Olympe de Gouges

Olympe de Gouges José-Louis Bocquet...




Resenhas - Olympe de Gouges


3 encontrados | exibindo 1 a 3


Rebeca 06/05/2018

Presente!
Foi minha primeira HQ (inclusive comprei e só quando chegou vi que era uma HQ rsrsrsr). Gostei bastante, única coisa que pesou tb pra avaliar é que achei que faltou conexão de algumas partes para outras, mas não sei se é normal de hq. Ahahhaha Mas mesmo assim, não consigo dar menos do que 4 stars porque retrataram uma história triste, mas de conquista e muito importante na luta dos direitos às mulheres. E também por terem transformado em linguagem e desenhos acessíveis a qualquer leitor. Isso demanda trabalho. :)

Ps. Que história! Que mulher! Não sabia do final, mas sabendo da sinopse e contexto fiz questão de terminar de ler no dia (14.03.18) em que ocorreu o assassinato à Marielle Francisco da Silva (Franco). E o final, mesmo em épocas tão distantes, foi infelizmente o mesmo.

Obrigada, aqui em especial à ambas, pela luta de direitos.

+ PRESENTE.
comentários(0)comente



Renata (@renatac.arruda) 16/10/2014

A revolução de Olympe de Gouges
"É de se festejar que, em uma época em que o sistema educacional "apaga as contribuições histórias das mulheres, não oferece um retrato preciso do passado e não mostra casos suficientes de mulheres exemplares", como bem apontou Soraya Chemaly em seu artigo para o Huffington Post, as histórias de mulheres pioneiras e revolucionárias como Olympe de Gouges sejam resgatadas e impedidas de permanecer no esquecimento."

Leia mais no Prosa Espontânea:

site: http://mardemarmore.blogspot.com.br/2014/09/olympe-de-gouges-catel-bocquet.html
comentários(0)comente



Ana Luiza 15/06/2014

Virei fã de Olympe de Gouges­­
FOTOS DO LIVRO EM: http://mademoisellelovebooks.blogspot.com.br/2014/06/resenha-olympe-de-gouge-jose-louis.html

A Revolução Francesa é uma das minhas matérias favoritas das aulas de História e apesar de não conhecer Olympe de Gouges­­, fiquei logo interessada no livro ao saber que ela não só viveu a Revolução, como participou dela.

Conta-se que Marie Gouze nasceu em 1748 de uma relação ilícita entre sua mãe e o nobre Jean Jacques Lefranc, apesar de que, obviamente, ele nunca assumiu a paternidade. Desde muito jovem Marie se mostra incomum e com dificuldades para aceitar certos aspectos e convenções da sociedade extremamente conservadora e patriarcal na qual cresceu e vive. Como era costume na época, Marie se casa muito cedo com um homem que não amava e com apenas 18 anos já é viúva e mãe. Marie acreditava que o matrimônio é "o túmulo do amor" e, depois da viuvez, não volta a se casar.

Ao lado de seu filho, Marie se muda para Paris, onde encontra não só o amor, mas sua voz. Seu amante, Jacques Bétrix, é um homem muito rico, o que permite a Marie ter uma vida estável e confortável o suficiente para assim poder assumir a pseudônimo de Olympe de Gouges. Como Olympe, ela passa a frequentar salões, teatros e outros ambientes recheados de intelectuais como ela. Leitora assídua de Rousseau, Olympe não tem medo de expressar sua opinião. Seus escritos, a maioria deles de caráter anti-escravagista e feminista, irá provocar tanto admiração quanto ira. Uma mulher cativante e destemida, Olympe fará muitos amigos, mas também inimigos. Sempre envolvida com os meios do teatro, literatura, filosofia e política, de Gouges traçará uma vida de muita agitação, vitórias e perdas, alegrias e tristezas, que acabará de maneira trágica, mas que nunca será esquecida.

Após conhecer a história de Olympe de Gouges, imediatamente virei da fã dela, uma mulher de beleza, força e coragem que é um exemplo para todos nós. Fico triste que a história dela não seja mais conhecida e feliz que José-Louis Bocquet e Catel Muller pararam para contar a trajetória dessa mulher incrível e de forma belíssima.

“Olympe de Gouges” é a primeira graphic novel (HQ) que leio e fiquei encantada com esse tipo de obra. Os desenhos, que por sinal são lindíssimos e de uma perfeição espantosa, deixam a leitura do livro muito mais rápida, além de gostosa. Devorei “Olympe de Gouges”: terminei suas 488 páginas em dois dias e ainda fiquei com vontade por mais. Além de ser uma obra bela, “Olympe de Gouges” é uma narrativa recheada de emoção e ação. A história de Olympe por si só já é cheia de agitações, mas acredito que se tivesse sido contada em prosa, a história perderia muito do seu brilho.

Fiquei tão apaixonada com “Olympe de Gouges”, que o livro entrou para os meus favoritos e que estou tentada a começar relê-lo agora mesmo. Por ser uma obra de leitura fácil e rápida, além de cativante e emocionante, acredito que “Olympe de Gouges” deveria ser trabalhado nas escolas, pois conta de forma belíssima a história de uma figura muito importante, mas muitas vezes esquecida, de uma das maiores revoluções da história da humanidade. Recomendo o livro a todos, especialmente amantes de livros que trazem personagens e histórias reais.

site: http://mademoisellelovebooks.blogspot.com.br/2014/06/resenha-olympe-de-gouge-jose-louis.html
comentários(0)comente



3 encontrados | exibindo 1 a 3