Um Ano Bom

Um Ano Bom Ana Faria




Resenhas - Um Ano Bom


18 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Nicole.Coelho 04/06/2017

Surpresa negativa
Esse livro me surpreendeu negativamente, um clichê sem um bom roteiro, tenta ser uma malhação para adolescentes, mas tem muitos livros com essa temática bons, que inclusive ficou claro que a autora tentou imitar. Tenta trazer uma inocência para a personagem principal que não corresponde muito com suas ações, o final já era previsível desse os primeiros capítulos. Querem ler livro adolescentes realmente bons vão ler Paula Pimenta, esse livro não tem nada de bom. Não vale nem a metade do preço absurdo que paguei, a diagramação também não é das melhores, tem erros grotescos.
Só quero expor minha opinião, são livros como este que fazem sentirmos um pouco de vergonha da literatura nacional.
comentários(0)comente



Marcelo.Santos 23/01/2017

Será que esse será um ano bom?
?? Resenha "Um ano bom" ?? Boa noite pessoal, tudo bom? Hoje a resenha é do livro Um ano bom da autora Ana Faria.
?
Christopher é um garoto do 3° ano, desejado por todas as garotas de sua escola. Mesmo sendo o rapaz mais bonito e popular nunca teve um relacionamento sério, mas tudo pode mudar com a chegada de uma novata em sua classe.
?
Clara foi abandonada pela mãe quando pequena e mora com seu pai. Seus cabelos são vermelhos, usa tênis all star e terá que se comportar o máximo esse ano para não ser expulsa novamente. Ao contrario do que parece, é muito inteligente, dedicada aos estudos e suas notas são ótimas. ?
A primeira vez que Clara viu o galã da escola ficou apaixonada, mas sabia que nunca conseguiria um namorado como aquele, era tudo ilusão, mas não imaginava que ele também a achou muito bonita e temia contar aos amigos e ser zuado. ?
Na medida em que vão se conhecendo, Clara fica completamente apaixonada por ele, mas não poderiam ficar juntos por causa da sua ex, uma menina muito bonita e popular, que não aceitava o termino do namoro e impedia que alguém o namorasse. A novata não queria confusão com ninguém e se aquela garota ficasse em seu pé perderia a cabeça. ?
Chistopher sempre a chamava para sair, mas a resposta era negativa. Eles se amam muito, mas ela não confia totalmente no rapaz e o sim de Clara pode lhe trazer alguns problemas.
?
Eu amei esse livro, a escrita é viciante, não conseguia parar de ler e terminei muito rapido. Ele aborda diversos temas: bullying, amizade, amor, sonhos, gravidez. Não queria que terminasse ?, super recomendo, você irá gostar muito. Comecei esse livro sem muita coragem mas me surpreendeu, acho que todos devem ler. Ele também me ensinou bastante coisas sobre Deus e de não julgar as pessoas pela aparencia. O livro merece ?? 5/5??? é perfeito.
?
??Ja leram? Comenta aí porq estou curioso ??
comentários(0)comente



Maria.Helena 12/12/2016

Um Ano Bom - Ana Faria
Christopher é um garoto muito bonito, praticamente todas as meninas caem aos seus pés. Quer ter um ano divertido, afinal, é o ultimo ano no ensino médio e quer ter ótimas recordações. Sua notas não são muito boas, mas sempre consegue recuperar e passar de ano. Na escola faz sucesso com as meninas, mas nunca quis um relacionamento sério. O máximo de tempo que passou foi com Jéssica, uma das garotas mais bonitas da escola. Mas, depois de um tempo, ele não se interessou mais, e decidiu terminar com aquilo. Ela, ao contrário, permaneceu apaixonada, achando que ele era dela e de mais ninguém.

A vida de Chris muda quando uma novata entra na sua sala. Acostumados a terem praticamente sempre os mesmos alunos na turma, aquilo chamou a atenção de todos... Mas o que mais chamou a atenção de Chris foi sua beleza incomum, mesmo com aqueles cabelos vermelhos, um estilo mais despojado e seu All Star rasgado. Apesar do modo como se vestia, Clara simplesmente não tinha a intenção de chamar à atenção, queria mesmo era que todos a ignorassem, queria que aquele ano chegasse ao fim e pudesse cursar uma Universidade, sair daquele lugar...

Em um trabalho de classe, Chris e Clara acabam ficando no mesmo grupo. Ela demonstrou ser muito inteligente, sabia muito da matéria, talvez porque fosse justamente sobre um livro, e ela amava ler! Ele ficava cada vez mais interessado, tentava se aproximar dela e ela sempre o rejeitava, era a primeira vez que aquilo acontecia... Enquanto ele estava encantado com seu jeito, Clara achava que ele apenas queria zombar dela, como todos sempre fizeram em todas as escolas que ela passou. E foi por isso que ela sempre mudou de escola, e também foi por isso que ela perdeu o controle com uma aluna na outra escola e acabou tendo que sair de lá...

Jéssica não gostava nada daquilo, achava que Clara estava afim do seu "namorado" e era um absurdo, simplesmente porque não se vestia bem, nem era tão bonita quanto ela. E as pessoas sempre acabam julgando os outros pela aparência. Clara parecia uma rebelde revoltada... Enquanto que, para ela, Chris e seus amigos eram apenas uns metidos que tentavam inferiorizar os colegas para se sentirem os melhores. Mas ele sempre insiste. Um dia se encontram por acaso em um show... E Clara lhe permite um beijo.

Clara se arrepende completamente daquilo e acha que ele está apostando com os colegas, "como um cara assim pode se interessar por mim?", ela pensava. Mas Chris está realmente interessado, disposto a mudar seu jeito... Ou ser quem ele realmente é. Aos poucos eles vão se aproximando cada vez mais, Clara com seu gênio forte e jeito sério, ao mesmo tempo carinhosa e sincera. Chris com seu caráter e inteligência, e com ela tinha as melhores conversas. Mas ninguém poderia saber que eles estavam se conhecendo... Se não, a vida de Clara na escola iria se tornar um inferno. Será que esse realmente ia ser um ano bom?

Então, gente, posso ser sincera? Eu simplesmente amei esse livro! Ele é um romance colegial super fofo, além de levantar assuntos sérios como bullying que é super comum, principalmente (mas não somente) nas escolas. Você é julgado pela aparência, independente de ser uma pessoa educada, inteligente e honesta. E o livro mostrou isso não só por parte de Clara, que sofreu imensamente, mas também o fato dela julgar o Chris pelas pessoas que ele costumava andar. Além disso, a autora também fala sobre Deus em alguns capítulos, o que também achei interessantíssimo, levantando dúvidas que todos nós temos e também deixando uma lição bem legal para todos nós.

Gosto quando os escritores passam uma energia boa através dos seus livros, e a Ana Faria conseguiu isso em praticamente o livro todo! Parabenizo a autora e fico muito feliz por ter tido a oportunidade de fazer parceria e de ler um livro tão bom! Cada vez mais vejo o quanto os autores nacionais são incríveis!

site: http://ramificandoideiaserealidade.blogspot.com.br/2016/07/resenha-um-ano-bom.html
comentários(0)comente



Derrame 11/12/2016

Um Ano Bom - Ana Faria
No livro somos levados a vida de Clara, uma adolescente em seu último ano no colégio prestes a fazer 18 anos. Clara tinha apenas 5 anos quando numa madrugada triste sua mãe foi embora, deixando-a aos cuidados do pai que hoje é frio e não se importa muito com as coisas. Ao longo desses anos Clara mudou, passou a cuidar do pai, mas levava uma vida turbulenta no colégio, onde constantemente se metia em confusões e brigas se prejudicando no colégio e sofrendo consequências com seu pai. Até que ela é obrigada a mudar de colégio no último ano por um acontecimento grave e desta vez ela não pode cometer erros.
Decidida a passar o ano escondida nas sombras Clara é pega de surpresa quando conhece Christopher (vulgo: lindo, maravilhoso, crush, senpai) que estuda na mesma sala que ela. Apesar de ignorá-lo por achar que ele é um "playboy babaca", ela se sente cada vez mais atraída e curiosa sobre ele, que faz algumas tentativas de se aproximar daquela menina tão quieta de cabelos vermelhos.
Até que um dia por acaso ela não consegue resistir e (imagine aqui uma cena de beijo digna de filme com nada técnico) eles se beijam!!! Mas e aí o que acontece depois?
O romance tá no ar minha gente 🎉🎉
E eu como uma boa adoradora de romances não podia perder essa ne? Devo ressaltar que o enredo desse livro me atraiu demais e não pude soltá-lo, terminei querendo mais. Amo livros de temática adolescente que realmente fale dos problemas, das preocupações com o futuro e com o medo de se apaixonar. As problemáticas dentro de casa e o preconceito no colégio algumas vezes não são abordados tornando tudo utópico demais, e feridas como essas precisam ser vistas. A escrita da autora é leve e é de simples entendimento com aquela pitada de conhecimento que é necessário e maravilhoso para nossas cabecinhas, não importando a idade. Em vários momentos me imaginei dentro do lindo, ora participando, ora apenas observando e acima de tudo sentindo. Achei muito bacana o modo como a autora conseguiu construir a relação entre os personagens e ir modificando-as com o passar dos acontecimentos sem tirar a magia daquilo, e a história deles e o que já haviam passado e como lidavam com si mesmos.
Me senti incrivelmente bem ao poder ler esse livro, sentindo uma paz e uma vibe muito boa do gostinho da adolescência até porque também estou no último ano do colégio como Clara e isso tornou tudo bem mais importante pro meu coração.
Eu simplesmente amei, e espero que todos leiam e sintam o mesmo ou até mais!
Beijinhos 😘

site: www.instagram.com/derrameliterario/
comentários(0)comente



sentilivros 10/10/2016

resenha de Um ano bom
"... - certamente nós leitores sempre buscamos um ponto final nas histórias. Queremos que elas tenham começo, meio e fim. Mas, a vida real nem sempre é assim, as coisas muitas vezes terminam antes mesmo de começar, ou acabam sem mais nem menos."

O livro é um romance juvenil que aborda temas complexos dessa etapa da vida.
Li recentemente um livro no mesmo formato e apesar de ambos tratarem de temáticas parecidas, incluindo a religião também. Entretanto, Um Ano Bom vai mais além, pois vai mais a fundo na questão religiosa e ainda há no final do livro, exercícios propostos para debate.
O livro vai nos contar a história de Clara. Os motivos que a levaram a ser como ela é. O Porque de sua mudança de escola e "rejeição" aos "mauricinhos" e "patricinhas", optando por uma vivência mais "solitária".
Na contra mão vamos conhecer a história de Christopher, o garoto lindo e popular que além disso é gentil e bondoso. Porém, não se intromete ao ver situações humilhantes e complicadas.
Os dois acabam se aproximando devido as atividades escolares e uma forte atração mútua que culmina num "encontro" casual em um barzinho.
" - Como sabe que isso é amor? - perguntou Clara,meio engasgada.
... - É o sentimento mais forte que eu já tive até hoje.
No entanto, a relação deles é "minada" por suas convicções e convívios.
Eu gostei bastante do livro e o indico para adolescentes em qualquer idade. No livro se discute auto estima, sexo, amizade, companheirismo, abuso, negligência, companheirismo e muito mais.
"...Você me ensinou que o amor é verdadeiro e gostoso, que a felicidade é bem melhor quando partilhada e que a vida pode ser doce quando nos sentimos especiais..."
A única coisa que me incomodou, de certa forma, foi a maturidade dos personagens em determinadas situações. Eu sei que nem todos os adolescentes são imaturos e que perdas, geralmente nos tornam mais maduros, mas existem algumas situações que nessa idade é difícil compreender.

Mas, no todo, recomendo a leitura! *-*

site: http://sentimentonoslivros.blogspot.com.br/2016/09/um-ano-bom-ana-faria.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Alana 28/07/2016

Resenha: Um Ano Bom
Chris é o cara mais lindo da escola, popular, jogador de futebol, está sempre rodeado de garotas, bem querido entre seus amigos e um pouco galinha até. Apesar de tudo isso, ele não tinha o ego inflado, diferentemente de seus amigos, Chris sempre tentava tratar todos de maneira igual, contudo ele não interferia no comportamento de seus amigos, as vezes até ria de suas gozações - como todos bem sabemos, a turma de populares sempre gosta de zoar aqueles que não fazem parte de seu grupinho.

Christopher tinha tudo o que queria e se sentia confiante com o último ano escolar, iria aproveitar aquele ano e tentar passar em uma boa universidade, foi quando viu Clara pela primeira vez.

Clara, chegou no primeiro dia de aula, e diferente das garotas a quem Chris estava acostumado a ver na escola, ela usava pouca maquiagem, tinha o cabelo tingido de vermelho, usava roupas despojadas, na verdade ela não queria nem estar naquela escola, porém ela foi convidada a se retirar se seu último colégio, e naquele ano, não queria chamar a atenção de ninguém para si.

No entanto, Clara atrai para si os olhares tortos dos populares e o interesse de Chris. Depois de ler a sinopse e chegar até aqui, você pensa que esse livro é só mais um histórinha de amor infanto-juvenil, mas é ai que você se engana meu caro leitor.

Clara tem um passado complicado, o que resulta em um crescimento com problemas de aceitação e confiança. Ela é muito inteligente, entretanto é antissocial, fechada e sofre com a falta de auto estima. E é na relação com Chris que ela irá despertar para sentimentos até então desconhecidos.

Mesmo tendo um ano bom ao lado de Chris, Clara também enfrentará o bullying na escola, o que tem acontecido bastante ultimamente. Ela é "atacada" na escola, humilhada por um grupo de garotas que se acham melhores do que as demais, com isso, ela sofre o preconceito por ser diferente da maioria.

Confira a resenha completa no blog: www.ironiadascapas.com.br

site: http://www.ironiadascapas.com.br/2016/07/resenha-um-ano-bom.html
comentários(0)comente



Amante dos Livros 21/06/2016

Um Ano Bom
Lendo essa sinopse não dá pra imaginar todos os problemas, dúvidas, e preconceitos que tivera de enfrentar, uma nova aluna após a sua chegada na escola...
Ela era diferente dos padrões de beleza pré-estabelecidos na escola, por personagens como a Jéssica - a garota mais bonita - , cobiçada por todos os garotos e como ela mesmo dizia “sou a mais linda, nem uma outra garota da escola chega aos meus pés”, e assim fazia questão de humilhar todas aquelas que não se encaixava em seu círculo.
Jéssica apaixonada por Chris, fazia de tudo para se aproximar e chamar sua atenção, afinal ele era um dos únicos que não caia aos seus pés. E ao perceber o interesse do Chris pela garota nova, começou uma marcação cerrada em cima da Clara, humilhações, xingamentos, chegando até a violência física, o bulling é um assunto muito atual e que transforma vidas, chegando a causar depressões e até suicídios.
A autora Ana Faria mostra de uma forma simples e objetiva consequências que podem destruir ou fortalecer uma vítima do bulling, e como tudo isso pode ser evitado.

Como o Chris enxergou naquela menina desengonçada, sem atrativos, desconfiada, uma garota linda, inteligente e que poderia mostrar pra ele o verdadeiro sentido da vida?

Será que Chris era feliz sendo cobiçado por todas as meninas e com todo sucesso que fazia com os colegas? Ou sentia falta de algo em sua vida?

Como ele se sentia vendo as coisas praticadas pelos colegas com os (as) outros (as) garotos (as) que não faziam parte do circulo de amizade que estabeleceram?

Só lendo, para saber, e posso dizer que gostei do enredo, e de como as coisas nem sempre são o que parecem ser, e no final reserva uma surpresa para os leitores e também ensina uma ótima lição.

Resenha completa com imagens no blog

site: http://amantedoslivrosmercia.blogspot.com.br/2016/06/um-ano-bom.html
comentários(0)comente



Keth 14/03/2016

Leitura obrigatória para todos os adolescentes!
Resenha:

Christopher é o garoto 'sensação' do colégio, seu circulo de amigos são os populares e as garotas que o rodeia oprimem as novatas... Existe um circulo de Bullying naquele colégio que nenhum aluno ousou reclamar e que muitos nem repararam até que Clara vai trazer a mudança e fazer com que algumas pessoas prestem atenção nisso.




Acostumado a levar uma vida 'devassa' Christoper fica intrigado com a aluna nova que passa a ser atormentada por sua ex-namorada.




Clara não tem um histórico escolar muito bom, ela vive com o pai e foi expulsa de sua antiga escola por quebrar o braço de uma garota, após o ocorrido ela decide que não vai mais arrumar problemas para o seu pai e que vai levar este ano com mais tranquilidade e paciência, mas Jéssica não saia do seu pé o que iria dificultar as coisas para o seu lado.

Se mantendo sempre quieta Clara percebe a tentativa de Christopher de se aproximar dela mas não quer correr o risco de se envolveu com um garoto assim -um playboy- que sem dúvidas -para ela - iria apenas querer tirar uma onda com sua cara.

Confira a resenha completa no blog: www.parbataibooks.blogspot.com.br

site: http://parbataibooks.blogspot.com.br/2016/03/resenha-um-ano-bom.html
comentários(0)comente



Aninha 30/01/2016

Um Ano Bom
Um Ano Bom conta a história de dois adolescentes no ultimo ano do ensino médio: Christopher e Clara. Chris é um aluno querido, popular e que vive cercado por amigos e garotas. As coisas no mundo confortável de Chris mudam quando uma nova garota entra em sua turma, uma garota completamente diferente daquelas que ele estava acostumado e que despertou nele um interesse que nenhuma outra garota até então fora capaz de despertar, da mesma maneira que causou sentimentos que ate então lhe eram desconhecidos.

A principio Chris e Clara parecem ser incompatíveis, de mundos diferentes e com interesses diferentes, e isto porque antes mesmo de se conhecerem Clara o julga idiota como toda a classe de populares que ela conhecera até então. Depois de muito insistir em conversar com a colega de classe que insiste em evitá-lo Chris tem a oportunidade de conversar com Clara fora dos olhares atentos dos colegas de escola, e então mostrar a garota que tanto o encanta que ele não é o idiota que ela o julga ser.

A história gira em torno do mundo de Chris e Clara, dos problemas que os dois precisam enfrentar juntos e daquilo que eles precisam enfrentar em suas vidas particulares, Clara tem uma história forte marcada por diversas coisas que acontecem muitas vezes perto de nós sem que percebamos a fora os problemas que toda história de adolescentes tem, Clara se mostra muito madura, embora tenha alguns problemas para controlar as emoções (não posso julgá-la, pois entendo muito bem como é difícil controlar emoções fortes rs), e quando ela acha que tudo está perdido e que não pode confiar em ninguém, é que Chris mostra que está lá por ela.

Continue a Ler em: http://www.paraisoliterario.com/2016/01/resenha-um-ano-bom.html

site: http://www.paraisoliterario.com/
comentários(0)comente



Priscila 24/11/2015

Um Ano Bom
Livro: Um Ano Bom
Autora: Ana Faria
Editora: Ases da Literatura
Edição: 2014
Paginas: 231

" O que é o futuro e o que é a liberdade?
o futuro começa agora. O futuro são os nossos sonhos, nossos planos, nossas conquistas. O futuro é aquilo que seremos, resultado de tudo que fomos no passado e daquilo que somos hoje. E o futuro pertence a Deus"

Um Ano Bom, é um livro encantador, contagiante, a escrita da Ana Faria é viciante, nos toca de uma forma que é impossível não amar e se emocionar.
Em Um Ano Bom a escritora aborda temas do dia a dia de jovens adolescentes, como determinação, fraquezas, amor, liberdade, sonhos, bulling.
A trama gira em torno de Clara uma jovem, aparentemente rebelde, que é transferida de colégio (foi convidada a se retirar) por causa de seu comportamento, foi abandonada inda pequena por sua mãe e vive com o pai, mas, ao contrario do que parece é uma jovem muito inteligente , estudiosa e sempre tira as melhores notas, seu pai a matriculou em uma nova escola, à qual ela não concorda, pois acha desnecessário pagar escola particular , onde ela se julga não fazer parte, acreditando ser um mundo muito diferente do que ela vive e esta acostumada. Mas.... ja em seu primeiro dia de aula ela conhece Chrispher e ja se sente atraída pelo belo garoto.
Christopher é o garoto mais cobiçado da escola, lindo, atleta, rico... tudo que todas as garotas querem, (E quem não quer?) ele esta sempre cercado de amigos e garotas, tem uma vida confortável, mas suas notas estão baixas e ele tem que correr para recuperar e ter uma chance de passar no vestibular, de repente ele se vê atraído por Clara a nova aluna, despertando sentimentos que ele nunca teve.
Clara e Chris estão no ultimo ano do colégio e a principio não têm nada em comum um com o outro, com o tempo eles passam a se conhecer e tudo que um achava do outro foi sendo questionado, e conforme a amizade deles aumentava outros sentimentos também cresciam.
Clara tenta de todas as maneiras não amar, pois seus planos não incluem um relacionamento, e ainda mais com o carinha mais cobiçado do colégio, isso com certeza trara a ela muitos problemas dos quais ela não quer enfrentar, tachada como a esquisita da classe pelo grupinho das "patricinhas" ele é forçada a enfrentar seus próprios medos.
Um Ano Bom é uma estoria de amor incondicional. Sabe aquele primeiro Amor? pois é o que veremos nesta leitura, onde nossos protagonista enfrentarão juntos todas as dificuldades para estarem juntos, e não são poucas, eles se depararão com inveja , ciumes, intrigas. Juntos eles buscam respostas para muitas duvidas e muita coisa muda quando eles começam a entender, que nada é por acaso que existe um Deus que cuida, ama, e olha por nós.

Simplesmente apaixonada por esta leitura, pude voltar aos meus tempos de escola onde tudo parecia ser tão difícil, meus medos, minhas inseguranças, coisas que sei que muitos jovens ainda hoje passam, mas posso garantir isso passa e nos serve de aprendizado, e nos traz lembranças gratificantes de tempos que já não volta mais, mas... que valeram apena ser vivido.
Gente não posso deixar de falar que na trilha sonora do livro tem uma musica que amoooo e que fez e faz parte da minha vida de alguma forma deixo aqui um trechinho

Vento no Litoral - Legião Urbana

"De tarde quero descansar,
Chegar até a praia e ver
Se o vento ainda está forte
Vai ser bom subir nas pedras
Sei que faço isso pra esquecer
Eu deixo a onda me acertar
E o vento vai levando tudo embora"

espero que gostem e boa leitura

site: www.leituraecia.com.br
comentários(0)comente



Livros Encantos 09/06/2015

Um Ano Bom
Para alguns ela era a novata estranha, para Chris ela se tornou a melhor coisa que aconteceu em sua vida .

Cris foi a razão de Clara ter um ano bom ...
Clara está em uma nova escola , seu estilo diferente chama atenção, alguns a chamam de estranha, ela só queria terminar seu ano, formada sem causar nenhum problema na escola, mora com seu pai , um homem que se tornou triste, sem demonstrar sentimentos, e algumas vezes até violento, aso ser abandonado por sua esposa.


Ao chegar a escola percebeu na sala o grupinho dos mais famosos, entre eles Cris o mais gato da escola e Jessica a mais bonita porém a que mais irá tumultuar seus dias .

Clara prefere ficar em seu mundo de livros que tanto ama , sem se envolver muito a fundo, ela é uma garota muito inteligente , e ao fazer um trabalho em grupo, Cris percebe em Clara algo a mais que seu jeito calado.

Clara irá sofrer bullyng na escola , ao mesmo tempo que percebe em Chris um garoto bem melhor que a visão que sua turma passa . Porém prefere estar com ele em segredo. Ela já teve problemas em utras escolas e está obstinada a se controlar e não entrar em confusão e com isso Jessica aproveita para infernizar sua vida.

Chris ve em Clara uma amiga, namorada, eles passam horas conversando, a companhia um do outro faz bem. O relacionamento dos dois vai crescendo, no começo Clara relutou muito por não acreditar no interesse do Chris, os dois vão crescer juntos , ela volta a acreditar que pode ser feliz , ele percebe que muitas vezes o fato de não tomar atitudes diante do bulling o torna conivente ao fato.

Muito mais que um romance entre dois jovens , o livro aborda temas de suma importância para os jovens , Bullung , Controle da Raiva , Gravidez indesejada , religião , Fé , amor e perdão .

Chris e Clara irão viver um grande amor, repensar algumas atitudes , e irão crescer juntos como pessoa.

Todo jovem deveria ler , a autora através do livro traz mensagens lindas e grandes ensinamentos, com certeza os jovens que lerem esse livro vão refletir muito antes de tomar atitudes impensadas.

Parabéns a autora pelos temas abordados e a forma simples e direta para atingir a todos leitores.


site: http://www.livrosencantos.com/2015/05/um-ano-bom-ana-faria.html
comentários(0)comente



Graci Rocha 28/05/2015

Resenha disponível no blog
Me apaixonei pelo livro...ops, entregando já kkkk
Bom, vamos nessa, espero que curtam.
Tentar falar deste livro sem fazer Spoilers me parece uma tarefa bem dificil. Por quê?
Porque é muito difícil expressar o quanto me cativou e me conquistou essa história, sem dar detalhes.
Vamos tentar...
Esse livro chegou pra mim numa capa linda, com lacinho e tudo e eu logo me apaixonei, fiquei imaginando que devoraria ele logo de imediato, mas aconteceram tantas coisas que quase não o pego para ler. Mas tenho que dizer, quando consegui colocar meus olhos nele, foi impossível largar.
A narrativa da Ana Faria é uma daquelas narrativas que prendem a gente, que viciam, que fazem a gente vidrar. E foi bem isso que aconteceu. Com um personagem que no inicio parecia apenas mais um garoto comum, boa pinta e que se vira na fase mais difícil da estada escolar, eu fui transportada da minha casa para a vida dele, o Christopher.
Geralmente eu não curto muito romances infanto-juvenis, mas esse se tornou um livro a ter sempre por perto.
O Chris é um garoto fantástico que se apaixona pela novata da escola, a Clara.
A coitada da Clara já de cara se torna alvo das garotas populares da escola, recebendo o famoso título de esquisita, e todos aqueles rótulos que são capazes de acabar com a vida social de um aluno, no ensino médio.
Gente, o ensino médio pode ser MUITO CRUEL, mas esse livro nos mostra que muitas vezes a beleza, a popularidade não são nada.
Um livro que nos traz uma linda história, uma lição de vida incrível, com fé, esperança e amor.
Leiam!

site: http://gracirocha.blogspot.com.br/2014/08/resenha-livro-um-ano-bom-de-ana-faria.html
comentários(0)comente



Khrys Anjos 27/03/2015

Um ano que vale por uma vida
Christopher está em seu último ano na escola. Ele é o garoto mais popular e desejado do colégio. Sua rotina consistia em passar os dias com sua turminha, e entre eles está seu melhor amigo Tiago, até o dia em que Clara surge para fazer seu mundo dar uma volta de 360º.

Clara tenta a todo custo passar despercebida por causa do problema que teve na antiga escola mas parece que tatuaram em sua testa: Por favor me humilhem até eu explodir.

Logo no primeiro dia ganha uma adversária que é a ex do Chris (coincidências não existem) e seus dias na nova escola se transformam numa tortura.

Mas como o Destino é que sabe o que é o melhor para nós o que no começo foi tido como rejeição se mostra como sendo um sentimento que os une em espírito.

Acabaram se aproximando e vendo que tinham muitas coisas em comum. Então não puderam mais brigar contra o que sentiam e se renderam ao amor que os fez ver o mundo de uma outra forma.

Nesta história temos o enredo que muitos autores usam: dois adolescentes que se apaixonam. Mas aqui temos um grande diferencial: a sensibilidade da autora Ana Faria.

Ela conseguiu transformar o encontro que poderia passar despercebido para muitos numa linda história de amor incondicional.

Poder presenciar a evolução e a aceitação dos sentimentos pelos protagonistas é encantador. Chris foi o primeiro a se render e teve um pouco de trabalho para fazer com que a Clara enxergasse o relacionamento deles como algo bom na sua vida.

Ela tinha traumas do passado (os mais difíceis de transpor já que têm os pais como exemplos) e precisou primeiro confiar no amor do Chris para aprender a perdoar. Somente assim conseguiu deixar o passado para trás e se permitir ser verdadeiramente feliz.

Um dos pontos bacanas foi mostrar a gravidez na adolescência. Este tema precisa sim ser muito discutido pois mesmo com todas as informações que os jovens recebem continuam deixando este fato acontecer. E cada vez são mais jovens praticamente crianças gerando crianças.

E gostei por mostrar que a amizade é o amor de irmão escolhido pelo coração. Foi muito comovente o momento que o Chris ficou ao lado do seu amigo para dar a notícia ao pai dele.

Para Clara a mudança de escola foi um acontecimento ruim mas que acabou lhe proporcionando Um Ano Bom.

Ás vezes a Vida resolve guiar os nossos passos para que possamos chegar a estrada certa que nos levará a nossa felicidade. Por mais que achemos que tudo está difícil, que só nos acontece coisas ruins algo bom aparece no meio do caos e nos faz olhar o mundo diferente. Passamos a sorrir com o olhar, o sorriso mais profundo de nossa alma que fica visível a qualquer pessoa que nos olhe.

Foi o que aconteceu com a Clara que estava tão acostumada a não ser amada (pelo menos ela achava que não era) que criou uma barreira bem forte para o Chris derrubar.

É a natureza humana falando mais alto que a razão. Quando achamos que algo ou alguém irá nos machucar nos retraímos e na maioria das vezes fugimos.

Somente quem enfrenta seus medos consegue limpar seu coração de toda esta energia ruim e a transforma em energia boa. Ela se expande, domina o coração e se espalha por toda a nossa volta.

O amor é capaz de trazer a cura para uma alma amargurada mas só pode operar a partir do momento que a pessoa aceita esta cura.

Eu fiquei encantada com esta história que mostra para o leitor que um ano pode ser bom ou ruim dependendo da maneira que ele escolhe viver.

Nem sempre o que acreditamos ser uma situação ruim irá trazer a infelicidade para a nossa vida assim como muitas situações que aparentemente são boas nos fazem cair num abismo.

Assumir quem somos é a melhor maneira para ser feliz. Nos aceitar e aceitar o amor que o outro sente nos ajuda a cauterizar as feridas. Este é o primeiro passo para a mudança.

Este casal tem pouca idade mas muita coisa a nos ensinar.


site: http://minhamontanharussadeemocoes.blogspot.com.br/2015/02/resenha-um-ano-bom-ana-faria.html
comentários(0)comente



Sâmmy 21/03/2015

Resenha original para o blog SammySacional

No livro de estreia de Ana Faria, conhecemos dois adolescentes, Christopher e Clara, em seu último ano de Ensino Médio. Ele, o garoto popular do colégio, que atrai a atenção de todas as meninas e, por isso, tem o hábito de ficar com cada uma delas sempre que pode, nunca tendo se apaixonado de verdade. Já ela, recém expulsa de um outro colégio da região, está para completar seus estudos no colégio particular onde o rapaz estuda, já no primeiro dia, porém, alcançando o rótulo de 'esquisita' pelos demais alunos populares do colégio, pela tintura forte de vermelho em seu cabelo e por seu modo mais despojado de se vestir. Por si só, Clara e Chris pareciam completamente opostos e era improvável que sequer uma boa amizade pudesse surgir entre eles, mas à medida em que passam a conhecer um pouco mais sobre o outro em sala de aula, os preconceitos que tinham um com outro anteriormente começam a se desfazerem, e tudo o que resta é um recomeço para os corações de ambos, uma vez marcados por fortes perdas.

Em Um Ano Bom, nos deparamos com uma narrativa leve e fluida, em meio ao cotidiano e aos conflitos internos e externos de dois adolescentes de personalidades e vidas distintas, que mesmo em meio aos problemas, acabam por conseguir identificarem-se um com o outro de alguma forma, e assim construírem uma relação inesperada que surpreende à todos. Mas não é tão fácil superar as dores passadas, e disso Clara entende bem, depois de ter sido abandonada pela mãe quando pequena, e tendo vivido todo esse tempo com o pai, com quem ainda tem suas dificuldades para se relacionar, o que ela mais quer é passar invisível no colégio. No momento em que vira o novo alvo de piadinhas de Jéssica e sua turma, porém, isso começa a ficar cada vez mais impossível, e uma vez que ela não pode revidar um gesto sequer, devido o seu histórico conturbado, a situação fica ainda mais complicada.

