Mensagem

Mensagem Fernando Pessoa




Resenhas - Mensagem


130 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Evellyn.Souza 22/03/2021

Eu admiro muito o autor, acredito que a obra em si seja excelente, mas como precisei ler para o vestibular acaba perdenso a magia. Espero ter a opurtunidade de ler novamente, sem todo estresse das provas.
comentários(0)comente



Leonardo.Broinizi 20/03/2021

Obra de gênio.
Estava receoso de adentrar o universo da poesia por um livro sobre as glórias de Portugal. Eu gosto de história, mas não sei se me daria bem com poesias sobre esse tema. Mas foi muito bom! Lendo com atenção, pesquisando algumas palavras e contextos de certos poemas, aproveitei muito a leitura. Imagino que ler um livro como o Livro do Desassossego será ainda melhor.
comentários(0)comente



vnistal 16/03/2021

Mensagem- Fernando Pessoa
Li esse livro para o vestibular e no geral eu gostei mas prefiro poesias mais sentimentais, que falem sobre o amor romântico!
Para quem precisa estudar os poemas de mensagem, esse livro é ideial! No início tem uma introdução explicando detalhadamente sobre a época, os significados dos poemas, etc...
Uma boa leitura, talvez mais para frente eu faça uma releitura e quem sabe acabe gostando mais.
comentários(0)comente



TheBingeReaderIsabela 17/03/2021

Gostei bastante dos poemas, mas me faltou muita capacidade interpretativa. Como leiga na área, senti falta de comentários e notas que auxiliassem e orientassem a leitura, coisa inexistente na edição que usei.
Enfim, o livro é um clássico e a escrita de Fernando Pessoa é uma delícia, sugiro a leitura ainda que seja apenas para conhecimento superficial da obra.
comentários(0)comente



Mila F. @delivroemlivro_ 17/11/2011

Mensagem
Mensagem, Fernando Pessoa, São Paulo: Martin Claret, 2010, 176 pág.

Mensagem, publicado originalmente em 1934, foi o único livro de Fernando Pessoa editado em vida. Fernando António Nogueira Pessoa, conhecido como Fernando Pessoa, nasceu em Lisboa no ano de 1888 e faleceu, também em Lisboa, no ano de 1935. É considerado um dos maiores poetas da Língua Portuguesa e, por conseguinte, da literatura universal.

Esta obra de Pessoa é composta por poesias de cunho nacionalista dividida em três partes, a primeira é denominada Brasão e é subdividida em: Os Campos, Os Castelos, As Quinas, A Coroa e O Timbre; a segunda parte é denominada Mar Português e a terceira parte em O Encoberto, também subdividida em: Os Símbolos, Os Avisos, Os Tempos.

Em toda a extensão do poema nos deparamos com alusões a mitos (como o do Sebastianismo) e nomes de personalidades históricas de Portugal bem como suas proezas. Também é saliente na obra certo misticismo, elementos cabalísticos e a própria poesia está envolta de um teor épico. Como é um poema em que se pode identificar um sentimento nacionalista é completamente banhado da história portuguesa e, portanto, compete que o leitor deste poema tenha certo conhecimento da história de Portugal para que assim possa compreender o poema.

O poema Mensagem é relativamente curto, mas é de imensa grandeza histórica e literária. Ainda presente nesta edição da Martin Claret, a qual tive acesso, podemos encontrar uma Antologia composta de Poesias de Fernando Pessoa Ele Mesmo; Poesias Inéditas; Poesias de Alberto Caeiro (incluindo O Guardador de Rebanhos); Odes de Ricardo Reis; Poesias de Álvaro de Campos.

Em suma, apesar de apresentar uma linguagem culta e necessitar de um conhecimento prévio sobre a história de Portugal, Mensagem, trata-se de uma obra riquíssima, e devo admitir que quando mais leio Fernando Pessoa, percebo que é cada vez mais há coisas para se descobrir dele, sua obra vastíssima é um espólio para toda a humanidade. Não poderia deixar de indicar esse clássico para todos os amantes de poesia, pois continuo fiel a minha postura de que os clássicos têm muito a nos ensinar e merecem ser lidos!

Camila Márcia
comentários(0)comente



Gonçalez_ 24/02/2021

Odeio poesia KKKKKKK
Tentei vários livros já, mas esse gênero n vai! O livro n é ruim só n é bom jkkkkkkkk No geral fala sobre Portugal, religião e navegação
Ricardo 01/03/2021minha estante
kkkk




Pedro.Arthur 04/11/2020

O poeta Fernando Pessoa compôs elaborada mente um poema intitulado "Informação" em canções patrióticas do século XX aos anos 1930, imaginando a Europa como um corpo de mulher. Após o alongamento, ela plantou o cotovelo direito na península italiana, a Inglaterra à direita e o esquerdo à esquerda, tornando Portugal um símbolo imaginário. Pode não ser assim, mas a localização geográfica de Portugal é um pequeno pedaço de terra voltado para as extensões infinitas de terra em sua frente de mar, e seu destino durou quase cinco séculos. A mensagem nada mais é do que Portugal perante a Europa, mas desde a sua orla, o seu Oceano Atlântico tornou-se universal. Pelo que foi dito anteriormente, pode-se perceber que este é um livro com finalidade universalista. O poema da Trindade propõe uma síntese - o coração da nobreza; o oposto - a posse do oceano; e uma síntese - a civilização intelectual do futuro. No resumo dos oito séculos, não apenas a poesia se tornou sublime, mas o mais importante, de acordo com as regras do alquimista, a poesia tornou-se obscura.
comentários(0)comente



Thábata 26/10/2020

Fernando Pessoa é sempre uma leitura sublime...
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Esther 06/03/2021

Sou capaz de passar minha vida inteira lendo apenas Pessoa. Amo tanto! Gostei das poesias e do jeito que Portugal foi retratado.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Soraya.Utsumi 12/08/2020

Enfastiante
Muito saudosismo, não é o meu estilo preferido de poesias.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



130 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |