A Fortaleza do Dragão

A Fortaleza do Dragão Denise Flaibam




Resenhas - A Fortaleza do Dragão


25 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Queria Estar Lendo 11/08/2015

Resenha: A Fortaleza do Dragão
As aventuras de Serafine e seus guardiões, que tiveram início em A Profecia de Mídria continuam no segundo volume de Os Mistérios de Warthia, A Fortaleza do Dragão, jogando os leitores em um novo território, com novos personagens, tramas perigosas e sentimentos em conflito.

O livro começa logo após o final de A Profecia de Midria, colocando Serafine, Ývela, Jarek e Guillian em um cenário inóspito enquanto deixam para trás o Reino das Florestas e se aproximam do Deserto de Mídria - sim, o local onde Lonel recebeu a profecia.

No segundo livro da quadrilogia, Serafine precisa chegar até a Fortaleza do Dragão, pois é lá que se encontra seu segundo mestre, aquele que irá treiná-la em um novo elemento - e vocês precisam ficar preparados, porque o Mestre é alguém que nós já conhecemos! O deserto não é um dos reinos mais perigosos a toa e Serafine precisa utilizar um poder novo e desconhecido logo no inicio de sua jornada, para garantir que todos sobrevivam a ela. O problema é que, ao pedir ajuda, Serafine acaba colocando uma faca na cabeça de uma pessoa querida - mesmo que sem querer - e, a partir daí, alguns importantes segredos são revelados, tanto para a nossa heroína como para nós, leitores.

Tenho que dizer logo de cara que esse é um dos meus livros preferidos da quadrilogia e digo isso com toda a propriedade de leitora beta. Também preciso dizer que nem em um milhão de anos essa era a história que eu estava esperando ler quando terminei A Profecia de Mídria. Não sei dizer o porque, mas enquanto eu lia o primeiro livro a magnitude dos problemas, das trevas e dos poderes da Serafine tiveram uma tamanho bem resumido e quando chegamos no livro 2 já é possível perceber que as coisas estão uma loucura.

"Quem sou eu? Você nunca prestou atenção em nada a respeito da profecia? Eu sou a escolhida."

As trevas estão se embrenhando pelos reinos com a ajuda de um aliado poderoso e que, só os deuses sabem como, permanece anônimo para os nossos heróis. A Serafine é capaz de sentir o poder das trevas, mas ainda assim os habitantes de Warthia desconhecem a ameaça. Acho interessante esse contraste, porque no primeiro livro acompanhamos a Serafine, o Jarek e a Yvela escapando de diversas "quase morte" e os Elfos completamente conscientes da profecia e dos perigos, sem nem falar na batalha final.

Mas são como "eventos isolados" que os demais habitantes não percebem e a Serafine precisa bater o pé e armar barracos - mesmo - para mostrar que ela é a escolhida, que ela tem poder e que não vai deixar que ninguém machuque seus amigos.

Nesse livro os relacionamentos estão ainda mais intensos. Nós temos a ameaça das trevas, Serafine aprendendo um novo elementos e a chegada de alguns personagens misteriosos que ainda não provaram seu valor definitivo para a história, mas o relacionamento que vai se desenvolvendo entre os personagens já conhecidos e também os novos, mostra cada vez mais a profundidade da história.

É a vez da Serafine lutar para proteger seus guardiões, em especial Jarek, que por ser um traidor nas terras do Oeste acaba enfrentando dificuldades injustas e é a Serafine que tem o poder para ajudá-lo. Se eu já fiquei maluca com as interações do primeiro livro, tenho nem palavras para descrever o que senti no segundo.

"O amor não destrói, Ývela. É por causa dele que me mantenho forte. Você é a minha força. Não existe maldição prendendo-a a infortúnios, só o medo. Livre-se dele, Ývi. Fique comigo."

Deitada no chão e morta será que serve? A Denise não tem noção completa do que fez com o meu emocional, eu acho.

O passado do Jarek é algo como marcado em pedra, não tem como mudar, mas o fato da Serafne não se render por causa disso é ótimo. A fé que ela tem nos guardiões é incrível e emocionante. Até pouco tempo atrás eles eram desconhecidos e depois de colocar a própria vida por tanto tempo nas mãos deles, é gratificante ver ela guardar a vida deles com tanto afinco.

Outro relacionamento que surge em Fortaleza do Dragão é entre Jon e Yvela. O passado da Yvi volta mesmo para assombrar e, diferente do Jarek, o dela não está escrito em pedra e só não pode como muda. Entre ela e o Jon o buraco é beeem mais embaixo e não poderia ser resolvido só na base da conversa.

A jornada da Yvi, aqui, é uma das que mais me deixa fraca, porque foram tantos sacrifícios que não era justo. Não era justo que ela tivesse que desistir de tudo e colocar a própria vida em risco e eu odeio personagens que pensam sempre no bem maior antes de si mesmos. Especialmente quando eu amo eles e isso me machuca.

"Diz a lenda que o inverno congelou a alma dos sulistas."

