Os Três

Os Três Sarah Lotz




Resenhas - Os Três


215 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Eric Rocha - Ersiro 28/12/2020

Os Três
Só da metade para a frente do livro percebi que ele é muito mal interpretado pela capa sombria e sinopse marketeira da editora que parece prometer um livro inteiramente voltado ao macabro, mas não, ele relata em seu próprio ritmo e forma de narrativa escolhida (personagens narrando em entrevistas como em um documentário) seus pontos de vistas, vivências, sentimentos, medos, receios, amores, saúde mental e em como a própria mente e o humano em si são mais complexos e perigosos que o próprio sobrenatural em si. Ao meu ver este "fim aberto, sem respostas" nada mais é que o que a autora quis trazer do livro: há diferentes filosofias, religiões, crenças e teorias por aí, cada qual entende de acordo com sua visão o que é e o que não é verdade. Quem sabe qual é a verdade absoluta? Fala sobre fanatismo religioso, mártir religioso tentando sobrepor sua crença em uma outra cultura, dominionismo (termo que conheci lendo esta obra), incitação ao medo em época de eleição; esse livro é quase uma mistura de AHS Roanoke (entrevistas) e Cult (incitação ao medo na política, conservadorismo, aversão ao feminismo e diferentes orientações sexuais, etc.) e uma predição das eleições presidenciais e movimento conservador que elegeram Trump e demais governadores em outros países (Brasil não podendo ficar de fora). A autora criou e deu diferentes personalidades a cada um dos personagens entrevistados (e olha que há muitos!).
Nota 4
comentários(0)comente



GiGouveia 12/12/2020

Os três
Sabe aquela história que você e pensa "mano do céu, o que tá acontecendo?" É isso que você sente ao ler esse livro.
Ele conta o desenrolar de uma história após 3 acidentes de avião, o livro é feito com diversas "entrevistas" dos personagens.
Já tinha tentando ler anteriormente 2 vezes e a história não tinha me prendido, agora após essa leitura posso dizer que estou muito feliz por lido.
comentários(0)comente



Évely Kynsk 04/10/2020

Apocalipse, aliens, o governo?
Pra quem gosta de teoria da conspiração vale a pena.
Com uma narrativa bem diferente você fica cada vez mais estimulado a continuar a leitura para logo chegar nos desfechos da história. Apesar de no meio da leitura alguns fatos foram ficando óbvios, o final mesmo me deixou intrigada. Pelo desfecho não parece ter continuação, mas nunca se sabe.
comentários(0)comente



Queds 01/09/2020

A autora nos apresenta a história através de relatos, uma sacada diferente dos livros que costumo ler, um jeito irônico de brincar com o imaginário do leitor. De apresentar o mundo ficcional como se fosse real. Interessante!!!

Eu estava aguardando um TERROR ufa !!! Salva ... Se está esperando por isso... perdeu playboy!!!! Temos muitos corpos, desastres e muita dor ... nada aterrorizante.

Como eu falei no início a história desenvolve através de relatos, e assim somos apresentados a vários personagens. Eles são bem construídos nos apresentando no início, uma trama bem amarrada. Uma pena que no decorrer a leitura perde o dinamismo inicial.

" A aeronave cai, mãos gigantescas apertam seus ombros para baixo e seu estômago parece ser forçado contra a garganta "

"Pam é chicotada, socada e espancada. Não consegue manter a cabeça erguida, a poltrona à frente salta para o seu rosto, uma luz branca relampeja, cegando-a, e ela não consegue...

"Eles estão brancos, totalmente brancos, sem pupilas, ah, Jesus, me ajude."

"Assisti àquele minidrama por um tempo, sem saber que o meu estava para começar."

"Todo mundo parecia gritar ou chorar, mas eu sentia um curioso distanciamento com relação ao que acontecia, como se estivesse no palco esperando uma deixa."

"Ao me aproximar, percebi que era uma criança. Um menino."

"Eu tinha amigos, mas não eram realmente do tipo com que você pode contar numa crise... Parece amargo, eu sei, mas a gente descobre quem são os amigos de verdade quando vida desmorona."

"O relacionamento é perfeito se você e seu companheiro são os melhores amigos..."

