Desde o Primeiro Instante

Desde o Primeiro Instante Mhairi McFarlane




Resenhas - Desde o primeiro instante


41 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Fernanda 19/05/2014

Resenha: Desde O Primeiro Instante
Resenha: “Desde o primeiro instante” possui uma história muito interessante sobre encontros e desencontros da vida, direcionando o acaso aos rumos amorosos. Os personagens, bem como a narrativa, são bem dinâmicas o que torna ainda mais fácil se identificar com as cenas, os sentimentos e as atitudes despretensiosas e por vezes engraçadas.

Rachel acaba encontrando inesperadamente Ben, um antigo conhecido da época da faculdade, e a partir desse episódio, novas emoções são afloradas em seu cotidiano. A garota acaba de sair de um relacionamento em que não se sentia confiante, muito menos compreendida pelo ex-noivo. A protagonista relata suas duvidas, anseios e percepções por meio de descrições extensas e peculiares.



CONFIRA A RESENHA COMPLETA NO BLOG SEGREDOS EM LIVROS:

site: http://www.segredosemlivros.com/2014/05/resenha-desde-o-primeiro-instante.html
comentários(0)comente



Queria Estar Lendo 17/05/2015

Resenha: Desde o Primeiro Instante
O que falar de Desde o Primeiro Instante que mal li e já considero pacas? Esperava uma leitura fofa, mas depois que vi o tamanho da obra e a quantidade de história dentro dela, me surpreendi com a qualidade de uma trama muito marcante e adorável.

Acompanhamos o presente e o passado de Rachel, jornalista que trabalha no Tribunal Crown. Ela está na faixa dos trinta anos de idade e passando por algumas crises, principalmente com o namorado, Rhys, com quem anda discutindo muito ultimamente. Eis que, depois de uma decisão abrupta de terminar o romance de treze anos, Rachel vê-se sem saber como seguir sua vida. Até então estável, a jornalista percebe que talvez todo aquele tempo tenha sido perdido e talvez ela não sirva mais para ser uma solteirona - principalmente quando uma pessoa marcante do seu passado retorna para mexer com as suas emoções. É nos flashbacks que conhecemos quem, exatamente, foi Ben, e o que ele significou para Rachel. Dez anos depois, um amor que não deu certo pode voltar a funcionar?

"Quando amamos alguém, queremos a felicidade dessa pessoa, mesmo que a situação não nos envolva. Mesmo quando depende de seu afastamento."

Como o livro é muito grande, obviamente meu resumo ficou uma bela droga, porque a história é muito mais do que só isso. Não temos só Rachel e sua crise, como também seus melhores amigos tentando ajudá-la, um problemão no tribunal onde trabalha, um possível novo candidato a namorado - que foi apresentado por Ben, aliás - e um Ben casado. Isso mesmo, dez anos depois do fim da faculdade, seu grande amor reaparece comprometido e muito bem com isso. O que entra pra lista de "grandes problemas da Rachel".

Adorei a narrativa da autora. É muito leve e descontraída, tem um humor excelente.

É moderno, mas ao mesmo tempo te marca a ponto de você saber que está lendo a história de uma trintona em crise. Rachel é bem carismática, tem ótimas tiradas e uma excelente forma de contar suas desventuras.

"E será verdade, ainda que cruel, que todo mundo decente já foi escolhido? Como se as almas gêmeas resultassem de uma grande promoção de janeiro do tipo "quem chegar primeiro leva os melhores". Se comprar errado e precisar devolver, vai ter que escolher entre os itens que ninguém quis."

Seus melhores amigos, Mindy, Caroline e Ivor, são incríveis. Apesar de o livro ser em primeira pessoa, a autora conseguiu estender a narrativa de tal maneira que você se sente na cabeça de todos os personagens conforme aparecem em cena. Por serem melhores amigos mesmo, mais de dez anos de convivência e amizade, eles têm aquele tipo de ligação que é difícil encontrar mesmo na realidade. Mindy é toda engraçadinha, mas meio burrinha, e está passando por uma fase de "sair com caras só pela aparência". O Ivor é meio uma icógnita, e você não sabe exatamente qual a dele até determinado ponto da trama. Bônus pra autora ter criado um belo mistério sobre a opção sexual do personagem - você vai se surpreender! A Caroline, por fim, é aquele tipo de amiga que está ao seu lado pra tudo, especialmente para dizer onde você errou. Ela é bem crítica e sincera e também enfrenta uma crise lá pro meio do livro, o que é legal porque serviu pra aproximar as personagens ainda mais.

Em meio a isso, temos a aproximação da Rachel e do Ben dez anos depois da sua separação - com ele agora casado e feliz - e o quanto isso mexe com a personagem. E dá pra se notar que o Ben ainda tem sentimentos por ela, porque os flashbacks mostram que o amor entre eles é muito forte. Nasceu da amizade e enfrentou grandes turbulências, mas não se apagou com o passar daqueles anos.

"Ben e eu éramos uma dupla exclusiva, e ninguém mais podia se aproximar. Essa exclusividade se revelaria um erro."

O Ben, aliás, é um querido. Não é aquele mocinho de comédia romântica todo perfeito, mas um amigo com defeitos que se tornou o "alguém especial" sem que a Rachel notasse. O leitor consegue perceber isso, mas a leitura arrasta as emoções da personagem lentamente, o que não torna o romance insosso nem abrupto demais. Existe na hora certa - e, no passado, essa hora certa é tarde demais. Por isso dói muito. E por isso você torce pra que, no presente, o destino tenha unido os dois de novo pra uma segunda chance.

"- Você vai encontrar outra pessoa? É a mulher mais esperta, engraçada, bacana, bonita, ainda que, às vezes, seja a mais irritante que eu já conheci, então, sim, tenho certeza de que haverá muitos caras atrás de você. Mas, como estou apaixonado por você, pensar em vê-la com outra pessoa me faz sentir vontade de matar um, então, perdoe-me por não poder incentivá-la com dicas úteis sobre como conquistar qualquer cara que não seja eu."

O QUE É DESESPERADOR porque você não tem ideia de como vai acabar o livro! Não dá pra saber que rumo a autora vai tomar, por mais clichê que você torça pra ela ser. Ponto pra Mahiri por isso, conseguiu me deixar bem ansiosa por um bom tempo.

"- Não posso... Não é sua culpa, mas não posso... Não posso ficar tão perto de você pensando que pode ser a única vez."

Desde o Primeiro Instante é aquele livro fofo, com bom humor e um pouquinho de drama, pra quem adora uma comédia romântica pra desestressar. O livro é grande, mas as páginas passam num piscar de olhos. Entender o amor nunca foi tão adorável e complexo quanto foi com este livro!

"O processo de me apaixonar tinha de ser gradual, mas conscientizar-me da situação veio com tudo. Por mais que eu evitasse, era complexo. Confrontado, foi extremamente simples."
comentários(0)comente



Nath 04/11/2014

Devia ter lido antes
Sabe quando você não da nada pra um livro mas mesmo assim decide ler pra passar o tempo? Foi assim comigo, eu não tinha nenhuma expectativa com essa história e fiquei realmente feliz de ter gostado tanto!
O livro, contado em 1° pessoa pela Rachel, nossa protagonista que é jornalista de tribunais, começa com o rompimento de seu noivado com Rhys. Quando se tem 30 anos e se rompe um relacionamento de 13 anos você fica meio perdido né? E foi assim que a Rachel ficou. Pra sua sorte ela tinha amigos ótimos como a Caroline, Mindy e o Ivor, todos com a mesma idade e amigos desde a faculdade.
Com muitas mancadas, confusões no trabalho e dúvidas sobre o que fazer agora, Rachel vai seguindo sua vida até que encontra Ben - seu antigo melhor amigo da faculdade. Com capítulos no presente e no passado se intercalando, podemos perceber que os dois eram grudados, faziam tudo juntos e pelo jeito, não era só amizade. Encontrar o Ben depois de tanto tempo meche com Rachel, que fica mais confusa ainda quando conhece a esposa de Ben, Olívia, e é aí que começa a ficar interessante: o que a Rachel vai fazer com essa situação?
Mas o livro não é só isso, acompanhamos o trabalho de Rachel no tribunal, e vemos meio que por cima por ser na visão da Rachel o que acontece na vida de Caroline com seu marido Graeme, a vida de Mindy e Ivor.
Confesso que nas primeiras páginas eu empaquei mas lá pelo meio do livro, eu não conseguia mais largar a história, eu precisava saber o que a Rachel ia fazer com a vida dela. É um livro super clichê se analisarmos a história - o antigo possível amor que reaparece e abala as estruturas - mas é um clichê bom, daqueles que fazem você suspirar e torcer pro casal ficar junto logo.
Só tenho uma reclamação quanto a revisão que está bem ruinzinha. Encontrei varios errinhos de digitação, alguns erros bem feios que poderiam tirar o sentido da frase, como a falta de um "não". A Novo Conceito tem que prestar mais atenção nisso.
Resumindo: o livro é só amor
comentários(0)comente



Cíntia 23/07/2016

Sinceramente....Não gostei!
Achei muita enrolação.Quando li a sinopse pensei ser um daqueles que nos deixa suspirando, no entanto quase que largo o livro nas primeiras páginas.
Camila 05/10/2016minha estante
Concordo com você!!




Amanda 06/09/2015

Desde o primeiro instante
A vida às vezes pode ser cheia de encontros e desencontros, e é justamente sobre isso que fala o livro. Rachel após romper seu noivado, descobre que seu melhor amigo dos tempos da faculdade está na cidade em que ela mora, e junto com sua vinda vem a lembrança das várias experiências que vivenciou na faculdade. O reencontro deles traz de volta os sentimentos que ambos guardavam, mas Rachel descobre que ele está casado e só ficará na cidade por pouco tempo e é a partir desse reencontro que acontecem muitos eventos na vida de ambos. É uma história linda cheia de idas e vindas e conta sobre como o amor pode permanecer junto de duas pessoas mesmo com o passar dos anos.
comentários(0)comente



Sarah de Souza 25/11/2015

Pra quem está em dúvida!
Sempre penso que é uma pena quando um livro que gosto acaba. Mas, nunca tive tanta vontade de ler o livro de novo, e olha que acabei de lê-lo.
Já sinto saudades do Ben e da Rachel, e todos os outros, mesmo eles não sendo reais.
Quando pensei em ler esse livro, fiquei em dúvida porque não gosto dos clichês, onde você já sabe o que vai acontecer. Percebo que julguei o livro pela capa, não tem nada de clichê. É maravilhoso!
Pensei que demoraria para ler ele, pois é grande. Mas li em uns 4 dias (porque tinha que dormi, comer, estudar e viver).
Super recomendo esse livro. Favorito
comentários(0)comente



Paty - @paty_bookaholic 12/08/2014

Desde o Primeiro Instante, Resenha
Rachel estava noiva, planejando o casamento com o seu companheiro Rhys, eles estavam juntos há treze anos, mas ela percebeu que só isso não era o suficiente para levar o casamento adiante. É loucura pensaram seus amigos e parentes, depois de treze anos largar tudo por uma briga?

“Estar com a pessoa errada é mais solitário do que estar sozinha”

Mas não é bem assim, só ela sabe tudo o que passou e quais são os seus reais motivos para acabar com tudo. Agora ela tem que recomeçar, reaprender a viver sozinha, aprender a superar.

“E será verdade, ainda que cruel, que todo mundo decente já foi escolhido? Como se almas gêmeas resulrassem de uma grande promoção de janeiro do tipo “quem chegar primeiro leva os melhores”. Se comprar errado e previsar devolver, vai ter de escolher entre os itens que ninguém quis.”

É ai que ela reencontra Ben, um antigo amigo da faculdade, lindo, gentil e casado. Ela começa a se encantar com ele, mas sabe que ele é casado e que nunca iria trair a mulher, e não é algo que ela faria também. A história de Ben e Rachel é contada aos poucos, durante o decorrer do livro temos intercalado com o que está acontecendo no momento, flash backs da época em que eles estudavam na faculdade. Bom até ai tudo bem, mas se eu contar mais estrago a surpresa.

“Achava que tudo se encaixaria. Mas mudei minha maneira de pensar. Se você não faz nada, nada acontece. A vida envolve decisões. Você as toma ou elas são tomadas por alguém, mas não é possível evitá-las.”

Agora tem algo que vou deixar bem claro, odiei o Rhys, quando você ler pode ter outra impressão dele, mas eu odiei ele. O cara é totalmente idiota, acha que é o dono da verdade e ainda trata Rachel como se fosse burra! Isso me deixou P*da vida!

Eu amei a história, foi muito bem construída. Mas tenho que reclamar um pouquinho, infelizmente o livro está cheio de erros de revisão, muitos para que não se note. Foi o único defeito que achei no livro, o enredo é ótimo e a capa é linda.

site: http://portal.julund.com.br/resenhas/desde-o-primeiro-instante-resenha-novo_conceito
comentários(0)comente



CAMILINHA 14/04/2015

Mais um livro que eu li através do livro viajante do skoob.
Mais um livro que eu li através do livro viajante do skoob.
Desde o primeiro instante, é um livro que fala de relacionamentos, relacionamentos amorosos, de amizade. Rachel é uma mulher na faixa dos 30 anos, jornalista e que está de casamento marcado com Rhys, seu namorado desde os tempos do colégio, mas acabam rompendo, em meio a sua busca por se encontrar ela reencontra um grande amigo de faculdade Ben.

Apesar de ter certeza que Ben é seu grande amor, ele está fora do mercado, casado e com uma mulher perfeita.

O livro conta ainda com outros amigos de Rachel, e todos são adoráveis, tive vontade de ler um livro de cada um.

O desenrolar do livro é muito bom, Rachel alterna momentos de alegria com momentos de tristeza, em alguns momentos achei ela chata, mas é claro bem próxima do mundo real sabe, a história é uma história que poderia ter acontecido com qualquer pessoa.

Se você quiser ler um pouco mais pode ir até o meu blog: http://voceprecisadecor.com.br/livros-desde-o-primeiro-instante/

site: http://voceprecisadecor.com.br/livros-desde-o-primeiro-instante/
Livinha 14/04/2015minha estante
Eu amei esse livro!! :)


CAMILINHA 14/04/2015minha estante
Gostei tbm, mas achei a Rachel um pouco sem personalidade, parece q não consegue ser feliz sozinha hehehe


Livinha 14/04/2015minha estante
Concordo!! Tem umas coisas que ela faz/fez que eu fiquei com vergonha alheia..rs


Mah 22/06/2015minha estante
Como funciona esse livro viajante?


CAMILINHA 10/08/2015minha estante
Mah, fiz um post no meu blog explicando como funciona http://voceprecisadecor.com.br/livros-viajante-como-funciona/




Tati 07/08/2014

Sim a Autora queria me matar do coração.
Somente dei 4 estrelas porque a autora em vários momentos me fez pensar que ia tomar rumos muuuito loucos para a vida da Rachel.
Sim, eu quase pirei em certos momentos, sendo que tem uma cena do Ben e da Rachel, num jardim. Que grrr, teria dados umas sacudidas no Ben.

Sim, o livro é ótimo, e também causa ansiedade e deixa com o coração na mão.

Eu ri muito. Chorei em uma cena de cortar o coração.

Não sei se foi particularmente o meu caso. Mas tive uma identificação enorme pela Rachel. Não, não tenho 30 anos, também não larguei meu noivo (casamento conta?) haha. Mas ela ficou tanto tempo por trás das câmeras por assim dizer, que quando teve todos os holofotes voltados pra ela, ela teve que sair do seu mundinho de conforto. Mudar. Seria tão mais simples deixar as coisas como estavam, afinal, não estava ruim. Apenas sem sentido.

Amei o fato de a autora ir contando fatos do passado da Rachel com o passar dos capítulos. E Olha que este passado surpreende. E foi a partir do momento que ela começou a admitir o passado, primeiramente para ela mesma e depois para os envolvidos que se vê uma clara mudança na Rachel.

Se permanecermos calados as pessoas não saberão como nos sentimos. Isto é fato. E as vezes cômodo.
Falar Assusta.
Outro fato.
Agora vai de cada um dar a cara a tapa. E no primeiro momento que a Rachel fez isto pra valer, chorei, e chorei. Eram lágrimas de tristeza por tudo que estava contido dentro dela.

Não sei se vai fazer sentido pra alguém o que eu escrevi. Posso estar sendo sentimental. E não isto não é de fato uma resenha. Mas um relato de alguém que fora tocada pelo livro e que entende. Que apesar de as coisas poderem ter sido mais fáceis e não toda a reviravolta. Em casos reais, o que aconteceu é bem comum. Encontros e desencontros. Por motivos mais variados.

Narrativa envolvente demais.

Apesar de o livro acabar como eu queria, devo estar sentindo o mesmo vazio de tempo, do que não volta mais, tal como a Rachel.

Simplesmente amei e recomendo, principalmente para pessoas apaixonadas, que vivem intensamente, que amam mais ainda e também aqueles que tem ou tiveram ou não podem ficar com seu grande amor.

comentários(0)comente



Eu Conto Um Conto 28/07/2015

Desde o Primeiro Instante é um livro agradável, apesar da história bem previsível. Não há nada surpreendente ou incrível, mas é daqueles romances simples e gostosos de ler.

O livro intercala o presente e o passado de Rachel, uma jornalista que rompe um noivado após treze anos de relacionamento por não se sentir feliz. Como se não bastassem as mudanças com o término, algo inesperado acontece: Rachel reencontra Ben, um antigo melhor amigo, após 10 anos sem se falarem. Seu coração palpita por vários motivos. Primeiro, porque eles compartilham uma história de amizade e um grande segredo. Segundo, o Ben maduro é de tirar o fôlego! Mas tudo parecia perfeito demais para ser verdade. Até Rachel reparar um prateado detalhe: a aliança de casado. Rachel murcha ao tomar conhecimento do estado civil do velho amigo, mas isso é só o início da confusão.

Eles se reaproximam, relembrando os tempos de parceria e tentam provar para o outro que seguiram cada um com sua vida e que ambos estão perfeitamente bem. Porém chega um momento que fica insustentável fingir que não há um elefante rosa entre eles e uma dor do passado que nenhum dos dois esqueceu ou superou.

Agora, que segredo será esse? Você terá que ler para saber.

Recomendo o livro pelos motivos já apontados, por ser em alguns momentos fofo, engraçado e por nos deixar suspirando por um carinha lindo, inteligente e fiel como o Ben.

site: http://eucontoumcontoblog.blogspot.com.br/2015/04/resenha-desde-o-primeiro-instante.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Luanna 28/04/2016

Um daqueles livros que você já lê pensando nos atores para o filme
Uma gracinha de livro. Impossível ler "Desde o primeiro instante' - o título original é bem mais legal - e não formar o elenco todo na sua cabeça. A história é um pouco clichê mas, consegue divertir e os flashbacks tornam tudo ainda mais interessante.
comentários(0)comente



Julia G 23/09/2015

Desde o primeiro instante
Desde o Primeiro Instante, de Mhairi McFarlane, estava estagnado na minha estante desde que o recebi em parceria com a Editora Novo Conceito. Ele era um dos livros que mais me deixaram curiosa na época do lançamento, mas eu tenho a mania irritante de não ler os que mais quero primeiro - a expectativa me deixa desconfiada. Então ele foi ficando, ficando... E eu acabei nem lembrando mais que ele estava lá. Até que a Ana, do blog Roendo Livros, me convidou para participar do projeto "Está na Estante e Não Leu? Seu Amigo Escolheu!" e selecionou ele para que fosse minha leitura.

O livro é narrado em primeira pessoa por Rachel, e o primeiro capítulo conta o fim de seu relacionamento de longa data com Rhys. Depois de tanto tempo compartilhando a vida com o ex-noivo, Rachel se sente sem rumo, até que descobre que Ben, seu antigo amigo da faculdade, está de volta à cidade e resolve, disfarçadamente, procurá-lo. Mas ela sabe que a amizade deles não será como era antes, já que quando estavam na faculdade eles tinham um mundinho só deles. Agora Ben está casado, e Rachel sabe que o que está começando a sentir por ele não é certo.

Intercalados aos capítulos que contam os acontecimentos presentes, Rachel insere alguns trechos de lembranças da época da faculdade, quando conheceu Ben. É uma construção interessante, porque não entrega nem o que aconteceu naquela época logo no início do livro, nem o que está acontecendo no presente.

"- Pode mandar um abraço meu a Abi, se conversar com ela?
- Claro - Ben diz. - Ela costumava perguntar muito sobre você.
Nós dois paramos quando ele diz 'costumava'. Fico tentando imaginar como ele explicou o fim de nossa amizade. Como ele se lembrava de mim? Se é que pensava...
É o primeiro obstáculo na nossa interação decidir se seremos amigos. Talvez Ben não veja o início de nada aqui, apenas um favor a outro amigo. Um passeio pelo passado, um giro rápido e então o retorno, com o pé firme no acelerador."

O primeiro aspecto positivo que preciso comentar sobre esse livro é: nunca vi uma obra que tratasse de um fim de relacionamento de maneira tão convincente. Rhys e Rachel compartilharam mais de dez anos de suas vidas, e não faria sentido que conseguissem se excluir totalmente um da vida do outro. A autora soube demonstrar bem a dificuldade de Rachel em saber viver sem ele, em uma nova casa, com novas rotinas, os pontos bons e ruins de estar solteira novamente. Ao mesmo tempo, mostrou o quanto a personagem queria poder contar com ele às vezes, aquela pessoa que ela conhece, e que a conhece, tão bem. Fiquei encantada com isso, principalmente porque, pessoalmente, estou em um relacionamento bastante duradouro e acho que, se terminasse, seria dessa forma. Não havia raiva, mágoa, sentimentos ruins, pelo contrário.

O segundo aspecto interessante foi a própria construção do enredo. A autora não conta toda a história dos dois no início do livro, e isso persuade o leitor a acreditar em algo que no fim não se concretiza, o que é surpreendente e muito bom. Vou tentar explicar melhor: desde o começo achei Rachel ingênua demais, e até um pouco manipuladora nessa ingenuidade, mas gostei da personagem e torcia por ela. Com o decorrer da leitura, no entanto, comecei a acreditar que ela tinha feito burradas demais no passado que estragaram tudo, e comecei a criar certa antipatia pela protagonista. No fim, a autora me conseguiu me surpreender, já que o que aconteceu estava bem longe do que eu tinha imaginado.

"[...] Se você não faz nada, nada acontece. A vida envolve decisões. Você as toma ou elas são tomadas por alguém, mas não é possível evitá-las."

O que eu mais gostei na obra, no entanto, foi ela tratar das decisões que precisam ser tomadas na vida, ou das que não são tomadas, e das consequências que cada ato ou omissão traz para nós mesmos. Além disso, o livro trata do que está subentendido, das nossas interpretações errôneas guiadas pelos medos, sem qualquer lógica que as sustentem e sempre, sempre, de como tudo poderia ter sido diferente se tivéssemos agido de modo diferente.

Desde o Primeiro Instante é, em suma, um romance leve, divertido e que se torna uma boa companhia sem dificuldade.


site: http://conjuntodaobra.blogspot.com.br/2015/09/desde-o-primeiro-instante-mhairi.html
comentários(0)comente



Eri Guimarães 21/06/2014

Desde o Primeiro Instante
Bonjour Anges!!

Hoje trago na leitura da nossa “Pilha do Anjo” um livro muito legal, sensível, leve e divertido. Um romance que se inicia na amizade e se desenrola de um jeito tão crível que poderia acontecer com a gente ou com pessoas bem próximas.

A protagonista dessa história de amor dos tempos modernos é Rachel, uma mulher que se encontra na faixa dos trinta anos de idade, é uma jornalista que trabalha dentro do Tribunal Crown e tem um relacionamento com Rhys, um músico tentando o sucesso, há treze anos. Eles moram juntos e estão programando um casamento, mas Rachel não está feliz, nem satisfeita. Ao chegar em casa, após tomar um baita banho de chuva e encontrar Rhys num humor ácido, ela começa a se conformar de que aquilo não tem futuro. E o fato de Rhys só se importar de não cancelar o casamento por se preocupar com o que as pessoas irão falar só os empurrou ainda mais rápido para o término do relacionamento.

Com a ajuda de seus amigos Caroline (uma loira, de perfil aquilino, alta), Mindy (na verdade Parminder, uma indiana agitada) e Ivor (um ser de cabeça raspada, óculos de aros grossos que tem uma paixão por tênis japoneses modernos e que NÃO era gay) Rachel consegue viver os dias após o término do relacionamento, enquanto tenta achar uma nova casa para poder se separar em definitivo.

Mindy acaba por convencer Rachel a alugar uma casa por uns seis meses antes de resolver comprar uma e acaba por conseguir com que ela tome conta de um apartamento mega interessante de ótima localização. E assim, a protagonista resolve seguir em frente. Apesar da saudade bater e a da insegurança ser cada vez maior.

Bem nessa época, Caroline conta a Rachel que Ben, o amigo mais próximo de Rachel na época da faculdade, está na cidade. E quando os dois se esbarram depois de 10 anos sem contato nenhum as coisas começam a mudar para Rachel.

Ben está casado, fez um curso de direito após o de Inglês que cursou com Rachel e continua bonito e carismático como sempre. Um ótimo partido e marido exemplar. E assim como na época da faculdade, mexe com os neurônios de Rachel.

A presença de Ben faz com que Rachel perceba o quanto sua vida estava estagnada e sutilmente isso começa a ser mudado. Rachel tenta pensar em Ben apenas como amiga, mas é nítido que desde a faculdade até depois desse reencontro ela nutria muito mais que um carinho fraternal.

Rachel faz de tudo para se readaptar ao mundo dos solteiros e não deixar a insegurança e o medo a fazerem perder a oportunidade de sua vida. Por isso, e por tentar não se envolver muito com Ben, Rachel aceita sair com Simon, um advogado amigo de Olivia (esposa de Ben) e que trabalha com o proprio Ben.

Mas, a cada flashback, a cada novo encontro com Ben, Rachel não pode negar que a história entre os dois ainda os une. Por mais que ela se faça cega às reações dele, ainda há muita coisa a ser resolvida entre os dois.

Mas, como desgraça pouco é piada, além desse drama emocional na vida da nossa protagonista, ainda há rolos no âmbito profissional. Rachel se vê numa selva de profissionais, onde ela esteve sempre apática e ao tentar reagir descobre o quão ingênua ainda é apesar de já estar na área há 10 anos.

Esse é um livro doce. Foi uma leitura divertida que me lembrou muito a sensação de assistir aos episódios de F.R.I.E.N.D.S. É tanto rolo acontecendo com a Rachel (diga-se de passagem há uma Rachel em F.R.I.E.N.D.S. também) que é impossível não torcer para que no final dê tudo certo para ela.

Além disso, a historia de amor foi abordada de um jeito sutil, realista. Mal-entendidos acontecem sempre e isso traz consequências que nem imaginamos. O medo também faz isso. E é justamente o que esse livro traz. Nem toda historia de amor é um conto de fada. E nem toda trilha para a felicidade é reta, muitas há uma looooongaaa volta antes que finalmente tudo entre nos eixos.

Os personagens são tão carismáticos que ao ler parece que são nossos amigos da época da escola e faculdade, contando suas conquistas e desilusões amorosas e nos chamando para afogar as magoas com um copo de bebida ou uma festa do pijama...

“Desde o Primeiro Instante” é uma comédia romântica, com um toque levíssimo de drama, um toque maior de comédia e muito, muito amor para arrancar doces suspiros dos leitores.
comentários(0)comente



Nerd 29/05/2014

Resenha por Thais Wyara para o blog Nerd/Rocker Girl
Desde o Primeiro Instante... Acho que esse foi o nome mais certo que a Mhairi McFarlane poderia ter achado, pois foi desde o primeiro instante que eu me apaixonei pela escrita e pela história do livro. Afinal, quem nunca teve um amor inesquecível? Quem nunca amou o melhor amigo? Isso são coisas que acontecem na vida de muitos de nós, reles mortais que não vivem na literatura e é por isso que esse livro é tão bom. Ele não tem um divisor de águas entre a realidade e a ficção, ele simplesmente relata a vida com seus maus e bons momentos.

Assim que Rachel, uma jornalista que trabalha num tribunal de Londres, termina seu relacionamento de 13 anos com seu noivo Rhys, ela se vê solteira aos 30 anos e sem disposição para entrar no mundo dos namoros novamente. E isso só se intensifica quando ela reencontra Ben, seu amigo e amor da faculdade, casado e com uma vida maravilhosa. Eles recomeçam com a amizade quase que de imediato e os sentimentos que Rachel sentia começa a voltar, junto com suas lembranças da época maravilhosa que foi a faculdade.

A única coisa que andava bem na vida de Rachel era sua carrega, com o reencontro com Ben Rachel conheceu Simon, um advogado renomado que tem como cliente a esposa de um, no ponto de vista de Rachel, condenado injustiçado que estava prestes a enfrentar uma audiência a júri popular. Nathalie, a esposa, concede uma entrevista a Rachel e no meio dessa entrevista a Rachel tem acesso a uma mensagem de texto muito comprometedora. Sua vida começa a tomar um rumo mais diferente ainda a partir dai. Seu erro crucial foi contar a Zoe, sua nova assistente no tribunal, o que ela leu na mensagem e passar o número do remetente para a mesma. Assim que um escândalo envolvendo Nathalie e um amante vai parar nas páginas do jornal concorrente, Rachel começa a sofrer as consequências pelo ato impulsivo de Zoe. Simon, que estava saindo com ela, a acusa de ter sido a culpada de tudo e ela se defende dizendo que não, mesmo que essa seja a verdade. Rachel estava perdida na carreira e apaixonada pelo seu melhor amigo e realmente não sabia o que fazer.

Enfim, esse livro me ensinou que às vezes “o destino peida na sua cara” e que você não pode se desesperar, porque enquanto estamos vivos a vida a inda não chegou ao fim e isso significa que tem muitas coisas para acontecer. O livro também tem uma maneira engraçada de aborda todos os enredos da vida e isso o torna super gostoso de ler.

site: www.nathlambert.blogspot.com
comentários(0)comente



41 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3