Além do Jon, esse rei lindo e incrível e forte e com um coração tão grande que é constantemente reprimido por seu Conselhos, nós também conhecemos Luke, o frio príncipe do Sul. Luke é, definitivamente, apresentado como o filho do pai. Frio e régio, ele é quem carrega a palavra do pai e coloca em prática alguns de seus planos, mas é difícil afirmar se eles está apenas do lado das trevas já que, aparentemente, a Serafine mexe bastante com ele.

Além dos dois, que recebem um certo destaque ao longo do livro, também conhecemos Maltrus, o rei do sul, Sibila, Percival, Mynna, Leyona, Theodore e tantos outros novos personagens responsável por adicionar ação e dor aos conflitos desse livro.

"Em resposta a ele, uma chuva torrencial começou a cair sobre eles, encharcando-os em questão de segundos. Os dedos de Serafine trilharam a água e ela acompanhou os movimentos, respondendo a dominadora. Jarek viu Jon hesitar, mas então suas mãos se coloriram em um tom arroxeado, e a magia respondeu ao Mago."

A trama cresce e com ela, diminui o tempo que a Serafine tem para se preparar para a derradeira luta com Sharowfox e todos os novos personagens são responsáveis por colaborar com o seu crescimento. Sharowfox não possui um corpo físico, mas age através de suas filhas, as feiticeiras, e como as trevas são traiçoeiras, é difícil dizer em quem se pode confiar ou não.

Se você acha que sofreu com A Profecia de Mídria, prepare os lenços e o coração para A Fortaleza do Dragão, porque é aqui que a Denise nos mostra que a dor física não se compara a emocional.
comentários(0)comente



Gisele 17/07/2015

Depois de enrolar bastante para o livro não acabar, eis que acabei!
Como sempre Denise escreve maravilhosamente bem! Fico chocada com como ela consegue fazer o leitor não desgrudar do livro!
E as cenas de ação? Olha são sensacionais! E as de romance são as coisas mais lindas de se ler. A shipper aqui morre.
Claro que eu não poderia deixar de citar os personagens né? QUE CONSTRUÇÃO MARAVILHOSA! Nesse segundo volume percebe-se claramente como todos eles evoluíram.
E a diagramação? Estava ótima. (Marcelo me obrigou a colocar isso aqui :p )
A Denise tem muita coragem de lançar um livro por produção independente. Espero que dê tudo certo que eu tenha o 3º livro o mais rápido possível em minhas mãos!!!!! ù.ú
[SPOILERS]
NÃO CONFIO NA SIBILA!
LUKE, EU TE AMO
Gisele 17/07/2015minha estante
Depois de enrolar bastante para o livro não acabar, eis que acabei!
Como sempre Denise escreve maravilhosamente bem! Fico chocada com como ela consegue fazer o leitor não desgrudar do livro!
E as cenas de ação? Olha são sensacionais! E as de romance são as coisas mais lindas de se ler. A shipper aqui morre.
Claro que eu não poderia deixar de citar os personagens né? QUE CONSTRUÇÃO MARAVILHOSA! Nesse segundo volume percebe-se claramente como todos eles evoluíram.
E a diagramação? Estava ótima. (Marcelo me obrigou a colocar isso aqui :p )
A Denise tem muita coragem de lançar um livro por produção independente. Espero que dê tudo certo que eu tenha o 3º livro o mais rápido possível em minhas mãos!!!!! ù.ú

[SPOILERS]

NÃO CONFIO NA SIBILA!
LUKE, EU TE AMO


Gisa 03/12/2015minha estante
também não confio nela hahhahah




@cheiade9h 01/08/2015

Depois de ter lido os dez primeiros capítulos de A Fortaleza do Dragão no mês de Maio, finalmente recebi o livro físico em minhas mãos e me joguei na leitura. No mês retrasado rolou uma resenha dupla de A Profecia de Mídria (primeiro livro de OMW) e a degustação de A Fortaleza do Dragão, vocês podem conferir AQUI.

Meus elogios de A Fortaleza do Dragão continuam firme e fortes, até porque achei MUITO bem evoluído esse segundo livro da série, ele é o meu favorito por enquanto -q

Vamos começar essa resenha pelo simples fato de eu não gostar muito de resenhar livros de séries/trilogias porque eu tenho receio de soltar spoiler, mas A Profecia de Mídia foi um livro introdutório do que vocês podem esperar da série Os Mistérios de Warthia, será impossível de eu não comentar alguma coisa sobre ele ~indiretamente~

"- Três guardiões e nenhum deles têm a ficha limpa. - Guillian brincou. - Que belos protetores nós somos."


E realmente... Em a Profecia de Mídria, descobrimos os 'podres' do Guillian e em A Fortaleza do Dragão vamos conhecer sobre Jarek e Ývela, além da Serafine treinar o novo elemento, a Terra, no Reino do Oeste. Mas com o passado da Ývela retornando ao presente, a história dos Sturian (o povo de Jarek) sendo jogada na roda... O treino de Serafine até passa um "pouco" despercebido, porque forninhos caíram.

O Reino do Oeste é reinado pelo Jon, um monarca de bom coração e que tem um passado com Ývela, a guardiã da Serafine. Então além da Profecia que paira sobre Serafine para salvar Warthia, temos outras histórias sendo entrelaçadas no enredo, como a de Jon com Ývela, a de Jarek que também toma um novo rumo em a Fortaleza porque seu povo é conhecido como "amaldiçoado" e vai ter todo aquele dilema para o Rei Jon, seguir o Conselho do Reino ou seguir Serafine. E claro, o vilão da vez.

Confesso pra vocês que A Fortaleza do Dragão tem meu amor eterno, eu já tinha curtido a narrativa/escrita de Denise em A Profecia de Mídria, já tinha gostado do rumo da história mas oficialmente em A Fortaleza O JOGO VIROU E MUITO. Sofri muito mais que no primeiro livro (que no caso, sofri pra ter respostas) e em A Fortaleza sofri pelos personagens. Não sabia que era possível a Denise evoluir a escrita, mas conseguiu maravilhosamente bem!


E cara... Vocês só precisam saber disso HUAEHUAEHAUEHAUE. Tem romance (coisa que não aconteceu no primeiro livro da série), tem ação (muita, muita treta, amosou treta) e cara O JOGO VIRANDO, MIGOS, SEM ESTRUTURAS COM O FINAL DESSE LIVRO.

site: LEIA MAIS EM http://www.livroterapias.com/2015/08/resenha-fortaleza-do-dragao.html
comentários(0)comente



Cami 17/10/2015

Resenha do Blog | Descafeinadas
Toda vez que leio Denise Flaibam ou Sarah J. Maas (Trono de Vidro) tenho a plena certeza de que quero continuar a escrever minha fantasia. São autoras como ela que te inspiram de uma maneira inexplicável, sei que a resenha não é sobre a Denise mas eu preciso falar o quanto ela me inspira. É bom ter uma referência nacional e eu amo essa mulher to falando sério. Mas vamos ao livro: A leitura é incrível do primeiro ao último capítulo é impossível parar de ler.

Serafine continua em sua busca para ser a salvação de Warthia, junto dela seus guardiões estão sempre preparados para o que irá acontecer, ou não. Eu particularmente TENHO UMA PAIXÃO PELO JEREK, mas eu amo a Ývela porque ela é amorosa, forte e determinada e isso me conquista nas personagens. Nesse livro os guardões Ývela, Jerek e Guillian continuam em sua missão e eles parecerem crescer nesse segundo livro, de algum modo eles passam mais segurança agora.

A "relação" entre Jerek e Serafine (Vamos acelerar esse romance aí caras, eu tenho coração frágil) fica mais notável nesse livro, é uma terrível relação de ódio e amor que eu aprendi a amar. Mas vamos falar de Jon Tytos o senhor do Oeste e amorzinho que ama a ondina mais linda de todas, Ývela. O amor sempre está de lado nesse livro e é por isso que eu não esperava nada quando o li.

"- Jerek! - guinchou. - Qual é o seu problema? - Ignorou a proximidade com ele, dando braçadas para colocar uma distância entre seus corpos.
- Além do calor? Eu tenho alguns problemas com o governo, nunca fui um sujeito muito honesto. - Ele boiou onde estava, parecendo tão relaxado quanto um fazendeiro depois da época de colheita"

Sharowfox ainda é a vilã e embora não apareça muito temos outros vilões como o Luke (e pelo anjo Denise, ele é mal ou não? Porque acho que amo ele), que é o tipo de vilão que você ama e odeia e ama de novo e depois odeia de novo, ainda não sei qual é a dele mas sou fã dele. Os vilões nesse livro, ou devo dizer, os problemas são ainda maiores e mais presentes. As sombras estão ainda mais próximas nesse livro mas nunca percebe só a Serafine, elas estão chegando e tudo o que posso dizer é: NÃO CONFIE EM NINGUÉM.

O livro em si enrola um pouco mas acho que isso foi proposital e não porque a Denise quis encher linguiça. Enrolei para ler porque achei que a emoção e as respostas nunca chegariam, mas da metade do livro para o final a Denise nos dá algumas repostas, algumas revelações e ISSO ME DEIXOU BRAVA PORQUE AÍ O LIVRO ACABA. Como assim? Sim, Denise é bad ass, termina o livro na melhor parte.

As personagens me encantaram nesse livro e até mesmo o destino que algumas tomaram. O que mais gosto nos livros da Denise é que as personagens são reais, ou seja, elas sentem de tal forma e profundidade que parece que você conhece aquela pessoa. A narrativa é uma delicia e permanece na terceira pessoa contando o ponto de vista de várias personagens sem focar apenas na Serafine.

" Sei que lhe parece injusto agora, Serafine, mas há certas verdades que devem vir na hora certa. Ás vezes, a ignorância é uma benção. - Guillian segurou sua mão, apertando-a com firmeza entre as suas patas felpudas [...]"

Tenho que dizer que como a maioria das heroínas há coisas na Serafine que me incomodam. Acho que ela não cresceu muito de um livro para o outro, continua um pouco infantil mas acho que ela está ficando mais forte e que no próximo livro será a verdadeira heroína. Sua petulância e insistência em determinados assuntos eu acho um pouco irritante. Acho que as vezes ela faz muito sem pensar, mas gosto dela.

"Não somos mais que almas condenadas a destinos cruéis, princesa - Jerek se aproximou, segurando suas mãos - E você Serafine...Sempre querendo ajudar aqueles que não podem ser ajudados"

O livro é incrível e eu mesma não esperava o que viria a seguir, é engaçado para o leitor que lê muito porque é difícil quando um livro surpreende. Eu leio tantos livros e de certo modo espero que eles sejam sempre a mesma coisa e a Denise mostra que ainda existem mundos a explorar e que todo livro trás algo de diferente. O livro é surpreendente e esse é o principal motivo pelo qual você deve lê-lo.

Portanto não vejo a hora de ler a continuação!
comentários(0)comente



Mari Scotti 17/08/2015

Resenha Blog Coração de Papel
Não é segredo para ninguém que eu sou fã da Denise Flaibam, apaixonada pelo guardião Jarek Hargon de Warthia e tiete de carteirinha do casal Jyvela. Por esse motivo, tenho a felicidade e o prazer de compartilhar com vocês as minhas impressões da leitura do manuscrito da sequência da série, o livro A Fortaleza do Dragão. Sim, manuscrito porque eu li ANTES do livro ser publicado. Chorem!


"As almas belas são as únicas que sabem o que há de grande na bondade.”
Friedrich Schiller.
Quote: A Fortaleza do Dragão


A sequência se inicia pouco tempo depois do final do primeiro livro, na jornada da Serafine em busca do seu segundo Mestre e também para deixar alguns perigos para trás. Eles seguem pelo deserto, para o reino arenoso do Oeste. Para a minha felicidade, ela percebe mais a presença do Jarek e temos alguns instantes de puro deleite visual, porém, como sempre, ele não está muito adepto a sorrisos, desejando terminar logo a viagem, pois sente o perigo cada vez mais próximo.
Percebemos também certos detalhes nessa viagem e podemos desconfiar que o Jarek esteja em terras que não apenas conhece muito bem, mas onde possui uma história. Tanto nós leitores quanto a Serafine ficamos intrigados e curiosos para saber mais. Principalmente depois de certas revelações contidas no primeiro volume: Jarek é um traidor.
O prólogo se inicia com uma cena que conseguimos entender melhor no decorrer do livro, mas que é chave para um dos mistérios que rondam o segundo volume da série. Nos apresenta também o Luke, um personagem que eu gostei bastante, apesar de não ficar muito claro seu papel no mistério que envolve a Serafine nesta primeira aparição. Nem se ele é mocinho ou bandido. Mas, eu li o livro 3 e... Luke

site: www.mariscotti.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Coração Papel 20/09/2015

Resenha A Fortaleza do Dragão
Não é segredo para ninguém que eu sou fã da Denise Flaibam, apaixonada pelo guardião Jarek Hargon de Warthia e tiete de carteirinha do casal Jyvela. Por esse motivo, tenho a felicidade e o prazer de compartilhar com vocês as minhas impressões da leitura do manuscrito da sequência da série, o livro A Fortaleza do Dragão. Sim, manuscrito porque eu li ANTES do livro ser publicado. Chorem!


"As almas belas são as únicas que sabem o que há de grande na bondade.”
Friedrich Schiller.
Quote: A Fortaleza do Dragão


A sequência se inicia pouco tempo depois do final do primeiro livro, na jornada da Serafine em busca do seu segundo Mestre e também para deixar alguns perigos para trás. Eles seguem pelo deserto, para o reino arenoso do Oeste. Para a minha felicidade, ela percebe mais a presença do Jarek e temos alguns instantes de puro deleite visual, porém, como sempre, ele não está muito adepto a sorrisos, desejando terminar logo a viagem, pois sente o perigo cada vez mais próximo.
Percebemos também certos detalhes nessa viagem e podemos desconfiar que o Jarek esteja em terras que não apenas conhece muito bem, mas onde possui uma história. Tanto nós leitores quanto a Serafine ficamos intrigados e curiosos para saber mais. Principalmente depois de certas revelações contidas no primeiro volume: Jarek é um traidor.
O prólogo se inicia com uma cena que conseguimos entender melhor no decorrer do livro, mas que é chave para um dos mistérios que rondam o segundo volume da série. Nos apresenta também o Luke, um personagem que eu gostei bastante, apesar de não ficar muito claro seu papel no mistério que envolve a Serafine nesta primeira aparição. Nem se ele é mocinho ou bandido. Mas, eu li o livro 3 e... Luke

site: http://mariscotti.blogspot.com.br/2015/08/resenha-fortaleza-do-dragao.html
comentários(0)comente



Helena 06/10/2015

Eu não estava preparada para esse livro!
A Fortaleza do Dragão é o segundo livro da série Os Mistérios de Warthia. Nessa continuação, Serafine e seus guardiões estão a caminho da Fortaleza do Dragão, onde ela encontrará seu segundo mestre, que nós já conhecemos e que irá treiná-la em seu novo elemento. O deserto não leva a fama de um dos lugares mais perigosos a toa, e logo no início, Serafine precisa usar um desconhecido e novo poder para assegurar que todos irão sobreviver a essa jornada. Só que, ao buscar por socorro, ela acaba colocando uma pessoa na corda bamba, mesmo que não fosse essa a sua intenção. Daí por diante, segredos são revelados por todos os lados, não apenas para Serafine, mas também para nós, leitores.

Tenho que dizer que estou de cara com esse livro, meu povo. DE CA-RA! Essa não era a história que eu estava esperando ler quando terminei A Profecia de Mídria. Ao terminar o primeiro volume da série, tive a impressão de que a abrangência dos acontecimentos, dos poderes de Serafine, das trevas parecia um tanto resumida. Entretanto, no livro dois as coisas são muito mais intensas e a loucura da situação é quase tangível.

As trevas parecem estar invadindo todos os lugares com maior rapidez e ninguém parece perceber, com exceção de Serafine, que consegue sentir a presença sem saber de onde ela vem. O aliado das trevas está muito bem camuflado. Todos tornam-se suspeitos, até que uma determinada pessoa começa a se destacar, e os fatos começam a nos fazer chegar a conclusão do que aconteceu. Não se engane achando que isso acontece no início do livro. Não, não. As descobertas só começam a ser realmente concretizadas quase no final. E eu tive a impressão de ter sido proposital, como se a verdadeira intenção de Denise fosse exatamente essa, que descobríssemos com o decorrer das coisas...

Leia a resenha completa:

site: http://www.cafecomlivroo.com/2015/10/a-fortaleza-do-dragao-denise-flaibam.html
comentários(0)comente



Larissa 15/10/2015

Blog Por Livros Incríveis
Na segunda parte de sua jornada Serafine Delay e companhia partem pelo deserto rumo ao Oeste. Governado pelo jovem rei, Jon Tytos, a Fortaleza do Dragão trará a Serafine inúmeros desafios enquanto a garota se prepara para controlar seu segundo elemento.
Mas com o caos que se transformou sua vida em meio ao ressurgimento das trevas, será que a guerreira conseguirá salvar aqueles em quem confia? Aliás, em quem ela pode confiar?

"Na Fortaleza do Dragão, destinos irão colidir."

O segundo livro da série Os Mistérios de Warthia foi uma surpresa muito positiva. Quem leu a primeira parte da história escrita por Denise vai perceber a evolução geral ocorrida nesta publicação. Escrita,personagens, cenas,tudo evoluiu de maneira considerável. Mas bem,vamos por partes.
Nesta continuação, Serafine e seus guardiões precisam atravessar o deserto para chegar ao Reino do Oeste, onde seu segundo mestre a aguarda para dar continuidade ao seu treinamento com os elementos. Admito que estava ansiosa por esse livro, mas com as expectativas baixas, não esperava...

Leia mais em:

site: http://porlivrosincriveis.blogspot.com.br/2015/10/resenha-fortaleza-do-dragao-denise.html
comentários(0)comente



Bia 26/12/2015

"O que era Warthia senão um eterno mistério?"

Finalmente terminei de ler esse livro, enrolei muito para terminar, mas não por ele ser ruim, e sim porque eu não queria que acabasse. Eu esperei muito por esse livro, e quando ele chegou, eu queria prolongar essa leitura, a autora não ajudou muito, toda vez que eu falava que ia parar o capítulo terminava com um grande mistério, e eu tinha que me segurar para não ler tudo de uma vez.

"- Mais calma princesa?
- Posso parecer calma, mas em minha mente já o matei três vezes - Ela retrucou num sussurro, Jarek gargalhou sonoramente.
- Ah... Tão calma quanto encantadora.
- Por que não vai infernar outra pessoa?
- Poque, de todos que conheço, você é a que mais me diverte."

Eu tive o prazer de ler de poder ler os 10 primeiros capítulos, até coloquei minha primeiras impressões no blog (Aqui), então eu já tinha um gostinho do que estava por vir. Nesse segundo livro a jornada de Serafine e seus guardiões continua, dessa vez a escolhida terá que viajar pelo deserto e enfrentar diversos seres do Reino Árido, para chegar na sua próxima missão, e aprender um novo elemento. Essa nova jornada a leva para a Fortaleza do Dragão, que tem como rei o jovem Jon Tytos.

Se os 10 primeiros capítulos são frenéticos, o resto do livro continua na mesma pegada, e o bom é que ainda temos muitas descobertas em relação ao passado de alguns personagens, o que era um grande mistério do livro anterior, não posso entrar muito em detalhes, se não perde a graça, mas vou avisando para prepararem o coração, muitas emoções estão por vir. Temos várias cenas de lutas muito bem escritas e elaboradas, e também algumas batalhas que não deixaram eu largar o livro em algumas momentos, e um DRAGÃO, sim um dragão, pronto agora não falo mais nada.

Nesse segundo temos vários personagens novos, o Rei Jon Tytos é um deles, ele ajuda a abrigar e a preparar Serafine e seus guardiões, ele também tem uma ligação com a nossa querida Ývela, temos também Sibila, que tem uma grande importância no livro, e Luke, que é uma incógnita, realmente não sei o que achar dele, vamos esperar os próximos livros. Claro que também temos os nossos queridos personagens, foi muito bom descobrir mais sobre Ývela e Jarek, no livro anterior esse dois são cheios de segredos, e finalmente uma parte dessa grande caixa de mistérios acabou, claro que outros também foram colocados e só Deus sabe quando vou poder desvendar eles.

"Luke era, aos olhos de Serafine, um jovem belo, perturbador e enigmático. Diferente de Jarek, que tinha toda aquela pode de guerreiro rude e selvagem, ou mesmo Jon, que se mostrou elegante e gentil, o príncipe do Sul parecia um verdadeiro mistério."

No livro anterior Serafine e Jarek davam indícios de um possível romance, um implicava com o outros, uma troca de olhares mais demorada, mas nada além disso, nesse segundo ainda temos tudo isso e um pouco mais, tipo, mais mesmo, minhas lágrimas em vários momentos não aguentaram e caíram, e muito, Jarek se abrindo para Serafine e outras muitas coisas que aconteceram fizeram isso, Ývela e Jon também são culpados, esses dois ultrapassaram o meu nível de fofura e agora não sei quem é o meu preferido, mas na dúvida eu fico com os dois.

"- Sua prepotência ainda vai mata-lo. - A garota o empurrou com suavidade.
- Ótimo. Vou aproveitar o tempo que me resta para beber uma taça de vinho. - piscou um olho. Serafine riu. - Pode me acompanhar se quiser."

Eu amei esse livro, ele não se mantem focado em apenas um personagem, temos várias coisas acontecendo ao mesmo tempo e isso tornou o livro mais, você quer saber o que todos esses personagens estão fazer e o que estão escondendo. No livro tem tanta coisa boa que o meu post-it acabou, e agora eu não tenho nada para marcar os outros livros, se algum quiser fazer uma doação eu aceito. Outra coisa que eu queria comentar é que o livro está lindo, a capa é maravilhosa, a contra capa também, a parte de dentro está in-crí-vel, os desenhos a cada capítulo só embelezam mais ele, da vontade de ficar só admirando o livro de tão lindo que está, e eu também fiquei cheirando o livro, gente ele veio muito cheiroso.

Eu não sei se tem previsão para o próximo livro, mas já quero deixar meu nome na pré-venda como eu fiz com esse, os momentos finais desse livro me deixaram muito apreensiva, foi quando eu realmente não consegui largar ele de jeito nenhum, e li tudo de uma vez, a autora me fez ter um pequeno susto em relação ao meu querido Guillian, mas logo passou e eu não tive que tomar medidas drásticas. No final do livro acontecem várias coisas que dão o tom para o que pode acontecer no próximo, e jeito é esperar, e ir relendo as melhores partes para ir matando a saudade.

"- É, somos um belo quarteto desajustado. - Serafine passou o braço pelos ombros de Ývela, arrancando risos da loira.
- Somos o quarteto desajustado mais sexy por aqui. - Jarek replicou.
- Ah, retiro o que eu disse... - Serafine crispou os lábios.
- Sobre o que?
- Sobre sermos um quarteto. O ego do Jarek vale por outra pessoa. - Mesmo Jarek não se impediu de rir."

http://follow-and-breath.blogspot.com.br/2015/12/resenha-fortaleza-do-dragao.html
comentários(0)comente



Myh Barreto @literaria.raposinha 09/01/2016

Misterioso, envolvente e surpreendente
Esse é o tipo de livro que a gente pega para ler e não quer mais largar até terninar. Cheio de mistérios que nos envolve e nos surpreende. E quanto aos fofos Jarek e Jon até agora não consegui descobrir meu preferido é muito amor rsrs Serafine minha linda estou contigo amando conhecer Warthia ;))
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Dai 28/08/2018

A Fortaleza do Dragão é um livro incrível, em todos os sentidos da palavra. Denise me conquistou no livro anterior, e nesse, me consagrou como sua fã. A trama é cheia de emoção, aventuras, mistérios, seres mágicos, ação e ainda tem um toque de romance para arrematar e deixar o enredo ainda mais envolvente. Uma das coisas que mais gosto na escrita da autora, é a forma como ela descreve os cenários, é tudo tão vívido, descritos com tanta riqueza, que me sinto dentro da história, vivenciando cada momento. Simplesmente fascinante! A trama possui uma narrativa com um ritmo perfeito, é fluida e viciante, cheia de detalhes e reviravoltas, e a cada novo capítulo, torna-se impossível abandonar a leitura. Eu não devorei o livro, fui completamente devorada por ele!

Uma obra com uma história fascinante, com uma ambientação magnífica, personagens fabulosos e instigantes e uma escrita impecável. Eu poderia escrever linhas e linhas declarando o meu amor pela história (já ficou claro, né?!), mas prefiro deixar o meu convite para que você leia o livro. Se você já leu o primeiro volume e gostou, se prepare, pois esse livro está inda mais cheio de emoção e vai roubar o seu fôlego do começo ao fim. E se você ainda não conhece essa série, você PRECISA conhecer.

"Seja forte e resista ao poder oferecido. As trevas podem ser fortes, mas a bondade supera qualquer coisa. Tenha cuidado, preciosa Esperança."

Leia a resenha completa no blog virando a página.

site: http://www.blogvirandoapagina.com.br/2018/06/resenha-fortaleza-do-dragao-os.html
comentários(0)comente



Fernanda | @psiuvemler 17/11/2015

Resenha de A Fortaleza do Dragão, pelo blog Império Imaginário
Eu terminei a leitura de A Fortaleza do Dragão, segundo livro da série Os Mistérios de Warthia, há algum tempinho, mas com todos os trabalhos escolares que tomaram meu tempo, me vi diante da necessidade de adiar a resenha. Finalmente consegui uma folga e rapidamente comecei a escrevê-la, pois as ideias pareciam querer dominar minha mente. Este livro se tornou, definitivamente, um dos meus favoritos e uma das melhores leituras que já realizei.
Ainda não sei como agradecer a autora pela oportunidade de conhecer a série e elogiar seu incrível trabalho. Agora é só aguardar por As Brumas de Ébano – já tenho certeza de que é perfeito! –, o terceiro livro da série e apreciar o mais recente lançamento de Denise, O Rubi de Sangue. Como já citei em um dos parágrafos anteriores, adorei a forma como cada um cresceu e encarou firme e forte as novas aventuras. Cada experiência trouxe um novo ensinamento aos personagens e, em vários momentos, fiquei com o coração na mão pelas dificuldades que se apresentaram. Ri, chorei e quase me belisquei para ver se tudo aquilo estava realmente se realizando. Foram várias as emoções e eu não poderia me sentir mais feliz.
O segundo livro foi publicado de maneira independente e eu preciso parabenizar Régis Marley por essa capa maravilhosa, Marcelo Rocha pela linda diagramação e Ana Maria Frare pelas incríveis ilustrações. A obra possui orelhas e folhas amareladas, além de algumas folhas em tom negro no início e em seu final. Também quero dizer que, na minha opinião, cada detalhe que formou A Fortaleza do Dragão deixou o livro muito mais lindo do que o primeiro, e olhe que A Profecia de Mídria também está um espetáculo! Estou com um enorme interesse de adquirir um exemplar de A Profecia de Mídria que possui aquela outra capa apenas para sentir a emoção de ter todas as versões da série.
No mais, gostaria de recomendar a série Os Mistérios de Warthia para todos que, assim como eu, são apaixonados por uma boa fantasia com um toque de romance e muitas guerras. A obra, assim como sua autora, terá sempre um lugar especial na minha estante e, óbvio, no meu coração. u.u

site: http://imperioimaginario.blogspot.com.br/2015/11/a-fortaleza-do-dragao-denise-flaibam.html
comentários(0)comente



Falando em livro... 28/08/2018

|| Resenhado por Dai Quinelato ||

Uau! Essa é a expressão perfeita para representar o meu deslumbramento e empolgação após o término desse livro. Denise Flaibam, mais uma vez, me proporcionou uma leitura extraordinária, onde cada página virada me sugava mais e mais para dentro dessa história esplêndida. Até o momento esse livro foi o meu favorito da série, e também o mais angustiante. Sério, experimentei uma verdadeira enxurrada de emoções, e por ter me apegado tanto aos personagens, sofri e vibrei com eles e, não nego, derramei algumas lágrimas durante o percurso dessa trama.

Mas vamos lá, gente, deixa eu contar um pouquinho do que aguarda vocês nesse segundo livro da série Os Mistérios de Warthia, A Fortaleza do Dragão. Tentarei ser a mais sucinta possível, não quero me estender, tão pouco soltar nenhum spoiler. O bom mesmo é ser surpreendido com cada pequeno detalhe que a história tem para nos mostrar.

Dando continuidade a sua jornada, Serafine Delay e seus guardiões, Guillian, Ývela e Jarek, deixam para trás o Reino do Norte e seguem caminho em direção à Fortaleza do Dragão, onde a escolhida dos deuses deverá encontrar seu segundo mestre, e com ele aprender a domar a arte de um novo elemento. Mas a trajetória pelo deserto inóspito e traiçoeiro de Warthia será repleto de perigos, e quando menos esperarem, o quarteto será surpreendido por forças desconhecidas. E quem surge em auxilio de Serafine e de seus companheiros é o Rei Jon Tytos, o Senhor do Oeste. Jon, além de salvá-los, também acaba levando-os para o seu destino, A Fortaleza do Dragão. E assim se inicia mais uma fase na trajetória da escolhida dos deuses.

Enquanto Serafine exercita o controle da segunda arte elementar juntamente com seu mestre (que é um personagem que já "deu as caras" no livro anterior, fiquem ligados), a jovem também inicia um treinamento, oferecido por Jon, com seus arqueiros, que são considerados os melhores de toda Warthia. Por outro lado, Ývela e Jarek ao adentrarem a Fortaleza do Dragão, terão que confrontar o passado e encarar a sentença que lhes foi dada por seus atos. E Jarek ainda tem mais um fator desfavorável contra si: sua descendência. E, em meio a tudo o que está acontecendo, as trevas estão surgindo, se fortificando, ganhando espaço. As sombras estão se espalhando, criando um jogo onde nem tudo o que parece ser real, realmente é. O tempo está correndo, o mal se propagando e enigmas ainda precisam ser desvendados.

Bem, eu vou parando por aqui. Como disse logo acima, não quero entregar os detalhes da história. Fica mais emocionante desvendá-la aos poucos, se surpreender com os acontecimentos. Novos personagens entram na trama para adicionar mais tempero à história, assim como novos desafios e novos mistérios. A trama cresce absurdamente, e nosso querido quarteto também se sobressai muito no decorrer dela. Serafine se mostra cada vez mais forte, determinada e corajosa. Gosto muito dessa personagem, e nesse livro ela me cativou ainda mais com seu senso de justiça e sua bravura. Dois personagens que me marcaram e me deixaram aflita durante a trama foram a Ývela e o Jarek, que tiveram que enfrentar o passado, o peso de suas decisões e o fato de ser quem são. Amei conhecer a histórias deles, me emocionei muito também com algumas situações que eles tiveram que passar. E não posso esquecer do Guillian, sempre tão presente, sábio, corajoso e amigo. Um elo importante para que o quarteto se mantivesse de pé.

A Fortaleza do Dragão é um livro incrível, em todos os sentidos da palavra. Denise me conquistou no livro anterior, e nesse, me consagrou como sua fã. A trama é cheia de emoção, aventuras, mistérios, seres mágicos, ação e ainda tem um toque de romance para arrematar e deixar o enredo ainda mais envolvente. Uma das coisas que mais gosto na escrita da autora, é a forma como ela descreve os cenários, é tudo tão vívido, descritos com tanta riqueza, que me sinto dentro da história, vivenciando cada momento. Simplesmente fascinante! A trama possui uma narrativa com um ritmo perfeito, é fluida e viciante, cheia de detalhes e reviravoltas, e a cada novo capítulo, torna-se impossível abandonar a leitura. Eu não devorei o livro, fui completamente devorada por ele!

Uma obra com uma história fascinante, com uma ambientação magnífica, personagens fabulosos e instigantes e uma escrita impecável. Eu poderia escrever linhas e linhas declarando o meu amor pela história (já ficou claro, né?!), mas prefiro deixar o meu convite para que você leia o livro. Se você já leu o primeiro volume e gostou, se prepare, pois esse livro está inda mais cheio de emoção e vai roubar o seu fôlego do começo ao fim. E se você ainda não conhece essa série, você PRECISA conhecer.

Leia a resenha completa no blog.

site: http://www.blogvirandoapagina.com.br/2018/06/resenha-fortaleza-do-dragao-os.html
comentários(0)comente



Jooy 01/12/2015

Agora, Serafine e seus guardiões Jarek, Ývela e Guillian, terão que atravessar o deserto encarando todos os seus perigos para chegar a Fortaleza do Dragão no reino Oeste, tendo como rei o monarca destemido Jon Tytos, ele que sempre lutava pela honra de seu povo.

Encontrando lá o segundo Mestre, assim podendo aprender a dominação de um novo elemento. Entretanto, até chegar passariam por maus bocados.
"Apoiado na cauda, Jarek saltou novamente no ar a tempo de alcançar o ferrão - com a espada agora em mãos, o guerreiro girou a lâmina contra a cauda do escorpião, decepando a ponta afiada..."
Já na Fortaleza, muitas revelações serão feitas sobre o destino da jovem Serafine, e até mesmo de seus guardiões.
"Majestade, eles salvaram minha vida... - Serafine virou-se para Jon, ignorando momentaneamente a sensação de choque por ter reencontrado o centauro..."
Luke Tytos, O Príncipe de Gelo, ele é o tipo de cara misterioso, belo e ao mesmo tempo perturbador e enigmático. Herdeiro do trono Sul, filho do Rei Maltrus.

RESENHA COMPLETA NO BLOG.
http://intoxicadosporlivros.blogspot.com.br/2015/11/resenha-fortaleza-do-dragao.html

site: http://intoxicadosporlivros.blogspot.com.br/2015/11/resenha-fortaleza-do-dragao.html
comentários(0)comente



25 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2