My True Love Gave to Me

My True Love Gave to Me Ally Carter...




Resenhas - My True Love Gave to Me


3 encontrados | exibindo 1 a 3


Carol D. Torre 29/12/2014

Eu estava vendo um vídeo da Katystastic quando vi My True Love Gave To Me pela primeira vez e simplesmente surtei. Mas, sério, como eu poderia não surtar? Eu sou absolutamente apaixona pelo Natal e o livro tem, entre seus doze contos, sete estórias escritas por autores que eu amo e estão entre os meus grandes favoritos! Eu não sabia que o livro seria publicado por aqui pela Intrínseca (o título nacional é O Presente do Meu Grande Amor) e corri para comprar em inglês mesmo e não meu arrependo nenhum pouco porque, se já não bastasse tudo o que eu já disse, eu ainda comprei a edição do UK que é absolutamente maravilhosa.

A edição nacional cometeu, para mim, um erro enorme ao colocar na capa "Doze histórias de Natal" sendo que a versão inglesa é muito mais coerente ao dizer "Doze histórias de inverno". Isso porque o livro trás contos que não se passam apenas no Natal, mas de algumas semanas que antecedem a data até o Ano Novo. E eu não acho que isso é algo ruim porque essa época tem uma áurea própria que traze todas as características especiais e únicas dos últimos dias do ano.

Todas as estórias se passam nesse período e possuem - sem exceção - um casal principal. Mas, mesmo com esses pontos em comum, nós não poderíamos ter uma coletânea mais diversificada. Existem contos longos e curtos, contos mais centrados no romance e outros não, contos que retratam a vida real e outros que apostam em mundos fantásticos ou, até mesmo, um que se passa no Polo Norte. Temos contos com protagonistas femininos e masculinos, temos religiões diferentes, opções sexuais diferentes e etnias diferentes. E essa diversidade é um dos pontos mais positivos do livro como um todo.

É muito difícil em um livro que possui doze autores diferentes escrevendo doze contos diferentes possuir um nível de qualidade que permaneça, durante todo o livro, a mesma. É normal que alguns sejam melhores do que outros e, principalmente, que cada um possua os seus próprios favoritos. Em My True Love Gave To Me existem alguns contos ótimos, outros bons e uns poucos que não me convenceram. Não vou falar de todos porque, né, são doze contos, mas vou destacar alguns.

O meu preferido é, sem dúvida, o Midnights da Rainbow Rowell. Vocês sabem que eu amo a Rainbow Rowell e, acho que entre todos os autores, era dela que eu estava exatamente esperando o melhor e a autora conseguiu cumprir com todas as minhas expectativas. É meio estranho que o meu conto favorito se passe no Ano Novo e não no Natal, mas ela conseguiu fazer um conto que é não nem muito longo e nem muito curto, que é o mais romântico entre todos eles e, sem a menor dúvida, o mais envolvente. Eu amo como a Rainbow Rowell consegue escrever estórias repletas de diálogos e dar mais profundida do que outras que abusavam das discrições. É um jeito incrível de começar o livro.

Eu me surpreendi muito com o Angels in The Snow do Matt De La Peña, eu acredito que é um dos maiores contos do livro e conseguiu capturar a minha atenção de uma maneira que eu não esperava. O It's A Yuletide Miracle, Charlie Borwn da Stephanie Perkins foi outro conto delicioso de ler, com um romance super fofo de acompanhar e acredito que é o meu segundo favorito do livro. Tanto a Kelly Link quanto a Laini Taylor criaram fantasias também incríveis, mas confesso que, diferentemente da maioria, eu prefiro o conto da Kelly Link.

Porém, eu fiquei meio desapontada com os contos da Jenny Han e do David Levithan porque as ideias eram muito boas, mas os contos foram extremamente curtos, o da Jenny Han é o menor do livro todo e tem só seis páginas. O que é uma pena porque os dois autores são incríveis e ambas as estórias tinham premissas muito boas.

O livro não é perfeito, alguns dos contos fizeram a minha leitura empacar um pouco, tanto que levei quase uma semana para terminar My True Love Gave To Me, mas, para mim, os pontos positivos são muito maiores do que os negativos. Os contos conseguiram me trazer aquela áurea de Natal e final de ano que eu amo tanto. Incrivelmente alguns autores que eu mais gosto me desapontaram, mas descobri outros novos dos quais gostei muito e isso é sempre algo positivo.

My True Love Gave To Me é fofo, divertido e possui estórias que agradam todos os tipos de gostos e praticamente todos os tipos de leitores. a Stephanie Perkins fez um ótimo trabalho em juntar alguns dos maiores autores de jovens adultos da atualidade.

site: http://rehabliteraria.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Thais P. 16/01/2016

Midnights by Rainbow Rowell - 5/5
The Lady and the Fox by Kelly Link - 2.5/5
Angels in the Snow by Matt de la Peña - 3/5
Polaris Is Where You’ll Find Me by Jenny Han - 3/5
It’s a Yuletide Miracle, Charlie Brown by Stephanie Perkins - 4/5
Your Temporary Santa by David Levithan - 3/5
Krampuslauf by Holly Black - 5/5
What the Hell Have You Done, Sophie Roth? by Gayle Forman - 3/5
Beer Buckets and Baby Jesus by Myra McEntire - 1/5
Welcome to Christmas, CA by Kiersten White - 4,5/5
Star of Bethlehem by Ally Carter - 4/5
The Girl Who Woke the Dreamer by Laini Taylor - 5/5
comentários(0)comente



Nati 05/01/2018

"But people don't need to remember how it felt to be happy and safe in the past. They need to have hope that they can get there again in the future."
Uma coleção bem fofa de contos que se passam nas festas de fim de ano, e também uma chance de conhecer novos autores ou dar uma chance a autores hypados que não tinham me chamado tanta atenção antes. Eu gostei muito do conto super fofo mas triste da Jenny Han, o conto meio estranho e sombrio, mas super divertido e sarcástico, que é a cara da Holly Black e a história bem emocional da Gayle Foreman. O conto da Ally Carter também foi um favorito, assim como o da Myra McEntire. Laini Taylor também trouxe aquela atmosfera mágica e aquela escrita super poética para seu conto, que foi delicioso de ler, mas ao mesmo tempo meio sombrio. O posto de favorito foram para "Welcome to Christmas, Ca"da Kiersten White, "It's a Yuletide Miracle, Charlie Brown" da Stephanie Perkins (quem diria? Nunca imaginei adorar tanto a escrita dela!) e "Angels In The Snow" do Matt de La Peña. Acho que o que menos gostei ou me identifiquei foi o do David Levithan, mais ainda assim terminei o conto com um quentinho no coração. No geral, foi um saldo bem positivo e adorei ler mais autores novos e ver o estilo de autores já conhecidos em histórias assim. Já quero pegar as outras coletâneas para ler! E com certeza livros completos dos autores que gostei de ler aqui!
comentários(0)comente



3 encontrados | exibindo 1 a 3