O Bicho-da-Seda

O Bicho-da-Seda Robert Galbraith




Resenhas - O Bicho da Seda


249 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Edilene Freitas 28/03/2021

O mistério do livro é muito envolvente, mas achei super pesado. Não faz meu estilo essas histórias muito macabras e cheias de mortes bizarras, mas deve ser um prato cheio pra quem gosta desse estilo. Gosto muito do detetive Cormoran Strike. Ele me ganhou desde o primeiro livro e talvez eu dê sequência nos outros por causa dele.
comentários(0)comente



Malu.Rodrigues 08/06/2020

Bom porém um pouco previsível
Em "O Bicho-da-Seda" o detetive Cormoran Strike e sua assistente Robin voltam em cena para descobrir um novo mistério: o suicídio de um escritor mediano, não muito famoso. Após o desfecho do caso de Lula Landry (em "O Chamado do Cuco"), Comoran adquire fama e está cheio de casos (monótonos, de pessoas ricas querendo descobrir sobre a fidelidade de seus parceiros) com os quais ele precisa conciliar a nova e misteriosa investigação sobre o escritor, além das ambições de Robin acerca de seu trabalho. Com a mesma pegada do primeiro livro, este romance policial adiciona a vivência dos personagens à história, assim como seus problemas pessoais, casos familiares, etc. No entanto, ao meu ver este livro é um pouco mais previsível que o livro anterior, deixando um pouco a desejar, porém continua sendo um bom livro que vale a pena a leitura.
comentários(0)comente



@tigloko 30/11/2020

Continuando a serie do detetive Cormoran Strike
Nesse segundo volume, Strike agora famoso pela resolução do caso no livro anterior, precisa encontrar um escritor desaparecido a 10 dias, que apesar de fazer essas escapadas com frequência, começa a preocupar sua esposa, que foi quem requisitou a investigação.

Robin, a assistente de Strike, tem um papel de destaque maior. O que foi muito bom, pois a personagem é ótima. Assim como no primeiro livro, os personagens são um ponto alto do livro. São tão bem descritos que não fiquei perdido com a quantidade deles, deu para diferenciar cada um.

Também gosto muito da forma que a história é conduzida nessa série, é diferente do estilo tradicional de romance policial, onde temos reviravoltas a todo momento. É um ritmo mais cadenciado, mas não menos interessante por isso. Só que dessa vez isso atrapalhou a minha experiência. Senti que em alguns momentos a história não avançava, tornando a leitura maçante. É claro que depois que a leitura engrena para o seu final é tão bem resolvido que acaba por ficar acima dos problemas do livro.

Ainda continuo interessado na série e ansioso para ler o terceiro volume
comentários(0)comente



Samarah.Rafaelly 11/08/2020

Eu amei o primeiro livro da série. Adoro investigação. Mas esse aqui sofreu do mesmo mau de HP5. O protagonista está simplesmente um saco e o desfecho foi muito ruim. Agora, depois de anos, resolvi ler o terceiro pra dar mais uma chance (e pra terminar a série).
comentários(0)comente



Vi 18/03/2021

Não curti
O detetive não é carismático, a assistente é mais carismática porém é chato o relacionamento dela com o noivo e todos os personagens que envolvem o assassinato são pessoas desinteressantes...
dá para perceber que não gostei, mas ainda ganhou duas estrelas pq a narrativa é bem formulada...
comentários(0)comente



