Cem Gramas de Centeio

Cem Gramas de Centeio Agatha Christie
Agatha Christie




Resenhas - Cem Gramas de Centeio


46 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Fabio Shiva 16/01/2017

Pistas e despistes
Que alegria descobrir um livro de Agatha Christie que eu ainda não havia lido! Uma leitura deliciosa como um belo chá inglês com torradas e geleia... e um pouco de veneno, é claro!

Uma aventura de Miss Marple, com direito a uma sequência de assassinatos inspirados em uma canção infantil, bem no estilo de Agatha.

Achei relativamente fácil descobrir a solução, mas talvez isso se deva apenas ao fato de já ter lido por volta de 80 livros da mesma autora, alguns duas e até três vezes, sendo que essas releituras foram feitas como estudo, buscando o aprendizado sobre a construção de uma trama policial, mais que a diversão em si. O que não quer dizer que eu não tenha me divertido, e muito!

É sempre muito bom observar a maestria com que Agatha exibe todas as pistas para o leitor, sempre cuidando de apresentar um despiste... Embora hoje eu goste mais de outros escritores policiais, no quesito “jogo do detetive” Agatha Christie é mesmo inigualável!


site: http://www.recantodasletras.com.br/e-livros/5825862
Laura.SertA 18/01/2017minha estante
Oi, Fábio! Td bem? De quais outros escritores você gosta mais? Se puder, me indique algum. Obrigada!


Nil 18/01/2017minha estante
Oi, Fábio. Agatha foi a minha primeira experiêcia na literatura policial, eu estava entrando na adolescência e meu irmão começou a comprar os livros dela. Claro que eu lia primeiro (enquanto ele trabalhava). :)
Amei na época e ainda amo. Também gosto muito de outros escritores policiais, mas vou ter sempre um cantinho no meu coração para Agatha Christie.


Fabio Shiva 21/01/2017minha estante
Oi Laura! Dentro da literatura policial meus autores favoritos são Georges Simenon, P. D. James e Ruth Rendell. Na literatura de ficção como um todo recomendo muitíssimo Rubem Fonseca (que também é um autor de romances policiais, né?), Anthony Burgess, Aldous Huxley, Umberto Eco, George Orwell.
Mas o melhor livro que li na vida não é uma obra de ficção: "Autobiografia de um Iogue", de Paramahansa Yogananda.
Espero ter sido útil! Tudo de bom e boas leituras!


Laura.SertA 31/01/2017minha estante
Foi muito útil! Irei buscar suas indicações. Muito obrigada!




Cris Paiva 29/11/2017

Não acredito que consegui acertar o culpado!! Primeira vez na vida! Nas outras vezes que eu "acertei" foi mais naquele estilo de atirar para todos os lados, mas desta vez eu fui seguindo as pistas, grifando as frases e pegando as dicas que eu autora escondeu no texto e acertei o culpado e o modus operandi, mas ainda me escaparam os detalhes.

O assassinato é bem curioso, um homem de negócios morre envenenado e é encontrado no seu bolso um punhado de centeio, o porque disso escapa a todos, e mais dois assassinatos seguem o primeiro, até que a Miss Marple aparece na história, pois um dos mortos era conhecido seu, e ela vem para fazer a sua justiça no caso.
A velhinha só vai aparecer depois da metade do livro, e como o inspetor encarregado do caso já conhecia o nome da Miss Marple da Scotland Yard, ele deixa a nossa velhinha bisbilhotar a vontade, e ela logo mata a charada do centeio, o que acaba explicando também as outras mortes.

Me diverti muito com esse livro, acho que a melhor maneira de ler Agatha Christie é esse mesmo, com um lapis na mão e muitos post-its para marcar todas as dicas. Meu livro ficou todo rabiscado, mas valeu a pena.
Andrea 11/12/2017minha estante
Opa, vou tentar fazer isso na próxima vez que ler algum livro com a querida Miss Marple!!


Luana.Fiasqui 24/01/2018minha estante
Somos duas, esse foi o primeiro caso que eu consegui acertar o assassino. /0/ Fiquei muito feliz kk




Daliane 14/04/2014

Bom... mas monótono!
Minha primeira leitura da Agatha Christie e confesso que não foi grande coisa, com certeza ela tem melhores.
Não que o livro seja ruim, não é.
É até cativante, nos prende a atenção até descobrirmos afinal quem matou Mr. Fortescue.
Um final não tão previsível, embora, se analisarmos a maioria dos policiais ou suspenses, uma coisa é previsível: que o personagem que aparentemente não tem nada a ver é sempre o culpado.
Os autores encontram uns ganchos retirados lá do âmago de sua criatividade e implanta na história! se funciona? nem sempre. Mas nesse caso funcionou. Gostei desse final.
O que me desagradou foi a monotonia, tanto de cenário, quanto de diálogos, sei lá... achei monótono!

Mas ainda assim eu recomendo, vou ler outros da autora.
Raul Neris 09/07/2014minha estante
Olá, Daliane. Ainda não li esse. Sou fã da autora. Recomendo que leia O Caso dos Dez Negrinhos. Muito bom mesmo!


Ismael 26/12/2018minha estante
Tbm achei monótono. Esperava mais ação.




Zumi 19/12/2017

Miss Marple deixa muito a desejar
Rex Fortescue é morto em pleno escritório, a luz do dia, pelo que seria inicialmente uma intoxicação alimentar acidental. O inspetor Neele, designado para o caso, não precisa de muito para descobrir que se trata de assassinato por envenenamento com taxina e passa a investigar e questionar todas as pessoas envolvidas com o velho, tanto em seu trabalho quanto em sua família. Outras duas mortes sucedem o episódio com intervalos curtos e o inspetor continua seu trabalho, contando com a ajuda da grande Miss Marple.

O livro entitulado equivocadamente (ao meu ver) como "Cem Gramas de Centeio" basicamente não revela quase nada sobre as tais gramas de centeio, mas apresenta uma leitura fácil e rápida. Não que isso signifique que a história prende o leitor, porque não o faz, mas de certa forma entretém e pode ser devorada tranquilamente em pouquíssimos dias.

Agatha optou por colocar a característica Jane Marple nesta trama, o que automaticamente já leva o leitor à dedução de que a senhorinha é quem desvenda todo o mistério. No entanto, Marple somente aparece perto da metade do livro e praticamente não é vista com frequência desde então, apenas em um capítulo ou outro. Nas últimas 30 páginas, Jane reaparece e todos os holofotes apontam para ela, enquanto explica ao inspetor tudo que não pode provar, mas que jura corresponder aos fatos, ao assassino e ao motivo dele em cometer tais crimes. Levando em consideração que Miss Marple não faz basicamente nada útil de fato para a investigação e apenas mete o nariz nas fofocas e em conversas chatas com a família Fortescue, a revelação que faz e que, conforme o esperado, está certa, não passa de uma teoria mirabolante cujos passos que levaram a ela não foram nem um pouco fundamentados ao longo do livro.
O único personagem que tem presença e que conduz verdadeiramente a investigação dos assassinatos, buscando pistas e detalhes importantes, é o inspetor Neele. Porém, a impressão que fica é que, para Agatha Christie, se Marple estiver por perto ninguém mais pode chegar a conclusão correta, mesmo que seja quem mereça realmente o destaque do livro.
Além disso, nenhum personagem é trabalhado com muito afinco e alguns não servem pra absolutamente nada, nem para ocupar espaço na história.
A revelação, por si só, é dada ao leitor quando a história está no clímax e se espera outras informações antes da principal descoberta, e é extremamente aleatória se comparada com o resto.

Não é um livro ruim, mas também nem de longe é um livro bom. Apenas deixa a desejar em tudo.
Poderia até recomendar, mas dentre outros livros da autora muito melhores, Cem Gramas de Centeio passaria despercebido facilmente.
Felipe 26/01/2018minha estante
"apresenta uma leitura fácil e rápida. Não que isso signifique que a história prende o leitor, porque não o faz", muito útil, não lembrava exatamente o porquê de eu ter dado apenas 3 estrelas, mas agora compreendendo. Obrigado.




Jaque - Achei o Livro 14/01/2015

Suspeitei desde o princípio :-)
Mais uma aventura de Miss Marple, uma das melhores na minha opinião.
O chefe da família Fortescue morre no trabalho após ingerir um veneno que seria facilmente encontrado em sua casa. Os funcionários são descartados como suspeitos enquanto toda sua família fica na mira da polícia. Filhos, esposa, cunhada e empregados são investigados até que mais duas pessoas são encontradas mortas. Quem poderia ter feito isso? As primeiras suspeitas da polícia caem por terra assim que a segunda pessoa é assassinada.
Muitas especulações, casos antigos que vêem à tona deixam a polícia mais confusa.
Miss Marple chega na casa da família e acaba ajudando o investigador em detalhes antes passados despercebidos. Lógico que mais tarde ela resolve todo o mistério e entrega o assassino de bandeja.
A trama é excelente! Apesar de ter adivinhado não fiquei decepcionada com a estória que foi muito envolvente e devorei o livro em pouco tempo.
Recomendo!
Cris Paiva 29/11/2017minha estante
Quando essa pessoa apareceu na história eu fiquei com o pé atras, e depois minha impressão foi ficando mais forte, e eu acabei acertando o culpado e como ele cometeu o assassinato. Fiquei impressionada com a minha astúcia!! Kkkkkk




Paloma | @ourbookself 23/01/2019

bela surpresa
Essa resenha vai ser bem curta porque nem tenho o que falar da Rainha do Crime que eu tanto amo. Todos os livros de Agatha seguem um roteiro: crime, investigação e resultado final. Mas a maneira que ela nos surpreende a cada história é incrível.
Não importa o quanto você conheça seu modo de escrita, Agatha Christie vai sempre te impressionar, principalmente quando você lembra a época em que ela viveu e o quão avançadas eram suas histórias e suas ideias. Dos seis livros que já li da autora, seis até agora, esse foi o único que não me conectei completamente, por isso as 4 estrelas, mas mesmo assim admito que o final foi uma bela surpresa.
Posso afirmar com certeza que não vou me cansar de ler os mistérios dessa autora maravilhosa que merece a atenção de todos. Essas novas edições em capa dura são maravilhosas e valem muito a pena!
Maygeek7 29/05/2019minha estante
Acabei de ler e confesso que esse livro a miss marple não apareceu tanto, mas não deixou de resolver surpreendentemente. Também dei 4 estrelas. E concordo plenamente com sua resenha.




ANINHAPONCE 11/04/2015

Cem Gramas de Centeio
Logo no primeiro capítulo, Rex Fortescue, um homem de negócios nada escrupuloso, mas esperto suficiente para manter-se dentro da lei, mesmo que precariamente, morre envenenado enquanto tomava chá no escritório. As primeiras suspeitas são voltadas ao pessoal do escritório, depois algum inimigo dos negócios e até a própria esposa. Porém ocorrem mais duas mortes (isso não é spoiler – ou é, não sei – está na contracapa da minha edição), e dessa forma aparece Miss Marple, que ajuda o Inspetor Neele na investigação. Tudo leva a uma antiga e inocente canção de ninar, Sing a Song of Sixpence, só que agora as consequências são fatais.
Bom, digamos que de todos os livros que li da autora (bem uns 30), esse foi o que a historia menos colou para mim. Seja o envolvimento de Miss Marple, algumas pistas (tantos as verdadeiras, quanto às falsas), o motivo... não que a historia tenha sido ruim, ou mal construída, de forma alguma, mas simplesmente não me convenceu. Embora tenha dado 4 estrelas, pois tenho o coração muito bom, e a Agatha continua sendo minha autora preferida, além de amar a escrita dela.

Espero que vocês tenham gostado, não tem como falar muito de um romance policial sem dar spoiler. Beijos e até a próxima.

site: http://viajandocompapeletinta.blogspot.com/
comentários(0)comente



Jess 30/08/2015

Surpreendente
Mais uma obra prima da Rainha do Crime! A trama já começa com o assassinato do Sr. Rex Fortescue em seu escritório logo após tomar uma xícara de chá. Logo a polícia é chamada, e o detetive Neele, encarregado de cuidar da investigação descobre tratar-se de um caso de envenenamento. Mas quem seria o autor do crime e qual a motivação? Começa então uma série de entrevistas com todos que tinham contato com a vítima, e percebemos que muitos são os suspeitos de terem cometido o crime. A situação só se torna mais complicada ainda após a descoberta de mais dois assassinatos na residência do Sr. Fortescue. Com três mortes em um curto período de tempo e um possível assassino em série vivendo sob o mesmo teto das vítimas, é nesse cenário que Miss Marple surge para ajudar a solucionar o enigma e desmascarar o verdadeiro criminoso.

A trama te prende do começo ao fim, todos são suspeitos e isso só torna o jogo mais interessante para quem tenta adivinhar a identidade do verdadeiro assassino. Apesar de as pistas estarem lá o tempo todo o final ainda assim é surpreendente.
comentários(0)comente



Nat 09/01/2017

Muito bom
Sou fã de Agatha Chiristie, e a cada romance que leio dela, quero mas e mas lê. Cem gramas de centeio nos prende do inicio ao fim.
comentários(0)comente



J R Corrêa 12/02/2018

Cem Gramas de Centeio
“Agatha Christie é uma mestra incontestável na arte da dissimulação. Não importa o quanto acreditamos seguir a lógica quando a lemos, ela sempre consegue nos colocar na trilha de suas iscas enquanto ignoramos a enorme baleia que estava bem ali, à margem da piscina.”
Margaret Maron, autora premiada por suas histórias com a personagem Deborah Knott

Um dia normal na vida de Mr. Fortescue, presidente da Consolidated Investiments Trust, começa forçosamente com o seguinte ritual: sua secretária particular, a belíssima Miss Grosvenor, servindo-lhe o chá matinal em seu escritório. O que nenhum dos dois sequer imagina é que este será seu último chá ? e seu último dia de vida.

A perícia afirma que a morte foi causada por envenenamento. Mas quem teria interesse em matá-lo? Chamado para investigar o caso, o inspetor Neele está prestes a descobrir que, na verdade, a família inteira do magnata poderia figurar entre os maiores suspeitos. E quando mais duas vítimas são encontradas na propriedade dos Fortescue, seguindo um curioso padrão, Miss Marple não vê outra alternativa senão entrar em cena para desmascarar o culpado.
comentários(0)comente



Helo 04/08/2010

A história foi muito condensada.
comentários(0)comente



Dany_Ri 20/07/2009

Livro da minha autora preferida, logo: Fantástico. A Agatha consegue te manter presa no livro do começo ao fim.
comentários(0)comente



Raquel Lima 04/02/2009

Muito bom!
Professoras, pais, deem ( na nova ortografia)livros da Agatha Christie aos seus filhos!...Há momentos na formação do leitor que o que interessa é o prazer, a alegria, a surpresa, a aventura e seus livros têm de sobra todos estes fatores.
comentários(0)comente



Zi 20/01/2018

Resenha da pagina Poesia e Amor e Livros
"Um punhado de centeio" leia e entenda haha, esse nome me intrigou bastante.
Mais um belo mistério da maravilhosa #AgathaChristie que vai te deixar de cabelos em pé. Uma família nada convencional, assasinatos e uma ajudinha mais que necessária.
Engate no mundo do suspense e não queira voltar mais para a realidade!

site: https://www.instagram.com/p/BcLKY3qArYZ/?taken-by=poesiaeamorelivros
comentários(0)comente



Maurício 24/02/2019

Resenha: Cem Gramas de centeio - Agatha Christie
O romance publicado no final de 1953 por Agatha Christie traz de volta mais uma aventura envolvendo a detetive amadora Miss Marple. Entretanto, diferente de outras tramas “Cem gramas de Centeio” introduz o inspetor Neele que tenta encontrar o assassino do Sr. Rex Fortescue que é envenenado no primeiro capítulo.

Contudo, por mais que a história criada por Christie seja interessante, o mistério em si da morte de um grande empresário não me chamou a atenção numa primeira vista. Os conflitos familiares provocados após a morte do Sr. Fortescue chamam muito mais atenção.

É quase na passagem entre o desenvolvimento inicial da trama e o final do enredo que a autora inglesa faz o leitor mergulhar no jogo de deduções de quem realmente é o assassino.

Nesta trama, a maioria tinha interesses de matar o dono do Chalé do Teixo (um dos cenários principais do livro) e certas vezes fica até difícil de decifrar ou de torcer por um personagem.

Uma das coisas que mais me chamaram atenção neste romance é a caracterização que Agatha deu para a época em que se passa a história. Mergulhamos numa Inglaterra dos anos 50 logo de cara, onde o leitor conhece os costumes daquela época como também como a sociedade se organizava e defendia seus princípios.

Para finalizar, mesmo com um final previsível, “Cem gramas de centeio” é um livro divertido, interessante e que te envolve por todos os elementos que compõe a trama, inclusive a maravilhosa escrita de Agatha Christie.

Recomendo os livros dessa autora que tem grande expertise na literatura policial. Vocês vão se surpeender com o final dessa história!


site: https://anatomiadeumaestante.wordpress.com/2016/08/23/resenha-cem-gramas-de-centeio-agatha-christie/
comentários(0)comente



46 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4