Winter

Winter Marissa Meyer




Resenhas - Winter


20 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Carol 26/08/2015

Por que tem gente dando nota baixa e querendo trocar o livro se ele nem foi lançado ainda? Vocês tem problema? Skoob deveria bloquear as pessoas de avaliarem um livro antes mesmo dele ser lançado.
comentários(0)comente



Lari 19/12/2015

Pontas entrelaçadas
Conheci a historia de Cinder no início deste ano de 2015. Amei tanto o enredo que tive que ler Cress em inglês mesmo - foi a primeira vez que quis continuar a ler mesmo que houvesse a barreira linguística no meio. E deixem-me dizer: valeu a pena cada segundo.
O sofrimento foi saber que o último livro, Winter, só seria lançado em novembro. A espera foi longa. Muito longa. Mas, novamente, valeu a pena.

Neste livro voltamos a encontrar Cinder e seu plano de tomar o trono, que é seu por direito, em Luna. Ela precisa se infiltrar no satélite/"planeta" e a partir daí conseguir mover os corações de seu povo em direção a uma revolução contra a rainha Levana.
Para atingir esse objetivo, mais uma vez seus amigos Thorne, Cress, Scarlet, Wolf, Kai e - os mais novos personagens, já conhecidos do livro de Cress - Winter e Jacin terão papéis cruciais.

O livro é enorme. Contudo, não houve aquele momento maçante que muitas páginas acabam quase sempre gerando. A cada capítulo novos planos e novos conflitos renovam a vida do livro e nos levam ao grand finale. E - pequeno spoiler - foi ótimo, com vários fios soltos se entrelaçando.
A diversão ganha espaço várias vezes, principalmente graças a Iko e Thorne, mas Kai, com seu sarcasmo no ponto, não fica para trás. Ri alto várias vezes, o que é difícil de acontecer.

E o romance? Perfeito. Não vou entrar em muitos detalhes aqui porque vocês precisam ler e sentir a emoção que abarcou cada casal em cada uma de suas distintas realidades.

Winter foi um livro muito bem feito - assim como os anteriores - que não poupou detalhes seja nas batalhas ou no psicológico dos personagens. Isso me fez amar Cinder e todos os outros da tripulação de Thorne ainda mais.
Agora me resta ler os livros novamente e torcer para que Marissa Meyer escreva novas sagas em breve.

O engraçado é que, em janeiro, quando comecei a ler, pela sinopse de Cinder pensei que se tratasse de uma história infantil e mal escrita - sim, preconceito com o tema de princesas que voltou e simplesmente me deu um tapa na cara. Isso porque Cinder é, com certeza, uma das minhas histórias favoritas agora.
Já sinto falta.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Márcia 26/12/2015

Winter is coming
Winter é o último livro das crônicas lunares que no Brasil são publicado pela editora rocco. Sendo um último livro da série, tentarei ser o mais breve possível e tentarei também não dar spoilers.
Seguindo a mesma linha dos livros anteriores, aqui somos apresentados a uma nova personagem principal, desta vez conhecemos Winter, que é a enteada da malvada rainha Levana.

Winter foi criada desde que nasceu em Luna e hoje em dia sofre as consequências disso, além de ter que viver sobre a pressão de agradar Levana. Também conhecemos o já apresentado nos livros anteriores, Jacin. Jacin e Winter são melhores amigos desde de sempre (e claramente apaixonados um pelo outro). Jacin é o guarda de Winter em Luna.

Com a Terra sendo ameaçada constantemente por Levana, Cinder, Kai, Cress, Thorne, Scarlet, Wolf e Iko vão para Luna e lá se unem a Winter e Jacin para destronar Levana de vez e coroar Cinder como a rainha perdida e herdeira do trono de Luna.

Bom, isso é o máximo que posso contar da história principal sem estragá-la com spoilers. Winter é um livro gigante. Com 832 páginas, Meyer nos envolve com um grande elenco de personagens e com vários "ponto de vistas" novos o que faz de Winter um livro um tanto complicado de você acabar rápido, porém em momento nenhum chega a ser um livro chato ou cansativo. O que pode ser considerado um "problema" de Winter é que pelo fato de haver tantos personagens, acaba que você não tem interesse em ler sobre vários outros e mesmo assim tem que ler pelo enfoque que a autora dá a eles.

Meyer também usou e abusou de ação nesse livro o que querendo ou não, ajudou bastante a manter um ritmo legal na leitura.

Ao final, apesar de ter gostado bastante do livro e ter achado um final bem satisfatório, eu sinto que uma boa parte do enredo dela poderia ter sido cortado e feito com que assim Winter fosse um livro "normal" de 400/500 páginas. Além disso, eu sinto que a autora deveria ter dado um epílogo logo nesse livro e não deixar o epílogo pra um livro extra da série.
comentários(0)comente



Isa(dora) 05/02/2020

And...it's the end.
Finalmente cheguei ao final da série.
Gostei muito dos livros e personagens. Achei os relacionamentos muito clichês e os dramas superficiais mas provavelmente por eu não estar na faca etária alvo desta série. Não deixam de ser fofos e bonitinhos. Leitura leve, uma boa distração.
comentários(0)comente



Lara 16/11/2015

LINDO FINAL!!!
Amei o final da história!!!! Muita história, muitas paginas, muita ação, as coisas andam e não fica nada de fora. Um livro gigaaaanteee muito bem construído e sem lenga lenga, do jeito que eu gosto =)
comentários(0)comente



Duda 14/08/2020

Gostei
Sem dúvidas foi o melhor da série, a que mais desenvolveu, teve ações e desenvolvimentos. Gostei bastante do final, dos casais fofinhos e tudo, mas sinto que o livro foi mais extenso do que precisava.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Dani 04/06/2016

Perfeito!
"Winter" foi a conclusão perfeita para a série.
Sei que algumas pessoas acharam o livro grande e que poderia ter sido enxugado em alguns capítulos, mas eu não tive essa impressão. Saboreei cada momento e li sem pressa. Ao contrário, segurei a leitura, porque não queria que encerrasse. Não estava preparada para me despedir de todos esses personagens que tanto me encantaram.
Joana.Carvalho 05/06/2016minha estante
Vou colocar na minha lista!


Dani 05/06/2016minha estante
Coloque mesmo prima. Adorei essa série. O primeiro, Cinder, achei mais fraco, mas a partir do segundo livro, que começa a introduzir mais personagens, ela só vai ficando melhor. É muito divertida!!




PERFIL DESATIVADO - NÃO SIGA 23/06/2016

Finalmente terminei! E até que terminei bem antes do que eu esperava considerando o tamanho do livro, mas acho que o audiobook me ajudou bastante. Definitivamente o livro poderia ter tido alguns cortes pra tornar a leitura mais ágil e concordo com muita gente que disse que era melhor a Winter ter tido o próprio livro, e no outro só a finalização da série. Eu gostei bastante da personagem dela (até mais do que da Cress) só que ainda assim, acho que ainda não a conheci por completo como aconteceu com a Scarlet e a Cinder (minhas preferidas, sem dúvidas) e o Jacin foi um personagem meio whatever pra mim. De resto, gostei da interação entre os personagens, os momentos de ação, de romance e do fim que eles tiveram. No geral foi uma leitura bem divertida e finalizou bem a série. Talvez leia Fairest e Stars Above mais pra frente se eu sentir falta da série, mas por enquanto não estou sentindo muita necessidade.
comentários(0)comente



Lily 13/08/2016

Que série!
Ótima série!
Fiquei com gostinho de quero mais.
Mais da escrita dessa escritora fantástica que é a Marissa Meyer, mais sobre a vida dos personagens. Mais...
Amei!
comentários(0)comente



Laine 25/11/2016

Winter você é forte!
Estou sem ar, um minuto de silêncio para eu me concentrar em não escrever spoilers, mas conseguir demonstrar todo o meu amor por esse livro/série. Uma viagem inesquecível é o que posso começar falando sobre essa história, um universo futurista-vintage tendo como referências contos de fadas que nos faz ter aquele sentimento de nostalgia a cada citação ou passagem sutil, apaixonante.
Nesse quarto e último livro da série, continuamos vendo a saga de Cinder e seus amigos para conquistarem o trono de Luna, conhecemos a princesa Winter de forma mais profunda e nos preparamos para os desfechos da vida de nossos casais.
São 800 páginas muito bem escritas, nada maçante e principalmente necessárias. Primeiro vamos conhecer Luna, seus habitantes e setores, será o início de uma revolução então a história precisa ser contada, a narrativa é envolvente e toda hora acontece alguma coisa, ação e revelações, não é aquela história que deixa tudo para as últimas páginas, as coisas vão acontecendo e você fica :OOOO, A história vai sendo passada por todos os personagens que conhecemos o que deixa a leitura mais fluida, li tão rápido e ainda fiquei com gostinho de quero mais.
Vamos falar sobre a princesa Winter, eu estava acostumada com as mocinhas dos livros anteriores sendo fortes, determinada e destemida de uma forma agressiva sabe, girl power na veia, ok, Cress era mais delicada, mas quando está em uma situação de problema ela se joga, aí vem Winter a princesa louca, cheia de alucinações e tão frágil que eu fiquei sem entender, mas essa princesa é linda, por dentro e por fora e roubou meu coração, ela se recusa a usar seu dom e a doença Lunar começa a tomar conta de sua mente, mas ela só parece frágil, é gentil com todos e tenta ajudar da melhor forma, e com as loucuras dela fica tudo mais impressionante, então sim Winter você é forte! E seu protetor fiel Jacin, seu guarda costa apaixonado, que diz isso o tempo todo e faz qualquer coisa por ela, tinha horas que ele me irritava e eu não sabia qual era a dele, mas é lindo ver o amor dele por ela, totalmente recíproco.
Eu preciso falar dos casais que os livros anteriores uniram e nesse aqui se separava o tempo todo haha, primeiro a nossa Queen Cinder, brilha nesse livro, como é corajosa meu Deus e se mostra capaz de governar Luna, ela e Kai são perfeitos um para o outro, ele é tão bem humorado e deixa a vida de Cinder mais leve, amei a forma que ele fez ela se sentir linda e amada e como ela o ama, sem mas. Cress é Pop, Cress é Tech, Cress é tudo, literalmente, sem essa mocinha maravilhosa tanta coisa daria errado, Amei como ela Thorne vão descobrindo esse amor lindo e como um completa o outro. Scarlet e Lobo é o casal que mais sofre, sério, meus favoritos passam por cada provação que Brasil, Marissa não sei se te perdoo pelo que você fez com Lobo, eu nem me recuperei ainda, eu sou apaixonada por esses dois, a cada cena deles eu me derretia toda.
E é oficial estou órfã das Crônicas Lunares, aff porque li tão rápido? Eu quero indicar esse livro e série, pra você que deseja emoções nostálgicas, ação e mocinhas corajosas para te inspirar, uma leitura leve que aquecerá o coração de vocês.
Ps. Iko é a melhor androide quase humana que você respeita.
Anaclara_vv @Livros_magia1 25/11/2016minha estante
Quero ler!


Laine 25/11/2016minha estante
Ahh leia vc vai amar!!!




Samira Zorkot 12/08/2017

Ao mesmo tempo que Winter foi o melhor livro da série, ele também se tornou cansativo. A história se prolongou demais e em muitos momentos se tornou frustante. É necessário ter um pouco de paciência em certos capítulos, quando interações entre os personagens parecem mais enrolação do que em si algo que acrescente na história. No entanto, a Cinder evoluiu muito como personagem em comparação ao primeiro livro da série. Acho que houve uma má divisão na representação dos personagens, pois muito deles ficaram de lado ao longo dessas 832 páginas. Provavelmente, se certos capítulos fossem mais objetivos, a história teria se tornado mais fluida.
comentários(0)comente



Luiza Helena (@balaiodebabados) 05/10/2017

Originalmente postada em https://balaiodebabados.blogspot.com.br/
"- Ela é nossa princesa perdida. E está vindo para casa.*"

Apesar de terem me avisado que Winter seria tiro para tudo quanto é lado, eu não estava preparada para a saraivada de emoções que esse livro me trouxe.

Quando Winter apareceu em Cress, eu pensei que a personagem ia aparecer fumada no glamour a história toda. Apesar de que seria engraçado, não foi isso que aconteceu. Por não usar seu poder de manipulação, Winter sofre alucinações por conta disso. Elas não têm hora pra aparecer e quando ela buga, algumas situações chegam até ser engraçadas (eu ri mesmo meu coração dizendo que era errado).

Quando está em seu estado normal, Winter é uma menina gentil, doce, de bom coração e prestativa com seus amigos sem nem pensar duas vezes. Pra mim ela tinha que ganhar o prêmio de guerreira, porque crescer tendo Levana como madrasta não deve ter sido nada fácil.

Jacin foi uma surpresa pra mim. Em Cress, teve certos momentos que eu quis meter a mão na cara dele, mas aqui vemos que ele é como modo de sobrevivência e proteger as pessoas que ama de Levana, principalmente Winter. Jacin é todo trabalhado no sarcasmo e falta de paciência (assim como eu, ele não tem paciência pra quem está começando).

Com Winter, Jacin vira uma pessoa completamente diferente. Eu comentei com uns amigos que o estoque de paciência dele todo vai para a princesa. Nos momentos que estão juntos, percebe-se o quanto ele a ama e que faria sim de tudo para protegê-la das garras de sua madrasta. Ao mesmo tempo, ele sofre pelo fato de que nunca poderia ter nada com Winter, já que ele é somente um guarda.

No fim das contas, Jacin finge não se importar com ninguém justamente por se importar demais e ter medo que Levana os use contra ele. Winter e Jacin são daqueles casais feitos um para o outro e que se completam. Na verdade, todos os casais dessa série são assim, mas acho que esse é o que fica mais evidenciado.

"- Jacin. - disse, com um sorriso trêmulo. - Você deve saber. Não consigo me lembrar de uma época em que não amava você. Acho que essa época nunca existiu.*"

Falando nos casais, os outros que me perdoem, mas o prêmio de melhor casal vai pra Thorne e Cress. Os dois são a personificação de não saber como conviver com @ crush e esconder seus sentimentos. Era engraçado ver que todo mundo sabia o que eles sentiam, mas os dois eram bem ceguetas para repararem em si.

"- Um dia desses, quero abrir os olhos e ver você.* "

Personagens que ganharam o prêmio de crescimento são Cinder e Kai. É bem visível a evolução dos personagens desde o primeiro livro. Cinder deixou de ser aquela garota temerosa ao assumir e aceitar seu passado, voltando pra Luna para tomar o que é seu de direito e dar um novo futuro para seu povo. Kai parece mais seguro e confiante na posição de imperador, também disposto a fazer sacrifícios para livrar a Terra das mãos de Levana. (E quando falo sacrifício, é sacrifício mesmo)

"- O reinado de Levana está chegando ao fim. Eu voltei para recuperar o que é meu.*"

Casal que leva o prêmio Maria do Bairro feat Paulina de sofreguidão é Scarlet e Wolf. Gente, dona Marissa tirou eles para palito viu? De todos os casais, meus bolinhos passaram por trancos e barrancos e mais sofreguidão. Apesar da esperança do final feliz para todos, não foi fácil aguentar tudo o que eles passaram sem sofrer muito.

"- Você é o único, Ze’ev Kesley. Sempre vai ser o único.*"

Falando em sofrer, acho que essa palavra resume bem a história. O bondinho passa boa parte do livro se separando que fica difícil focar em outra coisa, a não ser que eles voltem a ficar todo mundo junto bonitinho. Como uma amiguinha falou na DM do instagram, a gente passa mais tempo rezando para que eles se reencontrem do que torcendo pela queda da Levana.

Falando na Paola Bracho de Luna, Levana está ENSANDECIDA nesse livro. Todos sabíamos que ela não iria cair sem lutar, mas olha… era cada estratagema, cada reviravolta que essa mulher aprontava que eu não sabia mais nada do que esperar do livro. Chegando na reta final - principalmente em um certo capítulo -, eu já estava desfalecida, sem saber o que esperar, só torcendo pra todo mundo ficar vivo. A próxima imagem reflete bem os meus sentimentos.

O final não foi nem perto do que imaginei que seria, mas ainda assim foi do meu agrado. Todos os casais, de certa forma, tiveram seu final feliz. O que mais me agradou foi justamente o toque de realidade neles, principalmente o final feliz de Kai e Cinder.

Quando comecei a ler Cinder, nunca ia imaginar o rumo que essa história tomaria. Em Scarlet já é perceptível a evolução da escrita da Marissa, em Cress vemos a história se expandir, mas nada disso me para os tiros do começo ao fim em Winter.

Marissa pode muito bem ter começado a escrever As Crônicas Lunares como releituras de certos contos de fadas. Entretanto, no fim das contas, ela escreveu uma história original, envolvente, com personagens marcantes. A diferença entre os contos e essa história é que as princesas não precisam de um príncipe para serem salvas e os príncipes não são 100% perfeitos, mas ainda assim são encantados.

Leia mais resenhas em https://balaiodebabados.blogspot.com.br/

site: https://balaiodebabados.blogspot.com.br/2017/10/resenha-211-winter.html
comentários(0)comente



Laura - @booksfera 08/03/2020

Um final de tirar o fôlego para uma saga perfeita. Quero algum dia fazer alguém sentir através das palavras o que Marissa Meyer conseguiu me fazer sentir com esse e todos os livros de As Crônicas Lunares.
Fiquei em alerta do começo ao fim acompanhando tudo que acontecia com os personagens. Cada detalhe perfeitamente encaixado. Me sentindo completa ao terminar essa jornada.
comentários(0)comente



20 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2