Colin Fischer

Colin Fischer Ashley Edward Miller...




Resenhas - Colin Fischer


75 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Fernanda 30/04/2014

Resenha: Colin Fischer
Resenha: “Colin Fischer” é um livro – nome do personagem principal – que explora as facetas de um personagem revelador e inteligente. A comunicação é um dos destaques do enredo, já que há várias passagens marcantes sobre intimidações, julgamentos e percepções de aspectos emocionais.

Colin tem 14 anos e acaba de ingressar no colegial. Tem uma postura bem peculiar levando em consideração sua idade e o momento em que se encontra. Mas aos poucos a narrativa se encarrega de explicar mais sobre sua vida e personalidade. É um garoto muito observador, e está é justamente sua principal característica, além de tantas outras.



CONFIRA A RESENHA COMPLETA NO BLOG SEGREDOS EM LIVROS:

site: http://www.segredosemlivros.com/2014/04/resenha-colin-fischer-ashley-edward.html
comentários(0)comente



zulemita 27/04/2021

uma boa leitura
não posso negar que, sim, pensei que esse livro seria um saco. mas muito pelo contrário, é um livro muito interessante e bem rápido de ler, principalmente pela quantidade pequena de páginas.

o mistério é um pouco fraco, porém creio que o forte do livro seja a forma incrível como o protagonista consegue resolvê-lo tão facilmente enquanto os adultos nem imaginam algo assim. também há um pouco de drama adolescente e revira-voltas.

o final eu achei muito fofis, apesar de ter ficado extremamente em aberto, o que eu não sei dizer se foi bom ou ruim, e também não sei dizer se tem ou terá alguma continuação. mas foi um final que me deixou satisfeita sobre o mistério, mesmo tendo ficado alguns buracos.

eeeenfim é um livro fácil e rápido de ler, interessante e bom pra passar o tempo. foi, de longe, o melhor livro de mistério que eu li desde ano passado(infelizmente li livros de qualidade muito baixa nessa categoria)
comentários(0)comente



Kika 18/03/2021

Interessante, mas esperava mais.
Gostei de conhecer mais sobre a Síndrome de Asperger, mas o enredo achei meio bobo. Me prendeu no início e na metade do livro em diante foi ficando arrastado...
comentários(0)comente



Natan 15/09/2015

Colin Fischer é um menino especial
Colin Fischer é um menino especial. Mas o quanto você entende sobre a palavra “especial”? Há muitos significados. Especial pode significar Algo com muita importância, fundamental para algo ou alguém, algo Peculiar a uma pessoa ou coisa, algo privativo, fora do comum, diferente, notável, excelente... São muitas as palavras, mas o ponto que eu quero chegar é: Se existe alguém que represente todas essas palavras juntas, é Colin Fischer.

Diagnosticado com Síndrome de Asperger, Colin tem 14 anos. Ao contrario do autismo clássico, os portadores de Asperger não apresentam retardo cognitivo ou comprometimento intelectual. Geralmente eles são conhecidos por terem dificuldade na sociabilização, atos motores repetitivos (tiques), padrões de pensamento lógico e interesses muito intensos e limitados por poucos assuntos. Muitos portadores possuem QI acima dos índices normais, o próprio Colin afirma no livro que ele possui um QI aproximado ao 150, sendo que o QI normal para os garotos de sua idade é 80-90. Assim os portadores costumam ser muito inteligentes, terem habilidade verbal muito desenvolvida e um vocabulário bem amplo.
O Ano letivo está começando e a única companhia de Colin é seu caderno onde ele anota quase tudo, a grande maioria é sobre as pessoas. Às vezes é como se Colin fosse um ser estranho investigando os humanos e seu comportamento “estranho” á sua volta.

“Wayne Connelly tem a força de três calouros do ensino médio. Alimentação e exercícios físicos? Investigar.”

Tudo está indo como o esperado, Colin passa a maior parte do tempo tentando entender o comportamento de seus “colegas” e tendo grande dificuldade em identificar as expressões faciais das pessoas, o que geralmente o deixa frustrado e precisa recorrer a seus cartões de memorização com expressões faciais desenhadas.
Uma briga causa tumulto e agitação no refeitório durante a comemoração de aniversário de Melissa, uma velha “amiga” de infância. Mal Colin sabia que a partir dali ele teria a chance de iniciar uma investigação “oficial” como nos filmes de Sherlock Holmes, personagem e tema que ele sempre foi fascinado. Colin se tornaria o Sherlock do seu colégio. O disparo de uma arma de fogo provoca medo e preocupação a todos. A arma suja de glacê deixada no chão do refeitório deixa os alunos, pais, a diretora e a policia local formulando diversas perguntas: Quem foi que atirou? De quem era a arma? Mas ninguém pensa como Colin, ele estava ali anotando tudo, ele não fugiu durante o tumulto, ele permaneceu, só ele sabe que o principal suspeito do “crime” come ordenadamente sem sujar as mãos, afinal, a arma estava suja de glacê. Agora, passando por cima dos seus traumas e saindo da sua zona de conforto, ele precisa provar que esse suspeito é inocente e precisa achar o verdadeiro “criminoso” que disparou a arma no refeitório.

Quando Peguei Colin Fischer para ler eu pensei que seria aquele clichê de sempre: “ah, deve ser mais um livro infanto-juvenil sobre um NERD que tem dificuldade de se enturmar no ensino-médio, que no final vai se tornar descolado e sair namorando a garota mais bonita do colégio.” Eu estava errado. Como o não-esperado, Colin Fischer é surpreendente, um livro pequeno, mas com uma grande história. A escrita de Ashley e Zack é ótima, cativante, te prende de um jeito que quando você se da conta, já está lendo a ultima pagina. Fiquei surpreso também com a quantidade de palavras formais que os autores usam, eu confesso que tive que pesquisar algumas no dicionário para ter certeza e compreender melhor a historia. Fiquei fascinado também pelo personagem, pelos seus tiques, sua rotina e sua forma lógica de pensar as coisas. É Incrível como Colin pega cada detalhe das coisas que ao longo do livro você vai percebendo como isso é legal.
O Tema abordado é genial, durante a leitura fiz algumas pesquisas sobre a Síndrome de Asperger. Eu queria compreender melhor a síndrome e chegar o mais perto de sentir o que Colin sentia. Achei muito interessante a forma como os autores trataram ela, mostrando para todos que a síndrome não é uma doença, mostrando todos os lados dela, mostrando como Colin apesar das circunstancias, dos seus “não me toques” e da sua dificuldade em interagir, ele é inteligente, curioso, um ótimo filho, um ótimo aluno e que trás muito orgulho para seus pais. Eu gostei muito também que a cada capitulo, Colin da uma breve introdução em primeira pessoa (O livro é em terceira), falando sobre dilemas, histórias e algumas curiosidades que se você prestar atenção serão abordadas de forma indireta ao longo do capitulo. Uma forma muito interessante de te deixar vidrado e entrar no clima investigativo de Colin.
Com Algumas citações muito bonitas, Colin Fischer te deixa pensando em diversas coisas que você faz no seu dia-a-dia, através do seu jeito de pensar e de suas pequenas lições de vida.

"Às vezes, obtemos respostas a perguntas que nunca pensamos fazer. E, às vezes, as respostas nos fazem desejar nunca ter feito as perguntas em primeiro lugar." - Colin Fischer


site: https://www.youtube.com/indecisonarciso
Del 15/09/2015minha estante
eu tenho esse livro na minha estante ainda não tive tempo p ele.




Hobbits Leitores 19/06/2020

Colin Fischer, de Ashley Edward Miller e Zack Stentz
Colin é um garoto com certas peculiaridades. Não suporta gritaria, contato físico, entre outras coisas e, o principal, vê o mundo e o interpreta de uma forma diferente da maioria das pessoas. Ele adora matemática e é muito inteligente. Em todo lugar que vai, leva o seu inseparável caderno, onde anota todas as impressões que tem do ambiente e das pessoas.

O garoto possui a síndrome de Asperger, no começo da história isso não é mencionado, então, para um leitor desatento, parece que o menino simplesmente é alguém cheio de manias.

Nesta obra, Colin (que adora mistérios) banca o Sherlock Holmes e investiga um crime que aconteceu na escola, onde uma arma foi disparada no refeitório. Tudo indica que Wayne Connelly, é o culpado. Todavia, apesar deste viver atormentando Colin, o garoto sabe que o verdadeiro criminoso anda solto por ai, o que não é nem um pouco justo e correto.

Apesar do livro conter apenas 176 páginas, isso de forma alguma, prejudica o desenrolar dos fatos, isto é, não ficam pontas soltas ao final da leitura. No decorrer da investigação, o leitor é apresentado ao mundo de Colin, suas relações com seus colegas e com sua família (um tanto complicada as vezes).

É um livro com um enredo inteligente e muito agradável de se ler. Eu realmente fiquei impressionada e emocionada com Colin, torci muito por ele e compreendi os motivos de muitas ações dele. Nesse ponto, percebe-se que muitas coisas que fazemos sem pensar no dia a dia (algo automático), para Colin não é nada fácil ou comum.

Um ponto que eu achei bem legal é que Colin possui fichas de memorização com expressões faciais (as carinhas aparecem na capa do livro) para entender melhor o que as pessoas estão sentindo, já que muitas vezes ele não consegue compreendê-las. Neste sentido, cada vez que Colin observa uma pessoa, no texto a descrição fica com a fonte diferente, o que faz o leitor se sentir na pele do garoto.

Eu gostei muito (mas muito mesmo) desse livro! Os autores escrevem de uma forma gostosa e, ao mesmo tempo, inteligente. Recomendo muito!

site: https://hobbitsleitores.blogspot.com/2020/06/colin-fischer-de-ashley-edward-miller-e.html
comentários(0)comente



Isabel.Cristina 18/04/2021

Colin é um mini Sherlock, achei o livro muito leve e gostoso de ler, não dou 5 estrelas pq fiquei triste ao saber q não tem a parte 2??, queria saber mais sobre a amizade do Colin e.......
comentários(0)comente



Carlos 10/04/2014

Por onde começar? talvez devesse dizer que é um livro divertido, engraçado e até com uma certa prestação de serviço.
Mas começarei dizendo que essa é uma daquelas histórias em que você se encanta com os personagens, a História, a maneira que a história se desenrola.
Colin Fischer tem 14 anos e é portador da Síndrome de Asperger, que o Próprio personagem explica como sendo "uma condição neurológica relacionada ao autismo". Algumas características dos Aspergers são: dificuldade de interação social, dificuldades em processar e expressar emoções. E assim é o Colin, além dessas características ele odeia a Cor Azul,não suportar ser tocado; a menos que o avisem que irão fazer; e é intolerante a barulhos em excesso.
Durante a comemoração do aniversário da Melissa,uma arma é disparada na cantina, e o Colin Fischer, que é fã do Sherlock Holmes e tem um faro aguçado para resolver problemas logicamente, irá investigar quem de fato era o portador dessa arma.E assim provar a inocência do Wayne Connely. Wayne não é amigo de Colin, muito pelo contrário, o prazer do Wayne é atormentar o podre do Fischer, porém Colin Fischer acredita na inocência do Wayne e está disposto a provar isso.
O livro está bem bonito, a capa tem tudo a ver com a História e tem apenas 176 páginas, os capítulos são curtos.Algo para se ler rapidinho.
O final é satisfatório e inusitado. deixa margem para uma possível sequencia. O que eu gostaria muito.




Santoni 14/09/2015minha estante
olha você por aqui!




Ana 15/08/2020

É uma leitura meio parada, mas é super interessante ver como o personagem se desenvolve ao longo do livro.
comentários(0)comente



Biana 22/11/2018

Com Colin Fischer aprendi 3 coisas essenciais...
1° Às vezes, obtemos respostas a perguntas que nunca pensamos fazer. E, às vezes, as respostas nos fazem desejar nunca ter feito as perguntas em primeiro lugar.

2° O comportamento humano é um mistério que não pode ser resolvido nem totalmente compreendido em termos matemáticos. Ele simplesmente precisa ser vivenciado.

3° A vida é um mistério. E o que poderia ser melhor do que isso?
comentários(0)comente



Ems 10/01/2021

Gostei
Colin Fischer e seu caderno conquistou meu coração.

A história nos mostra como é o mundo de alguém que tem Síndrome de Asperger.

Colin tem que enfrentar uma nova fase na vida que é a entrada para o ensino médio. Uma época que por si só já é cruel, imagina quando se é atípico?

É um livro interessante, rápido de ler, mas que deixa o final meio que em aberto.

Queria que tivesse explorado mais a amizade dele com Wayne e Melissa.

Também quis socar a cara de Danny, o irmão mais novo e insuportável de Colin.

Aquela nova diretora não me desceu. Que mulher estranha, com atitudes duvidosas.

Aqueles garotos saírem impunes me irritou bastante.

Enfim, gostei e recomendo.
comentários(0)comente



Nirley 15/07/2020

Um Sherlock adolescente!
Eu tenho esse livro a um bom tempo, agora estou me perguntando porque demorei tanto para iniciar essa leitura...
Eu gostei bastante, nunca tinha lido nada sobre alguém com Síndrome de Asperger (ou sobre a própria Síndrome), até acabei procurando uma autora (Temple Grandin) citada no livro!
O personagem mais que fofo desse livro se chama Colin Fischer (como diz o título ahhahahahah), tem 14 anos e está indo para o seu primeiro dia no colegial.
Mistérios e novos amigos esperam por Colin e o leitor :)
comentários(0)comente



C. Aguiar 16/06/2015

Nesse livro conhecemos Colin Fischer, um adolescente que acabou de entrar no colegial e tem muita dificuldade para entender as pessoas, pois o mesmo possuí a Síndrome de Asperger. Infelizmente nem todos sabem conviver direito com a situação de Colin, e vemos isso no primeiro dia de aula quando alguém força sua cabeça dentro do vaso sanitário!

Colin anda com vários cartões que contém expressões faciais para poder entender o que as pessoas "querem dizer", porque em alguns momentos ele não consegue compreender a situação em que se encontra e isso acaba sendo algo muito complicado para ele. Afinal, aquela pessoa está triste ou com raiva do que ele acabou de dizer?

É um mundo muito complicado para alguém que tem a Síndrome de Asperger (para quem não sabe é uma doença que envolve um certo grau de autismo, conheço bem de perto porque meu primo tem) e mesmo com Colin sofrendo nas mãos de outros adolescentes ele continua sendo uma pessoa que não se deixa abater facilmente.

Durante a leitura vamos vendo o grau da síndrome de Colin e o que ele costuma fazer em determinadas situações, como por exemplo: escrever tudo em um caderno, investigar as situações escritas no caderno, ter uma ótima memória, ter um ótimo poder de dedução e outras coisas ligadas diretamente a síndrome, como por exemplo a dificuldade de interagir e entender as pessoas.

Quando uma arma é disparada no colégio, Colin acaba ficando curioso para descobrir quem trouxe a arma para lá e por que disparou ela.
Temos um personagem interessante e inteligente, apesar de ter achado algumas coisas bem mecânicas, mas como a síndrome afeta as pessoas de formas diferentes, não posso opinar muito sobre a personalidade de Colin!

Gostei da leitura, apesar de não ter sido uma das melhores do ano, mas vale a pena dar uma conferida.
É algo leve e com uma ótima lição de vida, pois nem todos são o que transparecem ser e tenho certeza que vocês vão ficar impressionados com a capacidade de Colin para solucionar esse mistério.

site: http://www.seguindoocoelhobrancoo.com.br/
beanaclara 18/06/2015minha estante
Anna li uma resenha sua , e aparentemente vc nao gostou de Lola e o garoto da casa ao lado vc trocaria ? Aguardo contato


beanaclara 18/06/2015minha estante
Desculpa anna não, falei errado perdão


C. Aguiar 19/06/2015minha estante
Olá, eu n tenho mais comigo Lola e o garoto da casa ao lado.




Viviana Mendonça 06/04/2020

Uma história juvenil
Apesar de ser típico juvenil, que amo, vale a pena a leitura pra qualquer idade!!
comentários(0)comente



Dassa 11/03/2020

Colin
Gente o Colin é mto fofo da vontade de por em um potinho mas sei que ele não suportaria ficar no pote kk
Mas eu amei esse livro mds
Leitura mto tranquila!
comentários(0)comente



75 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5