Caçadores de Tesouros

Caçadores de Tesouros James Patterson
Chris Grabenstein




Resenhas - Caçadores de Tesouros


43 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Pri 10/07/2019

Gostei muito dessa aventura!
Confesso que essa capa é muito amor (pelo menos para mim, claro…rs). E confesso também que quando vi pela primeira vez, me apaixonei e comprei só pela capa (me julguem…rsrs). Adoro livros com capa dura e bem feitas, por eu simplesmente adorei titulo em alto-relevo (pena que na minha capa, como podem ver, o titulo está meio apagadinho, por causa de ter colocado ele na mochila). Sem desmerecer, claro, a diagramação e a tipografia.

O livro conta a história da Família Kidd (acho que é esse o nome..rs). Eles são caçadores de tesouros (pelo menos é o que os irmãos Kidd, acham), que viajam atrás de antiguidades e tesouros valiosos. Mas em uma tempestade, que ocorre durante a busca de um tesouro, o Professor Kidd (o pai), some repentinamente (assim como a mãe também desaparece misteriosamente, durante uma busca). E é a partir daí, que a aventura começa. E é também nessa aventura que eles descobrem “a verdade” sobre seus pais.


“…Nossos pais eram nossos professores particulares e nos ensinavam a sobreviver no mundo real – sem iPods, iPhones, iPads ou Disk Pizza. Nós estávamos pelo menos duas séries à frente do estaríamos em uma escola normal…”

Confesso que tive a impressão de que a história seria bem bobinha e que ia acabar me decepcionando, mas eu simplesmente amei. Me senti sendo transportada para a história e isso foi bem bacana. Sem contar que a história tem seu tom de sarcasmo e divertimento.

“…O cara com a metralhadora – um surfista tatuado de cabelos compridos oleosos e cavanhaque metido a descolado – pulou na nossa popa. Os sete comparsas surfistas dele subiram em seguida..”

Enfim, a história é ótima, super bem escrita e os personagens são bem construídos e amarrados, fazendo com a interação entre eles fique excelente não deixando o livro chato. E essa história é contada pelo Bick e sua irmã Beck, que na verdade Beck é quem faz os desenhos que são mostrados no livro. E as ilustrações deixaram a história com um toque muito legal, deixando a imaginação correr solta.

Se recomendo??? Mas é claro.Confesso que essa capa é muito amor (pelo menos para mim, claro…rs). E confesso também que quando vi pela primeira vez, me apaixonei e comprei só pela capa (me julguem…rsrs). Adoro livros com capa dura e bem feitas, por eu simplesmente adorei titulo em alto-relevo (pena que na minha capa, como podem ver, o titulo está meio apagadinho, por causa de ter colocado ele na mochila). Sem desmerecer, claro, a diagramação e a tipografia.

O livro conta a história da Família Kidd (acho que é esse o nome..rs). Eles são caçadores de tesouros (pelo menos é o que os irmãos Kidd, acham), que viajam atrás de antiguidades e tesouros valiosos. Mas em uma tempestade, que ocorre durante a busca de um tesouro, o Professor Kidd (o pai), some repentinamente (assim como a mãe também desaparece misteriosamente, durante uma busca). E é a partir daí, que a aventura começa. E é também nessa aventura que eles descobrem “a verdade” sobre seus pais.


“…Nossos pais eram nossos professores particulares e nos ensinavam a sobreviver no mundo real – sem iPods, iPhones, iPads ou Disk Pizza. Nós estávamos pelo menos duas séries à frente do estaríamos em uma escola normal…”

Confesso que tive a impressão de que a história seria bem bobinha e que ia acabar me decepcionando, mas eu simplesmente amei. Me senti sendo transportada para a história e isso foi bem bacana. Sem contar que a história tem seu tom de sarcasmo e divertimento.

“…O cara com a metralhadora – um surfista tatuado de cabelos compridos oleosos e cavanhaque metido a descolado – pulou na nossa popa. Os sete comparsas surfistas dele subiram em seguida..”

Enfim, a história é ótima, super bem escrita e os personagens são bem construídos e amarrados, fazendo com a interação entre eles fique excelente não deixando o livro chato. E essa história é contada pelo Bick e sua irmã Beck, que na verdade Beck é quem faz os desenhos que são mostrados no livro. E as ilustrações deixaram a história com um toque muito legal, deixando a imaginação correr solta.

Se recomendo??? Mas é claro.

site: Resenha do antigo "Blog Resenhando"
comentários(0)comente



Delly Silva 26/05/2019

Muito bom
Um livro cheio de aventura
Quatro jovens irmãos nim barco emnbusca dos Paes vam em busca de um barco nalfragado pra consegui encontra seus pais que sumiram muitas aventuras personagem espertos e um livro muito bom pra todas a s idades recomendo bastante um livro de aventura.com um final sor lendo pra sabe
comentários(0)comente



Flávia Carvalho 24/04/2018

Excelente Aventura!
Comprei esse livro para dar para meu filho de 8 anos.
Quando chegou, notei que era muito grande para que ele pudesse ler sozinho. Mas como tenho o costume de ler para meus filhos de 8 e 4 anos, todas as noites, eu o peguei como "leitura antes de dormir".
E deu super certo!!
Os meninos adoraram a família Kidd e foram vários dias de muitas aventuras. Até baixei para eles a música que as crianças do livro ficam cantando, e foi muito divertido escutar.
Pelo tamanho do livro e por seu vocabulário, acredito que a classificação para ler sozinho, seria a partir de 11 anos, mas como leitura em família, até meu filho de 4 anos conseguiu acompanhar o contexto do livro.
Super Recomendo!!
comentários(0)comente



Coisas de Mineira 05/02/2018

Já tem algum tempo que eu estou com "Caçadores de Tesouro" parado na estante só esperando pela vez de ser lido, eu sempre falo que assim que eu acabar o livro que estou lendo, ele será o próximo só que fico enrolando, principalmente por que li um livro do James Patterson e não gostei nadinha da história, então fiquei meio pé atras pra começar esse.

Embora James Patterson não tenha me agradado em nada no seu outro livro, ganhou totalmente minha atenção em "Caçadores de Tesouro" primeiro livro da serio com o mesmo nome, com um enredo simples, divertido e rápido o autor nos apresenta como seria a vida em um barco cheio de crianças e nenhum adulto para colocar ordem na casa.

Bick, Beck, Tommy e Tempestade foram criados durante toda a vida em alto mar, em um barco com o nome de Perdido que seus pais usam para caçar tesouros sumidos no mar, isso fez com que as crianças tivessem um conhecimentos e experiências únicas e incríveis, e que fossem preparadas para algo inimaginável o sumiço dos dois adultos, pois há quatro meses uma grande tempestade fez com que sua mãe sumisse e agora durante outra tempestade seu pai sumiu, deixando os quatro perdidos no mar e sem saber o que fazer, até que um deles tem a ideia de entrar na "A SALA" e descobrir qual o tesouro perdido que os pais estavam procurando.

Dá para notar que o livro todo é uma grande aventura onde os meninos têm que aprenderem a se virarem e descobrirem o que realmente aconteceu com seus pais e como conseguir manter a empresa da Família Kidd, ainda ativa. Posso dizer com sinceridade que a história toda é bem criativa, principalmente por ser toda narrada através da visão do Bick.

Bick é um pré adolescente dono de uma imaginação extremamente fértil,o que dá pra sacar no decorrer da história, pois ele sempre da uma viajada hilária e a forma como ele descreve seus irmãos, e os outros personagens, mostra que o livro é narrado na voz de uma criança.

Não achei que gostaria tanto do livro, esperava um livro infantil sem graça, mas que o contrario, gostei bastante. A edição da editora Novo Conceito, foi primorosa e superando minhas expectativas James Patterson me apresentou uma história bem construída, que mesmo sendo infantil é capaz de conquistar o carinho dos adultos também, principalmente por que seus personagens são carismáticos e as ilustrações utilizadas nos transportam para dentro da história de um jeito bem envolvente.

Outro ponto positivo em "Caçadores de Tesouro" é que o locutor do enredo é uma criança e o autor segurou as pontas do início ao fim, não passando a ideia de que ele fosse mais velho ou mais sábio do que sua idade. Ah não posso finalizar o post sem comentar sobre as ilustrações e o capricho que a Novo Conceito teve com o livro, em primeiro lugar, ele é capa dura, o que já da um charme único, em segundo a fonte usada tem um tamanho legal e o papel é amarelado e de boa qualidade dando um ar rustico as ilustrações.

Caçadores de Tesouro é um ótimo livro para distrair e mudar de ares, dando espaço para sua criança interior se aventurar em alto mar com quatro crianças muito especiais, publicado pela editora Novo Conceito através do seu selo, ele visa ganhar o coração das crianças e deixa sua marca.

Por: Leh Pimenta
Site: http://www.coisasdemineira.com/2015/07/livro-cacadores-de-tesouro-james.html
comentários(0)comente



Dear Book 18/03/2017

Feito pra encantar o público ao qual se destina.

[Resenha com corte de trechos ilustrativos e imagens; confira no link no blog]
Tradução: Luciana Garcia

Por Marianne: A primeira coisa que pensei quando peguei Caçadores de tesouros foi “Que livro lindo!”. O livro, publicado no Brasil pelo selo jovem da editora Novo Conceito, o #Irado, foi feito pra encantar o público ao qual se destina.

A família Kidd está mais do que habituada à vida no mar. Desde pequenas as crianças vivem na embarcação, sendo escolarizadas pelos próprios pais enquanto os acompanhavam em suas missões de caça ao tesouro pelo oceano afora.

Mas após uma tempestade que balança pra valer a embarcação a vela Perdido, o lar da família Kidd, os irmãos pré-adolescentes Beck e Bick, Tommy e Tempestade se dão conta de que o pai, o professor e famoso oceanógrafo Tom Kidd, não está mais no navio.

Sem a mãe, que desapareceu misteriosamente uns meses antes, e agora sem o pai, que provavelmente foi lançado ao mar durante a tempestade, as crianças se veem sozinhas e sem a menor ideia do que fazer.

Decididos a continuar a caçada dos pais pelos tesouros perdidos, as crianças seguem viagem no Perdido, sem se preocupar com todos os perigos que existem no oceano. Tempestades, tubarões e o pior de todos: os navios piratas. A família Kidd é famosa por encontrar os tesouros mais valiosos que podem existir, transformando o Perdido no principal alvo de piratas e saqueadores.

Considero a ficção de fantasia/aventura é um gênero difícil de ser bem desenvolvido por facilmente cair nas armadilhas clichês da saga do herói e muitas vezes desmerecer o intelecto do leitor jovem, como se este publico não tivesse a capacidade de compreender situações mais complexas. Não que seja pros autores transformarem numa intensa questão filosófica cada questão abordada nas histórias, mas criar personagens bobos e sem conteúdo não ajuda.

E nesse quesito os autores conseguiram segurar a peteca em Caçadores de Tesouro. As crianças são perspicazes dentro dos limites de sua inocência e suas personalidades nos cativam, fazendo com que o leitor tenha vontade de, literalmente, embarcar no Perdido e seguir em alto mar com as crianças Kidd.

De capa dura e repleto de ilustrações lindas, do apelo visual à linguagem da escrita, o livro cumpre muito bem seu papel de atrativo para os jovens leitores e conquista muito bem alguns dos mais grandinhos também.


Espero que tenham gostado da resenha e até a próxima!


site: http://www.dear-book.net/2016/09/resenha-cacadores-de-tesouros-james.html
comentários(0)comente



Leitoras Democráticas 17/01/2017

[Resenha] Caçadores de Tesouro - James Patterson | Editora #Irado |
Os Kidd moram em um barco, a escola deles é dentro do barco e eles nunca viveram muito na civilização, não usam muito a internet e nem vão ao shopping, eles sempre viveram grandes aventuras no mar, caçando tesouros e descobrindo os mais emocionantes objetos valiosos que estão perdidos metros abaixo d’água. Em uma tempestade noturna o pai da família Kidd desaparece e eles entendem que o pai esta morto e o pior é que a mãe deles desapareceu misteriosamente meses antes, agora Bick, Beck,Tommy e Tempestade estão sozinhos.

Observação para mim mesmo: se algum dia eu tiver um navio só meu, não chamá-lo de O Perdido. Porque era exatamente isso que (e onde) nós estávamos: perdidos no mar. Acho que deveríamos estar felizes pelo fato de o papai não ter chamado seu barco de O Afundado, o Submerso ou Titanic II.
A primeira grande decisão deles é que vão continuar com o legado da família e viver outras aventuras. Cada um dos irmãos conseguiu desenvolver uma habilidade nestes anos de mar que podem ajuda-los a fazer o que eles sabem e enquanto eles estiverem juntos eles conseguem fazer tudo. Ah eles vão enfrentar muitas coisas como Piratas, surfistas do mau, o inimigo número um da família, Collier um também caçador de tesouros, ou melhor um quase caçador de tesouros e um homem que fará de tudo para roubar os tesouros dos Kidd.

O livro escrito a quatro mãos tem muito dos livros de James Patterson ( James Patterson só para baixinhos =) , cada capitulo vem com surpresas e reviravoltas, os capítulos são pequenos e os jargões de barcos são bem explicados para o publico alvo, as ilustrações ajudam muito na imaginação das cenas com as crianças. Apesar de ser uma resenha, fica essa super dica para presentar uma criança hoje no dia delas.

site: http://leitorasdemocraticas.blogspot.com.br/2016/10/resenha-cacadores-de-tesouro-james.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Marianne 04/12/2016

Caçadores de Tesouros (James Patterson e Chris Grabenstein)
A primeira coisa que pensei quando peguei Caçadores de tesouros foi “Que livro lindo!”. O livro, publicado no Brasil pelo selo jovem da editora Novo Conceito, o #Irado, foi feito pra encantar o público ao qual se destina.
A família Kidd está mais do que habituada à vida no mar. Desde pequenas as crianças vivem na embarcação, sendo escolarizadas pelos próprios pais enquanto os acompanhavam em suas missões de caça ao tesouro pelo oceano afora.
Mas após uma tempestade que balança pra valer a embarcação a vela Perdido, o lar da família Kidd, os irmãos pré-adolescentes Beck e Bick, Tommy e Tempestade se dão conta de que o pai, o professor e famoso oceanógrafo Tom Kidd, não está mais no navio.

Sem a mãe, que desapareceu misteriosamente uns meses antes, e agora sem o pai, que provavelmente foi lançado ao mar durante a tempestade, as crianças se veem sozinhas e sem a menor ideia do que fazer.
Decididos a continuar a caçada dos pais pelos tesouros perdidos, as crianças seguem viagem no Perdido, sem se preocupar com todos os perigos que existem no oceano. Tempestades, tubarões e o pior de todos: os navios piratas. A família Kidd é famosa por encontrar os tesouros mais valiosos que podem existir, transformando o Perdido no principal alvo de piratas e saqueadores.
Considero a ficção de fantasia/aventura é um gênero difícil de ser bem desenvolvido por facilmente cair nas armadilhas clichês da saga do herói e muitas vezes desmerecer o intelecto do leitor jovem, como se este publico não tivesse a capacidade de compreender situações mais complexas. Não que seja pros autores transformarem numa intensa questão filosófica cada questão abordada nas histórias, mas criar personagens bobos e sem conteúdo não ajuda.
E nesse quesito os autores conseguiram segurar a peteca em Caçadores de Tesouro. As crianças são perspicazes dentro dos limites de sua inocência e suas personalidades nos cativam, fazendo com que o leitor tenha vontade de, literalmente, embarcar no Perdido e seguir em alto mar com as crianças Kidd.
De capa dura e repleto de ilustrações lindas, do apelo visual à linguagem da escrita, o livro cumpre muito bem seu papel de atrativo para os jovens leitores e conquista muito bem alguns dos mais grandinhos também.
Espero que tenham gostado da resenha e até a próxima!

site: http://www.dear-book.net/2016/09/resenha-cacadores-de-tesouros-james.html
comentários(0)comente



Ana 26/08/2016

Uma surpresa agradável
Caçadores de tesouros foi uma grande surpresa. Foi um daqueles livros que a gente lê sem nenhuma esperança mas que no final você percebe que fica com um ''gostinho de quero mais''. Ao velejar com os irmãos: Bick, Beck, Tommy e Tempestade( minha personagem favorita), encontramos muitas aventuras e diversões, por ser um livro infanto-juvenil ( e escrito por ótimos autores) os temas sérios são tratados com muita sutileza, a narrativa do livro é muito fluida e divertida, indico para todos que querem ler algo diferente e sem muito compromisso.
comentários(0)comente



Liliane 22/05/2016

UMA AVENTURA NÁUTICA JUVENIL
CAÇADORES DE TESOUROS é uma autêntica aventura náutica repleta de piratas, conflitos e tempestades. Após o sumiço dos grandes exploradores de tesouros, Sr. e Sra. Kidd, seus herdeiros passam a procurá-los incessantemente, enquanto resolvem algumas pendências comerciais, mantendo, também, viva a rixa com Nathan Colier, outro importantíssimo explorador, que busca desestabilizar os Kidd a qualquer custo.

Em meio a inimigos e aliados, os irmãos Kidd controlam O Perdido, um navio super moderno, repleto de tesouros espalhados nos mais diversos esconderijos e com a rotina de marinheiro mais invejada. O navio é bem descrito, fazendo com que leitor consiga sentir o cheiro da brisa marinha e da madeira molhada do convés, apenas seguindo a narrativa e a imaginação.

Apesar da excelente ambientação, traz personagens fortemente estereotipados. Criados por pais famosos e reconhecidos, Tommy, Tempestade, Bick e Beck são diferentes entre si, mas suas qualidades parecem se complementar perfeitamente em situações de perigo e elaboração de planos, como já era de se esperar em um livro juvenil com teor heróico. Tommy é o galã namorador musculoso, que sabe manobrar o navio e realizar trabalhos manuais; Tempestade está acima do peso, usa óculos e é uma verdadeira enciclopédia humana; Bick é irmão gêmeo de Beck, o que faz com que ele seja engraçado e corajoso, e ela seja criativa e calculista.

Unindo-se em sua primeira missão, os quatro irmãos buscam vingar seus pais. Recebendo valiosas informações de velhos conhecidos da família e sendo atrapalhados por inimigos, seguem em busca de seu objetivo. A distinção entre inimigos e aliados é revelada no decorrer dos pactos estabelecidos. A desconfiança e a ousadia dos quarteto é o que os livra de emboscadas fatais.

Ninjas, piratas, surfistas malvadas e contrabandistas são os empecilhos humanos que trazem ação e mistério ao relato. Aliás, é válido lembrar que o livro é uma espécie de diário, o que explica a cronologia sinuosa e a organização dos fatos dentro de um mapa explicativo que auxilia a leitura.

Bick narra a aventura em primeira pessoa, enquanto Beck a desenha. Assim, o aspecto físico entra em foco. Com ilustrações belissímas e engraçadas, capa dura, mapa auxiliar, papel pólen e diagramação impecável, tornou-se um dos livros mais belos de minha estante. E o teor artístico que o enredo carrega, traz mais beleza à obra: como a maior parte dos roubos e apreensões são de obras de arte famosas, somos apresentados a nomes de artistas renomados e seus principais trabalhos, algo que é acrescentador e cultural para o público-alvo.

Com um desfecho inesperado com direito a investigação policial, FBI e e-mail amoroso dos senhores Kidd, CAÇADORES DE TESOUROS me conquistou e espero poder ler os demais livros da série, porque ainda não descobri onde estão os Kidd desaparecidos e não cansarei desta busca como os corajosos irmãos. 
comentários(0)comente



Vivi 06/09/2015

Caçadores de Tesouros
Caçadores de Tesouros - CAÇAR TESOUROS? ENFRENTAR PIRATAS? MOLEZA! ESSA TURMA É RADICAL!

Os pais de Bick Kidd são caçadores de tesouros mundialmente famosos, que desapareceram misteriosamente.

Agora, Bick e os seus irmãos Beck,Tommy e Tempestade precisam cumprir a última grande missão de seu pai e sua mãe. Mas a vida dos garotos corre perigo agora que eles estão sozinhos no meio do oceano.

Junte-se a esta aventura, na mais perigosa e divertida caçada da sua vida!
comentários(0)comente



Michelle 09/07/2015

Passatempo incrível!
Apesar de ser infanto-juvenil , a narrativa super simples e objetiva me agradou mais que muitos YA por aí. Fiquei encantada como a história foi construída, sem enrolação e super divertida.
Recomendo demais pra quem gosta do gênero e pra quem quer um passatempo.
comentários(0)comente



ViagensdePapel 14/05/2015

Caçadores de Tesouros
A família Kidd não é a típica família convencional, eles vivem em um barco e são "caçadores de tesouros". O negócio da família consiste em encontrar tesouros perdidos, riquezas que se perderam nas águas pelo mundo a fora. A família é composta por seis integrantes, os pais; incríveis caçadores de tesouros, os quatro filhos Tommy; o cabeça de vento que é o mais velho, Tempestade; a super inteligente, a garota tem memória fotográfica, sendo capaz de guardar com facilidade qualquer tipo de informação, e para finalizar temos os gêmeos Beck e Bick; os caçulas que são inseparáveis e são os narradores desta incrível aventura.

Após uma tempestade devastadora o pai das crianças acaba desaparecendo em alto mar, sem deixar vestígios de sua localização, as crianças nem sequer sabem se o pai está vivo, e para piorar a situação, a mãe dos garotos já estava desaparecida há algum tempo. Então agora as crianças se encontram perdidas, completamente sozinhas no Perdido, só para constar, Perdido é o nome do barco.

Resta agora aos irmãos Kidd, traçarem um plano para encontrar os pais desaparecidos, e ao mesmo tempo continuarem com o negócio da família, afinal eles são caçadores de tesouros e nada pode parar o negócio. Eles já têm um novo serviço, pois seu pai, deixou um enigma que eles precisam resolver, um tesouro que pode ser a chave para encontrarem sua mãe.

A partir deste momento, as crianças embarcam em uma aventura cheia de perigos: Piratas, surfistas do mau, e o inimigo número um da família, Collier, um caçador de tesouros, ou melhor uma farsa, um homem que fará de tudo para roubar os tesouros da família Kidd.

Com a esperança de encontrarem os pais, e a necessidade de garantirem seu sustento, os irmãos precisam se unir para concluir a missão dada pelo pai, e manter firme e forte o negócio da família; a aventura está prestes a começar.

Como uma boa fã de histórias de aventuras, como tenho uma queda por livros juvenis, fica claro que amei a história e super recomendo a leitura! Sabe aquele livro que te prende do início ao fim e ao mesmo tempo te pega de um jeito que você fala com os personagens, achando que por alguma razão eles vão te escutar, pois bem, Caçadores de Tesouros é esse tipo de livro. A história é muito divertida, te prende mesmo, você não consegue largar o livro, a vontade de saber o desfecho, te faz ler sem parar, pelo menos foi assim comigo.
O livro é narrado pelos gêmeos Beck e Bick. Beck é a encarregada dos desenhos, as ilustrações são incríveis, o livro é cheio delas e Bick é quem narra a história. O legal da narração, é que parece um diário, como se a gente tivesse achado um diário de bordo perdido, isso torna a leitura ainda mais bacana.

O autor soube escrever uma história envolvente e divertida, foi a primeira vez que li algo do James Patterson, fiquei com vontade de ler outros títulos do autor, apesar de algumas críticas negativas a respeitos de alguns de seus livros, esse livro me deixou com uma ótima primeira impressão.

A edição está muito linda, super caprichada, o livro é de capa dura e como já citei, é todo ilustrado, as ilustrações são realmente muito bonitas. A leitura é bem fácil e divertida. Recomendo muito a leitura, principalmente para crianças, os pequenos com certeza vão adorar esta aventura, a minha criança interior aprovou muito e está ansiosa pela continuação.

“Beck olhou pra mim, e, apesar de os óculos 3-D esconderem os olhos dela, eu diria que ela estava pensando a mesma coisa que eu. Nós somos gêmeos. Isso acontece. Em nosso coração, sabíamos que o papai tinha ido embora.”

"A verdade era que nenhum de nós poderia alum dia ser feliz em terra firme; não depois de ter passado a maior parte da nossa vida nos aventurando em alto-mar. cara, a ente até encontrou piratas. De verdade. Não aquele feio de cera da Disney."

"Havia todo tipo de memórias familiares embalado nas paredes dentro no famoso restaurante sugestivamente decorado. Então, muito embora estivéssemos degustando a mais alegre mistura de sorvete com chocolate jamais criada, estávamos todos nos sentindo meios tristes."


site: http://www.viagensdepapel.com/2014/08/cacadores-de-tesouros-cacadores-de.html
comentários(0)comente



Nainha 29/04/2015

Os pais dos irmãos Bick, Beck, Tommy e Tempestade desapareceram. Agora, eles tem se cuidarem sozinhos.
"Nós quatro éramos o que havia sobrado da família." Pág. 22
Seus pais eram caçadores de tesouros e eles decidem concluir a última missão deles. Mas os irmãos não esperavam que fosse ser uma aventura cheia de perigos, surpresas e revelações.
"Também éramos caçadores de tesouros." Pág. 28

O livro me cativou. A leitura é rápida, envolvente e cheia de surpresas. O narrador da história é Bick, o modo como a história vai sendo narrada é muito boa, porque é como se o Bick estivesse contado para os leitores as aventuras que ele e os irmãos estão vivendo.
"Como você deve saber, sou eu quem vai lhe contar esta história, mas minha irmã gêmea, Beck ..., vai fazer os desenhos." Pág. 9
Os desenhos que ilustram as ações são perfeitos e bem engraçados, eles parecem que foram feitos pela Beck. Em um momento do livro vai ter um desenho feito pelo Bick, mas como ele mesmo admite, ele não possui o talento da irmã.
A personalidade de cada irmão é bem delineada. Em cada situação adversa eles vão precisar da habilidade de um deles. É bem interessante como Bick descreve cada irmão e podemos perceber que eles são uma família bem unida.
Os diálogos contribuem muito para a dinâmica do livro. Eles são bem engraçados, principalmente quando eles começam a chamada "Tagarelice dos gêmeos", que é uma pequena discussão entre Bick e Beck, mas eles logo chegam a um consenso.
O final do livro nos deixa querendo que o próximo chegue logo.
comentários(0)comente



Gabriella Gallo 12/04/2015

Resenha de Caçadores de Tesouros
Caçadores de Tesouros foi o primeiro livro do James Patterson que li, fiquei um pouco aflita no começo da leitura, pois tive várias recomendações negativas da série Bruxos e Bruxas, mas mesmo assim resolvi me aventurar com Caçadores de Tesouros e não é que me surpreendi?

Este livro é o primeiro livro da série que é composta pelo mesmo nome, no qual temos a família Kidd como protagonistas. E Caçadores de Tesouros foi produzido através da parceria entre o James Patterson e o Chris Grabenstein.

O livro narra à vida da família Kidd, que são quatro irmãos, filhos de famosos caçadores de tesouros, mas que por uma eventualidade acabando tendo que se virar sozinhos, pois sua mãe está desaparecida e seu pai foi levado pelo mar depois de uma grande tempestade que o Perdido (nome do barco) enfrentou.

Dentre os irmãos, temos Tommy o mais velho, que assume a função de cuidar dos irmãos mais novos e cuidando dos trajetos pelos mares onde se aventuram depois do desaparecimento de seu pai. Também temos a Tempestade que é a mais inteligente de todos os irmãos, contendo uma excelente memória fotográfica e é capaz de decorar todos os livros que consegue ler. Logo depois temos os gêmeos, Bick que é quem narra o livro e Beck sua irmã que é quem ilustra o mesmo.

Em Caçadores de Tesouros encontramos muitas aventuras e diversões, apesar de ser um livro infanto-juvenil não tem nada bobo, a narrativa do livro é muito fluida e divertida, indico para todos que querem ler algo gostoso e mais sem muito comprometimento.

🌺 Página 260

“Lamento, Bick. Mas o mundo é o que é, e não o que queremos que ele seja.”

site: https://reinodpalavras.wordpress.com/
comentários(0)comente



43 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3