"Acho que parte do problema de Ana com Lori era o Bobby... Ele não era uma criança muito fácil, se você quer saber a verdade."
comentários(0)comente



Raquel 04/08/2020

Intrigante e decepcionante
O livro apresenta uma forma interessante de contar a estória e te intriga com a teoria por trás das três crianças que sobreviveram nos acidentes, porém tem um final totalmente sem pé nem cabeça e não explica absolutamente nada. Te deixa pensando "peraí, cadê o fim disso aqui??"
comentários(0)comente



Bell 02/08/2020

Os Três
Um livro que confesso, achei horrível. A história não é boa, é um livro chato e cansativo.
comentários(0)comente



Luan. 17/07/2020

Eu queria ter gostado do livro...
Uma história muito bacana, mas a forma de contar a história não me agradou.

Uma pena, porque adorei "O Quarto Dia", outro livro da autora.
comentários(0)comente



michajunco 28/06/2020

Em ?Os três? quatro aviões caem em um mesmo dia e apenas três crianças sobrevivem. Em decorrência da gravidade do acidente, começam a surgir teorias de que essas crianças são especiais de alguma forma. Quando li a sinopse fiquei super interessada na história porém, ela é contada por várias pessoas com base em suas próprias percepções, o que não me agradou muito. Além disso, é um livro de suspense que não esclarece muita coisa, se você gosta de livros com finais mais abertos poderá gostar de ?Os Três?.
comentários(0)comente



Douglas Hinckel 27/06/2020

Resenha "Os Três", por Douglas Hinckel
Depois de mais ou menos três anos querendo ler esse livro, eu finalmente embarquei nessa aventura de Os Três, da escritora Sarah Lotz. E foi uma experiência maravilhosa! Foi um dos livros que eu mais me senti envolvido pela trama.

É um livro que propõe aventura, mistério, suspense e investigação. Os Três nos introduz a Quinta-Feira Negra, um acontecimento onde quatro aviões em diferentes partes do mundo — Estados Unidos, Inglaterra, Japão e África do Sul — caíram no mesmo dia. Apenas quatro pessoas sobrevivem ao acidente. Três delas são crianças, que sobreviveram quase ilesas, que foram apelidadas pelo mundo do jornalismo na história como “Os Três”. A quarta pessoa é uma mulher que só teve tempo de gravar uma mensagem de áudio e acabou morrendo em seguida no local do acidente. E foi justamente essa mensagem, e toda essa estranheza envolvendo a coincidência de quatro aviões caindo na mesma data e três crianças sobreviventes, que faz com que comece uma série de investigações e teorias da conspiração.

A ficção é muito bem escrita, construída de uma forma bastante interessante e nova pra mim: um grande apanhado de matérias de jornais, entrevistas, relatos e acontecimentos que envolveram o antes, durante e o após do acontecimento da Quinta-Feira Negra, e a cada leitura desses fragmentos eu ia destrinchando o que ta acontecendo com os personagens — os familiares das pessoas que morreram,as três crianças que sobreviveram, os tutores dessas crianças e de outras pessoas envolvidas direta ou indiretamente na trama.

Não posso falar muito sobre, pois a melhor experiência desse livro é se você souber o mínimo, assim você entra nesse mundo de especular o que aconteceu, o que ta acontecendo e o que vai acontecer. Pra quem tá procurando uma leitura dinâmica e envolvente, tá ai uma dica muito bacana!

site: https://www.instagram.com/dhinckel/
comentários(0)comente



Dani 23/06/2020

Nunca julgue um livro pela capa
O livro te prende de uma forma incrível, além dessa capa e da sinopse instigante, você fica ansioso (ou desesperado hahaha) por respostas, você fica o tempo todo aguardando o tão esperado desfecho e quando ele chega, não responde coisa alguma. É frustrante, decepcionante, te faz ficar com cara de "ué" por um tempão!
comentários(0)comente



Mena 18/06/2020

Incrível..
Esse livro me envolveu de tal forma que eu esqueci da realidade. Quando vc chega a determinado ponto, tua cabeça explode e a capa passa a fazer um sentido absurdo.
Eu nunca vou esquecer esse livro.
comentários(0)comente



Denise 03/06/2020

Um bom livro
A narrativa teve alguns pedaços que ficou arrastada, mas depois fluiu bem. O final foi bem concluído. Não é espetacular, mas vale a pena a leitura.
comentários(0)comente



Bia 24/05/2020


Conheci este livro através de uma amiga. Ela veio dormi aqui em casa e trouxe o livro, quando li a sinopse fiquei louca para ler! Alguns dias depois comprei o livro online, mas infelizmente não li ele de imediato, na verdade se passou um tempo quando finalmente o peguei para ler.


A autora criou uma personagem – Elspeth Martins – que escreveu um livro (Da Queda À Conspiração) onde fala sobre os quatro aviões que caíram em diferentes pontos e as três crianças que sobreviveram. Elspeth não aparece no livro diretamente, ela é uma jornalista e entrevistou varias pessoas próximas e não tão próximas das crianças sobreviventes, ela entrevistou tanto indiretamente quanto diretamente com as pessoas, na maior parte são e-mails, ou gravações, ou cartas, que essas pessoas próximas aos sobreviventes enviam para Elspeth (em certos momentos, Elspeth pegava certas reportagens ou entrevistas de jornais, revistas ou da TV).
Ela juntou todas as informações, parentes que conviveram com Os Três (as crianças sobreviventes) e relataram todos os detalhes de cada momento do que ocorrera (coisas boas, e coisas perturbadoras), e transformou todas as informações que tinha em um livro.
O livro começa com Pamela May Donald em um avião que sai do Japão com destino para os EUAS. O avião acaba caindo e Pam consegue ficar viva tempo o suficiente para gravar uma mensagem em seu celular:

“Eles estão aqui.
O menino. O menino, vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah, meu Deus, elas são tantas... Estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós. Pastor Len, avise a eles que o menino, não é para ele...”

Graças a essa mensagem, muitas pessoas começam a suspeitar de algo que possa não ser desse mundo, e que talvez as três crianças que sobreviveram podem ser a causa de muitos problemas.
No inicio, o livro é meio confuso. Juro que achei que fosse uma história real (apenas as partes em que os acidentes de aviões aconteceram mesmo) com um incremento do sobrenatural por parte da autora para fazer a história ficar mais interessante. Mas nada é real, nunca aconteceram os acidentes de aviões (pelo menos não quatro no mesmo dia quase no mesmo tempo e em diferentes lugares do mundo).


A autora criou tantos personagens, que eu só consegui gravar os nomes das três crianças e dos parentes que viviam com elas, ah claro, e o pastor Len (aquele homem... #[email protected]%#&*#@#)
O final pode ser muito confuso. Muitas pessoas comentaram no meu instagram quando postei a foto desse livro, que não entenderam o final ou que não gostaram. É óbvio que a autora deixou o final vago de propósito para que fique por conta da lógica que o próprio leitor chegou ao mistério das crianças.

Sobre a última página, não vou entrar em detalhes para não dar spoilers. Muitas pessoas não entenderam aquela última página, o último parágrafo, felizmente eu entendi muito bem o que aconteceu ali. Só uma dica, tem haver com Tempo.


site: http://biiabrito.blogspot.com/
Brusilva 15/12/2020minha estante
Livro maravilhoso! Mas o final até hoje não entendi, se você poder responder minha dm, não quero dar spoiler, mas nunca encontrei alguém pra discutir esse livro kkkkk


Bia 17/12/2020minha estante
Olá anjo, já respondi a dm ;D




pedaguiar 19/05/2020

Que loucura
Achei um pouco arrastado, mas lá pro final melhora, tem mais ação. Que loucura Sarah Lotz, é isso então? Tá né.
comentários(0)comente



Vinicius.Freitas 29/04/2020

História interessante, final decepcionante
Foi criado todo um clima de suspense, com êxito, conseguindo me prender e despertar a curiosidade de como a estória ia se concluir, utilizando referências atuais e com boas conexões de informações, mas... o final do livro, foi bem decepcionante, dentro do ambiente preparado. Não vale a pena as 392 páginas...
comentários(0)comente



215 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |