A Donzela e A Rainha

A Donzela e A Rainha Nancy Goldstone




Resenhas - A Donzela e A Rainha


7 encontrados | exibindo 1 a 7


Jung Angel 01/04/2014

Resenha A Donzela e A Rainha
A Donzela e A Rainha é uma biografia histórica explorando a relação entre Joana D'arc e Iolanda de Aragão. Duas mulheres poderosas que mudaram a história politica, religiosa. A complicada guerra dos Cem Anos, não seria nada sem essas duas mulheres guerreiras.

(2014. Pg 270) "Depois, as vozes me disseram:'Conforme-se, não lamente seu martírio; por ele, chegará finalmente ao reino do Paraíso'", declara Joana uma vez, com veemência, em resposta ao ceticismo e às tentativas de seus inquisidores de abalar seu apego às vozes e ao estado de graça. "E acredito no que as vozes me disseram sobre minha salvação tão firmemente quanto se já estivesse lá"

Sabe o que é se surpreender com um livro desde a capa, a sinopse e então ao mais importante o texto, a história que ele vem nos contar. Assim foi minha relação com A Donzela e A Rainha, surpresas que aguçaram minha leitura e empolgação ao virar a próxima página.

↻ Para ver a resenha completa acesse, O blog AAHB! Visitem o blog Angel And Her Books! E se possível não esqueçam de comentarem nas resenhas e seguir o blog!

P.S: Se a resenha ainda não estiver online no blog, não se preocupem que logo será publicada. A resenha/opinião aqui no skoob é um resuminho da resenha completa que será ou já foi publicada no blog.


site: angelandherbooks.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Renata 24/04/2014

Gostaria de dar início aos meus comentários dizendo que sou péssima em história, mas curiosamente sempre gostei da matéria na escola, todo (parco) conhecimento que tenho sobre Joana D’Arc, foi adquiridos nos livros didáticos, e quando o Grupo Editorial Pensamento me deu a possibilidade de conhecer um pouco mais a história dela, eu não pensei duas vezes! Ao contrário do que eu imaginei a princípio, A Donzela e A Rainha tem uma linguagem muito simples e atual! Estava sim preocupada que ele tivesse uma linguagem rebuscada, como a que datava da época dos acontecimentos contados em suas páginas, mas não, o trabalho de pesquisa de Nacy Goldstone, resultou em uma “contação” da história de uma forma bem contemporânea!
A história começa bem antes do nascimento de Joana D’Arc, e nos é apresentado um breve histórico da família de Iolanda de Aragão, a Rainha da história! A importância das interferências de Iolanda como a grande mulher da história da França, como sua atuação teve grande importância para os acontecimentos da época e como ela foi fundamental para que Joana chegasse aconhecer o Delfim! Os fatos narrados são bem simplificados, não entenda isso como mastigados querendo facilitar para o leitor, longe disso, mas com mais objetividade, focando a intenção da autora que é mostrar a relação e a importância entre as duas mulheres!
A Aparição de Joana D’Arc se dá em uma parte já avançada da história, quando a moça já adolescente começa a receber visitas de anjos que lhe passam uma missão de encontrar o herdeiro do trono e ajudá-lo em sua empreitada! Joana encontra vários obstáculos, entre eles a descrença de possa ser realmente uma mensageira de Deus em auxílio ao trono e ao povo nas batalhas contra a Inglaterra! Durante toda a narrativa temos vislumbres dos costumes da época, de como as crianças, filhos dos nobres, eram usados como moeda de troca, ou para aumentar o tesouro de guerra com os dotes que era arrecadados nos ajustes matrimoniais, inclusive crianças com quatro anos de idade que já estavam comprometidas e com os dotes devidamente pagos! Muitas curiosidades como estas são contadas no decorrer da narrativa, como a escolha de Joana pelos trajes masculinos, tudo isso, toda a história repleta de notas, informando de onde cada informação histórica foi retirada inclusive com transcrições de citações feias à época, por cronicas locais, o que era muito comum, e sem os quais, talvez não saberíamos metade de todas essas história, ressalvando que, muitas dessas fontes podem ser tendenciosas, visto que algumas, eram contratadas do próprio rei!
A história é muito interessante, a descrição da prisão e do julgamento de Joana trazem uma indignação enorme, por todo o arranjo injusto e nojento que fora feito para que a camponesa que ajudou o rei fosse brutalmente condenada e morta! Eu gostei bastante do livro, a leitura flui, em alguns momentos porém, ela é um pouco arrastada, acho que por conta dos próprios acontecimentos que estão sendo narrados, mas nada que efetivamente atrapalhe a leitura! O livro é repleto de imagens da época mesmo, achei isso o máximo, ter contato com obras tão atingas e que retravam os acontecimentos da época, muito bom mesmo!
A Donzela e A Rainha é muito indicado para quem gosta de história e acima de tudo, para pessoas que assim como eu não tinha muito conhecimento, além dos adquiridos nos muros da escola!É um livro simples, com uma história real e que seria um romance incrível se um ser humano tivesse a capacidade de bolar tais brutalidades! Leiam!

site: http://epigrafe.org/?p=2528
comentários(0)comente



Michele Bowkunowicz 27/04/2014

otimo
A lenda de Joana D'Arc sempre foi bem conhecida por todos: a empregada pobre e sem instrução, foi tocada com a orientação divina, e levou os exércitos da França para várias vitórias importantes sobre o exército Inglês, e foi queimada na fogueira por seus captores com 19 anos de idade. Vinte e cinco anos depois de sua morte, ela foi considerada uma mártir e canonizada em 1920. Essa é a história. No entanto, a autora Nancy Goldstone nos diz que, até agora, nós apenas ouvimos metade da história. E nesse livro vamos conhecer a história toda, não somente dela, como também de sua ligação com a Rainha Iolanda de Aragão.

Iolanda de Aragão tornou-se apenas uma nota de rodapé nos livros de história. Embora, Joana D'Arc ainda é muito bem conhecida, o papel de Iolanda de Aragão na história foi perdida. É uma pena, porque esta líder inteligente e capaz era uma das mulheres mais poderosas de seu tempo, ela era bonita, ambiciosa, e educada na maneira dos homens de seu tempo. Não só isso, mas sem Iolanda de Aragão, Joana D'Arc nunca teria sido capaz de ascender na hierarquia francesa como ela fez. Portanto, este livro começa sua história com esta mulher fascinante, para ajudar o leitor a entender as bases que estavam em vigor antes de Joana D'Arc.

leia mais em:
http://www.lostgirlygirl.com/2014/04/resenha-347-donzela-e-rainha-nancy.html

site: http://www.lostgirlygirl.com/2014/04/resenha-347-donzela-e-rainha-nancy.html
comentários(0)comente



SahRosa 30/04/2014

Resenha exclusiva do blog Da Imaginação à Escrita. Plágio é crime!
A França estava devastada pelo exército inimigo, várias cidades sucumbiram pela dominação inglesa. A população perderá a fé em seu rei e os inimigos lançavam boatos sobre sua real linhagem. Acompanhado de pessoas de má estirpe e que apenas queria crescer a sua custa, Carlos VII, o delfim e herdeiro do trono, desanimava dia após dia. Os boatos de que era um bastardo e com sua tropa caindo pelas mãos dos ingleses, faziam que Carlos questionasse se era realmente destinado a ser o rei da França. Pedindo auxilio a Deus e que lhe desse um sinal de que fosse mesmo o legitimo herdeiro, o delfim espera que de alguma forma fosse atendido.

Neste mesmo tempo, uma camponesa de família simples, em um vilarejo distante dos tormentos e informações da guerra, começa a ouvir vozes dos anjos, a qual lhe oriental a procurar o delfim, pois ela tinha sido a escolhida por Deus para expulsar os ingleses e devolver a França para seu legitimo rei. Depois de longos desafios e uma jornada árdua, Joana, a Donzela, finalmente chega até Carlos VII e no meio de tantas pessoas presentes, ela o reconhece e lhe diz o propósito de sua missão, confidenciando as respostas que o delfim pedira a Deus.

Daquele dia em diante, Joana passara a liderar as tropas francesas e um a um, seus inimigos iam sendo derrotados; Suas palavras passaram a ser ouvidas e todos acreditavam que Joana era realmente a escolhida, aquela que foi descrita nas profecias...

“A França, arruinada por uma mulher, será restaurada por uma virgem das marcas de Lorena. (...) Um virgem aparecerá... e, armada, libertará o reio da França de seus inimigos.”

Mas seriam apenas o auxilio celestial que ajudaram Joana a chegar até o delfim? Entre os aliados de Carlos VII, estava também uma mulher poderosa e que faria de tudo pela França, alguém que secretamente estava ali, em apoio a Joana e ao delfim: Iolanda de Aragão.

A peculiar e curiosa história de Joana D’Arc atraiu meu interesse há muito anos atrás. Esta personagem histórica retratada em filmes, jogos e até séries, me chamava muito a atenção, afinal, Joana foi uma guerreira real, sua trajetória foi impressionante e marcante, em A Donzela e a Rainha, Nancy Goldstone traz um relato impactante sobre Joana e os conflitos da França. Dividido em três partes (Antes de Joana, Joana D’Arc e Depois de Joana), este livro traz detalhes profundos sobre a Guerra dos Cem anos e seus principais personagens.

Não vou mentir ao dizer que esta é uma leitura fácil, pois não é, afinal, é preciso ler com calma, para compreender cada fato ocorrido durante a luta entre ingleses e franceses. No entanto, a autora nos brinda com uma escrita agradável e que envolve a cada página virada. Sem dúvidas esta é a leitura mais diferente que li e também a primeira biografia que tive o prazer de conhecer. Até então, eu nunca havia lido um livro biográfico, mas A Donzela e a Rainha foi algo surpreendente e maravilhoso. A leitura flui bem e pude imaginar tudo que Nancy apresentava.

A melhor parte foi à chegada de Joana, que segundo as fontes e registros, era uma mulher corajosa, forte, cheia de fé e inspiradora. Foi ótimo acompanhar esta história, saber que tudo realmente aconteceu e como foi algo verdadeiro, dá uma sensação diferente ao ler. Joana é um marco extraordinário na história francesa, e não apenas ela, mas Iolanda também.

Quem procura conhecer a fundo a história de Joana D’Arc, este livro é uma excelente escolha, que mostra a fundo os eventos dessa época. Os leitores de biografias vão adorar A Donzela e a Rainha, um livro recomendo a todos que querem uma excelente obra abundante de informação e envolvimento.

site: http://www.daimaginacaoaescrita.com/
comentários(0)comente



Saleitura 20/07/2014

"Seis séculos são muito tempo para se obter respostas a um mistério tão notável."
Quem nunca ouviu falar de Joana d'Darc? Creio que todo mundo saiba um mínimo sobre ela. Nesse livro conhecemos sua história, mas também sobre Iolanda de Aragão, nascida 30 anos antes de Joana, e que se não fosse por ela Joana não teria conseguido atingir seu objetivo. Segundo a autora, o livro vem justamente resgatar a história e a importância de Iolanda. As 312 páginas do livro são divididas em 3 partes: Antes de Joana, Joana d'Arc e Depois de Joana.

"Iolanda era tudo o que Joana não podia ser: da mais alta nobreza, em contraste com as origens humildes de Joana; cercada de riqueza e privilégios, em oposição à pobreza da Donzela; culta, enquanto a jovem camponesa não sabia ler e primava pela simplicidade." pág 25

O livro é uma biografia histórica que nos mostra a importância dessas duas mulheres, na Guerra dos Cem anos. Explora principalmente a relação entre as duas e é muito bem escrito. Quem gosta de uma boa história passada na Idade Média, com certeza vai adorar ler, não só vai aprender muito, mas vai se surpreender e ter horas de boa leitura. Há muito detalhes históricos e muitas intrigas políticas. É, com certeza, uma leitura agradável, mas é necessário ter um pouco de atenção diante dos fatos, ler com calma, aguça a curiosidade e vem a vontade de querer mais.

"Quando [o rei] a viu, perguntou a Joana como se chamava e ela respondeu: 'Gentil delfim, sou Joana, a Donzela, e o Rei do Céu ordena que por intermédio de mim seja ungido e coroado na cidade de Reims, como representante Dele, rei da França... Digo-lhe, da parte do Senhor, que é o verdadeiro herdeiro do trono e filho de rei. Ele me mandou aqui para levá-lo a Reims, onde será ungido e consagrado, se quiser' " pág 140

Foi nessa segunda parte, dedicada a Joana, que mais me emocionei, o julgamento e morte de Joana, muito bem contada pela autora, impossível não se indignar. Uma pena que alguém tão forte, tão íntegra, tão nova tenha sido vítima de tanta maldade.

O livro Nancy Goldstone chegou justo nas comemorações dos 600 anos do nascimento de Joana d'Ark. É preciso saber que o livro foi escrito baseado em muita pesquisa. A história em si é contada em 248 das 312 páginas. Vem uma extensa biografia, mapas, ilustrações diversas com a lista de todas, e 20 páginas só de notas. Uma introdução importante que nos situa muito bem na história que vamos ler.

"Somente uma criatura tão poderosa, descendente da realeza e dotada de considerável habilidade administrativa, diplomática e logística, teria esperanças de realizar uma tarefa tão difícil" pág 17 - sobre Iolanda

"Como pôde a Donzela, uma mulher do povo, ser recebida em audiência na corte? Como explicar que essa jovem analfabeta (...) soubesse tanto sobre a situação política da França e conseguisse mesmo penetrar nos mais íntimos recessos do coração do seu soberano? pág 18 - sobre Joana

Desde que vi o livro, apaixonei pela capa e quis muito ler e saber mais sobre a vida de Joana d'Arc. Adorei o livro e recomendo muito!!!

Resenhador por Luci Cardinelli
http://www.skoob.com.br/usuario/377269-luci-cardinelli

site: http://saletadeleitura.blogspot.com.br/2014/07/resenha-do-livro-donzela-e-rainha-de.html
comentários(0)comente



Mundo B - Jéssica Brenda Landi 14/04/2015

"Uma virgem aparecerá... e, armada, libertará o reino da França de seus inimigos."
O livro começa contando a história bem antes do nascimento de Joana, falando de Iolanda de Aragão, uma mulher bonita e ambiciosa tão inteligente quanto os homens de seu tempo. Vemos toda a história dela desde o seu nascimento, os fatores que a tornaram rainha e a importância que ela teve para que Joana cumprisse seu destino.

Joana era uma jovem camponesa que começou a ouvir vozes de anjos dizendo que ela tinha a grande missão de ajudar o rei da França na guerra. Vozes que a orientaram em vários aspectos como preservar sua virgindade, se vestir como homem e procurar o Delfim e revelar a sua missão.

"Disse-lhe que o procurara, mandada por Deus, porque precisava comunicar ao Delfim que... o Senhor desejava torná-lo Rei e que deveria colocar o reino sob o comando dela, pois , a despeito de seus inimigos, o Delfim seria coroado e Joana o faria coroar"

O livro é dividido em três partes: Antes de Joana, Com Joana e Depois de Joana. Tem uma linguagem atual mas a leitura que requer um pouco mais de atenção por ter vários detalhes e referências reais. Não segue uma ordem cronológica exata, pois antes mesmo de chegarmos na parte da Joana vemos várias referências sobre ela, mas nada que dê para se perder, é justamente para reforçar a importância dela na história. Existia uma profecia e Joana surge dizendo ser enviada por Deus para cumpri-lá.

"Uma virgem aparecerá... e, armada, libertará o reino da França de seus inimigos."

Achei muito interessante a forma como a autora quis mostrar todo o cenário da história e a importância da participação da Joana D'Arc nos fatos. Adorei as ilustrações, os trechos reais do julgamento da Joana e todo misticismo por trás do aparecimento e participação dela na guerra.

Quando li a sinopse do livro imaginei que mesmo baseado em acontecimentos reais, por ser uma obra de ficção, envolvesse mais misticismo do que realmente houve e para mim a leitura foi um pouco arrastada, mas não deixou de ser boa. Livro indicado para quem gosta de "história".

O livro foi publicado aqui no Brasil pela Seoman, selo do Grupo Editorial Pensamento. A capa é lindíssima e cheia de mistério. Com certeza todo mundo já ouviu falar da Joana D'Arc, mesmo aqueles que não conhecem sua história a fundo, sabem que ela foi importante de alguma forma e a autora nos leva nessa viagem através do tempo para viver essa história de uma forma jamais vista.

http://www.leitorasempre.com/2014/07/resenha-donzela-e-rainha-nancy-goldstone.html

site: http://www.leitorasempre.com/2014/07/resenha-donzela-e-rainha-nancy-goldstone.html
comentários(0)comente



Vivi 02/08/2017

Uma biografia impressionante
Nunca havia lido biografias e nenhuma havia despertado minha vontade até encontrar “A Donzela e a Rainha” na livraria.
A capa é muito bonita e quando vi que abordava a trajetória de Joana D’arc fiquei curiosa. A oportunidade de descobrir o motivo pelo qual uma camponesa marcou tanto a história e continua tão conhecida até hoje não podia ser desperdiçada.
O livro é dividido em três partes: Antes de Joana, Joana D’arc e Depois de Joana. Que ela foi queimada na fogueira pela Inquisição todos que conhecem o mínimo de história sabem. Mas o que levou a isso? Com o livro somos capazes de enxergar a teia emaranhada de intrigas políticas e os interesses de pessoas que nunca ouvimos falar mas que foram decisivas.
A personalidade de Joana é encantadora, difícil não se cativar com sua fé inabalável e coragem. Sua trajetória é peculiar e impressiona.
O livro também nos apresenta outra personagem, mas essa esquecida pelos livros de história, ou então mencionada apenas em rodapés: Iolanda de Aragão. Diferentemente de Joana que era uma camponesa e se tornou guerreira, Iolanda nos mostra outro tipo de luta: a política. Em uma época na qual os holofotes se direcionavam aos homens, a Rainha da Sicília Iolanda mostra que uma mulher também pode ser inteligente e astuta.
Também conhecemos outros personagens históricos, entendemos situações e desconstruímos estereótipos e conceitos. Vemos que um rei pode ter distúrbio mental, um nobre e cavaleiro nem sempre é corajoso e muitas pessoas não tem nenhuma vocação e perfil para a posição que ocupam, mas a posição é determinada pelo nascimento e elas não têm opção.
Para se aventurar nesse livro é preciso gostar muito de história, afinal não é ficção e a leitura pode parecer arrastada para quem não curte muito o estilo. Além disso, é preciso ler com calma e atenção para compreender bem tantas informações, detalhes e as constantes intrigas.
comentários(0)comente



7 encontrados | exibindo 1 a 7