Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo

Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo Benjamin Alire Sáenz




Resenhas - Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo


168 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Neylane 25/06/2017

Entrou pra lista dos favoritos
Li em um dia e ME APAIXONEI. Esse livro foi tão bom que marcou o dia 24 de junho de 2017 pra mim, deixou o dia especial. A história de Ari e Dante é contada de um jeito tão bonito que nas primeiras páginas eu já conseguia entender porque tanta gente gosta desse livro. Assim que eu terminei fui stalkear o autor e vi que VAI TER UM FILME e melhor ainda VAI TER UMA CONTINUAÇÃO!! Quem leu já sabe que o final deixa a gente querendo mais, então eu to muito feliz porque vai ter mais!!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



gabrielrjf 14/06/2017

Então eu li...
Sinceramente.... todos falavam desse livro e então eu li.

Minhas expectativas estavam a 1000.. e este é o típico livro que vc consegue ler em um dia. Só que...

... Não rolou comigo. Não me achei conhecendo bem os personagens, não achei que havia uma trama ou algum propósito naquelas páginas.

É um livro que apenas tem diálogos e frases de efeito. Não tem história nenhuma praticamente.

Muitos dizem ser bem melhor que Simon vs agenda! Só que nunca em todos os segredos do universo ele consegue superar. Não achei "fofo", legal ou cativante... o que poderia ser lido em um dia se arrastou por mais tempo que isso!

Se tivesse que resumir em uma palavra seri: chato!
comentários(0)comente



luiza 26/05/2017

Simples e belo.
"Outro segredo do Universo: às vezes, a dor era como uma tempestade que vinha do nada. A mais clara manhã de verão podia acabar em temporal. Podia acabar em raios e trovões."

Queria dar todas as estrelas do mundo pra esse livro
comentários(0)comente



Dani 21/05/2017

Livro surpreendente e maravilhoso!
Amei esse livro! Estou simplesmente apaixonada por essa história.
Eu amei a escrita do autor, em alguns momentos é um tanto poético. Achei bem diferente do que tô acostumada.

Aparentemente, é uma história "despretensiosa" mas, ao mesmo tempo, ela tem sua importância. Amei conhecer o Ari e o Dante. Amei ver a construção da amizade deles. O modo como eles se completam. E o modo que eles amadurecem e crescem juntos. E assim, descobrem os segredos do universo.

É lindo.
É fantástico.
É maravilhoso.

Mal acabei de ler e já tô com saudades. Kkkkkk
Com certeza, é um dos favoritos de 2017.
comentários(0)comente



Oton 19/05/2017

Sobre o dizer das coisas
Um livro sobre silêncios cheios de significado. Sobre as coisas não ditas. Sobre a estranheza dos sentimentos e permeado principalmente pela aceitação do que se sente e do que os outros sentem, mesmo em seu silêncio.

Como que a gente explica o que sente, o que dói? E como a gente aprende a respeitar o sentimento, mesmo quando ele é dor? Ou medo. E quando a gente nem sabe o que é?

Há algumas semanas entrei numa conversa com um amigo sobre amar e ser amado, sobre gostar de alguém. Como isso acontece. Chegamos à conclusão de que a melhor coisa que pode acontecer é não perceber o que está acontecendo.
Quando a gente pensa muito, a coisa se torna complicada. Quando a gente fala da coisa, quando a gente grita, quando a gente sabe o que é e nomeia, a coisa tem grandes chances de morrer, de se perder no seu próprio significado. As palavras são, normalmente, insuficientes. As palavras têm a capacidade de resolver tudo, mas resolvem pela simplicidade. E as coisas, por mais que gostemos de dizer que muitas vezes elas só são, não são simples.
Enfim... foi nisso que pensamos, meu amigo e eu.

