Speak

Speak Laurie Halse Anderson




Resenhas - Speak


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Dany 08/10/2014

"Fale sobre você... Queremos saber o que tem a dizer"
Eu não gosto muito de assistir adaptações de livros sem antes ter conferido a obra original, salvo os casos em que eu saiba previamente que não vou querer ler, no fim das contas. Por esse motivo, quando eu estava procurando por filmes independentes para assistir no fim de semana e acabei me deparando com O Silêncio de Melinda (2004), baseado no livro Speak da Laurie Halse Anderson (escritora mais conhecida no Brasil por Garotas de Vidro), tive que ir atrás da história e só larguei quando cheguei ao fim, alguns minutos antes de escrever esta resenha.

Speak é narrado sob a perspectiva de Melinda Sordino, uma jovem caloura no ensino médio que quase não fala e perdeu o contato com todos os amigos que tinha após uma festa, no último verão, em que ela acabou chamando a polícia. Agora todos a consideram uma pária e ela se senta sozinha no lanche, remoendo o acontecimento horrível daquela noite. Ninguém faz ideia do que aconteceu. Ninguém sabe por que ela teve que chamar a polícia. Ninguém se importa.

O principal foco do livro é a solidão de Melinda. Na verdade, seu isolamento. As pessoas a sua volta, seus pais alienados, professores e colegas não parecem entender pelo que ela está passando. Ela não consegue falar sobre o que aconteceu com ninguém. Ela tenta esquecer o trauma que sofreu, porém as memórias e os temores são como monstros a devorando de dentro para fora. Suas notas caem, sua autoestima some e tudo o que ela sente vontade de fazer é deitar e tirar um cochilo.

Melinda vive um conflito que mantém o leitor envolvido. Em algumas páginas ela parece ser uma garota normal, reclamando sobre professores, sendo irônica e odiando o ensino médio, mas então ela tem uma súbita mudança de humor. Algum comentário a deprime ou então ela o vê, andando pelos corredores, impune, popular, feliz Podemos sentir sua raiva e seu pânico e sua vontade de gritar aos quatro ventos, mas será que alguém vai ouvir? Será que alguém vai entender? Nem mesmo ela entende.

O que eu mais gostei na leitura foi que toda a história é voltada para a recuperação de Melinda. Ela tem bons e maus momentos no livro, e com o tempo volta a se relacionar e a ter alguns poucos amigos, além de ouvir o que seu professor de Artes, o Sr. Freeman, tem a dizer ele parece ser o único que entende que algo está errado. É graças a essas pessoas que Melinda consegue se defender e finalmente gritar o que ficou preso em sua garganta naquela fatídica noite de agosto.

Speak é um livro curto com uma história densa que merece a série de importantes prêmios que ganhou desde sua publicação. Laurie Halse Anderson conseguiu expressar perfeitamente todas as emoções de Melinda através de sua escrita cheia de simbolismos, utilizando-se, inclusive, de uma referência a A letra escarlate de Nathaniel Hawthorne.

Ainda não vi o filme, mas ouvi muito elogios, inclusive à atuação da Kristen Stewart. Espero não me decepcionar. E quanto ao livro, mesmo que dolorosa, eu recomendo a leitura a qualquer um que goste de dramas e thrillers psicológicos. Àqueles que ficaram interessados, mas não lêem em inglês, a obra foi publicada no Brasil pela editora Valentina sob o título de Fale!.

Confira a resenha na íntegra em:
http://euqueleio.com.br/resenha/speak-por-laurie-halse-anderson
comentários(0)comente



Nii. 30/03/2012

Vou começar falando que: Sempre tive receio em ler Speak. Pronto, digo logo. Como assistir a adaptação para o cinema do livro já sabia o que me esperava: Uma temática forte e consequentemente uma leitura difícil.

Já vi o filme há um bom tempo, mas posso facilmente dizer que ler o livro não tem comparação. Como na maioria das vezes.

A história trata de uma garota que sofre abuso em uma festa do colégio, mas acaba não tendo coragem de denunciar o agressor. Somado a isso ela acaba ganhando uma péssima fama no colégio como a ‘garota que chamou a polícia e estragou a festa’.Resumindo, todos a ignoram e ela permanece calada diante do que aconteceu.

O livro é triste, isso nem precisaria falar. Só de acompanhar a Melinda narrando os detalhes de fatos bobos do cotidiano dela, tentando assim esquecer o que aconteceu... É de doer o coração. O leitor sofre junto, com certeza, com o silêncio dela. Mas o que me agradou foi a forma com que a autora abordou a temática. Não deixa de ser forte, mas ela soube desviar de uma narração que poderia se tornar apelativa. Esse medo foi Justo o que mais me fez evitar a leitura do livro.

Que bom que foi diferente do que eu imaginava.

O livro é marcante e com certeza a mensagem ficou. Fale,independente de qualquer coisa. Não deixe de mostrar o que você sente e o que acontece com você por mais difícil que seja.

Meu livro é a edição de aniversário de 10 anos do livro. A capa é linda e tem tudo a ver com a história. Ao ler você entende porquê.
comentários(0)comente



Ynnah 04/04/2011

É ótimo!
peguei esse livro do nada, nem li a sinopse pq nessa edição nao tem escrito nada atrás. Comecei a ler, vi que era sobre conflitos adolescentes e eu gosto muito de livros assim. Os personagens sao muito observadores, as vezes a gente acaba se identificando com eles, eles tem um pensamento meio que maduro pra idade, sempre aconteceu alguma coisa bem complicada e é muito bom ver se ele vai conseguir dar a volta por cima ou não.
Em Speak nao foi diferente. Tem a Melinda, uma adolescente de 13 anos, que foi pra uma festa, acabou chamando a polícia e todos tem raiva dela. Isso é o que o leitor tem de informaçao até uma boa parte do livro. Depois ela vai contando o que aconteceu na festa, o pq de ter chamado a polícia e de todos terem raiva dela, o pq de ela nao querer nem pensar nesse assunto, como que ela ta vivendo depois disso tudo, a depressão e essas coisas. O Professor de Artes. ele é ótimo! Explorando o lado bom de Melinda, fazendo com que ela se esforce. O amigo de laboratório de ciências! gostei muito dele tbm!
Enfim, o livro trata de um assunto sério, que é muito difícil de se tratar, ainda mais quando a pessoa é nova assim, ou até mais velha. é difícil de se tratar em qualquer idade. A pessoa nao quer falar, quando fala às vezes não acreditam e daí só piora as coisas.
Gostei muito, muito desse livro, é emocionante!
Mais do que recomendado! Todo adolescente, adulto também devia lê-lo pra saber o que se passa na cabeça da pessoa, como se portar, etc. Muito bom mesmo!
Tem o filme. Nunca assisti, nao sabia que tinha agora to doida pra ver!
x
Mateus 09/04/2011minha estante
A dica está mais do que anotada! Adoro livros que nos fazem pensar e que possuem bons personagens, vou procurar arduamente este livro para ler :)


Rafa Vieira 03/05/2011minha estante
O filme eh massa!!! Quem faz a Melinda é a Kristen Stewart. O nome é O SiLêncio de Melinda.
Ótima resenha!!


Camila 22/01/2013minha estante
Alguém sabe se existe alguma previsão de lançamento no Brasil?




Rosária Mendes 04/09/2009

Muito bom
Gostei, muito chorei horrores,uma história muito tocante e comovente que aborda um assunto vivido por muitas mulheres, nos dias atuais. leiam vale a pena.
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4