Pietr, o Letão

Pietr, o Letão Georges Simenon




Resenhas - Pietr, o Letão


18 encontrados | exibindo 16 a 18
1 | 2


Literatura Policial 26/10/2014

Maigret, o bloco esculpido em madeira de lei
Pietr, o letão é a estreia do comissário Maigret como protagonista de um romance. O detetive foi criado em 1931 por Georges Simenon, autor belga que mudou a história da literatura policial. É ele o responsável por popularizar uma abordagem narrativa profunda, porém com incrível apelo popular. Para tanto, Simenon focou suas histórias na análise da natureza do caso, priorizando a reflexão do indivíduo e os motivos que levam a cometer um crime. Maigret, seu detetive taciturno que trabalha na Polícia Judiciária de Paris, pondera sobre as razões dos casos que investiga, ás vezes apiedando-se das almas que encontra pelo caminho.

A ênfase à psicologia do crime era algo até então novo na arquitetura das histórias policiais. As tramas que mais agradavam o leitor abusavam do assassino misterioso a ser desmascarado, que podia tanto deixar uma pegada disforme de sapato no quintal do cadáver quanto entopir as artérias do milionário com um balde de estricnina no café da manhã. Essa era a literatura policial clássica e popular do início do século 20, representada pelos maravilhosos Sherlock Holmes e Hercule Poirot.

São 164 páginas de leitura. Maigret já desponta observando minúcias, grandalhão, volumoso, granítico, mantendo aquele ar lacônico primo da rispidez que a ele convém. Encaixa o chapéu-coco na cabeça, estuda o olhar do sujeito de longe, seu tom de voz monocórdio e o que ele, preferencialmente, não diz. Congela com a temperatura glacial da massa tumultuosa do oceano, observa as nuances blasé dos dias melancólicos de Paris e detalha a anatomia caricata dos suspeitos petulantes, de rostos excitados, gestos imprecisos e corpos elásticos.

Maigret, que quando se enerva tritura o cachimbo nos dentes, sua a camisa para sacar a real identidade do letão Pietr, um trambiqueiro que proporciona o grand finale a esse suspense sensacional. Pietr, com seu terno cor de canela e pele de marfim, faz o comissário correr pelas ruas de Paris em busca de respostas para o enigma que se apresenta no início, quando Maigret vê o próprio letão sem vida no banheiro de um trem. Dá pra sentir o cheiro do radiador de calefação do hotel Majestic entre os homens cartolados e os detetives afoitos da equipe do Quai.

As metáforas também pipocam, afoitas, melódicas, encravadas. Soam como poesia que colore as paisagens sem sal de Fécamp, ou a austeridade dos corredores do Quai des Orfèvres. Eis algo que Simenon fazia com excelência, tal qual Chandler. Ele criava metáforas e ambientava. Fantasiado de Maigret, persegue o suspeito com as pupilas cinzas, como se descamadas pela chuva, desviando do fluxo de carros que é tão constante como o do sangue nas artérias, com seus olhos cor de carvão e sua expressão lívida de cansaço, sentindo as dores do ferimento como agulhas compridas penetrando no peito.

'Pietr, o letão' fez mais do que apresentar Maigret. Inaugurou uma série de sucesso, marcou uma nova forma de narrar policiais e imortalizou o autor. Não é para qualquer um.

> Resenha publicada no site literaturapolicial.com

site: http://literaturapolicial.com/2014/07/27/maigret-o-bloco-esculpido-em-madeira-de-lei/
comentários(0)comente



Janayna 09/09/2014

Pena que acabou....
Adorei ser apresentada à primeira aventura do detetive Maigret. Gostei de tudo, embora esperasse um pouco mais no aspecto psicológico, o que parece ser um dos principais diferenciais nos livros do detetive. Mas como uma estória policial, foi perfeito!
comentários(0)comente



CooltureNews 22/07/2014

CooltureNews
Não é segredo que gosto de romances e de suspense policial. Sempre que possível, gosto de conhecer novos e velhos autores, e apesar de já ter ouvido e visto alguns livros do Simenon, ainda não havia tido a oportunidade de ler e conhecer sua obra.

Mas, eis então que com o lançamento da coleção Simenon pela Companhia das Letras, criei coragem e me arrisquei na leitura de seu primeiro livro, “Pietr, o Letão”.

Nesse primeiro volume, conhecemos o Inspetor Maigret, um tipo comum que chama a atenção pelo seu tamanho e não dá para ser comparado aos outros detetives da literatura. Seu desafio é encontrar e capturar Pietr, um famoso criminoso ardiloso e repleto de disfarces, sendo que apenas suas características físicas podem ser presumidas. É a partir da chegada dele a Paris que vários mistérios se desenrolam e vemos ainda Maigret sofrer uma perda irreparável.

O que mais me surpreendeu na leitura foi como Simenon consegue prender a atenção do leitor sem fazer grandes dramas. Sua escrita é simples, sem arranjos complicados a história flui de forma linear e aos poucos, os detalhes vão se encaixando. O grande trunfo aqui são mesmo os personagens, tão característicos que conferem a trama um ar colorido e humano intenso.

E a narrativa é tão fluída, mesmo naqueles momentos mais comuns, que as páginas acabam rápido demais, e quando o leitor dá por si, está desvendando os segredos junto ao inspetor e desejando ler sua próxima aventura.

Quem está acostumado com suspenses policiais cheios de ação ou com reviravoltas inexplicáveis, explicáveis logo em seguida, pode estranhar o estilo de Simenon. O autor não precisa de muito para contar uma boa história. Aqui não temos uma genialidade regada a enigmas complexos, células cinzentas ou qualquer coisa do tipo, apenas o bom e velho trabalho policial, daqueles clássicos folhetins e filmes noir, com a diferença que a grande paixão do inspetor não são as mulheres, mas a cerveja e um bom calor de estufa.

É uma trama simples, porém inteligente, que cativa o leitor e o faz acompanhar cada segundo da investigação, descobrindo ao mesmo tempo que o personagem principal as revelações e segredos. Simenon não brinca ou subestima a capacidade de seu leitor em resolver o mistério, pelo contrário, apresenta a eles todas as informações possíveis para que ao final, ele consiga intuir suas próprias respostas e assim, construir sua conclusão do caso.

site: www.coolturenews.com.br
comentários(0)comente



18 encontrados | exibindo 16 a 18
1 | 2