Sinceramente comecei esse livro sem esperar muito, e acabei me surpreendendo com a simplicidade e sinceridade do que li. Recomendo.
comentários(0)comente



Rafa.Miranda 19/05/2017

Simplesmente apaixonado
Confesso que não esperava muito do livro. Achava Aristoteles muito tóxico e irritante. Dante, um fofo como sempre. Apesar dos capítulos pequenos (tornando uma leitura rápida) eu me prendi bastante no livro (e isso é raro de acontecer) e agora que terminei estou muito apaixonado. Apaixonado por Ari e Dante, apaixonado por essa amizade, apaixonado por esse amor.
comentários(0)comente



Adrya Ribeiro 17/05/2017

Ai, finalmente eu li. Faz tempo que quero ler, parece que esse ano é o ano dos livros lgbt's, estou tendo experiências muito boas.
Foi muito gostoso ver o Ari e o Dante se descobrirem e descobrirem o universo ao redor deles.
Sorri, chorei, fiquei triste e fiquei feliz.
Gostaria de um pouco mais, o final para mim, ficou um pouco corrido. Acho que pode ser porque vai ter mais um, não sei, mas gostaria de ter visto mais deles.
comentários(0)comente



Nathan Oliveira 06/05/2017

É bom, mas esperava um pouquinho mais.
Os capítulos são curtos e a escrita é bem simples o que contribui bastante para a fluidez da leitura. Os personagens são ótimos e todos têm um bom desenvolvimento. Dante e Ari são super-fofos e os diálogos entre si são realistas, as típicas conversas que os adolescentes têm hoje em dia. Apesar de em alguns momentos eu querer estapear a cara do Ari por causa de sua crise existencial e confesso que isso me irritou um pouquinho.
Em geral o livro é bom, mas confesso que após tanto burburinho esperava uma coisa mais digamos ''implícita''...achei que ia rolar umas cenas quentes mas me enganei hahahahha.
Ju 15/05/2017minha estante
Comecei hoje, esperava mais dos diálogos, mas ainda tem muitas páginas pra eu mudar de ideia ou não


Nathan Oliveira 15/05/2017minha estante
Sinceramente, eu também esperava. Mas no geral o livro é bom, vale a pena a leitura :)




Carla Cássia 18/04/2017

Um livro para se reler mil e uma vez.
Existe aqueles livros que vão te deixar impactado quando você terminar de ler. Esse sem dúvidas é um desses.

Aristóteles e Dante, nos traz uma narrativa em primeira pessoa, onde vemos o mundo pelos olhos de Aristóteles, mais conhecido como Ari. Sua vida não é ruim, porém há pequenos pedaços que Ari não consegue compreender. A forma que ele vai amadurecendo e entendendo as coisas ao seu redor é o que nos marca nessa história.

O crescimento que podemos acompanhar do protagonista é o real foco na história, para mim foi uma boa experiência ver como Ari ia processando cada uma das informações que lhe eram dadas. Sem duvidas você pode encontrar um jovem como o Ari ali na rua, e isso é incrível.

Quando Ari conhece Dante vemos que a amizade que se forma nos dias de verão é algo realmente especial para ambos. A forma como os personagens se identificam, e os pensamentos do narrador sobre a forma de pensar do amigo, é algo que vale a pena ler com calma.

Outra coisa que me agradou bastante na história foi o fato de ambos os personagens serem descendentes de mexicanos e como eles se viam por conta disso. Nós estamos sempre tão acostumados a ler sobre o garoto branco americano, que quando vem um jovem latino falando, sempre pensamos que será o secundário na história, mas nesse livro eles são protagonistas e isso é incrível. (Quero mais livros assim!!!)

Caso tenha gostado da minha opinião, veja outras resenhas no meu blog abaixo

site: http://www.blogcontracapa.com.br
comentários(0)comente



tati_loverock 17/04/2017

Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo é o primeiro livro que leio do Benjamin Alire Sáenz e posso dizer que foi uma encantadora surpresa. Estou completamente apaixonada por essa história, principalmente por ela se passar na década de 80. Fiquei muito comovida com a forma que o autor mostrou as dificuldades de crescer, como é complicado não saber exatamente quem somos, o que faremos e como o mundo parece uma incógnita quando só temos 15 e 16 anos. Como queremos experimentar coisas novas, e que nem sempre essas coisas acabam sendo legais e outras vezes são. Que é difícil entendermos os adultos e eles nos entenderem, como os problemas familiares podem nos afetar apesar de muitas vezes não conseguirmos compreender tudo. Adorei a delicadeza que ele mostrou quando abordou a descoberta da sexualidade e do primeiro amor, e como é necessário coragem para nos posicionarmos num mundo que ainda tem dificuldades de aceitar aquilo que não segue o padrão. Tenho que dizer que achei super fofo o relacionamento do Ari e do Dante, foi totalmente natural e espontâneo. Simplesmente amei!!!!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Gabi 14/04/2017

QUE HINO
Viva a diversidade e a representatividade!
comentários(0)comente



Pages and Seasons 06/04/2017

Eu vi nas redes sociais a galera comentando que este livro era "fofinho " e bem rápido pra ler, por isso, resolvi encarar. Estava tudo bem até as páginas finais, eu juro! O quê foi isso Brasil? Quanta emoção em 40 páginas! Eu nem estava prepara e, claro né, chorei baldes... A trama conta a história de
Aristóteles, Ari para os amigos, um jovem de 15 anos e muito menos feliz do que deveria. Sua mãe é professora e seu pai um ex-soldado com grande dificuldade para demonstrar afeto. O seu irmão mais velho não tem laços com os demais e seu nome é evitado dentro de casa devido a "muitas tretas", deixando Ari muito incomodado.
Ari, vivia sentindo pena de si mesmo, numa natural crise existencial da adolescência. Até conhecer Dante, o filho único de um professor e uma psicóloga, amado, sorridente (o oposto de Ari) que detesta sapatos e cheio de teorias sobre os segredos do Universo.
No decorrer dos meses a amizade cresce entre eles, sempre com Ari pessimista e Dan otimista, até que há uma reviravolta onde acontece um acidente e a proporção dos sentimentos mudam...
O rumo de nossos personagens começa a tomar forma com uma mudança de cidade inesperada de Dante. Apesar de ser provisória, ela serviu para o amadurecimento de ambos em âmbito afetivo.
Depois de um ano, Dante retorna, mas as coisas não estão exatamente como eram antes... E para não dar spoillers, eu apenas digo que a partir daqui o meu coraçãozinho apertou mais do que deveria.

Super recomento esse livro pra quem gosta de personagens com humor negro, mas,⚠cuidado⚠ pode ser contagioso.! .

Resenhado por: Elaine
comentários(0)comente



Carol 17/03/2017

Ari conhece Dante na piscina pública na cidade, aonde foi mesmo sem saber nadar. Dante se oferece para ser seu professor e, apesar de ser fechado a amizades e um pouco tímido, Aristóteles confia no outro garoto e aceita a oferta. A partir de então, suas histórias se entrelaçam cada vez mais.

Apesar de serem adolescentes, Dante mostra ser tudo “mais” que Ari. Dante é mais inteligente, mais seguro de si, mais espontâneo, mais corajoso, tem os pais mais legais (mas isso é só à primeira vista), lê mais livros… Enquanto Aristóteles não tem muita certeza de nada, seu pai ainda tenta superar traumas vividos na guerra e, por isso, não se abre muito com o filho, possui um irmão mais velho que está preso e é assunto proibido em casa, e não se dá muito bem com suas irmãs. Enfim, ambos possuem questões de vida muito diferentes.


***RESENHA COMPLETA NO BLOG***

site: http://anneandcia.blogspot.com.br/search?q=arist%C3%B3teles+e+dante
comentários(0)comente



168 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |