O Jogo Perfeito

O Jogo Perfeito J. Sterling




Resenhas - O Jogo Perfeito


54 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Paulo Cilas @estantedopc 25/08/2019

O Jogo Perfeito é o primeiro volume da trilogia The Game Series, da autora J. Sterling. Conta a história de Cassie, uma garota caloura da universidade, que não entende o motivo de todas as meninas serem apaixonadas por Jack Carter.

Jack é a estrela de baseball da universidade, e é a grande promessa das ligas profissionais. Quando Cassie, a fotógrafa mais bonita que ele já viu, começa a tirar fotos suas nos jogos, ele vê a oportunidade perfeita para conquistá-la.

O livro começa de maneira interessante, o badboy e a garota que prometeu não se apaixonar por ele, aquele clichê legalzinho. Mas as coisas se desenrolam de maneira totalmente estranha. De uma hora para a outra os personagens já estão em um relacionamento, e o plot inicial é deixado de lado.

A história tem muitos problemas de relacionamento abusivo, machismo e falta de sororidade. A personagem principal não vê nenhum problema em chamar outras mulheres de vagabundas, e em seguida age de maneira idêntica a delas. E o Jack com aquela desculpa machista de "você é diferente de todas as outras". Em alguns momentos o livro parece fanfic de O Quarteto de Noivas, da Nora Roberts. A profissão da personagem feminina é a mesma da protagonista do primeiro livro do Quarteto, o nome Carter é o mesmo do personagem masculino, e a profissão de jogador de baseball também aparece em outro personagem da Nora. E as coincidências não param por aí, tem muita coisa que parece cópia. E não é uma cópia muito bem feita.

Particularmente não indicaria esse livro para ninguém, tenho o box com o restante da trilogia e por enquanto não tenho nenhuma vontade de ler.

Mais resenhas no Instagram @estantedopc
comentários(0)comente



Carol 17/08/2019

Aprendendo a confiar
Aquele que pode ajudar a curar uma ressaca literária com seu fluido e sem enrolação.

Depois de sair de um livro rico em detalhes esse vem pra despertar outro olhar como a delicadeza de uma fotografia, a pensar sobre confiança (mais uma vez), amizade, sonhos..

.
comentários(0)comente



Pop Literário 22/07/2019

Recomendo.
Uma jovem universitária que acabou se mudando para o sul da Califórnia, onde foi morar com sua amiga, Melissa. Cassie é de uma família de classe média, essa mesma família já lhe trouxe muitas alegrias, mas seu Pai era o contrário de toda essa alegria.

Jack Carter, é um astro do beisebol em acensão, o maior pegador da faculdade, e um cara bem arrogante aparentemente. Jack e o irmão mais novo Dean, foram abandonados pelos pais, e criado pelos avós. Sua relação com a família é linda, e o impacto do abandono dos pais é forte, e influencia muito algumas de suas atitudes, sua família não faz vista grossa para suas atitudes, mas sempre dar conselhos.

Jack fica atraído por Cassie a primeira vista, mas leva um fora inacreditável, o primeiro e único de sua vida. O desafio foi lançado para Jack, conquistar Cassie. Só que Jack não imagina o histórico familiar de traições e mentiras de Cassie. Porém, Jack com seu lado conquistador consegue romper a resistência de Cassie, tornando o casal mais invejado de toda faculdade.

Ao ser contrato pelo o time Diamondbacks, no norte da Califórnia. Começa a mostrar um pouco do glamour do esporte, e o destaque que os jovens prodígios ganham nesse campo e nas mídias.

Venha saber se o sucesso foi capaz de separar esse casal

Confira a resenha completa no site (www.popliterario.com) ou link abaixo.

site: https://www.popliterario.com/2019/07/o-jogo-perfeito-serie-perfect-game-1-j.html
comentários(0)comente



22/06/2019

Me surpreendeu
No começo achei que fosse ser um romance adolescente bem clichê,mas no desenrolar da história o livro simplesmente me surpreendeu,nunca pensei que pudesse sentir tanta raiva de um personagem como senti do Jack Carter,raiva essa que me fez chorar de ódio,kkkkk...e pensa num livro sem enrolação?? é esse....as coisas acontecem,e o tempo passa e enfim,leiam.. é lindo
Marisol 24/06/2019minha estante
Tirou palavras da minha bica amiga. Ódio mortallll kkkk


Marisol 24/06/2019minha estante
Boca kkkk


25/06/2019minha estante
Kkkkkk....as mesmas sensações


Marisol 28/06/2019minha estante
Hahahah




Vanessa | @LendoeMaratonando 28/05/2019

Resenha Original no @LendoEMaratonando
Sim o livro é bem clichê e se você esta acostumado(a) a ler romances com certeza o desenvolvimento da história vai ficar meio obvio maaaaas é impossível não se apegar a Cassie e Jack

Jack me surpreendeu positivamente e negativamente também, isso porque ao longo da história ele vai acabar se mostrando um mocinho perfeito mas ele vai cometer erros, ele vai errar feio com a Cassie e isso vai se tornar a trama central da história, Cassie é uma pessoa que tem dificuldade para confiar nas pessoas, Jack vai conquistar essa confiança e vai colocar tudo a perder. 

Gostei muito da ligação intensa criada entre Jack e Cassie, eles superaram um passado, aprenderam a perdoar, se sacrificaram em nome do amor e em nome do que eles julgaram ser certo para ambos. 

O livro tem 224 páginas que eu li suuuper rápido, a escrita da autora é super simples e fluída, me apeguei aos personagens e torci por eles a cada página, fiquei super curiosa para fazer a leitura do segundo livro e descobrir como a história vai se desenrolar. 



site: https://www.youtube.com/lendoemaratonando
comentários(0)comente



Aninha | @pactoliterario 18/05/2019

Cassie depois que terminou o ensino médio juntamente com sua melhor amiga Melissa, teve que continuar perto de seus pais cursando uma faculdade comunitária, enquanto os pais da Melis pagavam todas as despesas da filha na faculdade.

Depois de dois anos, Cass conseguiu ingressar na mesma faculdade que sua melhor amiga, então as duas passaram a dividir a mesma casa, com os pais de Melis bancando tudo.

Cass ama fotografar e quer investir nisso, pois sabe que tem o dom da fotografia. Ela sempre carregou um fardo muito grande nas costas por desconfiança, e isso se originou quando seu pai começou a fazer inúmeras promessas e nunca cumpriu nenhuma delas, então Cass sempre fica na devenssiva e não consegue se abrir para ninguém.

Jack Carter é o jogador de beisebol em destaque da universidade, ele ama o que faz e pretende seguir essa carreira. Jack também teve um passado muito sombrio que o fez se fechar para o mundo, ele é mais conhecido por transar com as garotas e nunca repetir a dose, ou seja, ele transa e nunca mais entra em contato com a pessoa.

Depois que as melhores amigas vão à um jogo de beisebol juntas, Melis percebe que Jack ficou interessado em Cass, mas alerta a garota sobre a má reputação que o jogador leva nas costas. Jack passa a chamar Cass para sair, mas já sabendo a respeito da fama dele, ela sempre o ignora e chega até dar uns foras nele.

Mas depois de tanto ele insistir, ela acaba aceitando para fazer ele ter o pior encontro da vida dele e finalmente deixa-la em paz. Só que ela não contava que descobriria mais a respeito de Jack, e que, assim como ela, Jack também tem umas feridas em aberto por conta dos pais no passado.

No primeiro livro da trilogia The Game Series da autora J. Sterling nós conhecemos dois jovens que estão correndo de relacionamento e que não tem maturidade nenhuma para começar um.

Apesar de não saberem, ambos precisavam exatamente disso para curar as feridas do passado: o amor. Aos poucos um vai conhecendo o outro e tentando aprender a lidar com a confiança, já que Cass não se sente totalmente segura a respeito dele, tanto pelas garotas do passado, quanto pela fama que Jack vai alcançando cada vez mais.

No começo eu achei a Cassie muito imatura e egoísta, tinha algumas cenas que eu ficava com muita raiva dela, mas é notável o amadurecimento da personagem durante o livro. Já Jack foi um personagem que não fez diferença no início, mas que eu fui aprendendo a gostar ao decorrer do livro.

A respeito da cenas que ocorreram um pouco antes do final, o Jack fez a maior burrada da vida dele, sério, eu fiquei com um ÓDIO enorme dele depois do que ele fez no bar, não consegui aceitar aquilo tudo. E a respeito de Cassie um tempo depois ter levado isso numa boa me deixou muito pasma. Mas aí eu parei pra pensar, quem não agiu igual a ela ou tem um pouco dela dentro de você? É fácil de julgar quando não estamos na pele da pessoa...

O final em si me agradou bastante, eu adorei e estou louca para ler a continuação. Espero que continue tudo dando certo entre eles!

Confesso que esse livro me agradou mais que Dear Heart, Eu Odeio Você da mesma autora, apesar de Dear Heart ter personagens mais maduros e mais velhos, em O Jogo Perfeito é notório o amadurecimento da narrativa da autora, e esse foi um fator muito importante para a leitura fluir.

Apesar de se parecer um clichê, o livro é bem gostoso de se ler e deixa com um gostinho de quero mais no final.

A diagramação é simples, as letras estão em um ótimo tamanho para a leitura. Achei a capa bem padrão, mas gostei do detalhe do campo que se refere à Jack.

Resenha postada originalmente no blog Pacto Literário.

www.pactoliterario.blogspot.com.br
www.instagram.com.br/pactoliterario
comentários(0)comente



Deborah.Rodrigues 28/04/2019

O Jogo Perfeito!!!!!
Cassie Andrews, após dois anos do curso básico, candidatou-se a três universidades no sul da Califórnia, e foi aceita em todas elas, mas decidiu se transferir para Fullton State, onde também estava sua melhor amiga, Mellissa; para estudar fotojornalismo, sua paixão.
.
Jack Carter, o nome mais comentado em toda Fullton State, o promissor jogador de beisebol, que está prestes a ser contratado para algum time da liga de beisebol profissional, o típico pegador, pega mas não se apega.
.
"(...) O rapaz passou os dedos pelos cabelos negros até que eles alcançassem os rosto bronzeado. Sorriu de forma preguiçosa para mim, e eu senti um arrepio percorrer meu corpo."
.
O primeiro contato de Cassie e Jack não foi nada amistoso. O cara de olhos deliciosos e sorriso preguiçoso era Jack Carter, e Cassie foi alertada de sua fama de pegador e constata a sua imbecilidade, quando ele tenta dar uma investida. Mas, Jack não é conhecido por desistir e insiste até que ela lhe de uma chance e aceite um primeiro encontro, o que acaba acontecendo, porque Cassie quer que ele parar de lhe pertubar.
.
O tempo passa e eles acabam se acertando, mas nem tudo são flores, e Cassie e Jack terão que lidar com a distância quando ele é contratado para a liga profissional de beisebol. Num momento de comemoração Jack acaba cometendo um erro imperdoável que acaba arruinando o relacionamento deles. O tempo mais uma vez passa, algumas verdades vêm a tona e Jack decide ir atrás de Cassie, mas pode ser tarde demais.
.
O Jogo Perfeito é o 1° livro da Trilogia Game Series e é um livro clichê, mas muito bom, gostoso de ler, com uma história fluída e que te prende, com personagens bem construídos, que precisam tomar decisões difíceis ao longo do caminho. Foi uma história que me surpreendeu e que gostei bastante, mas algumas atitudes do Jack me irritaram muitoooo, mas elas não desmereceram a história. Estou ansiosa para ler os próximos livros da série.
comentários(0)comente



Lelinha 20/03/2019

O jogo perfeito (sem spoiler)
Que livrooo, para quem gosta de um clichê adolescente assim como eu, vai amar esse livro, não tenho muito oq falar pq so li o primeiro, massss, é uma escrita leve, que faz a pessoa ler tudo em um piscar de olhos, terminei o livro em um dia, muito lindo, ja estou ansiosa para ler a continuação.
comentários(0)comente



Bia 06/02/2019

Prove!
QUE LIVRO FOI ESSE?
É um romance clichê, mas quem não se rende a um clichê? A leitura flui bem rápido e bem rápido também acontecem as coisas, mas eu relevei algumas delas.
Sim, Jack Carter me fez sentir um misto de emoções, onde uma hora eu queria abraçar e ser amiga dele, e na outra eu queria socar a cara dele por ele ser um babaca. Cassie é um amorzinho, e eu shippo mesmo eles dois. Jack é o famoso da escola, o cara que pega quem ele quiser e só vai pra cama uma vez com cada menina, ou melhor, ia, até conhecer a Cassie que por sua vez é a menina que por incrível que pareça acha ele um babaca. Mas que com o passar na história acaba se apaixonando pelo babaca, que não é tão babaca assim. Jack teve que "crescer" rápido demais e isso fez com que ele tivesse essa personalidade. Abandonado pelos pais, foi morar com os avós (que são uns fofos) e com o irmão mais novo, Dean(que é um amor). Cassie tem sérios problemas de confiança por conta do pai dela, é nova na cidade e divide o ap com a Melis (eu amo uma pessoa). Jack e Cassie vão aprender a ter uma coisa que nenhum dos dois é acostumado, confiança, o nome. Mas nem tudo são flores e esse livro mostra isso de uma forma que te faz ficar louca e se colocar no lugar dos personagens, te faz sentir raiva, e depois chorar de emoção com a história de amor deles. Jack e a Gatinha são um casal que vão aprendendo juntos o que eles podem fazer pra melhorar e confiar um no outro.
JÁ QUERO LER O PRÓXIMO LIVRO!
comentários(0)comente



Clara 03/01/2019

Aquele livro...
Bem,senta que lá vem textão,vou tentar não detalhar tanto e dar spoilers,vamos lá:

A história vai falar sobre Cassie,uma mocinha que nas primeiras páginas claramente descobrimos que ela não sabe o que quer,por quê eu falo isso?
Ela só falta matar o carinha,chama ele de porco,machista entre outros xingamentos e é só o cara insistir um pouquinho que ela cede de uma vez,tudo fogo no rabo.
Continuando com a Cassie,ela tem sérios problemas de confiança,ao decorrer da história descobrimos o porquê,entendo a proposta da autora de colocar a mocinha com um extremo problema de confiança,mas isso acabou a tornando mimada, egoísta e chata,não me apaguei a ela,não torci por ela e nem pelo mocinho Jack.
Jack,um Bad boy típico que ama basebol e não pega a mesma mulher duas vezes (já ouvimos isso antes não?,alguém lembra de Belo Desastre?)
O que faz lembrar que a cena do primeiro encontro é praticamente igual a de Belo desastre,só muda algumas falas e personagens,hum.
O livro é narrado pelos dois,as partes de Jack até que descem goela a baixo,mas mesmo assim,não consegui me apegar naquela história, não consegui me conectar com o casal.
Esse livro tem muitas passagens de tempo,muitas mesmo,isso me incomodou muito,mal temos tempo de nós conectarmos com o casal e ver o desenrolar do romance entre eles,ponto bem negativo na trama.
A autora não se aprofunda nos personagens secundários, são mal desenvolvidos,só estão ali de enfeite praticamente,a amizade de Melissa e da nossa protagonista Cassie é bem rasa e superficial,me decepcionou bastante.
Um ponto positivo, é um milagre,eu sei, é que a história gira em torno da fotografia e do basebol,foi bem legal saber um pouco mais sobre esses dois mundos,mesmo que de forma superficial.
Outro ponto positivo, sério, é a escrita,ela é bem fluída,apesar de superficial e você termina os capítulos muito rápido.
Os diálogos são terríveis,muito rasos e superficiais, só tô falando essa palavra né?,por que é verdade,são diálogos bem bobinhos mesmo.
Não tem tantas cenas sexuais assim,como eu esperava,os dramas são bem bobinhos e que poderia ser resolvido adivinhem?
Com DIÁLOGO, mas a autora deixou os protagonistas mudos,simples assim.
Agora eu vou falar de duas cenas que sério,meu Deus do céu,isso aconteceu mesmo?
Não se preocupem não tem spoilers,só a minha opinião.
Há uma cena que acontece algo com a Cassie e ela está cercada de amigos, homens,fortes,jogadores de futebol,e NENHUM deles a salva desse acontecimento,os caras simplesmente correm feito gazelas morrendo de medo,quando poderiam ter salvado a Cassie fácil, fácil,eu tive que ler duas vezes pra acreditar que aquilo tava acontecendo.
Outra cena, acontece uma grande merda com o mocinho (é claro),uma merda que ele mesmo provocou e ao invés de tentar reverter a situação o que ele faz?
Mais merda,eu não consegui gostar de Jack,Senhor,ele é muito sem noção, tá na cara de todo mundo que ele tá sendo enganado e ele não faz NADA,a autora deixou ele burro,cego,surdo,não dá pra acreditar.
Esse livro é cheio de problemas,não é uma história que você vai tirar alguma lição,ou talvez você tire,nunca fique com um cara como Jack, é aqueles livros que você lê pra passar o tempo,ou até tentar sair de uma ressaca,eu disse tentar,não sei se vou ler o segundo e dar uma outra chance a Cassie e Jack,tenho muitas esperanças de que eles amadureçam nos próximos,quem sabe a autora não fez esse milagre nos outros dois,me digam se ela fez.
Eu recomendo esse livro?
Isso cabe a você,se depois de ler essa gigantesca resenha e querer ler,boa sorte,mas lembro a você,não dá pra levar a sério um livro desses,de jeito nenhum.
comentários(0)comente



NaniD 06/11/2018

Eu esperava um outro tipo de história
Quando me deparei com O Jogo Perfeito, achei que ele seria um livro diferente. É um livro leve, sem peso, você consegue ler rápido, mas em compensação é uma história tensa e chata. Não é um clichê, até porque acontece muita coisa.
Soube que tem um segundo livro, irei passar bem longe. Não vejo necessidade de um segundo livro para a história de Cassie e Jack.
comentários(0)comente



Camila Marcondes 30/08/2018

Péssimo.
Cassie é uma universitária e está cursando fotografia, na mesma faculdade que sua melhor amiga, Melissa.

Um dia as duas vão juntas para uma festa e lá, Cassie acaba conhecendo o tão famoso e paparicado Jack Carter.

Jack Carter é um atleta. Um dos melhores jogadores de baisebol da região e muito bem falado. Além do talento que ele tem em jogo, ele tem também com as mulheres. Conhecido de ter todas as mulheres ao seus pés, e nunca passa mais de uma noite com a mesma.

Cassie sabendo de todas essas histórias tenta se manter o máximo afastada dele, o evitando ao máximo. Mas Jack também não é de desistir fácil..

//////////////////////////////////////////////////////

Aqueles livros que você espera muito, deposita um montão de expectativas e na hora é uma bosta.
Que decepção!

Quando tinha lido uma resenha desse livro fiquei doida e querendo muito ler. Mas deveria ter deixado passar mesmo, porque me irritei bastante com a história.

Cassie e Jack apesar de serem adultos e provavelmente terem lá seus vinte poucos anos, eles agem como dois adolescentes; são totalmente infantis.

Como já disse muitas vezes, eu adoro aqueles romances com amor/ódio mas não os sem sentido nenhum, e sim aqueles que tem todo um motivo legal e que de razão para as discussões e não aqueles que você vê que está na cara que é uma historinha criada.

Foi no caso dessa: Cassie começa maltratando e se irritando com tudo que Jack faz. Oras.

E a parte que mais me indignou e me mostrou como os personagens são ruins e bem babaquinhas foi quando...

(Spoiler)

Jack em uma noite de comemoração com sua vitória, sai com seus amigos e adivinhem o que acontece? Exatamente, Jack trai Cassie.

Meu, uma coisa que eu nunca perdôo é traição, pra mim não tem desculpa não tem nada. E além de tudo isso, Jack aparece contando a notícia da traição com Cassie, mais a gravidez da mulher e que eles vão se casar. Meu!

E Cassie se arrasta pra poder ter ele de volta e blablabla, e sim, eu pensei que teria ela fazendo alguma ameaça ou sei lá, bem coisas de livros e tal, mas não, não foi isso.

Bom, realmente não desceu essa história. Muito muito ruim e totalmente sem sal e sem açúcar. Serviu pra me deixar irritada e indignada.
Tati 13/12/2018minha estante
Meu, disse tudo. Concordo plenamente. Escrita ruim, diálogos infantis e um enredo péssimo, com um desenrolar pior ainda. Achei que não podia ficar pior, mas o ápice foi a protagonista dizendo que a outra manipulou o "coitadinho do mocinho" como se ela tivesse obrigado ele a trair, praticamente tirando toda a culpa do cara. O cara todo erro e a menina correndo atrás feito idiota, depois de tudo. Péssimo é um eufemismo pra descrever esse livro.




Isabela | @whatimreadingbells 19/04/2018

"O Jogo Perfeito" é o primeiro livro da trilogia The Game Series.
Cassie Andrews acaba de entrar na faculdade e a última coisa que passa em sua mente é ter um namorado. Ela está focada em seu curso e em sua paixão por fotografia.
Com a insistência de sua amiga Melissa, as duas vão a uma festa e ao chegarem lá, ela acaba conhecendo o famoso Jack Carter. O garoto mais popular da faculdade, o melhor do time de beisebol.
Jack tem todas as mulheres aos seus pés. Ele gosta desse jogo de conquista. Porém, ele tem um lema: nunca transar com a mesma garota duas vezes.
Tudo muda quando ele encontra Cassie, que o despreza incansavelmente.
Agora os planos de Jack são outros, conquistar Cassie.
Com uma proposta de jantar, os dois acabam se conhecendo melhor e Jack abre seu coração com Cassie. Ele tem problemas familiares assim como ela. Os dois se identificam, pois ambos possuem problemas de confiança.
Esse jantar conquista o coração de Cassie, apesar de sempre ficar com o pé atrás.
Os dois começam a namorar e agora eles precisam aprender a confiar um no outro. Essa tarefa vai ser difícil, já que mesmo namorando, as meninas não saem do pé de Jack e os jogos de beisebol passam a ser em outros estados. Os dois vão ter que lutar para continuar juntos.
comentários(0)comente



Michelly | @oventodoleste 30/03/2018

O Jogo Perfeito
Foi difícil começar a escrever sobre este livro. As leituras que escolhi para iniciar este ano foram perturbadoras e surpreendentes. Com este livro não foi diferente. Fui da alegria a raiva em questão de algumas páginas e isso quase me fez abandonar o livro. Não por ser ruim, pelo contrário, foi uma leitura incrível! Mas a raiva que senti por um personagem em determinados momentos não me deixava entender como era possível que tudo estivesse acontecendo daquela forma. Sabe aquela sensação de querer entrar na história e dizer: o que você está fazendo? Apesar de a história ser próxima da realidade e não ser impossível de acontecer com qualquer pessoa, me deixou frustrada durante alguns capítulos.

"O Jogo Perfeito" é o primeiro livro da série The Game Series e traz a história de dois jovens que carregam o seu próprio fardo. De um lado, Jack Carter, uma promessa do beisebol cheio de charme e mulherengo. Do outro lado, Cassie Andrews apaixonada por fotografia e incapaz de confiar em um homem. Ao conhecer Jack, durante a festa da faculdade, apesar de toda a atração que sentia, era nítido que ele era o cara errado, um problema. Sempre cercado de garotas e nada de relacionamentos sérios.

Ela não está disposta a se envolver e ele não está disposto a desistir sem pelo menos um encontro. Jack sabe que com ela será diferente. Bastou um olhar de desinteresse e umas poucas palavras secas para ele entender isso. Depois de alguns dias insistindo e perseguindo Cassie pela faculdade, ela decide sair com ele e por um fim em tudo. Mas não será tão simples. Alguns desabafos sobre o passado e o reconhecimento de sentimentos que os magoaram por todo uma vida fará com que eles se aproximem.

Cassie teve um péssimo relacionamento com o pai e por isso não confia em nenhum homem. Jack foi criado pelos avós e também não teve uma imagem paterna muito boa. São duas pessoas que foram capazes de ser o melhor que podiam pelo outro, mas que terão que provar a eles mesmo que podem superar os seus erros e ficarem juntos.

Resenha completa no blog

site: http://www.dezoitoprimaveras.com.br/2018/01/o-jogo-perfeito-j-sterling.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Natalie 13/08/2018minha estante
Ele trai ela??!! E pior, ela perdoa?!! Nossa, mtt obgd, e pensar q eu ia ler esse livro!


Jana 25/09/2018minha estante
Por nada! Hahaha




54 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4