Iluminadas

Iluminadas Lauren Beukes




Resenhas - Iluminadas


49 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Marina 24/08/2020

Achei a premissa desse livro muito interessante! Um serial killer que consegue dar saltos no tempo e assim matar vítimas de épocas diferentes, o que dificulta a solução dos crimes.
Uma das sobreviventes fica obcecada em encontrar o assassino, e assim já sabemos que essa menina de alguma forma vai descobrir quem é o criminoso.

Os capítulos são curtos e vão alternando o foco dos personagens. Achei bem legal de ler, mas confesso que demorei um pouco pra engrenar na leitura. Acho que no começo não achei a narrativa tão fluida e só quando li mais ou menos 1/3 do livro é que consegui me apegar de verdade à história.
Acho que o plot também tem seus furos, o modo como a protagonista chega à conclusão de quem é o assassino força um pouco a barra.
No entanto, é uma leitura divertida pra quem gosta do gênero. Apenas deixando claro que o livro tem umas cenas bem gráficas e descritivas de assassinatos, então, se não é sua praia, melhor não ler!
comentários(0)comente



Aventura de aprender 21/03/2020

Eu tinha comprado esse livro há muitos anos em uma promoção, mas só ano passado (2019) tive interesse de ler. A premissa da história é muito curiosa e interessante, mas o mesmo não pode ser dito acerca da leitura que se arrasta em muitos momentos.

Depois de um tempo começa a melhorar e prende a atenção. A sacada temporal é genial! Entretanto, o final é decepcionante. Eu confesso que, sinceramente, não entendi. Aliás, não apenas o final fica em aberto... Muita coisa ao longo da história também.

Não consegui entender porque as garotas eram escolhidas e o que elas tinham de “iluminadas”. Aliás, muitas delas davam um péssimo exemplo. Uma era agente de uma clínica de aborto, outra nem mulher era, outra uma artista subversiva... Se fosse apenas o péssimo caráter até poderia pensar em uma espécie de inversão de valores (tão comum hoje em dia). Entretanto, algumas das garotas eram sim de bom caráter; como a protagonista (uma verdadeira sobrevivente), uma universitária que parecia cristã (pelo menos a família era), uma mãe negra que lutava para criar seus filhos na década de 40 apesar da dificuldade...

Se alguém entendeu e puder me explicar... Quem sabe, eu possa mudar minha opinião...


site: https://aventuradeaprender.webs.com/apps/blog/show/47994019-livros-nao-cristaos-lidos-em-2019
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Racestari 06/12/2019

Intrigante
Um bom livro, bem intrigante e que prende a atenção. Como todo livro de viagem no tempo tem as sua incongruências, mas desde o Exterminador do Futuro não questiono mais esse tipo de coisa...
comentários(0)comente



Cíntia (@cintialovesbooks) 20/10/2019

O livro Iluminadas contém uma mistura de suspense com fantasia, um pouco puxado pro lado sobrenatural e até uma pitada de romance.

Nele conhecemos o Harper, um serial killer, que induzido por uma casa sobrenatural, viaja através do tempo em busca de suas vítimas assassinando-as de forma brutal, as garotas iluminadas.

Kirby é uma iluminada e uma dessas vítimas, mas Harper não contava com um detalhe: ela sobrevive. E Kirby não só sobrevive ao ataque, como inicia uma investigação em busca do seu agressor. Assim, ela descobre diversos casos semelhantes ao seu e que também não fazem sentido algum, já que aconteceram em épocas bem diferentes da sua. Mas ela não desiste e sua determinação pode levá-la direto ao perigo.

Com uma leitura super envolvente, que vai e volta no tempo e um desfecho eletrizante, a autora só pecou em deixar algumas perguntas sem respostas. Pra quem gosta de tudo bem amarradinho, talvez não seja uma boa opção, pois pode se ver frustrado ao final da leitura querendo saber mais, mas pra quem não se importa com esse tipo de detalhe, é uma ótima indicação, vale a leitura.
comentários(0)comente



Ruh Dias (Perplexidade e Silêncio) 03/01/2019

Já Li
Lauren Beukes, nascida em Johannesburg, estudou Escrita Criativa e escreveu como freelancer para jornais por mais de dez anos. Depois, começou a se aventurar com contos e escreveu seu primeiro romance em 2008.


Quem acompanha o blog sabe que adoro o tema de viagem no tempo e foi por causa disso que cheguei a "Iluminadas". Publicado em 2013, é o primeiro livro de Lauren Beukes que não é ambientado na África do Sul e, sim, em Chicago.

A estória começa na época da Grande Depressão, no começo dos anos 30. Harper Curtis, além de viajante do tempo, também é serial killer. Ele encontra a chave para uma casa que é um portal para as viagens no tempo e, com isso, ele vai e volta no passado e no futuro, conhecendo suas vítimas quando elas eram crianças e avisando-as de que voltará para matá-las. Ele também deixa objetos com as suas vítimas e, quando retorna, os pega de volta, fechando um círculo.
Além disso, como Harper pode ir e voltar no tempo, ele comete os crimes perfeitos, pois ninguém nunca é capaz de encontrá-lo tampouco de descobrir pistas.

Harper escolhe suas vítimas quando sente que uma menina é iluminada, em comparação com as outras. Assim, nos capítulos que são escritos no ponto-de-vista dele, aparecem suas vítimas e o enredo conta como ele as conheceu no passado e porque elas "brilhavam". Depois, Lauren narra como ele as encontrou no futuro, quando retornou para matá-las. No começo, senti dificuldade de gravar quem era quem na estória mas, depois de um certo tempo, comecei a entender a estrutura narrativa do livro e a leitura passou a fluir melhor.

Mas, claro, irá aparecer na estória alguém que irá descobrir o segredo de Harper. Trata-se de Kirby Mazrachi. Harper tenta assassiná-la mas Kirby não morre de imediato e vai para o hospital. Ele se passa por um tio da garota para visitá-la e, ao chegar no quarto do hospital, sua mãe diz que Kirby morreu, o que era mentira. Assim, ele dá o "círculo" por encerrado e esquece a garota. Quando ele vai para o futuro, Kirby o vê e o reconhece e começa a caçá-lo.

Kirby é uma personagem interessante. Uma adolescente dos anos 80, ela começa a escrever como freelancer para um jornal decadente de Chicago, apenas como pretexto para ficar longe de sua mãe drogada e depressiva. Ela se torna a estagiária de Dan, que escreve sobre Esportes, o que é tedioso e frustrante para ambos. Na redação do jornal, ela se depara com um crime que a lembra de sua própria tentativa de assassinato e, a partir disso, Kirby fica obcecada por encontrar o serial killer.

Achei a combinação de thriller com ficção-científica muito boa. Lauren Beukes conseguiu segurar bem as duas pontas, fazendo as correlações necessárias e sustentando ambos os gêneros. Foi uma leitura interessante pois, ora eu estava curiosa para saber como os crimes se desenrolariam, ora ficava fascinada com as viagens no tempo. A parte de investigação criminal, feita por Kirby e Dan, teve alguns altos e baixos mas, no geral, me agradou e prendeu minha atenção.

No entanto, tive algumas ressalvas ao longo da leitura.
Primeiro, não gostei da forma como Lauren Beukes organizou a estrutura do livro. As idas e vindas no tempo, em alguns momentos, ficaram confusas, pois a escritora tentava juntar muitos elementos que ficaram dispersos ao longo de diversos capítulos. Estes elementos deveriam ter sido mais concentrados e em menor quantidade. Por exemplo: Harper deixa vários objetos nas cenas do crime e, normalmente, são objetos do futuro que ele leva para o passado, como uma fita cassete num crime dos anos 40 ou uma figurinha de beisebol de um jogador que nem era nascido. Estes objetos somados ao grande número de vítimas deixou o enredo poluído.
E a segunda ressalva é o relacionamento amoroso entre Kirby e Dan. Achei uma evolução denescessária de ambas as personagens, que poderiam ter seguido caminhos mais originais e convincentes. Dan é pouco construído ao longo da trama e é difícil comprar que Kirby se apaixona por ele.

Mas, mesmo assim, de forma geral, gostei da leitura. Lauren Beukes foi corajosa ao unir dois gêneros literários tão distintos e é um livro que recomendo.

site: https://perplexidadesilencio.blogspot.com/2019/01/desafio-livros-pelo-mundo-africa-do-sul.html
comentários(0)comente



leila.goncalves 15/07/2018

Diabólico
Iluminadas" é um thriller sobrenatural que reúne ficção científica e psicopatia. Em seu quarto livro, Lauren Beukes mais uma vez surpreende ao apresentar uma trama diabólica e perturbadora.

Essa é a história de Harper, um serial killer que faz seu trabalho sujo, enquanto viaja pelo tempo, indo e vindo entre 1931 e 1993. Sua nave é uma casa assombrada e em ruínas, porém, alguns aspectos paranormais ficam em aberto e cabe a imaginação de cada um resolvê-los. Aliás, um desafio que não costuma agradar a todos e que até mesmo sugere uma provável continuação.

Suas vítimas são "garotas iluminadas", é assim que ele as chama, e são caçadas com todo cuidado através de um estranho ritual. Sem chance de sobreviver, elas são cruelmente executadas, mas surpreendentemente a última da lista, Kirby, consegue escapar e está decidida a encontrá-lo sem imaginar o que irá enfrentar...

A propósito, como essa narrativa é nao linear, o leitor precisa tomar cuidado com os saltos temporais. Outro ponto importante é a condução de cada capítulo que se alterna, ficando a cargo de Harper ou suas vítimas.

Com diversas subtramas ligadas entre si e repleto de referências históricas e culturais, fiquei assombrada com desenrolar da história. Aceite meu convite e embarque nessa aventura. Boa viagem!
comentários(0)comente



Alice 03/01/2018

Esse é o tipo de livro que vc vê na livraria e quer comprar pq a sinopse é ótima, mas vc acaba ele achando que está faltando história, pelo simples fato que ele te intriga, te deixa com várias dúvidas que simplismente não são sanadas e nem são deixadas subentendidas, o máximo que eu pude extrair do pq o cara faz o que faz é por um acontecimento lá no final que me deixou bem intrigada para saber se é isso msm o que eu achei. Mas uma coisa é certa, a autora sabe prender a atenção nas cenas dos assassinatos.
Aline Lázaro 08/07/2018minha estante
Então me ajuda a entender pq ele fez tudo, pq até agora não entendi...




dinemms 16/09/2017

Top
Fiquei confusa no início pelo jeito que a autora separou os capítulos, depois que eu entendi a leitura flui muito bem! Não consegui largar o livro. Enredo muito bom. Esperava mais do final, mas recomendo a leitura!
comentários(0)comente



Camis 30/08/2017

Maravilhoso.
No início você fica meio confuso com a história e como os capítulos se intercalam, mas depois que se acostumada e pega o jeito a história te prende mais e mais.
comentários(0)comente



Maria 21/06/2017

Um thriller, ficção científica ou romance?
Esse livro me deixou um pouco confusa quanto sua temática. Tem viagem no tempo, tem assassinato, tem história, tem romance, tem investigação policial, e por aí vai.. mas no fim de toda confusão e por alguns momentos arrastados na história, não houve uma explicação do que se tratava toda a trama da viagem no tempo e menos explicações ainda do que eram as "iluminadas". Os porquês ficaram em falta nesse livro, mas tem uma narrativa muito interessante.
comentários(0)comente



Marcia 08/04/2017

Bom demais
Comecei ontem à noite. Só consegui dormir com a luz do banheiro acesa. É um thriller dos bons. Para quem gosta de livros com suspense que quase toca o terror, este é o indicado.
comentários(0)comente



Dan Pontes 03/02/2017

Faltou luz
Este livro é um misto e romance-policial, thriller e literatura fantástica.
Acompanhamos Harper Curtis, um andarilho da década de 30 que para fugir da policia entra em uma casa decadente, porém ao entrar ela mostra-se nova e bem decorada. A casa conta com algumas particularidades e a mais impressionante é o poder de viajem no tempo para o possuidor de sua chave. A partir daí temos o inicio da jornada de assassinatos das "meninas iluminadas" por Harper entre os anos 30 e 90.
Nos anos 90 ele pensa ter assassinado Kirby Mazrachi porém ela sobrevive e inicia a investigação para encontrar o assassino impiedoso que a fez sofrer.
_________

A estória é até bem interessante porém senti falta de me identificar com as personagens. Em um capítulo uma vitima é apresentada rasamente e no próximo é brutalmente assassinada e isso fazia eu não me importar muito com aquela morte, o que é péssimo. Apenas me importei com umas três vitimas incluindo um cachorro e a protagonista Kirby.
O porque da casa querer aquelas mortes das "Iluminadas" foi o que me deu forças pra continuar a lêr. As viagens no tempo faziam o livro se tornar um pouco confuso. Porém culpo minha falta de disciplina e interesse na leitura que envolveram uns poucos meses. Porém as últimas 100 paginas estavam super interessantes e não larguei desde então.

Enfim, leiam!
comentários(0)comente



Gabriele 01/01/2017

Iluminadas
Bom o livro tem uma ideia Central ótima, porém no meu ponto de vista, a autora poderia ter ido muito além só que foi, mais drama, mais suspense. Porém é uma ótima leitura, só precisa ficar bem atento pois o personagem vai e volta no tempo e acontece várias coisas ao mesmo tempo.
comentários(0)comente



49 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4