Bodas de Papel

Bodas de Papel Daniel Moraes




Resenhas - Bodas de Papel


11 encontrados | exibindo 1 a 11


Virgilia.Ferrao 28/06/2015

ousado na sua simplicidade
Foi uma óptima experiência e um grande prazer entrar em contacto com a escrita de Daniel Moraes, no seu livro de estreia, Bodas de Papel.

Ao nos apresentar Michelle e Michael, logo de início numa situação delicada que já nos coloca no impulso de saltar para a última página, o autor deixa claro o que pretende fazer com o seu livro: nos envolver e arrancar algumas lágrimas dos nossos olhos. Nem que sejam singelas gotas.

A história decola quando Michelle, uma jovem dedicada à faculdade e ao seu trabalho, evitando a todo custo relacionamentos amorosos por causa de uma decepção com o último namorado, acaba vendo-se desafiada pelo charmoso Michael, jovem sedutor que vai derrubar todas as armaduras que ela havia edificado à sua volta nos últimos dois sua volta.

“Minha vida deu uma reviravolta agora e não sei qual será o meu próximo passo, mas tenho a certeza que não será para longe de você”. Este diálogo, não só mostra a eficiência de Daniel em construir Michael com um óptimo personagem, mas nos mostra também a solidez na escrita do autor.

Na sua proposta, Daniel revela uma narrativa bem estruturada, personagens com um bom grau de densidade psicológica, desde as personagens centrais, às secundárias, com especial destaque à adorável Kelly e até a “negligente” médica Claudete. Daniel não é comedido na ambientação e nos detalhes que compõem todo o cenário a volta da narrativa. É verdade que os detalhes às vezes se tornam um pouco “abundantes”, mas se isso é bom ou mau, depende da apetência de cada leitor e até que ponto este vai querer se familiarizar com a vida do personagem.

A história de amor e o drama que são essência da trama são lindamente construídos e plausíveis, tornando a trama facilmente relatável à vida real. A dificuldade enfrentada pelo casal é tão bem transmitida que inevitavelmente faz desabrochar no leitor uma grande empatia. Isto faz o livro ser de fácil leitura. Amantes de uma história romântica, cheia de sensualidade e ousada na sua simplicidade, vão adorar a proposta trazida por Daniel. O mesmo tipo de ousadia e força numa história de emocionante, encontro no romance “Fica Comigo” de Noemia Amarillo. Daniel, entretanto, além de nos trazer uma história romântica, aprimora com segurança conhecimentos médicos tornando a leitura não só prazerosa, mas também educativa. Ao chegarmos ao fim, o autor revela-se pretender ser tão dramático como Nicholas Sparks. Se realmente o faz, é algo que convido ao leitor descobrir, lendo Bodas de Papel. Está de parabéns o Daniel e aqui vai recomendado o seu livro muito bem conseguido!
Daniel Moraes 09/07/2015minha estante
Oi, Virgília!

Uau... sem palavras! Sua resenha faz jus ao que pretendi passar ao leitor!
E eu comparado à Nicholas Sparks? Realmente estou lisonjeado!

Muito obrigado pelas belíssimas palavras!
Sua visão, me faz continuar a escrever sempre mais!

Mais uma vez, obrigado!




Faces EM Livros 07/04/2015

O livro Bodas de Papel é eletrizante, o autor traz temas do cotidiano, que o leitor se identifica facilmente. Uma linguagem despreocupada, com estilística própria, traz uma estória que por vezes o leitor duvidaria sendo ou não real.

Michele e Michael, esses são os personagens principais da trama. Ela é uma bela jovem com 23 anos de idade, prestes a terminar sua graduação, conhece Michael, seu colega de classe por quem se apaixona perdidamente, logo após uma noite com os amigos em um bar.

No prefácio do livro, é revelado ao leitor o que tragicamente aconteceu com Michele. Após um exame, a moça recebeu o resultado de que está com um tumor maligno, e segundo os médicos tem pouco tempo de vida. Uma reflexão sobre estar entre a vida e a morte, assim é iniciada as primeiras cenas do livro.



O autor, desta forma prende o leitor, sobre o que houve na vida de Michele, e que precauções ela não tomou para estar com Câncer. Os outros capítulos retomam a estória de como os dois se conheceram, o que faziam, que tipo de coisas gostavam. O livro é bem detalhado, e a leitura flui facilmente.

Depois de Michele e Michael se conhecerem, começamos a acompanhar o casal apaixonado, que entre cenas de amor e sexo, descritas pelo autor, permeia uma estória atual e convincente. O clímax ocorre quando Michele descobre que está grávida e após algumas dores, e idas a consultório médico, lhe é dado o diagnostico de câncer no colo do útero, em estágio avançado.

No auge da idade, a moça toma a difícil decisão de prosseguir com sua gravidez ou curar o câncer. Michael, agora é o seu porto seguro e ele é quem está sempre ao lado de Michele, lhe dando todo o apoio necessário. O tema sobre câncer no colo do útero é bem interessante, para as mulheres que desejam saber mais e como se prevenir.



Para quem ama romance e cenas calientes, recomendo. A leitura é deliciosa, o livro é narrado em terceira pessoa, e uma tarde basta para lê-lo. A capa é belíssima, a letra é excelente. Percebi alguns erros tipográficos e gramaticais, nada que uma revisão de segunda tiragem do livro não resolva. Apaixonei-me pela estória de luta de Michele, e pelo amor entre Michael e ela.


site: http://www.vicioemlivros.com/2014/08/resenha-bodas-de-papel-daniel-moraes.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Morcego 19/08/2014

BODAS DE PAPEL
Em seu livro de estreia, Daniel Moraes faz um relato emocionante e surpreendente real em um livro de ficção.
O autor conseguiu me prender a atenção desde o prólogo, onde faz uma apresentação rápida e discreta dos protagonistas. Depois, apresentou o casal protagonista de forma simples e sincera, expondo suas características físicas e personalidades.
Ele deu também uma descrição detalhada dos cenários, fazendo com que eu me imaginasse naqueles lugares – além de imaginar como seriam Michelle e Michael.
O momento da descoberta do câncer de Michelle é feito aos poucos, bem como dever ser, pois, assim, segura o leitor até fim. A partir desse momento, me senti na obrigação de não parar de ler, porque queria descobrir o que iria acontecer à Michelle, Michael e seu filho.
O drama do casal foi descrito com maestria, e Daniel Moraes não teve vergonha de mostrar as emoções de ambos – principalmente de Michael. O autor também não mostrou pudores ao descrever as cenas de sexo do casal, e isso torna sua novela ainda mais surpreendente.
Mas o melhor ele deixou para o clímax, me fazendo imaginar qual seria o fim de Michelle. Ele o fez de uma maneira tão sincera que, quando comecei a ler sobre a chegada de Michael ao hospital, me surpreendi ao ver que outra situação acontecera.
E quanto ao final?
Olhe, nesse quesito, Daniel Moraes está de parabéns, porque, depois de um clímax tenso e dramático, ele deu um fantástico e emocionante final surpresa para sua novela. Um final digno – um final feliz.
Enfim, BODAS DE PAPEL, romance de estreia do escritor DANIEL MORAES é um dos melhores livros que já li na vida e um dos mais surpreendentes também. O autor fez um belíssimo trabalho. Uma ótima obra.
Se você procura romance e emoção, BODAS DE PAPEL é o livro certo!
Totalmente recomendado.
E tenho o prazer de conhece-lo, aliás, já o conhecia, e fui à sua noite de autógrafos e adquiri meu exemplar autografado.
PARABÉNS, GRANDE AMIGO.

Matheus L. Carvalho
19/Agosto/2014
Daniel Moraes 20/08/2014minha estante
Olá, Matheus!

Que resenha perfeita!!! Adorei!
Espero que todos os leitores tenham mesmo sua visão!

Forte abraço!

Daniel Moraes




Telma 03/08/2014

Bodas de papel é uma história de amor.

Cheia de altos e baixos... de momento de eterna alegria e de tristezas, projetando a vida real. Isso Daniel Moraes fez com maestria. Descreveu a dor e detalhes como bom observador que certamente é.

Logo no prefácio vemos que Michelle (protagonista) recebe a notícia de que o tumor que a levou afazer testes de laboratórios, era mesmo maligno e tenta convencer a Michael de que a morte é a única solução (será?)

Depois disso a história passa a ser contada desde o momento em que ambos se apaixonaram e depois de algum tempo de muito amor e sexo (com cenas eróticas descritas) ela engravida e, com um diagnóstico de câncer, enfrenta medos, dúvidas e grandes oscilações.

Além do romance, as cenas tórridas permeia o livro todo, podendo ser classificado como romance/drama erótico.

Para quem gosta de um romance apaixonado, e de leitura fácil, descompromissada, esse livro é uma boa pedida! Creio que esse foi o compromisso do autor Daniel Moraes o tempo todo: mostrar a força que tem o amor e as imprevisibilidades da vida. Mostrar como não conseguimos controlar tudo e a importância de vivermos o amor presente até a última gota.

Lendo o livro, em várias passagens lembrei-me da música “Gota de Sangue”, de Ângela Ro Ro (que com o advento “funk”, está tão fora de moda como as histórias de amor) mas que, independente de querermos ou não é tão constante... e as histórias de amor tão buscadas, disfarçadas de sexo fortuito e emancipação feminina. Vou deixar a letra no final. Acho que essa é uma boa trilha sonora para o livro.

A diagramação é bem feita. O tamanho da letra é excelente e as páginas amareladas, facilitam a leitura, deixando o livro gostoso de ser lido.

Por fim, devo dizer que encontrei erros tipográficos e gramaticais. Sugiro uma revisão na segunda tiragem do livro.

PS.: Possíveis erros gramaticais devem estar contidos nessa resenha (saiu direto do forno, sem revisão - rs*) que serão consertados posteriormente.

Gota de Sangue



Não tire da minha mão esse copo
Não pense em mim quando eu calo de dor
Olha meus olhos repletos de ânsia e de amor

Não se perturbe nem fique à vontade
Tira do corpo essa roupa e maldade
Venha de manso ouvir o que eu tenho a contar

Não é muito nem pouco eu diria
Não é pra rir mas nem sério seria
É só uma gota de sangue em forma verbal

Deixa eu sentir muito além do ciúme
Deixa eu beber teu perfume, embriagar...
A razão, porque não volto atrás?
Quero você mais e mais que um dia...

Não tire da minha boca esse beijo
Nunca confunda carinho e desejo
Beba comigo a gota de sangue final
Beba comigo a gota de sangue final

(Angela Rô Rô)


site: http://surtosliterarios.blogspot.com.br
comentários(0)comente



ELB 03/08/2014

Every Little Book
Primeiramente, quero agradecer pela confiança que o Daniel Moraes colocou em todos nós e no blog ao nos enviar uma cópia do livro para resenha e sorteio, muito obrigada!

De um modo geral, achei a temática muito interessante, polêmica, romântica e sentimental. Todos bons ingredientes de um ótimo livro, certo? Mas, por outro lado, achei que teve uma falha terrível, rs. A sinopse que acompanha o livro. Bem, há pessoas que tem problemas com sinopses e trailers e nem os vê mais e, a partir deste livro, vou repensar minha posição sobre ler sinopses.

(...) Leia mais no blog!

Resenha feita pela Nathy, postada no ELB!

site: http://www.everylittlebook.com.br/2014/06/semana-dos-nacionais-bodas-de-papel.html
comentários(0)comente



Saulinho 31/07/2014

Bodas de papel
Bom... No começo vem algumas partes que nos conta sobre coisas do nosso dia a dia, sair com os amigos, as conversas no trabalho e etc.
Já no final, o drama entra em cena, faz com que a emoção nos tome ao imaginar a vida da jovem Michelle!

Penso bastante nos casos que acontecem realmente, mas no livro também aprendemos a lidar com a situação que é se preservando contra esse males.

O escrito "Daniel Moraes" escreveu não só um livro, também uma lição de vida. No qual se referi mais as mulheres.

Foi um livro sensacional, me emocionei bastante, embora tenha dado várias gargalhadas com alguns fatos que ocorrem no livro. É um Livro Incrível!

Eu indico ele aos leitores que se interessam em drama e um bom romance.
comentários(0)comente



Bia 28/07/2014

A história se passa em São Paulo e a narração está em terceira pessoa, intercalando entre Michael e Michelle. A escrita contém diversas gírias atuais, fazendo com que a leitura flua de forma fácil e rápida.

O livro começa de forma eletrizante, mas depois ele volta para os fatos no passado para explicar como tudo aconteceu, como Michelle e Michael se conheceram
A história dos dois segue e mais ou menos no meio do livro, voltamos a cena do começo do livro e nesse meio tempo você não consegue parar de ler e se perguntar o que aconteceu?

Logo tudo é esclarecido e Michelle inicia uma luta não apenas por sua vida, mas pela vida de seu filho também.

O livro traz um tema muito interessante para nós mulheres, o câncer no colo do útero. O autor aborda esse tema através dos olhos da Michelle de apenas 23 anos que poderia ter evitado isso, mas não fez os exames preventivos e acabou em uma situação bem complicada. Ele também aborda detalhes sobre a doença, que nem eu sabia.

O que esperar do livro?
Muito romance, drama e suspense. Super indico \o/
Daniel Moraes 06/11/2014minha estante
Oi, Bia!

Muito obrigado pelo carinho!
Adorei a resenha!

Abraços! ^^




Sidney Leal 23/06/2014

‘Bodas de Papel – Daniel Moraes’

Por não ser de um gênero literário que leio com frequência a leitura do livro ‘Bodas de Papel’ teve um gostinho especial de descoberta, de algo novo. Acompanhamos o encontro de um jovem casal num desenrolar de uma relação despretensiosa inicialmente, mas que eclode numa paixão intensa. Sim, caros amigos tem sexo! As cenas descritas são quentes e permeiam toda a história, mas acalmem-se os mais puritanos, conservadores, pois elas não são vulgares; Mas transmitem – felizmente –, a realidade e o calor que exigem os seres humanos com sangue nas veias. A perfeição deste relacionamento entra em choque com a realidade imperfeita da vida, e após a benção da gravidez Michelle, uma mulher independente descobre-se com câncer. A doença afeta sua vida, a de seu companheiro e a vida que dentro dela se forma, o amor supera tudo? A vida impõe escolhas duras. Paixão, drama e reflexões que amadurecem nosso senso de como ver a vida e seus percalços.

site: www.sidneyleal.blogspot.com
Daniel Moraes 24/06/2014minha estante
Olá, Sidney Leal.

Para mim é uma honra, poder receber este feedback tão precioso, vindo de sua pessoa, que não tem o hábito de ler narrativas do gênero. Fiquei embasbacado com o retorno que deste à respeito do "Bodas de Papel", me deixou com muito ânimo de continuar a escrever neste gênero.

Agradeço pela resenha! :)


Daniel Moraes 24/06/2014minha estante
Olá, Sidney Leal.

Para mim é uma honra, poder receber este feedback tão precioso, vindo de sua pessoa, que não tem o hábito de ler narrativas do gênero. Fiquei embasbacado com o retorno que deste à respeito do "Bodas de Papel", me deixou com muito ânimo de continuar a escrever neste gênero.

Agradeço pela resenha! :)


Daniel Moraes 24/06/2014minha estante
Olá, Sidney Leal.

Para mim é uma honra, poder receber este feedback tão precioso, vindo de sua pessoa, que não tem o hábito de ler narrativas do gênero. Fiquei embasbacado com o retorno que deste à respeito do "Bodas de Papel", me deixou com muito ânimo de continuar a escrever neste gênero.

Agradeço pela resenha! :)


Daniel Moraes 25/06/2014minha estante
Olá, Sidney.

Fiquei lisonjeado com a forma que expressaste seu sentimento após ler Bodas de Papel.
Sabendo que seu gênero literário é voltado para o terror, me emocionou pois suas palavras deram-me ânimo para continuar escrevendo algo do gênero.
Muitíssimo agradecido, amigo! :)




Andréia Garcia 19/06/2014

Emocionante!
Se uma palavra resume esse livro, para mim, ela é o título dessa resenha.
Simplesmente, devorei o livro em dois dias, mas a minha vontade era não largá-lo.
Logo no início, o envolvimento com as personagens se faz presente e você faz parte do núcleo apaixonante de Michelle e Michael.
Prepare o lencinho para a parte final. Eu não separei e quase estraguei o livro, por molhá-lo, rs.
Incrível! Mais que recomendado.
Meu querido, Daniel Moraes, surpreendeu nesse seu primeiro romance e de muitos que virão, com certeza!
Daniel Moraes 23/06/2014minha estante
Olá, Andreia!

Fico feliz com o feedback!
Isso me deixa mais confiante em continuar a escrever sobre o gênero.

Obrigado de coração! :)


Daniel Moraes 25/06/2014minha estante
Olá, Andreia.

Fico enternecido que gostou do livro "Bodas de Papel" e principalmente que se emocionaste! Também me emocionei o escrevendo.
Suas palavras me dão ânimos para continuar com esse gênero de leitura!

Abraços! :)




Cristiano 18/06/2014

Bodas de Papel
As bodas da vida, por mais curtam que sejam, são celebrações oriundas do amor. O papel é o símbolo da fragilidade e, ao mesmo tempo da grandeza. Ele tem a simplicidade de acolher as palavras voluntária e involuntariamente, para compor o conhecimento e formar o discurso.

Bodas de Papel é um romance imbuído de um drama contemporâneo, com a força do amor e de novas formas de constituí-lo. Tudo pode acontecer enquanto se constrói um relacionamento. O drama vivido por Michael e Michelle, dentro de uma realidade de pura liberdade, na cidade paulista de Mogi das Cruzes é o retrato dos desafios que entrelaçam o conceito do amor. A gravidez, de risco, que Michelle enfrenta é prova de que amar é condição de vida.

Quando o desespero paira e, a razão adormece, o abismo pode ser a atração para queda. Mas, é justamente neste momento que a vida dá o salto no ventre e pede-se para ser vivida. Este trecho do romance do escritor Daniel Moraes nos mostra o poder que há na vida, quando os problemas tentam se mostrar como fim de uma história.

A questão que norteia o campo literário, com um gênero dramático de um teor psicológico profundo, nos permite atualizar a força da palavra e o desejo de materializá-la. O processo em formação do amor verdadeiro é pré-requisito para enfrentamento aos obstáculos - aqui o combate do câncer e a continuidade da gravidez.

O romance dramático de Bodas de Papel, em que desenrola o enredo, constitui-se em torno do envolvimento amoroso, com ricos detalhes de sexo, o que enaltece a sexualidade e fortalece a relação, de forma participativa e confiante estes os protagonistas.

Outras matérias como a presença da amizade verdadeira, a questão do aborto, o relacionamento familiar, a naturalidade com a homossexualidade, a importância da formação acadêmica, o valor da realização profissional e outras, podem ser encontradas nas páginas de Bodas de Papel.

Cristiano Oliveira
Poeta, contista e cronista. Tem formação em Letras e Filosofia. Já publicou trabalhos em livros, jornais e sites. É autor de "Ramos de Oliveira", publicado pela Editora Alba e "Letras em Versos" pela CBJE - RJ. Atua nas áreas de educação, ética, filosofia, meio ambiente e literatura.
Daniel Moraes 18/06/2014minha estante
Prezado, Sr. Cristiano.

Um excelente relato de um cotidiano complexo e repleto de temas tão contundentes ao nosso alcance e que se faz presente a cada momento, tornando-se parceiro diário em nós mesmos, ou mesmo em pessoas que nos são próximas, que de alguma maneira incomoda nossa zona de conforto.

Parabéns pela excelente resenha de Bodas de Papel. Leitores irão se apaixonar com esta obra, através de ti.

Abraços!

Escritor: Daniel Moraes


Cristiano 18/06/2014minha estante
Prezado, Sr. Daniel Moraes

Que bom que pode-se oferecer aos leitores modernos, uma leitura atual do mundo e de uma forma tão clara sobre "temas tão contundentes". Oxalá possamos sair das zonas de conforto.

Abraços!

Cristiano Oliveira




11 encontrados | exibindo 1 a 11