“— [...] Eu não sei muita coisa sobre Deus, mas de uma coisa eu tenho certeza, é mais importante agradar a Ele do que aos homens.”

Chris, por outro lado, resguarda um caráter doce e atencioso que, no entanto, tem se mantido apagado em meio à popularidade no colégio, e uma vez que conhece Clara, diferentemente do seu anterior interesse por outras garotas, ele espera aproximar-se de verdade dela, ainda que não reconheça bem seus sentimentos iniciais. Clara não é à favor dessa aproximação e tenta se esquivar, mas após se encontrarem por acaso em um show certa noite, o inesperado acontece e não dá mais para fugirem um do outro. E assim, entre dribles no colégio e encontros distantes, a relação de Clara e Chris vai sendo construída, à medida que ambos conhecem melhor um ao outro e passam a dar chance ao novo sentimento que os cerca. Chris, principalmente, encanta de imediato por sua amabilidade e carinho constante, não apenas com Clara, mas principalmente com sua mãe e irmão, a quem sonhar poder ajudar com as finanças de casa desde a morte prematura do pai, há alguns anos. Dessa forma, é impossível não se encantar pelo personagem e perceber que os seus sentimentos e emoções são tão sinceros e firmes, apesar de alguns deslizes.

Devido ao abandono sofrido no passado, porém, Clara já não enxerga os sentimentos do rapaz com muita segurança. Esse, particularmente, foi um dos pontos que mais me irritou na trama, pois apesar de todas as declarações e pequenas provas de amor por parte de Chris, Clara sempre acabava por chegar a um extremo e devanear que, mais cedo ou mais tarde, ele a largaria por outra e chegava a duvidar, inclusive, do caráter do rapaz, retomando o julgamento de 'garoto popular' e 'playboy do colégio'. Sim, eu sei que ela tem seus motivos para ser insegura dessa forma, e eu até gostei de ver a autora desenvolver personagens que são tão humanos e cometem erros e acertos o tempo inteiro, mas chega a ficar repetitivo os lamentos infundados da personagem nesses momentos. Fora isso, felizmente, a leitura se seguiu tranquila e sem maiores conflitos, e fui ainda mais capaz de me envolver com o jeito companheiro de Chris, que não apenas pelo romance como um todo, acabou por tornar-se mais um dos meus mocinhos preferidos.

“— Não fique pensando no futuro. Acho que você está com medo de sofrer por amor. Mas isso é inevitável. Todo mundo que ama, acaba sofrendo de alguma forma. Mas não podemos nos privar de sermos felizes por causa do medo.”

Porque, apesar dos defeitos e erros constantes dos personagens, afinal, eles são humanos e são jovens, um dos pontos que, por outro lado, se destacam muito positivamente na trama é o amadurecimento dos personagens ao longo do enredo. A comparação entre quem eles eram e quem eles já passam a ser no final do livro é realmente significativa, e mais ainda, por ter sido um crescimento tão gradual, que desenvolveu-se muito bem ao longo dos conflitos vividos por eles, e que definitivamente culminaram na mudança de pensamentos e atitudes até o fim da história. Isso me agradou muito, pois tudo ocorreu muito naturalmente, e era como se eu estivesse assistindo a um filme, de tão fluida que a narrativa se seguia, me levando ao ponto de pausar a leitura apenas quando era realmente necessário, pois não queria largar o livro.

Vale ressaltar que os personagens principais desenvolvem, também, uma relação especial com Deus ao longo do enredo, o que foi um dos pontos com os quais eu particularmente me identifiquei muito, pois sou cristã. No entanto, a autora conduz tudo com tanta leveza, mas ao mesmo tempo tanta sensibilidade, que mesmo para quem não é da mesma religião vai ler com calma e vai gostar da mesma forma. E, no fim das contas, agradeço imensamente à autora pela oportunidade de ter conhecido, lido e me apaixonado por uma história que, apesar de breve, deixa sua marca de forma especial, com uma história que encanta o leitor e deixa boas e significativas mensagens e lições no decorrer de seu desenvolvimento. Eu me envolvi muito com o romance de Clara e Chris e, por muitas vezes, identifiquei-me muito com os personagens, até me ver com um sorriso no rosto após a conclusão da leitura. É um livro que eu certamente recomendo para quem gosta de um romance leve e inspirador, mas não menos intenso e marcante, à seu modo.

site: http://sammysacional.blogspot.com.br/2015/03/Resenha-UmAnoBom.html
comentários(0)comente



18 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2