Will e Will

Will e Will David Levithan
David Levithan
David Levithan
John Green




Resenhas - Will e Will


122 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Bia 27/07/2020

Um tanto decepcionante
Apesar de ter um conteúdo bonito, sobre sentimento e as diversas formas de amor, o livro parece meio sem sentido. Não é um enredo que prende, além do fato de que o título leva a crer que algo interessante vai sair da coincidência de personagens com o mesmo nome. No entanto, eles mal se relacionam e o livro gira em torno de outra pessoa. Talvez, se o livro levasse outro nome, não geraria uma expectativa e consequentemente decepção.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Pri 21/04/2020

Um estudo profundo sobre sentimentos...
O que dizer desse livro...
É sobre amor, é sobre sentimentos, é sobre conflitos, é sobre relacionamentos e também sobre amor próprio, é sobre amizades e medos é profundo e é leve e sem dúvidas está na minha lista de favoritos!
comentários(0)comente



Eros stark 19/05/2020

Sem dúvida está entre os meus favoritos.
Uma leitura gostosa, com um sensor de humor incrível, nunca ri tanto com um livro.
você irá rir e se emocionar.
comentários(0)comente



Zezinho 05/09/2020

O romance é um pouco diferente do que o título nos leva a crer... Um livro simples (de modo nenhum, simplório) que mostra conflitos de adolescentes que buscam afirmação de sua identidade em construção.
comentários(0)comente



Eris 27/03/2020

Livro bem ruinzinho
Will Grayson é um adolescente um pouco complicado. Ele vive sozinho com a mãe, e tem uma amiga, Maura, que está sempre por perto, na escola, a qual ele desconfia ser a fim dele. Porém, Este Will é gay, e está apaixonado por Isaac, um adolescente que conheceu na internet. Porém, no dia do primeiro encontro dos dois, Grayson descobre que Isaac não apareceu, e em meio à confusão de sentimentos, principalmente decepção, ele descobre que foi enganado, Isaac nunca existiu, ele era um fake criado por Maura, para tirar a verdade do amigo.

Neste mesmo dia, Will Gray conhece um outro jovem, no meio de uma sexshop, que, conscientemente, também se chama Will Grayson. Os dois se conhecem por acaso, e vedo o desespero do "Grayson gay", o novo Grayson acaba se aproximando dele, na tentativa de ajudá-lo. Com isso, ele liga para seu melhor amigo, Tiny, que também é gay, e com certeza saberá como agir nessa situação.

O outro Will Grayson descobre que está apaixonado por Jane, uma amiga dele e de Tiny, só que esta tem um namorado, e isso, somado à indecisão do Grayson hétero, são empecilhos para que este amor aconteça.

Tiny, do tipo enorme e meio gordinho, é um totalmente despreocupado e divertido. Ele se dá bem com praticamente todo mundo, e ajudando o Will gay, acaba se apaixonando por ele e vivendo um breve namoro, que serve de pontapé para que Grayson saia do armário.

O livro é algo bem adolescente, porém, não consegui captar a mensagem final do livro. Achei a leitura rápida e fluída, mas desprovida de lições muito importantes. O final também é decepcionante, com muitas pontas soltas.
comentários(0)comente



Gabi 04/05/2020

Will & Will: Um livro sobre amizade
"Estar em um relacionamento, isso é algo que você escolhe. Ser amigo, isso é simplesmente algo que você é" (p. 293).
Inicialmente eu pensei que este fosse ser um daqueles livros leves, com um baita clichê e muito romance, o que de fato é verdade. No entanto, no decorrer da estória, percebi que tratava-se de algo muito maior, amizade.
Tiny Cooper não foi um personagem pelo qual eu me apaixonei, chegando a me irritar em algumas partes, já a evolução tanto do Will Grayson do John Green quanto o do David Levithan foram muito boas.
Este foi o último livro do John Green publicado no Brasil que faltava para eu ler, agora estou desolada e necessito que ele publique algo novo, se não terei que dar um jeito de ler pelo menos a lista de compras dele hahah
Na contramão, é o primeiro livro do David Levithan que leio, e posso dizer que gostei muito da forma que ele escreve. Aqui ele não utilizou letras maiúsculas e usou alguns artifícios que fizeram toda a diferença na hora da leitura.
Por fim, posso dizer que este é um livro leve e divertido que trata de temas sérios com respeito.
Recomendo.
comentários(0)comente



Minyard Lynch 09/07/2020

Ruim
A sinopse do livro nós leva (ou pelo menos a mim) a acreditar que um romance vai acontecer entre dois personagens chamados Will Grayson, que são completos opostos. Mas não. É como se fosse uma propaganda enganosa, pois o livro literalmente gira em torno de outro personagem, Tiny Cooper.

A premissa até que seria boa, se estivesse mais claramente exposta na sinopse, mas não tá. Sem falar que o Tiny é um dos personagens literários que eu menos gostei. Ele é egocêntrico, irritante, é um amigo terrível e a pior parte é que dá pra notar que os autores meio que tentam concertar, fazendo com que ele seja gentil em algumas partes e fale algumas frases de impacto. Simplesmente não consegui sentir empatia por ele, e a maior parte do tempo queria dar uns tapinhas nele kkkkkkkkkkkkkkk

A ideia principal é tão boa e poderia ter tido um plot tão bom (com os problemas familiares, autoestima ect) mas dá a sensação que os autores simplesmente não souberam usá-la bem.

O livro é engraçado, fluído, os protagonistas são bem construídos e interessantes, o jeito que se conhecem é ótimo, e esse livro me tirou boas risadas. Porém, ao todo, não foi pra mim. Faria muito mais sentido se o livro se chamasse "Tiny Cooper".

Foi provavelmente o livro que mais me decepcionou em 2020 e isso me deixa muito chateada :'(
comentários(0)comente



kauzzara 31/03/2020

Não foi o que eu esperava, eu realmente pensei que fosse um romance entre os dois Wills mas na verdade eles apenas se tornam amigos e têm problemas amorosos que logo são resolvidos.
comentários(0)comente



Alysson 25/08/2020

Regular
Até metade do livro fiquei um pouco perdido já que cada capítulo é narrado por um Will. Tirando os errinhos ortográficos básicos ele é um bom livro sobre um romance gay.
Rafittha 24/09/2020minha estante
achei ele bem mediano... era o ultimo na minha lista do Green, até eu ler Katherine


Alysson 24/09/2020minha estante
Bem mediano mesmo. Kk


Alysson 24/09/2020minha estante
Gostou desses últimos que citou?


Rafittha 24/09/2020minha estante
na sequência
"Quem é você, Alasca?" é o melhor
"Tartarugas até la embaixo" super necessário
"A culpa é das estrelas" eu amo
"Cidades de papel" divertido, mas bem mediano tbm
"Will & Will" eu esperava bem mais
"Katherine" pra mim é o mais fraco dele.
"Deixe a neve cair" eu ainda não li...


Rafittha 24/09/2020minha estante
Acho que o tempo que eu estava e a idade que eu tinha em cada leitura influenciou bastante também.


Alysson 24/09/2020minha estante
Certamente! Se vc reler algum deles hoje provavelmente tua visão sobre o livro irá mudar


Rafittha 24/09/2020minha estante
Exatamente, eu reli "Quem é você, Alasca" três vezes, sempre u visão diferente.


Alysson 24/09/2020minha estante
3 vezes? Caramba! Kk




Ana 23/07/2020

Will e Will: um nome, uma decepção
Will e Will diz: um nome, um destino. E ao terminar o livro, me pergunto, que destino exatamente? Me pareceu mais uma coincidência.
Apesar de trazer alguns temas interessantes de serem discutidos, achei a trama bem fraca. Acho que poderiam ter desenvolvido mais essa relação entre Will e Will que é quase inexistente, pois ao meu ver, era esse o foco. Durante todo o livro eles tiveram contato duas vezes e sem nada demais, cadê o destino? O que seria basicamente esse destino?
Não acho que o nome faz jus a história, e isso me decepcionou um pouco.
comentários(0)comente



Elô 06/09/2020

Mais um clássico John Green
Como todos os livros do John esse não poderia ser diferente, um livro doce e sensível com uma história verdadeira e cativante, eu adorei conhecer esses dois Will?s que apesar de dividir o mesmo nome, são tão distintos um do outro.
comentários(0)comente



pam 26/06/2020

Bem mais ou menos
O título deveria ser "Tiny Cooper e o Wills" pq o livro gira completamente em torno desse personagem que, aliás, me irritou profundamente em muitas partes por seu egocentrismo! " Um nome, Um destino" que destino é esse ? fazer parte da vida do Tiny? pq é só isso que acontece!
O livro não tem uma grande história (sinceramente parece nem ter uma história) e muito menos um romance
Apesar dos defeitos a leitura é bem fluída
comentários(0)comente



Juh Saint 12/09/2020

podia ter sido melhor..... bem decepcionante esse do John Green
até a narrativa é enfadonha
comentários(0)comente



Maria Karoline 04/07/2020

Leve, surpreendente e divertido
No início, e até no decorrer da história, em alguns pontos discordei dos personagens (quem nunca?). Mas o livro em si traz uma narrativa um tanto quanto divertida e leve, com toda certeza o final foi o que mais gostei de todo o enredo.
comentários(0)comente



122 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |