O Príncipe

O Príncipe Maquiavel




Resenhas - O Príncipe


446 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Mariana 17/01/2021

Atual
Embora não seja uma obra recente, os temas abordados podem ser aplicados ao mundo atual.
comentários(0)comente



King 16/01/2021

Necessário
Uma leitura fundamental para os amantes da história política. A formação de um estado estão com suas diretrizes expostas nesta obra, pois, os príncipes não possuem problemas tão distantes dos governantes atuais.
comentários(0)comente



Víviann 15/01/2021

Um livro para quem quer liderar
Bem, a leitura é de uma linguagem média de dificuldade com algumas palavras diferentes ou antigas que é necessário buscar o significado, em exceção das em latim devido que se encontra tradução ao final do livro.
Achei útil principalmente para meu futuro profissional. Tem conselhos que podem ser aplicados atualmente em diversas carreiras ou até mesmo na vida pessoal. Esclarecendo também a famosa frase de Maquiavel "É melhor ser temido do que amado", a qual o conceito é bastante interessante e aplicável no dia a dia.
Porém, descobri, para minha decepção, um pouco da opinião de Maquiavel sobre o papel da mulher na sociedade, o que me decepcionou incrivelmente. Contudo, tirando a arrogância de suas palavras, pode-se extrair realmente significados e práticas edificantes para pessoas que lideram ou pretender liderar em suas vidas.
Me agregou conhecimento sobre política de forma clara e concisa. Não me arrependo de forma alguma da leitura e indico ela, apesar de divergir com algumas opiniões de Maquiavel.
comentários(0)comente



Rodolpho.Hora 11/01/2021

Um pouco sobre o livro
Primeiramente, gostei bastante do jeito que o autor explica cada coisa de uma maneira fácil de entender. Sinceramente, eu gostei muito do livro, é um livro que me mostrou diversas coisas que aconteceram há muitos anos, mas que não estão nos livros de história e ele prendeu bastante minha atenção do começo ao fim.
Obs: Não posso esperar pra ler o próximo ?
comentários(0)comente



Anthony 04/01/2021

Didático
Uma obra universal, escrita de forma didática e aplicável facilmente em qualquer contexto que ocorra relações de poder.
comentários(0)comente



Rodrigo 04/01/2021

Esse foi na marra
Esse livro me lembra A Arte Da Guerra
Por abordar um tema muito específico
No caso de A Arte da Guerra o livro trás intrusões que só me seriam úteis se eu fosse um general . E O príncipe trás um testo parecido que só séria útil se eu fosse um príncipe
Penso que as pessoas tem tendência a romantizar esse tipo de livro por ser um clássico. Mas tanto A arte da Guerra como o príncipe não foram escritos para abranger um grande publico , sim é específico para pessoas em posição de liderança.
comentários(0)comente



Thaís 02/01/2021

Clássico que é clássico
Obra clássica por ser atemporal. Se feitovos devidos ajustes para cada época, pode bem ser considerado um livro de cabeceira para políticos. Afinal, a única coisa que pouco mudou foi o ser humano. Pena que a edição em domínio público é sofrível.
comentários(0)comente



Rosabel Poetry 02/01/2021

Faltou acessibilidade
Ouvi falar deste livro em uma palestra de filosofia italiana e fiquei realmente muito interessada. Contudo, ao lê-lo senti uma certa dificuldade de acesso. Poderia associar um pouco da culpa ao tradutor que utiliza constantemente as mesmas palavras repetidas além de termos pouco usuais que deixam a leitura fadigante.

É fato que essa é uma obra complexa e compreendê-la exige um intelecto bem trabalhando. Eu mesma voltei diversas vezes e reli páginas que não havia compreendido de primeira. Não posso negar a intensidade da mensagem, quase um manual da liderança perfeita com referências históricas que passam de lição a verdade já ocorrida.

Em geral, esse é o tipo de livro que diria que todos precisam ler, infelizmente nem todos vão entender. O acesso a lógica da filosofia de Maquiavel é um tanto avançado ao pensamento da maioria das pessoas, o que limita muito o número de leitores pois a sociedade já não têm a astúcia de captar essas informações.

Pretendendo no futuro ler uma outra tradução, talvez uma edição com mais esclarecimentos em rodapé. Nada me deixa mais feliz na literatura do que saber que uma obra é acessível a maioria das pessoas e essa infelizmente não é, apesar de trazer uma gama de conhecimentos extraordinários.
comentários(0)comente



Augusto 30/12/2020

Polêmico
O clássico que ainda se faz muito presente. Poderia fazer inúmeras críticas em relação a abordagem do autor no entorno do poder, mas ao observar a época em que o livro foi escrito e como ele ainda se apresenta bem atual, apenas retiro o olhar pacifista e respiro fundo ao acreditar num futuro cada vez mais destoante dessas práticas.
comentários(0)comente



Thiago.Silva 30/12/2020

Mais simples que a expectativa
Quando iniciei a leitura minha expectativa era algo profundo e complexo, nada disso o próprio autor na introdução indica que vai ser direto e simples.
Um excelente retrato da política da época, com muito contexto e comentários da época por Maquiavel.
Porém para a nossa cultura de hoje, não existe nada de impressionante ou inovador. Para o contexto da epoca sim, foi um pensamento visionário e muito afiado.
Vale muito a pena por curiosidade, afinal é um clássico e não é uma leitura longa.
Mas não espere tirar grandes ensinamentos inovadores ou disrruptivos, os ensinamentos de Maquiavel já estão intrínsecos ao nosso cotidiano.
comentários(0)comente



Lais.Fernanda 29/12/2020

Intelectualmente explosivo
Alguns capítulos li rapidamente, outros tive que levar mais tempo, reler com cuidado... Mas, no geral, se dedicando à leitura, se consegue formular sínteses de pensamento explosivas desse livro. Não precisa ser estudioso para lhe extrair coisas fascinantes!
comentários(0)comente



Yasmin 29/12/2020

“O ódio se adquire tanto pelas boas como pelas más açôes”
Essa frase é do livro “O príncipe” e ironicamente, Maquiavelo é muitas vezes odiado por uma boa ação: escrever um tratado de filosofia política que não só orienta “o príncipe” a obter e manter o poder (e enganar e manipular os povos, entre outras coisas), mas contribui para que esse mesmo povo conheça o que há por trás do jogo da política para desenvolver um pensamento crítico suficiente e necessário para não cair no engano e manipulação de “o príncipe”. Maquiavélico poderia ser sinônimo de paradoxo.
Maquiavélico
adjetivo
Sem escrúpulos; pérfido: habilidade maquiavélica.
[Figurado] Que possui astúcia; esperto: projeto maquiavélico.
Que se refere a maquiavelismo; que nega as leis morais.
De acordo com a doutrina de Maquiavel, considerada como a negação de toda moral: política maquiavélica.

Sinônimos de Maquiavélico
Maquiavélico é sinônimo de: maquiavelista, pérfido, esperto, enganador, traidor, ardiloso, doloso, traiçoeiro, velhaco.

Antônimos de Maquiavélico
Maquiavélico é o contrário de: fiel, leal, sincero.

Engraçado como um dos antônimos de maquiavélico é sincero sendo que uma das caraterísticas mais presentes na obra é a sinceridade com a que Maquiavel fala das suas observações.
Isso me faz lembrar de uma outra frase que aplica nessa situação: “não mate o mensageiro”. O único que Maquiavel fez foi usar a sua inteligência, poder de observação e análise a partir de situações e personagens conhecidas e tirar conclusões acerca do que devia ou não ser feito para obter ou manter poder, ser amado ou não repudiado etc. Ou seja, não podemos de forma nenhuma equipará-lo a líderes do tempo dele nem posteriores, mas mesmo assim é ele que é o “maquiavélico” por excelência até hoje, e ele simplesmente queria agradar. Nas suas próprias palavras:
“Desejando eu, portanto, oferecer-me a Vossa Magnificência com um testemunho qualquer de minha submissão, não encontrei entre os meus cabedais coisa a mim mais cara ou que tanto estime, quanto o conhecimento das ações dos grandes homens apreendido através de uma longa experiência das coisas modernas e uma contínua lição das antigas as quais tendo, com grande diligência, longamente perscrutado e examinado e, agora, reduzido a um pequeno volume, envio a Vossa Magnificência.”

O penúltimo item para se refletir é que se o Dante e o Maquiavel tivessem sido contemporâneos, onde vocês acham que o Maquiavel teria sido colocado? No inferno? Em qual círculo?

E aqui vem o último fato a considerar: essa é uma obra de valor incalculável, primeiramente pelo falado anteriormente, mas também porque temos o testemunho dele sobre pessoas e fatos narrados e analisados desde o ponto de vista de uma pessoa desses tempos, e se pararmos para refletir, fazemos exatamente as mesmas coisas hoje, todo mundo fica fofocando sobre coisas e pessoas, e muitas vezes repudiamos tais ações (que sim, são desprezíveis quando maléficas). Porém, é incrível como essas comunicações e intercâmbio de informação podem ser úteis para as gerações futuras (o próprio Dante fez isso em “A Divina Comédia”) com o propósito de conhecer e entender o passado.
comentários(0)comente



Ingrid.Pardinho 27/12/2020

Essencial para compreender os principados
Ainda que seja uma obra difícil de digerir em vários momentos, ela se coloca como um reflexo da sociedade do período em que foi escrita. Entretanto, acredito ser importante considerar que ela é pertinente no contexto mencionado. Logo, é necessário ter cautela para não cair em anacronismos.
comentários(0)comente



Kaminsky 22/12/2020

Este livro foi meu primeiro contato com livros de filosofia e política, foi uma escolha arriscada pela falta de experiência, mas valeu a pena. O livro é muito mais compreensível ao saber o contexto, os propósitos e o legado da obra, principalmente para leigos no assunto como eu. É importante não se aprofundar nos exemplos e sim aplicar os conselhos neles para maior entendimento. A edição ainda consta com comentários de Cristina da Suécia (Pouquíssimos comentários e não muito pontuais, infelizmente) e de Napoleão (Bem presente em diferentes fases de sua vida). Lendo os pensamentos de Maquiavel juntamente com os comentários de Napoleão é possível traçar o paralelo das diferenças e semelhanças dos principados do início da Idade Moderna, e com os Impérios do início da Idade Contemporânea. É um livro complexo, tentei ao máximo não fazer juízo de valor, mas sim compreender a mensagem de Maquiavel. É um bom livro, é necessário imergir e colocar muita atenção ao ler, mas vale a pena.
comentários(0)comente



Edy 17/12/2020

O principe, uma obra não tão linda, não tão fácil de digerir, em alguns momentos requer um bônus de força de vontade, mas qual livro clássico não tem dessas?

Um livro escrito no sec XVII/III, mas q ainda apresenta um valor atual. Com dicas de boa governação e gestão de povo. Uma leitura recomendada
comentários(0)comente



446 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |