Arrabal e A Noiva do Capitão

Arrabal e A Noiva do Capitão Marisa Ferrari




Resenhas - Arrabal e A Noiva do Capitão


28 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Fernanda 05/04/2014

Resenha: Arrabal e A Noiva do Capitão
Resenha: “Arrabal e a Noiva do Capitão”, de Marisa Ferrari, proporciona aos leitores visões sensatas e objetivas a respeito da história irreverente e dos próprios personagens. A autora expõe pontos de vista interessantes sobre a trama, que é ambientada em Nápoles, século XVIII.

Gioconda deu a luz a gêmeos e Carlo Giacomo Romanelli não pôde ficar mais emocionado. O tempo passou e Giordano e Giuseppe começaram a demonstrar seus momentos de fúria, brigas, contratempos e, as vezes, algumas risadas de descontração. Trinta anos depois a preocupação constante era somente da reaproximação dos irmãos e dos tumultos que poderiam causar. Teresa Mosso trabalhava para a família e entendia de perto toda a angustia e desespero deles.

CONFIRA A RESENHA COMPLETA NO BLOG SEGREDOS EM LIVROS:

site: http://www.segredosemlivros.com/2014/04/resenha-arrabal-e-noiva-do-capitao.html
comentários(0)comente



Nerd 17/03/2014

Resenha por Thais Wyara para o blog Nerd/Rocker Girl
Primeiro eu queria dizer que não tem como expressar tudo o que esse livro me fez sentir. A Marisa Ferrari conseguiu fazer de Arrabal e a Noiva do Capitão uma viagem excepcional pela Nápoles do século XVIII. Ela fez eu me sentir uma verdadeira Italiana, já que há várias frases e palavras em Italiano no livro, quando me dei conta estava falando palavras em Italiano como se fosse normal!

A história gira em torno dos gêmeos Giordano, o grande capitão-chefe da Guarda Real, e Guiseppe, o grande poeta Arrabal. Os dois viviam em certa paz, cada um respeitando o espaço do outro... Um vivendo uma vida de missões e batalhas, com muitas responsabilidades, enquanto o outro tornava seus sonhos em realidade.

Giordano era um orgulho para o pai, Carlo Romanelli, e de certo modo da mãe, também, Gioconda Romanelli, que sofria de problemas psiquiátricos, ou "problema dos nervos", como diziam na época.

Arrabal, poeta e ator, era o orgulho de sua trupe, sonhador ao extremo fazia todos acreditarem que o melhor sempre ia acontecer. Conseguia despertar o melhor de todos, inclusive de si. Sua mãe Gioconda também o amava, já seu pai o dava como morto. Os dois irmãos chegam a cidade de Nápoles na mesma época, fazendo com que não se encontrem.

Porém, o plano deles muda assim que Luigia Di Medinacelli entra na vida dos dois praticamente ao mesmo tempo. Luigia era o tipo de garota a frente do seu tempo, não conseguia aceitar que o pai lhe impusesse regras e muito menos que comandasse a sua vida, como se ela fosse sua propriedade. Há pouco viúva de um casamento de fachada, Luigia queria viver um amor de verdade, e foi então que, em uma fuga para ver uma apresentação de teatro, ela conheceu o poeta Arrabal, que interpretava divinamente o Arlecchino. Os dois se apaixonaram perdidamente no primeiro olhar.

Após esse encontro, Luigia descobre que seu pai já estava planejando um novo casamento com ela e, para a surpresa de Luigia, o seu futuro noivo seria o irmão gêmeo de seu novo amor. Ela luta para não se apaixonar por Giordano, mas se vê fracassar, assim começando um triângulo amoroso de tirar o fôlego.

O livro é surpreendente e eu bem que gostaria de contá-lo até o fim, mas seria maldade privar vocês de sentir a história como eu a senti. Uma coisa também que vale ressaltar: a autora consegue fazer com que você seja intimo de cada personagem, já que ela usa da narrativa em terceira pessoa e aprofunda-se em cada um de seus personagens, fazendo dele protagonista de sua história e não coadjuvante de outras.

Recomendo!

site: www.nathlambert.blogspot.com
Érica 20/03/2014minha estante
Muito ansiosa para conhecer...E vc me deixou mais ansiosa ainda....rs


Adriana 23/03/2014minha estante
É surpreendente mesmo e isso foi o que eu mais gostei, eu realmente não esperava por aquele final.


Nerd 30/03/2014minha estante
Obrigado pelos comentários!


silviacrika 04/06/2014minha estante
Eu ja estava um pouco desconfiada do final e tbm achei desnecessario o cap das explicações.




BEmpoeirada 01/06/2014

Às vezes que queremos e o que temos que fazer nos divide em dois
Eis aqui um livro que me pegou de calças curtas, de um jeito muito positivo, porque diferente do que o título e a capa me levaram a deduzir, essa não é uma história de amor romântico (embora tenha um pouco disso), mas antes disso, fala da busca que fazemos por nós mesmos, para descobrir quem somos e se temos coragem de ser quem queremos ser. E também de como todos usamos nossas máscaras e quão profundo podemos tocar a vida uns dos outros, mesmo que seja com apenas uma de nossas facetas.

Arrabal e a Noiva do Capitão conta a história dos irmãos gêmeos Giuseppe e Giordano, e a narrativa, feita pelo narrador-observador, vem da Nápoles do século 18. Os irmãos têm tudo aquilo que faz qualquer garota suspirar: beleza, dinheiro, status e pegada (e em dose dupla), mas suas personalidades são completamente diferentes.

O jeito alegre, espontâneo e otimista de Giuseppe desperta o descontentamento recíproco de Giordano, sério, pragmático e cumpridor do dever, o que os afasta de tal maneira que se torna impossível dividirem o mesmo espaço. O que ambos ainda têm em comum é o inconformismo com a vida da forma como ela é levada, os nobres vivendo daquilo que a plebe produz. Mas enquanto Giuseppe, já então Arrabal, tido como morto pela família e líder de uma trupe itinerante, usa seu inconformismo para revolucionar o teatro da época, Giordano, capitão-chefe da guarda do rei e o predileto do pai, se força a esconder sua indignação como se espera de um homem em sua posição, e a acatar as decisões que são tomadas por ele. Até que ele se vê obrigado a casar com Luigia di Medinacelli, alguém que, muito recentemente, “interrompeu o ritmo do universo” de Arrabal. E foi aqui que minhas expectativas foram por água abaixo, e eu me peguei enredada na história sem ter ideia de onde ela ia parar.

O meu porém para esse livro é a narrativa. Eu achei que acontecimentos foram narrados de forma muito breve e superficial, como se a história tivesse sido originalmente escrita para ser encenada, o que é compreensível se considerarmos que a autora cria roteiros para cinema e teatro, mas creio que por isso custei a simpatizar com os personagens, como se estivesse sempre aguardando que eles ganhassem vida. Entretanto, quando o ponto-chave da história saltou do livro e riu na minha cara, simplesmente deixei de me importar, pois é aquele tipo de livro em que não ter o que se espera fez toda a diferença, mesmo quando percebi estar torcendo por uma mulher que não tinha nada a ver com a noiva do Capitão. Vale a leitura.


site: http://bibliotecaempoeirada.com.br/2014/04/resenha-arrabal-e-a-noiva-do-capitao-marisa-ferrari/
comentários(0)comente



Ana Luiza 17/05/2015

Resenha do blog Mademoiselle Loves Books - http://www.mademoisellelovesbooks.com/
Os gêmeos idênticos Giordano e Giuseppe não poderiam ter personalidades mais antagônicas. Giordano é um capitão-chefe da Guarda Real de Nápoles, um guerreiro valente e louvado, o filho favorito do pai. Já Giuseppe abandonou os confortos da nobreza e, sobre o nome de Arrabal, é um conhecido poeta que viaja o reino espalhando magia e teatro.

Giordano e Arrabal não são amigos e não se veem há muito tempo, eles vivem em um acordo não dito de respeito e evitam estar no mesmo lugar, na mesma cidade, durante o mesmo tempo. Entretanto, o destino fará com que os dois se reúnam e se enfrentem novamente. Arrabal, cujas únicas ambições eram continuar fazendo o que ama e escrever uma peça de teatro com diálogos, algo inimaginável para a época, não se surpreende quando se apaixona pela belíssima Luigia. Entretanto, seu desejo de fazer daquela moça a única mulher da sua vida, nem que para isso tenha que sacrificar tudo o que conquistou, o espanta bastante.

Giordano também é um amante das mulheres e não deseja se prender a nenhuma delas. O capitão é apaixonado pela sua profissão e pela guerra e seu único desejo é continuar servindo ao rei, mesmo que, secretamente, não concorde com a vida que o monarca leva. Entretanto, o pai lhe arranja um casamento com uma moça de família também nobre e o senso de responsabilidade de Giordano não o deixa negar o desejo do pai. Mas, a grande surpresa vem quando ele conhece sua prometida, Luigia, que diferente do que esperava, não é mais uma mocinha tola e sim uma mulher de personalidade e opiniões muito fortes e que definitivamente não quer se casar com ele.

A escolha, para Luigia, parecia bem simples. Apesar da mesma aparência, Giordano e Arrabal são completamente diferentes e ela jamais preferiria o arrogante Capitão a seu belo poeta. Contudo, a garota acaba por descobrir outro lado de Giordano e se vê apaixonada por ambos. Será que ela conseguirá escolher entre eles? Ou Giordano e Arrabal se encontraram antes e resolverão com sangue essa nova e também as velhas disputas?


Peguei Arrabal e A Noiva do Capitão com excelentes expectativas para a obra, que, infelizmente, não foi tudo o que eu esperava. O começo da obra é muito bom, adorei ser transportada para a Nápoles do século 18, contexto e cenário que a autora construiu com muita precisão e beleza. Entretanto, do início para o meio a autora acaba se perdendo e a leitura se tornou bastante arrastada, demorei doze dias para terminar o livro!

A autora soube construir com maestria seus personagens, todos são complexos e tem papel na obra. Entretanto, em vez de se concentrar apenas nos protagonistas, Arrabal, Giordano e Luigia, a autora deu espaço demais para os secundários e acabou deixando a leitura lenta e cansativa. Por mais que tenha adorado os outros personagens, principalmente a trupe do poeta Arrabal, gostaria que a autora não tivesse perdido tanto tempo com eles e tivesse nos dado mais momentos entre Arrabal, Giordano e Luigia. Sério, os três personagens tem pouquíssimas cenas juntos, o que acabou deixando o romance entre eles um pouco forçado.

Ferrari se perdeu na trama e nos personagens, mas me encantou com os cenários, as temáticas e sua escrita. Adoro romances de época e também gostei bastante que a autora tenha fugido um pouco dos castelos luxuosos e levado o leitor para as estradas, os palcos e a vida dos artistas errantes do teatro. A narrativa em terceira pessoa da Ferrari é gostosa e teria fluído com mais rapidez caso o desenvolvimento da história tivesse sido melhor. Felizmente, a autora parece encontrar novamente o rumo no final da história e nos presenteia com um desfecho de tirar o fôlego e muito surpreendente. Mas, o final fofo não apagou a lembrança do meio arrastado, por isso, no geral, a leitura de Arrabal e A Noiva do Capitão não foi tão boa.

Arrabal e A Noiva do Capitão não foi tudo o que eu esperava, mas o bom final me deu esperanças e fiquei curiosa para conferir outras obras da autora. Para quem gosta de romances de época, mas não se importa com leituras um pouco mais lentas e histórias com muitos personagens, a obra pode ser uma boa escolha.

Quanto a edição, não tenho reclamações. A diagramação estava ótima e adorei os detalhes simples e fofos que encontramos pelo livro. Gostei também da fonte, que foge da clássica e batida Arial, apesar de que achei o tamanho das letras um pouco pequeno. Eu adoro a capa de Arrabal e A Noiva do Capitão! Ela é muito fofa e bonita e combina com a obra.

site: http://www.mademoisellelovesbooks.com/2015/05/resenha-arrabal-e-noiva-do-capitao.html
comentários(0)comente



Portal JuLund 04/10/2015

Arrabal e a Noiva do Capitão, resenha, @Novo_Conceito
Esse é a primeiro livro que leio da escritora brasileira Marisa Ferrari, Arrabal e a Noiva do Capitão foi publicado pela Editora Novo Conceito e foi também uma das historias mais apaixonantes que li, eu amei e o que me surpreendeu completamente foi a disputa travada pelo amor entre dois irmãos, é fascinante e o que nos deixa ainda mais fascinados pela trama é saber que Ela ama os dois e não sabe qual escolher, é simplesmente maravilhoso.

A trama nos conta a historia de dois irmãos gêmeos e de uma bela jovem que ficou viúva e nunca desfrutou do amor, eles viviam em Nápoles, mas antes de chegar ao ápice da historia que é o triângulo amoroso, iniciasse a historia dos dois irmãos ainda crianças e do seu amor em comum pelos marionetes do seu avó, ambos queriam o mesmo e em uma briga por ele, sua mãe interveio jogando o boneco em um barranco e o boneco se espatifou em milhares de pedaços.

Leia a resenha completa em:

site: http://portal.julund.com.br/resenhas/arrabal-e-noiva-capitao-resenha-novo_conceito
comentários(0)comente



Arca Literária 03/05/2014

Arrabal e A Noiva do Capitão
Hoje temos mais uma resenha chegando no blog. O livro que vamos conhecer é Arrabal e a Noiva do Capitão da escritora Marissa Ferrari. Esse livro nos foi enviado pelo book tour organizado pelo blog Arca Literária.

Nesse livro vamos conhecer a história de dois irmãos gêmeos, Giordano e Giuseppe. Eles eram meninos normais cada um com sua característica. Giuseppe gostava das artes, de declamar poemas, brincar com marionetes, etc. Giordano era mais comedido aos esportes praticava esgrima, manejava muito bem uma espada, mas também amava as artes. Só que o problema era que seu pai não gostava disso e ele por medo de o decepcionar, se esqueceu dessa parte de sua vida.

Já grande os dois enveredaram por caminhos diferentes. Giordano se tornou o Capitão da guarda do Rei e Giuseppe se tornou Arrabal um conhecido ator de teatro. Para a família Arrabal estava morto e isso magoava sua mãe que já tinha problemas de nervo. Giordano era o orgulho do pai, pois se tornou o homem que ele desejava.

Arrabal tem uma trupe, se apresenta em vários lugares com alguns atores que ele ao longo da estrada recrutou. A trupe era composta pela Mamma uma senha que se tornou a mãe de todos, Dottore, um médico que Arrabal conheceu. Francesca uma menina ao qual Arrabal a resgatou das ruas. Vincé um senhor que conheceu Arrabal na estrada e o seguiu. Giggi um franciscano que fugiu do monastério para segui-lo e depois mais tarde na história entra Vittoria, uma marquesa que abandona tudo pra segui-lo e Catarine que é cega e passa a também seguir a trupe.

Arrabal é o centro das atenções. Todos o admiram e confiam nele. Para eles, Arrabal é o seu porto seguro. Mesmo na fome, no frio nas adversidades ele está ali para confortar a todos.

O livro gira em torno dos dois irmãos. E um dado momento do livro eles se apaixonam pela mesma mulher, Luigia. E isso vai abalar todas as estruturas.

A história é muito interessante, se passa no século XVII e tem uma linguagem bem típica da época e ainda misturado com o italiano. Às vezes me embolava nas pronuncias, pois a autora na colocou tradução para elas, mas isso dá pra relevar.

Os temas abordados no livro é as escolhas que fazemos para nossa vida. Se devemos seguir o nosso coração ou ser o que os outros querem. Vemos como era tratados os artistas naquela época, uma profissão muito desvalorizada. Que só se conseguia seguir se fosse por amor.

A todo momento vamos a luta de Arrabal e o Capitão por Luigia e pela sua vida no geral. Ambos eram atormentados por fantasmas do passado. Eu sinceramente não consegui escolher um personagem favorito.

O final foi o que mais gostei, pois a escritora nos surpreende de uma forma maravilhosa. Eu nunca conseguiria imaginar um final como aquele. Ela soube fechar todas as brechas no trazer uma obra completa.

Super recomendo o livro e digo que vocês vão se surpreender ao lê-lo.

________________

Resenha de Suelen Fernandes, resenhista do Arca Literária e do Blog Era Uma Vez o Livro

site: http://www.eraumavezolivro.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Vanessa Sueroz 09/06/2014

Neste livro iremos conhecer os irmãos gêmeos Giordano e Giuseppe. O primeiro quando criança adorava praticar esportes, esgrima, e manejava muito bem uma espada, e amava artes, mas seu pai sempre o repreendia quanto as artes então aos poucos ele foi deixando este lado de sua vida de lado, já seu irmão Giuseppe também gostava de artes, poesias e marionetes.

Ao longo dos anos cada um seguiu o seu caminho, Giordano se tornou Capitão da guarda do Rei e Giuseppe se tornou Arrabal, um ator de teatro. Para a família Giuseppe, ou melhor, Arrabel estava morto, ninguém gostava que ele praticava artes, e isso deixava sua mãe com problemas nos nervos, já o Capitão era o orgulho do pai.

Com o passar do tempo Arrabal criou uma trupe de teatro composta por muitos personagens: Mamma, a mãe de todos, Dottore, um médico, Francesca, uma menina que ele resgatou das ruas, Vincé um senhor de idade, Giggi um franciscano que fugiu do monastério, Vittoria, uma marquesa e Catarine, uma menina cega.

O livro vai contando a história dos dois irmãos que até então tem histórias bem diferente, pelo menos até que eles se apaixonam pela mesma mulher, Luigia.

Resenha completa:

site: http://blog.vanessasueroz.com.br/arrabal-e-a-noiva-do-capitao/
comentários(0)comente



Gabeek 25/08/2015

Resenha
Hoje vou comentar sobre o livro da Marisa Ferrari que é um dos livros épicos mais lindos que já li... Da editora Novas Páginas, esse livro conta a história de 2 irmãos com gostos diferentes. Um gostava de arte, teatro e dança! O outro gostava de espadas, militarismo e aventura. Mas um dia, algo acontece e esses dois irmãos se encontram em um mistério que só será desvendado no decorrer do livro. Arrabal, é o nome artístico para Giuseppe o irmão que gosta de teatro e danças... sempre alegre, solta piruetas para todos os lados e com um jeito galante de atrair o coração de todas as mulheres dos lugares em que passa. Já Giordano é o irmão mais centrado, que quando adulto se tornou o capitão-chefe da guarda real de Nápoles. Também conhecido por atrair corações das mulheres, é descrito pela autora sendo muito bonito e galante.
Arrabal tem sua trupe, onde ele é o líder. A trupe é bastante diversificada possuindo todos os tipos de idades e gostos de cada integrante.
A autora tem o dom de fantasiar todo o lugar.. quando você começa a ler o livro, parece que automaticamente você é teletransportado para Nápoles no século 18. É uma perfeita história que nos mostra a valorizar mais o teatro e a ver a beleza nos menores detalhes de tudo.

site: http://gabookeveryday.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Lanny 21/04/2019

Amei....
Gêmeos... época antiga... elementos que eu amo e aqui tem os dois. Adorei.
comentários(0)comente



Jary 01/04/2020

Incrível reviravolta
Confesso que demorei pra terminar porque as vezes me deixava cansada a história, por ter vários personagens de caráter e histórias de vida. Porém a leitura vale muito a pena, e o final é incrível, um verdadeiro plot twist.
comentários(0)comente



silviacrika 04/06/2014

Bom
Iniciei o livro e a história estava muito confusa e foi uma tortura continuar, mas no meio do livro tudo melhorou.
A história eh contada como uma novela. Tem centenas de capítulos( exagero)..mas demora muito pro enredo tomar corpo, depois disso ..a história fica empolgante e eu não conseguia largar até ler o final.
Conta sobre uma trupe de circo e seu mentor. Esse tem um irmãos gêmeo.
Acabam se apaixonando pela msm garota e aí q td o embate se inicia.
comentários(0)comente



Isi 11/02/2017

Arrabal e a noiva do capitão -Marisa Ferrari
Primeiro livro físico que ganhei, quando olhei e vi a resenha por começo já gostei ,mais quando comecei a ler ,cada página que lia me deixava ainda mais curiosa pra conhecer toda a estória. Os personagens, esses dois irmãos com personalidade diferentes, me surpreendeu ,diferente do que imaginava
comentários(0)comente



Mayra 29/09/2015

Genial
Sabe aquele livro que você pensa: "Eu queria ter escrito esse livro"? Pois bem, "Arrabal e a Noiva do Capitão" é esse tipo de livro.
No começo tive um pouco de dificuldade, pois a narrativa é mais lenta por causa da apresentação dos personagens... Mas depois me envolvi completamente.
Arrabal com seu jeito sonhador. Giordano com sua honra e força. Luigia com sua audácia e seu amor. Ah, Luigia... Como culpá-la por amar os dois, se também eu os amo.
Como não bastasse a autora nos presenteia com um final genialmente surpreendente!!!

Somente alguns poucos erros de revisão, que não tiram de jeito nenhum o brilho da obra...
A diagramação é linda!!!
comentários(0)comente



Aline 18/04/2020

Legal
Há muito tempo eu queria ler esse livro, coloquei muitas expectativas e acho que acabei me decepcionando um pouco.

O livro não é tão ruim, tem uma história legal e tal, mas acho que faltaram alguns elementos que poderiam deixar a história um pouco mais emocionante.

Algumas partes importantes para o enredo são expostas apenas como uma breve passagem, perdendo aquela magia de vivenciar a cena.

Não poderia deixar de comentar um dos pontos positivos, que foi o desfecho da história, uma surpresa que nem nos meus sonhos eu imaginava e que explicou varias coisas que acontecem no decorrer do livro.

Por ser um romance de época a linguagem é um pouco mais resbuscada, porém de fácil entendimento... e o melhor: um livro nacional.
comentários(0)comente



Paloma Casali 19/11/2014

Arrabal e a Noiva do Capitão - Marisa Ferrari - Editora Novo Conceito - Blog Ilusões Noturnas
Minhas impressões:

Arrabal e a noiva do Capitão foi uma leitura que me surpreendeu, e confesso que gostei muito do livro, apesar de, em alguns momentos, ele não ter me empolgado, entretanto acho uma leitura válida, devido a lição que ele passa para o leitor, e, também, pela estória.

Quando eu falo que em alguns momentos o livro não me empolgou, uma parcela de culpa é minha, pois eu tirei conclusões precipitadas (o velho preconceito), e por causa do título, da capa e da sinopse (que, quem já leu alguma resenha minha, sabe que eu não gosto muito delas, por achar que revelam demais – o que, confesso, não ocorreu neste caso), eu fixei o pensamento de que teria muito romance e drama no livro. E, apesar de ter ambos, o livro não é literalmente sobre isto, mas sim sobre se conhecer, sobre ter coragem de sermos quem queremos ser, e sermos felizes nos aceitando como somos – por isto disse que o livro me surpreendeu.

A outra parcela de culpa foi por causa do livro - acho que em determinados momentos poderia ter tido mais ação, na minha humilde opinião um pouquinho de mais movimento teria deixado o livro na medida ideal.

Arrabal e a Noiva do Capitão conta a estória de dois irmãos gêmeos que apesar de não conseguirem conviver, um não pode existir sem o outro. Giuseppe e Giordano – homens lindos, com personalidades super diferentes, porém fortes.

Giuseppe é um poeta, o poeta Arrabal; é sonhador; vive livre; divertido; espontâneo; irradia alegria por onde passa; tem a capacidade de ajudar as pessoas, fazendo florescer nelas o que há de melhor em seus espíritos, qualidades e coragem que nem elas próprias imaginavam que tinham.

Giordano é o valente, o lutador, o herói, confiante e confiável, honrado, mas sério e pragmático – acaba sendo mais difícil de conhecer os sentimentos dele de imediato, mas com a leitura percebemos que ele tem um coração enorme, eu diria até que ele é altruísta, e esta é uma qualidade difícil de se manter.

Confesso que se fosse para escolher um, não saberia quem – iria querer um pot-pourri dos dois, e tenho certeza que essa mistura seria o homem ideal da maioria das mulheres (principalmente o meu ahahahhah).

A trama envolve algumas pessoas e as estórias por traz dessas pessoas - a mãe dos gêmeos lindos, a trupe de teatro (grande parte da estória se passa ao redor dela), o pai deles, Tereza (é uma segunda mãe para os gêmeos)... mas principalmente Luigia – em Arrabal e a Noiva do Capitão é como se tivessem vários personagens principais.

Luigia é o ponto-central da trama – é por causa dela que os irmãos se reencontram e se enfrentam; enfrentam seus medos e desejos; e realmente decidem sobre o futuro, sobre quem são, sobre a felicidade.

“- Mas eu amo os dois! – disse alto. – Eu admito! Essa é a verdade! Eu amo os dois! Não sei como é possível, mas é o que sinto! Amo vocês dois de maneiras diferentes, porém com a mesma intensidade! [Se fosse eu, também, amaria os dois]
Giordano fechou novamente a porta, sem se virar para ela.
- Admiro você, respeito-o, tenho-lhe confiança, total confiança, que não nutro sequer pelo meu pai. Meu falecido marido era um canalha, todos sabem! Então, quando meu pai me falou sobre você e sobre esse novo casamento arranjado, pensei que ia conhecer um tipo desprezível outra vez, ao lado do qual eu teria de passar o resto da vida, a quem teria de submeter minha vontade de novo. Mas então era você. Honrado, reto, digno, cheio de coragem. O homem mais nobre que conheci na corte. – Giordano sentiu o coração se desmanchar e instintivamente afrouxou a mão em torno da maçaneta. – E com Arrabal... – continuou Luigia – ... bem, com ele é outra coisa. Com ele eu posso sonhar. Ao lado dele sou livre como nunca fui na vida. Posso rir alto, brincar como uma criança sem modos, sem me preocupar com protocolos, boas maneiras, com o que é de bom-tom – ironizou. – Não sou obrigada a desempenhar nenhum dos papéis que destinaram a mim. Com ele, não há convenções. O certo é o que dita o coração! Ele me aceita e não pede nada em troca além do meu amor! E mais: estar ao lado dele foi uma escolha minha! A primeira e livre escolha que fiz na vida!
- Você não precisa me dizer mais nada – disse Giordano, com a voz enternecida.
- Mas por você... – Luigia continuou como se não o tivesse ouvido - ... por você sinto essa paixão que me apavora. Você sabe, eu sei que sabe. Por você tenho esse sentimento avassalador que me mostra a mulher que eu nem sequer sabia que existia em mim – e prosseguiu, após ima pausa, desistindo da escolha de palavras: - De alguma forma, ceder a tudo isso me dá a sensação de me perder e nunca mais me reencontrar. É como se, de tão forte, isso me dragasse até me fazer desaparecer. Não sei explicar muito bem.” – Pág. 322

O livro se passa em Nápoles, no século 18, e faz nossa imaginação viajar bastante por aquela época, principalmente devido a forte presença da trupe de teatro e a forma como eles viviam.

Achei a capa do livro muito linda; a diagramação, fonte e tamanho da letra, também; o livro traz uma narrativa poética, narrada em terceira pessoa, algo que no início eu estranhei um pouquinho, por estar mais acostumada com leituras mais práticas e diretas, mas depois, comecei gostar, mesmo achando que tinham mais erros do que o esperando.

Enfim... indico de verdade o livro! O clímax dele me surpreendeu muito mais do que muitos livros que eu gostei desde o início – e fiquei muito feliz por ter aprendido a gostar da leitura.

Ahhhh.... recentemente saiu a notícia de que Arrabal e a Noiva do Capitão será adaptado, pela TV Globo, para uma minissérie.
Veja a notícia: http://ilusoesnoturnas.blogspot.com.br/2014/09/tv-globo-vai-adaptar-o-nacional-arrabal.html


site: http://ilusoesnoturnas.blogspot.com.br/2014/11/resenha-arrabal-e-noiva-do-capitao.html
comentários(0)comente



28 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2