Princesa Adormecida

Princesa Adormecida Paula Pimenta




Resenhas - Princesa Adormecida


248 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Camila 06/11/2017

Resenha - Princesa adormecida
Anna Rosa uma menina que acaba de completar 16 anos, linda, meiga e que conquista todos com simples palavras e também Áurea que com 5 anos de idade foi dada morta da frança...Isso mesmo sua mãe uma brasileira e seu pai que tem parentesco com a família real não tinham bons amigos lá para não dizer amiga fura olho que dizia estar apaixonada por o mesmo. Rejeitada ela promete se vingar de Áurea, os pais com medo forjam a morte dela que vai para o Brasil e é criada por seus três tios: Florindo, Fausto e Petrônio. ( Onde eu ouvi isso? ) Com o tempo Rosa deixa de acreditar na historia que tinha sido sequestrada quando pequena e aceitou o fato de seus tios serem Hiper Mega protetores.

“Deitei na minha cama e por uns quinze minutos fiquei sozinha no escuro, sentindo muita pena de mim mesma. Eu sabia que os meus tios só queriam o meu bem e que eu não deveria ter mentido para eles. Mas aquilo tudo era uma grande injustiça! Antes eu tivesse mesmo sido vítima de algum sequestro, como meus pais tinham inventado quando eu era criança, assim pelo menos eu teria alguma vida!”

Sua vida se resumia ao colégio interno ( No qual só tem garotas ) a casa, e como na historia original no seu aniversario de 16 anos tudo muda, suas amigas planejaram uma escapada para um barzinho que iria uma super DJ ( Quem conhece a Cíntia? ). Rosa acaba dando o numero de telefone para saber quando a DJ for tocar de novo e tudo começa, claro depois de receber uma bronca dos tios o seu celular começa a receber mensagens de um certo garoto que insiste em chama-la de princesa.

''Neste mês ela vai tocar aqui todas as quintas-feiras, e muita gente vem só para vê-la! Imaginei que você também gostaria de conhecer a famosa DJ Cinderela!"

Minha opinião: O livro é bem divertido de ler, as paginas são cheias de balões de fala assim como nós celulares o que deixa o livro bem mais rápido e fofo claro. Paula Pimenta não decepcionou foi mais um sucesso depois de Princesa POP. Amei o final e me espantei com a vilã ( Mulher loucaaaa ). É quero dizer EU QUERIA TER TIOS IGUAL A ANNA.
Acho que essa resumida já despertou certa curiosidade...Então "FIM".

site: http://proximapagina-pp.blogspot.com.br/2015/01/resenha-10-princesa-adormecida.html#.WgDmW2iPLIU
comentários(0)comente



machellemibelle 03/11/2017

Contos de fada?!
Quem nunca sonhou em viver uma história de princesa. Quantas de nós não sonhavamos em encontrar o princípe encantado? Acho que assim como a princessa dessa hisória, todas nós temos ou tivemos algum tipo de influência dessas histórias e passamos a sonhar com um princípe e ficavamos pensando de que modo nós o conheceríamos. Num baile? Numa torre? Será que ele me salvaria do caçador ou me acordaria de um sono profundo? Será que seus olhos e cabelos seriam claros ou escuros? Não sabíamos, mas sabíamos que ele seria forte, nos salvaria, nos casaríamos, ele me manteria protegida, segura e seríamos felizes para sempre. ​​Príncipe?! Apesar de parecer perfeito, ele tem defeitos... Às vezes erra, às vezes mente, mas é isso tudo que faz dele uma pessoa real... É um ser humano, com seus receios e confusões... Esse livro tem um enredo muito parecido com o filme De Repente 30 e o desenho da Disney Anastasia. Gosto muito tanto de um quanto do outro. Na minha opinião, o desenrolar na historia desse livro tem uma misturinha muito, mas muito boa mesmo do filme De Repente 30 e do desenho Anastasia da Disney. Gosto demais dos dois. Vira e mexe eu os assisto. No filme, a Jenna Rink (interpretada por Jeniffer Garner) acorda e não se reconhece. Não reconhece as pessoas que estão ao seu lado, não sabe onde mora, etc. No desenho, Anastasia (na voz Meg Ryan) se perde, vai parar em um orfanato, é chamada pelo nome de Anya, etc.
Um ponto comum na história desse livro, é que, assim como a protagonista do fime tinha o seu melhor amigo Matt Flamhaff ( interpretado por Mffark Ruffalo) e a do desenho tinha o seu fiel escudeiro mirim Dimitri (na voz de John Cusack) e os reencontraram, a do livro também reencontrará também, após anos, alguém que marcou sua infância. Então, pega esses dois pacotes cheios de ingredientes, mistura. Resultado. Uma DELICIOSA história de princesa. Muito, muito gostosa. Jenna e Anastasia, após anos, perceberam que o seu melhor amigo e o seu fiel escundeiro eram na verdade, seus grandes amores. Agora. Quem será esse alguém que nossa princessa reencontrou? Será que a princesa do livro encontrou o seu princípe? Eu não sei, mas a história começa assim.
comentários(0)comente



Lyh 08/10/2017

Um conto de fadas do século XXI
Áurea Bellora, ou Anna Rosa, estuda em um colégio interno e tem muitas amigas. Aos finais de semana ela fica com seus tios: Florindo, Fausto e Petrônio, que a criaram desde os seus cinco anos de idade após seus pais e avós falecerem. Eles também são superprotetores, mas amam muito sua sobrinha e fazem de tudo para recompensá-la por ter perdido os pais tão cedo.

Anna Rosa está completando dezesseis anos, e tudo o que mais quer é sair, ir para festas, se divertir, e se apaixonar, como qualquer adolescente normal. Porém, seus tios não permitem, e isto a deixa muito triste. Na sua infância, eles contaram para ela uma história de uma mulher malvada que tentou sequestrá-la quando ainda era um bebê, e que por causa disso ela teve que fugir. Mas aquilo não podia ser real. Ou será que podia?

No dia do seu aniversário, suas amigas do colégio preparam uma surpresa, primeiro elas vão ao shopping, mas depois vão a uma festa. Como Anna não sabia da segunda parte, até então, ela concorda. Uma das meninas, a Clara, liga para seus tios dizendo que elas farão uma festa surpresa para a Anna, e na direção da escola ela informa que Anna vai para casa ficar com seus tios, e ela promete para a própria Anna que elas voltarão antes das oito da noite.

Quando elas chegam à festa, Anna conhece a DJ Cinderela, a garota que conquistou o coração do Fredy Prince de uma forma inesperada, como em um conto de fadas, e que também é muito legal. Anna comenta com ela que também sonha em um dia ter um grande amor, afinal, este não é o sonho de toda garota? A DJ Cinderela diz para ela não se preocupar, pois quando ela menos esperar ele chega.

Antes das oito da noite Anna estava no colégio, promessa cumprida. O que ela não sabia é que isso ia dar uma baita confusão. Seus tios estavam no colégio esperando por ela e lhe dão uma baita bronca, e Anna fica muito chateada. Mas eles, abalados com sua tristeza, então, prometem que ela pode sair, mas com algumas condições: nada de falar com estranhos, nada de passar informações confidenciais para ninguém, nada de contar aos outros sobre a história que eles lhe contaram quando era criança, e que ela só ia começar a namorar quando fizesse dezoito anos, ou, se ela conhecesse alguém especial, era para avisar para eles.

Anna ficou um pouco triste com a última parte, mas tudo bem. Pelo menos ela poderia sair com suas amigas. Ela já estava toda animada para que chegasse o próximo final de semana! Pena que ia demorar tanto... Mas então, algo acontece para fazer com que esse período se torne mais curto, e faz até com que Anna se esqueça das festas. Uma mensagem misteriosa de alguém desconhecido chega em seu celular, e ela começa a conversar com essa pessoa.

Um rapaz, Phil, que parece ser tudo o que Anna pediu, começa a conversar com ela, e Anna então, sem perceber, começa a quebrar algumas das regras dos seus tios. Mas o Phil é um rapaz do bem, não é mesmo? Ele não iria fazer mal a ela. Ou será que faria? Será que ele é mesmo quem diz ser, e este é um conto de fadas do século XXI, ou será que ele é cúmplice de uma vilã há muito esquecida, e tudo isto não é apenas o começo de um terrível pesadelo?

site: https://www.facebook.com/minhabagagemliteraria/posts/1785741738103694
comentários(0)comente



The Secret Girl 21/07/2017

Princesa Adormecida - Paula Pimenta
"Quando o coração está inquieto, a cabeça dificilmente consegue se concentrar."

Sabe aquele conto de fadas da "A Bela Adormecida", que foi cinematografado pela Disney Channel em desenho e filme? Se recorda da história e do famoso final feliz? A escritora, Paula Pimenta, autora da saga "Minha vida fora de série", viajou para esse mundo encantado e voltou com ideias sensacionais, assim criando o "Princesa Adormecida".
Basicamente, a história é narrada pela Áurea Roseanna, ou se você preferir, pela Anna Rosa. Por causa de um acidente fatal com os seus pais e seus avós, passa toda sua vida sendo criada pelos seus três tios: Petrônio, Fausto e Florindo. Eles a cuidam de forma totalmente protetora, impondo uma vida de casa para a escola e da escola para casa. O que se parece é que ela até tem noção do que realmente aconteceu no seu passado, mas por força do hábito e de como tudo parece um conto de fadas, acaba acreditando em uma "realidade" e vivendo da melhor forma possível.
Desde o começo até o fim é percebível que tem muita coisa mal contada e mal resolvida, que ao decorrer da leitura você vai montando o quebra-cabeça. Com os seus 16 anos completos, ela conhece um misterioso garoto. No começo rola aquela precaução do tipo: "meus tios falam tanto para não conversar com estranhos, de que não devo falar sobre a minha pessoa para qualquer um", que ela vai se escondendo, mas não dá para controlar a paixão adolescente.
Muitas coisas acontecem a partir desse romance, são muitos mistérios em todo o enredo, as situações e os personagens foram muito bem elaborados. Paula Pimenta é uma escritora maravilhosa, de livros com o gênero infanto-juvenil, que se a TSG aqui lesse-o com os seus 10 anos, estaria apaixonada. Não acho que esse é o melhor livro da autora, pois os dois primeiros da "Minha vida fora de série" são incríveis, em minha opinião.
Livro feito pela editora Galeria Record, toda a grafia e a capa, as cores e fontes, tudo muito bem trabalhado e escolhido. Realmente ele te convida para esse mundo encantado e cheio de fantasia, juntando com a realidade e todas as tragédias. Vale a pena comprar e tê-lo na sua estante. Esse não é o único livro baseado em contos de fadas, também existe o "Cinderela Pop" e a "Princesa das Águas".

Visitem o blog, tem resenha e post frexquinho toda semana! Xoxo.

site: http://heycatheli.blogspot.com.br/2017/04/resenha-princesa-adormecida-paula.html
comentários(0)comente



Carol 16/07/2017

Assim como todos os livros da Paula Pimenta, Princesa adormecida é fofo!
Paula Pimenta sabe muito bem como fazer suas leitoras suspirarem com os príncipes. Ops! Quer dizer, os personagens de suas histórias, não?! Agora, uma das autoras mais queridas do Brasil, nos fez suspirar mais uma vez. Dessa vez, o encantado é Phil, um menino misterioso que Anna Rosa, uma garota com tantos segredos e com um passado um pouco (como posso dizer?) diferente, conhece.

Se você está pensando que a Anna Rosa é a protagonista da história você está completamente CORRETA! Isso mesmo, ela é a famosa Aurora, mas com alguns acontecimentos no passado Aurora teve que deixar seus pais, seu reino e um menino que salvou a sua vida para fugir de uma bruxa má. Ela precisava ir para um lugar distante e para onde ela foi? Isso mesmo, BRASIL! Afinal, se a autora é brasileira, nada melhor que a história ocorra no próprio país. E além de vir para o Brasil, a garota muda de nome para Anna Rosa e fica aos cuidados de seus três tios, irmãos de sua mãe.
A história realmente começa quando a garota, que era superprotegida por seus tios e que estudava em um internato, faz 16 anos e para comemorar sai pela primeira vez com as suas amigas em uma festa, sem que seus tios saibam. No dia seguinte, Anna recebe uma mensagem super fofa de um garoto misterioso chamado Phil, os dois começam a conversar durante dias e noites a jovem garota acaba se apaixonando por Phil e contando muitas coisas em relação à sua vida e sobre coisas que ninguém nunca soube.

Já li o livro das princesas (que também foi publicado pela Galera Record) e o conto da Cinderela foi o meu preferido e foi onde eu pude conhecer um pouco da escrita da Paula Pimenta e assim que eu descobri que a autora teria uma série de livros de contos adaptados para a modernidade já enlouqueci e quando a sinopse do livro saiu, sabia que a história seria incrível como o design da capa. E não deu outra: me apaixonei pelo livro em um piscar de olhos. Não consegui parar de ler a história desde o prólogo até a ultima palavra do livro e eu me apaixonei pela bela adormecida (que para ser honesta, era a princesa que eu menos gostava).

“O que eu faço com essa vontade que me deu de te puxar pro lado de cá da linha?”

Os personagens são incríveis, todos com suas características e que se tornaram muito marcantes. Anna é aquela típica adolescente de 16 anos, que se apaixona facilmente e que tem seus momentos de rebeldia. Phil é aquele personagem que é tão fofo que você fica se perguntando se ele realmente existe, MAS o mundo não é feito de rosas e ele é suspeito de muitas coisas e eu fiquei um pouco pé atrás em relação à ele. E os personagens que eu devo dar maior destaque são os tios de Anna, gente, posso guardá-los em uma caixa e pegá-los para mim? Me apaixonei por cada um deles, seus jeitinhos e carinho pela Rosa era imenso e sabíamos que tudo o que eles faziam era para o bem da mesma, além de serem aqueles personagens que fazem a graça do livro!
A escrita da Paula: não preciso falar nada né?! O jeitinho que ela escreve é único, tão fofo, apaixonante que faz com que o fiquemos viciados pelas suas histórias. E na escrita desse livro passou na maior parte como mensagens de texto, deixando a leitura mais leve e chamando mais a minha atenção.
O livro, a escrita, personagens, capa e toda a trama é incrível. Se você gosta dos contos da Disney e de imaginar o mundo delas na atualidade, com toda certeza você irá amar Princesa Adormecida.

site: http://uniaodefandoms.com/?p=724
comentários(0)comente



itislola 25/06/2017

Princesa Adormecida
Oi seus lindos!

A resenha de hoje é sobre Princesa Adormecida da Paula Pimenta, publicado pela editora Galera, um livro maravilhosamente maravilhoso.Eu achei um livro muito fofo e bom, ele também é uma leitura muito rápida. Vamos lá…

O livro é uma releitura de A Bela Adormecida e vai contar a história da Anna Rosa, ou melhor Áurea Roseanna, uma garota de 16 anos que foi criada desde os 5 anos pelos tios , Florindo, Petrônio e Fausto, que são super protetores. Eles a contaram várias histórias e isso leva a ela a confundir o que é e o que não é real. Pode-se perceber a ligação com história original, já que o nome da princesa é Aurora – Áurea e as suas fadas madrinhas são Fauna, Flora e Primavera – Fausto, Florindo e Petrônio.

No ínico do livro Áurea deixa claro que era uma princesa, que foi vítima de uma tragédia causada pelo ciúmes de Marie Malleville, porém ao crescer ela acaba duvidando dessa história. Ela então é levada pelos pais da sua cidade natal, para morar no Brasil com seus tios. Ela estudou em casa por um bom tempo, até que foi para um internato só de meninas. Certo dia Rosa recebe uma mensagem de um garoto desconhecido, os dois começam a conversar e acabam se apaixonando, mais tarde uma grande revelação é feita sobre ele.

A trama do livro é basicamente Rosa descobrindo mais do mundo, se apaixonando e descobrindo mais sobre a sua história. Ele retrata a questão familiar, a amizade, o amor de um jeito tão simples e lindo. A escrita da Paula Pimenta prende a leitura e quando você vê já terminou o livro. Outra coisa legal sobre o livro, é a presença das mensagens trocadas entre Rosa e o garoto misterioso.

Não contar muito a fundo sobre o livro, vou deixar quem quiser ler o livro sentir a emoção em cada página. Se você prestar atenção nas entrelinhas vai conseguir desvendar muito bem o livro.

É isso, espero que tenham gostado!

