Drácula

Drácula Freda Warrington




Resenhas - Drácula


1 encontrados | exibindo 1 a 1


Lari 23/05/2014

"Ultrapassa seriamente Anne Rice." --- The Vampyre Society
Dracula the Undead, uma obra fascinante, aclamada pela comunidade literária como a verdadeira continuação do Drácula de Bram Stoker.

Este livro recebeu, nada mais nada menos, que o Prêmio 'Children of the Night' para o melhor romance gótico de 1997, atribuído pela Dracula Society. A partir daí já se pode observar que estou falando de uma literatura de alto nível.

Sobre a trama:

Passaram-se 7 anos desde que o infame e odiado Conde Drácula foi eliminado do mundo dos vivos, mas memórias dos envolvidos nessa empreitada continua nítida e a assombrar os que auxiliaram na queda do temível vampiro e seu terrífico poder.

Jonathan e Mina Harker, tal como na obra original, têm um lindo filhote loirinho e inteligente igual à mãe chamado Quincey; todos vivem relativamente em paz, apesar das assombrações do ocorrido.

Para "enterrar" essa memória sombria do Conde de uma vez por todas, os companheiros de luta *Van Helsing, e os demais*, resolvem fazer uma viagem à Transilvânia e ficam muito satisfeitos por não encontrarem qualquer vestígio da presença de Drácula, embora tal nome ainda resida no consciente coletivo como sinônimo de puro terror e seja uma figura característica do folclore local; a jornada, em tese, se revela um sucesso.

Tudo parece perfeito.

Porém, nos confins do universo, a força do espírito do Conde aguarda uma oportunidade de voltar a ser de carne e sangue. E esse desejo ardente de possuir um corpo físico novamente acaba por por ocorrer graças à ajuda de alguém insuspeito, uma pessoa falsa e manipuladora, que engana a todos com um rostinho angelical e gestos suaves.

Drácula volta a se erguer dos mortos e a andar entre os vivos. Sua obsessão amorosa por Mina Harker remanesce como se nada tivesse mudado, assim como continua intocável o seu ódio por aqueles que o destruíram, os mesmos que de tudo farão para mandá-lo de volta ao Inferno.

Trata-se de uma obra extremamente bem escrita, que respeita com a maior fidelidade possível toda a atmosfera sombria presente no livro de Stoker; o Conde permanece cruel e monstruoso, na verdade ele se mostra ainda mais terrível e obcecado do que nunca pela Mina.

Os diálogos são poéticos, muito bem construídos, e também há a introdução de novos personagens que se misturam muito bem à trama; essa obra abusa deliciosamente da aura de sensualidade característica da literatura vampiresca, e as cenas carnais são lindas e bem escritas.

O livro é bastante cativante, a escrita da autora é tão bela que ouso compará-la à minha querida Anne Rice, por isso não posso deixar de recomendar essa leitura fascinante.

Apesar de toda a sua crueldade e esquemas abomináveis, o Conde Drácula nesse livro se revelou uma criatura sensível, verdadeiro amante da vida e, acima de tudo, eternamente apaixonado por Mina Harker.

Nota 10,0.
comentários(0)comente



1 encontrados | exibindo 1 a 1