que as coisas não eram tão ruins assim. Depois pensei que ela tinha feito de propósito, para odiarmos Julian ainda mais e continuarmos repudiando seu comportamento. Mas não, seu golpe foi de mestre. Entendi que o intuito de R.J. foi nos mostrar que não temos o direito de julgar ninguém, estando ele certo ou não, principalmente sem sabermos o que se passa com a pessoa e quais demônios ela enfrenta no seu íntimo.

Julian fez coisas muito cruéis e, na minha opinião, nada será capaz de justificar suas escolhas ou amenizar as suas atitudes. Jamais será possível comparar as dificuldades vivenciadas por Julian com as de Auggie a ponto de me fazer sentir pena de Julian. Mas no fim, ninguém está livre de cometer erros, e o que diferencia as boas das más pessoas é o que elas fazem depois de errar. Infelizmente nessa vida nem todos aprendem da maneira mais fácil. Alguns precisam sofrer e errar muito até que a ficha caia em algum momento. O problema é que nem sempre isso acontece. Mas enfim.

R.J. me presentou com um final de arrancar lágrimas e com uma lição de vida talvez ainda mais preciosa do que ela nos passou em Extraordinário, porque aqui, vemos a vida pela perspectiva do agressor, entramos na cabeça dele, compreendemos melhor o ocorrido e somos capazes de vislumbrar o ambiente que o rodeia e de entender o porquê de Julian agir assim.

Infelizmente nos colégios de hoje em dia às vezes é moda ser valentão, e por isso que O Capítulo de Julian é tão importante para a meninada, porque eles precisam entender que quem é vítima de bullying leva cicatrizes para a vida e que quem é o agressor tem o direito de se arrepender dos seus atos, de se redimir e de mudar. Não é fraqueza admitir suas próprias falhas, ao contrário, é preciso muita coragem para assumir as responsabilidades. E quem não tem teto de vidro que atire a primeira pedra.

"Um erro não define quem você é, Julian. Entende? Você pode simplesmente fazer a coisa certa da próxima vez."

Por mais que eu seja viciada em ebook, fiquei triste por este conto não ter sido lançado em formato físico, já que devia ser leitura obrigatória nas escolas do mundo todo. A gentileza tem que ser disseminada e os abusos têm que parar. Digam não à violência e tentem aprender a viver num mundo menos hostil.

Leiam O Capítulo de Julian e abram seus corações para o diferente. E lembrem-se: "Seja gentil, pois cada pessoa que você encontra está travando uma grande batalha. Ian Maclaren."

Resenha originalmente publicada em: http://www.recantodami.com/2014/10/resenha-o-capitulo-de-julian.html
comentários(0)comente



Camila A. Meireles 11/01/2016

Amei
Esse livro prova que: ninguém é inteiramente mau, há todo um lado que não conhecemos.
comentários(0)comente



Jully 22/06/2020

Verdadeiramente me surpreendi... Demorei a ler pois de inicio vc fica muito irritado com a atitude de Julian, e o fato dele não entender genuinamente o que tinha feito... Mas o final é emocionante!!! Vale muito a pena!!
comentários(0)comente



Alê 02/03/2017

Impressionado
Eu achei que o livro seria bem bobinho e que mostraria o lado de um personagem já conhecido no livro principal. Mas Julian se mostrou muito mais do que era em "extraordinário". Eu fiquei bem impressionado com a quantidade de carga que a autora consegue dar ao personagem, você realmente sente o peso na narrativa e começa a repensar os seus atos. Não posso deixar de acrescentar a história magnífica do nazismo que se enquadrou perfeitamente no livro. Que fim fantástico.
Leo 30/07/2017minha estante
Socorro, digo o mesmo, achei fantástico




Juh 16/05/2020

Incrível
Uauuuu...To chocada como um livro infanto-juvenil e curtinho tem tanto a ensinar e emocionar. Sério coloquei esse livro na lista apenas como complemento de Extraordinário (que também é um livro ótimo!) mas achei lindo e recomendo a todos para ler. Acho que foi o primeiro livro que realmente me emocinou. Leiam adultos, crianças e adolescentes!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Kah Cruz 18/06/2015

Cada vez melhor!
Quando comecei a ler esse livro achei que jamais poderia me emocionar tanto quanto o "Extraordinário". Imagina se uma história secundária conseguiria ser tão perfeita a ponto de se igualar a principal?
Mas esse livro é!! É uma coisinha fofa!! Curtinho, li em 2 horas e me vi chorando novamente, agora pelo Julian, que deveria ser o "vilãozinho" da história toda.
Saber a versão dele não o faz menos pior, menos cruel e não justifica o bullyng, mas nos apresenta um Julian pré-adolescente, com seus sentimentos e impulsos à flor da pele, o que nos faz sentir até um pouco de peninha dele.
Gosto de acreditar que as pessoas podem mudar. Gosto de histórias que nos apresentam isso!! E nessa tem tudo. E tudo escrito lindamente!


comentários(0)comente



kaka 12/07/2015

simplesmente extraordinário
sem palavras, mais que perfeito, realmente o capitulo que que faltava dessa historia.
nao tem o que dizer apenas maravilhoso,
gentileza gera gentileza.
comentários(0)comente



cinthia 05/04/2016

Confesso que senti vontade de chorar quando a avó dele contou a história da vida dela.porque até então a unica coisa que fazia sentido é que ele havia sido um garoto mimado e futil.
comentários(0)comente



63 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5