''Quando o coração está inquieto, a cabeça dificilmente consegue se concentrar. Pág. 97''

site: https://itislolahere.wordpress.com/2016/06/30/resenha-princesa-adormecida-paula-pimenta/
comentários(0)comente



Saleitura 16/05/2017

Para Anna Rosa, reinos distantes, linhagem real, sequestro e bruxas vingativas eram coisas de livro. Sua vida era relativamente normal: vivia no Brasil com seus tios super protetores e suas amigas de escola, tirando sempre boas notas e tendo escola como praticamente única preocupação... até que ela viu tudo isso ser jogado para os ares e virado de cabeça para baixo quando, de uma hora para outra, tudo mudou.

Anna acorda como que de um sonho, em uma realidade onde seus pais não estão realmente mortos, e sua vida é na verdade um conto de fadas. Nem sequer o nome pelo qual se lembra de ser reconhecida em toda sua vida é realmente seu nome.

Anna Rosa, ou melhor, Áurea Roseanna, conta-nos sua história em primeira pessoa neste livro de apenas 189 páginas de uma narrativa simples e rápida.

Aprecio a ideia da adaptação, e mesmo a premissa da história... É só com a execução que eu não fiquei lá muito feliz. A ideia de trazer um conto de fadas para a realidade dos dias de hoje, atualizando não só os personagens, como também os meios pelos quais a história se discorre, é sempre positiva para mim.

No entanto, eu acabo sendo bem exigente nesse quesito, especialmente quando a história gira em torno de um romance. E mesmo que eu não seja a maior fã do gênero, eu tendo a gostar bastante de romances que realmente possuem algo de diferente e de real, ao invés de cair no clichê que muitas vezes vemos por aí em livros e filmes, mas que claramente não correspondem com a realidade, mesmo que se repitam de novo e de novo da ficção.

... continua no blog
Resenhado pela colunista Ana Carolina
https://www.skoob.com.br/usuario/2583884-ana
Leia a resenha completa no blog
comentários(0)comente



Pri 16/04/2017

Um romance de conto de fadas
A Paula Pimenta é uma autora nacional bem famosa e parece que todo mundo já leu, ou pelo menos ouviu falar, desse livro ou algum dos outros dois da série Princesas Modernas.

"— Rosa, como é estar apaixonada? (...)
— Não sei. Mas isso que eu estou sentindo é uma euforia louca que me dá vontade de sair dançando pelos corredores da escola... Mas ao mesmo tempo esconde uma tristeza sutil, que parece morar no lugar mais fundo do coração. E tudo isso me faz sorrir e chorar, por ser tão bom e tão dolorido ao mesmo tempo. Dá pra entender? (...)— Acho que sim. O amor deixa as pessoas loucas, é isso?"

Áurea acabou de sofrer uma super reviravolta em sua vida. Como se ela tivesse passado 16 anos dormindo e, de repente, acordasse em uma nova realidade. Uma família diferente, uma vida nova e uma história inesperada. Parece um conto de fadas, certo? Mas não foi exatamente o beijo do príncipe encantado que a despertou.
Os problemas começaram quando ainda era um bebê. Após sofrer uma tentativa de sequestro, sua família precisou tomar atitudes drásticas para preservar sua segurança, o que resultou em ter que ir morar com seus três tios no Brasil aos cinco anos e perder todo o contato com os pais e avós. Com o passar dos anos, ela começou a pensar que as lembranças que tinha da época eram apenas fantasias de sua imaginação infantil misturadas com as historinhas contadas pelos tios. Ela jamais poderia pensar que sofria um risco real.

"Dizem que as lembranças dos nossos primeiros anos de vida são mesmo meio nebulosas. Não dá para saber se são verdadeiras ou se aquelas imagens foram criadas a partir de histórias que nos contaram ou de fotos que vimos... Usamos essas informações como se elas fossem parte da nossa própria memória."

Anna Rosa, como passou a ser chamada, não estava totalmente satisfeita com a vida que levava, apesar de sempre ter sido feliz. Era mimada pelos tios, estudava em um colégio interno apenas para garotas, tinha muitas amigas. Bonita e inteligente, tinha diversos talentos e qualidades. Mas seus tios a mantinham presa demais, e tudo que ela queria era ter uma vida de adolescente normal, poder sair com as amigas, se divertir e, quem sabe, conhecer algum garoto legal. Infelizmente, eles eram super protetores e não permitiam que ela saísse sem supervisão. Então sua vida consistia em escola e casa. Mas, com 16 anos, ela passou a desejar mais do que isso. Já estava na hora de ter um pouco mais de liberdade, não?

"— (...) De tanto viver enclausurada, você criou um mundo paralelo na sua imaginação e acha que a vida é um livro de princesas. Pois saiba que a realidade é diferente. Não existem príncipes destinados para nós desde o nascimento, nem bruxas malvadas, muito menos fadinhas para realizarem nossos sonhos. Na vida real, são os amigos que nos ajudam a conseguir o que queremos. Que nos dão força. Que salvam nossa pele nas épocas difíceis. É uma pena que você não saiba disso."

Em meio às aventuras da adolescência, Rosa acaba recebendo uma mensagem no celular, de um garoto desconhecido. Mesmo sabendo dos riscos de revelar informações para uma pessoa em quem ela não sabe se pode confiar, decide manter a conversa e se entrega de cabeça em uma paixão proibida, contrariando a ordem dos tios. Seu primeiro amor é o misterioso Phil, um rapaz educado, fofo e que a enche de elogios. Será que ele é o príncipe encantado com quem sempre sonhou? Ou ele só irá trazer mais problemas?

"Eu tinha me apaixonado pelo Phil não apenas por causa dos elogios que ele me fazia. Eu gostava do jeito dele. Da voz. Da risada. De quando ele me contava sobre o seu dia a dia. Do seu amor pelos animais. E do jeito que ele me tratava também, claro."

Áurea (ou Rosa) é uma garota inteligente, fofa e ingênua. Ela não é uma daquelas personagens adolescentes chatas que fazem um monte de coisas sem noção e deixam o leitor sem compreender suas atitudes. Ela é madura e responsável, mas não conhece nada do mundo e está querendo descobrir um pouco mais. Me identifiquei com ela rapidamente e realmente pude entender todos os motivos que a moviam. Phil é misterioso e um verdadeiro sonho de garoto! Acho que todas que lerem vão querer um desconhecido desses na sua vida. rsrs Ele é fofo, simpático e romântico.

site: http://www.sigolendo.com.br/2017/04/resenha-princesa-adormecida-1-paula-pimenta.html
Georgia 02/08/2017minha estante
Gosto do estilo de escrita da autora e compartilho da mesma paixão que ela tem pelos contos de fadas e mundos mágicos! Também me agrada a maneira com que ela mistura os dois mundos, realidade e fantasia e adapta para tempos modernos.




Hemely 09/04/2017

Princesa Adormecida
Oi pessoaaaal! Tudo bem com vocês? Espero que sim!

Se em Cinderela Pop nós tivemos o romance mais fofo ever, é porque ainda não havíamos lido Princesa adormecida porque olha, a Anna me fez acreditar novamente nesse amor tão intenso e cheio de verdade que a gente sente quando é adolescente!

Bom, vamos à história. Anna Rosa (ou Áurea) é uma adolescente de 16 anos que mora no Brasil com os seus três tios desde os seus 5 anos. Anna acredita que seus pais e seus avós faleceram em um acidente quando ela ainda era uma criança e, por isso sempre sofreu com a ausência deles, mesmo tendo os seus tios ao seu lado. Além disso, os seus tios sempre foram extremamente protetores e ela nunca foi capaz de entender o porque, o que ela não sabe é que tem uma história bem real por trás dessa superproteção, a mesma história que contaram pra ela há muito tempo atrás e que hoje ela acredita que era apenas algo pra distraí-la da morte dos pais.

Acontece que os pais de Anna se conheceram na França e logo estavam apaixonados, morando juntos e ela nascer foi só uma questão de tempo. Porém, uma amiga da sua mãe, Mallevile, era apaixonada pelo seu pai e jura que Áurea não terá sossego enquanto não completar 18 anos ou for morta pela vilã. Depois de uma tentativa de sequestro e várias tentativas de fazer mal à criança, os pais de Anna decidem que é melhor mandá-la para o Brasil para que ela fique em segurança, então simulam a sua morte na França e ela vai morar com os tios.

Anna é uma menina extremamente romântica, que estuda em um colégio interno e, por conta da superproteção dos tios, vive apenas indo de casa para a escola e vice-versa. Porém, no dia do seu aniversário de 16 anos, suas melhores amigas decidem que elas devem comemorar indo à um barzinho na cidade sem que os seus tios saibam. Com medo, mas com muita curiosidade, Anna topa sair com as amigas, desde que volte antes do horário previsto para sair da escola e ir para casa.

Logo depois desse dia, Anna começa a receber mensagens de um número secreto que ela não faz ideia de quem seja, o garoto se diz chamar Phil e ter 19 anos, parece ser bem simpático e um fofo. Depois disso a história se desenvolve e acredito que não posso contar muito mais sem dar spoilers.

A questão que não "me desce" é o fato de a Anna simplesmente conversar com um garoto que apareceu do nada, contando coisas da sua vida e sem nunca ter perguntado pra ele como ele descobriu o número dela, sem nunca ter visto uma foto dele e passando informações (que ela julga aleatórias e sem importância) pra ele. E, assim, sem saber tanto, mas achando que sabe muito, ela se apaixona por ele. A história é muito gostosa, como em Cinderela Pop, por ter uma releitura muito boa do conto de fadas e, pra variar, a Paula traz uma leitura fluida e rápida.

Algo que achei muito legal também foi a referência à Cinderela Pop. O livro Princesa Adormecida saiu antes de Cinderela Pop, porém a referência vem do conto Princesa Pop que a Paula escreveu no Livro das Princesas e foi bem legal mesmo a influência que a Cíntia tem sobre a história de amor dos protagonistas. Então, uma dica, leiam Cinderela Pop antes de ler Princesa Adormecida, mesmo que a ordem de lançamento tenha sido diferente!

Acho que é isso, espero que tenham gostado e que se empolguem pra ler o livro! É um daqueles livros pra ler quando não se tem muito tempo e se quer ler uma história toda de uma vez e viajar um pouquinho.
comentários(0)comente



Ingrid Tharla 28/03/2017

Amo
Li este livro num projeto dá escola me apaixonei por ele assim como o livro Cinderela Pop???
comentários(0)comente



Karol.Almeida 16/02/2017

Resenha do livro Princesa Adormecida - Paula Pimenta
Esse livro é uma versão moderna e sem magia do conto de fadas A Bela Adormecida e nele vamos encontrar a estória de Áurea Bellora, que por causa de ameaças é forçada a deixar aos 5 anos de idade a vida com os seus pais na França e morar com os seus tios no Brasil. Aos poucos ela vai esquecendo do seu passado e acredita que os seus pais estão mortos e com o decorre da estória conhece um garoto por mensagem. O livro em se é muito interessante e como é pequeno se você tiver tempo vai ler em um piscar de olhos (ou numa tarde mesmo kkk...) e apesar de ser uma versão sem magia, não deixamos de ver referencias da estória original, porém eu achei um pouco previsível com relação a quem era o Phil. Mas de resto a leitura foi muito boa e me fez acreditar um pouco que a vida pode se tornar um conto de fadas apesar de o livro ser uma estória inventada. :) ;)

Trecho do livro que achei mais interessante:
"Quando o coração está inquieto, a cabeça dificilmente consegue se concentrar"
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Sofia Z 23/01/2017

INCRÍVEL
A Paula Pimenta é minha escritora favorita e todos os livros dela são maravilhosos e com esse não seria diferente, fiquei apaixonada pelo jeito que a Paula consegue trazer uma historia da Disney pra "vida real" de um jeito tão natural...
Muito fofo
comentários(0)comente



Beta Oliveira 15/01/2017

Começando a cumprir a meta dos 15 livros para ler em 2017, a história do primeiro amor que precisou percorrer caminhos tortos e inesperados, vencendo desafios mortais, para chegar ao final feliz.

No Literatura de Mulherzinha: o texto completo sobre Princesa Adormecida, Paula Pimenta, Galera Record.

site: http://livroaguacomacucar.blogspot.com.br/2017/01/cap-1297-princesa-adormecida-paula.html
comentários(0)comente



248 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |