O último dia de Outubro

O último dia de Outubro Karen Alvares




Resenhas - O último dia de Outubro


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Blog Stalker Literária 21/01/2016

Nunca visite um serial killer na sua data favorita do ano...
Quando falo algo sobre a Karen não posso deixar de citar como ela é uma brilhante escritora do gênero terror, aqui no blog já várias resenhas dela, que deixo os links pra vocês conferirem (em destaque o conto Ninguém): Alameda dos pesadelos, Ninguém, Inverso.

Quando recebi a proposta da Editora Draco para resenhar um dos contos da autora, fiquei muito feliz em ver que os que estavam disponíveis eram de terror, e fui logo pedindo O último dia de Outubro, pois imaginei que seria algo bem macabro e que alguém ia se dar mal…

Me surpreendi com esse conto, tenho que admitir, e olha que tinha altas expectativas. Karen cria uma história de cerca de 18 páginas onde você consegue ficar apreensivo ao ser exposto tão amplamente a mente de um serial killer, que é altamente controlador e tem todo um padrão e propósito ao escolher suas vítimas.

Emílio é lúcido, rico e idoso, e isso torna todo o clima da leitura muito mais apavorante, pois convenhamos, uma pessoa assim é a última que você desconfia que matou 30 pessoas, e ainda por cima conversa abertamente sobre a beleza das suas ações.

O último dia de Outubro não é nada cheio de sangue ou vísceras, e muito menos ao estilo “doces e travessuras”. A autora mostra como é um serial killer, e que velhos hábitos nunca mudam, principalmente quando é sua data favorita do ano…

Se você quer conhecer a escrita da autora, essa obra é uma ótima iniciação, Karen vai te deixar apreensivo, com medo, e no final te lembrar que nunca se deve visitar um serial Killer na data em que ele cometeu assassinatos durante 30 anos…

site: http://www.gordinhaassumida.com.br/2016/01/o-ultimo-dia-de-outubrokaren-alvares.html
comentários(0)comente



Thainá 14/01/2016

Surpreendente
Nesse conto acompanhamos um médica entrevistando Emílio Bianco, um assassino em série que transforma suas vitimas em verdadeiras obras de artes. Agora mantido preço em uma clinica psiquiátrica.

"Aquele homem dava as cartas do jogo. E ele parecia estar bastante ciente disso."

É um terror voltado para a mente do assassino, podemos vê o porquê dos acontecimentos, da escolha das vitimas. Não tem sangue é sim argumentos, você fica completamente envolvido pelo suspense.

" Aquele homem era interessante, tão interessante quanto aterrorizante e perigoso."

A escrita da autora é maravilhosa, daquelas que quando começa não consegue mais largar e quando vê já está no final e que final, SURPREENDENTE, que deixa qualquer um sem fôlego.
Super recomendo não só esse conto, como a Autora, uma simpática que escreve maravilhosamente bem.


site: Colhendo-sonhos.blogspot.com.br
comentários(0)comente



melissa 16/02/2015

Thriller psicológico
http://livrosdefantasia.com.br/2014/10/31/especial-dia-das-bruxas-o-ultimo-dia-de-outubro/

Emílio Bianco é um serial killer. E como todo serial killer, as mortes que pratica são meticulosamente planejadas e executadas. Atualmente internado numa instituição psiquiátrica, Emílio tem ao todo 30 mortes para pesar em sua sentença. Mas ele tem ainda uma em mente e o último dia de outubro se aproxima. Um ótimo thriller psicológico, esse é daqueles contos que nos deixa com um frio na espinha.

Esse foi o primeiro conto da Karen Alvares que li. “O Último Dia de Outubro” fez parte de um projeto que nós duas participamos anos atrás (que não engatou, mas que foi decisivo pra nossas carreiras) e foi assim que conheci a escrita criativa da Karen (antes, só a conhecia das fanfics). E fiquei completamente viciada. Eu me lembro até hoje da sensação que tive, do nervosismo e da ansiedade, ao ler esse conto, ainda em sua primeira versão. Veja bem, se tem uma coisa que eu evito com todas as forças é história de serial killer (eu sou uma pessoa que se recusa a assistir O Silêncio dos Inocentes, justamente porque passo mal só de imaginar), então tive que reunir minha pouca coragem literária pra me aventurar nessas páginas. E não me arrependi. Não é a toa que nesse Halloween decidi reler essa história e contar pra vocês um pouco sobre ela.

O leitor acompanha uma médica psiquiatra que decide visitar o Hospital Psiquiátrico Santa Amélia a fim de conduzir uma entrevista com o notório serial killer Emílio Bianco. Já nas primeiras cenas o leitor sente que há algo incômodo no local, na médica e nos funcionários, e quando finalmente encontramos o serial killer, tudo piora. Ao invés de um homem perturbado e louco, encontramos um senhor bastante lúcido e pragmático. O que pra mim é sempre mais assustador. Saber que alguém aparentemente normal no fundo é um psicopata sádico.

Emílio discorre tranquilamente sobre seus crimes, que ele chama de “obras de arte”. Isso porque cada morte é feita à imagem de alguma pintura ou escultura. Aos poucos o leitor vai percebendo como a médica é ingênua e aquela terrível sensação de que algo vai acontecer é o que nos prende na leitura de “O Ùltimo Dia de Outubro”. Não vou contar mais nada, vou deixar vocês lerem.

Por ser o primeiro conto da Karen, é possível perceber uma certa imaturidade de escrita, mas seu estilo de terror psicológico que nos deixa tão perto das suas personagens já está lá. Recomendo essa leitura, que dá pra ser feita numa única sentada, nessa noite de Dia das Bruxas. O conto está em promoção na Amazon por apenas R$2,20!

site: http://livrosdefantasia.com.br/2014/10/31/especial-dia-das-bruxas-o-ultimo-dia-de-outubro/
comentários(0)comente



SAMUEL 23/09/2014

Quem avisa amigo é
Quem conhece meus hábitos de leitura, sabe que Karen Alvares é uma das minhas autoras prediletas (senão A Predileta). Pois a Karen é uma escritora daquelas que só não gosta quem não leu, como um brigadeiro, ou um feriado prolongado. Seus escritos são viciantes, e, após um primeiro contato, é recomendável experimentar pelo menos uma vez por mês, para evitar efeitos colaterais indesejados. Pois bem, a minha leitura obrigatória do mês foi do conto, lançado pela Editora Draco, O último dia de outubro.

Esse conto é o primeiro texto da autora que leio onde surge a figura de um Serial Killer, um tema que muito me atrai, (devido minhas tendências psicopáticas, talvez), por isso ele furou uma extensa lista de leitura.

Nesta curta história, acompanhamos uma médica que se encaminha para uma conversa com Emílio Bianco, um cruel assassino em série que agora é mantido enclausurado em uma prisão psiquiátrica. Não convém tratarmos do enredo, pois é um texto curto, que quando você começar a ler nada mais vai existir até que chegue à última palavra do conto.

Aquilo fazia algum sentido para a doutora. Afinal, todas as pessoas que foram mortas pelas mãos daquele homem, no final de suas vidas, tornaram-se bizarras obras de arte.

Mais uma vez, Karen mostra como escrever horror sem ser gore. Não há sangue, não há vísceras, não há violência, mas, ainda assim, é uma história aterradora. A escrita é impecável e super fluida. Não há excesso nem economia de palavras, tudo está onde deve estar. Toda a narração é muito instigante, e chega a causar um leve angústia.

O desfecho é agradavelmente sinistro, como todo bom conto de horror deve ser, e deixa o leitor na vontade de ter mais daquilo. E minha única reclamação é o tamanho do conto, por que uma escrita tão gostosa quando a da Karen sempre deixa um gostinho de quero mais quando acaba.

Recomendo a qualquer leitor de bom gosto.


site: http://meumundinhoficticio.blogspot.com/2014/09/resenha-o-ultimo-dia-de-outubro-karen.html
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4