Emi 02/12/2014

Trama Complicada
Fiquei em dúvida se classificava com 3 ou 4 estrelas porque achei que a narrativa trouxe alguns pontos cansativos como a descrição demasiadamente detalhada da arquitetura londrina em algumas passagens. Tantos detalhes sobre prédios, construções e vielas deixaram minha leitura um pouco lenta. As partes que diz respeito aos acessos de fúria de Matthew devido ao trabalho ( que ele odeia ) de Robin, também me entediaram, mas eu acredito que ela trabalhou tão profundamente nisso porque tem intenções futuras de criar complicações nesse relacionamento para abrir espaço ( quem sabe? ) para um futuro romance entre a assistente e o detetive Strike.
Mas de uma maneira geral Cormoran é encantador - mesmo com jeito de pugilista manco - e a leitura prende a atenção de uma maneira muito intensa. Embora a trama seja bem mais complicada do que o livro anterior, não tem como não gostar. Na minha opinião "O Chamado do Cuco" foi mais convincente nos motivos que levaram ao assassinato do que "O Bicho da Seda". Você pode até palpitar e acertar o assassino, mas não acredito que a linha de raciocínio do Cormoran vai de fato te convencer 100% como aconteceu com a primeira história dele. Enfim, é um livro muito bom, mesmo com uma coisinha aqui e outra ali...vale a pena a leitura. J.K Rowling/Robert Galbraith mais uma vez arrasou.
comentários(0)comente



Lu 06/02/2015

Impecável
Foi com uma certa relutância, confesso, que comprei "O Bicho-da-Seda". Há alguns meses, li uma resenha no Ig detonando a nova empreitada policial da JK.Isso, juntando ao fato de que eu tinha ficado levemente desapontada com o final de "O Chamado do Cuco" quase me fizeram desistir de Cormoran & Robin.

Ainda bem que recobrei o bom senso.

Tia Jo mostra que sabe aprender com seus livros, "O Chamado do Cuco" é um bom livro policial, mas "O Bicho da Seda" é ainda melhor. A autora acerta ao apostar em sua veia ácida, que já foi bem explorada em "Morte Súbita", e retrata o mundo editorial com crueldade. Admito que eu, que escrevo minhas modestas resenhas literárias aqui no skoob, me senti beem desconfortável com alguns dos comentários mais maldosos de seus personagens.

E não é só isso. É impressionante o quanto Cormoran e Robin cresceram como personagens. O quão importante seus pequenos problemas se tornaram. Isso trouxe o equilíbrio necessário à parte investigativa e a certeza de que vou esperar o lançamento do próximo livro com ansiedade. Cada um é cativante à sua maneira. Isso não é surpresa: Rowling tem um talento especial para criar personagens cativantes, mas o que impressiona são suas camadas. A profundidade dos sentimentos e motivações de cada um.

O resultado é um livro maduro e escrito com capricho. Boa trama, bons personagens e final supreendente. Não vi motivo para reclamar de nada, por isso, a nota é cinco estrelas e um favorito.

Que venha o próximo!




Fran.Zi. 06/02/2015minha estante
Luh, depois desta sua resenha, vou dar uma chance ao livro, antes estava um tanto cautelosa em lê-lo!


Lu 07/02/2015minha estante
Espero que vc goste tanto quanto eu, Franz!


angella 07/02/2015minha estante
eu tambem gostei mais do bicho da seda. e gostei da sua resenha!


Lu 07/02/2015minha estante
Obrigada, Angella! =)


angella 17/02/2015minha estante
??


Fe Sartori 28/02/2015minha estante
Ai meu Deus, eu PRECISO! Hahaha. Lu, beijo.


Léia Viana 02/03/2015minha estante
Eu pretendo ler ainda este ano. Boa resenha, beijos.


Lu 08/03/2015minha estante
@Fer: Tomara que vc goste, amiga. Um grande abraço e obrigada pelo comentário!

@Léia: Obrigada pelo cumprimento! Que bom que gostou da resenha... espero que o livro corresponda! Um grande abraço!

@ Andreia: Estava apenas agradecendo o comentário. Beijos!




Michel.sts 17/05/2020

Uma ótima continuação
Tenho que confessar que gostei mais do primeiro livro, talvez pelo início do personagem e a trama da história. Porém, este não fica tão atrás, com uma leitura fluída e de fácil entendimento nós transporta para cena de mais um crime brutal e de grande repercussão, além de todos os outros casos que surgiram com sua fama de celebridade por conta do caso anterior. Sua assistente ganha mais destaque neste novo trama, além de se manter menos no lado pessoal do personagem.

Enfim, é um ótimo livro, recomendo a leitura e já estou ansioso para próximo.
comentários(0)comente



Bruna 25/10/2020

Sensacional
Livro muito bom, em algumas partes meio enroladas, mas com uma finalização surpreendente.
comentários(0)comente



Tania_Lamara 19/07/2020

Cormoram Strike brilhando de novo
Neste segundo livro, o detetive CS e sua assistente Robin, brilham novamente, em uma busca incansável por um assassino literario, que matou um escritor, baseando seu assassinato em uma passagem de um de seus livros.
comentários(0)comente



Isya Ferreira 14/02/2020

Romance quero mais em.
Só digo uma coisa shippo muito Robin e Strike.
comentários(0)comente



Leonardo 13/04/2020

Um livro que lembra porquê eu gosto de ficção policial
Se o livro anterior "O Chamado do Cuco" era interessante, aqui em "O Bicho da Seda" o autor Robert Galbraith conseguiu prender a minha total atenção do início ao fim. O mistério em si foi muito bem elaborado; sendo que você não consegue resolver antes do final, mesmo com as pistas que são dadas durante a leitura .
O autor também consegue desenvolver a interação de Strike e Robin (sendo que conhecemos um pouco mais sobre ela) de uma forma que fica muito orgânica e natural.
comentários(0)comente



ericanna 17/11/2014

Galbraith acerta novamente
Não é fácil escrever um bom romance policial. Não é fácil escrever uma história que, chegando ao fim, revele uma trama tecida com maestria, com pistas sutis aqui e ali, ao fim da qual o leitor se sente absolutamente esúpido por não ter pensado em tudo aquilo antes!
J. K. Rowling, atacando sob pseudônimo, consegue esse feito. A segunda aventura de Cormoran Strike é, como a anterior, recheada de celebridades de caráter duvidoso, perseguições, deduções e mentiras desveladas. Consegue prender o leitor desde o primeiro capítulo, não apenas pela excentricidade do crime, mas pela dupla de detetives carismáticos, com uma química sensacional e, embora habilidosos, gente como a gente.
Recomendo a leitura a todos que gostam do gênero.
comentários(0)comente



Rosi 22/03/2015

Livro, você não é essa coca-cola toda
O Bicho-da Seda é um thriller investigativo do pseudônimo de J. K, Rowling, Robert Galbraith.

J. K., autora mundialmente conhecida pela saga de livros Harry Potter, tem investido bastante em romances adultos. Exemplo disso é Morte Súbita, maravilhoso relato dos personagens intrigantes de uma pequena cidade fictícia chamada Pagford.

Já O Bicho-da-Seda narra as aventuras investigativas de Cormoran Strike, um ex-soldado que ganha a vida sendo um detetive de poucos amigos. Cormoran é protagonista também de O Chamado do Cuco, lançamento adulto anterior da autora.

No entanto, O Bicho-da-Seda não é uma continuação seriada de O Chamado do Cuco. Ambos os livros narram investigações de Cormoran, mas possuem temporalidade e circunstâncias diversas. Um pode ser lido sem o outro. Tipo os livros de Dan Brown, sacou?

Se em O Chamado do Cuco, Cormoran investiga o assassino que causou a morte misteriosa de uma famosa modelo, em O Bicho-da-Seda ele precisa se contentar em encontrar um desaparecido e de sanidade questionável escritor em decadência. E agora, com a ajuda efetiva de sua eficiente secretária, Robin.

O mistério, na minha singela opinião, agora é mais interessante. Se em O Chamado do Cuco, eu adivinhei quem era o assassino depois de terminar o primeiro capítulo (sério), em O Bicho-da-Seda a flecha da culpa pode estar apontada para qualquer direção. Todos são suspeitos, e confesso, até o momento em que Cormoran revela o vilão da história, nem havia passado pela minha cabeça aquele encaminhamento para a história.

O autor tece melhor os detalhes - em comparação a O Chamado do Cuco. As descrições minuciosas e delicadas de lugares, pessoas e sentimentos têm a capacidade de dissecar a realidade, uma realidade fictícia.

Galbraith parece estar decidido a não fazer de Robin e Cormoran Strike um casal romântico. Mesmo assim, é instintivo torcer por eles dois. Estamos tão enraizados com a ideia arcaica e clichê de que um homem e uma mulher não podem ser apenas parceiros profissionais e amigos, eles "têm" que ser algo mais, que fica difícil ler trechos em que eles compartilham certa intimidade (como o autor gosta de frisar, "desconfortável" para ambos) e não especular o prenúncio de um romance.

No entanto, acredito que o que estragou o livro foi a forma como Cormoran juntou as peças do quebra-cabeça no final do livro. Não sei se esse é um problema meu ou de todos os seres humanos razoavelmente inteligentes, mas mesmo quando o autor joga todas as provas e evidências ao longo da narrativa, no momento em que Cormoran as junta, a conclusão de seu raciocínio se torna uma coisa tão inimaginável e estrambólica que eu fico com a sensação de que estou lendo Sherlock Holmes.

Talvez eu seja dislexa (pouco provável), tenha déficit de atenção (um pouco) ou seja burra mesmo (mais provável). É como se o autor desse todo o crédito da descoberta ao detetive, e nos deixasse perdidos na lagoinha... ACHO que esses livros de detetive deveriam permitir uma descoberta conjunta dos mistérios, leitores e autor chegando a um ponto em comum. CLARO que tem que ter alguma surpresa, um elemento boom, mas em O Bicho-da-Seda, o único elemento que teve foi o WTF?!

ODEIO BOIAR

Enfim, sou reclamona mesmo. A leitura estava boa, muito boa, e ficou horrível. Gostei do livro, só não gostei do final.


site: eaquelaxicaradecafe.blogspot.com
Carina 13/01/2016minha estante
Achei esse livro tão previsível quanto O Chamado do Cuco, descobri quem era o assassino logo no início no livro (em O Chamado do Cuco também descobri), aí a história ficou sem graça.


Tayana.Benevides 02/05/2017minha estante
Em "O Chamado do Cuco" não consegui descobrir que era o assassino não, mas em "O Bicho-da-seda eu tive o palpite certo." Acho que quando você lê muito romance policial você começa a ter palpites certos hehehehe




Beto 04/04/2020

Não é um Livro para Iniciantes no mundo Dos Livros
Segundo livro da Saga de Cormoran Strike escrito por J.K. Rowling sob o Pseudônimo de Robert Galbraith.
Continuando a partir do turbulento final de O Chamado do Cuco, Strike aceita mais um caso. Agora um tanto famoso, tem aparecido cada vez mais casos no seu escritório o que tem sido bom para os negócios.
Acontece que um escritor chamado Owen Quine desaparece logo após terminar um suposto livro onde teria descrito maldosamente quase todos que conhece e caso o livro chegasse a público, muita gente ficaria em “maus” lençóis. Porém, quando o corpo é encontrado, a forma brutal como isso acontece dá a Strike motivação suficiente para que ele queira descobrir o mais rápido possível o que teria acontecido e quem teria escrúpulos o suficiente para fazer tal coisa.
O enredo é quase todo ilustrado e parafraseado pelos escritos do tal escritor morto, o que dá a história um certo tom macabro e intrigante de se ler.
Sobre a escrita: para ser sincero, eu fiquei bastante interessado em ler esta continuação pois O chamado do Cuco foi um livro promissor. Porém, este livro não é tão fácil de ler e se você não for uma pessoa com bastante paciência e foco na leitura dificilmente vai entender a história.
Muitos detalhes e um enredo um tanto enrolado acabam por prejudicar o progresso da leitura em si. Se em o chamado do cuco, a primeira metade do livro é completamente enrolada, aqui praticamente 2/3 do livro é de pura informação (seja ela importante ou não) o que faz com que você obrigatoriamente tenha um bloco de notas a mão para entender o que se passa.
Recomendo o livro apenas como ponte para o terceiro mesmo. Mas dos 3 Livros da saga até agora que eu li, esse foi o que menos gostei.
comentários(0)comente



249 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |