The Hunger Games

The Hunger Games Suzanne Collins




Resenhas - The Hunger Games


113 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Jamile.Almeida 31/10/2020

Uma distopia adolescente para todas as idades
Distopia infanto juvenil mas com muito sangue, morte e um assunto para todos as idades. Primeiro Livro da Trilogia. Porém existe um quarto livro que traz uma história em paralelo.
Existe um novo país, num futuro, que seria a America do Norte - Panem e 2174. Há a capital e mais treze distritos, ou melhor, doze, ja que um se rebelou e foi destruído.Tudo funciona em prol, para e pela Capital, cada distrito tem uma função de serviência bem definida e seu povo vive em péssima condições de vida, num regime totalitário. Onde todos, menos a capital, são iguais, iguais sofredores.

Para não ser esquecido o poder que a capital tem de morte e vida sobre todos, há um grande reality show, transformado em pão e circo para massas. Um homem e uma mulher de cada distrito, entre 12 e 18 anos (tributos) são sorteado todos os anos (dia da colheita) para lutarem até a morte em uma arena. Apenas um pode sobreviver e o distrito e a família
do sobrevivente é agraciado naquele ano.

Algo está errado não é? E daí surge a Katniss, uma já heroína dentro do seu núcleo familiar, sustentando sozinha sua mãe e sua irmã mais nova. Grande arqueira e caçadora (ladra, já que caçar para sobreviver é crime) nas horas vagas com o seu mais que amigo, Gale.

No dia da colheita, sua irmã aos 12 anos é sorteada e Katniss se oferece em seu lugar. E, junto com Peeta, com quem katniss
possui um débito de gratidão e sentimentos conflitantes, eles partem para Capital, participar dos jogos... só um voltará.

Katniss é uma jovem com senso de justiça muito grande e esse seu espírito logo atrai amor de todos, inclusive do Peeta, como também desconfiança da Capital. Livraço adolescente que estou amando e darei continuidade!
comentários(0)comente



Vincent Law 11/08/2012

Eu não entendo... Só entendo quando termino de ler apenas umas cinco páginas, e tento ajudar Katniss Everdeen encontrar alguma solução para ela, mas é tanto risco que a coloco, que deixo ela mesma fazer o seu ardiloso trabalho dentro da sua cabeça mesmo XD.

Esse livro, o que posso dizer, é fantástico!

Se alguém acha clichê, acho que eu ficaria entretido e animado por todo santo dia, sem ao menos notar essa pequena vergonha escondida dentro de mim para esse livro.

Eu recomendo este livro para quem quer encontrar prazer na solidão, na dúvida, nas variadas esperanças e para aqueles que estão na procura do significado da morte. Ou seja, na vida, um sentimento de inter-relação com o mundo, e a si mesmos.

Só isso que tinha que dizer.
Luz 12/08/2012minha estante
... Significado da morte tem tudo a ver com essa estória, que não li o livro, mas vi o filme e sei que foi uma adaptação muito bem feita. Jogos Vorazes mostra bem clarmente como muitas vezes precisamos pegar a vida à unha e termos muitas flechas no alforje para atingirmos nossos alvos.


A menina que ama livros 04/06/2020minha estante
Qual diferença da trilogia?




Lorrany 30/01/2021

Eu li "Jogos Vorazes" pela primeira vez em 2012/2013 e, naquela época, eu lembro de praticamente devorar a trilogia toda em 3 dias. Como ano passado saiu um livro novo dentro desse universo, resolvi que leria tudo de novo, dessa vez por audiobook em inglês, para ver se ainda gostava da história. A escrita da Suzanne Collins me impressionou muito, eu adorei como ela desenvolve bem a história com poucas páginas e capítulos curtos, te fazendo ficar toda hora no "só mais um capítulo". O livro é cheio de críticas sociais e políticas, o que acho muito importante, principalmente por ser um livro voltado ao público jovem. Lembro muito bem de começar a questionar e pesquisar questões sociais após ler os livros e assistir aos filmes, além de perceber desigualdade social dentro da minha própria realidade. Também lembro de achar que a Katniss não deveria ficar com ninguém e de que ela ficou com o Peeta por pena, mas, fazendo a releitura, pude perceber que não é bem assim. Estou ansiosa para o próximo volume e vou continuar revisitando essa história através dos audiobooks em inglês.
comentários(0)comente



Hermione Potter 13/04/2020

Maravilhoso!
Amo esse livro, sem dúvidas. Muito bom!
Campos 13/04/2020minha estante
vale a pena a compra ? do que se trata o livro RS fiquei interessado




Roberto Faria 17/03/2020

Eu estava super ansioso pra fazer essa releitura e foi simplesmente incrível! Adorei reviver esse universo, os personagens e a história.
Kelly.Christinne 17/03/2020minha estante
Melhor livro de distopia q eu já li.




L 18/05/2020

Livro ou filme?
Podemos parar um momento para apreciar a adaptação deste livro?
Adorei os filmes, e foram eles que me deram a conhecer estes livros.
Foi uma boa leitura, mas não fiquei surpreendida em nenhum momento. Normalmente, quando leio um livro depois de ter visto a sua adaptação, consigo ser surpreendida de formas incríveis. Neste não aconteceu, não porque o livro foi mau, mas porque a adaptação é muito, mesmo muito boa!
Contudo, tenho que admitir que ficamos a conhecer muito melhor Katniss e o Peeta, e foi algo que gostei bastante.
Finalizo, agradecendo à Suzanne Collins por criar um mundo tão complexo, com personagens tão incríveis. Adoro por demais esta série!
Aline 18/05/2020minha estante
O primeiro é até fiel, mas o segundo e o terceiro são mto mto bons.


L 18/05/2020minha estante
Quero muito continuar a ler os seguintes!




Gonçalez_ 25/07/2020

Mt bomm
Gostei bastante e n senti tanta dificuldade com o inglês do livro (estava com medo de ler esse gênero em inglês). Já tinha assistido o filme a uns anos atrás e pelo oq eu lembro é bem parecido os dois oq eu achei bem legal. Em relação a história é mt bem escrita e n faço ideia do que esperar do próximo livro. Não dei 5 estrelas pq n senti tanta conexão com os personagens, n sei explicar mt bem mas é um livro mtt bom.
comentários(0)comente



João Paulo 04/12/2011

A autora me colocou numa posição desagradável: ela me viciou nos jogos de uma forma que senti uma vergonha por gostar do livro.

Explico: você despreza o povo da Capital por gostar dos Jogos, os chama de superficiais e alienados. Então chega a autora e te deixa viciado na história dos Jogos, torna você um habitante de Panem. Você é um deles, você se tornou aquilo que antes repudiava. Você está torcendo pela protagonista, mas da mesma forma que o povo da Capital está torcendo. De que lado estamos, afinal? É incrível! É mágica! Como ela fez isso?

Personagens com os quais você se identifica, cenários ricos em detalhes, a rebelião contra a opressão... Um texto emocionante, que nos levam para dentro da cabeça confusa de Katniss Everdeen. Um favorito instantâneo.
Rita 02/10/2013minha estante
É isso mesmo, e quando nos apercebemos estamos a imaginar quando é que ela vai conseguir matar o próximo tributo e torcemos para que seja logo. Alienado mesmo!




Cleydson 26/08/2020

Breve comentário
Relendo esse ano, e é... Provavelmente me envolvi com a leitura um pouco mais que quando li anteriormente. O sentimento segue o mesmo, esse livro é excelente e me deu bastante vontade de reler os outros dois também.
comentários(0)comente



Emília 15/07/2020

Mesmo depois de tantos anos, esse livro continua sensacional! Tinha esquecido como ele é maravilhoso, eletrizante e prende o leitor. O mundo construído por Suzanne Collins é tão horrível, mas causa tantas reflexões necessárias considerando tudo que vivemos hoje! Amei, amei e amei essa releitura!
comentários(0)comente



Nalanda 09/11/2020

to sem palavras pra esse livro, uma história incrível. To muito orgulhosa de mim de ter conseguido ler em inglês, pensei que ia ter muita dificuldade mas até que foi fácil a leitura. Já to ansiosa pra ler o segundo.
comentários(0)comente



Juju 12/12/2020

1984 tá diferente, né?
The hunger games, livro introdutória da série, nos apresenta ao mundo de Panem e às suas atrocidades. Um país construído para servir aos à capital com as melhores coisas que a vida poderia oferecer, enquanto nos outros distritos pessoas passam fome para manter esse estilo de vida.

Parece familiar? Mas nem sei se podemos dizer que é mera coincidência.

Além de tudo isso, a cada ano crianças e adolescentes são enviados para lutar a até a morte, como uma ?tributo? aos que morreram. Essa bela nada mais é do que um instrumento de controle e punição para que distritos mantenham ?a paz?.

Katniss, a personagem principal, se presa nessa trama nem tão distópica e presa lutar para manter a salvo as pessoas que ama e as que passa a amar. Desafiando com a sua própria vida a capital e seu sistema de exploração.
comentários(0)comente



Aline 27/04/2020

Revisitando uma obra perfeita
Muito bom reler boas histórias e perceber que você continua amando como da primeira vez!
Clary 29/04/2020minha estante
Estou relendo e sentindo a mesma coisa que senti em 2014. ??


Aline 03/05/2020minha estante
Essa história é muito boa! Parece que tem tempo que não leio nada que me prenda dessa forma!




Pâm 27/03/2021

a
chorei gritei morri
esperando ler o resto pra ver se favorito
comentários(0)comente



Cris 12/11/2020

Achei tão bom quanto da primeira vez que li
Releituras são legais pra gente relembrar, e também pra ver se a história nos agrada tanto quanto da primeira leitura. Eu posso dizer que Jogos Vorazes só cresceu no meu conceito após a releitura. Uma história que choca, emociona, entretém e nos faz pensar.

Personagens. A começar pela protagonista, Katniss Everdeen. Ela é incrível, forte, corajosa e com um grande coração. Da primeira vez que eu li, achei ela muito fria, mas eu acho que hoje eu entendo muito melhor a personagem. Ela é sincerona, inteligente e sem mimimis. Os demais personagens também não ficam atrás, todos muito bem construídos e interessantes.

Enredo. O foco é na história e não no romance. Sim, o romance existe, e eu o adoro, porém, está longe de ser um casal de conto de fadas.

Crítica social. Uma das questões centrais da série é o contraste entre a miséria e a riqueza. É a cultura do desperdício versus a luta por um pedaço de pão.

Política. Nem precisa se falar muito. Onde há autoritarismo, dá merda mesmo.

Modernidade. É uma distopia, não sabemos quando se passa, porém chama a atenção (assim como atualmente) os padrões de beleza da sociedade, e até que ponto vamos pra alcançar estes padrões. Outro reflexo dos nossos dias: as coisas que nos divertem na televisão, olha, é pra pensar mesmo.


site: https://www.instagram.com/li_numlivro/
comentários(0)comente



113 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |