Uma Página de Cada Vez

Uma Página de Cada Vez Adam J. Kurtz




Resenhas - Uma Página de Cada Vez


45 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Robson 26/08/2014

Um livro diferente, cheio de surpresas e totalmente motivacional!
Eu nem mesmo sei se posso considerar esta postagem uma resenha, mas quero comentar um pouco sobre Uma Página de Cada Vez, o lançamento interativo da editora Paralela.

Por não ser uma resenha comum, ela vai ser dividida em tópicos para que vocês possam entender bem o que eu gostei deste livro que trás uma proposta bem parecida com Destrua Este Diário, mas que consegue superar seu concorrente magnificamente.

Conteúdo:
Sim, eu li o conteúdo inteiro de Uma Página de Cada Vez, sem fazer nenhuma das atividades que o livro pede. Posso dizer que já me senti motivado a realizar as tarefas e várias delas me emocionaram e fizeram refletir sobre a vida.

Esse é o maior intuito do livro, fazer com que a pessoa que está lendo/escrevendo nele reflita sobre o seu dia-a-dia durante um ano inteiro (por isso o título Uma Página de Cada Vez). Diferente do seu concorrente, o objetivo deste livro é que o leitor reflita, coloque para fora aquilo que o está incomodando. Eu achei isso simplesmente magnifico, nem sempre conseguimos desabafar algumas coisas, nem mesmo com nossos melhores amigos e Uma Página de Cada Vez dá essa oportunidade.

Em algumas páginas ele pede sim para ser destruído, mas não com o objetivo banal de ser destruído sem intuito nenhum. Ele deixa bem claro que, se você precisar externar um sentimento ruim, é simples, rasgue a página e espalhe os pedacinhos.

Vocês perceberam que eu estou me referindo ao Uma Página de Cada Vez como um ser real, né? Pois é, ele dá essa sensação de companheirismo ao leitor.



As Tarefas:
Como eu citei acima, em alguns momentos o livro pede que você destrua algumas páginas, mas ele deixa bem claro que você faz se você quiser. Nada como o concorrente, que você basicamente tem que destruir, riscar e rasgar o livro inteiro.

As atividades propostas em Uma página de cada vez consistem em, basicamente, escrever. E eu gostei bastante disse, ele serve como um exercício para praticar a escrita, ao mesmo tempo que para desabafar.



O Intuito:
Uma coisa que eu percebi logo de cara, é que o autor deste livro interativo tinha em mente algo que nos afastasse um pouco da internet. Eu gostei bastante disso, pois quem gosta daqueles posts quilométricos de desabafo no facebook? Eu não gosto, mas confesso aqui que já fiz alguns.

Esse é o ponto, ele dá a oportunidade de você desabafar em suas páginas, para que você não precise correr para uma das suas redes sociais e chorar as pitangas.



Bom, eu disse que essa postagem seria diferente, não? Pois é, não sei se considero como uma resenha ou não, mas tenham em mente que é impossível dar uma nota de zero a cinco para este livro, afinal ele será extremamente diferente para cada leitor.

Eu pretendo iniciar as atividades de Uma Página de Cada Vez no inicio do próximo ano, para ficar um ano redondinho, mas se algum de vocês compra-lo e começar a fazer as atividades, compartilhem fotos conosco!

site: http://www.perdidoempalavras.com/resenha-uma-pagina-de-cada-vez-adam-j-kurtz/
Giovanna 26/08/2014minha estante
Quando vi esse livro pensei que era um "destrua este diário 2" haha mas você traduziu exatamente o que eu achei deste livro, muitas tarefas me fizeram pensar na vida... em como as coisas tem se encaminhado, sabe?
Eu realmente gostei muito, comprei o meu na Bienal e espero começar em breve apesar de ter a mesma vontade que você e iniciar no começo do ano para dar certinho! Quando fizer algumas tarefas eu compartilho no facebook :)


Robson 26/08/2014minha estante
Compartilhe mesmo Giovanna, eu quero começar certinho, mas ao mesmo tempo já quero fazer tudo agora e de uma vez só hahahahahahah




Adriano 23/08/2014

Um livro que exercita a criatividade, a escrita, a reflexão, introspecção. Um mergulho no ''eu''.
Numa tarde como outra qualquer recebo um e-mail da Editora Paralela me oferecendo a prova do livro 1 Página de Cada Vez, escrito pelo criativo e publicitário Adam J. Kurtz. O livro será lançado mundialmente na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, em outras palavras, eu sou um dos primeiros leitores a lerem todo o livro no mundo. Desculpa, mas estou me sentindo importante!

Fiquei esperando ansiosamente para que o carteiro entregasse o meu exemplar prova e nada disso acontecer. Essa demora se prolongou por muitos dias! E eis que hoje, pouco antes do almoço ele chegou. Quase que não almoço de pressa em conferir quais atividades ele me proporcionaria. Muitas expectativas positivas sobre esse livro e confesso honestamente que todas foram superadas.

Apesar de caminhar pela mesma categoria de Destrua este diário, escrito por Keri Smith, o lançamento 1 Página de cada vez percorre um novo trajeto ao propor a criação de um diário único e com tarefas para serem cumpridas nos 365 dias do ano. Eu comprei o "Destrua" ano passado e apesar de ter cumprido várias tarefas, algumas eu não conseguia por achar idiota até para uma criança. A impressão de quem conhece as duas obras é: na primeira prega-se a destruição e no segundo, prega-se a construção e o exercício de criatividade e introspecção.

Vejo que 1 Página de cada vez é um diário mesmo. Daqueles em que você confessa seus medos, suas angústias, sonhos sem medo de ser julgado ou reprimido. Já o Destrua este diário nada mais é que destrua este livro. Eles são muito diferentes. Metaforicamente explicando: destrua este diário seria aquela criança birrenta que dá trabalho e faz calundu por qualquer coisa. Já 1 Página de cada vez seria aquela criança comportada, inteligente e que você admiraria. Deu pra entender?

Confesso que 1 Página de Cada Vez "humilha" o Destrua este diário, porque ele é mais maduro, consciente, reflexivo, intrigante e criativo.
Suas tarefas são divertidas e nos leva a mergulhar em nós mesmos, numa busca por quais são, de fato, nossos medos? O que eu não gosto que as pessoas saibam sobre mim? Quais são os meus sonhos? Como eu me comporto quando estou conhecendo aquela pessoa especial? Quais minhas inseguranças? O que dizer para quem duvida de você? O que eu faço quando estou pra baixo?
Perceberam que os pronomes giram na 1ª pessoa do singular? Exatamente, é um livro que exercita o "EU".

Nessas construções, imagino que cada um teria uma relação diferente com o livro. Eu mesmo, já me apeguei e é muito bom sair escrevendo nele sem ser repreendido. Nunca tive diário porque tinha medo que alguém lesse o que eu escrevia porque se iniciasse a fazer isso, eu seria sincero e contaria tudo, portanto, não queria ver alguém lendo.
Aqui, somos postos a refletir em pontos interessantes, por exemplo: como estamos levando a vida? Somos felizes? E a alma-gêmea? E nos últimos três meses? Qual a nossa melhor característica? E quando tudo dá errado?

Ele nos mostra que a tristeza vai vir, mas nesse dia a gente escreve nele e grita ao mundo pra extravasar e ficará tudo bem. Ele nos evidencia que sempre haverá um dia após o outro. Que devemos contar até 100 (ou 200) para diminuir a raiva. Que devemos aproveitar os momentos felizes. 1 Página de Cada vez é um exercício para trabalhar a autoestima e conhecer mais de si mesmo e da vida.

A minha impressão em muitos pontos da narrativa é a proximidade que o livro cria com o leitor. Ele confessa certas coisas em letrinhas miúdas que você se sente amigo dele. E isso é o legal sobre 1 Página, ele dialoga com você e nas últimas páginas, você sente o clima de despedida. Ele vai se despedindo pouco a pouco, porque teoricamente deveríamos passar um ano com o livro (é mais do que óbvio o surgimento de apego e afeição ao livro/diário). Numa página ele diz assim: estou tentando continuar positivo, mas dizer adeus é sempre tao difícil.

O Adam fez um trabalho maravilhoso ao escrever esse livro. E a Editora Paralela, ao publicá-lo em terras tupiniquins. Recomendo a leitura para quem gosta de diários e refletir sobre si, sobre a vida, sobre suas escolhas e atitudes. Quem gosta de destruir livros não gostará desse porque aqui se exige mais da criatividade e da reflexão aliada a escrita. Vale muito a pena permitir se conhecer e relembrar fatos interessantes sobre a vida.
Gostei muito mesmo!! *0*

Agradeço a Editora Paralela por ter me enviado o livro e convido todos vocês a conferirem mais das minhas criações, no instagram do blog, visitando @adriianoneeves. Todas as fotos serão sinalizadas com a hashtag: #1Pagina

P.s.: NÃO SOU NADA CRIATIVO. Portanto, relevem as minhas criações! O importante é participar da brincadeira!!

site: http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/2014/08/resenha-1-pagina-de-cada-vez-adam-j.html
Maíra 24/08/2014minha estante
Estou tão ansiosa para adquirir ele! Pena que vai demorar a chegar aqui na cidade. :(


Mi 03/09/2014minha estante
Ansiosa com a chegada do meu...
Não vejo a hora de te-lo em minhas mãos.


Adriano 13/09/2014minha estante
Mi e Maíra, tomara que consigam logo e possam brincar bastante com o #1Página


Adriano 13/09/2014minha estante
Ivie, muito obrigado pelo carinho, flor. Adquira mesmo e comece a refletir e criar laços de amizade com o livro. Espero que goste muito da experiência!


Gu 14/09/2014minha estante
Adorei esse livro e já quero ler. Livro foda resenha linda
Abç


Caroline 19/11/2014minha estante
Ganhei pelo sistema de sorteios do Skoob e agradeço a editora por ter me enviado o livro, como já dito aqui, ele nos faz pensar, analisar as coisas da vida e fazer listas! credo que demorei...não sou criativa, nunca escrevi diários, foi uma experiência legal.


Loh 17/12/2014minha estante
oi td bem? eu me dei de presente o 1 página e não vou esperar até o natal ou o próximo ano pra começar. O único problema é q não sei onde ele realmente começa. se é na primeira coisa escrita :"esse livro pode ser qualquer coisa...um amigo, um calendário, etc" ou naquela parte que pede pra vc fazer sua "inscrição". sei que é uma pergunta idiota, mas precisava faze-la.




Iscferreira 11/04/2020

Inusitado
É um livro bem diferente que nos faz refletir sobre a vida. Há páginas que trás conforto ao preenchê-las, além de incentivar a criatividade
comentários(0)comente



Ezequiel 29/09/2014

Livro pra quem gosta de escrever, desenhar, colar e refletir.
Fiquei meio apreensivo do livro ter uma "pegada" meio que Destrua este Diário, mas logo nas primeiras páginas já vi que era bem diferente e bem melhor que o livro destruição criativa da Keri Smith.

Adam J. Kurtz nos estimula mais mesmo a escrever sobre o que está sentindo, como quer se sentir, o que te incomoda e o que já te incomodou.

O que me deixou incomodado foi fazer uma página por dia ou uma página de cada vez. Eu sei, eu sei, o livro se chama Uma página de cada vez, mas tinha momentos que eu não queria escrever o que estava sendo proposto para o dia, então resolvi não seguir a regras e fui escrevendo/desenhando/colando nas páginas que eu quisesse e em várias páginas em um só dia, porém logo a consciência pesou e pensei "- Oh não, quebrei as regras do autor, estraguei a magia do livro, eu sou v1d4 l0k4 demais para fazer uma página de cada vez!"

Achei o Twitter do autor o Adam J. Kurtz e tive a brilhante ideia de mandar um tweet para ele, então mandei um tweet perguntando se eu tinha que fazer uma página por dia e se tinha que ser em sequência e o Adam (Ele é um gatinho, só para deixar destacado aqui. Eu já falei isso pra ele e ele até curtiu. Haha) me respondeu que era para mim ser livre e fazer do jeito que eu me sentisse melhor. Esse autor é um amor gente!

Cheguei em outra página onde tinha que colar dinheiro e não a fiz até agora, pois a grana está curta e não dá para sair colando notas de cinco reais e de um real (Esqueceram de avisar aos tradutores ou editores aqui do Brasil que não existe mais nota de um real no Brasil. Hahaha) dinheiro em livros, né?!

O livro pode não ser tão parecido com Destrua este Diário, mas tem sim suas páginas de destruição onde você tem que cortar, colar, rabiscar coisas que a primeira vista não parece produtivas como uma página onde o único objetivo é ligar pontos em forma aleatória.

Conclusão: O livro é uma ótima forma de passar o tempo e refletir sobre sua vida. O autor é super fofo e ama interagir com os leitores brasileiros. Seus amigos ficarão morrendo de vontade de preencher páginas do seu livro então tome cuidado e preencha as páginas que tem como atividade você fazer um texto ou desenho e entregar para eles. Sim, o livro tem páginas que você terá que desenhar, escrever ou simplesmente colar algo nelas, arrancar e dar de presente a um amigo. :3
comentários(0)comente



kit kat 13/11/2014

"Nunca esqueça: você é literalmente uma peça. Ria de ser uma peça e lembre-se de que todo o resto do mundo também é uma."
Geralmente reservo os dois primeiros parágrafos das resenhas para descrever um pouco da história do livro, como uma pequena sinopse. Mas dessa vez terá de ser um pouco diferente, pois "1 página de cada vez" não tem realmente uma história......................... Ok, isso obviamente não é verdade. A história nesse livro (ou diário, lembrança, calendário, amigo) é a sua história. Sim, a sua história (você mesmo), para você completar durante um ano com as suas aspirações, dias bons e ruins, ingressos de cinema e boas ações, tudo isso recheado de muita criatividade e imaginação.

"Aconteça o que acontecer, sempre haverá pizza."

As tarefas em "1 página..." variam. Destruir não é a intenção, apesar de que em alguns momentos o autor irá reforçar que é só papel, então melhor já deixar separado pelo menos uma tesoura e não ter medo de usá-la. Criar já é uma parte da intenção, pois você vai se deparar com páginas mais abstratas, como uma que possui apenas uma mensagem de obrigado, aí vai ficar a critério da sua imaginação escolher como preencher uma página assim. Mas acima de tudo, a intenção do livro é estar ali para você, como um amigo que você pode contar em qualquer hora.

Muitas das tarefas terão mais a ver com a autoajuda. Mas não essa autoajuda encontrada nos livros classificados como tal. É uma autoajuda construída por você mesmo, seja na carta que você precisa escrever para o seu eu daqui a um ano, seja nas frases de incentivo para continuar seguindo. Segredos serão ditos no escuro, declarações bêbadas ficarão só no papel e assim vai. Completar o diário é uma trabalho de total entrega pessoal e mesmo que você estagne em alguma tarefa maluca, segue em frente, volta nela depois. Não tem obrigação de seguir na ordem.

"Quando a vida fecha uma porta, ela abre uma janela. Mas se a porta não estiver trancada, não tem motivo para você simplesmente não abri-la sozinho, certo?"

Para aqueles que gostam de desenhar, "1 página..." é um presente ideal. As páginas amareladas não deixam vazar muito a tinta para o outro lado, mas a tarefa mais difícil mesmo (pelo menos para mim) é desenhar nas páginas esquerdas, por conta da lombada :( E para que não curte desenhos, dá para fazer montagens, colagens ou o que quer que a sua mente inventar. O livro, claro, será bastante interativo, para exaltar a sensação de que tem alguém ali do seu lado.

A interatividade também irá passar para as redes sociais, já que em algumas páginas você será intimado a compartilhar o seu conteúdo com a hashtag #1pagina. Aqui vale um aviso: se você for checar a hashtag, irá encontrar diários incríveis, desenhos perfeitos e muita criatividade. Não se deixe intimidar por eles, se você for uma pessoa que não saiba desenhar ou não se considera uma pessoa criativa.

O "1 página..." é o seu diário, a função dele é te ajudar de alguma forma. Um diário feito de bonecos de palito será tão perfeito quanto qualquer outro, porque o Adam J. Kurtz não criou um campeonato, mas sim uma inspiração. Self-inspiration, de você para você. Então quaisquer que sejam as suas habilidades criativas, desafie-se a completar o diário naqueles momentos que você sentir que precisa dele (e também naqueles que cof cof a aula estiver muito chata e desenhar sinais de wi-fi pela página toda seja mais interessante) e eu tenho certeza de que não irá se arrepender.

Ainda não terminei o meu e também a rotina de universitária não permite que eu complete uma página por dia, mas já amo esse pequeno livro amarelo e o considero uma parte de mim mesma, e que quando estiver totalmente completo vai ser com certeza uma daquelas coisas que você guarda na caixa de lembranças para nunca esquecer. Então, para quem está procurando algo diferente e mais desafiador e para quem quer "viajar" em si mesmo, corre para a livraria mais próxima, porque é a sua oportunidade de ver um pedaço da sua história em um livro ;)

site: http://www.bibliophiliarium.com/2014/11/resenha-1-pagina-de-cada-vez.html
Léo 14/11/2014minha estante
Adorei a resenha. Comprei o livro esses dias e estou esperando o dia 30 de Novembro para começar. É o dia do meu aniversário de 22 anos, e começando no dia que faço 22 eu termino exatamente no dia em que faço 23! :)


kit kat 19/11/2014minha estante
Poxa, Léo, que legal! Feliz aniversário já adiantado! Torcendo para que você se divirta muito construindo o seu diário ;)




C. Aguiar @coelhoobrancoo 24/01/2015

Eu foliei o livro inteiro antes de começar a fazer algumas tarefas propostas no mesmo. Ele é completamente interativo e possui instruções bem simples de como o leitor deve agir em cada tarefa proposta, mas isso não quer dizer que você tenha que ser "mecânico" no que está fazendo, ou seja, se solte.

O livro é feito para soltar todo o lado criativo de quem o possui e nos faz refletir sobre pequenas ações, como foi seu dia e os sentimentos que você está sentindo no momento. Para isso você tem que expressar cada coisa de forma única, e ir preenchendo o livro na ordem que você achar melhor.

A grande maioria das atividades do livro consiste no simples ato de escrever ,mas claro que existem aquelas que dizem para você destruir a página (caso ache necessário). O livro não se parece nenhum pouco com destrua este diário e para os leitores que ficaram com receio de adquirir pensando que é a mesma coisa, não precisam se preocupar!

Vale a pena dar uma conferida no livro e apesar do medo de alguns devido a febre de livros interativos eu tenho certeza que este livro cumpre seu papel e para aqueles que amam escrever não podem deixar de perder essa oportunidade.

site: http://www.seguindoocoelhobrancoo.com.br/
comentários(0)comente



larissasenezio 12/08/2017

Este livro em forma de diário vem com a proposta de destrancar nosso potencial criativo, estimulando ações que não faríamos por vontade própria, tais como: mandar um cartão postal pra um amigo distante, comer num restaurante pra colar a conta, escrever ou desenhar nossos sentimentos mais sinceros e o que estamos aprontando, fazer tabelinhas, playlists e listas... É uma infinidade de tarefas simples a serem concluídas e registradas, mas que podem transformar nosso cotidiano. Uma página por dia é o ideal. Este livro ainda está no início para mim, mas sei que com o passar do tempo ele se tornará mais do que um livro, será uma linda recordação dos meus dias atuais. Está entediado? Este livro pode te ajudar.
comentários(0)comente



06/05/2015

Excelente.
É o típico livro que você se empolga e quer logo fazer todas as atividades. Particularmente eu achei sensacional.
Estimula a criatividade de maneira fantástica, te faz pensar muito além. Eu recomendo.
comentários(0)comente



Vick 12/02/2015

Escreva tudo o que está incomodando você, depois simplesmente vire a página
1 Página de Cada Vez, Adam J. Kurtz, é um diário divertido com 365 páginas para você soltar a imaginação, extravasar a alegria e espantar a monotonia. Seguindo no mesmo estilo de Destrua este Diário, o leitor encontra diferentes tarefas que o encoraja a escrever, desenhar, refletir e compartilhar ideias. Que tal aquela pausa para o café ou um descanso para a mente enquanto se diverte com esse diário nada convencional?
Logo de cara, quando abri o 1 Página de Cada Vez, cai numa página que dizia "Isto Pode Ser Qualquer Coisa". E realmente o livro pode ser qualquer coisa que você quiser: um diário, uma agenda, um caderninho de rabiscos, um brinquedinho lúdico, um psicólogo, um conselheiro... ;-)
Basta usar a criatividade!

Nele você pode escrever sobre coisas as quais gosta ou que lhe incomoda. Criar uma playlist que ama - ou odeia. Batizar um sanduíche, desenhar um bolo ou descrever sobre os ingredientes. Simplesmente rabiscar e rabiscar e rabiscar. Amassar uma página - ou quem sabe rasgar! Colar coisas no diário, escrever uma carta para o seu "eu" do futuro, desenhar bananas, ligar pontinhos, colar um mecha do seu cabelo, fazer um check-list de viagem entre tantas outras ideias. O que não falta em cada uma das 365 páginas é bom humor e criatividade para completar cada dia do ano ;-) (o difícil é se segurar para não preencher mais do que uma página!)

CONFIRA A RESENHA COMPLETA NO BLOG DO PAIXÃO POR LIVROS

site: http://paixaoporlivros-vick.blogspot.com.br/2014/11/1-pagina-de-cada-vez-adam-j-kurtz.html
comentários(0)comente



Marcos Pinto 22/11/2014

Diversão garantida
Eu nunca tinha lido/feito um dos livros chamados interativos, mas sempre tive uma vontade imensa, pois me parecia uma experiência única. Quando surgiu a oportunidade de ter em mãos 1 página de cada vez, aceitei com um sorriso no rosto e, hoje, digo apenas duas coisas: eu não me arrependi e essa obra é melhor do que terapia.

1 página de cada vez é o primeiro livro de Adam J. Kurtz. E, posso dizer, com toda certeza, que ele não poderia ter estreado de forma melhor no mundo literário. A sua/nossa obra é cativante e deixa o leitor/artista com vontade de chegar em casa logo para se divertir fazendo mais uma de suas páginas.

Ainda não fiz todas as atividades do livro, até porque, como diz o título, não se deve fazer tudo de uma vez. Porém, já li todas as páginas e suas instruções. Isso me fez gostar ainda mais da obra, pois me fez perceber que o objetivo é levar o leitor ao autodescobrimento e, além disso, fazem com que ele goste de si mesmo do jeito que é.
E, exatamente por isso, esse livro beira ao terapêutico. Além do autodescobrimento, ele também te proporciona paz, sossego e te livra do estresse. De verdade: não há nada mais relaxante que chegar em casa do trabalho e ir fazer uma página. A mente voa, as preocupações evaporam e você se sente novo.

Por isso e tudo mais, eu mais do que recomendo o livro. Seja mais feliz, menos preocupado e, até mesmo, menos ciumento com seus livros: leia, faça, pinte, desenhe, poetize, construa-se 1 página de cada vez.

site: http://desbravadoresdelivros.blogspot.com.br/2014/11/resenha-1-pagina-de-cada-vez.html
comentários(0)comente



Marcos 02/12/2014

Quando recebi o exemplar de 1 Página de Cada Vez a primeira coisa que pensei era que se tratava de mais um livro para rasgar, riscar e danificar, estilo Destrua Esse Diário. Para minha surpresa, ao folheá-lo percebi que na verdade ele segue o formato de um diário mesmo, como um caderno em que pudéssemos escrever aquilo que nos foi pedido.

Sendo bem sincero, eu nunca via graça nesses livros interativos, em que a pessoa deve cumprir as tarefas e ir "completando" o livro. Mas esse título me fez repensar bastante. Primeiro pela proposta: fazer uma tarefa por dia do ano, de modo que aquilo fizesse algo melhor a você, à sua vida ou simplesmente colocasse um sorriso no seu rosto. E isso é bem legal. O Adam J. Kurtz conseguiu criar uma linguagem que conversasse com diferentes pessoas, de diferentes sexos e idades, de forma igualitária. Além do que, é como se estivéssemos o tempo todo conversando com um amigo ou alguém muito próximo, é bem divertido.

Outra coisa que me incomodava era o fato de riscar um livro. Para mim livros são quase sagrados. Às vezes eu fico com pena até mesmo de colar uma flag numa página, imagina ter que escrever em uma?! O momento de começar o 1 Página foi muito marcante para mim por conta disso. Quando coloquei a caneta na página e comecei a riscar o livro (coisa completamente impensável para mim), passei por uma sensação bem diferente, até mesmo um pouco libertadora mesmo. Dali em diante me deixei levar pela emoção e comecei a fazer as atividades sem pena, aliás, até mesmo com um certo prazer em escrever.


As atividades variam desde situações simples, como escolher os sabores de pizza que você mas gosta, até atividades mais reflexivas sobre você e sobre o meio ao seu redor. Ainda não completei o livro todo, pois tem muita coisa pra fazer. Mas, avancei bastante pra conseguir fazer a resenha e postar algumas fotos pra vocês.

É isso aí, gente. Minha primeira experiência com livros interativos foi bem legal e me fez tirar parte do preconceito que eu tinha em relação ao formato.

site: http://capaetitulo.blogspot.com.br/2014/12/resenha-1-pagina-de-cada-vez-de-adam-j.html
comentários(0)comente



Iris 05/09/2016

Maravilhosa
achei tudo muito lindo
comentários(0)comente



DaviBook's 10/04/2015

1 página de cada vez
"Uma página de cada vez" é um livro muito interativo com atividades direcionadas ao leitor. Há solicitações no livro que parecem um pouco sem objetivo, mas a outras que são muito terapêuticas. O livro dispõe de 365 atividades e traz com ele a proposta de que o leitor realize uma a cada dia, (como comentário pessoal, eu fiz muitas atividades em um mesmo dia, afinal de conta é quase impossível não se prender as atividades,o livro é bem legal,rs) finalizando assim seu processo no fim do ano. •DaviBook's•
comentários(0)comente



ana_artnic 09/08/2020

Uma descoberta de cada vez
Este livro é realmente incrível, eu comprei achando que seria uma variação de "Destrua o seu diário", comecei a ler, tinha uns treze anos na época, ia fazendo as atividades que considerava mais legais e tal... Abandonei o livro.
Domingo, tarde insossa, revisitei minha prateleira e peguei aquele livro amarelinho e o folheei novamente. Acredito que na época que o comprei, não tinha maturidade o suficiente para entender a sua genialidade, de demonstrar o que há de interessante e mágico em sua rotina e a possibilidade de tirar um tempo do seu dia para simplesmente registrá-la!
Agradeço por não ter sido uma variação de "Destrua este diário", pois os ganhos foram muito maiores❤
comentários(0)comente



Schumi 06/04/2015

A cada página gosto mais deste livro,
Muito legal e criativo, cada página tem sua beleza especial.
Adorei mesmo.
comentários(0)comente



45 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3